FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Um.


Fic: Lições do amor - HHr - Capítulo 22 ON LINE!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Um.


Lições do amor - o amor ensina mais do que se pode esperar.




As manchas de tinta ainda estavam presentes em suas roupas e em parte de seus cabelos. A tinta não tinha um cheiro nada agradável e estava lhe dando náuseas. Mas precisava ser forte e paciente, ignorar tudo isso e seguir para a sala de monitoria.


Por mais que a turma dos populares do Boarding High School insistisse em querer lhe pregar peças, não daria esse gosto em se mostrar abalada por isso diante de todos. Mostrar-se furiosa por todas as peças que lhe pregassem seria pior, daria motivos para que eles continuassem com as brincadeiras. Por esse motivo preferia ignorá-las.


Passou o lenço de papel pela face novamente, removendo algumas manchas de tinta ainda em sua testa. O time de futebol lhe jogara um balão cheio de tinta enquanto atravessava o pátio, fazendo com que se atrasasse para sua aula de monitoria.


Esse é o preço que você paga por ser tão nerd, pensou ela ao virar mais um corredor, desejando imensamente que o cheiro desagradável da tinta acabasse. Suspirou aliviada quando chegara à porta de sua sala, porém o alivio esvaiu-se de si quando viu quem ocupava a sala.


Mesmo que ele estivesse sentado em uma das carteiras da primeira fila, fora o suficiente para reconhecê-lo pela pose superior que ele sempre emanava, dando um belo conjunto com os cabelos negros bagunçados, que o deixava incrivelmente lindo. “Calma Hermione” sussurrou a si mesma sentindo-se temerosa pela presença dele ali. Ninguém lhe disse que teria que ser monitora dele, justamente dele. O capitão do time de futebol e o sonho de consumo de qualquer garota naquele colégio.


Pensou em desistir, dar meia volta e correr para longe, mas não poderia falhar com seus compromissos. Por mais atordoante que fosse estar tão perto de Harry Potter. Cheirou suas roupas, o odor não estava tão forte, e Hermione, fechou o casaquinho azul claro cobrindo a blusa. Inutilmente tentou ajeitar os cabelos, mas havia um pouco de tinta seca que a impedira.


Colocou a bolsa de lado, e amarrou os cabelos num coque. Escondendo a tinta no penteado. Suspirou fundo e caminhou para dentro da sala. Os olhos verdes de Harry ergueram-se para ela no momento que se fizera presente. Fora ainda mais difícil ter que manter os olhos presos nele. Corou intensamente.


- Desculpe o atraso, eu tive um imprevisto. – a morena murmurou, colocando a bolsa em cima da mesa.


- Na aula de pintura? - Ele ergueu uma sobrancelha ao percorrer os olhos pela calça jeans manchada de tinta que ela trajava.


- É... – respondeu desviando os olhos. Eles se encheram de lágrimas, e a garota as contivera. Respirou fundo e voltou a encarar o rapaz arrogante. – Seus amigos gostam muito de pintura.


- Ah. Pessoal do futebol. - Harry concluiu, mordendo o lábio. - Deixe-me adivinhar, Gina Weasley estava envolvida nisso também?


- Naturalmente que sim. – respondeu Hermione com a voz trêmula, assim como o restante de seu corpo. - Bem... Não viemos aqui falar disso.


- Será que pode ser rápida, por favor? Ainda tenho treino. E tem a festa no lago mais tarde. Não quero passar o resto da minha vida condenado nessa aula chata de literatura. - Disse Harry indiferente, não dando importância para o que Hermione dissera.


- É claro. – ela se sentou na cadeira ao lado dele, antes, porém pegara os seus livros de dentro da bolsa. – Estamos estudando os autores contemporâneos, mas seria melhor que entendesse o estilo de texto antes que começássemos a aprofundar nos escritores de fato. – Hermione explicou, e entregou a ele algumas folhas.


Harry tomou as folhas e começou a lê-las. As primeiras linhas foram suficientes para deixá-lo entediado e com sono, bocejando logo em seguida. Segundos depois já estava impaciente, folheando tudo que ela lhe entregara. Era ótimo nas outras matérias, mas odiava literatura e tinha uma idéia fixa na cabeça de que jamais conseguiria aprendê-la.


Porém viu-se obrigado a aprender já que o técnico do time de futebol dissera que se não tirasse uma boa nota no último exame de literatura, estaria fora do time. Preferia sacrificar-se em aprender essa chata matéria ao ficar fora do time.


