FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. Capitulo 7


Fic: stupid girls JL CAPÍTULO 13 ON!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 


"A vida vai ficando cada 
vez mais dura perto do topo."
- Friedrich Nietzsche


 


 


 


 


__________________________




__________________________

Capítulo 7


 


We will never be, never be anything but loud


 


Até onde vai a hipocrisia das pessoas? Sério, depois de pessoas hipócritas o que mais me enoja são pessoas preconceituosas. Não que eu seja um exemplo de pessoa, eu cometo infrações e confesso que posso ser hipócrita, algumas vezes e só o fato de dizer que odeio hipocrisia sendo hipócrita, já me faz hipócrita. Deu pra seguir o raciocínio? Eu não entendo pessoas que gostam de discriminar os outros, como se isso fosse a única coisa que fizesse ela (a pessoa) se sentir bem. Colocar os outros para baixo, fazer eles se sentirem igual à merda, eu me pergunto: como isso pode fazer alguém se sentir bem? E você que está lendo, cada vez que você ri de alguém por sua aparência, por seu peso, ou até mesmo quando a pessoa é realmente burra, isso bullying. Eu sofro, na verdade sofria, de bullying todos os dias por causa da Jessica, mas eu aprendi a me defender. Você pode achar engraçado eu falando isso, mas seria tão engraçado se alguém estivesse rindo de uma deficiente? Ok, parei com a lição de moral, é só que hoje eu acordei irritada só o fato de pensar na Petúnia vomitando para emagrecer.


Procurei na internet sobre esse assunto e minha irmã pode estar sofrendo de bulimia e o que mais me assustou ao procurar na internet foi ver como têm tantas garotas que sofrem disso e se orgulham. E eu me pergunto: como faz isso? Anorexia e bulimia, mais conhecidas como Ana e Mia são comuns, se você começar a perceber no seu dia a dia vão ver que é mais comum do que pensam. Fiquei assombrada com isso, justo eu que pensava que já tinha visto de tudo, depois que virei irmã do Remus Lupin. O meu maior problema é que eu não sei onde está a raiz do problema para a Petúnia ter começado com isso. (Ok, hoje as minhas frases estão confusas, mas deu pra entender?). Pensei nos motivos maiores, do porque que isso pode ter acontecido e fiz uma lista:


a) Ela pode estar simplesmente querendo chamar atenção, nos últimos dias percebi que a atenção aqui da casa se voltaram para mim, com a suspensão, término de namoro e tudo mais. Não me orgulho ao falar que a Petúnia realmente foi deixada de lado.


b) Ela pode estar querendo impressionar algum garoto, pelo o que ouvi falar na escola (Dorcas me disse na verdade) ela estava ficando com um garoto e ele acabou com ela, não faço a mínima ideia de quem era o retardado, mas em tempos assim, medidas desesperadas são tomados.


c) Eu não queria pensar nisso, devido ao me histórico com a pessoa que vou citar, mas... Jessica. Sim, Jessica, ela pode ter atormentado Petúnia até a alma para emagrecer. Estilo: “Laxante e água garotas”. Eu vi isso em um seriado, a abelha rainha do colégio atormentou as outras até uma desmaiar de fome. E eu não duvido que Jessica tenha realmente feito isso.


Acho que essas são minhas melhores teorias, as mais óbvias, mas as mais possíveis. As outras consistiam em aliens e afins, mas isso sim é muito improvável. Remus está me dando força com esse assunto, nós dois estamos de olho na Petúnia. Nessa última semana eu e ele fizemos questão de chamar ela para almoçar com nós, isso nem é surpresa, a real surpresa é ela aceitar. Pelo o que eu entendi Jessica estava ignorando ela para valer e pelo o que eu percebi, Petúnia comia normalmente e nem cinco minutos depois ia para o banheiro. Petúnia não conversava com nós, ela passava a maior parte do tempo quieta, confesso que isso foi bom, mas muito, muito anormal.


- E se ela estiver espionando? – pediu-me Marlene, sussurrando na hora do almoço. Consegui ficar vermelha só com o pensamento, Petúnia seria capaz, uma vez ela já tirou foto minha dormindo, toda rabiscada (trabalho dela) só que papai interceptou antes de ela entregar a Jessica. Ela seria capaz, certo? Mas...


