FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

26. BÔNUS!


Fic: Sangue & Veneno


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Depois de seis meses desde o fim desta fanfic...


Um Capitulo Bônus para quem também sente falta! :D


"Não", essa palavra Aries sabia dizer sem muito esforço. Eu gostava disso, ela não tinha problema em negar coisas que não queria. Mas dessa vez meu sangue subiu a cabeça e eu fiquei irritado.


"Você vai, todos nós vamos, e eu não quero ouvir desculpas."


Seus olhos, azuis claros, me encararam já que o tempo todo estavam direcionados a um pergaminho. É, Hogwarts a tornara realmente estudiosa. Consequentemente também, uma garota muito teimosa.


"Me obrigue", desafiou-me. Esforcei-me para não gritar.


Então falei no mesmo tom de voz.


"Estou te obrigando."


"Não parece."


Quando Aries nasceu, há quinze anos atrás - e eu ainda lembro - o pai de Rose dizia que quando a adolescência chegasse, seria um caos. Na realidade não estava sendo um caos, Aries e eu não brigávamos, ela odiava brigar. Mas adquiriu um poder estranho de irritar sem irritar, se é que me entendem. Usava jogadas e falas espertas para conseguir o que queria. E dessa vez era não ir À Toca.


Não sei desde quando ela começou a reclamar quando eu dizia que iamos para lá, afinal Aries sempre amou aquele lugar. Mas desde semana passada, ela tentava escapar daquilo.


"Escuta, Aries", eu disse. "Se quer deixar sua mãe chateada, se quer dar o exemplo de sentir desgosto pela sua família para os seus irmãos, pois então fique aí escrevendo a carta pro seu namoradinho. Não vou continuar obrigando mesmo a você ir."


Aprendi a fazer esse drama com Rose.


Tudo o que Aries fez foi me entregar o pergaminho.


"Que isso?", perguntei.


"Uma carta para o meu namoradinho que não é, pai."


"Tanto faz. Vai se arrumar que já estamos saindo."


Ela bufou, mas saí de seu quarto antes que ouvisse mais um não. Passava pelo corredor, cansado, quando ouvi passos por lá. Um peso invadiu minhas costas e duas mãos praticamente me enforcaram. Não, não era nenhum ladrão ligeiro querendo me derrubar. Só o meu terceiro e último filho, Eliot, que adorava subir nas minhas costas. Mesmo com seus seis anos de idade, já se podia dizer muita coisa dele, e uma delas é que era o mais animado daquela casa.


"Mamãe disse que vamos pra Toca!", exclamou ele.


"Você quer ir?", perguntei. Ainda bem que Eliot não era pesado, então comecei a andar com ele pendurado nas minhas costas.


"Claro! O Brian vai estar lá também, não vai?"


Confirmei que sim. Brian era o filho de Albus com Anna, amiga nossa desde Hogwarts. Ele e Eliot tinha a mesma idade, o que os tornavam bastante amigos.


"Faz um favor pra mim, Eliot?", perguntei soltando-o das minhas costas. "Tenta convencer sua irmã de ir com a gente."


Os olhos de criança de Eliot ficaram confusos, como se não acreditassem que Aries não queria ir com a gente. Então saiu correndo gritando o nome dela. "Aries, vem com a gente!, vai ser legal."


Enquanto isso, entrei no quarto onde Rose estava arrumando os cabelos na frente do espelho. Hesitei um pouco, na realidade. Tínhamos brigado naquela manhã, o motivo nem eu sabia direito. Mas sabia que poderia ter deixado nossos três filhos chateados, e até talvez fosse essa a razão de Aries não querer ir mais a Toca com a gente. Como já disse, Aries odiava briga.


Às vezes Rose pensava que eu a estava traindo por voltar toda a noite depois das duas da madrugada. Claro que ela não dizia isso, mas fazia perguntas. Eu estava detestando aquela nossa fase, só de intrigas e novelas.


Eu sei que vocês acreditam em mim, por ouvirem minha estória desde o começo. E vocês estão certos. Eu nunca ia cometer o pecado de trair a única mulher que eu amei, e que passei a construir uma família junto. Eu não era mais inconsequente, mudei tanto que se voltasse ao tempo não mais me reconheceria. Eu admirava o homem que me tornei desde os últimos anos, não tinha pensamentos ruins, não estava arrependido de nada. Minha consciência estava limpa, pura.


Exceto por uma coisa.


Eu não dizia a Rose que eu a amava.


Vocês me conhecem. Eu não sou de ficar dizendo isso, até Rose sabe disso. O que eu quero dizer é que aconteceram tantas coisas, tantos trabalhos, filhos, família, que havia me esquecido de como era importante, pelo menos um vez, mostrar que ainda lembrava de Rose, não só como uma mãe de três filhos, mas também como a mulher que eu desejava.


Aproximei-me dela perto do espelho e segurei sua cintura. Não fiquei receoso que talvez ela tirasse minhas mãos de lá.


Fiquei sem dizer nada, só nos encarando pelo reflexo do espelho. Ela encostou sua nuca no meu peito.


"Olhe só para nós dois!", exclamou baixinho. "Estamos envelhecendo juntos."


"Você diz como se tivéssemos cinquenta anos", eu dei uma risada e beijei seu pescoço. Seus dedos seguraram meu rosto e ela suspirou. "Somos mais jovens do que antes, Rose, só esquecemos de aproveitar."


