FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

20. Casamento e Adeus!


Fic: Heroes -O Torneio dos Deuses


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Casamento e Adeus!


 


-Você é uma mulher incrível, diferente de todas que já conheci. –Moriarty murmura rouco entre beijos, abraçado ao corpo nu de Morgana.


-Posso admitir que é o mais habilidoso com que já estive. Experiência é de fato algo que conta muito. –Responde incentivando-o a prosseguir. –Se continuar pode roubar o posto de mais disposto de Mark. –Provoca olhando o outro, sentado a frente dele, olhando a piscina termal.


-Não precisa me provocar. –Mark diz desviando o olhar da água. –Estava checando uma mensagem de Artemis, parece que a missão dele é mais difícil do que imaginávamos.


-Ele está ferido? –Pergunta se erguendo, empurrando Moriarty.


-Não, ninguém tentou nada. Ele informa que há alguns gigantes enormes e o que precisam roubar é um rebanho de mais de cinco mil cabeças de um gado que não é nem um pouco normal e pode ser agressivo. –Informa vendo Morgana relaxar.


-Ele precisa de ajuda para montar um plano? –Moriarty pergunta voltando a se aproximar de Morgana.


-Planejar e executar, é muito bicho para apenas três. –Responde segurando Morgana e a puxando para a água. –Não precisa se preocupar, partimos amanhã e ninguém machucará seu bebezinho. –Garante incentivando-a a envolver sua cintura com as pernas.


-Se quiser cuidar dele, adote-o, mas esqueça-o como homem porque ele não poderia lhe dar o que precisa. –Moriarty diz a abraçando por trás, as mãos nos seios fartos.


-Talvez tenha razão. –Admite e gira um pouco o corpo para beijar Moriarty.


*****************************************************************


Por sorte, a espera pelo nascimento do filhote foi abreviada e após um dia de viagem os membros dos grupos amigos chegaram ao reino de destino levando consigo uma grande tina onde a mãe e o filhote recebiam um tratamento especial que incluía muito peixe e água morna.


O castelo era enorme e visível de bem longe, as muralhas que protegiam a cidade perdiam-se de vista no horizonte, havia torres no alto onde vários soldados com bestas patrulhavam e na porta de entrada mais de dez guardas bem armados faziam a segurança.


-Parem e identifiquem-se! –O guarda, de armadura brilhante e forte, exige para deixa-los passar.


-Somos sacerdotes dos deuses e trazemos presentes para seu governante. –Hermione deixando a mostra seu anel, esperava que fossem um reino aliado.


-Nosso rei ficará honrado em recebê-los! –O guarda diz rapidamente baixando a arma e fazendo uma reverência. –Por favor, Grande Sacerdotisa, me acompanhe.


Risos e piscadelas divertidas entre o grupo marcaram o caminho até o imponente castelo, não havia dúvidas e que aquele era o maior e mais próspero reino, o comércio era desenvolvido e as fazendas pareciam muito produtivas, as casas dos servos formavam um verdadeiro mar de construções.


Foram guiados até o lado de dentro, deparando-se com uma grande movimentação nas salas do castelo, haviam muitas pessoas trajadas de modo nobre, parecia que a data era de fato especial.


-Abram caminho, vamos, abram caminho! –Um guarda gritava e atrás de si o rei vinha a passos rápidos, as pessoas olhavam em um misto de ultraje e curiosidade.


-Sacerdotisa Hermione! –O rei diz com grande sorriso. –Sou Arkanos, o Rei maior deste mundo. –Se apresenta de modo cortês, fazendo uma mesura leve a Hermione, que retribui.


-É o pai de Arthlan, certo? –Pergunta gentil, lembrando-se do príncipe que lhe dera o anel.


-Exatamente! Notou a semelhança? –Pergunta divertido, ao que Hermione ri levemente. O homem a sua frente já tinha idade apesar de ser vigoroso, mas se ignorando o cabelo e a barba brancos, vendo por trás das rugas, era inevitável não notar a semelhança.


-Certamente! Mas deixe-me perguntar, como anda seu filho? –Pergunta atenciosa e de fato preocupada.


-Ótimo como jamais esteve. Jamais conseguirei lhe recompensar o suficiente por seu feito. –Diz profundamente agradecido, estendendo a mão para pegar as delas. –Semp… -O senhor para de repente de falar, a expressão de dor, enquanto Hermione fechava os olhos, sentindo sua magia ir para o rei por um breve tempo.