- Espionando o que? – sussurrei de volta, Sirius e James nos olhavam intrigados, enquanto Petúnia comia um hambúrguer gigante. Dorcas e Remus estavam... ocupados, assim por dizer.


- Bem pensado. – Lene se endireitou e eu não pude deixar de rir. Acabei não contado para ela do meu não encontro com James no Baile, ela iria ficar muito brava, eu acho, mas pelo o que eu tinha entendido Sirius também não ia chamar nenhuma garota para o Baile, no fim.  Nada certo, James me falou isso por cima. Falando em James... O Sirius não para de dar indiretas, babaca. E a Marlene, ainda bem, depois que eu expliquei direitinho tudo o que aconteceu (ocultando a parte do Baile) ela parou de me perguntar, já a Dorcas... Achei estranho, eu nunca tinha precisado explicar minhas ações para alguém, ou amigas de verdade para contar algum segredo, o que foi extremamente novo para mim. – Ele não para de te olhar...


- Quem? O Lee? – pedi, sussurrando de novo para Marlene, ela riu e apontou para James que rapidamente desviou o olhar. O que eu deveria fazer? Eu não vou entrar em um romance, eu não sou material para romance, será que não perceberam isso? Peguei a maçã e dei uma mordida, levantando-me da mesa. Por algum motivo desconhecido (que nem eu estou entendendo) fiquei irritada com isso, então era melhor eu sair dali, antes que desse a louca. – Vou na biblioteca.


Eu não tenho motivos para estar irritada, certo? Então porque diabos eu estou irritada? Talvez não seja pelo fato de todos estarem pensando nesse romance entre eu e o James, talvez, talvez mesmo, meu subconsciente esteja realmente preocupado com a Petúnia e eu estou descontando em coisas nada a ver. Eu realmente espero que seja isso, porque meu Deus, né. Ficar brava porque todos pensam que eu amo um garoto super gostoso e ele me ama, é muito, muito cu doce para mim. E não, eu não amo o James. Não, eu não quero romances na minha vida, já cansei de dramas, acho que vivi tanto drama nesse mês por três anos. Não quero virar uma donzela, eu ia citar Crepúsculo e falar que eu não quero ser como ela, mas até citar isso está ficando clichê. Vamos por em outro modo, eu não quero cantar músicas da Taylor Swift (apesar de amar ela) por toda a minha vida, eu quero cantar AC/DC e no fim poder dizer: I’m on the highway to hell, no stop signs, speedin' limit, nobody's gonna slow me down. Capisce? Ok, hoje eu e minhas teorias estão meio incompreendidas, se não entenderem... fuck. Eu realmente sou uma pessoa complexa, confusa e anormal.


- Hoje que vamos seguir a Barbie? – Remus apareceu atrás de mim, dando-me um susto. Quase jogou o livro que estava pegando na testa dele. Suspirei fundo enquanto ele se controlava para não rir.


- Sim, hoje. – falei, largando o livro. – Na Jessica ela não vai, de acordo com a Dorcas a Jessica está falando mal dela horrores.


- Uma vez vadia, sempre vadia. – Remus falou e eu ri. Ultimamente estávamos nos dando muito bem. Remus acabou saindo um cara sensível, amigo, leal e no fim sim, eu estava considerando ele um irmão mais velho.


- Sua braguilha está aberta. – falei, enquanto o deixava desconcertado.


- Não é o que você está pensando, eu e a Dorcas... Fui no banheiro depois e... – ele começou a se explicar, enrolando-se nas palavras.


- Lavou as mão pelo menos? – pedi, saindo da biblioteca o fazendo revirar os olhos.


– Quer mesmo ir para a aula?


- Sinceramente, não. – falei pensando na minha aula de física esperando.


- Vamos tomar um sorvete? – prôpos e eu assenti. – Espera que eu vou chamar a Dorcas e o Sirius, eles também têm física agora.


- Certo. – falei, indo em direção ao carro de Remus. Sirius contava alguma piada e fazia Dorcas rir, eu realmente nõ estava prestando atenção. Parecia uma pulga atrás da minha orelha o fato de Jessica estar ignorando a Petúnia, o que será que houve?


- Que sabores vocês querem? – pediu Dorcas, levantando-se junto com Remus buscar os nossos sorvetes.


- Eu quero... chocolate. – falei, eu odeio morango, quer dizer, sorvete de morango, a fruta em si é boa


- Creme. – pediu Sirius, os dois assentiram e foram para o balcão. – Cara, eu ainda não acredito que você e o James se beijaram.


