FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. Balada!


Fic: A mesma história,outro desfecho - HG


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 VII


 


Alguns minutos mais tarde Harry ouviu passos por detrás dele e pode ver quando Hermione sentou ao seu lado.


- Hoje é seu aniversário lembra-se, não deve ficar triste.


Harry encarou a amiga.


- Hoje o feitiço do amor que minha mãe lançou em mim acabou, acho que Voldemort espera que eu esteja mais vulnerável. Creio que as pessoas que ele queria éramos nós mesmos.


- Ele não contava que você fosse encontrar um amor tão grande não é mesmo.


Harry deu um sorriso para a amiga.


- Todos já sabem que eu pensei na Gina?


- Não – disse Mione – Depois que você foi embora ninguém mais tocou no assunto, pode até ser que a Sra. Molly desconfie, mais o Rony é desligado até demais, Fred e Jorge vivem no mundo da lua e a Gina tem certeza que você não gosta dela, então...


Harry sentiu o sangue ferver nas suas veias.


- A Gina o que?


- Ai Harry, eu já disse para ela que você gosta dela sim, mais ela disse que você conseguiu parar, sabe como é, antes de ontem, ela me disse que nem se ouvisse a voz da mãe dela nas escadas teria forças para parar, e você parou o que quer dizer que não gosta dela o bastante.


Harry bufou.


-Que teoria mais estapafúrdia! Eu me lembrei do Rony, minha mente se clareou por um milésimo de segundo e eu consegui parar.


Hermione dava gargalhadas.


- Você na cama com a Gina e pensou no Rony?


- Eu pensei no nome dela, depois me veio na mente o sobrenome e o sobrenome dela me lembrou o Rony... E quer saber, não encha o saco!


Hermione ria mais ainda.


- Como hoje é seu aniversário, e é sexta-feira, acho que devíamos sair, é nossa despedida amanha partiremos, e confesso que morro de curiosidade de ver o Rony numa balada trouxa!


-Eu fui criado trouxa e nunca fui a uma “balada” – Harry fez aspas no ar com os dedos.


- Vai ser divertido. Música, dança, diversão, vai ser bom.


Harry concordou mais para agradar a amiga do que por vontade própria!


- Vou encher a cara com bebida trouxa! – Harry disse sorrindo.


Ao voltar para a cozinha ninguém tocou no assunto, Lupin que já estava indo embora deu um abraço em Harry e disse no seu ouvido.


-Parabéns rapaz, você pode ter certeza que achou o amor verdadeiro.


Hermione convidou Rony e Gina para saírem, e explicou como era uma balada trouxa, Gina ficou ansiosa para ver a pista de dança. Gina e Hermione correram para o quarto para se arrumarem.


- Vou correr para tomar banho antes que essas meninas levem duas horas cada uma no banheiro – disse Rony.


- Opa, sou o próximo – Harry respondeu.


Harry estava saindo correndo da cozinha junto com o Rony quando a Sra. Molly o chamou. Harry retrocedeu alguns passos e a encarou.


- Posso te fazer uma pergunta – ela quis saber.


- Claro – Molly era como uma mãe para Harry, ele responderia o que ela quisesse.


- Sei que você fica sem graça, então me responda sim ou não, ok?


Harry concordou com a cabeça.


- Você e Gina estão namorando?


-Não.


- Você deixou de gostar dela.


-Não


-Você acha que se ficar com ela, ela será um alvo certeiro para aquele que não deve ser nomeado?


- Sim.


- Foi nela que você pensou para conjurar o patrono celeste?


- Sim.


- Só isso meu filho- Os olhos dela estavam cheios de lágrimas - mais olha, aqui todos já estamos em risco, você namorar ou não a Gina não muda o que ela sente por você e acho que só de uma pessoa estar do seu lado já é um alvo mortal para ele não acha, siga seu coração sempre, ele nunca erra!


 


Harry subiu para o quarto e Rony já tinha voltado do banho.


- O que minha mãe queria?


Harry estava pegando sua toalha, pegou uma calça jeans e uma camisa verde.


- Saber no que eu pensei quando conjurei o patrono.


Harry queria contar logo para Rony, não gostava de lhe esconder nada.


- E no que foi? – Rony quis saber.


