FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. Capitulo 19


Fic: A Caricia do Vento. - Concluida - Dramione


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Desequilibrada, cambaleou para a frente, tentando correr. Mal percorrera três metros, ouviu passos pesados atrás de si. Uma mão agarrou-a pelo cotovelo e fê-la voltar-se bruscamente. Perdeu totalmente o equilíbrio e caiu ao chão. O assassino de Ronald estava de pé, acima dela, as feições largas marcadas com a expressão da vingança. Dois cavaleiros pararam os cavalos, um de cada lado de Hermione, e desmontaram.


 


Arrastando-se para trás, os olhos assustados de Hermione não se desgrudavam do homem chamado Juan.


 


Ficou de pé enquanto ele se dirigia ameaçadoramente para ela. Instantaneamente, os outros dois se acercaram dela, segurando-a pelos braços. Ela dava chutes selvagemente, mordendo-lhes as mãos.


 


Inesperadamente, foi solta. Hermione nem quis saber a razão: virou-se para correr de novo. Enquanto se debatera, o resto dos cavaleiros formara um círculo à sua volta.


 


Arquejando com os esforços desesperados, Hermione deu meia-volta, desconfiada, alerta, sem saber o que viria a seguir. Seu olhar fixou-se no homem de rosto magro que comandava o grupo, a expressão impassível e distante. Os olhos semi-cerrados desviaram-se para os seios arfantes dela, a blusa de seda creme toda aberta. Imediatamente, ela ergueu os braços para se cobrir.


 


A boca do homem retorceu-se ante a ação defensiva que chegara tarde demais para ocultar o que todos já tinham visto. Desmontando, soltou alguma coisa da sela. Parecia um cobertor e um laço para prender animais. Hermione crispou-se intimamente, mas recusou-se a deixar transparecer qualquer temor, quando ele se dirigiu para ela.


 


A magreza dele era enganadora, percebia agora.


 


Era muito mais alto e largo do que ela imaginara a princípio. Movia-se com a graça leve de um animal, uma fera predatória. Os olhos cinzas e insondáveis não abandonavam o rosto de Hermione, hipnotizando-a de tal modo que ela não poderia correr, mesmo que tentasse.


 


Parando à sua frente, desenrolou um sarape, tipo de poncho usado pelos mexicanos. Ergueu-o acima dela, enfiando-lhe a cabeça pela abertura. introduziu a ponta sob seus braços, deixando-lhe as mãos e os braços fora do tecido áspero.


 


Com sua voz baixa, ele lhe disse algo em espanhol, uma inflexão zombeteira em tom sereno. O sangue fervia agora nas veias dela, os nervos à flor da pele com a sensação de perigo pela proximidade dele.


 


O nó do laço foi-lhe passado pela cabeça. Seu coração parou de terror quando a corda roçou os lados do seu pescoço, mas ele a fez descer até os ombros.


 


- O que vai fazer comigo? - arquejou Hermione, incapaz de suportar o suspense.


 


Ele ficou calado, e ela não teria entendido a resposta, caso a houvesse dado. O medo a fazia tremer toda, ao tentar adivinhar as intenções dele.


 


Quando o nó chegou à cintura, ele o apertou, o laço fazendo as vezes de cinto para prender o sarape junto ao seu corpo.


 


Seus olhos indagadores deixaram a máscara impenetrável para buscar o único homem que podia dar alguma explicação.


 


- Por que ele está fazendo isso? - perguntou ao americano.


- Você estava com tanta vontade de correr - veio a resposta indiferente -, que ele resolveu atender ao seu desejo de fazer algum exercício.


 


Voltou-se bruscamente para o par brilhante de olhos cor de cinza. Segurando a corda enrolada, ele se virou e caminhou para montar seu cavalo. Sentou se imóvel na sela por um instante, fitando o rosto pálido de Hermione. Deixando as rédeas soltas junto ao pescoço do cavalo, incitou o animal a andar. A corda começou a se esticar. A castanha tinha a opção de caminhar na extremidade da corda, ou de ser arrastada.


 


Qualquer coisa era preferível ao toque repelente do assassino de Rony, e Hermione preferiu caminhar. As mãos amarradas agarravam-se ao laço que a puxava, usando-o para manter o equilíbrio.


 


Uma milha, duas milhas, mais. As pernas pareciam pesos de chumbo a serem arrastados pelo terreno áspero e irregular. A poeira enchia o ar que respirava, levantada pela montaria e o cavaleiro que tinha que acompanhar. O suor fazia seu cabelo grudar-se ao pescoço. O rosto estava manchado com a mistura de poeira e sulcos de suor.


 


Ela se forçou a seguir em frente, além do que imaginara ser o limite da sua tolerância, tropeçando com mais freqüência à medida que cada passo fazia seus dentes chacoalharem. Era impulsionada pelo ódio que sentia pelo homem de ombros largos que segurava a corda.


 


Tropeçando num tufo de grama, Hermione caiu de joelhos. A corda puxou-a sobre o terreno áspero. Um grito abafado de dor saiu-lhe dos lábios quando foi arrastada em quase toda a extensão de seu corpo, antes que a corda se afrouxasse.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.