FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. O aniversário de Gina - P I


Fic: Ex-grifinória: A história de Gina Weasley


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: MAIS COMENTÁRIO DA barbara aguiar azevedo!!!!! Uhul! Minha leitora que mais comenta!! E respondendo a sua pergunta, Jully Padfoot Malfoy a Gina só vai virar uma "Ex-Grifinória" no último capitulo (calculo eu que a fic terá uns 18 caps) e só o que eu vou avisar é que isso não ocorre com ela se formando ou deixando Hogwarts. Obrigada por comentar, se tiver mais dúvidas pode perguntar! O próximo capítulo ainda pode demorar a sair devido a umas modificações que quero fazer no que tinha escrito, só aivsando. De qualquer forma aqui vai o aniversário da Gina, espero que gostem.



***


O aniversário de Gina - Parte I


 




-Vai tudo certo Gina, só respire... – Ele apertou a minha mão com mais força.


-Para você é fácil falar Ronald! Não é a sua namorada que vai ser apresentada formalmente a uma família de insanos! – Eu reclamei.


-Gina, vai dar tudo certo quer dizer, é o seu aniversario, a sua família que te ama e seus amigos, além disso seu namorado é o salvador da pátria! O que pode dar errado?


-Quer mesmo que eu te responda Ronald? – Rosnei entre os dentes antes de abrir um sorriso para minha querida tia-avó Muriel que surgia no horiente trazendo atrás de si uma meia dúzia de cabeças vermelhas.


-Retiro o que eu disse – Sussurrou meu irmão de volta quando dois dos meus primos começaram a se estapear derrubando uma das mesas.


-E os primeiros convidados chegam... – Minha mãe soou falsamente animada – Adoro reuniões de família!


Eu, Rony, Carlinhos, Percy, Hermione, Harry e meu pai resmungamos em resposta.


-GINEVRA! – Meu primo Aaron gritou correndo em minha direção.


-Oi Aaron... – Sorri, mas ao ver aquela multidão de pessoas tudo que eu queria era entrar de novo e chorar, algo ali parecia tão completamente errado.


-Gina essa é a Sarah, ela é minha nova irmã! Agora a gente tem mais mulheres na família! – Ele sorria de orelha a orelha.


Eu tive que rir, Aaron era apenas alguns meses mais novo que Percy, mas conseguia agir como se fosse mais novo do que eu.


A menina que devia ter a idade de Rony ou um pouco mais sorria de lado com uma cara meio assustada.


-Nova irmã? – Rony estava confuso – Mas ela é velha...


-Meu pai casou com a mãe dela – Ele explicou para Rony.


-Calma aí – Meu irmão ainda parecia confuso – Quem é o seu pai?!


Aaron suspirou e Sarah riu da cara apatetada de Rony.


-Vocês pelo menos são Weasleys de sobrenome? –Ele implorou – Eu só quero uma pista, são primos nossos de que grau?


Enquanto os dois tentavam explicar a Ronald desenhando na grama uma arvore genealógica e Percy tentava separar Brandon e Darwin e impedi-los de destruir mais mesas, pelo que eu me lembrava os dois eram do lado Prewett da família, mas podiam também ser os bisnetos do marido da prima de Tia Muriel também...


-Gina! Minha Querrrida! – Cumprimentou-me entusiasmadamente Fleur que trazia a pequena Victoire e meu irmão a tiracolo. Logo atrás dela seus pais e sua irmãzinha eram recebidos por Carlinhos que tentava evitar que os convidados “não-Weasley” fossem assustados pelos Weasley – Como você está linda! E ARRY! – Ela gritou de contentamento ao ver Harry pouco atrás de mim.


-Feliz aniversario Gininha – Gui bagunçou meu cabelo quando Fleur foi conversar com Harry.


-Obrigada Gui – Eu sorri – A Victoire esta tão linda... – Murmurei admirada vendo a pequenina menina nos braços do meu irmão.


-Eu sei... – Ele sorriu orgulhoso – E Gina... Vem cá.


 Ele me puxou para longe de Fleur, me fazendo descer até uma das partes mais baixas do terreno antes de se voltar para mim com os olhos brilhando.


-Isso foi um motivo de briga constante entre mim e Fleur, mas eu realmente gostaria que você fosse a madrinha dela... – Ele sorriu para mim – Mesmo que a Fleur insista na Grabrielle, que já é uma criança ela própria... – Ele resmungou mais para si mesmo.


