FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Dementadores e Amores


Fic: Harry Potter e o Segredo dos Black


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- CAPÍTULO NOVE -Dementadores e Amores


Hermione ficou muito preocupada com o ocorrido, e não deixou de dar um sermão em Harry por ele não ter estudado oclumência.

Quando os três amigos desceram para o café da manhã, todos olharam pra Harry e cochicharam, o que indicou que a escola inteira sabia de sua revolta na aula de Snape. Os alunos da Grifinória, que já haviam parabenizado-o na noite anterior, se contiveram, mas alguns alunos das outras casas – exceto Sonserina, claro – levantaram-se e se dirigiram à Harry para dar os parabéns. Dos membros da AD, nenhum deixou de ir, e alguns, que já havia reivindicado a continuação da Aramada, repetiram seu pedido.

A aula transcorrera tranqüila durante a manhã, mas à tarde ele teve uma má notícia na aula de transfiguração: a professora queria dar-lhe uma detenção pelo que ele fizera a Snape.

Mal-humorado, Harry voltou à torre da Grifinória e deu a notícia aos amigos, que ficaram tão tristes quanto ele.

Quando ele pensou que nada poderia ser pior, e estava se resignando pensando que talvez a detenção acontecesse com Hagrid, uma coruja parda entrou pela janela da torre e deixou um envelope de pergaminho amarelado e aspecto oficial no colo de Harry.

Ele abriu o envelope e leu as letras caprichadas escritas com tinta verde-esmeralda:


Harry

Sua detenção acontecerá semana que vem, você terá que arrumar o armário de ingredientes na sala do Prof. Snape.

Atenciosamente,

Profª McGonagall


- Ah, eu não acredito! – resmungou Harry.

- O que foi? – perguntou Rony.

Harry passou a carta ao amigo, que leu em voz alta para Hermione. Os dois olharam com pena para Harry, que ficou surpreso em não encontrar nenhum vestígio de “você-está-pagando-pelo-que-fez” no olhar de Hermione.

Furioso pela injustiça que lhe fora imposta, Harry foi dormir.


Já fazia um mês que Harry estava em Hogwarts, mas parecia menos, comparado à primeira semana do seu quinto ano. Lembrar de ter que aturar Umbridge e agora ter Gween no lugar daquela idiota era maravilhoso.

Harry se levantou e por fim encontrou uma notícia com que se alegrar, que ajudou a esquecer que naquela noite ele teria detenção: no próximo fim-de-semana eles iriam ao povoado mágico Hogsmeade.

As aulas transcorreram normalmente, e quando os três amigos se deram conta, já era noite.

Harry então foi descer para ir até as masmorras quando Rony lhe disse:

- Boa sorte, cara.

- Harry, espero que você se dê bem. – falou Hermione.

Quando ele estava quase no buraco do retrato, ouviu Gina lhe dizer:

- Boa sorte!

Algo nesse “boa sorte” fez o garoto sentir um frio na barriga. Ele queria dizer “obrigado”, mas não conseguiu. Apenas sorriu.

Abriu a porta na sala de Snape e encontrou o professor com um sorriso no rosto que só podia significar uma coisa: Harry sairia dali quase morto.

Estava a uns vinte minutos lá quando Gween entrou no recinto e começou a conversar com Snape. Este parecia beber o que ela dizia. Por fim, menos de dez minutos depois, ele ouviu Gween se dirigir a ele:

- Harry, querido, pode ir.

Não acreditando nas palavras da professora, ele se levantou e foi sair, quando Gween chamou-o novamente:

- Parabéns Harry.

- Pelo o quê? – perguntou o garoto, incrédulo.

A professora apenas piscou para ele, e ele então saiu.


Os outros dias passaram rápido, e logo era o sábado de Hogsmeade. Todos os alunos estavam excitados.

Depois do café, Harry, Rony, Hermione e Gina se dirigiram para a fila, onde Filch conferiu se eles podiam mesmo ir.

Na carruagem encontraram Luna Loovegod e foram até o povoado com ela. Chegando lá, Gina, Hermione e Luna resolveram ir até a loja Trapobelo: Moda Mágica, ao lado da Zonko’s.

Harry e Rony foram até a Zonko’s e visitaram também a Gemialidades Weasley, agora em Hogsmeade.

A loja dos gêmeos estava indo muito bem, e até a Sra. Weasley estava contente com o progresso da loja.


- Gina, este fica legal? – perguntou Luna, com um modelo de alcinha azul-turquesa.

- Lindo, realça seus olhos! – aprovou Gina.

- Realmente, ficou bem em você. – concordou Hermione.

Assim, as meninas foram provando os vestidos.


- Fred! Jorge! O que estão fazendo aqui? – perguntou Harry, surpreso mas muito contente em ver os gêmeos.

- Soubemos que este era o seu fim-de-semana em Hogsmeade e resolvemos dar uma passada... – disse Jorge.

- Rever os amigos. – concordou Fred.

Assim, os amigos ficaram pela loja de logros dos gêmeos, onde Harry e Rony desembolsaram um bocado de dinheiro bruxo.