-Está tudo bem. –Diz acalmando os guardas e os amigos, que já se aglomeravam.


-Ele estava doente? –Harry pergunta observando Hermione para saber se estava de fato bem.


-Só um pouco de reumatismo, algumas outras coisas ligadas à idade, nada demais. –Hermione diz com um sorriso gentil. –Rei Arkanos é um homem muito saudável e ainda reinará por muito tempo.


-É bom saber disso, mas não tão bom quanto ficar ereto sem sentir as costas. É de fato uma sacerdotisa não apenas de muito poder, como bondosa.


-Majestade, desculpe por interromper, mas preciso saber o que fazer com o presente. –Um dos guardas diz se aproximando.


-Que presente? –O rei pergunta surpreso.


-Dentro da tina há uma fêmea com um filhote de menos de dois dias, um presente para Vossa Majestade adotar como animais de estimação. –Arya diz fazendo por magia a tina flutuar até o rei.


-Que tipo de bichos são esses? –Pergunta estranhando o animal ao vê-lo.


-São animais marinhos, poderíamos fazer um lago do lado de fora do castelo para eles. –Percy diz para mostrar que havia viabilidade.


-É uma missão dos deuses trazer um filhote para vossa majestade, mas não queríamos que fosse morto, gostamos de todos os animais e lhe prezamos a vida. –Hermione explica ao rei, que sorri compreensivo.


-Se é seu desejo que façamos uma criação destes animais, assim será! Encararei como um encantador presente de aniversário.


-Aniversário? Então é por isso que há tanta gente no castelo. –Heracles conclui interessado. –Meus parabéns majestade, tenha meus desejos mais sinceros de felicidades.


Os outros também cumprimentam o rei, fazendo reverências e desejando felicidades de sua própria maneira. Satisfeito, o rei faz um gesto ordenando a aproximação de sua guarda.


-Arrumem quartos de hóspedes para todos. –Ordena animado, os convidados se reunindo ao redor.


-Um para cada, senhor? –Um dos guardas diz cauteloso.


-Não é necessário se incomodar. Somos muitos, mas temos acomodações conosco. Uma pequena e confortável moradia que os deuses nos deram, assim pode deixar os quartos para seus convidados, tenho certeza de que muitos ainda chegarão para tão importante ocasião. –Arya declina de modo cortês.


-Se assim preferem, assim será. Mas ficarão conosco nos próximos dois dias, certo? –O rei pergunta em expectativa.


-Será um prazer ficar e ter a oportunidade de conhecer melhor seu reino e as pessoas importantes que virão prestigiá-lo. –Hermione diz educadamente, percebendo que as pessoas em volta começavam a murmurar sobre a estadia deles.


-Então vamos até lá fora com meus novos animais de estimação ver que tipo de lar planejam para eles. –O rei diz fazendo sinal para os guardas, porém Arya se adianta e levita a tina com um gesto, liderando a comitiva que ainda incluía os convidados e curiosos.


Na frente do castelo rapidamente juntou-se uma multidão composta por servos, guardas e nobres convidados para as festividades. Arkanos estava junto aos integrantes dos dois grupos, a exceção de Hermione, Arya e Percy, que conversavam em uma faixa isolada entre o castelo e os expectadores.


-Quero pedir que todos fiquem onde indicamos e que não se preocupem caso sintam um tremor de terra, pois será nossa magia agindo. Temos tudo sob controle. –Arya diz em tom calmo e firme.


 Se virando para Hermione, a elfa faz um sinal de positivo e a bruxa crava seu cajado no chão, fechando os olhos e se concentrando na terra ao redor do castelo, o caminho até o portão, que no momento encontrava-se aberto. A magia saiu de si e foi jogada com força contra o solo, irradiando em ondas através do cajado e então a terra treme, mais fortemente no caminho mantido na mente de Hermione.


Arya observa, esperando o momento certo e, quando vê as placas de terra surgirem soltas, começa a levitar a terra, reunindo-a e concentrando-a fora do traçado combinado. Do lado de fora do portão Eragon vê o canal surgir e junto com Harry fazem marcações mágicas do alto, permitindo que Hermione e Arya levem a magia para mais longe, fazendo o canal de dois metros de profundidade e quatro de largura chegasse ao vale.


