FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Capítulo 5


Fic: Uma ruiva um pouco confusa JL


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 5.


EU CONSEGUI! Agora faço parte do time de corrida da escola. Foi muito fácil! Hoje teve a prova para ver quem entrava no time, tinham duas vagas, e EU entrei! Estou tão feliz! Mas agora estou doida para ter competição e poder correr contra a Sophia.

O único ruim de disso tudo é que hoje é sábado, e tive que acordar sete horas da manhã. Mas eu estou tão feliz, que o sono até já passou!

Eu combinei com a Paula e com Paul da gente saí para comemorar minha vitória, mas os dois até agora não apareceram, com certeza estão dormindo. Eles falaram que iam ver o teste, mas não aparecerem. Que amigos eu fui arranjar...

Não posso reclamar de nada, porque os dois foram a melhor coisa que aconteceu desde que cheguei á Londres. Eu os conheço há pouco tempo, mas já os consideram grandes amigos.

Quem não está gostando disso são os Marotos, porque nas férias eu não conhecia ninguém, então eu passava quase o dia todo com eles. Agora que eu tenho novos amigos eles estão morrendo de ciúmes, principalmente por causa do Paul.

Eu e o James estamos meios afastados, porque aquela namorada dele não o larga, e também eu não me sinto confortável quando ele esta perto... Então estou evitando ele. Ele percebeu que tem alguma coisa diferente entre a gente, mas ainda não falou nada.

Eu não quero pensar nele. Estou super feliz!

Aleluia os dois atrasados finalmente chegaram.

- Bom dia atrasados! – os cumprimentei.

- Desculpa Lily, a culpa foi do Paul. - falou Paula.

- Minha? - perguntou ele assustado - Não fui eu que acordei atrasado, e ainda demorei um ano para se arrumar!

- Mas, não fui eu que parei o carro para paquerar...

- Não fui...

- Chega! - interrompi Paul, isso já estava enchendo - A culpa é dos dois, ok? E eu desculpo vocês.

- Conseguiu Lily? - perguntou Paul ansioso.

- Sim!- respondi pulando.

- ÉÉÉÉ! - Paula disse e pulou comigo.

- Parabéns Lily! Eu só não pulo com vocês, porque isso vai parecer meio gay...

- Paul, já esta na hora de assumir que você é gay, não precisa fingir mais. E eu sei que você esta doido para ficar pulando com a gente! - exclamou Paula, ô mulher que adora irritar os outros.

Eu AMO a Paula. Opaoskaposkaop!

- Fica quieta Paula. - respondeu Paul nervoso.

- Eu também te amo!- disse ela rindo - Vamos falar em coisas mais legais... Lily o Sirius é muito gostoso...

Parece que tem alguém interessada no Six...

- Pena que ele é muito galinha. – respondi.

- Isso pode mudar! - falou Paula com um sorriso maroto.

No que ela esta pensando?! Nem quero saber... Só pode ser uma maluquice dela.

- Isso é um assunto mais legal? - perguntou Paul indignado - Eu não vim aqui para falar de homem.

- Então vamos mudar de assunto! - falei e Paul sorriu, como quem agradecendo - Onde vamos?

- Vamos ao parque, essa hora lá esta lotado! - sugeriu Paula - E tem muitos garotos gostosos andando por lá...

Eu arranjei uma amiga tarada! Opaoskaposkapo! Mas quem sabe eu não arranjo alguém para esquecer do James... James, James, esse nome não sai dos meus pensamentos.

Fomos com o carro do Paul ao parque. Como Paula disse, estava lotado, cheio de gente da nossa idade. Como já estávamos na ultima semana do verão as pessoas estavam aproveitando ao máximo o sol. Tinha mulheres de biquíni deitadas na grama se bronzeando, e bastante homem sem camisa. (N/B: dps a tarada so eu XD apsokaposakpo N/A: oakxsaoskaoskaosk XD)

Sentamos encostados numa árvore e ficamos lá conversando um bom tempo. Eu e Paula ficamos observado os homens que passavam. E o Paul ficava dando mole para as mulheres.

- Semana que vem já tem competição, e eu vou correr contra a vaca da Sophia. - vai ser muito bom ganhar dela.

- Ela vai se ferrar! - falou Paula rindo.

