FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Tudo que é bom dura pouco


Fic: O Megalomaníaco X A Esquentadinha - Hiatus


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo I – Tudo que é bom dura pouco... "As férias chegam ao fim"

Mansão Potter,
Arredores de Londres
10:25h


— Levanta Tiago! — gritou Sarah Potter batendo na porta do quarto do filho. — Você ainda tem que arrumar o seu malão...

Tiago Potter acordou atrasado. Sentou-se na cama esfregando os olhos. “1º de setembro... Como é ruim acordar cedo... AH!!! HOJE É DIA DE VER A MINHA FLORZINHA!!!”. Levantou de um salto, foi até o canto do quarto e começou a remexer no seu malão extremamente “organizado”.

— Sirius Black — disse mirando o próprio reflexo no espelho. Esperou apenas alguns instantes, não havendo reposta... — ACORDA ALMOFADINHAS!!! Já são 10:25! — A imagem do espelho mudou, passando a mostrar um desgrenhado Sirius encarando-o mal-humorado.

— Para de gritar Pontas... Que merda... pra quê ‘tá me acordando no meio da madrugada? — Disse emburrado passando uma das mãos no cabelo que no momento estava incrivelmente parecido com o de Tiago no quesito arrumação.

— Madrugada? Já são 10:25!— Repetiu Tiago incrédulo.

— Claro... Que horas que você pretendia que eu acordasse no meio das férias... PU** QUE PARIU!!! Hoje já é dia 1º!

— Aff... Você ‘tá com algum problema de memória? Tava tão bêbado ontem assim, é?

— Ah! Acho que estava... Minha cabeça vai explodir!

— KKKKKKKK!!! Bem que a Nohara falou pra você não misturar wiski de fogo com hidromel!!!

— Quer parar de gritar!?... Eu lá ia saber que faz diferença se hidromel é destilado ou fermentado? ... Quer saber... Vou tomar um banho pra vê se eu acordo...

— Isso... Vai curar essa ressaca! — Falou Tiago como se estivesse se dirigindo à um bebê, no que Sirius revirou os olhos. — Agente se vê lá na estação então...


------------------------------------------- ~*~ ---------------------------------------------


Residência dos Evans,
Londres
10:25h(Ao mesmo tempo)


Lily Evans estava em seu quarto verificando se tinha pegado tudo e colocado no malão quando...

—AHHHHHHH!!! — A voz estridente de sua “querida” irmã, Petúnia, se faz presente. — Sai da MINHA lareira sua aberração maligna!!!

— Ah!!! — a Sra. Evans soltou um gritinho assustado. — Lil...! A-acho que é alguém querendo... falar com você na... lareira... ...?

— Sai... Sai... Xô... Xô... Some daqui sua... sua... COISA...! — Petúnia agitava as mãos tentando enxotar a “coisa”.

— Ah! Cala a boca sua cavala! — Disse “a cabeça” de Nohara de dentro da lareira dirigindo-se à Petúnia. Então virou-se para a mãe de Lily — Desculpe o transtorno Sra. Evans, será que você pod... Ah, oi Lily! — Completou quando a amiga entrou na sala de visitas.

— Oi nô... Quê que você ‘tá fazendo aqui, quer dizer, aí?

— Ué, vim buscar minha amiga, posso? Ou melhor... Vim ver se você estava pronta e perguntar se quer vir pra minha casa para irmos juntas pra estação... E aí? Quer?

— Ah... Não sei...

—Deixa de ser chata! Vai dizer que ainda ‘tá chateada por causa de ontem? — Nohara levantou a sobrancelha. De repente a cabeça de Alice também emergiu da lareira da casa dos Evans.

— Alice?

— É... Eu dormi na casa da Nô... Mas não muda de assunto não! Nem pense em recusar Lily! Você não tem desculpa agora! O Tiago não está aqui! — Falou Alice definitiva e Lily fez cara de tédio à menção do nome do maroto. — Além do mais, é só pra nos acompanhar á estação!

—É... Uhm... Está bem... Deixa só eu pegar minhas coisas lá em cima... — Disse por fim, vencida.

— Despacha tudo para cá e aparata, ‘tá?

— Tá bom. — Lily concordou e subiu as escadas correndo. Alguns minutos depois de uma Nohara provocando Petúnia mostrando a língua e fazendo caretas e, a segunda exibindo uma (ainda mais feia que o normal, se é possível...)“cara de prisão de ventre”, Lily desce.

