FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Capítulo II


Fic: A princesa do Egito - HG DL HR


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Gente, obrigada pelos comentários.
É só assim que eu vou saber se vocês estão gostando ou não, então sempre comentem.
Respondendo a Priscilla, sim vai ter Rony/Hermione.
Esperem por muitas surpresas e personagens ilustres!
E comentem, hehe.
Beijos e obrigada, novamente.
 

____________________________________

 


Depois de consultarem os anciões do palácio, a teoria de Gina estava certa.


Luna deveria tomar posse o mais rápido possível.


– Temos que fazer isso o mais rápido possível! – afirmou Gina.


– Semana que vem? – perguntou Luna.


– Você vai achar uma marido até semana que vem? – perguntou Hermione.


– Tem isso ainda... – disse Gina.


– Burocracia – riu Luna, ao falar.


– Amanhã vemos isso! Estou morrendo de sono – disse Gina.


Elas passaram a tarde conversando sobre o que fariam agora elas estavam mais unidas do que nunca.


Nunca fora fácil governar um povo.


Elas conviviam com conflitos, guerras, invasões e rebeliões.


Se não tivesse um governante em breve, logo começariam uma série de desorganizações no reino. E fora isso que aconteceu.


As garotas estavam novamente na sala que se encontrava o trono, no dia seguinte.


Quando adentrou no salão o mensageiro real.


– Senhoritas – disse ele, as pressas.


– Sim. – respondeu Hermione.


– Está acontecendo uma série de rebeliões no povoado, fui informado agora. – ele disse ofegante. – Animais mortos, casas abandonadas pegando fogo e estradas fechadas por arvores. Está um caos!


As três garotas se entreolharam


– Daqui a pouco eles colocam a culpa na família real – disse Hermione.


– Como você sabe? – perguntei a ela.


– É obvio que é alguém que está contra a família real. Precisamos casar a Luna logo! – ela disse, séria.


– Com quem? – eu perguntei.


– Acho que se fizéssemos uma aliança com algum pais visinho seria melhor. – Luna disse.


– Que tal um baile? – disse Hermione. – Um baile para elegermos o seu noivo.


– Ótima idéia irmã – disse Luna.


– Temos de mandar convites para todos os países visinhos! – reafirmou Hermione.


E assim fora feito. Todos os países visinhos do Egito foram convidados.


A onde de catástrofes no povoado fora amenizada, agora que tinham guardas pelo povoado dia e noite!


 


Alguns dias depois daquela conversa com as irmãs Gina estava caminhando pelos corredores do castelo, indo até a sala que fazia suas refeições.


Quando chegou lá, viu a mesa posta para o café da manhã, mas ninguém estava lá.


– Com licença, aonde estão minhas irmãs? – perguntou Gina a um dos empregados.


– A Senhorita Luna não esta passando bem, e a princesa Hermione está com ela senhorita – disse um senhor que estava com uma bandeja com pão.


Ela pegou alguns pergaminhos que estavam em cima da mesa.


Gina saiu correndo, seus passos ficaram rápidos e maiores a cada instante.


Caminhando rapidamente e lendo os pergaminhos ao mesmo tempo, Gina parecia aflita.


Ela encontrou o quarto da irmã o mais rápido que pode.


– Luna? – ela entrou no quarto.


– Shiit – disse Hermione.


– Ela está bem? – perguntou Gina.


– Nada bem, ela está vomitando muito – afirmou a garota.


– E como ela vai estar na festa? – perguntou Gina.


– Eu acho que vamos ter de cancelar! – disse tristemente Hermione.


– Está maluca? – disse Gina – O príncipe da Líbia acabou de confirmar presença! – ela afirmou.


– O PRINCIPE DA LÍBIA? – Perguntou, interessada, Hermione.


– Sim, algum problema? – Gina indagou.


– Se lembra que ele teve com papai em uma tarde no castelo, quando era bem pequeno? – ela perguntou.


