FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. A nova de Sirius Black


Fic: Ferias no Brasil


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

carol cardilli :Que bom que vc gostou, agora vai mais uma cap. Espero que goste desse também!

Fláh Ribas : è eu axo que muita gente gostou dele também...Hshsh

Julinha Potter: Também axei uma gracinha o James com ciúmes, e isso ainda vai ter muito!

AnA!: Não foi o rabicho, mais eu tenho certeza que o James referia ele a outra pessoa que entrou... Há e muito obrigada pelos comets

Mari =* Evans (L)³ Potter: Muito obrigado pelos coment’s e quem bom que está gostando.

Rebecca Travaglia: “pq os marotos não vao em uma banana”.Bom eu não sei o que é banana. Sou de Minas, mais se vc me explicar posso meteros marotos nas piores enrascadas...


MUITO BRIGADA PELOS COMENTARIOS, E DESCULPA A DEMORA, É QUE A "FOTO" DE HJE TAVA DANDO PROBLEMA, MAIS AGORA JÁ ARRUMEI.. ESPERO QUE GOSTEM...
aGORA VAMOS PARA NOSSA FIC...

Photobucket - Video and Image Hosting


Cap:3A nova de Sirius Black

(Contado por James O Raivoso)

TOC, TOC

Como isso pode acontecer? Ser for aquele Almofadinhas eu juro que mato! HOT DOG! (N/A: Que bobeira! # N/J: A bobeira é minha dá licença?). Nós rapidamente nos arrumamos, minha ruiva estava extremamente vermelha e eu muito ofegante. Também, que não fica vermelha com James Potter? Modéstias à parte, eu realmente queria matar, meu instinto de psicopata assassino estava ativado; eu levantei, fiz minha pior cara e quando abri a porta, para meu espanto não era Almofadinhas, nem Aluado... Era um desgraçado de um FDP, um moreno ‘feioso’ meio boyzinho.


_Desculpe, pensei que era o quarto da Lily. – Quem é ele?Éi, eu sei quem é ele!E aquele que trouxe MINHA LILY de carro...
_Oh! Diego! – ela saiu, me empurrou, isso acreditem ela me empurrou, e abraçou aquele cara.
_Oi sou James Potter NAMORADO DA LILY. – eu disse apertando com muita força a mão do cara e ressaltando a frase “namorado da Lily”. Anos de quadribol tem que servir para alguma coisa!

_Como vai. – disse ele fingindo-se de simpático.
_Entre. – falou Lily puxando o playboy pra dentro do quarto. Eu o vi secando a minha ruiva, ela usava um mini short de pano, uma blusinha justa de botões, e pra piorar estava sem sutiã; nem precisa dizer que ele ficou com os olhos encima do ‘material’.Eu rapidamente passei as mãos no ombro da Lily; enquanto o cara folgado já se sentava na cadeira comendo da bandeja que EU TROUXE PRA MINHA LILY! (N/A: Trouxe, que palavra esquisita né!)
_Eu vim aqui me oferecer, de novo, para ser seu guia exclusivo no Rio. – Me segura, esse cara ta pedindo!
_Eu acho uma ótima idéia, um guia pro nosso grupo. – Eu disse pra vê se o cara tinha aquele ‘negocinho’, sabe aquele, o ‘desconfiometro’

Diego olhou raivoso para mim, que sorri.Isso,acreditem, eu sorri, sorri com o nº 70, o de vitorioso
(N/J: Não que eu não pareça sempre com um! # N/A: Aff!) passei as mãos nos ombros da Lily e fiquei beijando-a insistentemente.

(Contado por Lily)

Eu já não estava aquentando mais aquela situação, estavam numa disputa descarada pra chamar minha atenção, não que eu não goste disso, mais sabe como é né, tudo demais enjoa.
_Que tal começamos agora? – eu disse sorrindo.

_Claro Lily. – Diego disse charmoso. Oh My! Eu amo muito meu namorado, mais que esse Diego é um pedaço de mau caminho!
_Vamos! – disse James com todo o ódio que ele podia guardar dentro do peito...Nuss fiquei até com medo! Mas sabe de uma coisa, ele fica um gato com essa carinha de bad boy.

E lá fomos nós, James, eu e Diego... Tipo aquele filme trouxa, dona flor e seus dois maridos. Foi a coisa mais bizarra da minha vida, depois do nascimento de Petúnia claro. Por sorte encontramos Sirius, que pra variar, estava atracado com uma garota de cabelos vermelhos. Não vou dizer que ela era ruiva, porque não era, ela era uma daquelas pessoas que aderiram à moda da novelinha mexicana, a rebelde, ou rebeldes, ou RBD... Não sei direito, mas voltando ao assunto; Sirius estava engolindo a garota até que eu, muito esperta que sou, fiz um teatrinho... HSHSH... GO LILY GO!