Eu já tinha contado toda história para ela. Como eu odiava a Sophia, e ela sabia dos meus sentimentos confusos pelo James. Foi muito bom desabafar com ela.

Estávamos nós três conversamos, quando vejo de longe Sophia Scott junto com suas amigas. O que eu fiz para merecer isso? O pior de tudo foi que ela me viu, e veio na minha direção.

- Se não é a turma dos CDFs. - eu vou matar essa loira oxigenada, ninguém me chama de CDF!

- Olha gente a turma das vacas! - uhu, go Paula!

Ela ficou vermelhinha de raiva. Aoksaksaoksaok!!

- Olha aqui Evans, eu quero você BEM LONGE do meu namorado! Escutou bem?- ui parece que alguém esta com ciúmes.

- Não esta confiando no seu taco? - perguntei sorrindo, ela ficou mais brava ainda.

- Já esta avisada! - disse e saiu batendo os pés.

Ela acha que eu tenho medo dela, coitadinha.

- Paksoaksoaksao! - nós começamos a rir, quando ela se foi.

- Que garota insuportável! - exclamou Paula mostrando a língua.

- Muito, você acredita que ela falou que meu cabelo era falso?!

- Você deve ter ficado uma fera! - disse Paul rindo.

-Sim, sorte que Remus me segurou, se não ia para cima dela...

Quando eu saí daquela festa, o meu pé ficou dolorido de tanto que Remus pisou nele.

- Olha quem esta chegando ali Lily, e está vindo para cá. - disse Paula.

E só falar nele que ele aparece. O Remus, Sirius, James e Anne, estavam chegando ao parque e vindo onde estou. Acho que isso é tipo um ponto de encontro no sábado, porque todo mundo vem aqui.

Quanto tempo que eu não vejo a Anne, estou morrendo de saudades da minha norinha.

A loira oxigenada da Sophia parou os quatro no meio do caminho e agarrou o James. ECA! Ela adora se mostrar, principalmente mostrar para todo mundo que o namorado dela é o James Potter, e é muito lindo.

Responde-me uma coisa: Como o James agüenta uma coisa dessas?

Aposto que ele tem um monte de chifres...

O James ficou lá com a namorada dele, foi obrigado a ficar melhor dizendo. Os outros continuaram caminhando em minha direção. Mas ele não parava de olhar para mim, enquanto Sophia falava na cabeça dele. E olhava bravo ainda, MUITO bravo.

Por que será?

Alguns segundos depois eu me toquei que estava deitada na grama com a cabeça encostada na perna do Paul e a Paula também estava encostada na outra perna dele. Quando percebi que era por isso que ele estava olhando bravo, eu me levantei na hora.

Será que ele... Não. Lembrei-me que ele me considera uma irmã, então por isso que ele esta bravo, porque todo irmão tem ciúmes de sua irmã, não é verdade? Mas o Remus não esta com cara de que esta com ciúmes. Não sei mais o que dizer...

- Oi! - disse Sirius amigavelmente para mim e pra Paula, mas para Paul ele só deu um oi seco.

Para a Paula ele deu mais que um “oi”. Deu um sorriso bem maroto para ela, aquela que as garotas se derretiam, mas ela o cumprimentou normalmente. Ela fingiu que não viu o sorriso que ele mandou para ela, só fingiu, porque eu sei muito bem que ela ficou MUITO feliz com isso. E ele ficou abalado por ela não responder o sorriso dele, porque quando ele faz isso todas as mulheres se derretem!

- Conseguiu?- perguntou Remus.

- Sim! - respondi, ou melhor, gritei de tanta empolgação.

- Parabéns! - disse ele me abraçando.

- E no próximo sábado já tem competição...

- Mas não vá contando com ouro, porque ele já é meu. - chegou Sophia me interrompendo.

- Se eu fosse você não cantasse vitória antes da hora. - disse cortando o barato dela.

- Querida, eu sempre ganhei TODAS as competições dessa cidade, não é só porque você chegou que isso vai mudar. - posso bater nela?

- Soph a Lily tem razão, nunca cante vitória antes do tempo. - disse James calmamente.

HAHAHA! O James disse que eu tenho razão. BEM FEITO! Deu vontade de falar isso, mas se falasse, iria dar mais briga ainda, e eu iria parecer uma criança.