Distraidamente abriu seu livro e começou a lê-lo, não notando o olhar atento que a monitora fixara em si. Não conseguia tirar os olhos dele, de perto era ainda mais bonito. Não era segredo de ninguém que praticamente todas as garotas do colégio estavam de olho em Harry, e com ela não seria de outro jeito. Por mais que estivesse focada apenas nos estudos, seus sonhos românticos eram evidentes.


Ele parou de ler, e a encarou erguendo a sobrancelha. Pegara-a no flagra, e Hermione ruborizou outra vez. Na verdade ela tinha dúvidas se alguma vez adquirira o tom normal de sua pele desde que o vira ali na sala.


- A literatura contemporânea apresenta grande variedade de estilos. Contos e crônicas aparecem em grande número e são os gêneros mais lidos... – ela disse apontando para o parágrafo grifado. – Os tópicos importantes estão ressaltados. Vai ajudar.


- Devagar comigo, senhorita. - Harry brincou, arrancando um pequeno sorriso dos lábios de Hermione. - Acho que vou precisar de mais aulas. Não entendo nada de literatura, pra mim é uma matéria vaga. Mas se eu não tirar uma boa nota no próximo exame... - Suspirou. - To fora do time.


- Literatura não é uma matéria vaga, e sim, uma que possibilita... Enxergar os sonhos dos outros. É uma maneira de expressão, e rica, para qualquer um. – comentou timidamente. – Bem, não esperava que aprendesse tudo que precisa na primeira aula. Ninguém conseguiu essa proeza ainda, mas para começo isso é suficiente. Se esforçar-se não precisará sair do time.


- Tudo bem. - Harry assentiu enquanto recolhia seus materiais. - Estou liberado agora?


- Sim... – murmurou sabendo que prendê-lo ali com tanto desinteresse não iria ser nada útil. – Pode ir.


- Ótimo. - Sorriu ao jogar a mochila sobre o ombro, caminhando até a porta. Lembrou-se de algo e se virou para olhá-la. - Vai à festa do lago essa noite? - Perguntou chamando a atenção de Hermione para si.


- Eu... Não vou a festas. – ela respondeu, fitando-o. – Nunca sou convidada.


- Bom... - Harry colocou as mãos nos bolsos da calça, olhando-a. - Seria bom que você fosse. De qualquer forma te devo alguma coisa por estar me ajudando. Posso te pagar uma bebida, sem álcool. Imagino que você não tome bebida desse tipo. - Sorriu.


- Está... Está me convidando para festa? – indagou encabulada com o que acabara de ouvir, ainda mais com o sorriso dele. Era tão bonito e cativante, que Hermione sentiu seu corpo todo estremecer. Sorte estar sentada.


- Estou. É como uma troca de gentilezas. Você me ajuda com literatura e eu te levo a festa. Assim, quem sabe, o pessoal pega mais leve com você da próxima vez. - Disse ajeitando a mochila sobre o ombro.


Hermione sorriu e mordeu o lábio, pensativa. Não acreditava, que mesmo sendo “uma troca de gentilezas”, Harry Potter a estava convidando para uma festa. Seu coração logo se enchera de felicidade, a qual tivera um trabalho dobrado para não expressar.


- Talvez eu vá sim, obrigada pelo convite. – respondeu acanhada.


- Ótimo. - Harry sorriu, satisfeito.


- Harry. - O grito de Gina Weasley ecoou pelo corredor, chegando aos ouvidos de Hermione e perfurando-os.


- Eu tenho que ir. - Disse Harry após um suspiro. - Te vejo na festa. - Emendou antes de deixar a sala.


...


O convite de Harry ainda ecoava em sua mente durante toda à tarde, fazendo um sorriso bobo se desenhar em seu rosto. Era praticamente inacreditável que Harry Potter tivesse convidado-a para uma festa.


Contudo o chamado de Gina também passava por sua mente e fazia o sorriso esvair de seus lábios. Estava se iludindo à toa. Sabia que havia um lance entre Harry e Gina ainda. Por mais que ele insistisse em dizer para quem quisesse ouvir que não tinha relação nenhuma com a ruiva, os boatos no colégio sobre amassos e beijos constantes que o casal trocava após o treino eram frequentes.


E por mais que quisesse acreditar nas palavras do moreno, tinha medo de se machucar. Sempre vira Harry com outros olhos. Não era um olhar de desejo e cobiça que as outras garotas lançavam sempre que o viam. Era um olhar carinhoso, sincero e apaixonado.


Sim, a quem estava tentando enganar?


