FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Xeque-mate


Fic: A Aposta de Lily Evans


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

No último Capitulo ...


 


- Hmmm... Eu sei. Eu queria ver o... – Lilian respirou fundo, tentando se acostumar com aquela idéia – Eu queria ver o James.


 


 


 


         - O James, Lily? Como assim? – Amy olhou desconfiada para Lilian.


 


 


 


-


 


 


 


 - Oh caramba! James! – Sirius tentou chegar a tempo de pega-lo, mas já era muito tarde.


 


-


 


  - Nossa Lily, nunca te vi mais bonita. – James ignorou completamente Sirius, esticando a cabeça.


 


 


 


         - Só se você achar que eu fico bonita preocupada, por que por Merlin James! Você me assustou! – Lilian empurrou Sirius pra fora da cama, piscando pra ele.  Sirius revirou os olhos.


 


 


 


-


 


  - Eu vou te dizer o que você faz – Sirius, estava feliz por ter assistido todos aqueles programas trouxas de auditório em casa para irritar seus pais, aquele truque era o melhor que existia. – Você vai ignorar Lilian Evans, e mostrar pra ela quem manda. Você vai fazê-la se arrepender de ter nascido tão gostosa e de ter tentado enganar você – Sirius gritou a ultima parte abrindo os braços como se tivesse resolvido todos os problemas do mundo. – Bate aqui cara, e me diz, você é um ótario?


 


-


 


  - Como você pode fazer isso só pra fazer ciúmes? Isso é horrível! Nunca pensei que fosse tão baixa! Primeiro o jogo, agora isso!


 


 


 


         - Ciúmes? Do que ele esta falando Lilian? Foi por isso que você me chamou aqui? Para fazer ciúmes no Potter?


 


-


 


 - Anota ai, Aluado, “Sirius Black não teve absolutamente nada a ver com isso”.


 


 


 


Capitulo cinco – Cansei de Brincar


 


         Lily adentrou o dormitório batendo a porta, completamente indignada. Amos estava na Ala Hospitalar, com sérios problemas. James a achava que ela era uma cretina, e por incrível que parecesse, havia dito isso em sua cara, algumas horas atrás. Hogwarts inteira havia visto o vexame. Ótimo, agora James a odiava, Amos a odiava, EAmy estava brava com ela, e Sirius Black estava lá, com aquele grande e ridículo sorriso estampado no rosto.


 


            Ela se jogou na cama, escondendo o rosto no travesseiro, por que estava tudo sendo tão difícil?!


 


            Se pelo menos pudesse contar pra Amy aquela história toda, mas nem isso, tinha que agir sozinha. Tinha que pensar, o que estava tornando tudo tão difícil? Seus olhos de repente se iluminaram, como ela poderia ser tão idiota?!


 


            Era obvio o que estava tornando tudo tão difícil! Sirius deveria estar enchendo a cabeça de James de idiotices, e provavelmente ele que havia inventado aquela história toda do Amos, PROVAVELMENTE, ele que havia convidado Lily para o encontro, e Amos também.


 


            COMO ELA NÃO HAVIA SUSPEITADO DE NADA!?


 


            A ruiva se levantou, olhando no espelho, com os olhos semi-cerrados.


 


            - O Black quer jogar sujo? Então vamos jogar sujo. – Decretou ela, agora havia deixado de se uma aposta, era questão de honra.


 


            Ela arrumou o cabelo, retocou o brilho, e saiu de lá obstinada a terminar com a vida dele.


 


-


 


            - Caramba. – Dizia James, sentado em sua cama, balançado a mão. – Que cabeça dura aquele Diggory maldito tem.


 


            - Mesmo se não tivesse, não é James? – Remus olhou ceticamente.- Você bateu tanto nele, que até a minha mão esta doendo.


 


            - Ah, mulheres, mulheres. Quanto mais eu conheço, mais confio em dementadores. – Sirius balançou a cabeça.


 


            - A Lily saiu de lá bem enfurecida. – Assinalou James, com um sorriso – Parece que eu acabei com os planos dela.


 


            - Ah, pode acreditar nisso, Pontas, pode acreditar. – Disse, Sirius, vitorioso, se deitando.


 


-


 


            - Me disseram o que aconteceu. – Começou EAmy, com cuidado, durante a aula de Runas  Antigas.


 


            - Acho que todo mundo já sabe não é? – Lily deu um suspiro.


 


            - Bom, a verdade... – EAmy tentou animar, mas desistiu. – É, pois é, todo mundo já sabe. James vai estar bem encrencado.


 


            Lilian soltou um resmungo baixo.


 


            - Não quero nem saber do idiota do Potter.


 


            - Eu não te entendo, uma hora esta toda amiguinha do Jay, e na outra esta xingando ele de novo, isso é amor sabia Evans!?


