FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. O acordo


Fic: EU QUERO TE ODIAR MAS NÃO POSSO fic antiga com capítulos novos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

O hotel estava silencioso, todos pareciam dormir, todos menos Draco Malfoy....que rolava na cama....O coração parecia querer sair pela boca...o nervosismo o tomava por inteiro...E tudo isso por conta de uma simples decisão de uma menina idiota, que só dá dores de cabeça.....e dores no coração...


Não era apenas por isso que não dormia...


Sua cabeça vagava por entre lembranças terríveis...


 


 A retrospectiva o inquietava ...Lembrava do pai...Que agora estava em Azkaban , sofrendo, “enjaulado”, em meio a terríveis prisioneiros, de passados sujos....


Sabia que o pai não era inocente, sabia que era seguidor, e amigo íntimo de Voldemort, e isso fazia com que recaísse toda a culpa sobre ele...


Havia matado pessoas, muitas...e de formas grotescas....Draco sabia que ele poderia ser o herdeiro de todo esse mal...Ter o pai como o dele, não era simples....Mas apesar de inspirar medo em todos....era o seu pai e sempre tinha o tratado como filho...Mesmo que quisesse treiná-lo para ser um comensal igual a ele...


Lúcios julgava aquilo certo, que o mal era o poder supremo, que o mal venceria, que o seu filho seria o sucessor de Voldemort...


Para um adulto fazer uma escolha para uma criança é fácil....Mas ser essa criança da qual o destino já tinha sido traçado é que era difícil...


Draco passou a sua infância em Hogwarts, mas periodicamente enviava para seu pai as mais diversas informações sobre a escola, sobre os professores, sobre tudo o que acontecia ali dentro...Vivia sobre pressão do pai...


Mas apesar de tudo o que precisava fazer seu pai o amava...e ele nunca achou demais ter que fazer o que ele pedia...pois achava justo fazê-lo em troca do amor, que o pai tinha por ele...Afinal Draco vivia em um mundo em que não tinha amigos, não tinha pessoas para se apegar, e a sua hostilidade era responsável por isso...Ninguém chegava perto dele a não ser por puro interesse...


Isso o revoltava....


O pior de tudo era ver Harry Potter , o garoto perfeito , com amigos perfeitos, tachado de O salvador da Pátria, fazendo tudo a favor do bem...


Irritante.Para alguém que nunca conseguira ser nada, além de um pobre menino rico, que inspirava pena, e abandono...cujo único destino seria o mesmo do pai...


Mas esse afeto que Draco julgava ter, não eram mais do que palavras, duras, secas, e agressivas...das quais fingia não perceber o desprezo contido...


Por vezes abominava Lúcios , por predestiná-lo a busca do mal, e ter plantado a semente da arrogância dentro dele, enquanto apenas era uma criança...o culpava por isso, mas hoje seu coração já tinha por ele mesmo aprendido tudo o que é de pior...E agora já tinha dúvidas sobre a influência do pai sobre sua personalidade...achava que era fruto da sua própria existência.


Seu objetivo agora , foi traçado por mãos impiedosas, o plano estava feito, e a oportunidade mais perto ainda...A vingança completa, e o pai se orgulharia muito dele...


Mas antes teria que conseguir uma afirmativa de Hermione e tudo estaria encaminhado....Tinha plena consciência da dificuldade...Mas apesar da covardia, nunca desistiu de lutar pelos seus próprios objetivos... ambição era o que ele mais tinha dentro de si.


Além de todos esses pensamentos que o deixavam tenso , sua cabeça tinha que dividir espaço com pensamentos que podiam ser mais aterradores que os já citados...


 


“-Viu só Granger como o jogo pode mudar...!!!_riu chegando bem perto do rosto dela


-Me solta seu imbecil....eu te odeio Malfoy,eu te odeio seu ...”


 


O beijo .....e as palavras grosseiras de Hermione ainda podiam ser ouvidas por ele...lembrava de cada uma delas....mesmo que tivesse vontade nesse momento de fazer uma lobotomia e arrancar cada imagem, cada frase, cada arrepio, cada olhar ...do cérebro...


 Aquilo tudo conseguia ser mais irritante que o “Potter”....O gosto do beijo se repetindo na memória...e agora o perfume dela era mais nítido e mais suave....Sentia as mesmas sensações...e o pior de tudo era que a deusa metamórfica responsável por todo o delírio, estava repousada na cama ao lado....e podia a qualquer momento voltar para a forma normal de monstra alienígena!!!