Sempre fora apaixonada por Harry Potter. Contudo sempre fizera questão de manter os pés no chão. Jamais teria nada entre eles além de uma relação entre monitora e um aluno desesperado para tirar uma boa nota.


Afundou-se mais no travesseiro e em sua cama, respirando fundo. Seria uma estupidez ir nessa festa. Harry lhe pagaria a bebida, ficariam quites e ele voltaria para os amigos e para os braços de Gina, aproveitando o resto da noite. Chegou a uma conclusão plausível, não iria naquela festa. Tão pouco estava a fim de ser alvo de peças e brincadeiras novamente.


Várias coisas poderiam acontecer lá. Nem queria pensar em quais.


As batidas na porta de seu quarto a despertara de seus devaneios, autorizando a entrada da pessoa. Sorriu quando a outra morena adentrou no quarto, fechando a porta ao passar e se aproximando. Os cabelos lisos estavam soltos, cobrindo parcialmente o rosto tímido e bonito da amiga.


- Você sumiu. - Disse Katie ao se sentar na cama ao lado de Hermione. - Esqueceu que voltaríamos juntas pra casa após sua monitoria?


Hermione soltou um muxoxo, e ergueu-se na cama.


- Me desculpe, eu me esqueci completamente! – exclamou ela, e em seguida sorriu. – Na verdade, fiquei poucos minutos lá.


- E me conte, vai. - Katie a cutucou. - Quem era o aluno dessa vez? O Tim Mayers, aquele bonitão desencanado de química ou o Kevin Lincoln, aquele meigo que escreve poemas durante a aula de biologia?


- Nenhum dos dois, bobinha... – respondeu, num meio sorriso. – Meu aluno é Harry Potter, o astro do futebol.


- Não brinca?! - Exclamou boquiaberta. - O tudo de bom, Harry Potter? - Hermione assentiu. - E como foi? Conte-me. Céus, como você é sortuda. Ficou a sós por alguns minutos com Harry Potter.


- Pare com a euforia. Foi muito normal... Na verdade, foi como eu esperava. Eu estava indo para monitoria quando fui alvo de um balão de tinta fedorenta, cheguei atrasada para variar... Até aí foi tudo como o previsto na relação nerd/popular, só que... Você não vai acreditar!


- O que? - Perguntou curiosa.


- Ele me convidou para aquela festa no lago. – disse lançando-se sobre a cama outra vez. Seus cabelos estavam soltos e limpos, e forraram os lençóis floridos. – Meu coração quase saiu pela boca!


- Um minuto... - Katie pareceu confusa ao olhar para a outra. - Sem querer ser rude, mas porque ele te convidou para ir à festa?


- Ele só quis ser gentil é claro... Eu o estou ajudando com literatura e se viu na obrigação de me convidar. Que outra razão haveria? – indagou um tanto triste.


Fechou os olhos, apertando-os para que pudesse vislumbrar o sorriso dele na mente. E outra vez, o mesmo arrepio percorrera-lhe, era inevitável.


- Ah. - A voz de Katie a acordara de um novo devaneio. - E o que você respondeu? Você vai, não vai?


- Eu disse que talvez pudesse ir, mas é obvio que eu não vou. – Hermione disse, suspirando.


- Por que, sua maluca? - Indagou Katie exaltada. - Vai recusar um convite feito por Harry Potter em pessoa?


- Vou. – falou, e levantou-se da cama, indo parar perto da penteadeira branca. No espelho havia vários adesivos em floral. – O que imaginava que eu iria fazer? Ir a essa festa dos populares para ser humilhada, como acontece todos os dias?


- Mione, pare e pense. - Katie olhou para a amiga. - Não é todo dia que Harry Potter te convida para uma festa, mas hoje, justo hoje, ele te convidou. É porque alguma coisa vai mudar na sua vida de hoje em diante, você não acha? Se você não for nunca vai saber o que poderia ter acontecido.


- Lá vem você de novo com essa história de destino. Sabe que não acredito nisso, Katie. – resmungou, encostando-se no móvel. – Eu já sei bem o meu, e não é nem de longe “perto” dele. Harry é um cara inacessível para mim.


- Deixa de ser cabeça dura. - Retrucou revirando os olhos. - O que custa você ir nessa festa? E não tem nada que te impeça de ter algo com o Harry. - Sorriu maroto. - Ele está solteiro, não está?


- Gina Weasley não o deixa ser solteiro, sabe bem disso. E eu não quero problemas com ela. Aquela garota já implica comigo sem um motivo, imagine se tiver um? Não que Harry vá se apaixonar perdidamente por mim, é claro...