Acho que ela não gostou do que James falou. Ela forçou um sorriso e disse:

- Você tem razão amor, a gente se vê no sábado Evans. - disse ela com um ar de superior - Vamos amor?

- Vamos. - disse ele saindo atrás dela, mas antes mandou um olhar para o Paul que até eu fiquei com medo.

Mas o Paul nem ligou.

Estou ficando confusa! Eu sempre fico confusa. Eu não sei se o James gosta de mim. Ele esta se comportando de um jeito muito estranho, toda vez que estou perto de algum menino ele fica roxo de ciúmes.

Às vezes eu penso que ele gosta de mim, mas também tenho muitos motivos para estar pensando errado:

1º Ele falou que eu sou como uma irmã para ele.
2 º Ele namora a Sophia, se gostasse de mim ele não estaria com ela.
3º Ele me conhece há pouco tempo.

E para falar verdade eu não tenho certeza que se estou apaixonada por ele, porque eu nunca me apaixonei na vida, então não sei como é essa sensação. Também eu o conheço há muito pouco tempo para me apaixonar, mas desde que eu o vi pela primeira vez eu senti uma coisa que nunca tinha sentido antes...

AHHH!!! Eu estou MUITO confusa em relação ao James!

Já sei o que eu vou fazer. Vou ter uma pequena conversa com a Anne assim que tiver uma chance. Ela é apaixonada pelo Remus, pelo menos eu acho que sim. Acho que ela vai poder me ajudar em algumas coisas.

Agora estava eu, Paula, e Paul sozinhos de novo. Os outros foram para o outro lado do parque, e ficaram com os amigos deles. Nem me atrevi chegar perto deles. Só tinha gente chata lá, aquelas amigas da Sophia estavam tudo lá, e mais aqueles garotos idiotas. Não sei como eles agüentam isso.

Coitada da Anne estava perdida no meio daquelas pessoas. Ela estava sentada quieta olhando para o nada. Eu queria muito falar com ela, mas não iria lá chamá-la.

- Gente eu tenho que ir. - disse Paul.

- Ah, fica mais. – pedi.

- Eu não posso tenho compromisso com minha mãe daqui a pouco.

- Eu vou com você, eu quero carona. - disse Paula.

- Vão me deixar sozinha. - fiz um biquinho com uma cara triste.

- Não adianta fazer essa carinha. - falou Paul - Eu tenho que ir mesmo, se quiser eu te levo em casa.

- Não vou ficar mais um pouco. – respondi.

Os dois foram embora, e me deixaram sozinha deitada na grama pensando na vida. Eu queria muito falar com a Anne. Queria fazer umas perguntas para ela. O problema era que eu não queria ir lá chamá-la, porque não queria dar de cara com a Sophia de novo já estava cansada de brigas.

Fiquei deitada na grama muito tempo, não sei exatamente quanto. Estava quase dormindo, eu odeio ficar parada sem nada para fazer, se pelo menos tivesse trago um livro, a situação iriam melhorar bastante. Eu sempre trago um livro na mochila, mas hoje eu esqueci. Devia ter ido com o Paul e depois falava com Anne, mas agora vou ter que ficar aqui até os meninos irem embora.

Estava deitada de olhos fechado quando sinto alguém mexendo nos meus cabelos. AHH!! Um tarado! Já estava pronto para gritar quando abro os olhos e vejo que era o James.

Até fiquei aliviada. Mas depois fiquei nervosa, o que ele estava fazendo aqui com a namorada dele no outro lado do parque?! Ela iria pirar se visse eu e ele sozinhos.

Por que sempre que fico perto do James meu coração acelera?

- Ei. - disse ele sorrindo para mim.

- O que você esta fazendo aqui? - perguntei me levantando.

- Pode continuar deitada, eu adoro mexer no seu cabelo. - ele deu o sorriso mais lindo que já vi.

Deitei de novo, mas dessa vez apoiei a cabeça nas pernas dele. Ele voltou a mexer nos meus cabelos.

- Você não respondeu minha pergunta...

- Não estava agüentando mais aquelas pessoas, então vi que você estava sozinha e vim te fazer companhia.

- E a Sophia...

Se ela visse ele aqui comigo, ela me matava. E era bem capaz de brigar com James também.

- Esquece ela. - ele falou isso mesmo?

ELE ME MANDOU ESQUECER A SOPHIA!

- Mas se ela te ver aqui, ela vai pirar...

