FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Capítulo Três


Fic: Tudo Pode Acontecer - Femmeslash Cap. 3 On!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- COMO ÉQUE É,GINNY? – falou uma Rose totalmente espantada com o que a amiga acabara de dizer.


 


- É exatamente o que você ouviu Rose, eu Ginevra Molly Weasley vou te levar numa boate gay, eu entrei em uns sites procurando uma boa e próxima daqui, porque você sabe como é nos dias de ho...


- Espera! Espera! – a ruiva foi interrompida – tá, eu entendi que você aceitou e tudo mais.. só que eu  esperava que nós só conversássemos hoje e você me fizesse aquelas perguntas típicas de héteros tipo...- a morena fez uma vozinha fina imitando outra pessoa falando – “ como você sabe que é isso mesmo que você quer?” ou “ mas..e sexo? Como vocês fazem?”  - vendo que a amiga iria responder, ela continuou – mas depois que você perguntou do computador, o mais radical da sua parte que eu pensei era que você tava baixando um episódio de the l word,sei lá...


 


- The.. O que? – Ginny riu – Ok, não tente me distrair, nós vamos nessa boate e ponto final! – Ela puxou a mão da amiga em direção ao guarda-roupa e começou a procurar uma roupa para a amiga.


Enquanto Ginny procurava uma roupa, Rose esperava sentada perdida em seus pensamentos, ela sabia que a amiga sempre fora meio louca e impulsiva, tudo bem que durante um bom tempo suas ações e pensamentos loucos e impulsivos eram todos voltados ao Harry, como por exemplo uma invasão ao dormitório dos garotos para pegar alguma peça de roupa “emprestada” ou inventar de ir em alguma festa de penetra só para encontrá-lo, o que deixava a garota presa a um mundo onde ela só conseguia enxergar o garoto e nada mais .Agora que Ginny estava livre dele ela parecia focar toda essa loucura e impulsividade em álcool,festas e sabe-se lá o que mais e mesmo a morena estando meio perdida e assustada com a atitude da amiga algo dentro dela dizia que a noite seria boa* i goot a feeling uuuh uuuh(8)..ignorem a autora*


Ginny estava mexendo no guarda-roupa animada com a idéia de algo novo mas ao mesmo tempo ela queria se esforçar para fazer com que a amiga se sentisse aceita e se divertisse, então toda sua atenção estava voltada a missão nem um pouco difícil de achar uma roupa que a deixasse super gostosa para chamar a atenção na boate e ser feliz o resto da noite \o/.


Ela pegou uma blusa preta com um decote não muito revelador mas também não tão decente, para manter o mistério dizia a mãe dela, e uma calça jeans justa que mostrava o formato das coxas definidas da amiga.


 


- Pronto – ela entregou as roupas para Rose – simples,fácil mas fatal... HAHAHAHA credo ainda devo ta bêbada pra tá fazendo essas piadinhas ridículas.- Ginny se recompôs e olhou para amiga que parecia estar em fase de aceitação sobre a aceitação da ruiva * confuso?ausuhashuauhs*


 


- Vai lá, toma banho para chegarmos sóbrias na boate ou pelo menos bem próximas disso, que eu vou escolher uma roupa pra mim.


 


- Tem certeza que você quer ir, Gi?


 


- Absoluta..porque não teria?


- Aaah é que vai que você chega lá e vê duas garotas ou dois garotos se pegando e se assusta? Não sei cara..é tudo tão novo pra mim.


 


- Shiiu! – fez a ruiva levando o dedo aos lábios da amiga – Você ta tão pra trás com essa idéia, que parece que quem se assumiu aqui fui eu e não você.


 


- Ahaam..você é a rainha da heterossexualidade e da obsessão por um certo garoto da cicatriz, Ginevra!


 


- Isso é passado ok? – ela girou a amiga e a foi empurrando em direção ao banheiro, chegando perto na porta ela chegou perto mais perto e sussurrou na orelha da outra – E nunca tenha tanta certeza da sexualidade dos outros.


Depois de uns 40 minutos se arrumando as duas estavam prontas, Rose estava com a roupa que a ruiva tinha escolhido para ela, um salto preto que a deixava maior do que Ginny e com parte do cabelo ondulado preso com algumas mechas caindo em seu rosto.


Ginny usava uma calça preta daquelas de balão(?) uma rasterinha e uma regata branca, o cabelo estava todo solto, do jeito que ela gostava.


 


- Vamos então? – Rose estava visivelmente mais animada e relaxada com tudo que estava acontecendo.


 


- Bom..essa é a única falha no meu plano – Ginny mordeu os lábios, sinal de nervosismo que ficava claro para a amiga depois de tantos anos.


 


Rose riu tentando deixar a amiga mais confortável, tava tão na cara o quanto Ginny estava se esforçando para fazer que tudo ficasse bem, para que ela se sentisse bem e aceita.