 


            - Ele destruiu a única chance que eu tive na vida com o Amos, isso, é perseguição.


 


            - Lil, sinceramente, eu não acho que você ficou assim por causa do Amos, por que, nem foi ver ele na ala hospitalar depois.


 


            - Eu estava ocupada. – Emendou Lilian, como desculpa.


 


            - Nem falou dele, na verdade.


 


            - Claro que falei, não é dele que estamos falando agora?!


 


            - Não, estávamos falando do James. Eu acho que você ficou assim, por que vocês dois brigaram, me disseram que ele te disse umas coisas bem... Feias. – EAmy tentou achar o adjetivo certo, mas pelo que estavam falando, a briga havia sido forte.


 


            - Sim. – Ela largou sua pena, irritada. – Quem ele acha que é pra me dizer aquelas cosas absurdas? Me chamou de cretina, suja e tudo mais.


 


            - Ele é o cara que te ama. E ficou doido quando te viu beijando outro, usando ele pra causar ciúmes em outro cara.


 


            - Até você, Amy?! – Estrilou a ruiva. – Saiba que não tem nada a ver com fazer ciúmes o que esta acontecendo.


 


            - Bom! Se você não me explica o que esta havendo, eu tenho que acreditar no que dizem não é?


 


            - Em breve você vai saber Amy, muito em breve. – Disse Lily, com um sorriso misterioso, voltando a prestar atenção na aula.


 


            EAmy soltou um grande suspiro.


 


            - Por favor, Lily, tenha cuidado, pra não se arrepender depois.


 


            - Não vou.


 


            Já havia passado muito do horário de toque de recolher, mas Lilian estava na sala de poções, debruçada sobre o livro que havia pego mais cedo na biblioteca, preparando um presentinho para Sirius.


 


-


 


“Sirius, seu grande cachorro, cretino e sujo


 


Me encontre hoje, as 11h, depois do toque de recolher, no corredor da sala comunal.


 


Não se atrase, entendeu bem, idiota?


 


Lily.”


 


 


 


            - Ela realmente me ama. – Declarou Sirius, enquanto lia o bilhete deixado dentro do seu livro de Adivinhação, não sabia como ela fazia aquelas coisas, mas a ideia de se encontrar com Lily o animava. Faltava um pouco menos de 10 dias para ele vencer a aposta, ela não havia dado as caras nos últimos dias – James estava até preocupado, pobrezinho – talvez ela finalmente houvesse desistido.


 


            Afinal, a brincadeira estava ficando chata, ele iria vencer de qualquer jeito, ele estava do lado de James, e não havia nada que ela pudesse fazer a respeito.


 


            Ou isso era o que ele pensava. Ele piscou pra ruiva, sentada algumas carteiras a frente dele, que simplesmente lhe lançou um olhar sínico, e se virou.


 


            James chegou logo depois, atrasado, como sempre.


 


NARRAÇÃO DE :: James Potter


 


ÓTIMO, agora virei a Lilian ou o quê? Adentrei a sala de adivinhações e todos os lugares estavam preenchidos. Menos um. Ao lado da ruiva.


 


Por que Merlin?! Por que me castiga dessa forma?! Me sentei, completamente indiferente a saia amarela dela, e sua blusa decotada branca.


 


Suficientemente decotada, devo dizer, Merlin. Disse indiferente? Estava quase entrando naquele decote, alguém lança um Aguamenti em mim?!


 


- Oi, Jay. – Começou ela, toda sem graça. Como eu amava o sorriso daquela garota.


 


- Oi, Evans. – Disse simplesmente, tentando desviar o olhar daquele decote.


 


- A gente precisava conversar...


 


- Eu não tenho nada pra peitar com você!  - Disse sem pensar. Maldito decote! Esta confundindo meus pensamentos.


 


- Como é que é?! – Lilian semi-cerrou os olhos.


 


- Di-di-digo. Eu não tenho nada pra CONVERSAR com você. – Eu sou mesmo um tremendo idiota.


 


- Você estava olhando para os meus peitos, Potter?!


 


- E quem não estava, Evans?! – OQUE EU ESTOU FALANDO, MERLIN?


 


- Quer dizer que é assim, primeiro você me chama de cretina suja, e agora você me chama de vadia!


 


- Se o chapéu seletor serviu. – Cruzei meus braços, e ela fez o mesmo. Nós dois voltamos a olhar para frente, nos ignorando.


 


A infantilidade reinava ali.


 


- Lilian.


 


- Não.


 


- Calada, me escuta. – Ela me olhou, e que olhos verdes lindos. – Me desculpa ok? O que você fez foi realmente jogar muito sujo, mas eu não tinha o direito de te dizer nada daquilo, mesmo que seja tudo verdade. – Fechei os olhos. Por que eu não conseguia controlar minha diarréia oral!? – Desculpa, desculpa mesmo! Se você gosta do Amos, tudo bem, eu supero, e se você me perdoar, podemos ser... – Pigarreei – Amigos.


