FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

24. Quatro Simples Letras


Fic: Ex-grifinória: A história de Gina Weasley


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/a: Para variar, perdoem a minha lerdeza, mas ultimamente eu andei meio ocupada... Foi por uma ótima causa eu garanto!


Lara Weasley Malfoy  e Eduarda Jean Granger que bom que vocês estão gostando! É sempre bom saber que tem mais gente lendo! (sem desmerecer minhas queridas e fiéis leitoras é claro) Aqui a continuação.


E Ana, Anne e Barbara, sim meninos são infantis, bruxos ou não e virão capitulos mais romanticos, se bem que nem tão romanticos quanto eu gostaria...


E bem, esse capítulo vai para alguém que eu nunca conheci pessoalmente, mas que amo mesmo assim e que para mim, não importa o que J.K.Rowling ou comensais da morte digam, sempre continuará vivo: Fred Weasley.


 


***


Quatro Simples Letras


 


Eu subi esgotada para o meu dormitório. Só queria me jogar na cama, dormir pesado e acordar tendo todos os meus problemas resolvidos, mas eu suspeitava que não teria tanta sorte.  E foi com um sorriso nada feliz que constatei estar certa, ao abrir a porta do meu dormitório e ver Melody sentada na beirada da minha cama.


-Ginevra! – Ela me saudou com um sorriso, como se fossemos as melhores amigas do mundo.


-Olha, Melody, eu estou realmente cansada e não tenho tempo para brigar com você, tá legal? Então pega esse seu cabelo ruivo e se manda da minha cama. – Às vezes eu era a imagem da educação e paciência.


Ela riu como se eu tivesse acabado de contar uma grande piada.


-Ah Gininha, fico feliz que tenha notado como meu cabelo se avermelhou devido ao sol nessas férias! – Ela anunciou feliz jogando os cabelos sobre o ombro, e eu resisti com força ao impulso de declarar que não conhecia a marca “Sol” de tinturas – Mas na verdade, era exatamente sobre isso que eu queria falar com você...


-Sobre ser ruiva? – Eu perguntei achando que tinha ido parar em alguma bizarra dimensão paralela.


-Ginevra! – ela se lançou sobre outra risada forçada e desnecessária – Na verdade eu queria falar sobre essa agressividade que você parece ter em relação a mim desde o ano passado...


Eu respirava lentamente enquanto repetia lentamente o quanto seria ruim ter meus lençóis manchados de sangue OU ser presa por uso das maldições imperdoáveis, embora obviamente que as proibiu não conhecesse Melody.


-Mas esse é um ano novo... – Ela prosseguiu, me fazendo imaginar se eu tinha deixado de ouvir alguma parte, como se eu me importasse – E eu queria que a gente começasse de novo! A nossa convivência e a de todas nesse quarto vai ser muito melhor se você pelo menos tentar ser minha amiga, abandonando essa rivalidade e agressividade que tem em relação a mim.


-Claro, Melody, vai ser ótimo, você pode ir passar o Natal lá em casa quando quiser, mas eu realmente estou cansada e hoje aconteceu muita coisa. Eu preciso de um banho e de uma boa noite de sono, tudo bem?


-Ah, você brigou com o Harry? – Ela tentou fazer suas falas parecerem espontâneas, mas eu já tinha percebido porque de repente ela havia decidido ser minha melhor amiga – Conte-me tudo, em detalhes, lembre-se eu estou do seu lado!


-Não tem nada haver com o Harry, Melody… É só, saudades do Fred e tal... – Eu murmurei baixinho, fazendo com que ela perdesse todo o interesse na nossa nova amizade e fosse para o salão comunal, encontrar alguém para atormentar.


Eu vaguei lenta e infeliz para o banheiro, feliz por não haver ninguém nos dormitórios ainda, porque eu francamente não me sentia em condições de confrontar mais ninguém.


Eu simplesmente não queria tomar banho. Estava cansada ao extremo e aquela banheira não me trazia boas lembranças, assim como à Lauren, mas subitamente minha cabeça estava muito agitada e eu esperava que um banho conseguisse colocar meus pensamentos em ordem.