 


- Não se preocupe ruiva... deixa que isso eu resolvo, porque você provavelmente não conhece nada por aqui. Você pode me mostrar o endereço dessa boate gay tãão misteriosa?


Ginny pegou um papelzinho que estava em seu bolso e entregou para ela.


 


- Bom.. fica a uns 15 minutos daqui de carro.. vamos de táxi então que fica barato e é mais seguro..- ela parou no meio da frase quando viu a cara que a ruiva fez. – O que houve?


 


- Outra falha no meu plano – ela fez uma cara de triste – e eu crente que tinha pensado em tudo, na verdade não tinha pensado em nada. Não tenho dinheiro trouxa, bom, mal tenho dinheiro bruxo...


 


- Minha vez de falar shiiu para você ok? Tenho meu cartão de crédito bancado pelo meu querido pai ausente. Vamos logo Gi – ela puxou a mão da amiga e ela saíram da casa.


 


O pai de Rose era um famoso empresário no mundo trouxa, depois de ter abandonado a filha e a esposa, ele teve uma conversa com elas sobre a filha manter o contato com esse lado da vida dela, porque sem ele lá, que já era ausente muito antes de as abandonar, ela não teria nenhum trouxa em casa ou nenhum familiar próximo que a mantivesse sempre em contato com esse mundo, então eles chegaram a um acordo que parte do dinheiro que ele mandasse para filha teria que ser gasto com atividades relacionadas ao mundo trouxa, coisa que não era feita por Rose que só se sentia a vontade no mundo bruxo.


Como Rose morava em um local movimentado de Londres as garotas logo acharam um táxi e foram em direção a tal boate.


 


- Nossa, que boa idéia dos trouxas! – sussurrava Ginny para o motorista não ouvir – é como ter um motorista particular quando você bem entender e sem ter que pagar um salário todo mês...


 


- Você falou igual ao seu pai agora Gi.. toda encantada com as coisas trouxas, daqui a pouco ta colecionando torneira,lâmpada – Elas começaram a rir juntas.


 


As duas não pararam de conversar nenhum segundo durante o caminho até a boate, o que acabou totalmente com toda a tensão de Rose.


- Chegamos garotas –


 


Rose pagou o táxi e as duas foram em direção a boate. O local era um tanto quanto misterioso, o que deixou a garota ao mesmo tempo nervosa e encantada por adorar coisas assim. Ela estava tão distraída observando o local que se assustou quando Ginny a pegou pela mão e a levou a um canto.


 


- Mal chegamos e você já ta querendo me arrastar para o cantinho, ruiva? – Ela piscou um olho para a amiga.


 


- É que você sabe que eu não resisto – Ginny a abraçou fingindo que ia agarrá-la, aproveitando para colocar algo no bolso de trás de Rose.


 


- O que é isso?


 


- Aquela identidade falsa que nós fizemos para beber em Hogsmeade lembra? Acho que eles provavelmente vão pedir aqui – e a puxou pela a mão que ainda mantinha segurando em direção ao segurança que estava na porta da boate.


 


Ele pediu a identidade das garotas, não acreditando que elas tinham aquela idade, mas eram garotas bonitas, duas delas, que segurança as barraria?


 


Lá dentro tinham três ambientes, um ficava em uma espécie de porão todo espelhado onde tocava música eletrônica e tinham algumas gaiolas imensas que ficavam suspensas onde as pessoas podiam entrar e dançar, ou seja, depois de uma certa hora, quando o álcool começava a subir pra cabeça era pra lá que as pessoas mais desinibidas *ou não* iam.


 Um térreo que ficava cheio de casais ou gente dando uma pausa, tinha um bar onde os cansados normalmente ficavam sentados, e várias mesinhas onde os casais preferiam ficar.


O segundo andar tocava estilos variados de música, era onde tinha batalha de djs ou outras atrações.


- Você provavelmente não vai querer ficar sentadinha aqui observando o local né,Gi?


 


-Não começa com esse nervosismo Rose, vem..vamos beber alguma coisa pra ver se você se solta mais...


 


Elas foram em direção ao bar que ficava no térreo, um barman que parecia ter uns 22 anos as atendeu, ele usava um chapéu, lápis de olho bem forte e um colete.


 


- Pela cara de nervosismo da sua amiga ..vocês provavelmente vão vir bastante aqui até ela se soltar – ele sorriu para as garotas – o que vão querer?


 


- Duas cervejas, por favor – pediu Rose.


 


- E duas doses de tequila!


 


- Gi! Eu nunca bebi tequila, vai que é muito forte?


 


- Relaaaxa querida, relaaaxa!


 


- E aqui estão duas doses de tequila e duas cervejas...


- Vamos lá .. você sabe como se bebe? – Ginny puxou o limão e o sal para mais perto.


