FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. A família das trevas


Fic: aAaA♥~~Sentimentos do CoraçãoaAaA♥~~


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Heyyyyy Genteeeeeeee OBRIGADA DE VERDADE PELOS COMENTSSS AMO VCS E PEÇO Q CONTINUEM COMENTANDO!!!
TIAGO: AMEI O SEU COMENTS XD E PODE DEIXAR VOU TENTAR AUMENTAR OS CAP

OS: AGORA TO FAZNDO PARCERIA COM AS MINHAS AMIGAS LARA/SARA LINS POR ISSO BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
5 – Encontrando o Amor e Descobrindo o pesadelo.

“...não importa o quanto você tente jamais penetrará na sala, enquanto estiver um ser vivo além de mim, o escudo continuará forte e impenetrável. “ – Falava uma voz de dentro de um capuz, Harry não reconhecia a voz...não era voz de nenhum dos comensais que ele conhecia,e nem de Voldemort, também não poderia dizer se era voz feminina ou masculina.

- O que você quer com ELA? É a mim que você quer! – Respondeu Harry desesperado fitando o seu olhar em Gina, que estava caída no chão e que perdia as suas energias a cada segundo que se passava.
- Não quero nada com ela...quero com você.
- Então liberte-a! –
- Quer que eu a liberte? Ok! AVADA KEDAVRA! – E um jato de luz verde foi na direção de Gina, fazendo com que ela fosse atirada contra parede.
- GINA!!!!!!!!!”
Harry acordou, suando frio, tremendo e com as mesmas dores que sentia antes no coração, poderia ter sido um pesadelo normal, mas Harry sabia que isso não era verdade, alguma coisa estaria para acontecer...e algo muito grande.
Ele também não sabia ao certo quanto tempo passou enquanto estava dormindo. Sentia-se com cansaço e com fome. Enquanto descia as escadas seu pensamento voltou-se para Gina, estava cada vez mais preocupado com ela. Queria voltar para a toca.
Não sabia ao certo quanto tempo passou enquanto estava dormindo. Sentia-se com cansado e com fome. Enquanto descia as escadas seu pensamento voltou-se para Gina, estava cada vez mais preocupado com ela. Queria voltar para a toca.
Ao pegar um copo de leite ouviu um barulho vindo da sala, ao se aproximar viu que eram duas pessoas. Antes de identificar quem era uma chuva de cabelos castanhos pulou em seu pescoço.
- SURPRESA!! Ah Harry! Que saudades! – disse
- Também estou Hermione. Mais o que vocês vieram fazer aqui?
- Viemos te buscar – respondeu o garoto ruivo acabando de tirar o pó de suas vestes – E ai cara? Como vai?- disse dando um tapinha no ombro de Harry.
- Ótimo. – Mentiu Harry – e você Rony ?
- Também – respondeu Rony.
Harry reparou em Rony, sem dúvida tinha crescido muito nesse verão. Hermione batia em seu peito, tinha crescido também, mais não tanto com Rony. Reparou que os dois vinham com pacotes nas mãos.
- Ah, seu presente de aniversário atrasado – disse Rony lhe entregando um pacote, no que Hermione imitou.
- Esperamos que goste!!! – Disse Hermione entusiasmada.
- Obrigado! Não precisava. Harry começou pelo pacote de Hermione, ele era pequeno mas era muito bonito. Nele continham sapos de chocolate, varinhas de alcaçuz, feijoezinhos de todos os sabores, tortinhas de abóbora e chocolate trouxa, mas o único detalhe que Harry percebeu foi que eles eram minúsculos.
- Hermione...adorei mas...eles são minús...
- Pegue sua varinha e toque neles.-Ao ouvir isso Harry pegou sua varinha e tocou no chocolate trouxa, ele ficara no tamanho normal, ele pegou 3 pedacinhos e dividiu com os seus amigos.
- Bem Harry, agora é o meu presente. Espero que goste – Falou Rony com um sorriso malicioso e um olhar maroto.
- Rony você está me assustando. – Disse Hermione olhando para a cara do garoto.
- Não se preocupe Hermione.
- Está bem...vamos abrir. – Harry pegou o pacote de Rony, e viu que ele tava todo amassado e muito bem lacrado, quando finalmente conseguiu abrir viu que tinha mais um embrulho...e foi acontecendo isso mais 15 vezes até que ele viu um suéter rosa todo cintilante dizendo: Sr. Potter Weasley
- Ron...me fala de uma vez, sem comentários...O QUE É ISSO?!!!
