FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Capítulo 10


Fic: stupid girls JL CAPÍTULO 13 ON!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

"E eu não pergunto porque
já sei que a vida não
é uma resposta e se eu
aconteço aqui se deve 
ao fato de eu 
simplesmente ser"

- Raul Seixas




 


Capítulo 10


Talvez...


 


É normal a pessoa ficar nervosa para um Baile, certo? Se não for normal eu sou uma pessoa extremamente anormal. Na verdade se for pensar por esse lado de ser normal, anormal, o mundo todo busca ser diferente e ao buscar ser diferente viramos anormais, e ao virar anormal, isso fica tão comum que ser diferente é ser normal. Alguém acompanhou a minha linha de raciocínio? Se não, eu entendo completamente, porque eu acho que além de normal, eu sou confusa. Aqui estou eu no meu quarto vestindo o vestido que comprei, maquiada pela Petúnia, óbvio que eu não sei nem pegar uma sombra do jeito certo e encarando o salto alto e o meu all star preto de lantejoulas. Que dúvida cruel, o salto alto fica chique do último com esse meu vestido, mas como eu sou uma pessoa prevenida, fui ontem de noite com o carro para o shopping e comprei um all star mais... chique. Ele é de lantejoulas, preto, muito fofo, fofo até demais, que realmente seria só usado nessa ocasião, já que eu não gosto de coisas brilhantes em mim durante o dia.


- Lily? – Lene abriu a porta do meu quarto vagarosamente, abri o meu melhor sorriso ao vê-la toda arrumada. Ela estava divina com o vestido azul marinho, um salto alto preto. – Ainda não se decidiu?


- Não, se eu for de salto não vou aguentar nem cinco minutos lá, se eu for de all star, quem vai me matar vai ser a Dorcas... – falei, Lene sorriu, compreendendo a minha dúvida cruel.


- Olha... Se você falar para a Dorcas que eu apoiei isso, eu irei negar, ok? – Lene começou a falar e eu assenti. – Mas... você é a pessoa mais autêntica que eu conheço se você for de salto, vai perder isso...


- Entendido! – falei, pegando o all star e o colocando. Petúnia já estava pronta nos esperando na sala, ela estava com um vestido rosa, bem a cara dela. Remus estava com um terno social preto, tenho que confessar que ele ficou extremamente lindo com aquelas vestes.


- A Dorcas vai te matar... – ele falou assim que viu meu all star, tive que rir daquilo. Meu pai iria dispor dos carros para nós irmos ao Baile, nada de limusine, champagne e a louca como em filmes, infelizmente. James e Sirius iram passar ali em casa para irem com nós, só faltava os dois e claro, Dorcas, mas essa nós iriamos buscar na casa dela. – Você está linda.


- Eu sei. – falei brincando, mas provavelmente fiquei mais vermelha que os meus cabelos.


- Minha filha está crescendo... – meu pai falou assim que entrou na sala, zombateiro. Revirei os olhos. – Mas continua usando all star.


- A Dorcas vai te matar. – falou Anna assim que percebeu meu all star, que diabos, porque todos estão me falando isso? Ah é, porque realmente a Dorcas vai me matar e eu nem sequer fiz um testamento para os meus CDs. – Você está linda Lily, aliás, todas estão.


- Obrigada. – Marlene agradeceu, vermelha, ela não lidava muito bem como elogios, assim como eu. Sim, a pessoa lhe diz que você é linda e fica em um silêncio, você vai agradecer pela sua beleza? Como assim? Acho que elogios demais realmente estragam a humanidade.


- Então, o Sirius vai com a Marlene? – pediu Anna, fazendo Lene ficar muito vermelha. Tive que rir dela, sorri, depois de saber todo o plano da Petúnia eu fiquei mais calma e tenho que admitir de novo, Petty se superou nesse plano.


- Não, ele ainda vai com a Trisha. – Remus falou, coitado do Sirius, mesmo ele sendo a pessoa mais porca por dois dias Trisha ainda quis ir para o Baile com ele. Simplesmente não conseguia entender como ela ainda queria ir ao Baile, sério. Sirius não escovou os dentes, foi com a camiseta suja, banho nem pensar e mesmo assim Trisha não desistiu. Marlene estava um pouco magoada por isso, dava para perceber, na verdade só eu percebi. Não é tão normal escutar Taylor Switf praticamente 25 horas por dia. E na outra parte do dia escrever as letras da Taylor no caderno. Isso tem que significar alguma coisa, certo? Ouvimos uma buzina do lado de fora, Petúnia levantou do sofá sorridente.


