FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Estruturando-se


Fic: Heroes -O Torneio dos Deuses


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


-E aí, tudo bem? –Hermione pergunta assim que sai do banheiro e se depara com Harry de pé a frente da porta.


-Claro. Quando sair daqui já poderei pegar minha vaga em frente ao Palácio de Buckingham! –Harry diz divertido, fazendo Hermione rir. –Vamos até meu quarto pegar o colchão pra por no quarto.


-Ele não vai dar, o quarto não é tão grande. Além disso, a cama é de casal, enorme, dá pra nós dormirmos e sobra espaço. –Hermione diz já indo para seu quarto.


-Dormir na mesma cama? Não acha que é um exagero? –Harry diz receoso.


-Por quê? Está com medo que eu te agarre? –Hermione o provoca já entrando, deixando a porta aberta para que ele passasse.


-Isso não tem graça. –Harry diz em um muxoxo.


-Você é que está exagerando. Qual o problema de dividirmos uma cama? –Fala como se fosse óbvio, tirava os sapatos e já havia retirado à colcha.


-Tem certeza de que não se importa? –Pergunta ainda incerto sobre aceitar aquele “convite”.


-Faça o que achar melhor, não vou ficar discutindo a noite toda, quando sei que amanhã vou me matar de andar. –Ela diz já acionando o despertador e depois se deitando.


-Ok Srta. Rabugenta! –Diz chutando as botas para o lado e depois dando a volta na cama pra deitar do outro lado. –Ah, claro. Um feitiço de tranca na porta. –Harry pede enquanto se deitava do outro lado da cama.


-Devia te por pra dormir na porta, isso sim. –Diz aborrecida, mas logo atendendo seu pedido e protegendo a porta com magia.


-Boa noite, Mione. –Deseja simpático, mas ela lhe responde dando a língua e se virando de costas para ele.


*****************************************************************


Quando o despertador tocou, Harry tateou ao lado pra desligar, no entanto sua mão bateu em outra coisa, mais rija e arredondada, fazendo-o se levantar sobressaltado.


-Você enfia a mão na minha cara e toma o susto? –Hermione pergunta já se sentando, logo após desligar o despertador ao seu lado.


-Desculpa, eu não estava acordado ainda. –Diz sem jeito, logo depois bocejando longamente.


-Tudo bem, talvez amanhã o deixe dormir do lado do despertador. –Diz já se levantando e erguendo os braços para alongar.


-Como acha que será o dia? –Pergunta calçando as botas e já se pondo de pé.


-Cansativo, mas proveitoso. Creio que possamos aprender muito aqui e voltar muito mais aptos a vencer a guerra. –Diz otimista.


-Bom que pensa assim. –Diz ainda inseguro, mas oferecendo a mão livre a ela, a outra segurava sua escova de dentes.


*****************************************************************


-Bom dia! –Eragon e Arya dizem ao entrar na cozinha, onde Harry e Hermione preparavam o café da manhã. Os dois respondem imediatamente.


-Estavam todos lá fora? –Harry pergunta, pois havia descido e depois percorrido os quartos e não havia ninguém.


-Groar e Grier foram pra algum lugar não sei bem pra que. Já eu não estava com muito sono então fui me exercitar com Arya.


-O cheiro está muito bom. O que estão fazendo? –Arya pergunta curiosa, mas sorrindo agradada.


-Eu estou fazendo omeletes, já que não comem carne, imaginei que comeriam ovos não galados. Hermione está terminando de passar o café. –Harry responde contente por parecerem aprovar sua comida.


-Café? –Eragon pergunta curioso, no mesmo instante Grier e Groar entravam.


-É, à grosso modo, a semente de uma planta moída até virar pó, onde despejamos água fervente e coamos. Tanto a planta quanto a bebida chama-se café. –Hermione explica já fechando a garrafa térmica.


-O cheiro é muito bom. A comida no nosso mundo não cheira assim nunca! –Grier diz já sentando-se.


-Nada disso rapazes, podem ir lá pra cima e lavar as mãos. –Arya diz ao ver que ambos tinham as mãos sujas de terra.


-Groar não gosta de lavar, lavar, lavar. –Resmunga saindo da cozinha, Grier ia atrás dele parecendo mais conformado.


