FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. O caldeirão furado - Parte II


Fic: Ex-grifinória: A história de Gina Weasley


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



N/A: Para variar mais um capítulo para você barbara aguiar azevedo, a única pessoa que lê (ou pleo menos que comenta) minha linda fanfic, aqui está meu primeiro capítulo razoavelmente grande em sua homanagem. Aceito sugestões, comentarios e criticas no final pessoas q lêem isso, muito obrigada.



***


O caldeirão furado - Parte II - Intrigas e ciúmes




-Este estabelecimento tem permissão para servir “A poção do morto vivo” para jovens? – Hermione perguntou com cara de poucos amigos para o garçom que tinha vindo atendê-los.


-Na verdade, é só o nome de uma bebida... Não é a poção de verdade... – Ele tentou se explicar meio assustado.


-Ah – Sorriu Hermione – Nesse caso eu vou querer uma dessas.


-Hermione... – Começou Rony assustado.


-Não enche Ronald – Disse Hermione.


-E posso trazer alguma coisa para vocês? – O garçom virou-se para os demais.


-Uma cerveja amanteigada para ela – Rony me indicou com a cabeça – E um desse... Sangue de dragão – Ele olhou no cardápio.


-Me passa isso – Pediu Harry olhando um pouco antes de se decidir por baba de hipogrifo.


-E eu vou querer um... – Eu comecei antes de ser interrompida.


-Vai ser cerveja amanteigada e ponto Gina! – Berrou Rony irritado.


-Ok então... – Eu suspirei.


Rony e Harry emendaram uma conversa muito emocionante sobre alguma coisa que não me interessou nem um pouco e me virei sussurrando para Hermione.


-Você sabe que a poção do morto vivo é a bebida mais forte daqui?


-Claro... – Ela engoliu em seco – Mas para fazer o que eu pretendo, vou precisar...


-Boa sorte... – Eu coloquei minha mão solidária sobre a dela.


-Vou precisar – Ela disse.


O garçom já havia voltado com as bebidas e pousou-as a nossa frente.


-E o jogo começa... – Sussurrou Hermione infeliz despejando a bebida de uma vez na garganta e imediatamente adquirindo uma cara que não sou capaz de explicar de forma alguma.


 -Hermione! – Rony a repreendeu – Qual o seu problema? Primeiro você coloca essas roupas indecentes e depois resolve BEBER, o que é isso? Aquela TPM que a Gina vive falando?!


-Em primeiro lugar Rony Weasley – Ela sorriu gentilmente para ele – Minhas roupas são perfeitamente aceitáveis.


-Em que planeta?! – Ele disse indignado.


-Rony – Eu revirei os olhos – A saia dela está um pouco mais do que cinco dedos acima do joelho dela e blusa dela mal é decotada!


-Em segundo lugar Roanld – Ela prosseguiu como se jamais tivesse sido interrompida – Você amou me ver com essa roupa, simplesmente admita.


-Você surtou Hermione... – Ele olhou para o outro lado corando de leve.


-Bem... – Ela suspirou – Não me resta alternativa...


Eu e Harry nos entreolhamos ressabiados, lá vai ela... Pensamos enquanto ela ia até o balcão e subia em cima dele com a varinha em punho. Eu fechei os olhos, não conseguia nem imaginar até onde Hermione iria para fazer meu irmão deixar de ser O ser mais enrolado do mundo.


-Olá todo mundo! – A voz de Hermione foi ampliada pela varinha – Quem aqui gosta de cantar?


Eu não podia acreditar no que ela estava prestes a fazer, enquanto ouvia os risos e comentários em volta.


-Eu preciso de um par para esse dueto! – Ela anunciou animada – E quem cantará com a menina que salvou o mundo?! – Ela gritou – Vamos lá!


De alguma forma quando eu abri os olhos havia um garoto que devia ter a minha idade no palco, com todos gritando em volta, Harry ria da situação e Rony olhava aquilo com crescente espanto.