- É o meu par, até depois gente. – Petúnia jogou beijinhos toda feliz e saiu indo ao carro. Não tinha como negar que até eu estava ansiosa e feliz por ter finalmente chegado essa noite. Uma parte de mim gritava: plano! e a outra gritava: James! Tenho que admitir (novamente, hoje eu só estou admitindo) que eu estou me apegando ao James, demais.


- Finalmente! – Remus falou abrindo a porta, tirando-me dos meus devaneios. Olhei para a porta e James estava lá, parado, lindo de morrer com o seu terno preto. Remus já estava impaciente, provavelmente por todas as mensagens que Dorcas estava mandando para ele.


- U a u. – Sirius falou assim que viu Lene, ela ficou mais vermelha que os meus cabelos, mordi meu lábio para não rir. Parece que Sirius ficou paralisado ao ver Lene, ele estava literalmente babando por ela. James deu um tapa na cabeça dele e pareceu que ele acordou do transe. – Você está, hm, linda.


- Ok, vamos, antes que o Sirius entre em transe de novo e o Remus tenha um ataque. – Eu falei, fazendo meu pai e Anna rirem e deixei o Sirius encabulado, junto com Marlene. Sorri satisfeita, James me deu passagem e fui a primeira a sair. Eu, James e Lene iríamos em um carro, Remus e Sirius iriam passar para buscar Dorcas.


- Só eu que estou suando frio por causa desse baile? – Pediu Lene, assim que entrou no carro.


-Não, eu também. – James falou sorrindo, olhando para mim. Fiquei extremamente vermelha e concordei com os dois, não demorou muito para chegarmos na escola, mais precisamente no ginásio. Devo admitir que estava até bonito aquele gin,ásio, cheio de faixas coloridas, lembrando o arco íris, só faltava a frase: no final do arco íris está o pote de ouro, cadê o seu ou algo assim. Ou duendes, confesso que se tivesse anões de duendes ali no Baile eu iria rir muito. Ok, é oficial, eu viajo demais. Vi tantos rostos conhecidos que quase dei meia volta assim que entrei, quando fiz menção de dar um passo para trás James segurou minha mão. Sorri para ele, Lene veio do meu lado e logo bufou procurando uma mesa. Jessica entrou dois segundos depois de nós junto com Lee, segurei-me para não rir de seu vestido. Hiper justo, hiper curto com uma cauda enorme, o que é estilo pedir para pisar em cima e ela perder o resto do vestido sabe? Eu vi isso em filmes, mas nunca teria coragem de fazer isso, acho que ninguém tem coragem de fazer isso. Lee estava lindo, fazer o que, ele era lindo. Petúnia sentou do lado de Lene junto com o seu par, o cara era meio mongo, mas bonito sabe.


- Vocês já viram a Trisha? – Petúnia pediu, sorrindo um tanto maquiavélhica. Olhei ao redor e não encontrei a Trisha, mas em compensação Alicia Forbs nos avistou e sentou junto com nós. Ela estava linda, com um vestido estilo romântico com um rosa claro.


- As pessoas não param de me parabenizar pela minha candidatura. – ela falou animada, quase batendo palmas. – E o mais estranho...


- O que? – pedi, mas óbvio que já sabia o que ela iria falar. Ela se aproximou de nós e falou baixinho.


-O Leeland quer me ajudar na campanha... – Alicia falou, ficando vermelha só de falar o nome do Lee. Sorri satisfeita, então ele realmente tinha ido falar com a Alicia. Olhei para Lee que me observava de longe e sorri, o que foi retribuido.


- Isso é ótimo. – falei, Lene levantou as sobrancelhas.


- E se ele estiver espionando para Jessica? – ela pediu, fingi considerar a opção e depois fiz que não.


- Ele pode ser um idiota quanto a relacionamentos, mas quando é política ele leva bem a sério. – falei, fazendo Lene se convencer disso.


- Lily Evans eu irei te matar! – Dorcas falou assim que me viu. Todos começaram a rir e eu fiz uma careta. Petúnia avistou Trisha e logo saiu da mesa, tentei ignorar o que Petúnia iria fazer agora. Digamos que Trisha iria ficar indisponível essa noite.


- Dorcas, não mate a Lily hoje... – James pediu, Dorcas finalmente aliviou a expressão e assentiu. Ela ia sentar, mas antes disso Remus a puxou para a pista de dança (não sei bem se era uma pista de dança, mas...)


- Quer dançar? – James me convidou, gente, eu sou um desastre para dançar e agora? Concordei e fomos para o meio do ginásio. Por algum motivo todos nos encaravam, não achei isso muito reconfortante.


