FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Prólogo


Fic: Biografia - Alguem quer cap


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Disclaimer: Harry Potter e afiliados não me pertencem. História sem fins financeiros, lucro para mim é ver os leitores felizes - lógico que se vim um dinheirinho é bom né, hahahah -.


Prólogo


"Hoje, no escuro, me acho, me agacho, fico ali. – Clarisse Lispector"




25 de agosto, 1997


Ele sempre foi uma grande interrogação para mim. Parecia-me ser o tipo de pessoa que nunca demonstra como se sente, que tenta esconder o que se passa em sua cabeça e em seu coração. Falávamos-nos sempre, mas não nos víamos com muita freqüência, ainda sim eu criei um carinho e amizade absurdos por ele. Já ele me passava, por muitas vezes, a impressão de que tanto fazia a minha existência ou não, de que ele era indiferente a mim. Outras vezes se mostrava carinhoso e atencioso. Mas alguma coisa me fazia acreditar que de alguma forma eu também lhe era importante. Hoje, essa dúvida desapareceu. Só restou a certeza, a única que eu tenho, de que é você. Agora ele não precisa dizer nem mesmo uma palavra para que eu entenda o que ele está sentindo, basta um olhar, um suspiro ao telefone ou mesmo um longo minuto de silêncio. É como sentir a mim mesma, é uma ligação que não dá pra entender, ela só existe. Tornamos-nos um só ser e mesmo quando os corpos estão separados, o coração é um só.


Para o diário, sobre Harry Potter.


GW.


Fechou o diário com cuidado e o colocou sobre a mesa de cabeceira. Ainda não acreditava que os pais iriam se mudar para os Estados Unidos.


Ginny se sentia revoltada por não poder ficar em Londres junto com seu irmão Ron. Tivera uma discussão com os pais mais cedo sobre isso.


- Não é minha culpa que você foi promovida mamãe. – Ela dissera mais cedo aos pais – Eu simplesmente não posso sair de Londres, minha vida está aqui.


E os pais pacientemente responderam.


- Ginny, você terá que ir. Encare isso como uma experiência nova para você.


- E porque o Ron não deve ir também? – Ela perguntou se largando no sofá. – Digo, porque ele pode ficar aqui normalmente?


- Ron faz faculdade filha. Seria difícil para ele sair daqui e ir para lá sem problemas. – O pai respondeu com um suspiro cansado. – Além disso, ele tem uma namorada, um emprego aqui. Isso tudo porque ele é maior de idade e pode muito bem decidir por ele.


Ginny abriu a boca para replicar e a fechou novamente. Quer dizer que se ela tivesse um namorado e um emprego poderia ficar em Londres? Há! Em plenos 16 anos o que ela mais queria realmente era um namorado e um emprego, mas as coisas não são bem como queremos.


- E quanto a Luna? – Ela perguntou se referindo a melhor amiga dos últimos três anos.


- Vocês podem se corresponder por cartas. – a mãe disse e Ginny fez uma careta dizendo "MSN, mãe." – Que seja, Ginny querida.


- Despeça-se de seus amigos Ginny, iremos depois de amanha. – Artur Weasley disse antes de sair da sala.


Agora ela teria que deixar para trás tudo o que conseguira nos últimos anos. Ser a primeira de seu ano em matemática, seu curso inconcluido de origami, seus amigos, e Harry – o amigo de Ron por quem é apaixonada há mais de um ano -.


Harry Potter sempre havia sido um garoto muito gentil com Ginny. Mesmo quando ela lhe dissera que gostava dele, Harry lhe respondeu educadamente que não os via juntos em um futuro próximo. E surpreendentemente depois desse episódio eles haviam se aproximado muito e eram bons amigos. Depois de tempos ele finalmente estava parecendo que iria ceder e os pais de Ginny vieram com a bomba da mudança. Inaceitável para ela.


Ginny segurava o choro com toda a dignidade que podia quando pegou o celular e discou alguns números.


- Alô? – uma voz sonolenta atendeu ao telefone.


- Harry? É Ginny. – ele murmurou um oi do outro lado da linha telefônica. – Você não sabe o que aconteceu.


E então o contou.




Nota: Fernanda, prazer. Bem, primeira fanfic postada sozinha... Estou planejando que essa seja bem simples e aproximadamente uns 8 capitulos, pode passar, já vou avisando. Fanfic UA, Ginny não tem 6 irmãos, só Ron e Charles.


Capa no perfil para quem se interessar. Sei que muita gente não deixa review, mas fico feliz em saber que tem gente que lê. O capitulo número um deve vim domingo.


Beijos.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.