FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

23. A assassina


Fic: A Revolução dos bichos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Hermione acordou na cama de Draco. Os lençóis de seda acariciavam sua pele, e o cheiro do sexo masculino, ou seja do loiro quebrou seus sentidos. O cheiro de Draco já estava impregnado no nariz de Hermione. Inconscientemente, abraçou o travesseiro, inalando o aroma que exalava. Quando ela percebeu o que tinha acabado de fazer, ela se levantou rapidamente e caminhou até a porta para ir para seu quarto.
Ela ignorou o cheiro de rosas brancas, quando passou pela porta de Judith e desceu os degraus de mármore preto. A família Malfoy tinha muitos segredos, principalmente Draco, que era muito enigmático. Hermione sabia que a floresta de Tirania tinha muito a ver com o que aconteceu com essa família. Tanto a mãe quanto a irmã de Draco tinham sido vítimas desse lugar. No final, ele tinha que odiar a floresta mais do que tudo no mundo.
Ao chegar a seu quarto colidiu com Brenda, que parecia angustiada.
- Melin, até que enfim, você veio! - Ela disse. - Eu estava preocupada.
- Por que? - Hermione perguntou confusa.
"Niobe,  eu não gosto da preferência que Draco tem por você. Só com você ele consegue mudar drasticamente. Niobe, ele me mandou matar aquele Comensal apenas porque ele a insultou. Eu tenho certeza que não foi pela interrupção da conversa dos dois Comensais. Ele nunca fez isso. Draco sempre foi frio controlado. Eu tenho medo do que pode acontecer se ele perder..., por Merlim! Eu acho que ele a quer mais que uma escrava. Ele não só te trata de forma diferente, mas a maneira como olha para você. Me dá arrepios." Eu não consigo definir. "Tem horas..., tem horas...," Brenda hesitou muito em falar, mas precisava abrir os olhos da castanha." que eu acho que ele te odeia, mas depois parece que te encara com tanta paixão recolhida...,"- Brenda falava tão contrariada que Hermione não a reconheceu.


"Além disso, ainda não entendo o que você faz no quarto dele. Nenhuma outra guerreira teve acesso aquela área, ou teve permissão para subir nas torres.
Hermione não queria entrar no assunto do castigo. Então resolveu desviar o assunto.
"Brenda, chamou a castanha - Você sabe alguma coisa de Narcisa Malfoy?
A morena de repente parou junto a uma janela.
"Sim, mas o que tenho ouvido falar, é da boca dos servos.
"Diga-me."
Brenda lambeu os lábios rosados.
"Bem, parece que a Sra. Narcisa sempre viveu em um inferno com Lucius Malfoy. Dizem que batia e a humilhava diariamente. Na época impuros como nós não eram vendidos. Draco estudava na escola de magia, seus pais se mudaram para essa mansão, o castelo de tirania. Provavelmente porque estava começando a guerra. Acho que naquela época os Comensais da Morte começaram a tomar o controle do mundo bruxo, mas mesmo assim, isso não importa. O que importa é que parece que a floresta enlouquecia Narcisa. Dizem..., Brenda olhava furtivamente para ver se via alguém. Então, continuou o relato em um sussurro.


"Dizem que ela ouvia vozes, que alguém a chamava. Além disso tinha, as surras do marido. Um dia, ela fugiu e entrou na floresta para nunca mais voltar.
"A floresta engoliu-a viva ... - Hermione sussurrou quase para si mesmo.
"Talvez sim, talvez não. Ninguém sabe.Se ela morreu só Merlim pode dizer. Mas duvido que esta família possa ouvi falar dela de novo.
Hermione sentiu pena Draco, por algum motivo estranho. Ele manteve os recortes desse desastre, por isso, ficou claro que ele tinha um ponto fraco. Ele amava a mãe. Ela sentiu isso. Talvez não seja tão mal como parece.



Draco abriu a porta e entrou na biblioteca, ele seguiu atrás de Spencer. O loiro virou-se quando seu amigo fechou a porta e olhou para ele com severidade.
Voldemort pode ir para o diabo! Além disso, ele é um sangue sujo, por isso não devo nenhum respeito.
"Eu não posso acreditar que você está falando. Jack disse, olhando incrédulo .- .- Você tem a mesma marca em seu ombro Malfoy! Está em seus serviços!
Voldemort e eu fizemos um acordo, e nele eu não tornarei o seu servo, mas uma ferramenta. Ele serei sua metade. Eu preciso conseguir o que quero, e o que ela significava para ele. Não devo nada. Eu vou vê-lo quando eu quiser.
Com isso, ele se sentou em uma mobília preta. Jack estava encostado na parede por alguns minutos e não disse nada. Finalmente, fixou seus olhos verdes e falou Draco:
"Eu vim para outra coisa.- disse Spencer menos agitado agora. - Eu preciso de sangue ruim para selar o pacto com os vampiros. Nós concordamos que seria sangue sujo de uma guerreira. Só preciso de pouco.
Draco levantou uma sobrancelha e não disse nada. Ela parecia cético. Jack continuou.
"Eu teria pego uma na rua, ou um dos meus próprios escravos, mas tive uma ideia. Eu quero levar para eles o sangue da Granger."- disse Spencer com um sorriso no rosto. Draco olhou para ele com frieza e havia um brilho de ódio e pavor.
"Esqueça isso. Nela, ninguém toca." O loiro dizia com sua voz baixa e rouca.



Desta vez, Jack levantou uma sobrancelha.
"Vamos Malfoy, será só o suficiente para sangrar .. duas ou três gotas.
"Eu disse que não .- disse com firmeza e levantando um pequeno bipe. - Eu não vou deixar que a machuquem, e perder sua confiança, tirando seu sangue.
"Pela maneira como fala dela é muito mais que isso.
"Ela acabou por ser mais útil do que eu pensava .- Draco disse secamente. - É uma grande aluna ....
Esta última frase foi dito com um tom arrepiante. Mas apenas para despistar Jack, no qual deu uma gargalhada.
"Sabe Malfoy tenho medo por esta coitada, o que você vai fazer com esta pobre infeliz?
Draco pôs os olhos cinza em Spencer, e ele podia sentir a escuridão saindo deles.
" Além de fazê-la minha. - pensou Draco.
" Vou transformá-la em uma assassina."





Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.