- Eu sou péssima para dançar. – falei, assim que segurei a mão de James.


- Você não precisa dançar bem comigo, eu sei guiar. – James falou, convencido, sorri e agradeci por ser uma música lenta, encostei minha cabeça em seu peito. – Já disse que você está linda?


- Ainda não... – Eu me senti em um clichê, em um grande clichê. James colocou as duas mãos em meu rosto e delicadamente me beijou. Óbvio, eu já tinha beijado ele antes, mas essa foi a primeira vez na frente da escola toda. Durante aquele beijo parece que todos a minha volta sumiram, parecia que não tinha ninguém naquele salão, além de mim e James.


- Essa foi a primeira... – falei me separando do beijo com um sorriso. Pude ouvir o grito de Sirius da mesa, só não mostrei o dedo para ele porque realmente foi engraçado.


- Faz tempo que eu queria fazer isso. – ele disse sorrindo. Olhei ao redor e vi Petúnia fazendo sinal para eu ir lá.


- A Petúnia quer falar comigo... – falei para James e ele assentiu, antes de me separar dele, de parar definitivamente de dançar lhe dei um selinho demorado e sorri, indo ao encontro da Pet.


- Que cena hein... – ela falou assim que me aproximei, fiquei vermelha e nem sequer precisei responder. – Trisha já está fora de cena.


- Rápido assim? – admirei-me com o poder de persuassão de Petúnia.


- Sim, só falei que aquele chá emagrecia que ela bebeu na hora, nem percebeu o laxante... – Petúnia riu, balancei a cabeça fazendo não rindo também. Ah vai dizer, é engraçado, é só dizer que o troço emagrece que ela bebe e vai correndo para o banheiro, você sabe, número dois. Confesso que convencer a Petúnia de dar laxante para ela foi difícil, não me levem a mal, mas Petty queria dar morango para a garota alérgica a morangos. Dai sim iria ser um pouco exagerado, sem contar que o efeito do laxante iria passar logo de manhã. Eu deveria me sentir mal por ela não curtir o seu próprio Baile, mas paciência, ela poderia aproveitar só a formatura, certo?


- Minha vez agora. – falei e deixei Petúnia voltar para o seu par. Sentei ao lado de Sirius e falei baixinho. – Convida ela para dançar.


- Quem? – ele pediu, revirei os olhos e apontei com a cabeça para Lene que claramente estava entediada. Sirius entendeu o recado. – Mas e Trisha?


- Eu vi ela entrando no banheiro e não estava com uma feição muito boa... – falei e ele fez uma careta, Sirius odiava ver garotas chorando e ainda mais garotas vomitando. – Acho melhor você nem sequer pensar na possibilidade de ir lá ver como ela está...


- Nem sequer pensei. – ele disse sorrindo, era tudo o que ele queria, se livrar de Trisha. Sirius levantou e estendeu o braço para Lene. – Concede-me essa dança, milady?


- Sim... – assentiu Lene, vermelha, óbvio que ela iria ficar vermelha, eu e James estávamos rindo do milady. Percebi que todos os olhares estavam voltados para Sirius e Lene, agora era a hora da segunda parte do plano, vi Petúnia sair acompanhada do seu par do ginásio. Eu sei, vocês não devem estar entendendo nada, mas juro que daqui a pouco tudo vai ser explicado, tudo ao seu tempo.


- Boa noite caros alunos. – o diretor Hopkins cortou a música, pegando o microfone, ouvimos um descontentamento geral. – Hoje iremos eleger o nosso Rei e a nossa Rainha do Baile de Primavera, todos os alunos tiveram seus votos computadorizados. E devo vos lembrar que não é permitido bebida álcoolica. Um bom Baile a todos.


- Aposto que daqui a quinze minutos vai ter alguém tentando batizar o ponche. – falei, fazendo James rir e minha previsão se concretizou, mas não foi em quinze minutos e sim dez minutos. Felizmente o garoto conseguiu batizar o ponche e nunca vi pessoas tão felizes indo se servir. James e eu ficamos sentados na mesa, conversando sobre os trajes estranhos que certas pessoas usavam, pedi licença e fui ao banheiro. Entrei e agradeci por não estar usando salto, meu all star estava firme e forte em meu pé. Olhei para o espelho e vi minha maquiagem e cabelo intactos, sorri só de pensar que James estava me esperando. E ultimamente era o que mais eu estava fazendo, sorrindo. Sorrindo por tudo e por qualquer motivo. Sai do banheiro e levei um susto quando vi Lee.


- Oi. – ele me cumprimentou. – Então, você e o James...