A cama parecia desconfortável...não conseguia pregar o olho, sequer um minuto....desistiu de tentar...ficou ali imóvel, esperando que o sono viesse e tentando parar de pensar em tudo...tentando relaxar, porque sabia que o próximo dia seria bastante decisivo!!!


*                                 *                                 *                                 *                                 *


A castanha, dormiu pouco...o loiro também...nenhum dos dois teve sono a noite toda...mas é claro ,que aquele era um problema que poderia ter sido resolvido facilmente...


Ambos poderiam ter chegado a um consenso... se não tinham sono poderiam ter se distraído contando piadas, ou jogando baralho enquanto a vontade de dormir não viesse...


Mas sabemos que aquilo não aconteceria tão facilmente assim...O orgulho era imenso demais...


Era obvio que Hermione sabia cada vez que Draco se mexia, ou emitia sussurros...E é claro Draco também percebeu que Hermione estava inquieta...E foi assim até que depois das 5 da manhã finalmente cochilaram...


Hermione acordou mais cedo que Draco, caminhou até o banheiro...Tomou um banho (quente agora), percebeu que estava melhor, o chá que Draco oferecera a ela tinha sido muito útil.


“Pelo menos não tinha veneno!!!”_pensou enquanto se despia.


“Malfoy terá uma surpresa a hora que eu disser a ele que aceito, mas ele não pense que será fácil assim...vou impor alguma condição para isso parecer mais difícil...se ele soubesse o quanto eu quero e preciso ganhar essa competição , era ele quem colocaria as condições”


O banho acabou, revitalizaste, precisava daquilo para iniciar o seu dia...uma vozinha soprava dentro de si, que seria um dia pior que o de ontem....


“Hoje preciso escrever a Gina, sei que ela vai me matar...já devia ter feito isso....iiiii....eu ainda não abri a maleta dela...ai....eu estou cheia de coisas para fazer, por Merlim...essa merda de tempo, que eu perco xingando o Malfoy...!!!(palavrões de novo Hermione?Onde está a educação que os seus pais te deram?)


Saiu do banheiro, junto com o vapor, e com todos os pensamentos...


Entrou no closet, e antes mesmo de colocar de vestir-se pos baixinho uma música...para ajudar a relaxar...estava tensa antes mesmo do dia oficialmente começar...


Ao tirar o uniforme da pilha de roupas e coisas, que estavam amontoadas em seu espaço no guarda roupa minúsculo, caiu várias outras peças...


“Isso me irrita...toda vez que eu tenho que mexer nessa droga de guarda roupa, minhas coisas caem em cima de mim como um avalanche...Espere Hermione...o que não te irrita?


Não há nada que “não faça você se descabelar...”


A castanha, agora acabava de vestir o seu uniforme...E se olhar no espelho...


-Sabe que até que me caiu bem? Eu nunca fiquei bem de azul..._sorriu pela primeira vez na manhã...


“O que será que a peste vai pensar quando me ver?será que vai me achar bonita?.....Claro.....se eu me importasse com isso....pra mim a opinião dele não presta pra nada...Ele não tem que me achar bonita...tomara que eu pareça pra ele como um trasgo nojento...é isso que eu tenho que parecer...”


Pronta...recolheu as coisas do chão...equilibrou mais uma vez...e saiu do closet...


Olhou no relógio...era hora do Malfoy acordar...mas adivinha O IDIOTA NÃO TAVA ACORDANDO!!!


“Porque você mesmo não acorda ele....”Dizia o inconsciente de Hermione...


“NÃO...EU NÃO VOU ENCOSTAR UM DEDO NESSE MERDA”


Começou a caminhar nervosamente pelo quarto...De vez em quando parava, e fitava o corpo imóvel na cama...


Como acordar alguém pode ser um momento de tanta tensão?Para Hermione era por seus batimentos cardíacos a prova...Tocar naquele estranho corpo de jovem, provocava tremendas sensações (todas indesejadas) na frágil e sensível Hermione...


“Vamos lá... Não é tão difícil assim... você só precisa  acordá-lo e dizer que concordou é só isso e pronto...aí ele fica feliz, levanta da cama com aquele pijama sexy, sorri pra você, te olha daquele jeito que só ele consegue olhar, tira os cabelos despenteados da face, e para completar toda a mais diabólica provocação, coloca o uniforme da equipe (que como diz Gina deve ter ficado o maior gato...) aí pronto acaba a tortura...Vai ser fácil... porém esse filho da puta, vai conseguir me irritar logo de manhã... ”


Hermione se aproximou da cama de Draco...como quem chega perto da jaula de um leão...(de fato era mais perigoso). O garoto parecia dormir profundamente...Hermione sentia um pequeno alívio, o corpo de Draco estava inclinado para a parede, assim não teria o desprazer de ver o loiro dormir...(desprazer?)...