_Amiga! Quanto tempo. Quem vê até pensa que você é um garoto de verdade! – Dá pra imaginar essa situação? A garota saio correndo e Sirius, bom Sirius quase me matou...

_Lílian Evans! Sua @#$%¨$%¨&!!!! – James olhou feio pra ele que se calou murmurando um “você me paga sua ruiva maluca”. Ui! Que “MEDA”!
_Você é uma..eh...garota mesmo? – Diego perguntou. Eu juro que por um momento pensei que Sirius ia jogar um crucius nele.
_Não, eu só estava brincando! – eu falei rindo, e dando beijinhos em Sirius.

_Quem é a peça? – Sirius me perguntou ainda mal humorado.
_Diego! Prazer...
_Prazer? È esse seu sobre nome? HuaHuaHua!!! – Ele destampou a rir, eu dei um cutucão, que não fez efeito. Mas Diego só riu.
_Pra falar a verdade é Álvares, mais a maioria da garotas sempre diz isso de mim à noite. – ele disse olhando pra mim, que obvio corei, James me olhou feio. Agora me digam, eu posso controlar a mudança de cor da minha pele branquinha? Resposta: NÃO! Sirius riu mais um bocado e depois parou, quando viu Tiago enfezado.
_Pra onde vamos? – eu perguntei quebrando a tenção.

_Bom...eu poderia mostra uns parques, museus e outras chatices mais, ou poderia levá-los pro festão que minha maninha está organizando lá em casa. Vocês decidem!

Nós nos entreolhamos (N/A: mais uma palavrinha esquisita!) e dissemos:

_FESTA!

_E o Lupin? – Eu perguntei, sabe, sou uma amiga exemplar!
_Bom, se você quiser estraga mais um namoro, à vontade.. – disse Sirius apontando para Remo, com um garota.
_Não, do Reminho não! Quem é a Pocachondas? (N/A: lê-se Pocarondas, eu acho que é assim que se escreve)

_Pouca o quê? – perguntaram James e Sirius ao mesmo tempo. Diego riu, obviamente só um trouxa ou nascido trouxa entenderia...
_Esquece! Quem é a moça?

_Ah! È a Aline.
_Após essa esclarecida explicação, acho melhor irmos!
_Tudo bem, vou chamar um táxi. – falou James ainda mal humorado.
_Que isso! Vamos no meu carro! – disse Diego enquanto me abraçava, o que deixou James fulo.
_Vamos. – Falou James me puxando. Sério, ultimamente to me sentido “O Vai-e-Vem”, sabe aquele brinquedo trouxa...

Nós chegamos no carão do meu amigo (N/A: Que inveja!). Ele me colocou no banco da frente, que eu “voluntariamente” ofereci para James. Quando chegamos na mansão dos Álvares, ela estava lotada de jovens, um som muito alto se ouvia, tinha gente por todo lugar, nas janelas, portas... Ele nos levou até os fundos da casa, onde havia a piscina e as quadras de esporte, isso no plural, eram cinco ou seis quadras. Ele abriu a porta e na cozinha (completamente cheia), ele tentou procura uma pessoa, até que em meio a muito jovens que gritavam “CHÃO, CHÃO,CHÃO”, uma “garotinha” de uns dezesseis anos, descia até o chão literalmente.

_Ei Camila, irmã minha não desce até o chão no meio desse monte de marmanjo! - disse Diego puxando a menina pelos ombros.
_Qual é Di... – antes de terminar de falar ele olhou pro meu James e depois pro Sirius, ainda bem ela se interessou mais pelo Black.Ai dela, se pelo menos sonha com MEU JAMES! - Oi! Não vai me apresentar os amigos?

_James Potter!
_Meu namorado. – eu falei rapidamente o que fez a moreninha sorrir.
_Sirius Black, seu criado.
_Esse você pode fazer o que quiser! E eu sou Lílian Evans. – eu disse sorrindo.
_Nomes estranhos os de vocês... – ela falou sorrindo para o Black
_São ingleses! – disse Diego recriminando a irmã com o olhar.
_Eu adoro homens com sotaque!Posso te chamar de Si?
_Do que você quiser princesa!
_Então agente se vê, e você vem que eu vou te mostrar minha “casinha”.

Camila saiu com o Black à tira colo, e ficamos eu James e Diego...

(Contada por Sirius tudo-de-bom-e-mais-um-pouco Black - sublinhado)

A Camilinha saiu me puxando por toda a casa, me apresentou a algumas amiguinhas que sorriram pra mim, depois me levou pra casa da piscina. Dá pra acreditar? Uma casa da piscina! E eu que achava que a casa do James era um exagero.Quando chegamos lá ela me imprensou na parede e começou a me beijar.

_Calma garota, eu não gosto de criança!