- Pois é... – tentei falar em um tom casual, Lee me surpreendeu, ele mudou totalmente do cara raivoso que tentou me humilhar no refeitório na semana que terminamos.


- Eu fico feliz, por mais que eu não queira, ele é um cara legal. – Lee admitiu então fiz o que meu instinto me mandou fazer, dei um abraço em Lee, como amigos, óbvio.


- Eu realmente queria lhe dizer o mesmo em relação a sua namorada. – falei e ele assentiu. Eu não odiava Lee, não esse Lee que eu estava abraçando agora, esse Lee foi o que eu comecei a gostar como amigo, sabe? Não aquele que me traiu com uma vadia. Claro que nada explica os atos dele, mas se não era pra ser, não foi, entendem? Deixei Lee ali na porta do banheiro e voltei sentar ao lado de James. Dorcas, Remus, Lene e Sirius continuavam dançando uma música lenta, os olhares voltados para Lene e Sirius eram de surpresa e raiva.


- Você não se incomoda? – pediu-me James, olhei sem entender a pergunta então ele apontou para Lee com Jessica em seu colo.


- Não. – falei, tentando captar a feição de James, se era irritado, bravo, mas era justamente o oposto, ele estava calmo. Certo que ele viu o meu abraço em Lee, mas isso não é grande coisa... Eu acho.


- Não se irrita nem um pouco? – ele tornou a pedir, apoiando sua mão em minha perna.


- Não. – falei simples, agora, nesse exato momento eu não estava irritada com o fato de Lee estar com Jessica, James continuou me olhando com uma cara estilo quero mais explicação e voltei a falar. – Antes eu me irritava, mas era mais pelo fato dele ter traído minha confiança...


- E agora? – ele sorriu assim que comecei a fazer carinho em sua mão.


- Eu não me irrito com isso, eu me irrito sim com a superpopulação, com o aborto, com frescuras... – falei o fazendo rir. - ... Eu escolhi não me irritar com isso e estou bem, sabe?


- É por isso que eu gosto de você. – ele falou simples fazendo-me corar, fiquei da cor dos meus cabelos. E então, adivinhem... nós nos beijamos, pela milésima vez e meu coração cada vez mais parece que vai pular do meu peito, a sensação sempre é boa. Eu estava completamente viciada em James.


- Meus jovens! – chamou atenção o diretor Hopkins, eu e James fomos até os outros casais, parados no meio do ginásio. Olhei para Petúnia e sorri, cúmplice. – Está na hora de revelarmos quem são o Rei e a Rainha do Baile de Primavera.


Pude ver Jessica batendo palminhas animada, Lee esperou ela virar para frente para revirar os olhos. Olhei para o lado e Sirius segurava a mão de Lene, sorridente, os dois são tão fofos juntos. Petúnia, junto com seu par que  na verdade era um nerd de óculos, ficou do meu lado, James me abraçou por trás, todo fofo.


- O Rei do Baile da Primavera é... – só faltou os tambores nessa parte, esse mistério todo está me agoniando... Até parece. - ... Sirius Black!


- O que? – Sirius falou, todos olharam para ele. Era compreensível isso, James deu um pequeno empurrão no Sirius que deu um beijo na bochecha de Lene e subiu no mini palco do ginásio. A cena era típica, o diretor deu a coroa de rei para Sirius e todo mundo aplaudiu. – Eu como Rei...


- Sem discursos Senhor Black. – falou o diretor, fazendo com que todos rissem. Palhaço, Sirius balançou os ombros e ficou mandando beijos para fãs imaginários. – A nossa Rainha do Baile de Primavera é...


Chegou a parecer em câmera lenta, olhei para Jessica e a vi se preparando toda pomposa, mas assim que o diretor falou Marlene Mckinnon, ela literalmente tropeçou no salto. Pude ver as mudanças no rosto da Jessica, primeiro veio a incompreensão, segundo a surpresa e por último a raiva. Passei minha atenção para Marlene que estava sem reação nenhuma, Dorcas estava animada e a deu um empurrão para ir até o diretor. Petúnia começou a rir e bater palmas.


- COMO ISSO É POSSÍVEL? – gritou Jessica do outro lado do ginásio, a maioria dos alunos nem sequer olharam para ela, Lee começou a segurar Jessica antes que ela fosse arrancar a coroa de Lene. Marlene estava sem saber o que fazer muito bem, com a coroa, o diretor falou para os dois irem dançar a primeira música como Rei e Rainha, típico e clichê.


- Vocês me surpreenderam. – falou Dorcas baixinho para mim e Petúnia, mordi meu lábio inferior.