A música surgiu do nada e Hermione começou a cantar com o garoto, quando a música foi ficando cada vez mais romântica ela e ele foram se aproximando e ela passou as mãos pelo pescoço dele dançando junto com ele. Eu tive que rir da cara abalada de Rony pedindo mais um copo.


-Ele pediu por isso... – Me disse Harry quando Rony se juntou a multidão com o copo na mão e uma cara desolada.


-Com certeza! – Eu respondi – Já estava na hora de ele fazer ALGUMA COISA! Quer dizer, até quando a Hermione ia ficar pareada esperando que ele resolvesse conversar com ele e esclarecer tudo entre eles? – Eu me virei para Harry que me fitava atentamente.


Antes que eu pudesse perguntar o que estava acontecendo, os lábios dele estavam nos meus.


-Sinto muito ter te feito esperar tanto tempo... – Ele sussurrou antes de unir nossos lábios de novo.


-Own! – Um coro de vozes femininas se ouviu e eu me desprendi dele rapidamente me virando para ver a quem elas pertenciam enquanto Harry corava nervoso. Algo que eu nunca entenderia era a capacidade dele de matar o próprio Voldemort, mas mesmo assim morrer de vergonha cada vez que alguém comentava como ele havia feito isso ou o via comigo... Vai entender...


-Ivy! Lydia! Lauren! – Eu berrei feliz ao vê-las pulando do meu lugar para abraçá-las.


Harry ficou parado com uma cara meio perdida olhando confuso para elas.


-Harry... – Eu comecei as apresentações – Essa daqui é a Lydia – Eu o apresentei a menina de cabelos escuros com mechas loiras e olhos castanhos claros – Ela está na Lufa-Lufa e é do meu ano.


-Ouvi falar muito de você Harry – Ela sorriu estendo a mão – Na verdade mais do que eu gostaria... Se eu ouvisse mais uma vez sobre como seus olhos eram verdes ou sobre como ela sentia falta dos seus braços ao redor dela, eu matava ela!


-Lydia... – Eu rosnei para ela.


-Não está mais aqui quem falou... – Ela sorriu falsamente arrependida.


-Essa é a Ivy – Eu mostrei a menina de origem japonesa, com cabelos escuros e lisos e olhos escuros puxados – Ela é da Corvinal e também está no meu ano.


-Olá Harry... – Ela deu um sorrisinho.


-Fala que ela parece a Cho que a Gina te mata – Avisou Lydia – Só falando...


-Digamos que a Gina e minha prima não são exatamente as melhores amigas do mundo... – Disse Ivy baixinho.


 -E por fim, essa é a Lauren– Eu indiquei com a cabeça a menina de cabelos cor de mel repicados na altura dos ombros e olhos castanhos – Colega de quarto... – Falei a guisa da explicação – Ficamos mais próximas ano passado quando eu tava meio abandonada em Hogwarts – Completei ao ver a cara confusa de Harry – Mas a Lauren eu já aturo desde sempre...


-E agora vamos roubá-la de você! – Sorriu Lauren me puxando – Um prazer te conhecer Harry!


Eu me afastei enquanto três meninas me puxavam e Harry ficava com uma expressão meio desnorteada, ah ele havia me largado por mais de um mês, podia agüentar cinco minutos.


-Ah Gina! Que saudades de você! – Me abraçou Lauren assim que chegamos do outro lado do salão – Você está tão diferente!


-É – Sorriu Ivy – Não vejo você desde a batalha...


-Eu estava meio mal... – Dei um meio-sorriso para elas – Por causa do Fred e tal...


-A Gina... – Lauren me abraçou de novo – Eu sei totalmente como você se sente... Quer dizer não sei, porque minha prima morreu e eu fiquei péssima... Imagina se tivesse sido um irmão...


-Está tudo bem – Eu sorri de leve de novo – Obrigada.


Ivy só sorriu compreensiva para mim antes de Lydia fazer uma cara dramática.


-Vocês estão assim, mas imagina EU! – Ela falou com uma cara arrasada.