Acho que o James esta com febre

- A deixa pirar, com ela eu me viro. - disse ele sorrindo - Esta feliz por ter entrado no time?

- Estou super feliz. Você tinha que ter visto, eu ganhei de todo mundo. - falei como uma criança que tinha ganhado sua primeira competição, sabe?

James abriu mais ainda seu sorriso.

- Que bom Lily! Estou doido para ver você correr.

- Mas você não vai torcer para mim... - falei triste.

- Por que não? – perguntou.

- Sua namora também vai participar, se você esqueceu..

- Ela não precisa saber que eu vou torcer por você. - disse ele piscando o olho.

Ele vai torcer para mim. Lálálálá!!!

Estou amando o dia de hoje, tudo está muito perfeito. Será que eu estou sonhando? Se estiver, eu não quero acordar.

“Você é como uma irmã que eu nunca tive”

Por que eu tive que pensar nessa frase de novo? Tudo estava tão perfeito, e eu volto a pensar nisso de novo. O sorriso que estava na minha cara sumiu, e James percebeu. Não entendendo porque eu fiquei assim de repente.

- O que foi Lily? - perguntou ele um pouco mais sério.

- Nada. - respondi forçando um sorriso.

Nunca que eu iria falar a verdade para ele...

- Eu te conheço muito bem, sei que esta mentindo.

- Acho melhor você ir falar com sua namorada, porque ela esta olhando muito brava para cá. - tentei o despistar.

Pior que ela estava olhando muito brava para onde estamos mesmo. Quando ele olhou para ela, Sophia fez um sinal para ele ir para lá.

- Depois você vai me contar o que esta acontecendo. - disse ele autoritário.

Estou ferrada, ele não vai descansar até que eu conte tudo para ele.

- Pede para a Anne vir aqui. - pedi aproveitando que ele estava voltando para lá - E vê se vocês não demorem muito para ir embora.

Ele foi embora e chamou Anne. Imediatamente ela veio até mim. Com certeza ela estava doida para sair de lá.

- Que bom que você me chamou, estava doida para sair de lá. - disse ela sorrindo.

Não disse?

- Tenho um assunto muito importante para falar com você.

- Ai meu Deus, o que aconteceu... Você viu o Remus me traindo?! - perguntou ela preocupada.

- Não, bem capaz! É que eu queria fazer umas perguntas para você... – respondi, a deixando bem mais tranqüila - Como você sabe que esta amando alguém?

- Por que você esta perguntando isso para mim? - perguntou ela.

- Por que você e o Remus se amam, não é? - ela confirmou com a cabeça - Por isso que estou perguntando para você... Como você soube que estava amando Remus?

- Quando você ama alguém você sabe, quando esta perto dessa pessoa seu coração acelera, só fica pensando nele... Eu não sei como explicar esse sentimento...

Ficamos um tempo caladas pensando. Não sei mais o que dizer...

- Você esta confusa em relação ao James não é? Você esta gostando dele... - disse Anne.

Como ela sabe? Será que esta escrito na minha cara isso?

- Como... Como você descobriu isso?

- Dá para perceber quando vocês estão juntos, eu fiquei observando vocês quando estavam sozinhos aqui, e vi como vocês fazem um casal lindo. - disse ela sorrindo - Quando James olha para você, os olhos dele brilham...

Nunca tinha percebido isso antes, será que é verdade?

- Mas ele não pode gostar de mim, porque ele falou que eu sou como uma irmã para ele, e ele tem namorada... - disse triste.

- Ele também está confuso, Lily... Com o tempo as coisas vão melhorar, você vai ver. - disse ela - E você não pode ficar parada, tem que fisgar o coração dele de uma vez, e tirar a loira oxigenada do caminho.

- Askoaksoaksaoka!- nós duas começamos a rir.

Por que agente começou a rir? Sei lá!

A Anne tem toda razão, se eu gosto do James, tenho que conquistá-lo. Agora não estou mais triste. Lily Evans nunca fica triste, principalmente por causa de um garoto.

- Você tem toda razão, não vou me abalar com isso, se ele me considera como um irmã, vou mostrar para ele que não sou só isso. - disse sorrindo até demais.

- Assim que se fala! - disse Anne rindo.


EU AMO MINHA CUNHADA!