- Ah essa coisinha linda ai? – Falou Rony fingindo não se importar
e vendo Hermione segurando os risos.
- É! ESSA COISINHA LINDA AQUI DE MENINA TODO FRUFRU?
- Ah! É o meu presente! Gostou Sr. P. WEASLEY?
- Quem fez isso?
- Minha mãe!
- Fala a verdade. – Harry chegou perto de Rony e sussurrou: - Você quer que eu conte a Mione que você gos..
- Mas eu to falando a verdade cara! Foi a minha mãe! Só que eu, Fred,Jorge e Gui pegamos e enfeitiçamos!
- E quando isso vai sair?
- Quando você se casar.- Ao ouvir isso Harry ficou morrendo de raiva mas tentou se controlar quando Hermione chegou perto deles e disse:
- Hey meninos! Não briguem, temos que chegar na A’TOCA antes das 6:00am. Harry, arrumas suas coisas e...vá se vestir.
- Ta! E Ron, você me paga! – Disse Harry enquanto subia as escadas.
- Quanto você quer? Um galeão?
Ignorando o comentário Harry foi subindo e começou logo a colocar as suas roupas no malão, colocou também alguns pergaminhos, pegou a gaiola de Edwiges e foi trocar de roupa. Depois que ele estava pronto, ele se lembrou da carta de Dumbledore. Queria levar junto, pois depois dessa não voltaria mais para a casa dos Dursley’s então guardou tudo na mala e desceu.
- Finalmente! Vamos...Hermione trouxe o pó de flur?
- Ron, no dia que eu me esquecer de alguma coisa importante, você não vai mais precisar da minha ajuda nos deveres de casa. – Falou Mione num tom de desprezo.
- Ta bom estressadinha. Vamos logo Harry! -
- To indo! – Então Harry pegou o pó de Flur e entrou na lareira – A’TOCA!!
E com uma explosão verde, Harry em alguns segundos estava na sala dos Weasleys, mas assim que chegou, novamente sentiu as dores no coração mas a questão era que ele sentia que alguém estava o enforcando. Mas no momento que Ron e Mione chegaram, essa sensação passou mas ele acabou caindo no chão inconsciente.
“...Não adianta, ela está morta seu tolo, agora que não temos mais distrações podemos lutar e assim que eu derrota-lo, eu irei consumir os seus poderes e serei mais forte do que o lorde das trevas!!!
- Do que você ta falando? Como consumirá os meus poderes? Mas isso não importa agora. A única coisa que eu quero agora é te...
- Me matar? Não seja tolo garoto. Mesmo que você tenha 17 anos, e tenha enormes poderes, você jamais irá me derrotar. Sou mais sábio e mais experiente do que você. – Falando isso ele acenou a varinha e mais duas pessoas estavam caídas no chão, eram Rony e Hermione, os dois estavam juntos dentro do escudo mas inconscientes.
- RONY!!! HERMIONE!! O QUE VOCÊ IRÁ FAZER COM ELES? JÁ BASTA TER TIRADO GINA DE MIM E AGORA VOCÊ VAI TIRAR OS MEUS AMIGOS?
- Claro...quero mais poderes para a minha coleção.
- CALA A BOCA!
- INSOLENTE! – nesse exato momento ele virou-se para onde estava Rony e Hermione e apontou a varinha – AVADA KEDRAVA!”
- ...rry...Har..ry...HARRY! ACORDA! POR FAVOR!! – Falava Hermione Desesperada.
- ...O quê? – Harry acordou suando frio, e novamente tremendo, agora não era o seu coração que doía e sim a sua cabeça. – O que ouve?
- Não sei cara. Quando chegamos você estava caído aqui no chão, tremendo e suando frio, e de uma hora pra outra você gritou “RONY!!! HERMIONE!!!” e passou uns segundos e você gritou “CALA A BOCA!”.
- Foi mal gente. Hermione, Ron, tive um sonho ontem, ele quase o mesmo sonho que eu tive agora...- e Harry contou aos dois sobre os dois sonhos que ele teve recentemente.
- Se não é Voldemort...quem é? E mais uma coisa...como ele ou ela está invadindo os seus sonhos se você já aprendeu Oclumência?
- Sabe Mione... erm... eu não treinei.
- Sabia!!! Então você tem que treinar para que isso não aconteça mais!!
- Mas Harry...por quê você ficou inconsciente? – Perguntou Rony, enquanto ajudava Harry a se levantar.
- Assim que eu cheguei, comecei a sentir dores no meu coração, então cai e fiquei de joelhos, e quando percebi senti que alguém estava me enforcando, mas não tinha nada perto,nada sólido pelo menos,então quando eu não agüentava mais eu ouvi uma explosão e algumas chamas verdes, então fiquei inconsciente.
