FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Primeira vez...


Fic: Dividindo o apê, by Rê Malfoy AVISO ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hermione sempre tivera um pé atrás com relação à senhora Felicidade. Sempre quando estava muito feliz, em geral, e esse ‘em geral’ era ‘quase sempre’, alguma coisa ruim acabava por acontecer.


 


Dito e feito.


 


Cerca de duas semanas depois de sua amizade colorida com Fred ter se iniciado, a morena recebera a ‘maravilhosa’ notícia de que, em um mês, a decisão sobre quem seria a nova chefe do Escritório Internacional de Direito em Magia seria anunciada em um baile beneficente para angariar fundos para o Hospital St. Mungus.


 


- Relaxa, amor. – Fred disse, segurando-a pela cintura, a morena sentada em seu colo no sofá – Fato que o cargo é seu. Quem mais cabeçudo que você pra comandar o Escritório?


 


Hermione começou a cutucá-lo com força, fazendo-o se contorcer todo. Fred, então, a jogou contra o sofá, ficando por cima.


 


Começaram a se beijar. Um beijo levou ao outro. As mãos de ambos percorriam os corpos já sedentos de desejo...


 


Ainda não haviam feito sexo. Embora quisessem e quisessem muito, preferiram dar um tempo, para ver onde aquela estória toda iria dar. Aparentemente, iria dar onde ambos queriam...


 


Fred ergueu o tórax, Hermione ajudou-o a retirar a camisa branca que usava. Voltaram a se beijar, a morena arranhando todo o dorso do rapaz...


 


O ruivo puxou-lhe o cós do short para baixo, a garota ergueu o corpo, ajudando. Suas bocas coladas uma na outra. Corpos em êxtase. Em antecipação...


 


- Meus queridos...? – a voz da senhora Weasley ecoou alto de dentro da lareira – estão por aí???


 


O sofá virou com os dois juntos.


 


- Mãe? – Fred exclamou, alto, sem sair de trás do sofá – O que você quer aqui?!


 


- Fred, isso lá é jeito de tratar a sua mãe?! – a senhora Weasley disse, aborrecida e magoada.


 


Hermione jogou a camisa para o ruivo, que a jogou no colo, escondendo sua visível excitação.


 


- Senhora Weasley... – Hermione disse, sem jeito, saindo de trás do sofá, feliz pela mãe de Rony não poder ver o quão corada estava através do fogo da lareira – Precisa de alguma coisa???


 


- Queria passar aí pra ver vocês e levar uns bolos que acabei de fazer. – a mulher disse, sorrindo – Já passei no Jorge e no Rony. Estou atrapalhando alguma coisa?


 


- Não! – Hermione falou alto, tentando abafar o ‘sim’ de Fred – Só um instante, vou desbloquear a lareira...


 


Cinco minutos depois, a senhora Weasley surgia na sala deles, várias sacolas em sua mão.


 


- Eu ajudo! – Hermione se prontificou, pegando as bolsas e as pondo em cima da mesa.


 


O sofá já estava no lugar. Fred, no banho. Não podia aparecer para a mãe do jeito que se encontrava...


 


Infelizmente, para azar dos dois, a senhora Weasley ficou quase duas horas com eles, conversando, contando as novidades, insistindo para que eles provassem cada um dos bolos e tortas que trouxera...


 


Quando foi embora, estava quase na hora do jantar na casa dos Granger. Hermione jantaria lá, pois era aniversário de sua mãe e o pai preparara um jantar especial para a esposa.


 


Fred ficou jogado na cama da morena, Draco ao seu lado. Não via a hora dela chegar. Queria continuar o que haviam começado aquela tarde...


 


Decidiu esperar, afinal, não havia mais o que fazer. Acabou pegando no sono, abraçado ao pequeno mascote...


 


************************************************************************************


 


Hermione chegou um pouco depois da meia noite. Cansada. Exausta. Com desejo...


 


Olhou para sua cama, encontrou o ruivo dormindo. Fez um sinal para que Draco permanecesse deitado, afinal, o pequenino ameaçava começar uma algazarra.


 


Pôs os sapatos em um canto, saiu e encostou a porta, deixando apenas uma fresta aberta. Foi até o banheiro, acendeu as luzes, soltou o cabelo que estava preso num rabo de cavalo. Ligou o chuveiro, deixou a água cair...