— As malas, chegaram aí? — Perguntou para Alice, que tirou rapidamente a cabeça da lareira e voltou a aparecer...

—Ahan... Acabaram de chegar... Deixa eu ir buscá-las no portão...

— Tchau mãe... — Lily abraçou e deu um beijinho na bochecha da mãe, que tinha a feição triste... Não se conformava de ter que ficar tanto tempo longe da filha. — Até o Natal. Depois eu te escrevo, ‘tá? ... Sim Petúnia... Não me importa o que os vizinhos vão pensar... — Completou ao ver a cara que a irmã fez. — Eu vou continuar enviando corujas para minha mãe... Ah! Já ia me esquecendo... Manda um “oizinho” para o seu “noivinho”, digo, NOIVÃO, por mim, ‘tá? — Dizendo isso Lily apanhou a capa no cabideiro, vestiu-a e desapareceu no ar com um estalido seco.

(...)

Lily aparatou em frente a um portão de aspecto miserável que, aparentemente, abria-se para um depósito de entulho. Ao tocar a varinha no portão ele se transformou num bonito portal de mármore que ladeava uma estradinha de paralelepípedos. Na beira da estrada havia uma plaquinha de madeira onde se lia: “Bem-vindo à Mansão Lane”.

— Oi Lily! — Disse Alice um pouquinho longe de onde a amiga estava, acompanhada de perto por uma elfa doméstica pequenina.

— Oi Licie... Mas, pra que você trouxe uma elfa para carregar minhas malas? Eu posso levá-las... — Disse, pegando as malas que haviam sido despachadas para a mansão momentos antes e estavam empilhadas do lado de fora do portal.

— Eu sei... Ela que insistiu em vir...

— Milly, eu posso carregar essas malas... — Disse Lily enquanto a elfa tentava arrancar as malas de suas mãos.

— Não se preocupe com Milly, Sta. Evans... É uma honra para Milly poder carregar as malas da respeitável amiga da Sta. Lane... — Milly disse quando finalmente conseguiu puxar as malas das mãos de Lily, fazendo uma reverencia exagerada. Dando de ombros, Lily e Alice foram subindo lentamente a propriedade até a mansão, seguindo uma atrapalhada Milly abarrotada de malas.

— Andem meninas!!! — Gritou a Sra. Lane aparecendo na porta da casa, era uma mulher muito bonita, quase a cópia da filha. — Vamos, não é mais seguro ficar do lado de fora muito tempo...

— Como assim, “Não é mais seguro”? — Perguntou Lily quando entrou no Hall, olhando de Alice para a Sra. Lane e dela para Alice novamente.

— Você não tem lido o Profeta querida? — Perguntou a mãe de Nohara à Lily.

— Eu cancelei a assinatura... Minha irmã estava queimando o jornal antes dele chegar nas minhas mãos...

— Bom, na viagem para o castelo as meninas te explicam o que anda acontecendo, agora nós já estamos atrasados... NOHARA, NOAH!!! Desçam logo, já são 10:55!!! A Lily já chegou!!! — Noah (lê-se Nôua), irmão de Nohara, desceu correndo as escadas, levitando as malas. — Eu já falei que não é pra você usar magia aqui Noah! Você ainda tem dezesseis, será que não dá pra esperar mais só uns minutos para embarcar!?

— Que saco mãe... Eu é que não ia arrastar esse troço pela escada!... Ah! Oi Lily! — Disse abraçando a amiga da irmã. — Por que você não foi com a gente ontem no Billywyg Bar?

— Ah... Não estava afim de me estressar...

—Não... Eu assumo... — Disse Nohara que descia as escadas tranqüilamente levitando o malão... — Foi porque eu já tinha estressado ela quando passei na casa dela pra buscá-la... Ainda está chateada comigo Lily? — perguntou virando-se para a amiga e fazendo carinha de choro.



****Flash Back****

Residência dos Evans,
Londres
22:07h, 31 de Agosto
(Lily estava sozinha em casa porque sua irmã e seus pais estavam jantando na casa dos Dursley**Arrrrrrrrgh**)

Lily estava em seu quarto terminado de enxugar seus cabelos, perdida em seus pensamentos (aliás, durante as férias estava assim, toda hora sua mente era tomada por um certo maroto...), ainda decidindo se iria ou não sair com as amigas quando, do lado de fora...