Cruzou os braços, e Katie sorriu. Os olhos azuis dela brilhavam como no dia em que colocaram um sapo nas coisas da Srta. Jenkins, a professora de matemática que odiavam no primário.


- Você não sabe se não vai. - Desafiou ainda em tom maroto. - Hermione você sempre foi apaixonada por ele. - Disse aproximando-se da amiga. - Acha que eu não sei? Eu vejo o jeito que você olha pra ele, você suspira quando fala dele, treme quando ele passa por perto. Não custa nada arriscar. Até porque se você conseguir alguma coisa com ele pode conseguir uma chance pra mim com o amigo dele, Rony. - Katie a cutucou. - O que acha?


- Está querendo me jogar na toca dos leões para sair com Rony Weasley? – Hermione indagou divertida.


- Bom, ele é gato. - Comentou Katie desviando seu olhar. - Você sabe que sempre fui atraída por ruivos.


- Eu sei, e Thomas Russel, também. – a morena comentou e as duas riram.


- Ah Mione. O que custa você dizer sim pra uma oportunidade como essa pelo menos uma vez? - Katie insistiu. – Pense... Daqui a dez anos você vai olhar pra trás e dizer: eu saí com o lindo e maravilhoso Harry Potter em uma noite qualquer.


- Eu não tenho nada pra vestir... – murmurou e Katie sorrira ainda mais. Isso era o indício de que Hermione se decidira a ir à festa.


- Quanto a isso não se preocupe. - Disse se levantando e abrindo o closet de Hermione, retirando alguns vestidos pendurados no cabide. - Eu darei um jeito. Hoje você será digna de estar ao lado de Harry Potter, amiga.


...


Seus protestos foram em vão para que a amiga não cortasse seu vestido e deixasse o comprimento deste acima de seus joelhos. A tesoura também fora utilizada para deixar um singelo decote no vestido preto. Uma faixa prata emprestada pela amiga realçava sua fina cintura, valorizando as curvas que Hermione sempre fizera questão em escondê-las.


A leve maquiagem valorizava alguns traços de seu rosto, traços que jurava não existir já que não usava maquiagem com frequência. O salto não era alto, mas era suficiente para deixá-la perturbada ao andar. Mal se lembrava da última vez em que usara salto alto. Naquela noite tivera certeza de que Katie seria bem sucedida na tão sonhada carreira de estilista.


Tremente pelo medo e ansiedade do que poderia acontecer naquela noite, caminhava até o lago. As pessoas a olhavam surpresas, sussurrando entre elas sobre a nova Hermione que chegava ao local. Definitivamente não era a nerd e desleixada Granger de antes.


Porém um arrepio percorreu seu corpo quando o vira. Como imaginara, Harry estava cercado pelos amigos e por Gina Weasley. Não pode conter um suspiro, ele estava incrivelmente lindo. Trajava uma camisa social branca por cima da calça jeans, realçando a pele masculina e os cabelos negros e bagunçados como de costume.


Harry revirou os olhos, farto das críticas de Gina pelos modelitos que algumas garotas exibiam naquela noite. As piadas sem nexo dos amigos também não ajudavam nem um pouco. Percorreu seu olhar pelas pessoas no local, perguntando se ela realmente viria. Entretanto um sorriso surgiu em seus lábios ao vê-la se aproximar.


Meneou a cabeça por um breve momento. Aquela linda e atraente garota diante de seus olhos não poderia ser a mesma tímida e suja de tinta que lhe dera “aula” de literatura naquela tarde. Os cachos do cabelo castanho estavam modelados perfeitamente, lhe dando um ar inocente. Contudo, Harry não fora o único a reparar na mudança repentina da garota.


Entregou seu copo de refrigerante para alguém, caminhando em direção a ela. Pode notar o rosto dela corar com sua aproximação, mas não se importou. O tom avermelhado que surgira a deixara mais linda ainda.


- Você veio. - Disse sorrindo ao olhá-la novamente. - Caramba. Está linda.


- Er… Obrigada. – agradeceu sorrindo doce. – Eu me decidi por vir... 


- Fico feliz por isso, de verdade. - Harry suspirou, ignorando os olhares curiosos de todos sobre si e não percebendo o olhar furioso de Gina. - Quer dar uma volta, e tomar alguma coisa?


- Quero sim, você está me devendo mesmo uma bebida. – tentou amenizar as batidas do coração com a brincadeira, mas isso apenas piorara, pois Harry sorrira outra vez.