-Sua vez Percy. –Arya diz enquanto Hermione sentava-se exausta e ofegante, Legolas havia ido ampará-la, transferindo-lhe um pouco de magia.


-Ok. Hora de me darem aquela força pessoal. –Percy diz primeiro a Arya e depois para os unicórnios ao seu redor.


O príncipe das águas salta para o canal vazio, a mão toca a terra tentando sentir a umidade, seu poder se enraizando e indo para mais fundo, percorrendo o subsolo, a pele sentindo a frágil brisa marinha, porém a seguindo. Sua mente percorria duas direções, uma buscando o mar, tentando senti-lo por trás das montanhas, outra parte de sua mente entrando em contato com a água do lençol freático, estimulando-o a subir.


“Venham a mim, eu as invoco…” –Era o mantra que repetia em sua mente, buscando a lembrança de quando treinara com o mar no dia anterior, a sensação de vê-lo encher.


Eragon, montado em Jura, e Harry, voando por si mesmo, observavam, esperavam o sinal da água para usar magia para remover qualquer rocha ou obstáculo à frente. Viram a maré ir e vir, o mar se agitando como se uma tempestade estivesse chegando apesar do céu limpo.


-Está vendo aquelas duas rochas? –Eragon pergunta apontando para duas imensas rochas nas montanhas que cercavam o vale. –Vamos precisar movê-las, se não a água não irá ultrapassar o vale.


-Acho que não será necessário. –Harry diz engolindo em seco, apontando para mais longe no horizonte.


Uma onda de mais de vinte metros se aproximava com fúria, quanto mais perto do litoral, maior parecia ficar. Viram animais correndo morro acima, a imensidão azul parecia que afogaria todo o vale.


-Precisamos fazer algo, talvez as pedras… -Eragon diz urgente, mas antes que pudessem fazer algo, a onda se deforma em uma grande jato vertical, como se estivesse passando por um cone imaginário.


Estupefatos, viram a água cair no canal e percorrê-lo a grande velocidade, a força da água era tão potente que abria caminho pela montanha, arrancando árvores enormes e fazendo seu próprio traçado até o canal criado. Do lado oposto a água do lençol freático corria um pouco mais tímida, porém forte. Percy estava de pé parecendo concentrar as forças apenas na água do mar, que avançava em fúria, encontrando a água do lençol freático a apenas um quilometro do portão do castelo.


A água de repente começa a cair, uma enorme cratera se forma e, ao varrerem o chão em busca da origem, conseguem ver Legolas e Arya criando o lago artificial, que acomodaria a água do mar e do lençol, fazendo o encontro das águas salgada e doce.


-Por isso os chamam de semideuses e não super-humanos. –Harry diz ainda assustado.


-Ainda bem que são nossos amigos. –Eragon diz em concordância, ambos fazendo a volta para se reunirem com os outros.


*****************************************************************


Harry estava na sala da barraca, olhava a roupa característica e que deveria ser luxuosa, mas que a ele parecia apertada e desconfortável. Suspira e tenta afastar isso de sua mente, havia muito mais com o que se preocupar. Contudo as preocupações desapareceram ao ver Hermione.


 -Valeu a pena ficar ridículo para te ver linda desse jeito. –Diz encantado, se aproximando da namorada.


-Obrigada, mas você não está ridículo, pelo contrário, está muito elegante e atraente para os padrões dessa época. –O repreende abraçando-o, roubando um beijo rápido.


-Me sinto um bailarino desajeitado pronto para o carnaval. –Diz com uma careta, andando com ela até a porta para que saíssem.


-Tente parecer confortável, precisamos manter as boas relações. Além disso, talvez nos deem informações sobre nossos concorrentes. –Lembra prudente assim que saem da barraca.


-Sorte de Grier e Heracles que estão com Alan. –Lamenta prevendo o estresse.


 Os convidados estavam reunidos perto do novo rio que circundava o castelo, os serventes haviam servido a comida e bebida em uma mesa ali perto. As crianças brincavam nas rochas formadas a partir da terra retirada do canal, a mãe e o filhote estavam um pouco mais afastados na sombra, porém sem aparente medo das pessoas ao redor. A atenção dos adultos, no entanto, logo se vira para Harry e Hermione.