Tocou nas cobertas, com a esperança que ele acordasse com apenas esse leve movimento...mas não foi o suficiente...


-Malfoy....é hora de acordar..._disse com a voz tremendo...quase gaguejando...


“Porque você tem medo dele? Ele está com alguma doença contagiosa?Não, não é mesmo?Então...para que ficar nesse impasse...você parece uma criança ridícula...Ele não merece toda essa delicadeza...Vá ,dê um chacoalhão , arranque as cobertas dele...faça algo expressivo... ” Ela mesma se encorajava.


-Malfoy acorde...._agora dizia energicamente..._ACORDEEEEEE...


Draco apenas, se mexeu e tudo o que Hermione temia aconteceu, ele se virou para ela, ainda dormindo...Lindo, perfeitamente lindo e angelical.


”Merda! ”


Nem é preciso comentar como Hermione ficou....Seus olhos não a obedeciam...Procuravam o rosto de Draco, existia coisa mais perfeita que aquilo?Se existia , Hermione não conseguia lembrar o que poderia ser...


Qualquer mortal que olhasse para ele naquele momento não diria que todo aquele “espetáculo” era um demente, metido, mini - comensal, repugnante....


Se mirasse para aquelas pálpebras cerradas com cílios platinados enormes....Se pudesse ver aquela boca entreaberta, ou fitasse o cabelo desgrenhadamente arrumado, teria vontade de levá-lo pra casa....


Aquela carinha inocente e desprotegida...vulnerável a qualquer ação...Fez com que Hermione se aproximasse mais para ver de perto.


A garota hipnotizada com aquela cena tão serena...acordou do transe e bufou...


“Definitivamente esse jumento não vai acordar?Dá vontade de...dá vontade de....de azarar esse doente!! Já estou perdendo a paciência...Droga...”


Claro que ela estava exaltada...!!! Ele estava desarmado, ali deitado em uma cama, imóvel, e ela ainda ficava a mercê dele, não podendo dominar seus impulsos, e sem saber o que fazer...(e ficar sem saber o que fazer....era uma coisa extremamente irritante, para quem estava acostumada a ter uma solução pra tudo!!!)


“Claro Hermione mantenha a calma, e vê se não faz nada de errado...Pega essa sua mãozinha e coloque em cima do ombro dele...é simples...depois faça um movimento brusco...ele vai acordar...e pronto...você pode fugir pra onde você quiser....MAS ANTES DISSO, VOCÊ TEM QUE ACORDÁ-LO!!!!!!!”


A mão trêmula e leve de Hermione pousou no ombro dele como uma pena, e foi assim que ficou durante os 5 segundos, em que tomava coragem para chacoalhar o corpo quente do garoto...


-Vamos Malfoy é hora de acordar!!!!...”por favor....não me faça ter que fazer isso novamente” _ pensou em tom suplicante...


Finalmente ele resolveu dar algum sinal de que iria acordar...


“Ótimo..acorde rápido e acabe logo com essa tortura...”


Era um mero sinal...nada mais...ele não acordava...Hermione se via obrigada a......


Bom...ela conjurou uma jarra de água...é isso mesmo!!! Uma jarra de água...


“Quem sabe molhado ele resolva sair dessa cama!”


Mais um ato...impensado de Hermione, ela derramou de uma vez todo líquido da jarra sobre o garoto que dormia profundamente...


-COF COF....COF....


-Agora você acordou!!!!_disse Hermione satisfeita...


-O que ...COF....você está tentando fazer?COF COF...._disse Malfoy, extremamente assustado, com o rosto molhado, e os cabelos pingando, tossindo...e dando um escândalo...(típico dele).


-A Malfoy...estava tentando te matar...porém foi uma tentativa frustrada como você pode perceber..._ finge ela uma decepção...


Ele levantou ainda meio atordoado...e quase pulou no pescoço da garota que estava ali com as mãos na cintura...


-Olha o que você fez!!!!!!Cof... quase me afoguei, sua doida, maluca, desequilibrada, eu, eu vou te...


