FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Tempestade


Fic: Segredos de uma Vida Quase Normal


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPÍTULO 10 – Tempestade


 


Harry estava conversando com Tiago, antes da aula naquela segunda. Ele ainda estava causando pânico nos garotos, já que ninguém ainda ficou sabendo se ele havia convidado alguém.


Era engraçado ver as reações de quando o menino mexia a cabeça. Como ninguém podia ter certeza de para onde ele olhava por causa de seus óculos escuros, sempre que ele se mexia as pessoas reagiam.


Alguns se encolhiam de medo, alguns meninos se aproximavam das namoradas ou dos seus pares, as meninas solteiras tentavam chamar sua atenção.


Harry também reparou que antes que todos soubessem que ele estava ficando com Gina, a reação era a mesma, agora quase não se importam tanto com ele, apesar de ainda ver medo por ai.


Harry notou que Tiago ajeitou o corpo levemente, e olhando em volta percebeu que Lilian vinha na direção deles. Podia jurar que o amigo não conseguia ver a ruiva se aproximando, mas sabia que ela vinha.


- Bom dia. – disse ela dando um abraço em Harry.


- Bom Dia. – responderam os dois.


- Tiago. – disse ele sem realmente olhar para ele. – Como está a Suzy?


- Parece ser outra pessoa, está alegre e falante. – disse ele com um sorriso gostoso no rosto. – Ainda estranha um pouco as coisas, mas está indo bem. Ela ainda tem problemas quando fica sozinha com a mamãe e espero que não tenha problemas com a Consuelo, a nossa empregada. Sai antes que ela acordasse para poder apresentá-las, mas falei dela para a Pequena.


- Acho que agora vou não vai ter tantos problemas, ela vai receber atenção e carinho que ela precisava. – disse Lilian.


Tiago mexeu na mochila e retirou um pedaço de papel.


- Esse é o nosso endereço. – disse ele. – Se preferir pode ir depois do jantar, eu geralmente estou fora esse horário, e a Suzy vai gostar de te ver.


- Eu prometi, né? – disse ela constrangida pelo senso dele de comunicar um horário que não o encontraria em casa, apesar da curiosidade para saber o que ele fazia nesse horário.


- Oi, TI, Harry. – disse Gabriela pulando no pescoço de Tiago, o que fez os dois meninos arquear as sobrancelhas.


- Oi Gaby. – respondeu Tiago se soltando.


- Oi, Delacour. – disse Harry, o que espantou Lilian, que acreditava que ele a trataria com a trata. - Vou nessa. Tchau Lily, Tiago.


- Fiquei sabendo que seus pais adotaram uma menina. – disse a loira.


- Sim, eles sempre quiseram uma menina. – disse o menino, olhando para Harry que se aproximava de Gina, que estava com os braços cruzados sobre o peito aparentando estar zangada.


- Isso é tão fofo. – disse a menina. – Que papel é esse, Lilian? O que o TI te deu ai?


- É só um desenho que um dos meninos do orfanato fizeram para ela, que acabou ficando no meu bolso. – disse Tiago.


- Isso. – disse a ruiva guardando o papel no bolso rapidamente, mas evitando que amassasse.


- Você conquista até meninos do orfanato. – disse Gabriele, em um tom indeterminado.


- Eu já vou também. – disse a ruiva.


- Eu já te disse que não adianta fazer ciúmes no Harry. – disse Tiago.


- Quem disse que era no Harry que eu queria fazer ciúmes? Eu não sou doida para me meter com a Weasley. Eu ainda lembro o que ela fez com a Pansy depois que ela fez aquilo com a Lovegood.


- Você não toma jeito mesmo. – disse ele.


 


A primeira aula era a de Biologia, uma das que reunia as duas turmas. Quase no fim dela, a professora Sprout a encerrou antes, mas não permitiu que os alunos saíssem.


- Eu tenho um recado para dar. – disse ela. – As regras para a feira de Ciências são diferentes para o ultimo ano. Como vocês sabem não são trabalhos individuais ou em grupos pequenos, são para grupos grandes para que vocês possam aprender a trabalhar desta forma. E também é necessário que em cada grupo tenham sido inscritas pessoas das duas turmas. Tendo dez pessoas em cada grupo. Eu serei a responsável pelos recados e por receber os nomes e outras coisas. Ah, não haverá necessidade de se manter as duplas dos outros trabalhos como sempre. E este ano Dumbledore quer que cada grupo tenha pelo menos um Gryffindor, um Slytherin, um Ravenclaw e um Hufflepuff.


Logo a turma começou a se reunir e formar os grupos.


- Hum, precisamos de gente da outra turma e um Slytherin. – disse Mione.


- Não deve ser difícil, temos quatro vagas. – disse Gina.


- Quatro? – perguntou Rony.


- Sim, somos seis. – disse Neville. – Eu, você, Luna, Gina, Mione e o Harry.


O ruivo olhou para Harry de forma intensa, mas não disse nada.


- Podemos chamar o Tiago. – disse Luna, apontando para o menino que ainda estava sentado no fundo da sala sozinho. – Ele preenche o requisito de ser da outra turma.


- Boa ideia. – disse Gina, depois se virou para ele e fez um sinal apontando para ele e depois para o grupo, ele fez um sinal de confirmação. – Pronto ele é nosso.


Do outro lado da sala, uma discussão entre um grupo de meninas estava acontecendo.


- Eu desisto. – disse Lilian. – Não tem como colocar na cabeça de vocês que eles não vão aceitar isso. Vou procurar outro grupo.


- Eu vou com você. – disse Gabriele. – Concordo com o que disse.


As duas começaram a se afastar do bolinho de meninas que voltou a discutir.