Uma longa sessão de cumprimentos se seguiu até que Arkanos conseguisse distribuir os convidados em grupos, deixando Hermione e Harry próximos dos regentes mais poderosos daquele mundo. Mal Harry se afastara para pegar bebida e Hermione logo fora abordada por um jovem que devia ter a mesma idade deles.


-Sou Príncipe Carlton, meu reino fica a leste daqui. –Diz simpático, fazendo uma reverência.


-Prazer em conhecê-lo. –Retribui o cumprimento e a reverência.


-És uma linda sacerdotisa. Diz-me que não é verdade que precisa guardar-te para teu Deus. –Pede charmoso, deixando-a sem jeito.


-Não, eu não tenho qualquer contato pessoal com o Deus que me invocou. –Diz tentando desfazer qualquer mal entendido.


-Então poderia ser casar com um príncipe e se tornar uma rainha, se quisesse. –Conclui com um sorriso ainda maior.


-E porque casaria com um frango como você, se poderia desposar um rei que poderia lhe cobrir de joias e dos mais belos vestidos. –Outro homem, que Hermione sabia governar um reino um pouco distante, porém próspero, diz ao se aproximar.


-Pois acredito que preferiria morar neste belo castelo e desfrutar de todas as honras do Grande Rei. –Denkor, filho do rei Arkanos, diz se aproximando pelo outro lado.


-Senhores, eu estou noiva do Harry… -Hermione começa a dizer, mas logo os homens começam a se insultar.


-Não tolerarei isto! Não em frente a minha casa! –Denkor urra e ameaça agredir o rei visitante, mas Harry chega e se põe entre os dois.


-O que está acontecendo? –Harry pergunta em tom grave, olhando de um encrenqueiro a outro.


-Melhor nos afastarmos. –Carlton sugere envolvendo Hermione pela cintura enquanto Harry tentava ouvir os dois, que falavam a o mesmo tempo.


-Solte-a agora meninote! –Denkor exige e o outro rei avança em Carlton. –A sacerdotisa será meinha esposa.


-O que? –Harry esbraveja se pondo a frente de Hermione. –Ela é minha namorada.


-Sua o que? Não importa, saia da frente por ordem do próximo Grande Rei! –Denkor exige desembainhando a espada.


Harry e Carlton fizeram o mesmo, o outro rei chamara seus guardas para cerca-los. Logo a multidão, que antes só assistia, começou a se amontoar, Hermione tentou pedir que parassem, mas logo os duelos começaram.


-Parem agora! –Arkanos brada em tom de comando, Thalia faz um raio cair na água atrás dos outros para ajudar a parar a bagunça. –O que pensa estar fazendo Denkor?


-Apenas defendia meu direito de desposar a sacerdotisa Hermione. –Se justifica seguro de si.


-Hermione se casará apenas comigo, é minha noiva! –Harry rosna em resposta, a espada brilhante firme em sua mão.


-Isso é verdade? –Arkanos pergunta a ela se sobressaindo aos outros.


-Não será exatamente por agora. Estamos começando nosso compromisso…


-Ela claramente não deseja se casar com ele! Deve achar que é alguma imposição dos deuses! –Carlton diz vitorioso.


-O Deus pode requisitá-la, mas outro sacerdote não! É livre para se casar. –Denkor insiste.


-E se casará comigo! –Harry brada e se vira para Hermione. –Diga que se casará comigo, que é o que quer.


-É o que quero, claro. Eu amo o Harry. –Hermione diz o abraçando e fazendo pressão na mão dele para que abaixasse a espada.


-Então farei o casamento esta noite e a confusão se encerra! –Arkanos diz em tom definitivo, chocando Hermione.


Sem dar tempo para que Hermione ou Harry falassem algo, Arya e Eragon surgem, tirando-os dali, escoltados por Thalia até a cabana onde poderiam discutir aquele novo imprevisto.


*****************************************************************


Annabeth velava o sono de Percy em seu quarto, haviam o levado para lá desde a criação do novo rio e lago, que por sinal foi imediatamente aprovado pelo rei e principalmente pelas crianças do reino, que rapidamente foram brincar. Ela lia distraída quando ouve um gemido, abaixando o livro para ver o namorado despertar.


