FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Na sala comunal


Fic: NOMs by Disomers


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N.O.M.S


 

 


Hermione olhou zangada para Rony. Estava deveras arrependida de ter aceitado ajudá-lo.


Rony era preguiçoso e desinteressado, e se estava pensando que ela faria seus deveres para sempre estava muito enganado! Ela não conseguia entender, era ano de NOMs, como Harry e Rony simplesmente continuavam deixando os estudos sempre como segunda opção?


 
 


- Rony, será que dá para fazer o favor de ficar acordado?! Eu não vou fazer os exames para você, então trate de prestar atenção! – a irritação na voz de Hermione o fez abrir os olhos sobressaltado.


- Hum... O que foi? Eu estou acordado! – defendeu-se ficando ereto na cadeira e segurando a pena que pendia frouxamente em sua mão.


- Francamente Ronald, ou mantêm esses malditos olhos abertos e presta atenção ou irei dormir agora mesmo – conclui com a testa franzida e os olhos semisserados.



- Eu já disse que não estava dormindo – disse Rony em meio a um longo bocejo – só estava... hum...descansando os olhos, tive um dia duro. – argumentou, tentando convencê-la.



- Um dia duro? Faz-me rir Rony! A única coisa que você fez hoje foi jogar quadribol! Aliás, é a única coisa que tem feito ultimamente, e se você realmente acha que jogar quadribol será suficiente para lhe garantir algum futuro...


 


- Então! Você faz idéia do quanto jogar quadribol é cansativo? - interrompeu o ruivo, sabendo que o sermão da amiga não acabaria tão cedo se a deixasse continuar falando.


 


Hermione direcionou a ele um olhar enfurecido, abrindo outro livro e o empurrando para perto do garoto.


- Está vendo o desenho dessa mandrágora? - apontou para a figura no meio do livro - O formato da sua raiz lembra muito o formato de um... RONALD!


 


Rony deu um pulo da cadeira, olhando assustado para a amiga. Hermione fechou o livro com violência, ficando em pé.


 


- Onde você vai? – perguntou olhando apreensivo para a garota, que o mirava de braços cruzados e com uma expressão nada satisfeita.


 


- Vou dormir!


 


- Hermione...


 


- Boa noite, Ronald!


 


- Não! Por favor, Mione, eu vou me esforçar, eu prometo.


 


- Você acha que sou idiota, Ronald?!


 


- É claro que não. – disse com veemência, mantendo os olhos fixos nos dela.
 


Ela olhou para o ruivo, seu grande erro, aqueles olhos azuis a perfurando, implorando para que ficasse eram sua perdição. Suspirou irritada consigo mesma, desviando os olhos dos dele.


 


- Ok, Ronald, mas se você fechar os olhos mais uma vez, vou ir dormir!


 


Contrariada, Hermione voltou a sentar ao lado do ruivo, abriu o livro e retornou sua explicação sobre as mandrágoras.



- Eu não acredito! – disse Hermione furiosa, depois de algum tempo.


 


- Hermione, calma, estava ouvindo tudo que estava dizendo, posso repetir tudinho se você quiser. – disse Rony exasperado, segurando a amiga pelo pulso.
 


Hermione olhou depressa para a mão que segurava seu braço, uma sensação engraçada a deixando sem reação.


 


Rony esperou que ela dissesse algo, reagisse, mas Hermione permaneceu quieta e parada, fitando os dedos de Rony que estavam em volta de seu pulso. Puxou o braço desconcertada, tentando controlar o acelerado do seu coração.
 


Irritada por não ser capaz de controlar as sensações que o ruivo despertava nela ultimamente, começou a guardar os livros na mochila.


 


- Hermione, se você não me ajudar vou ficar em detenção e não vou conseguir nenhum NOM.


 


- Problema seu Rony!


 


- Nossa Hermione, ainda bem que você se diz minha amiga. – tentou Rony, falsamente magoado.


 


- Eu sou sua amiga, mas não sou idiota!


 


- Só mais meia hora, por favor! – implorou, se aproximando dela.


 


- Eu não estou brincando, Rony, só mais meia hora, e se fechar os olhos mais uma vez vou lhe lançar uma azaração e te deixar aqui, estatelado no meio da sala! – Bufando voltou a sentar ao lado do ruivo. Brigou mentalmente consigo mesma por não ter dito coragem de subir e não ajudá-lo mais. Sempre cedia as vontades de Rony!