- Claro, que cabeça a minha. - Disse coçando a própria nuca, seguindo para o bar ao lado de Hermione. - O que prefere beber?


- Eu não sei... Bem qualquer coisa sem álcool. – disse tímida.


- Uma boa escolha. Também estou evitando álcool. A última vez que fiquei de porre não foi nada agradável. - Comentou fazendo-a rir, virando-se para o barman e pedindo dois sucos. Voltou sua atenção para Hermione, sorrindo pela timidez da garota e que a deixava mais linda.


- Está uma noite bonita, as estrelas est... – calou-se temendo parecer muito idiota, então apenas sorriu. – Desculpe, eu não costumo ir muito a festas... Não estas festas.


- E eu não costumava ter aulas de monitoria. Tem-se a primeira vez para tudo, não é? - Disse tentando deixá-la mais confortável diante sua presença.


- É o que costumam dizer. – Hermione respondeu, fitando as pessoas ao redor, algumas delas não disfarçavam o interesse no casal inusitado. Ainda mais por Harry trocar Gina por sua companhia. Voltou-se para ele outra vez. – Leu alguma coisa do que eu te passei na aula?


- Sinceramente... - Harry sorriu ao entregar um copo para Hermione, começando uma caminhada com ela ao seu lado. - Não. Eu não tive tempo. Tive o treino depois da aula, uma reunião de última hora com o time e agora estou aqui. Mas vou tentar ler nesse fim de semana.


Hermione assentiu tomando um gole do suco de maçã, por onde o moreno passava as pessoas o cumprimentavam. Estava se sentindo tão estranha, parecia ser outra que estava ali. No entanto, estava contente por ter Harry do seu lado, dispensando toda sua atenção para si. Teria muito que contar pra Katie na manhã seguinte.


Sorriu, e sentou-se numa das mesas de que circundavam o lago. Aos domingos muitas famílias reuniam-se ali para juntas aproveitar o dia num almoço grande e festivo. Sua família mesmo já estivera muito ali, mas tudo acabara quando o pai os deixara por outra mulher. Harry sentara-se primeiro, e ao invés de fitar qualquer outra coisa, o fazia prendendo os olhos na garota ao seu lado.


- No que está pensando? - Perguntou notando algo de diferente no olhar de Hermione.


- Em nada de especial. Só me deu uma saudade do tempo em que meu pai nos trazia até aqui. Era muito bom. – respondeu olhando pra ele.


- Acho que você deve ter muita paciência. - Harry comentou, atraindo a curiosidade da garota. Sabia que ela havia pensado em algo triste e não queria que isso se tornasse uma barreira entre ambos. - Pra dar aula de literatura para um tonto como eu, tem que ser bem paciente.


- Gosto de ensinar os outros. Não importa o quão difícil seja. – ele riu. - Eu vou ser professora... Quero lecionar pra crianças. – Hermione comentou, mas logo se arrependera, estava indo depressa demais, contando a Harry coisas importantes da sua vida. – Mas sabe, já tive alunos piores.


- É bom saber que eu seja pelo menos ruim. - Disse rindo.


- Você não é tão ruim assim. – retratou-se corada. – Na verdade, só precisa de interesse. Não ficar pensando que a “matéria é vaga”.


- É um tanto difícil quando só se tem letras. Eu gosto de números, sabe? Mas pelo visto serei obrigado a me acostumar com textos. - Harry forçou um sorriso, - Meu pai quer que eu faça Direito. Mas eu acho que me daria bem fazendo Engenharia Civil.


- Entendo perfeitamente. Mas o mais importante é que faça o que realmente quer. Os pais tendem a projetar seus sonhos nos filhos, e isso acaba por pressioná-los demais. – disse ela. – Acho que todos passam por isso, em doses acentuadas ou não.


- Fala isso pra ele. - Murmurou sarcástico, olhando para os lados e respirando fundo. Realmente falar sobre os planos do pai sobre si não lhe fazia bem. Voltou sua atenção para Hermione, sorrindo. - Eu ia me esquecendo. Queria te pedir desculpas, se fui rude com você durante a aula. E, principalmente, como capitão do time eu queria te pedir desculpas pelo balão com tinta. Falei com eles sobre isso, e não voltará a acontecer.


Os olhos de Hermione brilharam intensamente, e um pequeno sorriso sugou seus lábios cheios, pelo que Harry dissera. Ele a olhava com interesse, parecia não querer outra coisa senão olhar para ela. A morena corou mais.


- Obrigada, aquela era minha blusa favorita, tive que jogar no lixo porque a mancha não saiu. – disse. – E não tem que se desculpar, eu já me esqueci do que me disse com ironia.