- Sabia que vocês estavam aprontando. – Remus disse tentando fazer uma cara de desaprovação, mas no fim acabou sorrindo. Sirius e Marlene dançava agora, assim literalmente agarradinhos, todos voltaram a aproveitar o Baile, Jessica e Lee desapareceram, provavelmente ele estava contendo ela fora do ginásio. Dorcas me obrigou a sentar na nossa mesa e contar todo o plano para ela.


- Para falar a verdade, o plano foi bem simples. – eu disse, fazendo James, Dorcas e Remus prestarem ainda mais atenção em mim. – O plano é tirar todo o poder da Jessica, primeiro iremos fazer isso com a questão do Conselho Estudantil com a Alicia. Depois o fato do Baile, Petúnia se aproximou do Dudley e ele topou em manipular os resultados se ela viesse no Baile com ele e por último... eu não posso contar.


- Por último seria o... – Dorcas começou a raciocinar, mas logo se calou quando percebeu a verdade.


- Por último seria o Lee. – James falou, parecendo um pouco magoado, mas logo fui me explicando.


- Sim e não, quer dizer, eu me aproximei do Lee para isso, mas não vai ser eu que irei tirar ele dela... entendem? – praticamente supliquei para que alguém entendesse, os três fizeram uma cara de confusos. – O Lee está ajudando a Alicia na campanha...


- Mas ela é contra a Jessi... Ah.. – Remus começou a falar, mas sorriu ao compreender o que eu estava tentando falar. – Mas o que garante que ela... que ele...


- Ela eu tenho certeza, fica vermelha cada vez que fala nele. – disse, Dorcas logo concordou. – E ele... Bom, eu conheço o Lee.


- Eu estou feliz que é ela e não você. – James falou me abraçando, Sirius largou Marlene, ou a Marlene largou o Sirius  e ela veio ao nosso encontro.


- Vocês acreditam nisso? – ela pediu, sentando ao lado de Remus. – Eu preciso beber algo.


- Eu posso ir pegar. – Remus se ofereceu e saiu, se voltar com o ponche vai com toda a certeza embebedar Marlene, mas quem deveria fazer isso seria o Sirius e não o Remus. Brincadeira, nenhum dos dois devem fazer isso, um pode desejar fazer isso, mas... Cala a boca Lily!


- Eu não acredito nisso, como... Espera ai... – Marlene parou de falar, arregalou os olhos e virou para nós. -... O Greg cuida dos votos, a Petúnia veio com ele e era por isso que eu tinha que me aproximar do Sirius!


- Eu tinha demorado para chegar nessa conclusão. – Dorcas falou rindo, Marlene aliviou um pouco a expressão e no fim sorriu. – Vai dizer que não gostou...


- Eu... – ela parou um pouco e depois continuou, como se ela estivesse falando para si mesma aquilo e não para nós. - ... Eu gostei sim.


- Sabia! – falei rindo, Remus voltou com uma garrafa d’água, pelo menos não era o ponche.


- Lily! Nós temos um problema! – Petúnia apontou para Alicia que entrava no banheiro, não entendi muito bem, mas fui até ela. Dorcas e Lene me acompanharam, quando entramos no banheiro, Alicia estava vomitando.


- O que houve? – pedi para Petúnia que segurava os cabelos da morena, ela fez uma careta.


- Ponche. – Petúnia respondeu, tentando controlar o seu nojo do vômito. Revirei os olhos, realmente Alicia era o tipo de garota ingênua e inocente, ela realmente não deve ter percebido a vodka misturada. – Lily, daqui a pouco eu vou vomitar.


- Sai... – ordenei, segurei os cabelos de Alicia. – Vai procurar o Lee.


- O Lee? – Dorcas pediu, não sabia se era uma boa ideia, mas talvez Lee vendo a ingenuidade e a inocência de Alicia, os dois consigam se aproximar mais depois do Baile. Claro que ele iria a ver bêbada, mas eu realmente esperava que Alicia fosse uma bêbada boazinha ou ao menos engraçada. Um sinal bom é que enquanto ela vomita, pelo menos ela não está chorando ou se lamentando. Eu tinha estômago para isso, vômito, coisas nojentas não me afugentam, a única coisa que consigo ter pavor (podem rir) são formigas, sim, formigas. Quando eu era pequena papai levou eu e Petúnia para uma praia, eu como sempre sapeca, acabei sentando em cima de um formigueiro na esperança que fosse um castelinho de areia. O resultado não poderia ser diferente, fui toda picada e quase tive uma reação alérgica.