Eu não consegui responder com um nó se formando em minha garganta e as lágrimas surgindo.


-Você está falando sério Gui? – Consegui falar meio assustada pela minha própria reação emocionada – Por quê?


-Porque você adora a Victoire e porque passou por muita coisa recentemente e isso é algo que te deixaria um pouco mais feliz... Imagino eu – Ele deu um sorrisinho.


-Eu adoraria Gui! – Disse encantada enquanto ele passava Victoire para os meus braços. Eu contemplava a menina em estado de admiração quando ele começou hesitante.


-E, Gina... Eu sei que não fui um grande suporte para você recentemente, mas eu realmente estava... Com outras coisas na cabeça... – Ele disse com cuidado – Me perdoa?


-Depois de ter ganhado a Victoire como afilhada... É difícil dizer não – Eu sorri para ele – E que coisas? – Eu franzi a testa – Coisas tipo a Victorie recém-nascida, a mamãe lá e bem, a morte do Fred? Porque eu entendo...


-É – Ele disse saindo de seus pensamentos e olhando para mim com meio sorriso – Coisas tipo isso...


-Gina! – Ouvi Neville me chamar e me virei a tempo de vê-lo correr em minha direção.


-Olá Neville – Sorri amplamente de volta – Já se recuperou da festa?


-Já... – Ele riu – Não entendo é como que a Hermione e o Rony estão de pé hoje.


-Feitiços e poções de Molly Weasley – Eu disse – Nunca subestime...


-Me lembrarei disso – Ele riu.


-Você está com uma aparecia ótima Neville – Eu disse encantada com a felicidade dele.


-Melhor do que na véspera da guerra com certeza – Ele disse corando de repente.


-Está tudo bem Neville – Eu tive que rir – Não precisa ficar sem jeito por causa daquela época...


Ele pareceu que ia falar alguma coisa antes de se calar e olhar sobre o ombro para o alto do morro, onde toda a multidão de pessoas que continuavam chegando estava e por onde agora Gui subia para encontrara a esposa, já aflita com sua ausência.


-Mas você... – Ele falou admirado quando se virou – Você também está linda. E quem é essa? – Ele olhou Victoire intrigado – Obra do Harry? – Ele olhou desconfiado a menina.


-Minha afilhada Neville! – Eu gargalhava – A filha do Gui.


-Ah... – Ele murmurou corando violentamente – É que eu tinha pensado...


-Eu imagino – Interrompi-o rapidamente.


-Não tinha como ela ser filha do Harry e da Gina e ser loira, a menos que tivessem feito algum feitiço transfigurador ou algo do tipo – Uma conhecida voz falou de trás de Neville fazendo com que eu e ele déssemos um pulo.


-Oi Luna, você me assustou – Eu sorri – Está ai a muito tempo?


-Isso é relativo – Ela deu de ombros – Posso carregar?


-Hmm – Eu comecei receosa – Claro Luna...


Entreguei com o coração apertado a menina nos braços dela.


-Está tudo bem – Luna sorriu com um brilho estranho nos olhos – Eu tenho jeito com crianças.


Neville continuou falando sobre alguma coisa comigo, mas eu não ouvi uma só palavra enquanto observava atentamente Luna se afastando com Victoire enquanto conversava com a menina em alguma língua misteriosa.


-Gina! – Minha mãe berrou me desconcentrando.


-Já vou! – Reclamei – Tchau Neville – Sorri para ele – Tenho que ir.


Ele assentiu e eu voltei para onde todos estavam, preocupada por deixá-lo ali sozinho, antes de ver que Aaron se aproximava dele, provavelmente tendo ouvido falar da festa do dia anterior, meu primo era fanático por festas e podia conversar o resto do dia com Neville sobre a do caldeirão furado, então eu supunha que Neville teria companhia pelo resto da noite.


-Gina - Minha mãe me repreendeu – Ainda tem muitos convidados chegando para você cumprimentar e você ainda nem falou com sua tia-avó Muriel!


-Estou indo... Estou indo... – Resmunguei infeliz.


Eu estava indo em direção a minha queridíssima tia Muriel, quando um dos meus (muitos) tios, do qual eu não me recordava exatamente do grau de parentesco, surgiu me abraçando e felicitando pelo meu aniversário. Seguindo seu exemplo um mar de primos, primas, tios e tias além de familiares diversos surgiram para falar comigo.