- Eu realmente sinto muito. - Sussurrou tocando-a no queixo. - Tão pouco queria descontar meus problemas em você e tratá-la com ironia.


- Está tudo bem mesmo... – sussurrou, com o coração disparado.  


- Acho que fiz a escolha certa em convidá-la. Do contrário eu não poderia conhecer a incrível Hermione que é você. - Murmurou contornando seus lábios com a ponta dos dedos, sentindo-se sufocado pelo desejo em beijá-la. Jamais tivera sensação com outra garota e Hermione desprendera isso em si, deixando-o surpreso.


- Não sou tão incrível...


O moreno sorriu, ainda brincando com suas reações. Hermione sentiu-se como se estivesse presa no paraíso. Iria abrir a boca para falar algo, mas os lábios dele sobre os seus, a calaram de imediato. A garota experimentara um frêmito pelo corpo, ele ia até a ponta dos pés, e a raiz dos cabelos.


Katie estava certa, iria perder tudo isso se tivesse ficado em casa. Iria imaginar e não vivenciar...


Estremeceu, quando a língua de Harry pedira passagem para explorar-lhe a boca. Hermione entreabriu os lábios, desajeitada. Fora há muito tempo seu primeiro beijo, que agora estava totalmente destreinada. No entanto, os lábios experientes de Harry conduziam um beijo lento e carinhoso, a língua agia com extrema perícia, despertando sentimentos e sensações em ambos.


Suspiraram, completamente entregues aquele momento. Entregues ao beijo que fazia os corações baterem acelerados e o ar esvair-se dos pulmões. Os movimentos tímidos dos lábios de Hermione sobre os seus, os dedos trêmulos mexendo em seus cabelos e a pele quente pelo momento o levava a outro nível. Soube que não queria estar com outra pessoa, outra garota, queria estar com Hermione.


Separaram-se minutos depois, talvez semanas, anos ou séculos. O tempo realmente não importava para eles. A respiração ofegante se regularizava aos poucos. Harry sorriu, acarinhando a face corada diante de si. Não se lembrava de ser tão carinhoso e cuidadoso com alguém, mas Hermione o fazia ser assim sem perceber.


- Sim, você é incrível. - Sussurrou corrigindo-a.


A resposta fora outro sorriso acanhado. Hermione não conseguia juntar as palavras em uma frase só, então optou por sorrir. Deus! Havia beijado Harry Potter, e fora um dos momentos – o melhor momento, corrigiu-se -, da sua vida.


- Eu... Eu... Não sei o que dizer. Deve estar pensando que sou uma idiota. – falou nervosamente quando enfim tivera coragem.


- Jamais pensaria isso de você. - Harry sorriu, afagando a face com a ponta dos dedos. - É uma garota inteligente, Hermione. E eu não digo isso por ser a mais inteligente do colégio, digo por realmente é.


- Sou a mais nerd pode apostar. – murmurou, se arrepiando de novo, por Harry estar fazendo carinho em seu rosto. – Er... Não vai ser expulso do time se continuar falando comigo? Isso é ruim pra sua reputação... – dizia isso para não iludir-se. Fora só um beijo.


- Como assim? - Franziu o cenho, confuso. - Eu seria expulso se não tirasse uma boa nota em literatura. - Harry se aproximou, colocando uma mecha de cabelo castanha dela atrás da orelha. - Hermione eu não devo satisfações da minha vida pra ninguém. E se eu não quisesse que me vissem aqui com você não teria convidado-a. E a minha reputação, dane-se. - Emendou rindo.


- Desculpe-me por estar dizendo isso. É que é estranho, somos diferentes, nunca conversamos e de repente... Você tem interesse nisso. Não é nenhuma brincadeira, é? – perguntou temendo que realmente fosse isso.


- Hermione. - Ele suspirou, retirando sua mão e olhando-a sério. - Eu posso ser quem eu sou, mas eu jamais brincaria com alguém dessa forma. Principalmente com você. Não daria mais um motivo para sofrer, você já atura demais com as piadas de todo o colégio. Se eu tomei uma iniciativa, se me interessei por você e passei a enxergá-la com outros olhos é porque eu to cansado de garotas superficiais que só me procuram por eu ser Harry Potter, o capitão do time de futebol e o popular. E, sinceramente, eu não me acho isso tudo. Eu só queria ter uma vida normal, como qualquer outro.