 


- Jay. – Ela começou, colocando a mão sobre a minha. – Eu te perdoo, por que você não sabe de nada que estava acontecendo, mas eu posso te explicar tudo, se me der à chance. Eu não quero nada com o Amos, eu falo sério. E também não quero que sejamos amigos.


 


Onde ela tinha conseguido ser tão perfeito daquele jeito? Alguém chama o departamento de mistérios? Tem que ver isso ai!


 


- Não... Quer? – Ela se aproximou de mim, e eu fiz o mesmo.


 


- Não, não quero. – Ela se aproximou mais.


 


- O que quer então, Lily?


 


- Preciso mesmo dizer? – Ela estava tão perto, que se eu articulasse demais minha fala, acabaria a beijando sem querer.


 


E eu estava prestes a fazer aquilo, quer dizer, QUE SE DANE A TÁTICA, QUE SE DANE O AMOS, CIÚMES E TODA A BABOSEIRA QUE ALMOFADINHAS TINHA ME DITO, EU PRECISAVA DE LILY EVANS NAQUELE MINUTO!


 


Mas foi aí que o Aguamenti que eu pedi a Merlin chegou, e... Lembra quando eu disse que a blusa da Lilian era branca? Pois é.


 


NARRAÇÃO DE :: Lily Evans


 


            Eu estava tão perto. Tão perto que todas as minis-eu dentro da minha mente gritavam histericamente enquanto beijavam cartazes do Amos e diziam “HEY, HEY, AMOS É NOSSO REI” Q. ENFIM, viagens a parte, vamos ao que interessa.


 


Por sorte eu e o Potter estávamos sentados bem escondidinhos, e a professora estava de olhos fechados – achando que todos estávamos, a propósito – tentando demonstrar táticas de concentração para ver o futuro.


 


Eu de fato havia fechado os olhos, para beijar James. Mas o que eu senti, não foi nada agradável.


 


Um jato de água nos atingiu.


 


Abri os olhos, toda ensopada. Olhei para frente, todos me encaravam, mas uma alma infeliz estava caindo na gargalhada.


 


- SIRIUS BLACK, SEU CACHORRO IMUNDO! – Levantei, gritando. – EU VOU TE MATAR!


 


A professora abriu os olhos.


 


- Lily, amorzinho.- Tentou começar James, eu o olhei da forma mais fulminante. AMORZINHO?!


 


- O QUE É?


 


- Sua... Blusa. – Olhei para minha roupa, lembrando que estava de blusa branca, e finalmente entendendo os olhos arregalados de meia Grifinória.  Fiz o que pude para esconder. – Toma.


 


James me estendeu a jaqueta dele.


 


- Belo sutiã, Evans. – Declarou Sirius, no que toda a sala riu. – Você vai me agradecer ainda Pontas.


 


James parecia querer azará-lo, mas  não foi preciso, enquanto eu estava completamente corada, escondendo meu rosto entre as mãos sem reação nenhuma, só pude ouvir o grande “PAFT”.


 


- Seu Patife! – Gritou EAmy, ergui meus olhos para ver a loira vindo em minha direção e me puxando pra fora.


 


A risada era geral quando saímos de lá.


 


É claro que eu não contei para Amy o por que da perseguição de Black comigo, mesmo que ela tivesse insistido horrores. E é claro, que minha vingança ainda seria terrível.


 


Eram exatamente onze horas, eu estava encostada na parede, esperando o infeliz do Black, essa noite ele iria ver. Ele se achava muito esperto não era? Jogando James contra mim. Bom, se ele queria ser um obstáculo, teria que tirá-lo do caminho. E como eu não podia matá-lo – mesmo que eu desejasse MUITO isso – o tiraria do caminho de outras formas.


 


- Fala de uma vez, Evans.- Ele lançou de uma vez, estava bem emburrado.


 


- Nossa, não se recuperou ainda? – Eu ri.


 


- Se você não percebeu, ela tinha uma mão bem pesada. Na verdade, acho que meu rosto ficou quase tão vermelho quanto seu sutiã.


 


Semi-cerrei os olhos para o sorriso marotroll dele. Cretino.


 


- Vamos ao que interessa. – Eu disse, cruzando os braços.


 


- Sim, eu não tenho a noite toda.


 


- Essa aposta é muito injusta, quer dizer, você fica jogando o James contra mim.


 


- Ah, você só percebeu isso agora? Sabe, você é terrivelmente ingênua, você nunca vai vencer essa aposta.


 


- Não com você no caminho.