- Gina Weasley – Harry respondeu e saiu para tomar banho deixando Rony de boca aberta no quarto.


 


Harry e Rony já estavam a tempos arrumados esperando pelas meninas na sala quando Harry falou:


- Essa é sua chance Rony, sua chance de ficar com a Mione, vê se não estraga tudo.


Rony fez uma cara de espanto, até aquele momento ele não havia pensado nessa hipótese.


- Você acha? Mais o que eu faço?


- A beija meu caro, não é isso que você tem vontade de fazer, faz tudo àquilo que você sempre teve vontade.


- Tudo? Rony olhava para Harry assustado.


- Quase tudo vai.


Os dois deram gargalhadas, e nesse momento eles finalmente ouviram as vozes das duas descendo os degraus


Quando Gina entrou no campo de visão de Harry ele achou que estava vendo uma miragem. Ela estava com um vestido rosa, o bojo em formato de coração e bem marcado na cintura, tinha o comprimento até os joelhos, nós pés uma delicada sandália branca e rosa, mais nem foi o seu corpo que chamou mais a atenção foi o seu rosto, os olhos com os cílios longos destacando a cor castanha, seus cabelos flamejantes estavam com as pontas onduladas caindo pelos ombros e sua boca tinha um brilho lindo. Harry não tinha palavras, queria dizer que ela estava linda mais lhe faltava o ar.


Para Rony Hermione teve o mesmo efeito que Gina para Harry, ela estava com os cabelos loiros e bem lisos até o meio das costas, um vestido tomara que caia de cor preta e comprimento no meio da coxa, uma sandália de salto alto preta e prateada, seus acessórios como brincos colar e pulseiras eram todos prata. Rony estava de boca aberta mais pelo menos conseguiu falar:


- Quem é você e o que você fez com a minha amiga Hermione?


Os quatro riram.


- Bobinho – ela disse.


- Você não acha que esse vestido está muito curto? –Rony disse num tom autoritário.


- Não encha a paciência –vociferou Hermione – eu não sou sua irmã.


- Mais é... Rony ia dizer alguma coisa, porém mudou de idéia.


- Acho que o taxi chegou – Disse Gina para Hermione.


- Taxi? O que é um taxi? – perguntou Rony.


- Vamos, depois eu te explico – Disse Hermione correndo para fora.


Harry ainda não tinha ar o suficiente para dizer nem uma palavra.


 


Durante o caminho Hermione contou que perto de sua residência havia uma casa de Show e que sempre aos finais de semana ela dormia ouvindo a música e as pessoas se divertindo, e que constantemente se imaginava lá dentro. Isso fez Rony perguntar pela sua família e do porque dela não estar em casa.


- Eu sabia que íamos caçar as Horcruxes com o Harry – ela começou – Então dias antes de Dumbledore morrer eu pedi permissão para ir até minha casa e enfeitiçar os meus pais com o feitiço Obliviate, o próprio Dumbledore desaparatou comigo, foi bem rápido, hoje minha casa está vazia e meus pais estão na Austrália, não se lembram da vida que tinham e nem que tiveram uma filha.


Os olhos de Hermione se encheram de lágrimas, Rony que estava ao seu lado a abraçou para confortá-la e Harry ficou se sentindo muito mal, como se fosse sempre ele o motivo pelo qual as pessoas tinham que sofrer.


Hermione encostou a cabeça nos ombros fortes de Rony e a dor que ela estava sentindo foi diminuindo, ela sabia que os pais estavam bem e para ela era isso que importava.


- Mais está tudo bem – ela disse – depois que tudo isso passar volto na Austrália e reverto o feitiço, é só durante essa guerra, foi para protegê-los!


Ela levantou sua cabeça dos ombros de Rony e limpou a parte da camisa dele que seus olhos encostaram, estava suja de rímel. Nesse momento ela viu um grupo de pessoas de fronte a um salão de formato oval, com luz neon na fachada. Tinha uma fila para entrar e de dentro do taxi se ouvia a batida da música eletrônica.


- Chegamos – Gina disse entusiasmada.


Hermione pagou o taxista e os quatro desembarcaram seguindo Hermione que foi até o final da fila, Rony ficou atrás dela seguido de Gina e depois Harry.


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.