-Boa tarde, herói do dia. Como se sente? –Pergunta divertida, sentando-se ao lado dele e acariciando lhe o rosto.


-Acordando na nossa cama, com você sorrindo assim… ótimo! –Responde a puxando para si e logo capturando lhe os lábios de modo travesso.


-E eu preocupada com você. –Diz rindo após se afastar um pouco.


-Por quê? Fiquei cansado, mas é meu elemento, então está tudo bem. –A tranquiliza fazendo carinho em seu rosto, os dedos se entrelaçando nos cabelos dourados. -Quanto tempo temos? –Pergunta em um sussurro.


-A festa só começa a noite, mas iam trazer roupas para nós, então acho que só uma hora. –Lamenta-se o abraçando, ambos de lado na cama.


-E precisamos mesmo chegar a essa festa com tanta urgência? –Pergunta manhoso, distribuindo beijinhos no pescoço da namorada.


-Depois do que você fez com a água, até nossos amigos estão loucos pra te ver. –Responde tentando suprimir os gemidos. –Devagar, Percy. –Pede o empurrando de leve, mas logo beijando-o.


*****************************************************************


Hermione andava de um lado para outro enquanto Harry preparava um chá, Legolas e Eragon estavam sentados à mesa observando-os, enquanto Arya examinava o mapa de missões. Thalia chegara com Annabeth e Percy no momento em que o chá ficara pronto.


-Thalia nos contou o que houve. –Annabeth diz olhando de Hermione para Harry.


-Arya, sendo uma princesa, me diga: Como sair daqui sem ofendê-los? -Hermione pergunta aflita.


-Sair daqui? Fala fugir do casamento? –Percy comenta tentando evitar rir.


-Claro! Não podemos casar, mal começamos a namorar. –Diz como se fosse óbvio.


-Fugir não muda o fato de você ser adorada por eles e ter grande poder. Mais cedo ou mais tarde vai se repetir e não podemos ficar fugindo. –Harry diz como se fosse óbvio.


-Ainda tem a alimentação de rivalidade. Vai que resolvem envenenar a comida ou bebida do Harry?! –Arya avisa como se fosse comum.


-Mas mal começamos a nos envolver, casamento é algo sério…


-Hermione, não estamos no nosso mundo. –Harry diz se aproximando. –É algo de aparências para eu não matar alguém. –O tom firme mostrava que apesar de contido, ele ainda estava furioso.


-Acho que você de fato deveria relaxar quanto a isso, não é como se fosse significativo para alguém quem não os locais. –Annabeth apoia tranquila.


-O torneio já é difícil, nosso grupo tem menos um, não precisamos de reinos inimigos, ainda mais quando teremos que nos separar. –Arya diz seriamente e então passa o mapa para Hermione e Annabeth.


-Precisaremos atravessar o oceano e se ficarmos com vocês vamos nos atrasar. –Annabeth lamenta com uma rápida olhada, os grupos haviam recebidos missões em lados opostos do mundo.


-Isso é uma sacanagem! Os deuses só podem ter feito de propósito! –Percy esbraveja irritado.


-Estava mesmo sendo muito fácil com todos juntos. Os outros deuses devem ter reclamado. –Thalia diz conformada, já imaginava que algo assim aconteceria. –Já tiveram experiência o suficiente com deuses para saber o quanto detestam ser “passados para trás”.


-Não tem como ficarmos juntos mesmo? –Harry pergunta sentindo a separação.


-O deslocamento é grande demais, não dá para confiar nem em aparatação. –Eragon diz após olhar o mapa.


-Haveria um atraso de meses nas missões, além disso, os deuses poderiam ser menos sutis. –Legolas alerta compreendendo que a separação seria difícil, não tanto pelo jogo, mas sim pela amizade desenvolvida.


-Então, nos despediremos com festa e um casamento! –Eragon diz animado, abraçando Percy e Harry.


-Isso aí! Vamos festejar nossa amizade e esse grande encontro que tivemos! –Percy concorda e observa as meninas ganharem lágrimas nos olhos, apesar de conterem-nas firmemente.


-O primeiro de muitos encontros, afinal o mundo é grande, mas nem tanto. –Thalia diz com sorriso maroto, todos se reunindo como se fizessem um pacto de que a distância não os separaria de verdade.