 


- Sei! Colocando na boca e engolindo – Rose olhou com um sorriso que pareceria angelical para quem a não conhecesse mas Ginny conhecia muito bem aquele sorriso sarcástico.


 


- HAHA muito engraçada você heim?! Ô presta atenção que eu só vou ensinar uma vez..


 


- Ta bom tia...


 


Antes de pegar o sal ela fez questão de dar um leve tapa na cabeça da amiga pelo comentário anterior. Ela pegou a mão de Rose e colocou um pouquinho de sal...


 


- Você vai lamber o sal que ta na sua mão – ela demonstrou fazendo isso na sal que estava na sua própria mão – beber a tequila – virou a dose fazendo uma leve careta – e chupar o limão...


 


A morena riu da cara da outra mas logo fez o mesmo com a sua dose...


 


- Gostou,Brewster? – ela ria.


- UUUH – Rose sacudia a cabeça – nooossa desceu queimando, uaaaau!


 


- Você ta bebendo tequila ou tendo um orgasmo criatura?


 


-Com você perto... só pode ser um...


 


-Caraca Rose! – ela assustou com a reação de Ginny, elas sempre fizeram esse tipo de piadinha de amigas, mas agora as coisas tinham mudado ela pensou começando a ficar cabisbaixa..


 


- Desculpa Gi eu não farei mais esse tipo de piada...


 


- O que? – Ginny que parecia estar totalmente focada em um ponto perto das mesas, mudou sua atenção para a amiga – não era disso que eu tava falando sua boba! Olha lá.. não é a Zoey ali?


 


As duas olharam perto das mesas, uma Zoey meio bêbada empurrava uma mulher que aparentava ter uns 27 anos em direção a parede. Elas pararam frente a frente e conversavam bem próximas, Zoey com os típicos cabelos bagunçados caindo no rosto olhava intensamente para o outra que era uma loira muito bonita cheia de tatuagens.


- Saaabia! – dizia Rose- sempre desconfiei dela, sempre!


 


Ginny parecia nem prestar atenção na amiga, ela estava concentrada em Zoey que agora beijava a loira, parecia que ela estava com ciúmes, será? Ela não podia acreditar que a melhor amiga, que alguns tempos atrás era obcecada por um garoto estava ali na sua frente com ciúmes de uma outra garota. Será que foi por isso que Ginny a teria levado até a boate gay? Nesse caso não seria uma descoberta só para uma das duas..seria uma descoberta para as duas.. “nãão, não pode ser” pensava Rose e pior é que ela sentia um pequeno sentimento surgindo dentro dela, um tipo de ciúmes da amiga..tá que ela sempre sentira ciúmes quando as pessoas chegavam perto de Ginny mas era uma coisa de amigas...


- Vem Gi! Vamos tomar outra dose de tequila – ela chamou a amiga tentando tirar aqueles pensamentos da cabeça de ambas..


 


- Mas eu nem terminei minha cerveja Rosie – ela riu da reação da morena – Ah quer saber?


 


- Saber o que?


 


Ginny virou a lata de cerveja e riu novamente para a amiga que se assustou com a reação repentina dela...


Então lá se foi a segunda dose..terceira..quarta... eram três da madrugada e as duas estavam dançando dentro da gaiola na sala espelhada. Dançavam bem juntas e provocativamente, coisa que era normal quando saiam juntas, Ginny especialmente adorava ser o centro das atenções em uma festa, Rose a acompanhava só porque achava divertido e só se sentia a vontade dançando daquele jeito com a ruiva.


Rose dançava segurando na gaiola quando Ginny chegou por trás dela, colocou a mão na sua barriga e foi conduzindo os movimentos do corpo dela fazendo com que o corpo das duas ficassem muito próximos, a respiração de Ginny que dançava olhando para os movimentos da outra ficava bem próxima ao seu ouvido, o que a deixava sem conseguir pensar claramente, notando a reação da outra a ruiva teve o impulso de morder levemente o lóbulo da amiga que prendeu a respiração e olhou espantada para ela.


- Giii!


 


- O que? – ela deu aquele sorriso lindo que só Ginny Weasley dava e foi dançar “inocentemente” do outro lado.


 


Depois de mais alguns minutos dançando, Rose que estava de salto não aguentava mais dançar e puxou Ginny para uma das mesinhas no térreo.


 


- Até que aqui é bem legal viu? – ela disse sentada em um dos bancos.


 


- É sim! Super animado.. pena que você não se relacionou com ninguém aqui -_- - Ginny repetia a ação da amiga e sentava do seu lado.


 


- Relacionar é um eufemismo para dar uns pegas em alguma mulher aqui?  - ela riu.


 


- Talvez, talvez – ela tentou fazer uma voz misteriosa que só fez com que Rose risse mais ainda.