Fitaram-se e ela pode ver sinceridade nos olhos que tanto amava. Não achava agora que Harry estivesse brincando com ela. Não podia mais suportar a euforia dentro do peito, estava fazendo uma tremenda algazarra ali. Ela sentia o rosto em brasas pela revelação, e acima de tudo por ele ter encostado a mão na sua.


- Acredito em você, e me sinto honrada por te “fazer normal”. – brincou e ele rira. O senso de humor da morena se revelara numa das delicias que ele não iria dispensar dali por diante. – Espero que não tenha dito isso para ganhar pontos com a professora.


- Pra falar a verdade, depois de hoje vou querer sair mais tarde da monitoria. - Respondeu Harry beijando-a levemente nos lábios.


- Pense pelo lado bom, ainda vai continuar no time. – ela disse sorrindo. - E vai tirar um A na prova de literatura.


- Eu realmente espero. - Sussurrou antes de aprofundar o beijo.


Do outro lado, uma ruiva observava furiosa, ao beijo dos dois. Os olhos castanhos desta estavam flamejantes de ira. Ela tremia seu corpo, e bufava tentando dissipar a raiva, mas era incontrolável. Nunca pensara ver o que estava agora diante de seus olhos.


Harry Potter aos beijos com Hermione Granger.


Era inaceitável. E além de tê-la irritado ao dizer que a havia convidado, o moreno ainda tinha o desplante de beijar a nerd!


“Mas isso não vai ficar assim mesmo”, pensou Gina furiosa ao se afastar.


Não se conformava em perder Harry, tão pouco para Hermione Granger. Afinal, o que ele havia visto nela? Aquela nerd era sem graça, sem sal. A ruiva era uma das garotas mais cobiçadas do colégio, quiçá a garota mais cobiçada.


Aproximou-se dos atletas do time de futebol, eles eram seus cúmplices em todas as artimanhas que tramava. Tratou logo de dispensar as garotas que os cercavam, ficando a sós com eles.


- Puxa Gina. Eu ia me dar bem com a Kátia. - Resmungou Thomas, contrariado.


- Que bicho te mordeu? - Indagou Draco, curioso. - Está vermelha de raiva.


- Viram por acaso quem está de amasso com Harry? – indagou apontando para o casal de morenos que se beijavam outra vez.  


- Está brincando. - Murmurou Thomas surpreso ao observar a cena. - Harry beijando a nerd da Granger? Qual é.


- Agora é oficial, Harry Potter caiu no meu conceito. - Comentou Draco ao fazer uma careta. - Tudo bem a Granger até que ta aproveitável hoje, gostosinha. Mas na segunda-feira ela voltará a ser a nerd de sempre.


- Que tal adiantarmos isso? – Gina os olhou, cheia de intenções. - A cinderela vai virar abóbora antes da meia noite. Mas preciso da ajuda dos dois, e quando Harry não estiver com ela.


- Opa. Estou gostando da idéia. - Draco sorriu maroto.


- Eu não sei não. - Disse Thomas temeroso. - Ela tá com o Harry agora. E vocês sabem como ele é quando está furioso.


- Deixa de ser otário. - Retrucou o loiro ao dar um tapa na nuca do outro. - Harry só está se divertindo com a Granger hoje. Semana que vem ela vai ser apenas mais uma na lista dele. E bem que a Granger merece, ela tem que ser colocada no seu devido lugar.


- Exatamente meninos. – Gina disse com um sorriso perverso nos lábios. – Para um zagueiro até que é inteligente Draco. – zombou e ele riu. – Que tal afogarmos a nerd? Vamos jogá-la no lago. A água deve estar uma delícia...


...


Harry se levantou após alguns minutos, dizendo que buscaria bebidas já que ambos estavam com a boca seca. Também não era pra tanto já que os beijos não foram poupados até agora. Tal pensamento fez Hermione sorrir, desejando imensamente que ninguém visse o sorriso bobo que esboçava.


Cansada de permanecer sentada, Hermione caminhou até a beira do lago. Gostava daquele lugar, lhe trazia boas lembranças. Agora tinha mais uma para guardar em sua mente.


Cruzou os braços quando uma fraca brisa fria colidiu em seu corpo, suplicando para que Harry não demorasse. Ao menos se sentia quente e protegida ao seu lado.


Draco cutucou Thomas, apontando com a cabeça para a garota que caminhava sozinha próxima ao lago. Trocaram olhares e sorriram, aquele seria o momento ideal para colocarem o plano em ação.


