FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

21. Rosas.


Fic: Eu sou seu destino - Tiago&Lílian. - Concluida.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Meninas, obrigado por terem votado na minha fic por período, ela ficou o período inteiro nas mais votadas... Thank’s


***********************************************************************************************



Tiago tentava inutilmente desviar os olhos da Lílian que estava sorrindo da forma mais perfeita possível enquanto admirava as flores ele havia lhe presenteado.


- Você não vem para a aula? – Angélica perguntou para a Lílian.


- Agora não, vou voltar ao dormitório e colocar essas flores num vaso. – Lílian respondeu sorridente.


Lílian se levantou e passou bem na frente do Tiago, não o olhou diretamente, mas ele teve certeza que pelo canto dos olhos seu olhar o buscou.


- Você vem ou vai ficar ai sorrindo feito um bobo? – Sirius perguntou ao Tiago dando um tapa em sua cabeça.


Ele sorriu ainda mais.


- Porque você não vai roer um osso? – O provocou pegando sua mochila e o acompanhou até a sala.


Nunca uma aula de poções passou tão depressa, nem os milhares de perguntas que o ranhoso do Snape fez para o professor o irritaram, naquela manhã ele tinha ouvido o timbre de voz mais perfeita do mundo lhe chamando de amor e o torpor que aquela frase causou no Tiago o fez perceber o quanto ele precisava da Lílian, e melhor, o fez criar coragem para tenta mais uma vez ficar com ela, ele já levou tantos foras dela que um a mais não iria fazer a menor diferença.


Assim que Lílian colocou seu buque na água as flores mudaram de cor, passaram de rosas vermelhas para rosas brancas conseguindo ficar ainda mais lindo, Lílian se sentou na cama admirada, nunca na vida tinha visto algo parecido, foi então que ela percebeu que no meio do buque havia um pequeno embrulho amarelo, ela se levantou e com muito cuidado o tirou do meio do caule das flores, assim que ela tirou o embrulho completamente às flores ganharam uma coloração dourada – Caramba! – Lílian pensou alto, rosas douradas eram ainda mais lindas do que todas as outras que ela já havia visto.


Lílian abriu com cuidado o pequeno embrulho que estava amarrado na ponta com uma fita também dourada, quando terminou de abrir um cartão saiu de dentro pulando na sua mão, Lílian sorriu com o susto e o abriu.


“Acredito que não tenha mais nenhum valor para você, mas eu gostaria que ficasse com ela”. Ass:Potter.


Lílian abriu o pequeno embrulho novamente e viu algo cintilando no fundo do pacote, com cuidado pegou o objeto e sentiu seu coração saltar ao perceber que era a aliança de namoro que ele havia lhe dado em sua mansão. Lílian rodou a aliança nos dedos até achar os dizeres: - Para sempre seu Tiago – E sentiu um nó sendo formado em sua garganta, sem pensar duas vezes a colocou no seu dedo anelar da mão direita sentindo-se imensamente realizada, ele era dela e para sempre. Lílian se deitou na cama para ponderar algumas coisas. Será que se ela fosse correndo e se jogasse nos braços do Tiago daria brecha para ele achar que poderia enganá-la sempre que ela o perdoaria? Mas se ela não voltasse com o Tiago ela teria que ter um segundo plano, o que faria da sua vida? Lílian tentou se imaginar namorando outro rapaz e o que ela sentiu foi algo parecido com o nojo, não havia a mais remota chance dela deixar outro homem a tocar como ela deixou o Tiago, aquilo estava completamente fora de questão. Ora, se ela não se via com outro homem e desejava tanto o Tiago, porque trasgos ela não estava ao lado dele naquele momento? Ele errou, está certo, mas foi para poupá-la de um sofrimento exorbitante. - Lílian imaginou o Tiago casando-se com outra mulher e a dor rasgou-lhe o peito - Bom, então era isso, ela o amava, ele a amava, ele errou, mas por um motivo nobre, ela não se via mais nem um dia sem ele, então para que prolongar o sofrimento? Lílian estava com o desejo à flor da pele desde que acordou do sonho que teve com o Tiago, ela o queria tanto que chegava a ser incômodo. Ela queria voltar com ele, mas não iria pedir, afinal de contas quem errou foi ele, mas se ele pedisse novamente para voltar com ela com certeza aceitaria!


Levantou-se da cama e quando olhou o se buque deu um grito de susto, as suas flores estavam em um tom de verde único, aquele verde ganhava do dourado! Ela tirou cuidadosamente uma rosa do buque e desceu com ela para o salão comunal, ela tinha que mostrar aquilo para a Angélica. Lílian só esperou alguns minutos até que os alunos começaram a entrar no salão comunal, aquilo queria dizer que a primeira aula tinha acabado, quando ela avistou a Angélica passando pelo quadro da mulher gorda foi correndo até ela.