 


Tirou a calça jeans, jogou-a no cesto de roupa. Foi até a cozinha, pegou uma mini-torta na geladeira e comeu em pé mesmo.


 


Ligou a TV, pondo-a no mudo. Percorreu os canais, desligou-a em seguida. Nada que lhe interessasse.


 


Voltou para o banheiro, tirou a camiseta, sutiã e calcinha. Entrou no chuveiro, molhou os pés e os punhos. Lavou o rosto. Mergulhou a cabeça...


 


Sentiu duas mãos segurarem sua cintura, quase escorregou. Tinha certeza que ele estava dormindo...


 


- Demorou... – ouviu-o murmurar em seu ouvido, os dedos dele acariciando sua barriga.


 


Não conseguiu responder. Pela primeira vez, ficara sem fala...


 


Fred riu baixinho ao notar a tensão no corpo dela. Sabia que ela queria tanto quanto ele. Sabia, também, que a havia pegado desprevenida...


 


- Uhmmm... – murmurou, baixinho, enquanto mordiscava o lóbulo da orelha dela, empurrando-a contra a parede do boxe, seus dedos, percorrendo a lateral do corpo da garota – Não sabe há quanto tempo espero por isso...


 


Hermione tentou se virar, mas o ruivo a segurou pela cintura, impedindo-a de completar o giro.


 


- Não, não. – disse, sua voz rouca ecoando nas paredes – Quero você desse jeito primeiro...


 


Hermione riu baixinho, suas mãos suando, seu corpo todo respondendo aos toques do rapaz. Fred mordiscava seu pescoço, ombro, sua nuca...


 


Um gemido escapou dos lábios dela quando os dedos dele desceram perigosamente pelo seu ventre. Sentiu o corpo arquear para trás, involuntariamente. Sentiu o peito nu dele roçar-lhe as costas, a ereção dele contra suas nádegas. Mordeu o lábio inferior, excitada...


 


Fred massageou os cabelos da morena, fazendo-a rir. Pôs um pouco de xampu nas mãos, depois condicionador... Adorara o xampu dela. Fazia muitas bolhas...


 


Pegou o sabonete líquido que ela adorava, espalhou uma certa quantidade em suas mãos. Começou a passá-lo pelo pescoço, ombros...


 


Hermione teve que estender as mãos e se apoiar na parede de azulejos azuis e brancos para não sucumbir ao toque firme do ruivo em seus seios, mamilos...


 


Gemeu baixinho conforme ele massageava aquela região, fazendo círculos e círculos com seus dedos, apertando seus seios, fazendo-a ter delírios de prazer.


 


A respiração dele era regular se comparada à sua. As batidas de seu coração também estavam descompassadas. Fred tornou a acariciar a barriga da morena, dando mordidinhas em sua nuca, fazendo-a gemer mais alto...


 


O ruivo nunca sentiu nada tão prazeroso quanto ouvir seu nome ser chamado por ela. Sussurrado. Gemido...


 


Desceu mais um pouco e a sentiu derreter em suas mãos. Gostou daquilo. Mais do que pensou ser possível...


 


Hermione jogou seu corpo para trás, usando o peito do ruivo como suporte. Suas unhas encontravam-se cravadas nos quadris dele. Sabia que ficaria marcado. Sabia que adoraria aquelas marcas...


 


- Uhmmm... – ele tornou a murmurar, pressionando seus dedos contra a intimidade dela, sentindo-a pulsar cada vez mais – Valeu a pena esperar você chegar tão tarde...


 


Hermione gemeu mais uma vez em resposta, suas unhas subindo e descendo pelas pernas grossas dele.


 


O rapaz começou a distribuir beijinhos pela coluna da morena, abaixando-se, massageando as pernas dela, perdendo um tempo deliciosamente longo na virilha da morena. Lavou-lhe os tornozelos, os dedos dos pés. Recomeçou a subir, suas mãos alcançando o bumbum arrebitado da grifinória.


 


- Muito melhor do que imaginei... – murmurou, sorrindo, passando a língua pelo seu objeto de estudo enquanto ela costumava pôr a mesa para jantarem.


 


Mordidinhas, bejinhos... Arranhões, apertões...


 


Hermione abaixou a cabeça, não resistindo. Sentiu algo quente escorrer por suas pernas, sendo levado pela água e bolhas de sabão. Seu corpo todo tremia. E tinha a sensação de que ele sequer havia começado...