-Ei...vê se para com isso, vai molhar meu uniforme!!!_disse tranqüilamente, para deixá-lo profundamente nervoso...afinal...ele havia deixado ela nervosa, apartir do momento que a fizera olhar para o seu rosto angelical...


-Eu devia te estrangular Granger, você é muito petulante, acha que pode tudo, não sabe com quem está lindando e ....


-SIM..._disse rapidamente...antes que ele terminasse de falar...


-É é bom você saber com quem está lidando, porque se não...


-Não estou falando disso... EU ACEITO A PROPOSTA...._terminou seriamente...


-Eu sabia que você não ia querer e.....o que você disse? Disse que aceita??????????????


-É Malfoy... não me faça repetir...


-É, é sério!!!!???_disse ele desacreditado...e eu eufórico....ria, e ficava sério, tremia...e Hermione pode notar perfeitamente a reação de surpresa, a qual ele estava...Achou até um tanto infantil, mas viu graça nele...parecia uma alegria tão sincera...que lá no fundo sentiu uma alegria também, por ele...


Ficou calada, só observando a cena...


-Granger, Granger, teremos muito trabalho você sabe né...vai ser muito empenho nisso, mas juntos a gente vai conseguir, vamos ganhar esse prêmio, vamos sim...Que horas são?


-São 7 e .....


-Estou atrazado preciso me arrumar... Hoje vai ser um longo dia... o sorteio das provas!!!!_disse nervoso... e ao mesmo tempo eufórico...


-Granger..._segurou ele os braços dela...e surpreendeu-a quando olhou a garota nos olhos..._você fez a coisa certa...


Um olhar daquele, nunca havia sido lançado para ela...não era um olhar típico de um Malfoy...


“O que você está fazendo Malfoy...não me olhe assim...eu só aceitei...não era pra você me olhar desse jeito...não segure os meus braços por favor...isso causa um tremendo desconforto...Você devia estar bravo comigo...eu te ensopei sabia?...eu deixei você irritado...Mas a sua cara não é de alguém que quer matar alguém...Fique irritado por favor...faça qualquer coisa comigo...seu idiota para de fazer isso comigo!!!”


- E....est...está... me molhando..._disse Hermione ainda olhando nos olhos dele...


- Hãm?...a  aaa..me desculpe...eu vou tomar um banho..._Draco soltou o braço dela, e os olhos não se cruzaram mais...


-Vou descer, tomar café da manhã...estarei lá em baixo...


-Ok...ok...mas não coma muito


Hermione, saiu do quarto... fechou a porta enquanto Draco  entrou no closet...


“Droga... EU te odeio Malfoy te odeio de todo o meu coração..., recupere as forças Hermione, ele é só um garoto idiota...apenas um garoto idiota!!!”


Começou a caminhar lentamente, e a organizar na cabeça, tudo o que teria que passar naquele dia.


Audácios, era a sua equipe...a equipe mais anormal que poderia existir...se daria certo alguma coisa que viesse dela, é que seria um eterno mistério por enquanto...Chegava a rir sozinha só de pensar que há alguns dias atrás, estava dentro de Hogwarts, sossegada, estudando para as provas, lendo os livros, passando a mão no pelo do bichento, rindo com Harry,contando segredos para Gina e discordando de tudo que Rony dissesse....Mas agora estava tão distante daquilo, inacreditavelmente distante...Olhava para o próprio uniforme, e não era aquele a qual estava habituada a usar...olhava as paredes, e não via o quadro da mulher gorda, e esperava anciosa por Nick-quase-sem-cabeça, que vinha sempre comprimentar a todos pela manhã...


Estava perdendo tudo aquilo, seus últimos dias em Hogwarts, os melhores... e ela por causa de uma terrível confusão, se encontrava longe do seu segundo lar.


A mesa, estava cheia de comida, coisas deliciosas, igualmente como a mesa do salão principal da escola. Sentou no seu lugar, mas não chegou a olhar para quem estava na mesa...pois não tinha a mínima intenção de ver a cara da outra nogenta oxigenada.


Retirou pouca comida, nada além de umas torradas, e um leite quente... Quanto menos comesse melhor.


Escutou a voz de Bryan, de longe, deduziu que ele estivesse descendo as escadas.E estava, o garoto foi até onde ela estava sentada.


-Bom dia Hermione!!!


-Bom dia Bryan!!!Como está? Dormiu bem?_o garoto sentou momentaneamente na cadeira de Draco.


-Tudo bem Hermione, dormi bem sim...essas camas são bem macias!!!_comentou ele_ muito anciosa para o sorteio da prova de amanhã?