"Desculpa ter gritado com você", falou.


"Roran e Aries que merecem nossas desculpas", eu disse. "Ela não quer ir a Toca, e começo a achar que é por nossas brigas ultimamente."


Roran era o filho do meio, dez anos e muito esperto. Ficava no seu canto da casa, era quieto e muito parecido comigo interiormente apenas. O único filho que saiu ruivo, mas os cabelos eram lisos e jogados, como os meus.


"Não acho que seja isso, Scorpius", Rose analisou se afastando e me encarando. "Aries está acostumada com nossas brigas, Roran nem liga muito pra isso, e o Eliot graças a Deus não ouviu. Aries não quer ir à Toca por causa do Stephen McBride."


"O namorado da Perry? Filha da sua prima Victoire?"


"É. Acho que Aries gosta dele e deve ser ruim pra ela ir quando ele também for."


"Opa."


"Opa mesmo. E as duas são muito amigas, Aries se sente culpada por estar gostando dele também."


"Mas ela e aquele manézinho vivem brigando e discutindo!"


"Alô, Scorpius, a gente também."


"E o McBride tem o quê, 20 anos, 30?"


Pela primeira vez na manhã, Rose riu. Pegou a bolsa na cama e me deu um beijo no rosto, antes de dizer:


"Quando o assunto se trata de filhas, você e meu pai tem muito em comum. Vou lá conversar com ela."


Antes, segurei seu braço e a puxei de novo para mim.


"Esqueci de dizer bom-dia", meu sorriso foi acompanhado com o dela. Beijei-a gentilmente, calmamente, incondicionalmente. Seu coração ainda batia descontroladamente no peito, e isso me deixava confiante a seguir em frente. Mas Roran entrou no quarto.


"Ah! Que nojo!", exclamou.


"Nojo de um beijo, Roran?", Rose estranhou. "Ou você prefere as brigas?"


Roran ficou alegre de repente.


"Voltaram às boas, demorou dessa vez, pai. Só uma coisa que eu não entendo. Como vocês ainda se amam mesmo se esquelando um com o outro?", então ele parou. "Vocês se amam, certo?"


Aries passava pelo corredor naquele momento, só que diferente de Roran, não ficou tão surpresa.


"Já era de se esperar. Sai daí, Roran."


"Por quê?"


"Papai e mamãe querem ficar sozinhos, não entende?"


"Pra quê?" Depois ele olhou pra nós dois outra vez e fez uma cara de nojo. "Eu vou pro carro..."


Quando Roran saiu, Aries entrou.


"Decidiu que quer ir?" perguntou Rose.


"Meu Deus, vocês causam muita polêmica por causa disso."


"Mas não se preocupe, o Stephen não vai estar lá hoje", eu falei.


Aries arregalou os olhos não para mim, mas para Rose.


"VOCÊ CONTOU PRA ELE, MÃE!!"


Certo, eu disse que Aries não gostava de brigar, mas nem sempre a gente tem que fazer o que só gosta.


"Filha, calma."


"Eu estou farta disso! Vocês só ficam falando de mim um pro outro. Mãe, você disse que não ia abrir a boca pra falar sobre isso!"


"Calma, Aries, ela só disse pra provar que eu estava enganado", falei.


"Sobre o quê?"


"Achei que não queria mais ir À Toca por causa da nossa briga."


"Ah, isso eu nem mais ligo. Vocês brigam toda hora, não sei como ainda estão casados."


E saiu, maior estressadinha - do jeito da mãe quando ficava irritada.


"Criamos filhos ótimos", Rose sorriu, meio sem-graça. "Espero que ela nunca deseje mudar o sobrenome."


"Não se preocupe", falei enquanto descíamos a escada. Rose chamou Eliot para descer, pois já estávamos indo para A Toca. "Eu já disse para os três... Uma vez Malfoy, sempre Malfoy. E acho que eles entenderam, como eu entendi quando meu pai me disse isso."


FIM




Em Fevereiro Sangue & Veneno fez um ano de existência, por tanto decidi escrever um capítulo Bonus. Bateu a maior saudade... Obrigada a todos que comentaram depois do epílogo! E fica aqui um capítulo para comemorar o primeiro ano completo de Sangue & Veneno!


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mariana Berlese Rodrigues em 07/02/2013

SIMPLISMENTE P-E-R-F-E-I-T-O ESSE CAP. A-M-E-I *.*

#MORRI 
A-M-E-I <3 <3 <3 
MUITOOOOOOOOOO LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA *.*
CHOREI AQUI :)

A-M-E-I O BONUS :)
SCORPIUS É MTO PERFEITO MSM *.* (NÃO + Q MEU RON kkkkkkkkkkkkkkkkkk')

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nikki W. Malfoy em 01/06/2012

Amei a história inteira, foi um maximo...
Parabéns!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 17/02/2012

Awwwwwwwwwwwwww *-* um presente de aniversario adiantado pra mim (super me intrometendo) mas é porque me apeguei a ela *-------------------------------------------*
MUIIIIITO bom *-----* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lays Mary em 18/10/2011
ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii a fic parabéns...otima pena q acabou bjssssssssssssssssssss
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jô Weasley Potter em 26/09/2011

AAAAAAAAAAH. LINDO *-*

Porque voce não faz uma fic sobre a Aries?

Ia ficar bem legal :D

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.