-Espero que ele continue a respeitando por um bom tempo. –Hermione fala para Arya enquanto sentava-se a mesa. Harry servia os ovos e Eragon punha os pratos na mesa.


-Sei me fazer respeitar, não se preocupe.


*****************************************************************


Após o café da manhã, desmontaram a barraca e a deixaram em um canto, abrindo espaço para iniciar o treino de combate. Eragon passou a Harry e Hermione técnicas básicas para usar com suas armas, enquanto Grier e Arya tentavam atingir Groar, que se movimentava velozmente em linha reta para frente e para trás.


Depois do primeiro treino começaram a caminhada enquanto comiam algumas frutas colhidas naquela madrugada por Arya. Após há segunda hora Hermione já estava no limite o que acabava prejudicando o grupo.


-Assim vamos demorar muito. –Grier diz insatisfeito, ele mesmo começava a demonstrar um pouco de fadiga. –Tenho uma sugestão. –Todos olham interessados. Vamos começar nosso treino de poderes. Eragon e Harry podem voar, eu posso me transformar em um cavalo e carregar Hermione, Arya poderia pegar carona no dragão de Eragon.


-Parece bom. –Arya diz aprovando a ideia. –Mas prefiro correr ao lado de Groar, vocês nos seguem.


Assim que Arya termina de falar, Grier se transforma em um forte corcel de pelo castanho avermelhado, enquanto Eragon conjura seu dragão. Era negro e tinha olhos dourados, o tamanho e a aparência lembravam muito a Saphira, o que fez seu coração se apertar.


-Olá companheiro. –Eragon diz acariciando o corpo do dragão. –Vamos esticar as asas. –Diz enquanto montava na cela que surgira junto com o dragão.


-Eu vou voar aqui por baixo mesmo, assim se eu cair não me machuco muito. –Harry diz já flutuando há alguns centímetros do chão, porém Hermione sabia que aquilo era uma desculpa para não se afastar dela.


-Eragon, não precisa nos acompanhar, mas não ultrapasse o rio, iremos almoçar lá. –Arya o instrui e Eragon apenas assente antes de levantar voo e logo ficar acima das árvores.


Arya disparou a grande velocidade, Groar ao lado dela com facilidade, já Grier corria um pouco atrás, mesmo sendo muito rápido e forte para um cavalo, ainda era mais lento que a elfa, fato que o deixou satisfatoriamente surpreendido. Já Harry tentava pegar o jeito e se equilibrar ao fazer as curvas, tentando ainda se manter na mesma velocidade que Grier.


Quando o grupo chegou ao rio, Eragon estava deitado à margem, arfante, o que fez todos irem até ele, Grier e Groar curiosos e os outros um tanto preocupados. Não havia qualquer sinal do dragão.


-O que houve Eragon? –Arya pergunta olhando para ele a procura de ferimentos, seu tom deixava escapar apenas um pequeno sinal de preocupação.


-Treinei algumas manobras e a chama, mas é muito desgastante. Ele tem um tanto de energia própria, mas a maior parte é mesmo minha. –Responde ofegante.


-Agora ao menos já sabe seu limite. –Arya diz aprovadora e então se voltando para Grier. –Como se sente?


-Bem. No meu mundo já fiquei dias como animal, então acho que mudar para uma outra forma é que pode vir a me cansar um pouco. –Responde tranquilo.


-Eu também estou bem, com um pouquinho de dor de cabeça, mas bem. –Harry diz assim que se viram para ele.


-Isso é muito bom. –Arya diz pensativa, mas logo se decidindo. –Groar, quero que lute com Grier e Harry, mas não use o machado, apenas os punhos.


-Não. –Harry interfere olhando para o gigante. –Somente ele e eu. –Diz com um sorriso de canto, esperava por aquela chance, era o meio de fazer o ogro não apenas respeitar Arya, mas ele mesmo.


-Groar gosta assim. –Diz sorrindo, os punhos fechados, o olhar demonstrando o quanto queria lutar com Harry.


-Não estão aqui para resolverem suas briguinhas particulares… -Arya começa, mas Grier a interrompe.


-Acho melhor os dois resolverem logo isso, assim vão saber seus lugares. –Sugere conhecendo bem o amigo.