“Anciosa??? É o mesmo que temerosa, medrosa? Porque se for é isso mesmo que eu sou...”


-AAA claro, claro que estou...acordei a noite por causa disso... (claro que não foi bem por causa disso...hehehe...mas pelo menos não menti sobre a parte do acordar a noite)...


-Onde está seu companheiro de equipe?


-Ainda não desceu, acho que daqui a pouco ele consegue chegar...Mas para que falar de coisas insignificantes...né?


-Você e esse ódio né Hermione...olha que ódio e amor andam lado a lado...Riu-se ele...


-Não foi engraçado _disse fechando um pouco a cara_ você parece muito com o jeito de uma amiga minha a Gina...vive insinuando coisas...


-E essa sua amiga, é tão bonita quanto você?_ o garoto disse olhando para ela docemente..e ela se surpreendeu com o elogio...mas algo estava errado...será que ela começara a dar chances para que ele se aproximasse dessa forma?Acho por bem, não levar em conta o que ele disse, ele era apenas seu amigo... e era só isso que queria que ele fosse...


-Ela é sim...é ruiva, tem olhos verdes...eu sou castanha, tenho os olhos castanhos nada que possa chamar a atenção de alguém..._ela riu de si...


-Vários garotos olham para você por aqui!_disse ele afirmativamente _Se fosse tão comum assim porque você acha que eles olhariam...?


-Conheço os homens...eles olham para qualquer coisa que vista saias, e aparente menos de 90 anos!!! Hehehe


Os dois riram, Draco já havia decido e estava ali, quase atrás da cadeira dele...


-Scott, acho que essa cadeira é minha_ disse com uma voz meio rouca, e mal humorada...


-Ah...com licença...A gente se vê depois Hermione!!!_ sorriu para ela enquanto que para ele não olhava diretamente. Retirou-se em um instante, depois de se despedir.


A cara de Draco não estava nada boa...Hermione sabia que fora a presença do amigo que o fizera assim...


-Nem imagino o quão interessante deve ser a sua conversa com o idiota do Scoot..Supunho que já recomendou algum tipo de poção, ou feitiço para polir os grandes chifres dele...


-Você põe defeitos de mais no Bryan, desconfio que esteja com algum tipo de vontade incontrolável de ser ele..._ concluiu a garota.


-Porque eu teria interesse de ser um fracassado, idiota, corno, com cara de bobo?_Draco sentado na cadeira deva os ombros para ela, falando naturalmente, sem alterar o tom de voz.


-Talvez porque ele seja mais atraente que você...


-Isso vindo de você Granger... para mim é um elogio... o que eu menos quero é parecer alguém atraente para você...a relação que eu mantenho agora com você é meramente profissional, você deve saber disso_ o garoto encheu a própria xícara com leite, e café.


Hermione não respondeu, terminou de comer, e se levantou.


-Estarei lá fora te esperando, é melhor você não se atrasar..._tentou lançar as palavras com indiferença...


Draco apenas fez uma careta, mas nada que Hermione já não tivesse cansada de ver...Não deu a mínima importância.


O dia estava lindo, não havia uma nuvem no céu, o clima nem quente nem frio, prometendo uma tarde alegre, o dia perfeito para qualquer programa divertido com Harry e Rony, mas claro ela esquecia de que estava ali, na competição... Nada poderia ser feito, lamentar...de que adiantava? Não poderia fugir dali de qualquer modo...Era se conformar, falar alguns palavrões, ficar vermelha de raiva, e suportar nos ombros toda a pressão que sentia em seu peito...


Tentou relaxar por alguns segundos, respirar o ar matutino. Mas sua cabeça começou a trabalhar novamente, lembrou que deveria escrever para Gina e para os garotos quando chegasse, provavelmente teria deveres para fazer também...hoje chegariam os deveres...E teria mais uma coisa com que se preocupar...Além da formatura...que não tardaria...


Alguns minutos se passaram e logo Hermione percebeu que varias pessoas começaram a se aglomerar em torno de um poste que havia no meio do jardim...Aquela era a chave de portal para irem até os lugares que precisavam conhecer...


Draco levantou da mesa..ainda um tanto aborrecido... Era difícil resistir a ela... podia ter todos os argumentos do mundo, todas as palavras ásperas, e ofensivas...mas ela sempre ganhava, porque de uma forma ou de outra, ele perdia...toda vez que ela fazia os seus batimentos cardíacos aumentarem, quando ela fazia com que não pudesse respirar, quando ela conseguia hipnotizá-lo, quando sorria sarcástica, toda vez que ela balançava os cabelos naturalmente...todas essas vezes que ele perdia o controle sobre si mesmo...eram como batalhas perdidas...