Gina agora vestia um modelo comprido de seda em um tom carmim muito bonito. Era justo com alças finas, e o cabelo da garota se mesclava ao tecido, dando um toque de beleza especial.

- Usarei este na festa de Dia das Bruxas! – exclamou Gina.


Os garotos, depois de se entupirem de Kits Mata-Aula, varinhas de chocolate, cremes de canário, chocolates gargalhantes e outras coisas mais, rumaram até a Trapobelo: Moda Mágica, e encontraram Hermione pagando.

- Como é o seu vestido, Mione? – perguntaram Harry e Rony.

- Vocês verão no Dia das Bruxas! – disse ela, fazendo mistério.

E assim foi. Nem a promessa de um bom livro quando passaram pela loja de livros fez a garota mostrar o vestido que havia comprado. Assim, todos rumaram para o Três Vassouras, onde Luna se juntou com os alunos da Corvinal, e Harry, Rony, Hermione e Gina foram juntos até uma mesa.

Madame Rosmerta veio e eles pediram quatro cervejas amanteigadas. Hermione foi a primeira a terminar; levantou-se dizendo “já volto”, e foi em direção à porta do bar. Rony foi até ela, e cochichou:

- Aonde você vai?

- Vou dar uma passada na Casa dos Gritos, relembrar um pouco os bons tempos... mas não fale nada para o Harry, diga que eu fui a qualquer outro lugar. Daqui uma meia hora estou de volta. – disse a garota, saindo.

Sem ter o que falar, Rony voltou a mesa.

- Aonde ela vai? – perguntou Harry.

- Não sei, ela não quis me dizer. Só disse que está de volta em meia hora. – disse Rony.

Harry, Rony e Gina se divertiram muito falando sobre quadribol, e os gêmeos Weasley logo se juntaram à conversa, deixando-a ainda mais divertida.

Estavam já há um tempo ali, conversando sobre como seria o time de quadribol deste ano e qual seriam as estratégias:

- Quero que alguém à altura me substitua. – disse Fred.

- Pois é maninho... tem que ser bom para nos substituir. – concordou Jorge.

- Ei, porque será que Hermione ainda não voltou? – perguntou Harry. – Já faz uma hora e meia que ela foi...

Sem dizer nada, Rony saiu sozinho do bar e foi correndo pela estrada do vilarejo. Subiu a colina e logo se encontrava na Casa dos Gritos.

Mas o que viu não foi nada animador.

Três dementadores avançavam para uma Hermione semi-consciente, que brandia a varinha gritando “Expecto Patronum”, mas sem surtir efeito. Dois deles seguraram o braço da menina, e o terceiro partiu para dar sua mais mortal arma: o beijo.

Rony então se adiantou e, na frente dos dementadores, levantou a varinha. Imaginou-se no lugar do terceiro dementador e gritou:

- EXPECTO PATRONUM! – um leão alaranjado com juba vermelha partiu da ponta da varinha de Rony e foi até os dementadores, afastando-os dali.

Hermione caiu dos braços deles com um estrondo, e Rony foi correndo ao encontro da garota.

Pegou de dentro do bolso um chocolate da Dedosdemel e botou gentilmente na boca da garota. Ela logo acordou, se levantou e por instinto, abraçou longamente Rony.

Ela sentiu a pele do garoto e tocou seus cabelos macios. Seu estômago revirou e ela disse baixinho no ouvido dele:

- Obrigada por salvar minha vida!

Rony sentia como se o chão embaixo deles tivesse desaparecido. Um frio surgiu em sua barriga e ele ficou pregado no chão, sem palavras. Tocou a pele macia da garota e alisou seu cabelo sedoso. Sentiu o aroma perfumado que desprendia da pele da menina; estava encantado com o momento mágico que estava vivenciando.

Ela se desprendeu dele gentilmente e eles se dirigiram ao Três Vassouras, mantendo um silêncio constrangido.

Mal haviam chegado, Harry perguntou o que havia acontecido e Hermione desatou a explicar:

- Bom, eu fui passear pelo povoado. Fui subindo, subindo, até que cheguei na Casa dos Gritos e... lembrei... bom, vocês sabem. Estava refletindo sobre o que havia acontecido quando dois dementadores surgiram. Então eu invoquei meu patrono, e uma lontra prateada saiu da minha varinha e acabou com aqueles dois. Mas depois chegaram mais três. Um deles soprou seu hálito no meu rosto, e isso me deixou semi-consciente. Assim, não consegui produzir um patrono forte o suficiente. Foi quando Rony chegou e me salvou. – a garota terminou de falar com um suspiro. Estava pálida e transpirava; sua respiração falhava um pouco e ela ainda estava – visivelmente – com medo.

Os outros terminaram suas cervejas, se despediram dos gêmeos – “Boa sorte no quadribol” – e foram até uma carruagem de volta ao castelo.


(N/A: Pessoal, espero que estejam gostando! Por favor, comentem, para que eu possa melhorar cada vez mais essa fic!! Ela é minha primeira fic, então, por favor, comentem! E quem quiser pode me mandar um e-mail para: calimie_rs@yahoo.com.br. Ou podem me contatar pelo meu MSN: calimie@hotmail.com)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.