Três garotas de dezessete anos aparataram em frente à porta da casa de sua amiga. Melinda tomou a frente e apertou a campainha. Passados alguns instantes Lily abre a porta.

— E aí? ‘tá pronta? — Pergunta Alice animada.

— Ainda não sei se vou...

— Como assim ‘não sabe se vai’? — Perguntou Nohara incrédula, adentrando na sala sem ser convidada, mas sem ser reprovada, seguida das outras duas.

— Quem vai com a gente?

— Os irmãos Bones, o meu irmão e a namorada dele Lizzie Vance... é irmã da Emilia... — Completou Nohara quando viu a cara de “Lizzie quem?” que Lily fez— Continuando... meu irmão e a namorada, um corvinal do 7º ano amigo do meu irmão chamado Frank e, claro, os marotos...

— Eles vão?

— Obvio!!! Você acha que, justo eles, iam perder uma noite dessas? Despedida do verão?

— Uhm... é... — Lily enrolou fazendo cara de desanimo.

— Lily... Nem vem com essa estória de que não vai por que o Tiago vai encher o saco e... blá,blá,blá...

— Ah, não ‘tô a fim de me estressar logo na última noite do verão... Acho que não vou...

— De jeito nenhum Lily... Vamos subir que eu vou te ajudar se arrumar... — Disse Melinda puxando Lily pela manga do roupão que ela estava usando.

— Não gente, é sério... eu quero ficar essa última noite sossegada...

— Longe do Tiago, você quer dizer, neh? — Disse Nohara quase revoltada.

— E se for? Olha... eu já decidi. Não vou. Não vou desperdiçar meu tempo com aquele egocêntrico irritante.

— Quem disse que você vai sair com ele? Quer dizer, só se você quiser... Aí é outra estória... Você está saindo com A GENTE Lily!

— Não insiste Nohara! Eu não vou... Já perdi o ânimo...

— Que saco Lily! Eu te conheço! Você ‘tá tentando enrolar a gente! Por que você não assume logo de uma vez que está com medo de ceder pro Tiago!? Cara, nós somos suas amigas! Dá pra ler isso nos seus olhos!

— Pára Nohara! Eu já disse que só não quero ir porque eu quero ficar sossegada! Eu não gosto do Tiago! Muito pelo contrário, aquele garoto me irrita!

— Você ‘tá tentando me convencer disso ou, SE convencer disso? — Perguntou Nohara exaltada enfatizando o “se”.

— JÁ CHEGA! — Gritou Lily. — Eu sei muito melhor do que você o que eu estou sentindo pelo Tiago! — Saiu correndo e subiu as escadas sem dizer mais nada.

— Alguém me explica o que foi isso...? — Disse Nohara estupefata com a reação de Lily, apontando para o lugar onde a amiga acabara de sumir.

— Acho que você apertou o calo dela nô... — Disse Melinda desanimadamente.

— É... Bom, é melhor irmos... Eles já devem estar nos esperando... — Disse Alice carregando as amigas pelo braço. — É melhor deixarmos ela pensar um pouco... — As três garotas aparataram fazendo um estalido chegar aos ouvidos de Lily, que estava sozinha em seu quarto.

“Será que a Nohara está certa? NÃO!!! Claro que eu não gosto dele... Oras, ele é o Potter!!!” Lily pensava mirando o teto, agarrada a uma almofada fofa... Fechou os olhos e, sem sua permissão uma lágrima escorreu pelo seu rosto. “Eu ODEIO aquele babaca!!!” Mentia para si mesmo, quase cociente disso... Estava muito confusa.

****Fim do Flash Back****



— E alguém consegue ficar chateada com uma chata tão legal como você, abelhinha? — Respondeu sorrindo para a amiga.

— Eu não sei se fico lisonjeada ou ofendida...! — Disse Nohara arrancando risadinhas das amigas, sorrindo e abraçando Lily. — Mas se você me chamar de abelhinha de novo eu não respondo pelos meus atos!!! — Disse fingindo seriedade, mas ainda rindo, balançando o dedo em riste no rosto de Lily. (Abelhinha era o apelido de infância de Nohara. Ela até achava “bonitinho”, mas quando as amigas o usavam era para irritar mesmo).