- Faltou a aula né bruxinha! – Angélica brincou com a amiga.


- Perdi o horário – Respondeu corando. – Agora olha essa flor! - Lílian disse eufórica.


Nisso o Sirius e o Tiago adentraram o salão comunal.


- Caramba Lílian, nunca vi uma rosa verde! – Disse admirada, pegando a flor nas mãos. – onde conseguiu?


- São as mesmas que ganhei hoje de manhã, elas já ficaram brancas, douradas e agora estão verdes!


Tiago sorria enquanto contemplava a Lílian toda sorridente conversando com a Angélica, foi quando o seu coração deum um baque mudo dentro do seu peito, ela estava usando a aliança, seria mesmo possível? Ele caminhou até as duas e sem disfarçar olhou fixamente na mão direita da Lílian. Droga – ela pensou, tinha se esquecido de tirar a aliança. Lílian sentiu seu rosto esquentando e um formigamento peculiar nas bochechas, Tiago sorriu ao perceber que a Lílian estava com vergonha, ele intuiu que não estava nos planos dela que ele visse a aliança.


- Caramba, ela ficou laranja! – Angélica gritou olhando para a rosa.


Lílian a pegou das mãos da Angélica admirada.


Ele podia chegar nela agora e agarrá-la como desejava tanto, estava quase impossível refrear os seus instintos, mas ele queria fazer algo especial, afinal era o aniversário dela. Ele saiu de perto das duas amigas ainda sorrindo e foi se sentar em uma das poltronas do salão comunal, imaginou várias coisas que poderia fazer para ela e se decidiu por um almoço na sala precisa, ou melhor, um almoço trouxa na sala precisa. Rapidamente ele se levantou e foi saindo em direção ao quadro deixando a Lílian muito triste e desapontada, ela realmente acreditou que ele iria falar com ela naquele momento. Antes de sair Tiago olhou para a Lílian e voltou imediatamente para onde ela estava.


- Tudo bem princesa? – Perguntou aflito.


- E por que não estaria? – Ela o respondeu confusa.


- Sua rosa. – Disse apontando para a flor em sua mão.


Lílian olhou para a sua rosa e seu queixo caiu ao perceber que a mesma estava negra.


- Por Merlin! Porque ela está preta? – Lílian perguntou assustada.


- Porque você está triste! – Tiago respondeu de pronto.


- Mas ela estava verde quando eu a trouxe... – Lílian disse mais triste ainda.


- Você estava esperançosa com alguma coisa! – Disse sorrindo.


 Lílian não podia acreditar no que estava ouvindo...


- Dourada?  - Quis saber.


- Curiosa! – Respondeu em meio a uma risada.


Lílian sorriu junto com ele, imediatamente a sua rosa ficou cor de rosa.


- Amando! – Ele respondeu parando de sorrir, cravando os olhos nela.


Lílian sentiu seu mundo parar, seu coração saltou dentro do peito e qualquer coisa que não fosse o Tiago perdeu a importância.


- Parece que alguém está completamente apaixonada – Disse olhando para a flor dela que se tornou vermelho escuro, cor de sangue.


- Eu a ganhei com essa cor – ela disse corando.


- Eu sei, ela estava dessa cor porque antes de ser sua me pertencia! – Respondeu e continuou – Precisamos conversar, mas preciso de um tempo. – Disse.


A rosa na mão da Lílian ficou negra e ela a jogou em cima de uma mesa de estudos que estava bem ao seu lado – delatora – ela pensou.


- Confia em mim princesa, só preciso de algumas horas. – Ele disse não conseguindo segurar um sorriso, será que ela pensava que o simples fato de não segurar mais a rosa a impediria de mudar de cor conforme seu estado de espírito?


- Por mim tudo bem! – ela disse.


Na hora Tiago olhou para a rosa em cima da mesa e disse:


- Você está mentindo!


Lílian olhou para a rosa e viu que ela estava lilás.


- Que impertinente esta rosa! – Ela disse enraivecida.