- E eu ainda não acredito que você gosta da Marlene. – rebati o fazendo corar, tive que rir.


- Eu não sei o que fazer, vocês realmente não querem ir com alguém para o Baile... – ele falou, desolado.


- E você vai levar alguém? – pedi, enquanto Remus e Dorcas voltavam com os nossos sorvetes.


- Não sei, aquela amiga da Jessica, Trisha me chamou hoje de manhã, mas eu fiquei de dar resposta. – Sirius falou, só o fato de ser amiga da Jessica me deu um nó na garganta.


- E é óbvio que você vai falar não. – Dorcas falou, com simplicidade.


- É cara, vai sozinho e fica com a Lene lá durante o baile, simples. – Remus falou, encolhendo os ombros.


- Certo, é o que eu vou fazer. – Sirius sorriu, tive uma vontade imensa de apertar as bochechas dele, ele estava sendo tão fofo.


- Já escolheu o vestido, Li? – Dorcas pediu animada. Vestido, vestido... – Eu não acredito que você nem sequer pensou no seu vestido!


- Ahn, claro que... não. – Eu nem sequer pensei em vestidos, ainda tem tempo, certo? Dorcas fez uma cara horrorizada, enquanto Sirius sorriu.


- Não duvido que a Lily vá de all star para o baile. – ele falou rindo, sorri pensando que não era uma má ideia. Dorcas fez uma cara intimidadora.


- Nem sequer pense nessa possibilidade. Temos que ir as compras. – Ugh, só de pensar em comprar meu estômago estava embrulhando com aquele sorvete, fiz uma careta e Dorcas sorriu vitoriosa. O relacionamento de Dorcas e Remus, tenho que admitir, eles eram uma inspiração nesse sentido. Os dois não brigavam por coisas bestas, ou faziam cu doce o tempo todo por causa de algo, eram simples. Sem contar que se brigavam, cada um ia para o seu canto, pensavam e cinco minutos depois os dois admitiam uma parte da culpa. Dorcas não é aquelas garotas que sufocava a pessoa, ela é simples, sofisticada e engraçada. Só que o fato dela adorar compras, vestir-se bem, ela realmente levava a sério isso e já fazia alguns dias que vinha reparando no meu visual. Literalmente reparando, ela já entrou no meu quarto, abriu meu armário e começou a separar uma pilha do que jogar fora e do que ficar.


- Então Remus, qual a sensação do James ser o seu novo cunhado? – Sirius pediu rindo, eu dei um chute em sua canela e com o susto ele derramou um pouco de sorvete em sua camisa.


- Sem comentários. – Remus falou, fechando a cara, por um segundo pensei que era ciúmes, ai sim eu ri.


- Ohn, meu irmãozinho está com ciúmes. – falei apertando as bochechas dele. Ficamos mais um tempo na sorveteria e logo voltamos para a escola. Os períodos de Literatura e Geografia parecia que o tempo não passava, quase dormi umas quinhetas vezes. Eu sou uma pessoa extremamente vadia, não preciso prestar atenção durante as aulas, em casa aprendo tudo o que a professora demorou dois dias, em duas horas. Posso dizer que sou meio autodidata nesse sentido. Finalmente chegou três horas, sai correndo e encontrei Remus no estacionamento. Sempre gostei de Sherlock Holmes, li todos os livros dele e sempre quis ter um cachimbo, mas meu pai nunca me deixou comprar pensando que iria fumar maconha com ele. Quando sai da sala do cinema, após ver o filme, fiz de tudo para tentar observar as pessoas ao meu redor, mas não durou nem cinco minutos. Foi extremamente fail.


- Nós deveríamos ter uma trilha sonora adequada. – falei, sorrindo. Remus riu e pegou o CD do The Fratellis. – Não é a trilha perfeita, mas é uma trilha sonora.


- Olha... – ele apontou, vi Petúnia entrar em uma loja de roupas, ficamos esperando uns vinte minutos e depois ela saiu cheia de sacolas.


- Meu pai vai matar ela. – falei baixinho, sussurrando.


- Não, não vai. – Remus riu baixinho, também sussurrando. – Porque estamos sussurrando?