-Concordo. –Eragon apoia. –É melhor que coloquem a hostilidade pra fora de uma vez, assim se concentrarão no que importa.


-Lembrem-se que não estão aqui para se matar. –Arya avisa de modo firme, mas se afastando junto aos outros para dar espaço a Harry e Groar.


-Cuidado, vê se não faz besteira. –Hermione diz a Harry, observando o jeito assassino como Groar o fitava.


-Vou acabar com ele. –Harry diz confiante e então se posicionando pro combate.


-Groar muito mais forte. –Avisa com um rosnado, não gostando do jeito de Harry falar e lembrando-se da “derrota” que sofrera na sala branca.


Harry não respondeu, estava focado em concentrar a magia na sua mão, iria lançar seu melhor feitiço estuporante e então um feitiço de extinção que aprendera com Carlinhos, que usava-o contra dragões em seu trabalho.


Porém antes que Harry fizesse algo, Groar havia desaparecido ele estava sentindo uma dor brutal, voando para trás e batendo em algo. Gritos foram ouvidos, mas ele não conseguia distinguir o que significavam, só escutava zumbido e a vista estava turva.


-Harry! –Hermione exclama preocupada, virava-o com cuidado. O braço dele estava pendurado e havia sangue em sua boca, um grande hematoma já surgia em sua face. –Fique quieto, vou tentar curá-lo.


-Groar! Eu disse que não era pra matar ninguém! –Arya diz furiosa, seus olhos pareciam em chamas.


-Mas Groar errou o soco, Groar como raio não viu nada. –Diz dando de ombros, mas não gostando da forma como Arya o olhava.


-Ele não conseguiu se conter e atropelou o Harry. –Eragon conclui olhando Hermione por o braço de Harry no lugar antes de curá-lo.


-Agora não se mova enquanto te curo. –Hermione diz, mas Harry se afasta.


-Não. Eu vou pegar ele, eu posso aguentar. –Harry diz se levantando com a ajuda do braço bom, mas ao sentir a perna fraquejar e não suster o peso, se concentrar para flutuar um pouco acima do chão.


-Você enlouqueceu? Não pode lutar assim… -Hermione protesta, mas ele ignora.


-Groar forte, vai esmagar baixinho. –Provoca num rosnado, quase achando graça em ver Harry todo arrebentado flutuando em sua direção.


-Harry esse não é o momento para orgulho…


-Já disse que vou lutar! –Harry brada interrompendo Arya, olhando desafiadoramente para Groar. –Dessa vez você não me pega.


Groar não esperou mais, correu até Harry que se ergueu mais no ar, obrigando Groar a saltar, momento em que Harry lança seu feitiço estuporante no adversário, derrubando forte no chão, fazendo Groar dar cambalhotas para trás. Sem dar tempo para Groar se recuperar, Harry se concentra e invade a mente de Groar, que se ergue com olhos desfocado e começa a se socar violentamente.


-Pare agora mesmo! –Arya ordena firme, sua energia mágica ficando opressora, o que faz Harry parar.


-Eu disse que acabava com ele. –Harry diz rindo, deixando-se deitar no chão ofegante. –Acho que ele precisa mais de você que eu. –Fala para Hermione, que corria até ele.


-Na verdade não. –Grier diz indo até o amigo. –Os danos são mais graves, porém Groar se recupera extremamente rápido. –Enquanto Grier falava, via um corte se fechar com espantosa rapidez.


-Incrível! Nunca vi nada assim. –Eragon diz vendo o mesmo.


-Estupidamente forte, rápido, tem regeneração ultra rápida, mas mentalmente é mais indefeso que uma formiga. Onde já se viu atentar contra a própria vida? É algo que vai contra os instintos mais básicos.


-O garoto tem a mente forte. –Grier diz com visível admiração e respeito.


-E suporta bem a dor. –Eragon complementa vendo que Hermione o curava, mas ele não gritava, apenas tinha algumas convulsões.


-Melhor pularmos os treinos e pensarmos em comer. –Arya diz fazendo um gesto para a barraca e Eragon vai rapidamente até a mochila.