— Vamos gente! Eu tenho que deixar vocês na estação e ainda tenho que estar no Gabinete Internacional de Direito em Magia as 11:10h... Nossa o ministério está uma loucura...

— Mas nós podemos ir aparatando Sra. Lane. Você não precisa se atrasar por causa da gente...

— Hahahaha!!! É que o meu irmãozinho mais novo aqui, não pode aparatar ainda... Ele é menor de idade...— Nohara dava palmadinhas no ombro do irmão que era quase um palmo mais alto do que ela (e olha que ela era alta).

— Hehe... muito engraçado Nohara... — Noah fuzilou a irmã com os olhos.

— Mas, porque ele não pode aparatar acompanhado de você? — Lily perguntou a Nohara.

— Você ‘tá doida Lily? — Perguntou Noah como se essa fosse a coisa mais absurda do mundo. — A Nohara nunca fez aparatação acompanhada... Você acha mesmo que eu vou ser cobaia dessa maluca? — Noah arrancou risos dos outros.

— Depois vocês discutem isso... — Com um aceno de varinha a Sra. Lane fez as malas desaparecerem — Como eram muitas, eu despachei as malas para a sala de manutenção do Expresso, lá vocês as pegam... Agora, vamos... Segure no meu braço Noah.


---------------------------------------------~*~---------------------------------------------


— Tchau mãe, tchau pai... — Disse Tiago dando beijinhos nas bochechas da mãe.

— Nós vamos com você Tiago... — Disse o Sr. Potter passando a mão nos cabelos despenteados como os do filho, mostrando que o ‘tick’ era típico do “clã” dos Potter.

— Não precisa... Eu sei o tanto que vocês estão ocupados no ministério... Eu posso aparatar...

— Não... Nós queremos ir Tiago... — disse a Sra. Potter abraçando o filho, e completou, segurando o rosto dele com as duas mãos, em tom choroso — Não sabemos quando iremos vê-lo novamente...

— Por favor mãe... Não gosto que pense assim... O ministério vai conseguir deter aquele maluco... Vai ficar tudo bem...

— É... Espero que fique... — Disse a mãe largando o filho. — Mesmo assim... eu quero me despedir de você na estação... Também quero ver Sirius...

— Está bem... Então vamos... Já está ficando tarde...

(...)


Os Potter aparataram na estação que começava a encher de alunos e pais mais preocupados que o normal. “É... O clima está diferente...” Pensou Tiago ao ver uma mãe abraçando, até quase sufocar, um menininho muito pequeno (deveria ser um primeiranista), parecendo não querer que o menino embarcasse.

— Oi MÃE!!! — Sirius correu até Sarah Potter e a abraçou.

— Hey! Essa mãe é minha almofadinhas!!! — Disse Tiago fingindo indignação.

— Ah, mais como esse filho é ciumento... — Brincou a Sra. Potter, abraçando os dois “meninos” , que eram, consideravelmente, maiores do que ela.

— Oi tio Phil! — Disse Sirius se virando para o pai de Tiago.

— Oi Sirius. — disse o Sr. Potter rindo e dando palmadinhas nos ombros de Sirius.

— Garotos... Nós já temos que ir... estamos atrasados... — Disse Sarah dando um beijinho na bochecha de cada um.

— É... Bom... Se cuidem garotos... — despediu-se Philip Potter, despenteando o cabelo dos dois. Então ele e a mulher desaparataram.

— Vamos procurar o Remus e achar logo uma cabine Tiago? — Propôs Sirius levantando o malão.

— É. O trem já está ficando cheio... Depois eu procuro a minha ruivinha...


-------------------------------------------~*~-----------------------------------------------


— Bom gente, eu já tenho que ir... — Disse a Sra. Lane depois de aparatar junto com os filhos, Alice e Lily direto na plataforma 9 ³/4. — Se cuidem e bom trimestre... — Completou abraçando todos e desaparatou.

— Vamos buscar as nossas malas logo, antes que agente fique sem nenhuma cabine? — Apreçou-os Alice.

Os quatro foram até a tal sala, pegaram cada um sua respectiva mala, e iam saindo quando...

— BOM DIA MINHA FLORZINHA!!! — Tiago apareceu de repente na frente de Lily, roubando um selinho e assustando-a, fazendo com que suas malas caíssem.

— Ai seu imbecil! — Disse ela pegando o malão e uma bolsinha de mão do chão. Tiago alargou o sorriso. “Como ela fica linda irritada...”.