- Harry, isso é sério, nenhum bruxo consegue fazer isso, a menos que ele ou ela seja um... – Hermione parou e respirou um pouco, tentava se controlar mas não conseguia, estava soluçando sem parar.
- Um o quê Mione? Fala logo! Você está me assustando mais do que o normal – Falou Rony.
- Um bruxo medieval.
- Francamente Hermione! Como um bruxo medieval, pode estar aqui, estamos no séc XXI, nenhum bruxo do séc XIV pode estar vivo!
- Rony, não seja ingênuo, é claro que não deve ser um bruxo DAQUELA época, mas pode ser um herdeiro.E eu não estou falando de um bruxo comum do séc XIV. Estou falando de bruxos das trevas! Bem Naquela época...
- Lá vem a queridinha do prof. Binns – Fala Ron com um de entediado mas acaba levando um tapa de Mione.
- Bem como eu ia dizendo, naquela época os bruxos vivam mais em segredo do que nós, e nem os trouxas tinham direito de estudar magia, e com isso, os bruxos das trevas daquele tempo queria proclamar guerra contra os trouxas para que eles pudessem andar livres por aí...
- Hermione, vamos direto ao ponto.
- RONALD WEASLEY DEIXA EU TERMINAR!
- Ta.
- Bem como eu ia dizendo, eles queria proclamar guerra contra os trouxas, mas eles eram em menor numero, pois poucos tinham interesse pelas artes das trevas, então uma família inglesa, começou a criar feitiços diabólicos, piores do que as 3 maldições imperdoáveis. Ninguém descobriu os feitiços que eles criavam, mas haviam lendas que diziam que elas tinham poderes de longa distancia e tinham a capacidade de mostrar o futuro nos sonhos e a capacidade de sugar o poder do oponente. E alguns dizem que eles fundiram as 3 maldições imperdoáveis em um feitiço só, mas a morte é lenta e irreversível.
- Então, se a sua teoria estiver certa, esses meus sonhos...podem ser o futuro?
- Sim Harry, infelizmente pode ser. Bem...continuando novamente, os bruxos da época descobriram a família e queimaram todos eles, menos um, a filha deles acabou escapando e fugiu com todos os pergaminhos que haviam os feitiços
e ninguém nunca a encontrou.
- Então Hermione, você está querendo dizer que o herdeiro dessa garotinha, está atacando o Harry e quer sugar os poderes dele e os nossos para derrotar Voldemort e acabar com o mundo trouxa e dominar o mundo bruxo?
- Teoricamente...Sim!
- Por Merlim! Isso é muito sinistro, mas deixa pra lá. Vamos subir antes que a mamãe e o papai acordem. – Falou Rony, enquanto subia as escadas e seguia para a direção do seu quarto, deixando Harry e Hermione sozinhos.
- Hermione, esse é mais um motivo para vocês me deixarem sozinhos. Não quero que vocês morram... e por minha causa! Terei que cuidar disso sozinho, é melhor vocês não andarem mais comigo, para que esse destino não se cumpra. – Ao falar isso Harry olhou para o relógio dos Weasleys e fitou o rosto para imagem de Gina.
- Harry, eu, Rony e Gina já tomamos a nossa decisão. Iremos ajuda-lo no que der e vier.
- Hermione... – Harry viu que o relógio estava marcando que a Sra.Weasley estava para acordar – Hermione é melhor irmos dormir, a Sra.Weasley está acordando.
- Certo, Bom Sono Harry.
- Pra você também Mione. E se Gina acordar...não conte nada para ela por favor, não quero que ela se magoe por mim, já fiz ela sofrer demais. Você promete?
- Não sei se posso. Mas...vou tentar, se ela perguntar, vou tentar não falar.
- Ok. Obrigado Hermione...
- Harry, tenho outra coisa a lhe dizer.
- O quê?
- Se você puder me dizer se o Rony gosta de mim. – Nesse momento ela estava ficando vermelha então rapidamente ela virou a cara.
- Claro...irei perguntar.
- Obrigada!! Tchau
- Tchau Mione. – Então foi Harry seguindo ao quarto de Rony, e viu que já eram 7:00, tentou fechar a sua mente e depois de várias tentativas finalmente conseguiu e foi então dormir, para que tivesse disposição e animo de ver o rosto feliz de Gina.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.