Logo depois que acabamos de conversar nos chamaram para irmos embora. No carro James me olhava de um jeito estranho, porque quando ele me deixou lá eu estava triste agora estou alegre.

- Chegamos. - disse James.

Percebi que tinha alguma coisa de errado, porque esta não era minha casa. Será que eu me mudei para uma MANSÃO, e não me comunicaram?

- Mas essa não é minha casa. - disse olhando abobalhada para o tamanho da casa.

- Hoje vamos almoçar na casa do James. - disse Remus como fosse a coisa mais simples do mundo.

MAS NÃO ERA!

Essa casa era do James, e é bem capaz dos meus sogros... Ops... Dos pais do James estarem ali, então eu iria conhecer meus futuros sogros. Será que eles iriam gostar de mim?

Vamos combinar que o James deve ser MUITO rico.

Quando estávamos entrando, apareceram duas pessoas que pareciam ter mais ou menos quarenta anos. Os dois eram muitos bonitos... A mulher tinha cabelos pretos lisos, que batiam no queixo, e olhos castanhos-esverdeados, e o homem tinha um cabelo preto meio grisalho, e todo arrepiado. Os dois eram lindos.

- Oi mãe, pai. - disse James dando um beijo em cada um.

Por isso que o James é lindo desse jeito.

- Oi filhinho!- disse a mãe dele dando um abraço bem apertado nele deixando-o embaraçado - Remus, Sirius, Anne que bom que vieram!

- Oi tia Nicole. - responderam os três, e também cumprimentaram o pai do James, que se chamava Joseph.

- Quem é essa linda moça? - perguntou o Sr.Potter olhando para mim.

Ele falou que eu sou linda. Que vergonha...

- Essa é Lily Evans, irmã do Remus. - falou James me abraçando por trás - Lily essa é minha mãe Nicole Potter, e meu pai Joseph Potter.

- Prazer Sr.e Sra. Potter. - me apresentei.

- Não precisa dessa formalidade querida, pode nos chamar apenas pelo nome. - falou ela sorrindo.

O sorriso do James é igualzinho o da mãe dele.

- Até que fim conhecemos a grande Lily Evans, o James não parava de falar de você... - falou Joseph me deixando vermelhinha.

Eu escutei certo, ou é apenas minha imaginação? Escutei certo sim, porque James estava todo sem graça.

- Pai.. - repreendeu James.

- Joseph, você esta deixando nosso filho envergonhado.

- Mas eu só falei a verdade...

Sirius, Remus e Anne, estavam se segurando para não rir do meu embaraço, e do James. Traidores...

- Vamos almoçar gente! - falou James para mudar o assunto.

- Boa idéia, estou morto de fome! - falou Sirius.

Fomos todos para a sala de jantar. Mas de repente a Sra.Potter olhou para os lados, parecendo sentir falta de algo.

- Sua namorada não veio com você, James querido? - perguntou ela. Quando ela disse namorada, falou de um jeito nojento, não parecendo gostar muito de Sophia.

- Não mãe, ela não veio. -disse James.

- Que bom! Porque eu não iria agüentar aquela garota falando de maquiagem, roupa e blábláblá, na minha cabeça. - disse Nicole.

Kokasokaoskaoksaoask! Ela também não gosta dela, acho que ninguém gosta da Sophia, só o James.

- Mamãe ela é minha namorada. - disse James.

- Infelizmente ela é sua namorada, você poderia conseguir coisa muito melhor do que ela... Você e a Lily fazem um casal bonito....

Não acredito que ela disse isso. Não sabia onde enfiava a cara, parecia que James estava na mesma situação.

- Amor, agora você esta deixando os dois embaraçados. - disse Joseph.

- Oh... - agora que ela percebeu o que tinha falado - Você estuda mesmo em Hogwarts?


- Sim..

Começamos a conversar, e todos esqueceram o ocorrido. Acabamos de almoçar, e fomos para a sala. Os pais do James foram para o quarto dormir um pouco.

Enquanto eles falavam, falei que iria dar um volta no quintal que era imenso. Sentei numa cadeira que tinha ali, e fiquei observando os pássaros que estavam na árvore, que ficavam ‘cantando’ “Bem te vi”. Eles eram muito fofinhos.

- Ei. - disse James sentando do meu lado - Desculpa pelo o que minha mãe falou, ela fala as coisas sem pensar às vezes.