Eu não tinha mentido para Melody, pensei enquanto meu corpo imergia na água quente, Fred continuava martelando em minha cabeça noite e dia desde que havia chegado a Hogwarts, aquele lugar gritava seu nome e eu silenciava aqueles gritos, só que quando as coisas ficavam ruins, como estavam nesse instante, parecia que eu não conseguia mais lutar contra aquele grito, que invadia minha cabeça e coração e fazia grossas lágrimas rolarem, longe dos olhares de todos.


Mais tarde, quando já estava deitada no dormitório vazio e escuro, fitando o vazio, vi Fred a minha frente. Foi como se eu não estivesse mais em Hogwarts, como se eu não existisse mais para falar a verdade, a minha frente só o que havia era ele, olhando para mim e sorrindo. De repente uma raiva e dor que eu não sabia mais sentir me invadiram com violência. Eu não suportava mais olhar para aquela cópia do que um dia tinha sido meu irmão, mas agora era apenas uma lembrança, uma maldita lembrança.


-Você teria acabado com a raça do Malfoy! – Eu acusei um Fred inexistente – E eu teria brigado com você, mas você não me deixaria dormir brava com você. Você me faria rir de alguma idiotice e revirar os olhos porque eu queria ficar brava com você, mas então você me atacaria, me colocando de cabeça para baixo ou simplesmente me impedindo de encostar no chão, e me obrigaria a te perdoar e dizer que você é o melhor irmão do mundo antes de me soltar e quando eu saísse, aparentemente brava e irritada, você saberia que eu queria estar rindo e que estava tudo bem entre a gente de novo. Você não me deixaria aqui, sozinha na minha cama, com o dormitório vazio e silencioso, ainda cedo demais para que os outros viessem dormir, com as lagrimas rolando e um aperto ridículo no coração enquanto fitava a noite sombria pela janela, você nunca me deixaria sentindo-me solitária e não amada. Então porque, agora quando eu mais preciso de você, você me abandonou? – Eu já não conseguia falar e então fiquei quieta sentindo-me ridiculamente frágil e infantil. Eu tinha 17 anos e tinha sobrevivido ao ano passado e a guerra, tenha dó!


Mas aparentemente meu emocional não ouvia meu racional e tudo o que eu consegui fazer foi me encolher em uma bola humana, com as lágrimas quentes escorrendo pelo rosto e uma saudade enorme de quatro simples letras: F-R-E-D.  



Continua...


 



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vritupotter em 23/02/2021
Eu ri tanto com Gina pensando que quem proibiu as maldições imperdoáveis não conhecia a Melody. O que me deixou ainda mais confuso quando poucos parágrafos depois o olho tava cheio d'água de tristeza com Gina abandonada no quarto com saudades do irmão que tanto se importava com ela. Cercada de gente em Hogwarts e ainda assim sozinha :(
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lara Weasley Malfoy em 09/08/2011

Fred forever (L) *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ana Slytherin em 08/08/2011

Ficou tão linda a homenagem ao Fred !!!
Agora parece que o foco foi mais pro DG mas eu continou curiosa pra saber quem o filho 
Quero um pouco de romanceee
Já estou esperando pelo proximo 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Anne Martins Rosa em 08/08/2011

Serio... è tao lindoo!!! Adorei a homenagem ao Fred,ele a mereceu!! Como sinto falta dele... Acho que esse capítulo, pelo menos pra mim, mostrou ele, sabe??? Foi como se a alma desse capitulo fosse ele... Que saudaddeeee!! E Gininha, nao fiquei assimm, ele te amava muito e ainda te ama, um dia voce o verá novamente e nesse dia ele irá sorrir para voce e te abraçaraa!

Chuchu, ameii de verdade o cap!! E aqui, de qm é o filho da Angelinaa??? E a Gininha e o Malfoy?? Que saberr!! Só mais um comentario: mata a melody! POR FAVOR!!!!!!!!!!

beijinhosss da comentadora mais fofoletaa!!! s2

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.