- Não sei. – falei e ri. Preciso dizer que foi completamente inútil seguir a Petúnia? Ficamos praticamente duas horas seguindo ela e o auge da nossa investigação foi quando ela entrou em uma loja de CDs, mas essa ela saiu sem nenhuma compra. Chegamos em casa e ficamos parados no carro.


- Talvez ela tenha percebido... – eu falei, tentando arranjar alguma explicação.


- Ou talvez esteja tudo bem com ela... – arriscou Remus.


- Acho que não... – respondi, abrindo a porta do carro. – Tentaremos de novo outro dia, certo?


- Sim, só me avisa antes. – Remus disse. – A Dorcas vai me usar essa semana para achar o vestido dela.


- Cachorrinho. – falei, abraçando-o de lado.


- Cala a boca, monga. – ele respondeu rindo. Dan e Anna estavam sentados no sofá, sentei junto com Remus no outro sofá. Assistimos um pouco de televisão juntos com eles, até meu pai levantar e ir fazer a janta. Subi para o meu quarto e deitei na cama, olhando para o teto. Precisava fazer alguma coisa, eu sabia exatamente o que fazer, confrontá-la. Sai da minha cama, fui para o quarto dela e nem me importei em bater na porta.


- Precisamos conversar. – falei enquanto ela arrumava suas roupas novas no armário.


- Ok, sua estranha. – Petúnia retrucou, pegando um vestido preto, básico, vintage e me entregou. – Lembrei de ti.


- Uhn... – peguei o vestido, depois eu sou estranha. – Obrigada.


- Então, fala de uma vez. – ela sentou na cama e seu do seu lado, como falar? Não tinha chegado nessa parte do plano ainda.


- Eu percebi nesses últimos dias que você anda emagrecendo... – falei, ela ficou em silêncio. - ... E vomitar para isso não é o caminho.


- Eu sei, já não estou mais fazendo isso. – ela disse simples, arregalei os olhos.


- Só precisava emagrecer três quilos Lily. – Petúnia encolheu os ombros como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.


- Então você não está mais fazendo isso? – pedi, receosa.


- Não, só agora estou mantendo o peso, sem carboidratos e apenas verduras. – Ela levantou de novo e continuou organizando o seu guarda roupa. Fiquei para ainda por um tempo sentada em sua cama, olhando-a um pouco antônita. Era só isso? Como assim? Não era pouca coisa vomitar para emagrecer, mas ela fez isso parecer isso tão simples, tão óbvio. Suspirei e sai do quarto dela. A dúvida do porque a Jessica estava a ignorando ainda persistia, mas vou deixar meio de lado isso. Desci finalmente para ver se a janta estava pronta, estava morrendo de fome e vi James na sala, junto com Remus.


- Oi! – cumprimentei e sentei no outro sofá dos dois. James sorriu e Remus parecia preocupado. – O que houve?


- Sirius acabou aceitando o convite da Trisha. – James falou e eu arregalei meus olhos.


- Como assim? – pedi, irritada. Ele tinha dito que não ia fazer isso.


- Parece que a louca começou a chorar quando ele disse não, dai a humanidade bateu e ele acabou falando sim para ela parar de chorar. – Remus resumiu, revirei os olhos.


- O velho truque de começar a chorar, tinha que deixar ela lá, chorando, se desitratando. – retruquei, fazendo os dois rirem.


- É, só que agora é tarde... – Remus falou.


- Talvez não... – respondi, pensando. – Se Lene ver que Sirius com outra talvez ela sinta ciúmes...


- Pelo menos tem essa chance. – James disse e eu sorri.


- Mas... cadê o Sirius? – pedi, notando sua ausência, onde James estava, Sirius estava... ou pelo menos deveria estar.


- Ahn... Por ai. – James limpou a garganta, fiz uma careta ao perceber.


- Não me diga que ele está na Trisha. – falei, revirando novamente os olhos, nojento. Não acredito que ele estava com aquela puta. Eu nunca fui de julgar pela capa, mas Trisha realmente era uma puta. – Ugh.


- Remus, a Dorcas no telefone! – Anna gritou da cozinha, Remus levantou praticamente pulando, ohn. Deitei no sofá e coloquei em um episódio de Drop Dead Diva. James fez um sinal e eu levantei a cabeça, ele virou de novo meu travesseiro.


- Vocês homens conseguem ser idiotas. – eu disse, fazendo ele rir. James estava cheiroso, o perfume dele... Ok, parei.