 -O Daniel... – Ivy falou com lágrimas nos olhos.


-Desculpe Lydia... Não devíamos estar falando disso – Eu disse arrependida.


-Eu não estou falando do Daniel! – Ela fechou os olhos irritada, mas diante das nossas caras perplexas ela prosseguiu – O Brandon continua vivo! Quer dizer de tanta gente que morreu ela tinha que viver?! Esse mundo não é justo!


Reviramos os olhos e rimos, somente a Lydia para fazer uma piada desse tipo, ela não conseguia suportar o primo dela, que na verdade... Era um saco, e fazia questão de encher ela, e nós três também, até que eram compreensíveis os desejos assassinos dela.


-Mas sério agora Gina, o que você está fazendo agarrada ao Salvador-da-pátria? – Disse Lydia com uma cara não muito amigável.


-Hum... – Eu comecei meio confusa – Eu estava agarrando meu namorado?


-Errado Gina querida, ele não é seu namorado, não mais, ele terminou com você e eu aposto o quanto você quiser que vocês ainda não tiveram uma conversa a respeito depois disso...


-Eu... – Eu tentei me defender irritada antes de suspirar – Ok... Talvez, mas eu posso tentar recomeçar não posso?


-Poder pode... – Disse Lauren baixinho dando de ombros.


-O que você quer dizer com isso? – Eu estreitei os olhos para ela.


-O que ela quer dizer – Começou Lydia – É que não faz sentido você voltar para ele.


-O que?! – eu estava chocada.


-É só que... – Lydia suspirou – A gente viu vocês dois juntos e... A Gina, eu realmente não sei como vocês eram juntos, mas não parece que vocês combinam... Pelo menos não mais.


-A gente sempre combinou! – Eu não conseguia entender o que estava ouvindo – O que foi que mudou?


-Você – Lauren respondeu sincera – E ele mudou também... Pelo que eu conhecia dele... Não tem mais aquela fagulha entre vocês dois...


-E você concluiu isso de uma observação rápida da gente se beijando? – Elas estavam malucas, só podia ser.


-Bem Gina... Sei lá... – Ela deu de ombros – Mas talvez...


-Vocês não devam ficar juntos mais... – Completou sem graça Ivy.


-PRIMA DA CHO NÃO OPINA SOBRE O HARRY! – Eu berrei esganiçada.


-Desculpa! – Ela se apressou a dizer.


-Mas Gina, pelas cartas que você mandou, as coisas entre vocês não andaram uma maravilha em nenhum dos últimos meses.


-Vocês não sabem de nada! – Eu falei cruel – E querem a fagulha? Eu vou mostrá-la a vocês.


-Então toma isso antes – Lauren me ofereceu um copo completo de bebida – Eu sei que Rony não deixaria você encostar nisso nem morta.


-Obrigadinha... – Eu sorri docemente.


Então eu me afastei delas irritada, o que elas sabiam sobre mim e o Harry, podia até ser que não estivéssemos exatamente namorando, ou conversando, ou algo do gênero, mas era apenas por que tínhamos passado por muitas coisas e ainda estávamos nos “ajeitando” a essa nova realidade... Eu tinha certeza disso.


-Oi Harry! – Eu sorri – Eu sobrevivi ao ataque triplo! – Comemorei.


Ele deu um sorriso de leve para mim antes de apontar para Hermione que agora cantava outra música com outro garoto.


-Quanto tempo você dá pro Rony lançar um Avada Kedavra? – Ele me perguntou.


-O quanto ele já bebeu? – Perguntei avaliando meu irmão no meio da multidão parecendo que ia arrebentar o lugar em questão de segundos.


-Diria que esse é o quarto copo.


-De três a sete minutos no máximo – Disse sabiamente.


-Não duvido nada – Ele riu.


-Mas sabe o pior sobre os dois? – Eu disse me colocando na frente de Harry – É que eles perdem tanto tempo com bobagens quando poderiam estar ocupando de maneira muito melhor o tempo deles...


