FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

17. A Profecia Perdida.


Fic: HP e Nossa História. 1


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

  Quando todo o castelo já dormia, a torre nova, onde todos ficaram, ainda permanecia em plena festa. Yasmin, cansada de dançar em cima da mesa vestindo suas pequenas roupas de baixo, se pôs a descansar a um canto. bebia uma deliciosa taça de champagne com Trent, trocando palavras românticas, Mariana sumira e, visivelmente seu namorado também. Todos pareciam por fim estar cansado, menos...


            Tiago olhava de um lado pra outro, nervoso. Já não prestava atenção na festa à séculos, sentia-se incapaz de ficar preso naquela torre tendo todo o imenso castelo de Hogwarts para explorar... Levantou-se, largando sua taça de vinho, reconhecia que passara um pouco dos limites.


 - Aonde você vai, meu anjo? – perguntou Jhonnatan


 - Pa-passear pelo castelo....IC!


 - Mas é proibido...


 - E?                                                                                                                                                                     


            Tiago seguiu para a escada. Camila e Yasmin percebendo foram até ele.


 - Aonde você vai?                                                                                                                                                -57-


 - Explorar o ca-castelo...IC!


 - Nossa, que hálito de vinho! – disse Yasmin.


 - Vamos com você. – concluiu Camila.  


            E, juntos, o trio desceu a escada, sendo engolidos por uma escuridão cada vez mais forte, até que ficaram na escuridão total, mas nada disseram, ouviam um barulho estranho... Eram gemidos, fortes gemidos de prazer femininos acompanhados, às vezes, por um masculino. Yasmin tirou a varinha do bolso.


 - LU...


 - Não! – disse Camila


            Os gemidos cessaram.


 - Que barulho foi esse? – perguntou a voz de Mariana.


 - Quem está aí? – soou a voz de seu namorado.


            Por um momento, nada disseram. Ouviram barulho de zíperes se fechando e de pessoas se vestindo, por fim a voz de Mariana voltou a soar:


 - Nicolau Flamel!


            A parede falsa sumiu e o local foi iluminado pelas várias tochas de fogo no corredor que aparecera. Camila, Tiago e Yasmin ainda permaneciam na escada enquanto Mariana, acompanhada de seu namorado, estava um pouco abaixo e seus cabelos estranhamente despenteados. Tiago caiu numa risada repentina, quebrando o silêncio.


 - ELES ESTAVAM TRANSANDO!!!!HUHAHAUAH!!!


 - Qual o problema? – perguntou uma Mariana corada. Tiago riu mais alto ainda.


 - Não ligue, ele bebeu demais! –minimizou Camila. Explicaram à Mariana o que iam fazer e ela decidiu ir também, mas sem seu namorado. Deserto. Assim estavam os corredores escuros e úmidos de Hogwarts, iluminados por archotes que sombreavam assustadoramente.


 - Onde estamos? – perguntou Camila


 - Pelo o que estudei do mapa de Hogwarts... – disse Tiago – Saímos da mais alta, ou seja, Astronomia. Logo em frente deve estar a Sala Precisa e depois o escritório de Dumbledore.


 - Você é retardado. – Disse Yasmin


            Então seguiram até passar por uma imensa gárgula de pedra onde certamente era o escritório do diretor. Com muita cautela, seguiram e desceram as escadas.


 - Não se esqueça do degrau que some! – alertou Tiago


            Yasmin quase caiu, mas se salvou graças ao amigo.


 - É bom ser retardado... – ironizou Tiago.


 - Olhe ali! – disse Mariana. Ao lado direito estava a assustadora entrada para a biblioteca.


 - Vamos! Vamos! – excitou-se o garoto.


            Camila decidiu e abriu a porta de ferro que girou com forte rangido. Observaram milhares de livros, mas não se arriscaram a pegar nenhum, pois se lembraram que alguns “falam”. Porém ouviram outras vozes...


 - Você acha prudente esconder isto aqui? – era Minerva


 - Ah, professora... Se fosse você não duvidaria de meus métodos. – uma voz calma e suave percorreu as estantes próximas, Tiago congelou ao reconhecê-la.


 - Mas Alvo... Todos a procuram, todos. Não só Você-Sabe-Quem, mas todos os bruxos querem saber o que diz esta Profecia... Se descobrirem que ela está aqui...


 - Calma, minha amiga, calma. Nada acontece por acaso. Se alguém conseguir pegá-la, o que acho pouco provável, é porque era para ser assim.


 - Você sabe o que ela esconde, Alvo?


 - Suposições, McGonagall, apenas suposições...


 - Mas foi tudo tão estranho, Dumbledore. O ataque ao Ministério, todas as profecias destruídas... Como apenas uma saiu ilesa?


 - Receio que ela não tenha saído ilesa.


 - O que quer dizer?


 - Eu, mais uma vez, suponho que esta profecia surgiu da destruição de todas as outras.


 - Mas então... Por que não veio o nome da pessoa que deveria pegá-la, como nas outras? Veio apenas “O FIM”?


 - Receio supor que esta profecia tenha sido feita para uma pessoa específica. Ela revela o fim e como ele chegará mediante a influência de seu dono, ou dona.


 - Então...


            McGonagall não terminou suas palavras. Ambos viraram exatamente no corredor de estantes em que o quarteto estava e o olhar severo da professora e calmo do diretor não tardou a recair sobre eles.                                               


 - Vocês são surdos? Ou apenas incapazes de compreender uma ordem? – a voz de Minerva ecoou por toda a biblioteca - Avisei que era proibido sair da torre e andar pelo castelo sem autorização! Vocês...                                              -58-          


 - Acalme-se, Minerva. – disse Dumbledore calando-a – Nada acontece por acaso... “Nada”.


            Tiago não se conteve e pulou em Dumbledore, abraçando.


 - Que ultraje! Onde esse menino deixou o respeito?! – chocou-se Minerva.


            Dumbledore, porém, retribuiu o abraço com carinho e depois encarou a todos com seus óclinhos meia-lua.


 - Vão para suas camas. Basta por hoje. Quem sabe amanhã vocês possam voltar aqui amanhã à noite.


            Tiago voltou a abraçá-lo e seu mau jeito quase derrubou o diretor.


 -Não quero castigos. Não desta vez.


            Dumbledore e McGonagall os acompanharam até a torre de Astronomia até que entrassem em seus dormitórios.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.