Ver a Lílian fazendo bico acabou com todo o autocontrole do Tiago, Ele deu um passo para frente e colocou suas mãos na cintura dela, que arfou com o simples contato das mãos dele em seu corpo, lentamente ele aproximou seu rosto do dela e colou os seus lábios de uma forma gentil. Tudo aconteceu muito rápido, o perfume dele invadiu as narinas da Lílian a fazendo perder o controle no mesmo momento em que seus lábios se abriam dando passagem para a língua dele a enlouquecer com o seu gosto, ela colocou uma das suas mãos em seu ombro e entrelaçou a outra profundamente em seus cabelos macios, sem notar Lílian pressionou a cabeça do Tiago contra a dela aprofundando ainda mais o beijo, ela sorvia os lábios do Tiago com um desejo tremendo sem se lembrar que estava em um ambiente público, Tiago também não tinha essa consciência, ele tirou os poucos centímetros que separavam os seus corpos puxando-a para junto de si com a mão espalmada na parte inferior da sua costa, Lílian sentiu que o Tiago estava começando a ficar tão excitado quanto ela quando um “limpar de garganta” inconvenientemente alto ressoou perto dos dois.


Tiago se tocou no mesmo momento e delicadamente separou seus lábios dos dela, Lílian quis gritar em protesto, mas ao olhar a sua volta reparou que todas as pessoas do salão comunal os encaravam. Era para a Lílian sentir o seu rosto queimar de vergonha, porém o desejo dominava completamente o seu cérebro, deixando todos os outros sentimentos cobertos por uma nuvem. Tiago deu alguns passos para trás e encostou-se à mesa próxima a ele.


Lílian encarou o Tiago e seu olhar era devorador, suas pupilas dilatadas e sua boca entreaberta lhe fazia ficar mais excitada ainda. A maioria dos alunos estava indo para as suas salas naquele momento, foi quando o Tiago olhou a flor da Lílian e deu um suspiro exasperado – Ai Merlin, assim fica difícil!


 Lílian olhou para a flor que estava com um tom de vermelho diferente, era um vermelho vivo, exuberante.


- O que essa cor quer dizer? – Lílian perguntou curiosa.


Tiago sorriu e uma coisa inédita aconteceu, ele corou, ficou violentamente corado, quase como a rosa.


- Não vou dizer – Disse envergonhado.


Lílian agora sentia seu rosto queimar como nunca, aquela flor estava a colocando em cada situação...


- Ela está laranja de novo agora... – Lílian disse mudando de assunto.


- É que você está com vergonha! – Ele respondeu olhando para o grande relógio na parede do salão comunal. – Acho melhor você ir para a aula, você já perdeu a primeira hoje. – Disse.


Lílian não sabia de onde tirar forças para ficar longe do Tiago.


- Eu não quero. – Disse sem jeito.


Tiago sentiu seu peito apertar, ele precisava de um tempo para organizar o almoço de aniversário da Lílian.


Lílian caminhou na direção do Tiago e o abraçou encostando o seu ouvido no peito dele acompanhando as batidas do seu coração. Tiago não conseguia ficar indiferente a menor demonstração de afeto da Lílian; ele a abraçou fortemente contra o seu peito.


- O que você quer? – Perguntou num sussurro, sempre a obrigando a dizer.


- Achei que isso já estivesse bem claro! – Respondeu se separando um pouco dos braços do Tiago para encará-lo.


Tiago sentiu os ossos do seu corpo amolecerem, como ela conseguia fazer aquilo tudo com um simples olhar?


- Mas não está. – Respondeu se fazendo de difícil, foi ela quem terminou tudo com ele então ela teria que pedir para voltar!


Foi aí que a Lílian apelou.


- Quer saber, você está certo, não está nada claro. Essa aliança no meu dedo não quer dizer nada, essa flor delatando tudo o que eu sinto quando você está perto também não quer dizer nada – Lílian se virou e saiu andando.


Tiago a puxou com violência para trás e a prendeu em seus braços novamente, ela até tentou protestar, mas ele era infinitas vezes mais forte do que ela.


- O que exatamente quer dizer essa aliança no seu dedo? – Ele sussurrou bem no seu ouvido a fazendo se arrepiar.


- Que eu te perdoo! – Ela disse meio incoerente.


- Mas você já tinha me perdoado na enfermaria! – A lembrou sorrindo.


Lílian estava numa sinuca de bico, ela não podia falar que colocou a aliança no dedo porque aceitava voltar a namorar com ele porque afinal de contas ele não tinha pedido para voltar com ela, mas ela também não queria pedir para voltar com ele, isso era papel dele! Foi aí que ela tentou algo novo.


- O que você acha que ela quer dizer? – Lílian disse impulsionando o seu corpo para frente deixando os seus lábios a centímetros do dele.


Tiago perdeu a linha de raciocínio, Lílian percebeu quando ele engoliu a seco com a sua proximidade, ela mexia demais com ele.


Lílian fechou os olhos e roçou seus lábios nos dele enquanto passava as suas mãos por dentro as sua camiseta pousando-as nas suas costas quentes, aquilo também não era fácil para ela.


- Hum... O que você acha? – Sussurrou nos lábios dele.