*****************************************************************


A notícia triste chegara a Grier e Heracles, que olharam-se como irmãos que vão morar longe pela primeira vez, entretanto a notícia do “casamento forçado” levantou tantas piadas dos dois homenzarrões que o clima logo ficou leve, as brincadeiras se sucedendo até pouco antes da cerimônia, quando Harry, nervoso, acabara tentando beber um drinque forte, parecido com cachaça, e acabara engasgando e correndo para um jarro de água.


Arya comandou as mudanças mágicas no vestido de Hermione para se parecer mais com um vestido de casamento, apesar de Annabeth e Thalia palpitarem. A cerimônia como um todo fora bem parecida com a tradicional, o rei conduzia a cerimônia com juramentos de união eterna e um casal de padrinhos, Arya e Eragon por Hermione e Annabeth e Percy por Harry, ao final ambos trocavam alianças, ofertadas pelo rei.


A festa teve muita música, bebida e comida, um grupo de servos dançava de modo afetado para entreter os convidados. Legolas e Arya, a certa hora, uniram-se para cantar e tocar doces melodias, depois substituídos por Heracles e Grier que relatavam grandes aventuras com batalhas épicas e belas mulheres.


Era procedimento, no entanto, que os noivos se retirassem ao meio da noite, um quarto especial havia sido preparado no castelo e um grupo de amas os levou, guardas acabavam de encher a tina com água quente e logo todos deixaram os recém-casados a sós. Por um momento nenhum dos dois se moveu, apenas fitavam-se constrangidos.


-Acho que não tem porque ficarmos assim, dormimos juntos desde que chegamos a esse mundo. –Harry diz tentando ficar mais à-vontade.


-Mas é um pouco diferente. –Responde sem jeito, tirando os sapatos e começando a tirar as luvas.


-Diferente? –Pergunta nervoso, gaguejando. –Não acontecerá nada de diferente, quer dizer… er…


-Calma! –Hermione pede rindo. –Eu não disse isso. –Esclarece e Harry respira aliviado, suava frio.


-Não é que você não seja atraente, você é linda… -Tenta se justificar, mas ela o interrompe, abraçando-o.


-Já disse para se acalmar. –Reforça tranquila. –Eu só não sei direito como me sinto agora.


-Como antes. Eu te amo e gosto do fato de nossas vidas terem sido unidas, mas isso é algo que eu já tinha bem claro aqui dentro. –Declara pondo a mão dela sobre seu peito. –Nossa relação continua a mesma.


-Talvez um pouco melhor, afinal como sua esposa, você não precisa mais ter tantas preocupações com minha honra ou meu pai. –Brinca fazendo-o enrubescer.


-Nossa, você está com um cheiro forte de bebida. –Diz se afastando após ter apoiado o rosto no ombro dele. –Melhor aproveitar o banho. Eu vou me trocar e ficarei na penteadeira. –Diz apontando o biombo e a penteadeira, de modo que ele visse que ela estaria o tempo todo de costas para ele.


-Ok. Desculpe o mal jeito. –Diz indo meio sem jeito até a tina.


-Harry, sua calça. –Diz rindo enquanto lhe lançava a calça do pijama que estava sobre a cama.


-Obrigado. –Agradece deixando a calça de lado, esperando que ela fosse para trás do biombo para se despir rapidamente.


*****************************************************************


N/A: Depois de um bom tempo estou de volta! O Grande prêmio do Bahrein foi cancelado, talvez adiado para o fim do ano, de todo jeito a F1 retorna mês que vêm e o calendário pode ser visto no link abaixo e a boa notícia é que a Ferrari vem muito bem! RBR e Renault devem ser as mais fortes concorrentes. http://s.glbimg.com/es/ge/f/original/2011/02/08/calendariof12_606.jpg.


N/A²: Um cap praticamente dedicado ao grupo 13, no próximo teremos um pouco mais do grupo 2. Quem ficou surpreso com o casório? Quem vocês acham que sentirá mais saudade nessa separação: As meninas, Percy de Eragon e Harry ou Heracles de Grier?