- Sim, o Lee. – falei, Petúnia assentiu e saiu. Dorcas continuou me olhando com uma cara duvidosa. – Por favor, pega e molha a toalha de papel com água gelada e me alcança.


Fiz o que achava certo fazer, só faltava ter açúcar e água para dar a Alicia, molhei um pouco sua nuca e seus pulsos. Felizmente depois que eu fiz isso ela já tinha vomitado tudo o que queria. Uma garota, mirrada e extremamente estranha tentou entrar no banheiro, mas antes de ela pisar com os dois pés dentro do banheiro eu, Marlene e Dorcas gritamos com a pobre garota. Quando percebemos o que fizemos começamos a rir, até mesmo Alicia riu, mesmo sem ter noção do que.


- Eu não sabia Lily... – balbuciou Alicia, óbvio que ela não sabia, ela é a única garota da terra que bebe álcool e nem sequer reconhece o gosto. – Eu achei forte no começo, mas depois...


- Está tudo bem Alicia... – tentei reconfortá-la. Ouvimos uma batida na porta, Dorcas abriu e Lee entrou, seguido de James e Petúnia.


- Reunião no banheiro feminino. – ironizou Dorcas, ela ainda tinha um pé atrás com Lee.


- Vocês dois podem me ajudar a levar a Alicia para casa? – pedi para James e Lee.


- Não, não... – choramingou Alicia. – Se eu for para casa minha mãe me mata, ela...


- Então para a minha casa. – falei, ela poderia dormir no meu quarto, realmente espero que ela já tenha vomitado tudo o que tinha que vomitar. – James, você avisa o Remus que vai me levar para casa? E Lee, você leva ela até o carro?


- Nós vamos també...


- Nem pensar! – interrompi Marlene, eu poderia tranquilamente ficar em casa cuidando de Alicia, essa festa já havia terminado para mim, quer dizer, o que tinha que acontecer, aconteceu, entendem? – E nem sequer tentem argumentar.


- Olha que ela pode bater em vocês. – Alicia brincou, enrolando as palavras, pelo menos Lee riu. – Oi Leeland!


- Oi Alicia. – Lee respondeu sorrindo, estava na cara a paixonite dela, mas nesse estado dava para por a culpa no álcool. Lee se abaixou e pegou facilmente Alicia no colo (ela murmurou um “ihaa” na subida. – Onde está o carro?


- No estacionamento... – murmurou Alicia antes de cair em um sono profundo, Lee saiu do banheiro e Jessica logo o avistou. A cara dela escandalizada ao ver Lee carregar Alicia e eu sair depois do banheiro foi linda.


- Leeland, o que está acontecendo? – pediu Jessica, mimada como um criança. Lee revirou os olhos e preferiu ignorar os gritos de Jessica.


- Quer que eu a leve? – pediu James, chegando do nosso lado. Jessica batia o pé no chão, a cena realmente era deplorável. Se eu me metesse e falasse para deixar o Lee levar a Jessica iria ficar puta da cara, mas o que aconteceu deixou ela mais puta ainda.


- Não, eu faço questão de levá-la. – Lee falou e deixou Jessica para trás, uma boa parte dos alunos prestavam atenção, afinal eram as duas garotas que estavam concorrendo ao Conselho Estudantil. Uma desmaiada (de bêbada) e a outra com a maquiagem borrada e fazendo escândalo.


- E o que você está fazendo com essa piranha? – ela pediu, chorosa, não aguentei e revirei os olhos. Óbvio que a Jessica estava se referindo a mim, preferi ignorar, respirar fundo, não estava afim de entrar em discussão.


- Acho melhor você cuidar o jeito que fala da Lily. – James falou, começando a ficar bravo, Jessica revirou os olhos e continuou a esperar uma resposta de Lee.


- Jessica, o que nós tínhamos que te dava o direito de pedir sobre a minha vida acabou. – Lee falou, com a voz controlada. Por isso ele e a Jessica saíram do ginásio, por isso ela estava com a maquiagem borrada, consegui sentir um pouco de orgulho de Lee, não sei se ele havia me ouvido, mas terminou com a vadia.


- Lee... – ela tentou choramingar e ele não teve nenhuma reação em sua expressão. Então Jessica fez o óbvio, virou para mim e falou raivosa. – Isso é tudo culpa sua!


- Não, isso é tudo culpa sua, Jessica. – falei paciente e a deixei falando sozinha, acompanhada de Lee e James, rumo ao carro.


- Controle de raiva dando certo então? – James falou, eu fiz uma careta o fazendo rir. James abriu a porta do banco traseiro e Lee, delicadamente, colocou Alicia deitada. – Obrigado, cara.