****************************************************************


Hermione abriu os olhos e se assustou, demorando um tempinho até reconhecer que estava em sua cama, na barraca. Arya se moveu aproximando-se, havia estado sentada atrás da porta.


-Curar Harry te fez ficar inconsciente todo o resto do dia quase. Já é noite alta. –Arya explica vendo Hermione despertar.


-Ele estava cheio de lesões internas, hemorragias no dorso, pulmão, cérebro, perna. –Hermione diz tentando afastar da mente o que poderia ter acontecido caso não tivesse poder de cura.


-E ainda assim levantou e lutou… -Arya murmura pensativa. –Ele é sempre tão impulsivo e orgulhoso?


-Só nos piores momentos. –Diz quase num chiado reprovador.


-Venha, precisa comer. Harry fez uma comida muito saborosa, disse algo sobre ser seu prato preferido. –Arya diz olhando para Hermione, cuja expressão mostrava que ela não o perdoaria por causa de um mimo.


****************************************************************


Harry voava pela noite, concentrava-se em dominar a aceleração e frenagem, medir o quão veloz e ágil poderia ser. Entretanto uma luz chamou sua atenção e Harry voou para lá, parando assombrado ao ver uma família de unicórnios perto de um pequeno lago. O macho adulto vigiava o redor, enquanto um macho jovem cheirava a fêmea, que parecia claramente prestes a dar a luz.


Imediatamente Harry se concentra em onde estava a barraca e aparata para lá, deparando-se com Hermione, Arya e Eragon conversando do lado de fora. Arya e Eragon se assustaram, enquanto Hermione o encarou com seu olhar McGonagall, pronta para lhe dar uma bronca.


-Achei unicórnios, a fêmea vai dar a luz! –Harry fala em tom urgente, não queria ouvir broncas àquela hora.


-Unicórnios? –Eragon pergunta sem entender.


-Apenas venham. –Harry chama, Hermione já estava ao lado dele, Eragon e Arya levantaram hesitantes.


-Consegue nós quatro? –Hermione pergunta achando que seria carga demais.


-Claro que sim, é perto daqui. –Diz já segurando a mão de Arya e logo depois os aparatando.


Harry os levara até a floresta que margeava o local onde os unicórnios estavam, podiam ouvir a fêmea emitindo sons que pareciam gemidos. Os dois unicórnios machos estavam agitados ao redor, seus chifre brilhando como se estivessem tentando ajudar.


-Todo mundo bem? –Hermione pergunta olhando os três, Harry estava arfante, Eragon parecia enjoado e Arya curiosa com a cena à frente.


-São lindos e parecem possuir grande poder mágico. –Arya diz surpresa, quase espantada.


-São as criaturas mais puras que existem, seu sangue é muito poderoso, os próprios animais são magníficos. –Hermione explica se aproximando um pouco, ficando ao lado de uma árvore, porém de frente para os unicórnios.


-Espero que sejam poderosos mesmo, porque a fêmea está com problemas. –Eragon diz em tom preocupado. –Já vi muitos partos de éguas e parece que está com problemas com o bebê.


-Vamos nos aproximar. –Arya diz já levantando, Hermione ia atrás, porém Harry segura Eragon.


-Unicórnios aceitam bem a presença de garotas, principalmente virgens, mas detestam caras. Fica aqui senão vai atrapalhar. –Harry explica para Eragon, estava sentado observando o desenrolar da cena.


Arya se aproximou e buscou fazer contato mental, enviando mensagens de que pretendiam ajudar. Hermione também aproximou-se cautelosamente, abaixando-se devagar ao lado da fêmea e tocando-lhe a barriga.


-O cordão umbilical está o sufocando, precisamos puxá-lo. –Hermione avisa a Arya, que já se posicionava atrás da unicórnio.


Os minutos se arrastaram enquanto tentavam puxar o filhote, Arya usava magia para tentar afastar o cordão umbilical. Quando o filhote finalmente saiu, Hermione usou um feitiço de reanimação nele e aproveitou as fracas batidas no coração do filhote, para curar ele e a mãe, tocando ambos ao mesmo tempo. Foram quase dois minutos de cura, depois dos quais Hermione desmaiou completamente sem forças, até sua pele estava fria.