Tiago estava com os olhos fechados, tentando em vão manter a sua concentração, Lílian se encostou nele de propósito, pressionando seus seios no peito dele, ela percebeu no mesmo momento o coração do Tiago começar uma arritmia.


- Que você voltou a ser minha namorada. – Ele respondeu sem pensar.


- Como eu poderia ter voltado a ser sua namorada se você não me pediu para voltar. – Disse em meio a beijos demorados em seu pescoço enquanto fazia um rastro quente na pele dele com as mãos.


Tiago abriu os olhos e sorriu, tão rápido que a Lílian nem conseguiu visualizar ele a beijou, desta vez sem pudor, ele sabia que o salão comunal estava vazio. Foi a sua vez de entrelaçar os dedos nos cabelos dela e percorrer com a mão livre todas as linhas do seu corpo, Tiago descolou seus lábios dos dela e encostou as suas testas segurando o rosto da Lílian com ambas as mãos.


- Você aceita voltar para mim? – Perguntou ainda sem ar pelo beijo.


- Não existe a menor possibilidade de eu voltar para você. – Ela respondeu e o Tiago a soltou dando um passo para trás.


- Eu nunca deixei de ser sua, como eu poderia voltar se eu nunca fui realmente? – Lílian disse com os olhos marejados.


Tiago soltou o ar que estava segurando até aquele momento, por um instante ele achou que a Lílian estava brincando com ele por todo esse tempo, com as mãos tremulas ele abriu o fecho de uma correntinha que ele usava no pescoço e Lílian sentiu seu coração acelerar quando viu que o pingente da corrente era a aliança dele. Tiago a pegou e colocou no seu próprio dedo com um sorriso enorme nos lábios, depois recolocou a correntinha no pescoço.


Tiago não conseguiu conter a emoção ao recolocar aquela aliança, ele estava desestabilizado emocionalmente, ficar longe da Lílian acabava com ele, tanto que quando ele terminou de colocar a aliança ele chorou, mas não foram algumas poucas lágrimas que escorreram dos seus olhos, ele chorou de soluçar! Fazia um mês que ele estava com aquela angustia de ter perdido a única mulher que ele amou na vida e agora todo aquele sentimento foi dissipado com a frase da Lílian dizendo que nunca tinha deixado de ser dele da mesma forma que ele nunca deixou de pertencer a ela durante aquele mês, e pertenceria para o resto de sua vida – Para sempre sua Lílian – ele leu na sua aliança e sentiu a paz finalmente tomar o lugar em seu coração.


Lílian nunca se imaginou em uma situação como aquela, ela não sabia se abraçava o Tiago, se perguntava se estava tudo bem ou se chorava junto. Graças a Merlin que a crise de choro do Tiago foi rápida, levou apenas o tempo para ele externar toda a dor que a falta da Lílian causou em seu ser. Ele secou as lágrimas com as mãos e as enxugou na calça.


- Desculpe-me. – ele pediu sem jeito para a Lílian.


Lílian sorriu sem humor, pedir desculpas por uma cena tão apaixonante era um despautério. Sem pensar em nada ela colou seus lábios nos dele novamente, o sabor salgado das lágrimas do Tiago ainda estava nos lábios dele e a mistura com o sabor da sua boca era inebriante. Lílian passava lentamente as mãos por dentro da camiseta do Tiago, decorando os padrões da sua musculatura em seus dedos enquanto ele levantou uma pequena parte da sua blusa e fixou as mãos fortemente na sua cintura.


- Se você não vai para a aula... – Tiago disse sugestivamente enquanto descia seus beijos pelo rosto e pescoço da Lílian.


Lílian teve que respirar profundamente buscando a razão que estava perdida em algum lugar dentro do seu cérebro para conseguir responder ao Tiago.


- Vou ficar com você? – Ela respondeu confusa com a colocação dele.


Tiago sorriu no pescoço da Lílian e o ar quente que ele inspirou fez a Lílian perder novamente a linha de raciocínio. Tiago tirou as mãos da cintura da Lílian e entrelaçou seus dedos da mão direita.


- Vem comigo – ele pediu.


Eles subiram vários lances de escadas e a Lílian sabia exatamente para onde ele estava a conduzindo, desta vez ela queria pensar em algo para a sala precisa se transformar, conforme ela subia os degraus rumo ao sétimo andar do castelo ela ia imaginando um lugar magnifico para eles matarem a saudade a tanto reprimida.


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vitorialarissa em 14/05/2011

Respondendo a sua perunta

"O que será que esses dois vão aprontar na sala precisa hein meninas???"

Eles vão fazer coiisas que vão deixam agente com MUITO, MUITO, MUITO CALOR!

Ou seja, vão se pegra lá dentro. (hehehe) Bjuxs. Continuaa amre

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.