-É mesmo? – Ele olhou no fundo dos meus olhos e meu deus, como eu amava aqueles olhos verdes – Como?


-Hmm... – Fingi refletir – Assim


Eu não percebi quando nos aproximamos, mas a questão é que estávamos nos beijando, e continuamos e continuamos, e perdida no meio da minha cabeça eu só conseguia pensar em uma coisa... “Há! Eu disse que tinha fagulha!”


Nos separamos e ficamos nos olhando com as testas ainda unidas quando se tornou absolutamente indispensável respirar.


-Eu senti tanto a sua falta Harry... – Eu suspirei.


-E eu te amo Gina – Ele disse como se nem percebesse que o fazia.me fazendo dar dois passos para trás, com a boca aberta, chocada, completamente imóvel.


-Hmm... – Ele pareceu completamente sem jeito e nervoso – Eu...


-Eu te amo Harry Tiago Potter! (o James nunca vai colar comigo...) – Eu berrei sentindo meus olhos se encherem de lágrimas antes de pular nos braços dele rindo e chorando e tudo mais ao mesmo tempo.


-Gina – Ele sorriu para mim – Você quer ser a minha namorada? – Ele parou – Quero dizer, voltar a sê-la? – Ele perguntou meio sem graça.


-Eu nunca deixei de sê-la... – Sorri mais amplamente ainda, abraçando-o e dizendo pelas costas dele: “ahá!” para três meninas que me observavam a distancia, Ivy e Lauren admitiram a derrota sorrindo, mas Lydia só silabou “perdemos a batalha, não a guerra”. Eu tive que rir, competitividade era o nome do meio dela.


 -VOLTE PARA A BRUXA ABORTADA DA TRAVESSA DO TRANCO DOZAROLHA DE VARINHA QUEBRADA QUE TE METEU NESSE MUNDO!!! (minha versão mística para puta que te pariu) – Foi o comentário gentil que ouvimos Rony desferir ao menino da vez que dançava agarrado a Hermione e que, pelo que pudemos compreender havia tentado beijá-la, antes de esquecer-se de ser um bruxo e dar um bom murro a moda trouxa – E vem Hermione vamos embora!


-E porque eu iria com você?! – Ela provocou-o.


-Porque você está se humilhando ai! – Ele berrou de volta.


-PORQUE VOCÊ SE IMPORTA?! – Ela berrou irritada – VOCÊ NEM LIGA PARA MIM!


-Ah Hermione... – Ele disse irritado – MAS QUE MERDA! EU TE AMO! – Ele berrou puxando-a para seus braços e beijando-a com a intensidade suficiente para receber aplausos entusiasmados de toda a platéia.


-Sabia Hermione – Harry murmurou.


-Sábia Hermione – Eu concordei.


 


 


Continua...


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vritupotter em 14/04/2020
HAHAHAAHAHAHAHAHA Tem tanta coisa boa e engraçada nesse capítulo que eu nem sei como recapitular tudo. As amigas são incríveis, pra começo de conversa, a linguaruda e a prima da Cho principalmente (a outra é normal coitada). Todo o rolê da Hermione só ficou CADA VEZ MELHOR. E ainda ganhamos essas duas declarações incríveis com beijão e tudo, coroando uma ida de sucesso ao Caldeirão Furado. Aaaaaaah amei demais.
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ana P. em 17/10/2011

Sua Fic tá otima, parabéns!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por barbara aguiar azevedo em 19/03/2011

Ahhh, capitulooo maravilhosoo!

Gina voltando a ser o que era, Mionee bebadaaa e Rony se declarandoo... perfeitooo!

Adorooo sua fic!!! =))

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ana Slytherin em 19/03/2011

To sem net como eu ia comentar?
Mas agora que li ja posso deixar meu comentario
Ameiiiiii 
PRIMA DA CHO NAO OPINA SOBRE O HARRY kk
Brilhante 
to esperando o proximo viu 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.