Freya Jones: Arya pode ser toda certinha, mas não é boba e resistência tem limite, aguentou até onde deu e quando “perdeu” tratou de transformar a derrota em vitória rsrs. Percy é meio danadinho, mas Eragon saber “tratar” do amigo rsrs. O grupo 2 ta doido para passar a rasteira no Sauron, a questão é: vale a pena? M³ esquentando, aproveitando a voltinha do ferro-velho. Morgana não é boba e sabe aproveitar o que cada um tem de melhor.


Rhaaa: Não é que Holly seja lerda, ela tem dilemas parecidos com o de Arya mais o passado negro de Artemis. Bem feito pra Morgana? Acho que ela nem saiu “perdendo” rsrs. Artemis é menino sério, até mais sério que romântico e para quem não sabe tem pais com um excelente casamento. Morgana buscando consolo nos amigos. Sauron é um pé-no-saco, porém é muito poderoso e isso pode fazer diferença.


hellen granger: Quente ta bom rsrsrs. Haha é como eu disse no coment acima, ela tava resistindo e aí foi acumulando, quando explodiu foi aquela erupção vulcânica rsrs. Pode pedir sim, inclusive teve bastante hh nesse cap e com esse casamento a tendência é ter mais.


Tainá Yumi Watanabe: Você não tem idade pra ficar lendo essas coisas não! Teve mais hh nesse cap e passe a ler as partes do grupo 2, ta ficando divertido!


PamyPotter: Mais HH nesse cap!


Swdezerbelles: Santinha é uma palavra que não se aplica a você em campo nenhum, com exceção da sua santa paciência com crianças! Você me perturbou tanto³³³ que eu fiz a cena e agora terei meses de sossego, certo? Arya é uma mulher experiente, por isso o “atacou” sabia o que fazia e a disposição além do fator raça vem também do tempo que demoraram para ficar juntos, foram anos negando-se isso. A seca estava tão forte, mais tão forte, e a mulher era tão de primeira que eles toparam e não se arrependeram. Safadinha ou esperta? Arty precisa de uma sacudida como a do Eragon rsrsrs. Sem comentários sobre seu ps!


rosana franco: Eles só se matam se o Sauron não der um jeitinho antes rsrsrs. Tava mais que na hora da Arya aceitar esse relacionamento.


may33: Todo mundo amando E/A rsrsrs bando de leitoras taradas, não é? M³ não te surpreendeu? Já havia captado o interesse deles? Todos ali tem suas motivações e estórias nobres, poucos são vilões assumidos. Quem morre lá, morre na sua realidade também. Não sei a data =/ . Bom, a questão do prêmio ainda é surpresa pra vocês rsrsrs.


riraito: Perto de Sauron qualquer um é bonzinho e cordial rsrs. Percy não se banhou não. Valeu pelo aviso, corrigi quando li seu comentário.


coveiro: A ideia era justamente surpreender, Arya é uma mulher experiente e não uma garotinha, apenas agiu condizente com sua idade. Tirando a parte de brilhar no sol, não tem viagem nenhuma em crepúsculo, os vampiros têm habilidades normais de força e velocidade, alguns tem poderes especiais, mas é um poder e não um monte como em vários mitos, como os livros de Anne Rice, lá vc tem coisas inacreditáveis como Louis com 80 anos não sabendo que tinha super força e velocidade. Harry e Eragon são muito apegados ao Alan por isso parece que são mais pais, mas os HH  também sabe aproveitar seus momentos.


Ramon Silva: Já comentei seus comentários com vc no MSN, mas repetindo: Adoro o fato de ter alguém não fã de HP lendo, porque pode olhar tudo de modo mais imparcial julgando os grupos por suas estratégias e poderes, estou ansiosa por suas avaliações!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angeline G. McFellou em 03/04/2011

rsrssrsrssrsrsrrs Nossa, depois de meses sem aparcer aqui, encontro uma fic melhor que a anterior!!!
Amei essa nova fic.
Cara o Eragon conseguil msmo conquistar a Arya?
Percy, Harry, Grier e Hercules realmente ajudaram para isso acontecer?
TENSO!!
E coitado do Artemis, não btava ter que aguentar oo Groar, ainda tem que tomar cuidado com a Tarada da Morgana.
E o que foi esse capítulo?
asrsrs Cara ainda bem que o Harry é todo certinho, se não ele ja ia se aprovaitar desse casamento.
srsrs Amei a nova fic, parabéns, e at assim que der, por afvor.
Beijos....
P.S.: Melhoras viu!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.