Logo veio a lembrança de Gina algumas coisas....


 


 


*Flash Back*


Era uma tarde um tanto nublada.


A mãe de Luna e Gina estava ao lado do pai, porem muito doente.


A Rainha estava em seus últimos dias.


Tossia muito, e se sentia mal constantemente.


Luna e Hermione estavam lá, menos Gina.


O rei da Líbia entrou no castelo, junto a ele seu filho.


Harry era o nome do garoto.


Ele era portador dos olhos mais lindos do reino, pelo menos fora assim que as irmãs definiram.


– Tiago meu caro, quanto tempo – disse o faraó do Egito, indo em direção ao Líbio.


– Pois então meu caro amigo. – os dois se abraçaram.


Os passos rápidos da garotinha de apenas seis anos preencheram o salão.


Da mesma porta que o libiano entrou, a ruivinha entrou.


Toda suja de lama, e com os olhos manchados por lágrimas.


– Minha filha – disse a rainha, se levantando.


Todos os olhares se voltaram para a pequena Gina, que estava triste.


– Sempre inconveniente, atrasada e suja – disse Hermione, brincando, mas falava a verdade.


A garotinha passou por todos, seus passos eram rápidos.


Ela sabia que não podia atrapalhar, então ela caminhou pelo canto do salão até sua mãe.


Ao encontrara o abraço da mãe, ela desabafou.


– Mamãe, eu acho que o Rá morreu, ele fechou os olhos. – disse a garotinha chorando.


– Não minha querida – a mãe abraçou a garota – ele está dormindo.


– Quem é Rá? – o garotinho se interessou.


Do outro lado do salão era possível escutar a conversa.


– É o cavalo dela – anunciou o faraó.


– Ela tem cavalo? – perguntou o pequeno Harry.


– Aonde você conseguiu um meu amigo? – perguntou Tiago.


– É uma longa história.


A garota que estava suja, certamente por estar nos jardins, se virou para o garoto.


Agora que sua mãe limpara o seu rostinho branco, ela poderá encontrar os olhos do garoto moreno e claro.


Ele era sério, mas ela também.


Os dois se olharam.


– Quer ver ele? – a garota perguntou.


– Seria uma honra. – respondeu o garoto.


– Posso mamãe? – ela olhou para a mãe, que sorriu positivamente.


Ela caminhou alguns passos.


– Posso papai? – ela pediu permissão.


– Claro meu anjo – ele afirmou.


Ela olhou para o garoto, que não hesitou em pegar na mão dela.


Mesmo suja, ele pegou.


Ao sair do salão, ela disse:


– Duvido que você corra mais do que eu


– Sou campeão! – ele se gabou.


– Veremos – ela correu.


Os dois correram até o jardim norte do castelo.


Ao chegar lá eles se jogaram na grama e respiraram ofegantemente.


– Eu ganhei – ela afirmou.


– Não vale, você conhece tudo aqui – eles riram. – Aonde está o seu cavalo? – ele olhou para os lados.


Ela se levantou.


– Rá, venha aqui.


O cavalo saiu de trás de uma macieira perto do riacho.


Ele era branco, e totalmente brilhoso.


– Ele é pequeno, mais vai crescer mais. – ela disse, sorrindo.


Aquela tarde fora inesquecível, para os dois.


 


*Fim do Flash Back*


 


 


– Gina? Ginaaa? – gritou Hermione.


– Oi, oi! – ela respondeu.


 – Está bem?


– Sim, só estava lembrando.


– Vixi, sai pra lá – elas riram.


– E agora, como vai ser? – Gina se preocupou.


– Acho que vamos ter que perguntar aos anciãos.


– Novamente? – perguntou Gina. – Não podemos depender deles.


Hermione a observou.


– Você parece o papai – ela suspirou – sempre independente.


Ela sorriu para a irmã.