— Sentiu minha falta nas férias, Lily?

— Já disse trocentas mil vezes, mas repito... É EVANS!!! — Lily dizia já andando em direção ao trem, esbarrando no maroto, sem se dar ao trabalho de olhar para ele. — Você não tem nada melhor pra fazer do que me atormentar no primeiro dia do trimestre não?

— Sabe que eu até tenho... — Disse Tiago apresando-se e barrando a passagem da garota, exibindo o seu usual sorriso maroto. — Mas nada que supere o prazer de ficar olhando para você!!!

— Sai da frente Potter! — Disse ela olhando feio para ele.

— Com todo o prazer... — Afastou-se um passo para o lado e fez uma reverencia aos pés de Lily, girando a mão direita no ar várias vezes e se curvando, no que todos riram abertamente, saindo de fininho e deixando os dois para trás.

“Ele nunca muda” pensou Lily reprimindo um sorriso e se repreendendo por ter pensado nisso.

— É melhor vocês entrarem logo... se não vão ter que viajar no corredor! — Gritou Remus na porta do trem.

Lily se apressou e entrou no trem, deixando Tiago para trás. Tiago entrou em seguida, se apertando na multidão de alunos que tentavam achar lugares nas cabines já cheias. Ele entrou em uma cabine onde os marotos já estavam estalados. Lily estacou na porta, olhando para dentro da cabine, onde já estavam sentados os marotos e Nohara, que entrou logo depois de Tiago...

— Lily... As cabines já estão todas cheias... A gente vai ter que viajar com os marotos mesmo... — Disse Alice para a amiga sorrindo amarelo.

— De jeito nenhum! Eu vou procurar a Meli... — Lily ia se virando para ir procurar a outra amiga quando...

— Oi gente... Será que eu podia me sentar aqui? É que o trem já ‘tá lotado... — Melinda perguntou para Sirius que estava sentado perto da porta, que concordou com um meneio de cabeça. — Oi meninas! Aqui estão vocês! Eu procurei vocês pelo trem inteiro...

— Pronto... Agora o meu dia vai ser “perfeito”... — Disse Lily desanimada quando o trem começou a andar com um solavanco.

— Ah! Pára de frescura Lily! Entra logo aí! — Disse Nohara que estava sentada entre a janela e Remus (N/A: não preciso dizer que ela ‘tava adorando, neh?). Sem outra opção Lily entrou e se sentou no lugar vago entre Lupin e Sirius, seguida das outras duas amigas. A ordem na cabine ficou, do lado direito: Nohara na janela, do lado de Remus, seguido de Lily, e Sirius do lado da porta; e do lado esquerdo: Pedro na janela, de frente pra Nohara, do lado de Tiago, seguido de Melinda e Alice na porta, de frente pra Sirius.

— Tah... tudo bem. Não tenho escolha mesmo... — Disse Lily abrindo a bolsa e tirando um livro, depois de guardar o malão no bagageiro, mas então se lembrou... — Ah! Vocês vão me contar ou não o que anda acontecendo no mundo mágico, que está deixando todos preocupados? — Perguntou ela com a sobrancelha erguida para Melinda e Alice que estavam à sua frente.

— Depois agente fala sobre isso. —Disse Remus se levantando. — Agora temos que dar as instruções para os monitores do quinto ano e depois patrulhar os corredores, Lily. — Ela se levantou conformada, acompanhando Remus.

— Hey! Porque ele pode te chamar de Lily e eu não?!? — Comentou Tiago indignado.

—Ah! Vai caçar testrálios, vai Potter! — Dizendo isso, saiu e fechou a cabine, onde todos, à exceção de Tiago, riam do comentário.

— O quê que você disse ontem mesmo, hein Pontas? — Provocou Sirius se acomodando folgadamente nos dois acentos vagos de Lily e Remus. — “Esse ano a ruivinha não me escapa!” — Ironizou ele imitando perfeitamente o amigo.

— Ri! Ri mesmo seu vira-lata ingrato! — As meninas se entreolharam confusas com o “vira-lata” de Tiago, que levou um cutucão de Pedro. — Vai rindo mesmo! Vocês vão ver! Ela não vai resistir muito mais tempo ao meu charme! — Disse empertigando-se.

