FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

21. O fim de um segredo


Fic: Um conto de amor HG Aviso


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

        Não demorou muito para que o casamento de Ronald Weasley e Hermione Granger se concretizasse, foi como Harry havia dito: “Eles só estavam esperando pelo dia em que Rony tomasse coragem para propor noivado e não os recrimino por não esperar mais tempo para estarem casados”, essas eram sábias palavras na opinião de quem os conhecia bem para saber o quanto Rony demorou a declarar o seu amor.


        Os convites foram espalhados para todos os cantos de Hogwarts e assim como o baile Florescer do Botão, não faltou pessoas sedentas por um. Somente em uma casa que os moradores não estavam tão inclinados a comparecer no casamento e essa residência era a da família do noivo, ou antiga, dependo da forma em que se é analisado o significado de família. É claro que os convites foram enviados para a residência dos Weasley, mesmo que Rony não fizesse questão, os pais da noiva deixaram bem claro que queriam a presença daquela família, pois apesar dos pesares os Weasley nunca lhe fizeram mal algum, pelo contrário, eram bastante cordiais.


        Molly Weasley era a pessoa que mais sentia o impacto desse casamento, embora os Granger tenham tido a gentileza de enviar um convite, ela não iria a cerimônia de casamento de seu menino mais novo. Gina resolveu dar uma olhada na mãe antes de sair para a festa do irmão e assim que chegou ao quarto de Molly, a mulher estava abraçada a um retrato, uma pintura feita dos Weasley quando ela ainda era uma menina de seis anos. Os olhos da mãe fitavam uma direção que não seguia para lugar nenhum, não conseguia conter as lágrimas e ao ver Gina ela tentou estampar um sorriso que mais parecia dor do que felicidade.


- Tem certeza de que não quer que eu fique com a senhora minha mãe? – Gina se acomodou perto de Molly.


- Não se incomode comigo minha menina, é melhor ir ou então fará uma desfeita muito grande a sua amiga. – Molly acariciou o rosto da filha e tentou controlar o nó que se formava em sua garganta.


- Hermione não se ofenderá se eu não for, explicarei meus motivos e ela irá compreender. – o coração de Gina se remoia de dor ao ver o estado da mãe.


- É uma moça encantadora essa Hermione não é mesmo? Estou certa de que fará meu Rony muito feliz. – os olhos de Molly cederam às lágrimas e por mais que as enxugasse não deixavam de cair.


- Ela é uma ótima pessoa. – Gina sorriu – Creio que deva ficar com a senhora.


- Eu quero que vá minha querida, Hermione ficará contente com sua presença e além do mais os únicos representantes de nossa família nessa cerimônia são você e o Carlinhos e eu preciso de uma descrição feminina da festa. – Molly segurou o rosto da filha e lhe deu um beijo – Quero que me relate cada detalhe, como estava linda a noiva, o sorriso de Rony ao vê-la se dirigir a ele no altar, o primeiro beijo de casados e toda a alegria tomada pelo lugar.


        Apesar de ainda achar que deveria ficar ao lado da mãe, Gina deixou-se convencer e foi para o casamento. Assim que Gina partiu Molly voltou a abraçar o retrato da família, mais algumas lágrimas rolaram em seu rosto e mentalmente ela desejou felicidades para o casal.


 


 


 


       A chegada da noiva foi o momento mais aguardado pelos convidados e da forma como a mãe de Gina comentara um sorriso fabuloso irradiou o rosto de Rony, seus olhos vidrados na figura de sua noiva faziam com que qualquer pessoa entendesse o sentido da união. O demorado consentimento para o estado de casados de Rony e Hermione finalmente aconteceu, não importava mais quantos anos perderam escondendo a afeição sentida um pelo outro agora estavam juntos para todo o sempre.


        Um delicioso banquete fora servido em homenagem ao mais novo casal de Hogwarts e o clima não poderia ser outro senão a alegria contagiante entre os presentes que dançavam e bebiam a vontade. Gina, que dançava com seu noivo, não desviava os olhos do casal em que a moça oriental fazia questão de mostrar sua posse pelo companheiro, Cho Chang esbanjava um sorriso provocador e quando podia cochichava coisas para o noivo. Dizendo que estava exausta Gina desculpou-se com o noivo e dirigiu-se para uma direção o mais longe possível. Minutos depois Lilá sentou-se com Gina para contar suas atuais fofocas, geralmente a ruiva costumava aturar o comportamento da amiga, mas nesse momento ela não estava com paciência para ouvir sobre a vida alheia. Vendo a falta de interesse de Gina, Lilá desistiu e resolveu contar seus assuntos para alguém mais disposto.


        Gina acompanhou a dança de outras pessoas e procurou pelo casal que lhe causou desconforto e para seu alívio eles não se encontravam mais a vista, ela procurou desmanchar a expressão chateada, pois essa era uma comemoração importante tanto seu irmão quanto para a noiva dele e mereciam um animo melhor. Sua ama tirou sua atenção quando vinha as pressas lhe entregar um recado.


- Um galante rapaz pede delicadamente que a senhorita honre a ele com sua adorável presença. – O tom que Agnes usou em algumas palavras deixou claro que eram do rapaz em questão e que a ama havia decorado.


- Por Deus ama invente alguma desculpa para o senhor Thomas, eu não me sinto bem para comparecer em sua presença. – Gina suspirou.


- E se eu disser que o remetente desse recado não se trata do senhor Thomas e sim de outro jovem tolo o bastante para se envolver com minha patroazinha. – Gina sorriu e abaixou-se mais para ouvir sua ama – Ele pede que se encontrem no jardim onde é escondido dos olhos curiosos.