– Se isso foi um elogio, obrigada senhorita. – ela sorriu.


Após alguns minutos os olhos de Luna se abriram.


– Garotas? – ela perguntou.


– Sim, quem seria? – disse Gina.


– Como você está? – perguntou Hermione.


– Cansada, e com muito sono. – disse Luna.


– O que faremos? – perguntou Gina.


Hermione a olhou, ela estava com uma certa perversidade nos olhos.


– Tenho uma idéia! – ela disse, chegando perto da irmã. Ela colocou a mão nos cabelos da garota – Você iria ficar bem loira, mana.


O olhar de Hermione transmitiu seus pensamentos para Gina, e ela hesitou.


– Está ficando maluca? Eu não vou me passar pela Luna


– É isso, ou ir aos anciões – ela disse arqueando uma das sobrancelhas.


Gina revirou os olhos.


Ela estava pronta, conhecia a irmã, e sabia o que tinha de fazer!


 


No dia do baile ela passou o dia se arrumando.


Todos os empregados do castelo foram avisados sobre a suposta mudança, e todos concordaram.


Aqueles últimos dias tinham sido ótimos para os empregados.


As garotas eram muito próximas a eles.


E dos deixaram ir ver suas famílias no povoado.


E a fama das princesas ‘governantes’ era muito boa.


Anoiteceu, e os convidados da noite estavam chegando.


Gina sentada ao trono do pai, com Hermione em pé. Ao seu lado.


A notícia que a mais nova das irmãs tinha ficado doente era espalhada a todo momento.


Era mais fácil a mais nova estar doente do que a que estava ‘dando a festa’ atrás de um marido.


Os olhos de Gina foram logo ficando pequenos para tanta gente.


O salão principal era o lugar que ela recebia os convidados.


Logo após eles iam para o jardim ao sul do castelo.


Gina poderia ter dado a idéia de fazer a festa no jardim do norte, porem, seu cavalo lá estava e ele era particular dela e de seu pai. Muitas tardes foram perdidas lá com seu pai.


– Ainda faltam quantos? – perguntou Gina, já cansada se ser beijada e cumprimentada.


– Acho que uns cinco. – disse Hermione analisando a lista. – Vou ali tomar uma xícara de chá, se incomoda de ficar sozinha?


– Claro que não. Pode ir


Hermione desapareceu do salão.


Gina estava sozinha.


Ela se levantou e caminhou até um dos vasos que decorava o local.


O olhava com atenção.


Suas vestes brancas com muito ouro, pesavam.


A tiara com uma cobra na ponta era relíquia da sua família.


O vaso de ouro puro trazia o reflexo da garota.


Ela estava distraída, até que ela percebeu não estar mais sozinha.


– Boa noite. – disse uma voz às costas da garota.


Ela se virou rapidamente.


Seus olhos e do príncipe se chocaram.


Ele estava diferente, mais alto que ela, mais forte, mais bonito e mais atraente.


Ela estremeceu ao encontrar os olhos claros dele.


Ele pegou a mão da garota, e a beijou.


– Principe Harry Toutankhaton Potter II – ele sussurou. – da Líbia.


Gina não acompanhou perfeitamente as palavras, estava encantada.


– Lembra-se de mim? – ela arriscou.


– Princesa Gina – ele disse.


Como ele podia a reconhecer mesmo loira?


Os cabelos de Luna foram cortados naquela tarde e estavam amarrados nos da garota.


Luna que tinha os cabelos quase até os pés, agora tinha eles cortados nos ombros.


Gina puxou sua mão.


– Nos vemos na festa Principe Potter – ela disse saindo.


– Pode me chamar de Harry – ele disse, encabulado.


Ela caminhava em direção a porta, elegantemente, por um momento olhou para trás.


Ele cuidava dela a cada passo.


Gina se virou para a frente e sorriu.


Tinha cerca de quinhentos convidados a esperando.


E ele concerteza viria atrás dela...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.