_Criança? – ela sorriu marotamente e voltou a me beijar.
_Menina, cuidado que a carne é fraca!

Não deu outra, e eu que não sou de fugir da raia, cai em cima literalmente.Ela arrancou minha camisa rosa (N/S: Eu sou macho o suficiente pra usar uma camisa rosa, eu me garanto! ## N/A: Percebe-se), depois tirou a dela. Caracas a garota era um espetáculo, magra, mais não aquelas magrelas puro osso, ela tinha...como eu posso não parecer grosso?...Hummm ela tinha carne, usava um sutiã vermelho e uma mini saia branca. Ela prendeu na minha cintura com as pernas, e começou a me beijar...Quando derrepente, sem mais nem menos parou de me beijar, vestiu a blusinha arrumou a maquiagem e enquanto eu ficava ali parado e estático, ela sorriu e falou :


_Vamos!
_Já?
_Ei, eu sou uma garota de família! – A tá e eu sou a encarnação de Merlin...

Ela me puxou e nós fomos, comportados, para junto do “povão”. Eu estava ligado, então mais uma vez ela me surpreendeu e me jogou na piscina.


_Assim você fica mais calminho!

Não pensei duas vezes e pedi ajuda quando ela me deu a mão para que pudesse sair da piscina, a puxei para dentro.

_Quem entra na chuva é pra se molhar! – eu falei no ouvido dela. Ora, ela estava lidando com ninguém menos, que Sirius Black.

_Quem você pensa que é?
_Sirius Black, a coisa mais gostosa que já deu as caras nessa terrinha de ninguém.
_Você se acha “O cara” ? – Pra que ela perguntou!? Essa pergunta obvia, para um maroto só tem uma resposta :
_Eu não me acho, eu sou O Cara! Sua baixinha esquentada.

_Opa! Baixinha não! Talvez um pouco... Desafortunada de altura.

Comecei a rir; ela era a marota perfeita para um maroto perfeito!


(Contada por Aluado – itálico)

Enquanto Lily e os garotos tinham ido a não sei onde, com não sei quem, eu estava não sei como com uma garota. Complicado? Você não viu a do meio a metade! Aline era perfeita demais, tinha longos cabelos negros, uma franja, seus olhos eram lindas perolas negras, parecia-se muito com uma índia, aliás, era uma, tinha feições selvagens e delicadas.
(N/L: Eu estou avisando, se você não gosta de fic complicada não continue a ler essa! ## N/A: Cala a boca Remo! Vai que alguém leva isso a serio e para de ler minha fic perturbada, quero dizer, fic ajustada, normal e simples! ## N/R: hum-hum, posso continuar? ## N/A: Prossiga!Prossiga).


_Rê? – Que lindo ela me chamando de Rê, disse que Remo era estranho!?
_Sim?

_Eu..eu. – e antes de terminar ela puxou todo o ar que caia em seus pulmões e me beijou!

Cara a garota beija MUUUUUUUUUUUITO! E eu maroto que sou, comportado mais mesmo assim maroto, não esperei. Correspondi rapidamente ao beijo da minha morena.Ops! Sem ominha.
Após nos beijarmos ela olhou e sorriu, e que sorriso.


_Rê, eu te amo! – eu fiquei apático, meu coração parou, e uma voz fininha na minha cabeça dizia: bate coração, se não ele morre; a outra dizia: aproveita Remo; e ainda tinha uma outra ainda mais chata que dizia: corresponde e diz que a ama! Mas será que alguém pode se apaixonar assim, do nada? Eu sou uma pessoa que necessita de provas concretas. O amor não existe é apenas uma alteração nos hormônios... respira, inspira, respira, inspira...
_Rê, você está bem?
_Eu também! – ela sorriu pra mim, e que sorriso. Ei! Espera, o amor não existe é só uma alteração dos hormônios...Agora finja que não disse isso, dê uma desculpa esfarrapada, e saia o mais rápido possível! – Eu..eu...
_Não é necessário dizer nada. – ela me beijou mais uma vez, e eu mais uma vez fraquejei.

(Contada pela autora )

Lá estavam Lily, James e Diego, numa situação muito desconfortante. James mal humorado, Lily envergonhada e Diego... bom, Diego estava numa constante tentativa de afastar James de Lily...

_James você não quer uma cerveja?
_Não obrigada.
_E você Lily, quer cerveja, hambúrguer..?
_Não obrigada, sou vegetariana.
_Sabe de uma coisa, vou da um ‘rolé’.

Diego saiu e deixou James e Lily “sozinhos” na cozinha. James vitorioso deu um beijo estalado em Lily.