- Ah, não tem problema não...

Eu até gostei do que ela falou, me deixou envergonhada, mas gostei.

- Minha mãe sempre me faz passar vergonha. - disse ele rindo.

- Acho que todo mãe é assim. - falei sorrindo.

- Vai me falar sua mudança repentina de humor? - perguntou ele.

- Não foi nada, coisas de mulher. – respondi ainda sorrindo.

Ele me olhou parecendo não acreditar muito, mas deixou o assunto para lá, ele sabia que eu não iria falar nada mesmo...

- Sua mãe não gosta da Sophia? - essa foi a pergunta mais idiota que eu fiz, porque estava na cara que ela não gostava, mais eu queria saber o que ele iria responder.

- Não, ela nunca gostou... Nenhum dos meus amigos gostam dela. As vezes nem eu a agüento... Quando eu comecei a namorar ela, eu era só um adolescente que só queria sair com garotas gostosas, sabe essas coisas de meninos? - afirmei com a cabeça - Mas agora que eu cresci, não ligo muito para essas coisas. Não sei porque até hoje não terminei com ela... Mas nesses dias tenho pensado muito nesse assunto, estou pensando em acabar com ela... Mas ainda estou muito confuso em relação a isso.

Ele desabafou comigo, e falou tudo olhando nos meus olhos.

- Desculpa por ficar enchendo sua cabeça com essas coisas...

- Eu gostei de ouvir essas coisas de você. -disse sorrindo.

Gostei muito de ouvir que o James está pensando em terminar com ela. Se ele fizer isso vou ter muito mais chance...

- Vamos falar de você agora... O Foster e você estão de caso? - perguntou ele mais sério agora.

- Claro que não. - falei rindo - Eu gosto muito dele, como gosto do Sirius como amigo.

- Você não gosta de mim como gosta dos dois? - perguntou ele um pouco triste.

- Eu gosto de você de um modo diferente, não é o mesmo sentimento que eu tenho pelo Sirius e pelo Paul. – sei que no mesmo momento ele deve ter pensado que eu gostava dele como um irmão, como o Remus, então completei - Nem mesmo igual ao Remus...

Ele ficou um pouco confuso, mas com isso que eu falei dava para ver que eu gostava dele. Mas o James é um pouco lerdo... Eu não vou falar EU TE AMO agora, não sei o que ele sente por mim, vou esperar mais um pouco.

- Lily, eu ainda não sei direito como que eu gosto de você, mas eu sei que é de um jeito muito especial. - falou ele olhando nos meus olhos - E aquele dia que eu falei que eu gostava de você como uma irmã, me antecipei muito falando aquilo...

Hoje o dia está PERFEITO mesmo!

- Vamos lá para dentro, está começando a ventar. - pedi.

- Claro. - disse ele me abraçando para me esquentar, e entramos.

Eu estava sorrindo como nunca, e James percebeu isso, pois abriu seu sorriso mais lindo, que sempre me deixava abobalhada.




[i]N/B: meudeus do céu! Que cap foi esse? *___* AI eu quero um jaaaaaames x-x ta eu me contento MTO bem com o Six apsokpsxoakpsoa! maas baah, me chama de tarada dona Ju? U-u s´pkapsokapo sem comentários, né?! Porque eu sou MUITO santa, diferente dessa Paula ai :x. enfim, voltando ao cap, eu AMEEEEEEEEEEEEEI séério, ta bom demais :D quando vem o próximo? Siim, eu to curiosa, afinal, tu paro BEM na hora que os dois tavam tão bonitinhos *-* aai e eu concordo com a Sra Potter, eles fazem um casal LINDO :] e a Sophia eh uma bruxa metida a besta, que merece leva uma surra ù-ú muahaha, paoskapos ta parei! Não vou ficar te enchendo ;D amei viu? Espero que o próximo não demore :D te amo³³³³ :*


N/A: mais um capitulo postado, ehhh :D tomara que vocês gostem desse cap... hoje estou com uma preguiça de escrever ;x okasokaoskaoksaoksaoksaok!!! o titulo ficou uma merda, depois eu coloco outro! okasoaksoak XDEu AMEIIII todos os comentários XD 105 comentario o.o estou tãoooo feliz XD brigada gente!!!adoro todos vocês :D

Beijooo ;***

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.