 


Fred a segurou pelos punhos, a virou delicadamente. Encontrou-a vermelha, com os lábios entreabertos. Completamente rendida. Completamente entregue.


 


- Por favor...? – pediu, oferecendo o frasco de sabonete líquido para ela.


 


Hermione jogou a cabeça para trás e fechou os olhos. Fechou e estendeu os dedos, sentindo-os formigar. Respirou fundo, voltando a fitá-lo.


 


Fred despejou uma boa quantidade de líquido nas mãos dela, depois as uniu e começou a esfregar uma palma na outra. Seus olhos azuis presos nos castanhos dela. Seu corpo prestes a ser para sempre dela...


 


Levou as mãos dela até sua nuca, indicando que ela deveria começar dali. Puxou-a pela cintura, deixando-a debaixo d’água. Começou um beijo lento e provocante. Sua língua traçando cada milímetro dos lábios dela...


 


Hermione estava fora de si. Aquele jogo era perigoso e ela sabia disso. Precisava recuperar o autocontrole. Estava muito perto de sucumbir e acabar desmaiando nos braços do ruivo de tanto prazer.


 


Afastou o rosto, sorriu ao ver a careta dele. Fechou os olhos, contou até três. Deixou a água fria descer pela sua face, desfazendo toda a tensão de seus músculos...


 


Voltou a fitar o ruivo. Que a encarava, confuso e fascinado. Roubou um beijo rápido dele. Começou a massagear-lhe a nuca...


 


Desceu para os ombros, massageou os braços... Sorriu, baixinho.


 


- Que foi? – ele perguntou, curioso.


 


- Nada. – ela respondeu, sorrindo mais ainda.


 


- Fala, Hermione. – o ruivo pediu, ficando nervoso.


 


- Seus braços. – ela explicou, apertando um deles com a mão – São tão... tão... Tão! – definiu, no que ele riu, sua risada gostosa e cativante a contagiando.


 


- Braços de batedor. – ele sentenciou, puxando-a para si, colando-a junto ao seu peito ensaboado.


 


- Definitivamente, aprovo o quadribol! – a morena exclamou, um sorriso de orelha a orelha.


 


O tórax largo dele... Pouquíssimos pêlos... Do jeito que ela gostava...


 


Barriguinha lisa, definida. As duas reentrâncias nas laterais dos quadris...


 


Hermione massageou cada parte do corpo do ruivo com extremo carinho e cuidado. Sentiu algo aquecer seu corpo, algo que não era simplesmente fogo ou paixão. Aquecera também seu coração. E só havia uma palavra para descrever aquilo...


 


Hermione aproveitou que se ajoelhara para ensaboar as pernas do ruivo para esconder os olhos marejados. Não podia pensar naquilo. Não podia sentir aquilo. Não sem saber se ele sentia o mesmo. Exatamente o mesmo...


 


- Amor? – o ruivo a chamou, no que Hermione fora pega de surpresa.


 


Ergueu a cabeça, mas logo virou para o lado ao sentir a água cair-lhe nos olhos.


 


- Droga. – disse, esfregando sem parar o rosto, ficando aflita – Caiu sabão. Merda!


 


- Calma, calma. Hey, hey. Calma... – Fred a segurou pelos braços, levantando-a – Relaxa, amor... Fecha os olhos...


 


Hermione obedeceu. Sentia uma ardência horrível, mas que, pouco a pouco, foi suavizando conforme Fred jogava água em seu rosto, retirando todo o sabão.


 


Piscou algumas vezes, até conseguir enxergar direito.


 


- Obrigada. – disse, uma careta na face – Pode dizer, mais desastrada, impossível!


 


- Mais desastrada, impossível! – ele assentiu, sorrindo diante da frustração dela – Mas se você não fosse assim, seria menos uma coisa sua que eu amaria. – disse, sendo surpreendido pelo uso da palavra ‘amaria’.


 


Hermione ficou sem graça pelo que ele dissera. Reclinou-se para frente e deixou sua face encostar no peito dele, escondendo-se, sendo abraçada logo em seguida.


 


Aninharam-se um ao outro, a água escorrendo por seus corpos. Era bom estar ali, juntos, sem nenhuma preocupação. Sem brigas. Sem alfinetadas. Apenas ele e ela. Hermione e Fred. Dois lados da mesma moeda...