 


- E o que pretende fazer, ruiva?


 


Em  um movimento extremamente ninja, eu puxei a varinha e lancei um estupefaça nele. Sirius caiu no chão.


 


- Você vai ver só. – Eu puxei o frasco do meu bolso, quando eu o abri, um pequeno coração vermelho e gasoso escapou. Eu iria rir muito nos próximos dias. – Vamos lá, Six, abra a boca.


 


Eu o fiz abrir a boca, e derramei toda poção do amor dentro, fechando-a para fazer-lo engolir. Segurei o riso, só imaginando a desgraça que iria acontecer amanhã.


 


O ergui com a varinha, entrando no salão comunal vazio, e deixando-o no sofá.


 


- Boa noite, Sirius querido. – Disse, sorrindo. – E que isso sirva, pra você aprender a nunca mais se meter com Lilian Evans.


 


Lancei um beijinho, para Sirius adormecido e apaixonado, e subi saltitando as escadas para o dormitório feminino.


 


FINAL :: SIRIUS BLACK


 


Eu acordei com uma luz insistente entrando nos meus olhos, e com uma puta dor nas costas. Levantei-me do sofá, zonzo.


 


- O que aconteceu?! – Perguntei para mim mesmo, me lembrava de ontem estar falando com a Evans e de repente não lembrava de mais nada.


 


E mais estranho, eu estava com uma necessidade enorme de ver o James.


 


MEUDEUSOQUEESTÁACONTECENDOCOMIGO?


 


- E ai, Almofadinhas. – James disse, descendo as escadas, com aqueles músculos, bíceps e tríceps, e aquela voz e Merlin.


 


Eu estava apaixonado por James Potter.


 


Placar Final: Lily Evans 4 x 4 Sirius Black


 


 


 


 


No ultimo capítulo


 


Era obvio o que estava tornando tudo tão difícil! Sirius deveria estar enchendo a cabeça de James de idiotices, e provavelmente ele que havia inventado aquela história toda do Amos, PROVAVELMENTE, ele que havia convidado Lily para o encontro, e Amos também.


 


-


 


- Mesmo se não tivesse, não é James? – Remus olhou ceticamente.- Você bateu tanto nele, que até a minha mão esta doendo.


 


 


 


            - Ah, mulheres, mulheres. Quanto mais eu conheço, mais confio em dementadores. – Sirius balançou a cabeça.


 


 


 


            - A Lily saiu de lá bem enfurecida. – Assinalou James, com um sorriso – Parece que eu acabei com os planos dela.


 


-


 


“Sirius, seu grande cachorro, cretino e sujo


 



Me encontre hoje, as 11h, depois do toque de recolher, no corredor da sala comunal.


 



Não se atrase, entendeu bem, idiota?


 


 


 


Lily.”


 


 


 


-


 


- Lily, amorzinho.- Tentou começar James, eu o olhei da forma mais fulminante. AMORZINHO?!


 


- O QUE É?


 


- Sua... Blusa. – Olhei para minha roupa, lembrando que estava de blusa branca, e finalmente entendendo os olhos arregalados de meia Grifinória.  Fiz o que pude para esconder. – Toma.


 


-


 


- Boa noite, Sirius querido. – Disse, sorrindo. – E que isso sirva, pra você aprender a nunca mais se meter com Lilian Evans.


 


-


 


 


 


- E ai, Almofadinhas. – James disse, descendo as escadas, com aqueles músculos, bíceps e tríceps, e aquela voz e Merlin.


 


Eu estava apaixonado por James Potter.


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 6

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Catharina J. Potter em 03/07/2012

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, QUASE CHOREI DE TANTO RIIR, SIRIUS APAIXONADO PELO JAMEES, MUITO HILARIO. KKKKKK, CONTINUA É MIUTO BOA.

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jubs Ricci em 05/12/2011

Vc não vai mais posta? Desistio da fic?

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Iza Black em 24/11/2011

Euu queroo continuação por favor....

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mayh Weasley em 03/10/2011

Tô rindo muuuuuuuuuuito! rsrsrsrs
Black apaixonado pelo Potter?

Não vejo a hora de ver no q isso vai dar...

Adorando a fic!

bjoos!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Eduarda Jean Granger em 06/08/2011

MOORRENDO DE RIR, SIRIUS APAIXONADO PELO JAMES? ISSO VAI SER HILARIIO!

POOR FAVOR, CONTINUUA

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Natti Black em 05/08/2011

 MEEEEEEEEEEU DEEEEEEUS , ISSSO VAI SER COMICO , O SIX APAIXONADO PELO JAY VAI SER HILARIO , HUEHUEHUEHU' MELDEUS HUEUHHEUUEH MORRENO QUANDO SERÁ QUE VEM O NOVO CAPITULO ?

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.