-Hermione! –Harry chama preocupado, disparando para lá. Eragon foi atrás dele, indo na direção do unicórnio macho que parecia querer atacar Harry.


-Calma, eles são amigos. –Arya diz tentando fazer contato mental. Eragon já segurava o unicórnio jovem. –Ele vai ajudar Hermione, levá-la daqui. –Parecendo entender, o unicórnio para de avançar e abre passagem para Harry, que imediatamente se ajoelha ao lado de Hermione.


-Vou aparatar com ela, vocês vão a pé? –Pergunta já a colocando nos braços, sentindo sua temperatura baixa.


-Sim, preocupe-se com ela. –Arya diz e Harry imediatamente aparata.


-Como eles estão? –Eragon pergunta se abaixando lentamente, acariciando a lateral da fêmea, que parecia bem.


-Elas estão ótimas. –Arya diz juntando as patinhas da frente da bebê fêmea, que logo depois tenta se levantar.


****************************************************************


Eragon observava a fêmea deitada dando de mamar para a filhote, que também estava repousando a frente da lareira dentro da saleta da barraca. Arya aproximou-se e sentou ao lado dele portando duas xícaras de chá.


-Em que está pensando? –Pergunta dando a ele uma das xícaras.


-Saphira. Meu peito se aperta pela distância, principalmente sabendo que tão cedo não voltarei a vê-la. –Eragon admite tristemente, ver aquela cena lembrava-o de Saphira bebê enroscada em seus braços, nos campos cobertos de neve de Palancar.


-Sei que para você será difícil, mas tente não pensar tanto nela, pode magoar seu novo companheiro. Aliás, precisa dar um nome a ele. –Arya diz em tom calmo, era quase um consolo.


-Não sou bom pra nomes. Você tem sugestões? –Pergunta a observando, controlando-se para não perder-se em seus belos traços.


Durante as horas seguintes, ambos pensaram em diversas palavras, parando hora ou outra para contar uma história, relatar uma lembrança. A pequena unicórnio parecia interessada em suas conversas, pois virara-se para eles, suas orelhas movendo-se para tentar ouvi-los melhor.


****************************************************************


Acordou sentindo-se dolorida, seus músculos estavam dormentes e qualquer movimento parecia demandar muito esforço. Abriu os olhos e a claridade pareceu incomodar, porém aquilo ajudou a fazê-la despertar. Uma respiração forte e ritmada a fez mover-se um pouco para o lado e direcionar o olhar para chão, onde viu Harry vestido apenas com uma sunga fazendo flexões. Já vira os amigos umas quantas vezes de roupa de banho, mas não nos últimos meses e mesmo assim nunca havia reparado no quão forte Harry estava, enquanto ele subia e descia podia ver bem o desenho de seus músculos das costas.


-Desde quando faz tanto exercício? –Pergunta curiosa, a voz saindo preguiçosa pelo cansaço.


-Acordou! –Harry diz contente, visivelmente surpreso. –Sente-se bem? Quer algo? –Pergunta atencioso se aproximando dela e tocando-lhe a face em suave carícia.


-Sim e não. E minha pergunta? –Fala ainda curiosa, notando que além dos braços fortes, Harry tinha um tórax definido e o abdômen dava sinais de definição.


-Olívio me passou sessões de exercício desde o primeiro ano, só fui aumentando a carga, ainda mais ao ver quanto isso ajuda a manter os níveis de magia altos e como capitão estava me cobrando um pouco mais, preciso dar o exemplo. –Responde terminando com um sorriso de canto, sentia-se bastante orgulhoso de seu distintivo.


-E é por isso que você o tem, ninguém merecia mais. –Diz erguendo a mão para bagunçar-lhe o cabelo. –Quanto tempo dormi dessa fez?


-Não muito, estamos no início da tarde ainda. Acho que aquilo de transferir um pouco de magia que a Arya e o Eragon fizeram realmente ajudou. Depois precisamos saber como fazer isso. –Ele diz em tom sério e pensativo.


-Sem dúvida. Não sabia que poderia ser feito. –Hermione comenta pensativa.


-Ah! Arya conversou com os unicórnios, disse a eles quem éramos e nossa condição aqui. Eles gostaram de nós e estão muito gratos a você, então nos ajudarão em nossa jornada, serão nossa montaria! –Harry diz animado.