- Vocês podem entrar em nosso grupo. – disse Draco.


- Não, obrigado. – disse Lilian sem nem olhar para ele.


- Não somos loucas de entrar para seu grupo. Ainda mais que faríamos tudo nele. – disse Gabriele. – Aliás, nenhuma menina vai querer alguma coisa com você depois do que você tentou com a Gina, e é bem provável que a cena se repita.


Assim as duas seguiram o seu caminho.


- Tem vaga para nós duas? – perguntou Lilian, quando chegou perto de Harry e seus amigos.


- Sim. – disse Gina. – só que o Tiago está no grupo.


- Tudo bem. – disse a ruiva. – Antes ele que o Malfoy e sua gangue. Desculpe Harry, mas o seu primo também não é gente boa.


- Sem problemas, não posso fazer nada contra isso. – disse ele.


- Bom, agora temos todos os requisitos, já que a Gabriele é Slytherin. – disse Mione fazendo um sinal para Tiago se aproximar. – Mas falta uma pessoa.


- Acho que a Hannah seria uma boa escolha. – disse Tiago. – Ela faltou hoje, e duvido que alguém se lembre dela agora.


Lilian se virou rapidamente em direção a Tiago, que apenas apontou com o queixo para Neville que estava corado.


- Eu mando uma mensagem para ela. – disse Luna.


 


O dia da detenção amanheceu chuvoso. Mas só começou a chover somente depois que eles estavam cuidando do café da manhã.


- Isso é normal? – perguntou Harry para Gina, quando eles tiveram um intervalo e estavam olhando o temporal pela janela.


- Nessa época não. – disse ela. – Apesar de que algumas vezes chove assim em qualquer época.


- Espero que não cause muito problemas. – disse ele, e depois eles voltaram a atenção para as crianças.


Por causa da chuva, as crianças tiveram que permanecer dentro da casa durante todo o dia, o que fez com que todos ficassem vendo televisão ou jogando jogos de tabuleiro.


Os meninos mais velhos chegavam perto de Tiago para perguntar sobre Suzy, e as crianças menores se aproximavam para ver se teriam uma chance de adoção também.


Mas os problemas começaram perto do horário da saída. Gui ligou falando que teria dificuldade de chegar.


- Meninos. – disse Penélope chegando perto deles, quando eles se despediam das crianças. – Acho que vocês não conseguiram ir embora. Tivemos uma inundação e estamos ilhados.


- Então teremos que passar a noite aqui, certo? – perguntou Harry.


- Sim. Mas não se preocupem temos acomodações para vocês. – disse a diretora. – Vocês terão que avisar a suas famílias e seu irmão, Gina. Acho que ele deve estar tentando chegar.


- Sim, vou avisar. – disse Gina, e como Lilian e Tiago, pegaram seus celulares.


Harry não tinha um celular, não era um bom negócio, vivendo com os Dursley, Duda sempre roubava ou quebrava, e Tio Valter sempre dava alguma desculpa para isso, e ele ficava no prejuízo.


Tiago depois de conversar com Suzy passou o dele para o moreno, já que Gina ainda estava tentando falar com Gui.


Logo depois do jantar, eles foram levados para um quarto.


- Infelizmente, esse é o único quarto disponível. – disse Penélope.


Nele havia apenas duas camas de solteiro, mas maiores que as normais.


- Vou providenciar alguma coisa para vocês meninas. E também alguns travesseiros e cobertores. Pode fazer frio. – disse Penélope tentando não imaginar como eles poderiam ficar naquele quarto. – ah, o meu quarto é o próximo, logo depois desta parede.


Ela voltou em poucos minutos, com uma muda de roupa para cada menina e mais alguns cobertores.


Gina e Lilian se trocaram no banheiro.


- Como dormiremos? – perguntou Gina.


- Acho que o melhore seria que você e o Harry dividissem uma cama, enquanto a Lilian fica com a outra. – disse Tiago.


- E quanto a você? – perguntou Lilian, preocupada.


- Eu fico no chão mesmo. – disse ele pegando um travesseiro e um cobertor, e se posicionou no chão.


- Deixa de ser bobo. – disse Lilian. – Não tem sentido eu ficar com essa cama só para mim. Tem espaço para nós dois.


- Se você insiste. – disse ele de forma indiferente, mas Harry pode jurar vir um brilho nos olhos dele, já que ele já havia retirado os óculos para dormir.


Como foi um dia bem cansativo, eles logo dormiram. Harry e Gina abraçados, e Tiago e Lilian de costas um para o outro.


 


Na manhã seguinte, Harry foi o primeiro a acordar. Ele adorou acordar ao lado de Gina.


Olhando em volta, ele viu que durante a noite, os amigos acabaram se abraçando, provavelmente estavam iguais a ele, mas uma coisa chamou sua atenção. A mão de Lilian estava por baixo da camisa de Tiago, no peito dele.


Decidiu fingir que ainda dormia, quando percebeu que a amiga estava acordando, para que ela não ficasse envergonhada.


Lilian foi acordando e percebeu que usava Tiago como travesseiro. Aquela cena deveria ter deixado ela envergonhada, mas ela se sentia bem ali, por isso mesmo que ela se afastou, mas ao ver que sua mão estava dentro da camisa dele, ai sim ela ficou corada. Não se preocupou se os outros tivessem a visto, mas ficou aliviada ao perceber que Tiago dormia.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 25/02/2012

Awwwwwwwwwwwwwwwwwwwww *-*
Eu amei demais o capitulo, super fofo e lindo *-*
Nossa como uma fic - de um shipper que nem curto tanto como H/G podem e deixar tão feliz ???
É a terceira fic que me faz gostar realmente de um H/G
e o T/L nem preciso falar *-* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.