— Oh! Ai meu Merlin... Com esse charme todo eu vou acabar desmaiando! — Disse Nohara colocando a mão na testa e fingindo desmaiar, escorregando do banco, não antes de jogar uma caixa vazia de feijõesinhos-de-todos-os-sabores na cara de Tiago.

Para o desespero de Lily, Nohara e Tiago eram amigos de infância. Os pais de Tiago eram amigos do Sr. Lane desde quando fizeram o treinamento para auror, inclusive o Sr. E a Sra. Potter foram os padrinhos de casamento dos pais de Nohara, então eles cresceram praticamente como irmãos.

— Tah... Mas mudando de assunto, dos planos furados do Tiago para conquistar a Lily, para coisas mais... Interessantes! ... — Disse Sirius, fazendo Tiago revirar os olhos — e aproveitando a ausência dos nossos “queridos” amigos monitores... — esfregou as mãos como se estivesse para aprontar alguma, — Pontas... Esse ano nós temos que nos superar...! Kra... Esse é o nosso último ano!

—Calma almofadinhas... — Disse Tiago retomando a sua feição marota habitual. — Eu andei pensando em algumas “coisinhas” que podemos promover esse ano! — Disse ele misterioso com um sorriso de canto de boca.

— Pára de mistério e fala logo Tiago! — Disse Nohara, curiosa como só ela.

— Ahá! Vai ficar na curiosidade abelhinha! Os nossos planos marotos para esse ano só serão revelados na hora certa! — Disse ele com um sorrisinho maroto.

— Ah, mais de jeito nenhum! Pode ir desembuchando Senhor Tiago Pontas Potter! (N/A: vale lembrar que todos chamavam os marotos por seus apelidos, mas sem saber o real motivo! ^^“).

— Exatamente! Pode começar a falar! — apoiou Melinda.

— Nem sob uma cruciatus!!! — Disse Tiago soltando risinhos maquiavélicos ao ver a cara de frustração das meninas.

—Nem pra mim Tiago? — Disse Pedro tristemente.

— Claro que eu vou contar pra você seu jumento! — Disse Tiago dando um “pedala-robinho” em Pedro. — Eu tô falando delas!

— Ah... Entendi...

— Deixa de ser mau Tiago... — Melinda sacudia Tiago pela manga camisa. — Fala aê!

— Não adianta insistir Melinda... Do jeito que eu conheço o Tiago... Ele não vai falar mesmo... — Disse Nohara desanimadamente.

Ficaram mais alguns minutos jogando papo pro ar até que passos foram ouvidos no corredor, seguidos da voz de Lily repreendendo um sonserino bagunceiro.

— Espera aí... Acho que tive uma idéia que pode te ajudar Tiago... — Disse Alice animada.

— Isso é que é amiga fiel... — Disse Sirius brincalhão — Ajudando o inimigo...

— Ah! Cala a boca e escuta Black! — Alice fingindo-se irritada. — Eu sei o que é melhor pra minha amiga!

— Vai falar ou não... Eles já devem estar voltando... — Disse Tiago impaciente, olhando para a porta.

— É simples... A gente fingi que está dormindo, quer dizer, menos você, Tiago, e como ela está doida para saber sobro o tal Lord... Só vai sobrar o Tiago pra contar a história para ela.

— Você só esqueceu um detalhe Licie... E o Remus? — Questionou Melinda.

— Ah! Isso eu resolvo! — Disse Nohara com um sorriso maroto, levantando-se e saindo da cabine.

— Vem sentar aqui Melinda. — Falou Sirius com um interesse mal disfarçado, e seu sorriso maroto.

— Posso saber porque Sirius Black? — Perguntou Melinda risonha.

— Para quê você acha? Para a Lily sentar com o Tiago, sua maldosa! — Disse ele se fingindo ofendido.

— Tah Bom... Se é seguro... — Disse ela com um sorrisinho, indo se sentar com Sirius que estava sozinho no outro banco.

— Quem vê acha que é muito sacrificante para ela, se sentar com o Sirius... — Disse Alice irônica olhando significativamente para a amiga. Alice sabia muito bem que Melinda tinha uma quedinha pelo Sirius.


--------------------------------------------~*~----------------------------------------------


EDITADO: Bom... Antes esse era só a primeira parte do capítulo... Mas eu recebi um comentário dizendo q o o cap. estava muito grande... Conversando com a minha beta sobre isso, ela concordou que realmente estava gigante... Bom, é só pra avisar mesmo...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.