- Sem problemas. – Lee falou simples, colocando as mãos nos bolsos.


- Então, sem mais vadias na sua vida? – pedi, sem deixar de sorrir. Lee riu e encolheu os ombros.


- Você sabe... Vadias sempre vai ter. – ele respondeu, rindo. – Mas dessa eu me livrei.


- Que bom... – falei, James entrou no carro com um sinal de temos que ir antes que ela vomite e eu dei um beijo na bochecha de Lee, despedindo-me.


- Então, o que iremos fazer? – pediu-me James, eu realmente não queria estragar a noite dele.


- Se você quiser voltar para o Baile, eu vou cuidar da Alicia e...


- Nem vem com essa, Lily. – respondeu ele, rindo. Sorri, apesar de não querer estragar a noite dele, estava um pouco aliviada por não ficar sozinha cuidando de Alicia.


- Certo, então fica a sua escolha. – disse, ele me olhou com uma cara maliciosa, não me segurei e ri. Não era uma má ideia, convenhamos o James é extremamente gostoso e toda a mulher tem um certa necessidade de sexo. Acho que até umas têm mais do que certos homens. Melhor mudar o assunto senão é capaz de vocês acharem que eu sou puta, ou estilo Jessica. (Eu não sou, só para deixar claro.)


- Que tal filmes, cobertor e pipoca? –  sugeriu James.


- Perfeito! – falei. – Mas antes precisamos por Alicia no meu quarto e certificar que ela não irá vomitar.


Gostei da Alicia bêbada, ela era extremamente calma e não incomodava, isso pelo fato dela estar dormindo. Meu pai e Anna aproveitaram a noite de Baile e saíram para jantar, provavelmente iriam para um motel depois, meu pai acabou me confidenciando isso, não que eu queria realmente saber. Eu troquei a roupa de Alicia, coloquei um pijame meu nela, confesso que é extremamente difícil mudar a roupa de alguém desmaiado. James ficou esperando na sala, óbvio que ele não iria ficar para ajudar a mudar ela. Tirei meu all star, coloquei um vestidinho de alcinhas preto, super confortável e simples e desci com o cobertor. James estava me esperando no sofá.


- O que vamos assistir? – entreguei o cobertor para James.


- Estava pensando em uma sessão Al Pacino. – falou ele, sorri, amava o Al Pacino, ainda mais vendo ele com o James do meu lado.  Peguei o filme Perfume de Mulher e coloquei.


- Eu não teria me importado se tivéssemos passado a noite assim. – falei, encostando a cabeça no peito de James.


- Eu teria. – ele falou. – Se nós tivéssemos passado a noite assim eu não teria lhe visto linda com aquele vestido e agora esse. E admite que eu fiquei sexy com esse terno.


- Pensei que já tinha admitido isso. – falei, rindo e o dei um selinho. Talvez eu não tenha sido feita para festas, Bailes, popularidade. Talvez esse plano que estamos fazendo contra a Jessica não dê certo e ela em menos de um mês volte por cima. Talvez eu perca o torneio de Tae Kwon Do  e talvez James se canse da minha companhia e ficamos apenas amigos, sem benefício. A vida é feita de talvez, a minha única certeza, nesse exato momento é que eu estava me sentido bem, segura nos braços de James. O meu jeito é viver o agora e não ficar pensando no número de talvez que minha vida tem. Talvez você devesse fazer o mesmo em relação a sua vida.


 


 nota da autora:
 
oi geente!
eu nunca vou abandonar essa fic né! primeiro eu queria falar isso, agora eu quero pedir desculpas pelo atraso! eu teeento (juro que tento) escrever sempre um pouco todo o dia, mas é difícil! e quando eu paro eu tenho sono e acabo sempre dormindo haha o plano, sério, quando eu pensei no plano, uau tinha ficado muito legal na minha cabeça, mas acho que não consegui transmitir direito ao ecsrever, espero que vocês gostem :s e geente deem uma chance ao Lee né, sempre dar segunda chance para as pessoas, se te fuderem de novo, ai sim, manda pra puta que pariu! hahaa óbvio que sempre com uum pé atrás! e siiim a Lily é extremamente bipolar, exatamente igual a eu haha!  hoje eu vou fazer qualidade e irei responder os comentários!!

hell yeah: AI CARA EU NÃO CUMPRI PARTE DO NOSSO ACORDO!!! desculpa, juro me esforçar ou parar de jurar mesmo! hahahahha caara contei o plaano, e ai gostou?? E EU TO LOUCA PELOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS DA SUA FIC! LOUCA MEEEESMO!  O Sirius tomando banho ou não... é sempre hot como o méxico hahaha bejos amada, brigada mesmo por acompanhar a fic, mesmo mesmo, amo seus comentários!