 


- O que você ia me dizer? – ela perguntou, depois de um tempo, afastando o rosto para poder mirá-lo melhor.


 


- Nada. – foi a vez dele desviar o assunto.


 


A morena ergueu uma sobrancelha, no que ele revirou os olhos, vencido.


 


- Ia dizer que você... bem... havia pulado uma parte... – disse, ficando vermelho como os cabelos, indicando seu membro com um dedo.


 


Hermione abriu a boca, fechando-a em seguida.


 


- Onde eu estava com a cabeça? – brincou, dando um selinho nele, reclinando-se para o lado e pegando mais um pouco do sabonete líquido.


 


Foi a vez de Fred se segurar no vidro do boxe. As articulações de seus dedos estavam brancas, tamanha a força que fazia segurando o vidro. As palmas de suas mãos chegavam a doer...


 


Não conseguiu evitar alguns gemidos que escaparam por seus lábios. Logo ele, que sempre fora senhor de si, de suas atitudes, de total controle sobre o seu corpo...


 


Estava horrorizado. Hermione mal começara a ensaboar o seu membro, com leves movimentos, e ele já estava pronto para gozar. “Controle-se!”, ordenou a si mesmo. Não queria parecer um principiante perto dela.


 


Jogou a cabeça para trás, tentou pensar apenas na água que escorria por seu tórax. Água essa que descia pela sua barriga... Chegava até seu membro... Que encontrava-se nas mãos dela...


 


- Hermione. – disse, sua voz rouca, seus músculos tensos – Não vou agüentar muito tempo!


 


Ouviu a risada infantil dela, arrepios subiram pela sua espinha.


 


- Poxa... – ela murmurou, manhosa, seu olhar maroto voltado para ele – Eu que queria brincar um pouco mais...


 


Sem esperar, Fred sentiu os lábios da morena encostarem em seu membro. A língua dela roçar por todo o seu comprimento. Os dentes perfeitos arranharem de leve sua pele...


 


Levou uma mão aos cabelos dela, obrigou-a a olhar para cima. Sabia que seu rosto estava tenso. Enquanto o dela parecia angelical...


 


- Hermione, é sério. – disse, devagar, sua voz fraca tamanho desejo que pulsava dentro de si e de sua masculinidade – Não vou agüentar.


 


A morena deu de ombros, fingindo estar decepcionada.


 


- Sem problemas. – disse, casualmente, apoiando-se em um joelho, pondo-se de pé – Tenho certeza de que sou capaz de deixar você a ponto de bala muitas outras vezes. Mais tarde eu brinco, então.


 


Era tudo o que precisava para um jorro saísse de dentro do ruivo.


 


Seu anjo endiabrado. Seu diabinho com asas...


 


Voltaram a se abraçar. A se beijar...


 


Terminaram o banho, Fred fez questão de secar cada parte do corpo da morena com a toalha branca dela. Duas vezes.


 


- Pra garantir que você não pegue um resfriado, amor! – enfatizou, marotamente, secando a barriga dela, depositando diversos beijinhos no abdome.


 


Saíram enrolados juntos na toalha, a morena na frente, Fred atrás. Hermione parou á porta de seu quarto, o ruivo sem entender.


 


- Que ironia do destino! – a morena exclamou, pensativa.


 


- Tá falando do quê, Mione? – Fred perguntou, confuso.


 


- Quando você veio me procurar aquela noite. – ela continuou, sorrindo – Pra me pedir pra vir morar aqui. Você disse que encontrou a Kate e o Jorge exatamente assim. – empinou a bunda para trás, encostando no membro dele, rindo – Agora, somos nós dois. – disse, recebendo uma mordida no pescoço.


 


- Bem melhor fazer parte da cena do que assistir à cena. – ruivo declarou, abraçando-a fortemente, beijando os lábios vermelhos dela.


 


Depois de expulsarem Draco do quarto, deitaram-se na cama e Fred fez o que a muito queria. Deitou-se sobre a morena e a ficou observando, por longos minutos, num simples silêncio.


 


Queria guardar cada segundo, cada detalhe daquele momento. Queria que sua vida jamais mudasse. Esperava poder viver ali para sempre. Somente os dois. E, agora, Draco...


 


************************************************************************************

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Her Granger Malfoy em 29/12/2011

Hã? Estou completamente boba!
Quero maaaaaaaaaaais!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.