Fingiram-se distraídos ao caminhar em direção de Hermione, conversando sobre algo banal e rindo como se tomassem outro caminho, passando ali ocasionalmente. Foi então que aconteceu, rápido demais. Draco empurrou Thomas intencionalmente, fazendo com que este colidisse em Hermione. A garota cambaleou, mas não conseguira recuperar o equilíbrio, caindo por completo no lago.


O barulho da água atraiu a atenção de quem estava por perto. A imagem de uma Hermione Granger molhada dos pés à cabeça rompeu em várias gargalhadas e comentários.


Ninguém a ajudara sair da água, e quando fizera sozinha, além de suportar os risos, tivera que suportar sua imagem. Jogaram-na numa parte rasa, onde havia lama e algumas plantas. O vestido lindo estava todo encharcado e destruído, os cabelos perfeitos, estavam com um emaranhado de plantas.


Os dois garotos tentaram se desculpar, mas as gargalhadas impediram-nos de se manifestar.  A morena sentira agora, um aperto no peito, pois estava certa na sua teoria de humilhação. O tecido do vestido grudara em seu corpo, e o vento frio a fizera tremer.


Gina surgiu do nada, rindo descontroladamente.


- E então nerd, o banho estava bom? – perguntou junto ao seu bando de lideres de torcida.


Hermione sentira o nó na garganta se formar, e suas lágrimas se misturaram com a água do lago.


- Hermione? - Harry se aproximou rapidamente, entre os risos e comentários. - O que aconteceu? - Perguntou olhando-a preocupado.


A morena engoliu em seco. Era demasiada humilhação permanecer nesse estado com Harry ali, acompanhando tudo. Quem sabe ele poderia explodir uma sonora gargalhada também, como seus amigos faziam? Seria demais para um dia cheio de trotes e humilhações. Sem pensar duas vezes saíra correndo dali.


Harry pensou em segui-la, era o mais viável. Porém a risada estridente da ruiva ao seu lado o fizera mudar de idéia. Seu olhar, sobrecarregado de fúria, caiu sobre a garota. Quem mais poderia ter uma mente tão maquiavélica para algo como Gina Weasley? Sem se dar conta, fervia de raiva pelo acontecimento. E era impossível controlar.


- Me responda uma coisa, Gina. - Sibilou entre dentes ao puxá-la pelo pulso. - Quem te ajudou a fazer isso?


- E eu lá tenho culpa se sua nova garota é tão sonsa a ponto de cair no lago? – retrucou cinicamente.


- Acha que eu sou idiota? - Indagou aumentando seu tom de voz, não dando importância para as pessoas em sua volta. - Acha que eu não sei que foi você quem armou isso tudo como sempre faz com ela? Como você pode Gina?


- Ainda não sei do que está falando. O que está acontecendo com você? Antes gostava das nossas brincadeiras... O que a nerd fez, hum? Um feitiço do amor que encontrou nos livros podres da biblioteca?


- É bom você entender perfeitamente bem o que eu vou dizer... - Sibilou aumentando a pressão no pulso da ruiva. - Não vou permitir que continuem usando Hermione em suas brincadeiras. Não vou permitir que continuem a humilhá-la na frente de todos. Cresça de uma vez e deixe de ser imatura, Gina.


Ela o olhou furiosamente, e soltou-se dele de forma brusca.


- Você é um bruto, e um idiota. Mas espero que seja apenas uma fase, que não fique nesse status por muito tempo. Vai perder tudo que conseguiu se continuar assim. – disse e fez menção de sair. – Ah, minha mente não se cansa de imaginar a Granger nas nossas “brincadeiras inocentes”, portanto, não vamos parar... É muito divertido ver uma perdedora se dar mal... Acostume-se, meu bem.  – saíra deixando Harry para trás.


O moreno respirou fundo, lutando contra a vontade imensa que sentira em ir atrás de Gina Weasley e esganara. Em seus pensamentos vários praguejamentos e insultos se referiam à ruiva. Porém iria cumprir com sua promessa. Não deixaria que Hermione continuasse sendo alvo de Gina e os demais.


...


 


 


N/A: Atendendo aos pedidos dos nossos queridos leitores que gostaram do resumo e do trailer da fic, aqui está o primeiro capítulo.


Mas o esquema nessa fic é o mesmo que nas nossas outras; tem que comentar para os capítulos virem o mais rápido possível. Quanto mais comentários, mais capítulos a fic terá.


E a gente vai ta aqui pra puxar a orelha de vocês por isso. kkk


Esperamos que gostem da fic, porque ela é maravilhosa. A história é linda e tomara que agrade à todos.


Comentem, o.k?!


Beijo das autoras.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.