_Sabe meu amor, eu não via a hora daquele mala-sem-alça sair...
_James! A casa é dele.
_Que me importa? Ele atrapalhou uma coisa muito melhor que essa festinha de quinta. – disse com o sorriso nº38, que fez Lily sorrir pelo canto da boca e depois se envergonhar.
_Não precisa se envergonhar, tenho certeza que... – Lily não deixou ele falar e lhe deu um beijo.
_Hum-Hum – pigarreou Diego ao ver o casal entre amassos na mesa da cozinha.
_Ai, lá vem o estraga prazer. – sussurrou James.
_Eu queria saber se você que jogar uma partidinha de futebol?
_Fut.. – ele não terminou de falar, quando Lily viu que James ia falar besteira,entrou no meio e rapidamente inventou um mentirinha.
_Não ele não joga. Ele só joga futebol americano...
_A que pena...
_Mas eu aprendo rápido. – disse James. Na verdade James não suportava não saber alguma coisa.

(Contado por Sirius Pegador Black – negrito) - (N/A: Sirius você tem que para com essa bobeira, pelo o amor de Deus, ninguém merece esse papo ruim! ## N/Sirius: AH, bobeira nada. Verdade.. Você ta é com ciúmes! Pode deixa, tem Sirius pra todo mundo ## N/A: Sem comentários, acho melhor você ir contar sua historinha.Tchau *sai mal humora*)

E lá estávamos nós na piscina completamente molhados, e mesmo assim eu estava com um fogo incontrolável.Ela começou a me abraçar e me dar beijinhos no pescoço. Quando ela passou a mão na minha... “parte traseira” ela sentiu minha varinha (N/Sirius: Ei! Antes que vocês pensem bobeira, minha varinha mágica, sabe aquela que contém um único pêlo de unicórnio macho, particularmente belo. Possui trinta e oito centímetros de comprimento, feita de freixo, agradavelmente flexível ).

_O que é isso? – ela me perguntou com minha varinha na mão. Merlin me ajude!
_Eh....Meu...meu amuleto! – Putz, com essa até eu me surpreendi, amuleto...Haha...

_A tá. – Que isso, ela acreditou!? Estou começando a achar que essa garota não é a marota que eu imaginava... – Você pode vir aqui comigo um momento? – Ela me perguntou sorridente,por Merlin, coisa boa não pode ser..
_Tudo bem.
Ela me levou chamou o irmão, depois Lily e James, que estavam na cozinha e finalmente chegamos no quarto dela. Era um lindo quarto, muito elegante,com parede cor-de-rosa coberta por pelúcias até o teto..Ela se sentou na cama e quando todos a olhávamos insistentemente ela sorriu e falou:


_Bruxos! – eu gelei até a alma. Como ela poderia saber...a não ser que ela fosse...
_Vocês também são bruxos? – eu perguntei assustado.

_Dos pés até o ultimo fio de cabelo!

Lily soltou um sorriso, que logo foi repreendido por James que só soltou um “legal”. Eu rapidamente abri um largo e charmoso sorriso.

_Somos de Hogwarts. E vocês? – Lily perguntou.
_Escola de Magia e Bruxaria Império. – responderam os irmãos ao mesmo tempo.
_Sua escola tem o nome de uma maldição imperdoável!? – James quase gritou.
_E uma escola de elite...Sabem, professores cruéis, aulas perigosas... – Minha Camila respondeu tristonha. – Muito perigosas.
– Sem contar o castigo através de punições cruéis. – Diego
_Que tipo de punições?

_Do tipo que deixa marcas. - Camila
_Por Merlin! - Lily
_Nem me diga. Mais por que não me falou antes que você era uma bruxa ruivinha? – Eu acho que quando Diego falou ruivinha eu vi James segurar firmemente a varinha dele na mão.
_E! Acho melhor irmos embora. – Disse Lily como se houvesse previsto uma confusão, e eu como também estava sentindo o clima pesado concordei.
_Te vejo amanhã? – sussurrei no ouvido de Camila.

_Com certeza – ela disse sorrindo pra mim.

Quando nós já estávamos nos retirando, pela primeira vez no dia vi James sorrir, após um beijo dado em Lily ele olhou pra mim,e num jeito totalmente maroto disse:

_Então essa é a nova de Sirius Black?

Eu sorri e voltamos para o hotel, achei melhor ir de táxi, a vista do pôr-do-sol da cidade maravilhosa, é realmente uma vista maravilhosa...


(N/A:A varinha que eu dei para o Sirius Black é a mesma do Cedrico Diggory, eu procurei, mais infelizmente não achei descrição em lugar nenhum. Se alguém souber,é só avisar que eu corrijo! Há e desculpa ai pela bagunça que ta a fic, eu estou tentando arrumar ao Maximo soque eu sou uma bagunceira nata...então... só posso pedir desculpa e prometer que a próxima vai ser mais organizada *COF,COF,COF*)


Achei esse capitulo mais ou menos e vocês?

Prox capitulo:

Quadribol, futebol ou Funk?

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.