FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

49. Capitulo 49


Fic: A Caricia do Vento. - Concluida - Dramione


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Huuum, bem, não tem aparecido ninguem por aqui. Que pena... eu vou continuar postando do mesmo jeito. =)
Poxa, leitores fantasmas, deem algum sinal de vida, só para me fazer feliz, sim?! hehehe.
O capitulo foi pequeno, mas os proximos, provavelmente serão maiores que esses. Pelo menos é assim que eu estou planejando. Ainda não sei quando irei postar o cap 50, provavel que semana que vem.

Beijos =**
Angel_S
--**--
A sua voz arrastada, com sotaque, lembrou a Hermione o que devia fazer, deixando-a com a impressão de que ele estava lendo seus pensamentos.
 
O toque dela foi deliberadamente bruto quando começou a limpar o sangue seco da carne rija. Sentiu os músculos dele se contraírem ante a brutalidade, mas Malfoy não se retraiu nem emitiu o mais leve som, nem mesmo uma respiração mais forte, para demonstrar que ela lhe estava causando dor. O seu controle não diminuiu a crueldade do toque dela.
 
Quando os arranhões ficaram expostos, Hermione descobriu que eram piores do que pensava. Ela não ferira apenas a pele. As unhas tinham ido mais fundo, abrindo sulcos na carne. Estavam vermelhos e irritados, extremamente doloridos. O olhar se dirigiu para Potter, que estivera observando o trabalho.
 
A expressão no rosto dele corroborava o julgamento dela.
 
- Tem álcool aí para desinfetá-los? - perguntou Hermione, sem permitir que a emoção lhe transparecesse na voz.
Disse a si mesma que pouco lhe importava ter ferido Malfoy. Ele merecia. Mas sentiu uma onda de compaixão, e consolou-se dizendo com seus botões que pelo menos aquilo provava que não era tão bárbara quanto seus raptores.
Potter fez que sim com a cabeça.
 
- Vou buscar.
 
Demorou apenas alguns segundos, e voltou com uma garrafa de bebida, com dois terços cheios do liquido.
 
Desarrolhando-a, entregou-a a Hermione, pegando o pano molhado e sujo que ela segurava. Ela hesitou, lançando um olhar para a linha austera do maxilar de Malfoy, a arrogância friamente aristocrática do seu perfil.
 
- Vai doer - disse desnecessariamente.
- Quem sabe prefere aplicá-lo em gotas, para prolongar a tortura - replicou ele, com voz macia e irônica.
 
A compaixão sumiu numa explosão de mau gênio. Sem avisar, Hermione virou a garrafa, lavando os arranhões com o álcool, mas não sentiu nenhuma satisfação quando ele se crispou ao receber o liquido ardente nas lesões.
 
Imediatamente, Malfoy se levantou e foi até a cômoda pegar uma camisa. Hermione ficou pensando se não seria melhor ele colocar uma atadura nas feridas, mas não seria ela quem iria sugeri-lo. Calada, devolveu a garrafa para Potter.
 
- Aprendeu a cozinhar, señora? - Malfoy vestiu a camisa, tomando cuidado com os ombros.
 
Lançou um olhar indiferente para ela.
 
- Não. - Não a comida deles, com os utensílios toscos deles... Hermione qualificou a negativa mentalmente - Acho que vão ter que preparar vocês mesmos o desjejum, ou ficar com fome até a hora do almoço. A essa altura Pansy provavelmente já se terá acalmado, e voltará para prepará-lo - comentou serenamente.
- Pansy não voltará - Malfoy informou, depois virou-se para Potter. - Providencie para que a mulher de Neville venha diariamente preparar as nossas refeições. Diga-lhe que venha depois de ter feito a comida da sua própria família, e que pode trazer consigo o filhinho, se quiser. - Um leve sorriso apareceu nos seus lábios enquanto olhava para Potter. - Neville sempre nos contou que ela é a melhor cozinheira de Chihuahua. Vamos confirmar, não é?
 
Potter sorriu, concordando, antes de sair do quarto para cumprir a ordem. Depois que a porta da frente se fechou, Malfoy concentrou a atenção em Hermione.
 
- Trate de mudar os seus pertences para este quarto - declarou, enfiando a camisa para dentro das calças. - De agora em diante vai dormir aqui.
- Vou? - desafiou ela, sem esperanças de sustentar o desafio.         
 
Os vincos marcantes dos lados da sua boca se aprofundaram, num divertimento zombeteiro, mas ele não respondeu enquanto saía do quarto, como se soubesse que o protesto dela era simplesmente uma tentativa de preservar o orgulho.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.