Entre um Black deserdado e um Weasley meio perdido no mundo, passando rapidamente com um primo distante de Neville que de alguma forma fazia parte da minha família, uma pessoa se destacou naquela multidão.


A jovem era alta, morena e usava um vestido simples e negro, apesar do calor da tarde de verão. Seus cabelos escuros estavam unidos em uma trança e sua expressão devastada indicava que ela havia andado chorando, e muito.


-Angelina? – Eu perguntei assustada e perplexa na mesma proporção.


-Olá Gina... – Ela sorriu triste para mim – Sinto muito aparecer assim aqui... Não queria atrapalhar o astral da sua festa – Ela disse extremamente sem jeito.


-Angelina! – Eu a repreendi sorrindo – Você é sempre bem-vinda aqui!


Ela sorriu de leve, apertando os lábios para segurar as lágrimas.


-O... O Jorge está? – Ela perguntou com a voz falhando miseravelmente.


-No quarto dele – Eu disse com uma pena imensa dela – Você sabe onde fica, não sabe? – Perguntei impensadamente.


Ela se afastou em direção a Toca rapidamente e tudo o que pude ver foi sua cabeça baixa e os ombros tremulando, provavelmente no ritmo de seus soluços.


-Por que ela foi atrás do Jorge? – Perguntou Darwin em uma orelha minha.


-Ela não era namorada do Fred? – Prosseguiu Jaime na outra.


Eu dei de ombros.


-Talvez ela imagine que só o Jorge possa entender a dor dela, já que ele foi a pessoa mais abalada pela morte do Fred.


Os dois se entreolharam com os olhos arregalados.


-Eles ainda estão abalados com a morte do Fred? – Brandon surgiu do nada dando um empurrão em Darwin.


-Todos estamos – Eu sorri triste contendo uma crise de choro.


-Menos o Percy – Disse Jaime que observava Percy conversando e rindo calmamente com algum velho da minha família sobre o gringotes e o ministério.


-Até o Percy... – Eu suspirei – Ele tem o jeito especial dele de lidar com a dor, mas está sofrendo tanto quanto todos nós.


-EU ACHO QUE ESTOU SOFRENDO MAIS! SOCORRO! – Gritou Brandon enquanto Darwin tentava sufocá-lo.


-VOCÊS DOIS! – Berrou Carlinhos em seu tom mais autoritário e domador de dragões que existia – SEPARAR!


Imediatamente eles pularam para lados opostos, a imagem da obediência e do medo.


-Gina! – Carlinhos mudou da água para o vinho e se aproximou sorrindo de mim – O que está achando de ser uma maior de idade agora?


 -Nem tinha pensado nisso! – Eu ri repentinamente esquecida da cena anterior – Eu sou maior de idade agora!


-Isso! – Ele comemorou – E como uma adulta madura e responsável vai lá dentro buscar mais toalhas de mesa, porque o Cohen e o Henry foram mostrar um feitiço que eles, supostamente, aprenderam e agora em algum lugar do mundo toalhas de mesa manchadas em forma de flores estão flutuando alegremente.


-Como eles fizeram isso?!


-Não me pergunte – Ele levantou as mãos – Mas eu tenho que tomar conta de dois bruxos maiores de idade, e portanto permitidos de utilizar mágica, mas que tem a capacidade mental do Darwin. E a mamãe sumiu de vista, então vai ter que ser você, pode me fazer esse favor?


-Claro – Eu suspirei – Já volto.


 


 


Continua...


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vritupotter em 11/05/2020
Descreveu o ambiente da festa perfeitamente. Desde o desânimo antes da festa começar até a efervescente confusão do que é uma reunião familiar Weasley. Não esperaria nada diferente hahahaha e adorei o pontapé inicial da celebração da maioridade da Gina!
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ana Slytherin em 30/03/2011

Arrumei um jeito de entrar na net pra ler seu capitulo
Meu deus só tem pestinhas na familia Weasley
Gina ja sendo exolorada no primeiro dia da maioridade
Bjoss e espero pelo proximo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por barbara aguiar azevedo em 29/03/2011

Uma nova postagem é sempre uma alegriaaa, porém, nunca me contento com UM misero capitulooo!!!
Ficou ótimo, como sempre! =))

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.