        Gina assentiu e partiu para o chamado de seu amor. A moça abriu as portas do jardim secreto dos Granger e o encontrou no coreto, o rapaz correu ao seu encontro e a recebeu com um beijo cheio de saudades.


- Que Deus me perdoe por lamentar tanto a vida, mas como tudo é tão insatisfatório sem os seus beijos minha amada. – Harry encostou a testa na de Gina e tentou controlar a respiração – Esses dias estão sendo como uma lança apontada para mim e que me torturam na sua ausência.


- Talvez não se sinta tão torturado assim como diz. – ela se afastou lembrando-se da cena na hora da dança. Harry esperou em silêncio pelo esclarecimento de palavras tão duras – Sua noiva sabe bem como preencher o espaço deixado por mim.


        Pego de surpresa pela revelação, Harry riu fazendo com que Gina se irritasse e lhe virasse a cara.


- Então tudo se resume a isso? Está com ciúmes da Cho? – Harry aguardou uma resposta que não veio – Não há motivos para esse sentimento meu anjo, acredito que deixei bem claro que meu coração é seu e que eu jamais olharia para outra pessoa senão a senhorita. – Gina se virou para Harry, porém não disse nada, sua vergonha pela sua crise foi maior que sua coragem em se desculpar – Vamos meu amor não me martirize dessa forma, temos tantos limites para ficarmos juntos e eu não quero passar esse tempo em guerra com você.


- Espero que compreenda meus motivos e que não me julgue erroneamente, acontece que me enfureço toda vez que a vejo te tocar e me lançar sorrisos triunfantes porque ela pode se aproximar de ti e eu não. – Gina falou não conseguindo esconder a frustração.


- Entendo como se sente minha amada. – Harry abraçou Gina, envolvendo-a numa proteção que somente dois corações apaixonados podem oferecer um ao outro – É difícil me controlar perante o fato de ser prometida em casamento a outro e saber que ele tem total liberdade de vê-la quando sou eu quem mais desejo isso no mundo.


        Os dois ficaram em silêncio, Harry acariciava os cabelos de Gina enquanto ela o enlaçava com os braços pelo pescoço.


- Meu desejo é que possamos compartilhar com o mundo esse nosso belo amor assim como o Rony e a Mione fizeram. – Gina fitou aqueles olhos encantadoramente verdes que atraiu a sua atenção quando era uma menina e agora como mulher a faziam se perder.


- Se me quiser eu pretendo desposá-la. – Harry falou fazendo Gina sorrir.


- E como pretende fazer isso? Irá até minha casa para propor casamento com minha mãe? – Gina riu e em seguida deu leve beijo em Harry – Será posto para fora de minha casa e eu serei presa em uma torre até o dia de meu casamento com o senhor Thomas para que não corra o risco de fugir com o senhor.


- Sou capaz de escalar torres absurdas se suspeitasse que a senhorita se encontrasse ali. – Harry se separou de Gina e segurou suas mãos – Contudo creio que seria um desastre nosso plano então sugiro que casemos segundo nossas leis. – Gina o fitou sem entender do que se tratavam tais palavras – Mesmo que não seja válido nosso casamento, eu queria lhe propor essa união aqui e agora.


- Continuo sem compreender-te meu amor. – disse Gina.


- Eu peço sua mão minha amada, desejo me casar contigo tendo como testemunhas o céu, a terra, as flores e tudo o que contribui para que esse lugar seja belo. – Harry apertou as mãos de Gina, se não fosse pelas luvas que a moça usava ela provavelmente sentiria o calor emanado por aquela região – Aceita meu pedido?


- É a forma mais bela que já presenciei um pedido de casamento. – o sorriso de Gina fora correspondido pelo de Harry – Como poderia te negar meu Harry, caso contigo perante o amor desses seres.


- Então está feito, estamos casados.


        Harry se inclinou e beijou os lábios doces de Gina, desejou intensamente que fossem abençoados pelos pais, mas se isso não fosse do agrado de sua família então ele seguiria seu coração para onde fosse.


 


 


 


        Os arbustos do jardim dos Granger escondiam uma figura bastante perigosa para o romance de Harry e Gina, a pessoa seguiu a ruiva desde o momento em que ela saiu às pressas depois que Agnes contou-lhe alguma coisa, como era parte de seu acordo saber de tudo o que envolvia a vida da jovem Weasley, ela não perdera tempo em investigar a razão de tanta pressa.


        Lilá deixou seu esconderijo e seguiu para a festa com um segredo que lhe renderia muitos presentes de Tom Riddle.


 


 


* Pessoas quero me desculpar pela demora, mas enfim o capítulo saiu.... Pois é esse romance agora vai cair em ouvidos perigosos, é torcer e acompanhar a fic para saber o q vai rolar...


* Leo pode deixar q eu segui sua dica e já alterei o título.... Ow foi mal pela demora, mas é que às vezes algumas coisas consomem a gente de um jeito q não sobra espaço para outras coisas... Mas enfim eu postei... Valeu por comentar....


* Flavinha q falta vc faz!!!!! Poxa q pena sobre a sua fic, mas eu não vou desistir de passar lá e ver se tem alguma atualização....


* Fernanda seja muito bem-vinda.... Espero mesmo q goste da fic... P.S: eu tb faço a mesma coisa em algumas fics, leio os comentários para ver se me animo...


* obrigada a todos pelos comentários...


* Bjusss


* Bye

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.