- Sabe, eu não sei se to pronta para ficar com outra garota...


 


- Você gostava muito da Laurie?


 


- Falar que eu não gostava seria mentira, mas gostar muuuuito dela eu nunca gostei... é que sei lá.. foi minha primeira sabe? Ah sei lá... ao mesmo tempo que eu quero ir devagar, eu quero agarrar alguém aqui e fazer tudo que eu tenho vontade...


 


- Você se segura demais Rosie, se importa muito com o que os outros pensam – Rose tentou protestar mas Ginny não deixou – se você sentir vontade, vá e faça! A vida é curta sabe? Ta que não pra levar isso ao pé da letra e sair que nem louca por aí..mas se solte mais mulher! E agora eu parei de falar, que to me sentindo um livro de auto-ajuda HAHAHA


 


Rose se limitou a rir para a amiga que encostou a cabeça em seu ombro e ficou brincando com um fiozinho solto em sua blusa.


 


 


- Sabe... – as duas levantaram a cabeça ao mesmo tempo no estilo de filmezinhos românticos onde o casal se olha, da aquela pausa, se beija e ficam felizes para sempre...


 


Ginny colocou a mão no queixo da morena que olhava estática para ela, a puxou para perto e a beijou, Rose relutou no inicio mas a correspondeu durante alguns segundos até que...


-HAHAHAHAHAHA – as duas riam alto juntas, quem assistia a cena não entendia o que estava acontecendo..


 


- Gi, você é linda e tudo mais.. mas foi tão,tãão...


 


- Engraçado? HAHAHA – ela continuava a rir


 


- Exatamente! É que nós somos tão amigas, vejo em um monte de lugar essa coisa de que só porque a garota é bi ou lésbica ela sai por aí agarrando todas as amiguinhas que também são, mas também não é assim né -_- e.. espera aí! Você não é.. ou é?


 


- Como eu te disse Rosie, meu novo lema é, me deu vontade eu vou lá e faço, enfim, depois nós conversamos sobre isso, quero outra dose de tequila, veeem!


 


As duas continuaram dançando até quase amanhecer, quando elas se deram conta que estavam lá escondidas e a qualquer hora a mãe de Rose poderia chegar em casa, então foram pegar um táxi em frente a boate...


-  Gii, minha mãe vai ficar tão decepcionada, eu sai escondida, enchi a cara e vim pra uma boate gay, GAY! – Rose chorava um pouco tendo a fase de bêbada que ela sempre tinha, que era chorar no final da noite.


 


- Não vai não, relaxa que ela ainda ta trabalhando...


 


- É que eu amo tanto aquela mulher,Gi... sabe..ela me pariu..


 


- Juuuura? HAHAHA – Ginny ria da amiga – Vamos nesse táxi..


 


Elas entraram no táxi e Rose com muita dificuldade lembrou do endereço da própria casa...


 


- Minha mãe é de ouro, amo aquela mulher, amo muito...


 


- Você disse Rosie...- ela começava a ficar irritada com a amiga


- É que ela vai ficar tão decepcionada comigo assim, bêbada em um táxi...- Ginny puxou a cabeça da morena e a encostou no seu ombro.


 


- Dorme um pouquinho vai, você tem que ficar inteira pro resto da semana, muita coisa ainda vai acontecer...


 


Mal sabia ela o quanto de verdade continha em sua frase.. principalmente com o fato de  que uma certa grifinória dos olhos verdes a tinha observado a noite inteira...


 


 


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Entãão é isso aí..enchi tanto o saco do meu amigo pra ele ler e dizer como que ficou.. aí ele disse que não ficou ruim T_T mas sei lá..não gosto da minha narração..se alguém puder dar umas dicas pra melhorar eu ficaria muito graata x)


enfiim..brigadãão pra todo mundo que comentou *o* essse último mês foi muito corrido pra mim, mas daqui pra frente pretendo postar com mais frequencia..e tenho tanta fic pra ler aqui *o* ultimamente tem surgido muitas femmeslash's nem fiquei feliz né? asuhauhshuasuha


entãão é isso aí..beijo a todos o/


ps: achei o negócio da gaiola tãão baile funk..mas sei lá asahushuahusauhs


 


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MiSyroff em 31/08/2011

Oii amor, tudo bem?

Cara, o capítulo ta muito legal, muito mesmo!

E a gaiola ficou legal, e o beijo delas mais ainda! Sério, foi realmente muito sedutor e envolvente...


E fica quieta, você narra muito bem, e os leitores gostam e é isso que importa!

aushuahsuahushas


Beijos amor, e desculpa tá sumida

*-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Rafa Sady em 08/03/2011

Own, eu gostei da fic! Adoro femme com a Gina, ela parece sempre tão soltinha. haha

Sou nova na F&B tbm, tem tanta fic linda que nem sei o que ler ^^

Beijos :*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.