 


- Ok, abra seu livro e leia o Capítulo 12! – ordenou, notando, só então, que estavam sozinhos na sala comunal.

Rony manteve os olhos bem abertos, esforçando-se para ler tudo que Hermione solicitava.

Ela escorou a cabeça no braço que estava apoiado na mesa e observou por alguns instantes a maneira como Rony parecia concentrado lendo. Ficava tão encantadoramente bonito e atraente.


“Atraente?” O que estava acontecendo com ela? De onde tirara a idéia de que Rony era atraente?! Sacudiu a cabeça atemorizada com seus pensamentos a respeito do amigo.


Mas seus olhos, contrariando seu bom senso, se demoraram nos lábios carnudos e vermelhos de Rony, que não notou que era observado.


 


Uma contração e um arrepio a assustaram quando ele passou a língua pelos lábios, os umedecendo. Se mexeu desconfortável, chamando a atenção do ruivo para si, mesmo que essa não fosse sua intenção.


 


- Tudo bem? – perguntou curioso, notando o rosado nas bochechas dela.


Hermione passou as mãos pelos cabelos nervosamente, tentando disfarçar, mas parecendo ainda mais atrapalhada e sem graça.


 


- Sim, por quê? – olhou assustada para ele. Será que estava dando bandeira?


 


- Hum... você parece... humm... nada não – Rony olhou em volta, notando também que estavam sozinhos, e voltou sua atenção para o livro ignorando a tensão que de repente parecia existir entre eles. 
 

...

 


- Por Merlin, Rony, eu já repeti milhões de vezes que os três anéis de Júpiter são Halo, Principal, Gossamer... O que você tem no lugar do cérebro?


 


O ruivo parou de escrever e olhou para ela irritado. - Ah, me desculpa, mas eu não sou o garoto mais brilhante e inteligente de Hogwarts, senhorita sabe-tudo. – disparou mal criado, passando a mão pelos cabelos impaciente.


 


- Porque você ficou tão irritado? - perguntou Hermione num tom mais brando, achando estranho que ele tivesse ficado aborrecido por tão pouco.


- Eu não estou irritado.



Ela riu, olhando para as orelhas vermelhas de Rony. Ele maneou a cabeça, lançando-lhe um olhar exacerbado.




- O que foi? – Ele não poderia estar irritado por ter dito que ele não tinha cérebro. Poderia?


 


Rony atirou a pena sobre o pergaminho. – Escuta Hermione, se você acha mesmo que não tenho um cérebro, que sou insensível, que sou um completo idiota, que não sirvo para nada, não precisa perder seu tempo tentando me ensinar! – desabafou o ruivo, deixando Hermione espantada.


 


- Ron... – a voz dela saiu baixa e receosa. – eu... eu não acho nada disso...


 


- Não? Mas foi exatamente isso que você disse – acusou, o rosto afogueado.


 


- Você é mesmo um insensível! – gritou Hermione, empurrando os livros e pergaminhos com violência – sinceramente, não sei porque aceitei te ajudar!


 


- Pois saiba que não preciso da sua ajuda!


 


Hermione sentiu a raiva comprimir sua garganta. Os olhos brilhantes, a respiração rasa...


 


- GROSSO!


 


- SABE-TUDO!


 


- INFANTIL!


 


- INSUPORTÁVEL!
 


Hermione respirou fundo, virando as costas, e indo em direção as escadas; a raiva fazendo seu coração bater rápido e descompassado.


 


- Você é um imbecil, Ronald... - Disparou impiedosamente, quando estava a um passo de alcançar os degraus, não conseguindo conter a irritação que sentia.


 


- Posso ser um imbecil, Hermione, mas pelo menos as pessoas normais gostam de mim, eu não costumo assustá-las por ser insuportavelmente perfeito! – a ironia na voz de Rony, fez Hermione precisar erguer o rosto, para impedir que as lágrimas caíssem. Ela abriu a boca uma ou duas vezes, procurando algo para dizer!


 


- O que você disse? – perguntou incrédula.



- Disse a verdade!


- Francamente, você é um perfeito idiota!


 


Hermione voltou até a mesa, enfiando os livros na mochila de qualquer jeito, tentando ocultar as lágrimas que escapavam pelo canto dos seus olhos.


 


Rony suspirou parecendo desgostoso e infeliz. Apressou-se a guardar suas coisas também, sem se preocupar com os deveres não feitos.


 


Hermione, jogou a mochila nas costas e se virou para ir embora, mas Rony a segurou pelo braço.
Aquela maldita sensação que a deixava tonta a impediu de continuar andando.