- Não temos culpas quando as mulheres que queremos não nos dão atenção. – ele falou, tentando dar justificativa para o que Sirius estava fazendo, franzi o cenho. – Ok, não é uma justificativa para o que ele fez.


- Babaca. – resmunguei, James se abaixou e me deu um beijo na testa, carinhoso. Eu realmente me senti culpada por ter ficado irritada por causa dele, não com ele. Ajeitei-me, levantando-me e sentando do lado de James me aconchegando em seus braços, coloquei uma mão em seu rosto, ele estava sorrindo.  Aproximei meu rosto do dele, senti seu hálito de menta e não deixei de sorrir. Iria brincar com ele um pouco, rocei meus lábios nos dele, comecei a dar beijos de leve em seu rosto, até seu pescoço, ele gemeu de leve. Tive uma vontade imensa de rir, mas me controlei, literalmente James Potter estava em minhas mãos, do mesmo jeito que eu estava nas dele.


- Ahn.. – Remus pigarreou, embaraçado, James e eu começamos a rir. – O que está rolando entre vocês? Agora preciso avisar toda a vez que entro em algum comôdo da casa?


- Para de ser idiota! – James falou, jogando uma almofada nele, eu continuava aconchegada nele.


- É! O que a Dorcas disse? – pedi para não ter que responder as suas perguntas sobre o que qualquer coisa estava rolando entre eu e James. Preferia assim.


- Ela mandou avisar que sábado vocês vão procurar um vestido, junto com a Lene e que eu serei o motorista. – Fiz outra careta só de pensar nisso, James me deu um beijo estalado na bochecha. Será que eu ia conseguir achar um vestido que combinasse com algum all star? – E ela também mandou avisar que não tem nenhuma chance de você ir de all star.


- Chata. – voltei a deitar no colo de James e ficamos assistindo Drop Dead Diva até meu pai avisar que a janta estava pronta. Petúnia se juntou a nós na mesa e ela realmente comeu, sem carboidratos como havia dito e depois não deu desculpa para ir no banheiro. – Petúnia, sábado a Dorcas vai me forçar a procurar o vestido do Baile, quer ir junto?


- Hm... – ela pensou por um segundo. - ... Claro, não posso deixar você ir com qualquer trapo.


- Então Lily, quem vai ser seu acompanhante? – Pediu Anna, animada. Certo que ela queria que eu fosse Rainha do Baile de Primavera, mas isso era completamente impossível, sem contar que eu ia odiar.


- Ninguém, eu e Lene resolvemos que não precisamos de ninguém para nos acompanhar no baile. – falei, Anna arregalou os olhos e meu pai sorriu orgulhoso.


- Gostei de ver, filha. – ele falou e eu ri.


- E você Petúnia? – pediu Anna de novo.


- Eu ainda não sei, estou vendo a lista para ver com quem eu vou. – ela falou, encolhendo os ombros, meu pai quase se engasgou com a comida. – Ah qual é pai, não é novidade muitos me convidarem.


- Convencida? Nem um pouco. – Remus comentou, fazendo todos rirem, até mesmo Petúnia.


- James? Sua vez. – Anna falou, já comecei a sentir meu rosto ficar vermelho.


- A pessoa que eu queria que fosse comigo resolveu não ter acompanhante, então, eu também não terei uma. – ele respondeu simples, era oficial, eu estava um pimentão, meu pai o olhou confuso e Anna sorria sem parar.


- A Lene, James? – pediu meu pai, Anna pigarreou e ele finalmente entendeu que era eu e murmurou um: ah... Kinda weird, mas... terminei meu jantar rápido e levei o prato para a cozinha, hoje eu lavava e Petúnia secava. Todos me acompanharam no ato, Petúnia pegou uma toalha e sentou no balcão, esperando eu lavar. Dan, Anna, James e Remus foram para a sala, ver um filme. Eu e Petúnia ficamos em silêncio, até eu finalmente abri a boca.


- Porque você e a Jessica não são mais amigas? – pedi, finalmente.


- Ah... isso. – ela secava um prato e o colocou no lugar. – Digamos que ela falou uma coisa e eu não gostei muito.


- Hm... – estava quase terminando de lavar a louça.


- Eu preciso da sua ajuda, Lily. – Petúnia falou e eu virei para encará-la.