-Isso é maravilhoso! –Hermione exclama até sentindo-se mais disposta. –Aw. –Ela geme ao sentir a cabeça pesar. –Acho que ainda preciso de um pouco de repouso, mas não podemos ficar parados. Vai tomar um banho e diga que se preparem para partirmos. Se os unicórnios ficarão conosco, podemos montar juntos.


-Ok, vou chamar a Arya para ficar com você. – Harry diz já se preparando para sair do quarto e Hermione se limita a mover levemente a cabeça em concordância.


****************************************************************


N/A: Oi, estão ficando mal acostumados! Não esperem que todas as atualizações aconteçam tão rápido, até porque estou cursando mestrado e as matérias estão cada vez mais exigentes.


N/A²: Para quem estava achando o Grupo Azul forte, este capítulo mudou a opinião após ver Groar e Harry lutando? Agradados das partes HH e EA? Não comparem muito as questões de tempo entre um grupo e outro porque eles não estarão sempre no mesmo tempo.


Anderson potter :Vai ter romance, claro, rs rs rs. As habilidades tem que ser medidas com mais calma como sugeri no capítulo da tabela, aliás você consegue “ver” a tabela? O Grupo 2 já começou missão, mas não significa que o grupo 1 está atrasado, é relativo.


r.ad : Só pódio acho que não. Talvez faça bônus se tiver dois brasileiros no pódio. Eu vou introduzir eles aos poucos então acho que vai dar pra entender os personagens, porém se ler a série vai adorar.


May33 : Esse capítulo foi do grupo 1 e o próximo também deve ser, seus preferidos né? Eu ainda não decidi se vai ou não ter continuação, só esperando pra ver. Eu prefiro que mandem por e-mail porque é mais fácil pra eu contar. Ah! Adorei sua tabela, no final deu empate, mas acho que você superestimou alguns e subestimou outros.


Sirius Padfoot Black : Já te respondi por MSN, qualquer outra dúvida é só falar.


rosana franco : Eu entendo sua colocação, mas tem que ser visto que eles não irão se enfrentar, ao menos obrigatoriamente, então a análise de quem é o grupo mais forte não pode ser feita diretamente.


Mania do Potter : Basquete não tem nem graça o Flamengo ganha tudo, tem que ser uma modalidade onde haja chance de derrota. Rsrsrsrs Sem dúvida a união é algo importante, você viu o X da questão. Está sendo preconceituoso falando assim de crepúsculo, há ação sim apesar de não ser o foco principal e se faço um time com Edward, Alice, Jasper, Jane e Alec não teria pra ninguém e esses são só 4.


Lucas Vinicius :Sauron é o bicho, sem dúvida o oponente mais difícil de se enfrentar porque ele é o mais completo de todos.


Trinity : A ideia do segundo grupo era fazer algo quase oposto ao grupo 1. As missões serão semelhantes, as primeiras principalmente.


Márcio Black : Que bom que acha essa melhor. Gostou dos dois mas tem torcida para algum? Arya será bem explorada sim, tentarei fazer o máximo com cada um dos personagens.


Wilhan dutra : Então, minha beta proibiu inserir qualquer personagem que não seja de livro, por isso manga e anime ou HQ estão fora. O Percy talvez apareça, vou pensar nisso. Eu ainda não li essa série então é difícil dizer, mas gostei do filme.


Freya Jones : Você está subestimando o grupo 1, eles também são fortes. Pare e veja a tabla que você perceberá.


PâmPotter. : Análise enorme e muito bem feita, alguns pontos bem explorados, mas falarei mais das análises de vocês lá pelo cap 10, onde os poderes já terão sido mais explorados.


Gawen J. McGray : O problema de trazer Gandalf é que ele não trabalharia com Sauron rsrs. Vi o filme do Percy, mas ainda não li os livros, porém tentarei fazê-lo. Eu acabei a graduação, mas estou no mestrado, então ficou só pior. Sua análise é muito boa, mas comentarei melhor depois como disse acima. E o fato de se ter vilões num time não significa que esse time não possa vencer, afinal posso matar Sauron e então o grupo dele vence, mas ele estará morto.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.