Poly_Malfoy: final cruel seeeeeempre é foda! HAHAHAH confesso que é bom fazer isso, dai as pessoas comentam mais sabe, me xingando, mas comentam HAHAHAH aah sim, tem que dar uma chance ao Lee, eu não sei, no fundo eu tenho um amor por todos os personagens (o caráter deles né, já que obviamente eles não são meus!) aaah que bom que tu gostou! mesmo mesmo, espero que continue gostando e comentando!! beejos Poly!!

Marlenny Mckinnon: OHHHHHHHHHHN SÉRIO, AMO SEUS COMENTÁRIOS! Juro que não vou abandonar a fic ok, JURO MESMO, SEM DEDOS CRUZADOS! Eu sei que é maldade fazer as pessoas esperarem, mas é que eu realmente to atarefada e seeempre que posso escrevo! (menos quando to dormindo né!) espero que tu tenha gostado do capítulo!! beejos!

Olívia Mirisola: GOSTOU? GOSTOU MESMO??? *-*

Camila Black. Potter: HAUHASUAHUA meu sonho é bater em uma pessoa, acho que essa fic fica extremamente explícito isso! AHAHAHA siim, dê uma segunda chance ao Lee, ele é fofo até.  e não fique triste sem um capítulo novo, please, juro que sempre tento postar o quanto anteees! GOSTOU??? beeejos!

Debby Zabine: ohn Debby! que bom que tu tá gostando! a rotina é difícil néé? eu to com um emprego novo, me estressando pra caramba, acho que eu ando me estressando mais essa semana do que me estressei em um ano! hahaha ohn! muito obrigada! quando eu precisar mesmo eu vou lhe pedir sim! brigada mesmo! beejos ps. gostou?

Samira Espósito: ÓÓÓÓBVIO QUE EU LEMBRO DE TI NÉ! Amo seus comentários! Amei em Prostituto, to amando aqui!!! brigada mesmo, espero que tenha gostado do capítulo!! eu to meio atarefada, maaas, to tentando!! beejos!

Marlene Black: ooooi! gostou? acho que só pelo seu nome tu vai gostar do que houve no Baile, acertei?? HAHAH brigada por comentar *-*

mariana radcliffe: eu to fazendo uma lily extremamente bipolar, é só que eu me vejo assim e acabo transmitindo a ela. ÓÓÓBVIO que nunca bati numa pessoa, mas sempre me imaginei batendo e entrando numa briga! HAHAHAH espero que tu tenha gostado do capítulo! beejos 


booom geente! vou dormir agora HAHA to cansadona, mas espero que tenham gostado do capítulo, tentarei me esforçar para o próximo, confesso que não comecei a escrever e a inspiração tá vindo aos poucos! vou avisando por comentários na fic com o dia da próxima postagem!!! 

Bejokkks, dominique. 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lisa Prongs em 30/05/2011

que fooooooooofo :) curti muito o baile e o finalzinho! esses dois lindos! hihi

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Poly_Malfoy em 11/05/2011

mais um excelente cap! o plano ficou simples ma muito bem bolado e perfeitamente lógico, o que é um ponto muito positivo! Planos muito mirabolantes às vezes são tão irreais que ficam estranhos.

Adoreei o beijo da Lily e do James, e o Lee está se saindo muito melhor do que eu imaginava!

A parte do Sirius e da Lene foi o máximo e eu QUASE fiquei com pena da Trisha, quase...

você não me decepcionou! A Lily foi de all star! *-* teria sido muito estranho se ela tivesse ido de sandália.... hsuahsuahsua continuo adorando a fic! parabéns, ansiosa pelo próximo cap!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por hell yeah em 03/05/2011

nem eu estou cumprindo o combinado, não é? hahahaha essa semana está corrida, provas, trabalhos e mais mil coisas :~~~ mas, para variar eu AMEI esse capítulo! estava super anciosa para o que aconteceria no baile e amei Sirius e Lene de Prom King e Queen! <3 muito amor :} E nem preciso falar do James né? :B queria um de cada pra mim... Até o Lee, que agora tá sendo menos cachorro! E sobre a minha fic, até sexta tem capítulo, JURO. E estou esperando Friends, ok? 

xoxo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Sah Espósito em 30/04/2011

=]

 

Uhulll voce postouu

fiquei tao contente

 

tenta nao demorar se não eu tenho um ataque

rsrs

 

 

=]

 

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.