- Para o que? – pedi, achando tudo muito estranho.


- Para acabar com a Jessica. – ela disse por fim e tudo começou a fazer mais sentido. Por isso ela tinha emagrecido, para o seu plano provavelmente maquiavélhico contra a Jessica.


- E o que você pretende?


- Destruição social e eu realmente preciso da sua ajuda, porqu...


- Ok, eu aceito. – falei por fim, sem nem mesmo deixar ela terminar de tentar me convencer. Iria ser como algum plano meu e dela contra as namoradas do nosso pai, nada demais. Petúnia sorriu e ia saindo da cozinha. – Mas... O que ela falou que você não gostou?


- Ah... – Petúnia pareceu pensar antes de responder. - ... Ela começou a falar mal de ti e eu simplesmente não gostei, afinal, ainda somos irmãs.


 


 


 


 nota da autora:
oooi galera! bom, vim postar aqui antes de sair, minha prima vai me arrastar para uma festa onde toca sertanejo IUSHAIUHSIUA vou rir pelo menos!
esse capítulo não ficou muito bem, sorry, fiz na pressa hoje de tarde e nem sequer reviser, desculpe pelos erros de português, inglês e italiano HAHA  prometo que os próximos serão melhores e com mais ação :)
e sim eu quis mostrar um lado humano da Petúnia nesse capítulo, porque apesar de tudo elas realmente são irmãs e um laço desse jeito é difícil ser desfeito (na minha visão), espero que tenham gostado :)
queria agradecer pelos comentários: hell yeah, Poly_Malfoy, Olívia Mirisola, Lisa Prongs, Camila W. Potter, LeehGinnaMckinn, Debby Zabine, Vanessa Suoroz, Myn Black e Fê Black Potter!
obrigada meninas, fiquei super feliz quando li *-*
 
bom, vou pra night IUAIUHSUAI aproveitem!

Bejokkks, dominique. (11/03/2011) 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 7

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Julii.Weasley em 19/03/2011

Oiiiiiiiii quero próximo capítulo JÁ!! '-'

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Julii.Weasley em 19/03/2011

Oiiiiiiiii quero próximo capítulo JÁ!! '-'

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mariana Evans Potter em 18/03/2011

tb adorei a aproximação das duas tomara que agora elas cosigam ser amigas!!
estou ansiosa pelo baile!!

POsta logo o próximo cap!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Vanessa Sueroz em 13/03/2011

ohhhhhhhhhhhh Petúnia  esta ganhando pontinhos noo meu conceito!!! Adoreiiii!! O james é de mais e juro que posso matar o Sirius se ele aparecer na minha frente!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Poly_Malfoy em 12/03/2011

aaaah vai... sertanejo nem é tão ruim assim! hsuahsuahsuahu não sou fã mas não recusaria um show ;) gostei muito do capítulo, principalmente dessa aproximação da Petúnia e da Lily, vai ser bem divertido ver as duas unidas pra destruir a vadia da Jéssica *--* mal posso esperar!

eu simplesmente AMO o James, ele é perfeito! Fiquei com muita pena do Sirius tadinho, espero que ele consiga sair dessa! ele foi feito pra Lene!

ansiosa pelo próximo cap!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por camila prongs. em 12/03/2011

PETÚNIA ROCKS! (ta, parei)
Mas achei muito legal o que ela ta fazendo/fez. Eu concordo, toda irmã(o) tem uma ligação com a gente. Não tem como negar..

Ouwn, o James é uma graça!
Só espero que da proxima vez o Remo não atrapalhe eles, humf
Tenso eles no jantar quando o Dan perguntou com quem o James vai. A Lily ficou toda sem graça, auhauhaua

Quero só ver a Lily fazendo compras. Vai ser hilario.

Você fez correndo esse capítulo e nem revisou? Não parece!

divirta-se na sua festa sertaneja (?) uahauhauha até o cap. 8 *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por hell yeah em 12/03/2011

só paro de ler essa fic quando o james parar de ser irresistível. ou seja, nunca! hahaha gostei de ver a petúnia! tomara que ela e a lily melhorem a convivência, até o remus tá fofo agora :} tô até vendo a lily de all star no baile viu! hahaha ou pelo menos de um oxford estilosinho... 

não demora pra atualizar viu? ou eu entro em desespero! hahahaha

beijos e boa sorte com o sertanejo!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.