Respirou fundo, reunindo toda sua força de vontade. - Me larga.


 


- Não!


 


Hermione, que até então evitava o olhar, não querendo que ele visse que estava prestes a chorar, o mirou, deixando transparecer toda a sua raiva e magoa. Tentou se desvencilhar do forte aperto, mas Rony não a soltou.


 


- Hermione, er... me...  me desculpa. – disse extremamente baixo, Hermione pareceu não ouvi-lo.


 


- Rony, me larga, agora! – ordenou naquele tom mandão e hermionesco.


 


Rony afrouxou o aperto, por um momento, ela pensou que ele fosse soltá-la, mas ao invés disso, ele segurou, com a outra mão seu pescoço e puxando desajeitadamente a beijou. Hermione estalou os olhos, sentindo uma pontada no peito. Se debateu por breves segundos, cedendo em seguida as investidas de Rony.
 


Fechou os olhos ao sentir a língua dele deslizar por entre seus lábios entreabertos. Nada podia ter a preparado para as sensações que tomaram conta de cada molécula do seu corpo.
 


Rony, aproximou seu corpo do dela, sugando com urgência os lábios rosados e macios de Hermione. O beijo que começara desajeitado foi aos poucos se tornando intenso e certo. Os lábios se movendo em sincronia, um absorvendo com sofreguidão o gosto do outro.


 


- Por que... por que você fez isso? – perguntou assustada, assim que o beijo foi interrompido, ambos sem fôlego.


 


Rony parecia não esperar por uma pergunta como aquela. O que ele diria?


 


- Por que? – gaguejou, extremamente embaraçado.


 


Hermione continuava o olhando assustada, esperando por uma resposta.



- Não sei, eu não tenho respostas para tudo, não sou como você que sempre sabe tudo, Hermione! – disparou irritado. Estava nervoso, não sabia o que dizer, Hermione o deixava desorientado e confuso, e por que diabos ela tinha que lhe fazer perguntas!


 


- Pois nunca mais se atreva a fazer isso! – disse também irritada. O que ele estava pensando? A beijava e depois gritava com ela?



- Se eu tiver vontade eu farei! – a desafiou, se aproximando, os olhos faiscando perigosamente.


 


Hermione fechou os olhos com força, reabrindo-os em seguida. Sua mão bateu com tanta força no rosto de Rony que o barulho do tapa ecoou pela sala comunal vazia. Ela não esperou pela reação do ruivo, virou as costas e subiu as escadas apressada.



Rony ficou parado, de boca aberta, ainda sem acreditar que acabara de receber uma bofetada de Hermione. No entanto, não pôde deixar de pensar que não se importaria de receber outros tapas se o motivo fosse um beijo como o que haviam trocado há minutos atrás.


 


Pegou se material e seguiu em direção as escadas do dormitório masculino. Parou na ponta da escada e olhou em direção ao dormitório feminino.


“Por que?” Ora garota estúpida, o porque não era óbvio? “Porque eu... eu gosto de você!” disse baixo para si mesmo, subindo as escadas sentindo-se ao mesmo tempo feliz e frustrado.


 

 

............................................
N/A: Obrigada pelos comments que deixaram antes do post do capítulo. Agora estou ansiosa para saber se gostaram da Short, portanto não deixam de dizer alguma coisa, qualquer coisa mesmo... Inclusive se n gostarem... 

Bjs.... Aguardando a opinião dos leitores mais Bloody Brilliant de Fanfics de Harry Potter, os apaixonados por Ron e Hermione :)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por CJuliaMes em 01/01/2012

hahaha ameeeei

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por randomfairytail em 05/10/2011

Foi realmente maravilhoso, uma experiência de leitura de uma one shot de Romione muito boa, bem escrita e com um vocabulário amplo. Não é aquela história que não diz nada e quando a gente começa a ler dá vontade de sair e ler qualquer outra coisa que não seja isso. Sua fanfic não é assim. Ela me envolveu por completo e eu não consegui parar de ler. Parabéns pelo trabalho bem feito!

LuhSecret

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Saraibci em 30/07/2011

Amei amei amei amei amei amei amei e amei (ja disse q amei?)

Perfeitoo!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Eduarda Vasconcelos em 18/03/2011

Adorei...muuiro hermionesco!!kkk

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por barbara aguiar azevedo em 11/03/2011

Ohn... teria sidoo mtuuu fofo se fosse dessa maneiraa!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.