(música Lifehouse, ONLY ONE... tem tudo a ver com o romance...espero que gostem da minha escolha)


 


She's got a pretty smile

it covers up the poison that she hides 

she walks around in circles in my head

waiting for a chance to break me

chance to take me down

now I see this burden you gave me

is too much to carry

too much to bury inside 

 

Ela tem um lindo sorriso que

disfarça o veneno que ela esconde

Ela anda em círculos na minha cabeça

Esperando por uma chance para me quebrar 

Uma chance para me humilhar

Agora eu vejo que este fardo que você me deu

É muito pesado para carregar 

É demais para enterrar por dentro

 

 

I guess you're the only one

that nobody changes

I guess you're the only one

left standing when everything else goes down 

 

Eu acho que você é a única 

Que ninguém muda

Eu acho que você é a única 

Que resta quando tudo mais afunda

 

 

you're still the only one, yea 

you're still the only one 

 

Você ainda é a única

Você ainda é a única

 

 

it's so shallow and all so appealing 

I'm up to my ankles and I'm drowning anyway

in a sea of sarcastic faces

familiar places

everything looks quite the same here

it's all confusingly amusing

bitter and tainted the picture you painted to me 

 

É tão superficial e tudo tão agradável 

Eu estou de pé em meus calcanhares e estou me afogando

de qualquer jeito

Num mar de rostos sarcásticos 

Lugares familiares

Tudo parece o mesmo aqui

É tudo divertido de forma confusa

Amarga e manchada, a pintura que você pintou pra mim

 

 

 

I guess you're the only one

that nobody changes

I guess you're the only one

left standing when everything else goes down

 

you're still the only one

who will never change faces

I guess you're the only one

left standing when everything else goes down

 

 

 

just 'cause it's all in your head

doesn't mean it has to be IN MINE and

I don't believe what you said

still can't get it out of my mind

I've tried to find myself in approval

I've already been there already done that

it got me nowhere it brought me nothing

but a good place to hide in

no one to confide in now

 

Só porque está tudo na sua cabeça

Não significa que precisa estar na minha e

Não acredito no que você disse

Ainda não consigo tirar da minha cabeça

Eu tentei achar a mim mesmo em aprovação

Eu já estive lá, já fiz aquilo

Não me levou a lugar algum, trouxe-me nada,

Apenas um bom lugar pra esconder 

ninguém para confiar agora

 

 

I guess you're the only one

that nobody changes I guess

guess you're the only one

That will never change faces

I guess you're the only one 

 

Você ainda é a única 

que nunca mudará de rosto

Eu acho que você é a única 

Que resta quando tudo mais afunda

 

 

Caminhou até ela, e os passos pareceram não avançarem... ela estava de costas para a porta, parada ali no sol, parecendo admirar a manhã...ficou um tanto satisfeito por ela estar sozinha, e não conversando com Bryan.


Chegou perto dela e tocou no seu ombro... a garota virou para ela, mas não disse nada..


-Acho que deveríamos ir, par mais perto da chave de portal...


-A..sim, pensei que ficaria lá e comeria toda a comida da mesa_ agora Hermione riu deixando Draco um tanto desconfortável, com aquele sorriso...


Mas junto dela caminhou até mais perto do lugar.


Logo as risadas e as conversas altas de Montevilla, puderam ser ouvidas...o homem vinha a passos largos , se aproximando da chave de portal, acompanhado por diversas pessoas, das quais pareciam fazer parte da comissão de organização.


Hermione ficou feliz por não ver Rita Skeeter, mas sabia que essa sensação poderia durar pouco tempo, aquela víbora apareceria...como sempre, para arruinar sua vida.


-Meus queridos competidores_ disse Montevilla animado_ bom dia, a todos, serei breve...aqui está a chave de portal que usarão para chegarem até o primeiro local de provas, Meredith vai chamar por ordem alfabética o nome das equipes, e poderão de aproximar e ir...Meredith _disse ele se referindo a secretária_ pode começar...


-Bem_ disse Meredith um tanto atrapalhada, com os papéis_ Primeira equipe, ANIMUS_ uma garota e um garoto, ambos altos e morenos se aproximaram e assim colocaram a mão na chave de portal, que os levou_ Segunda equipe AUDÁCIUS_ Hermione e Draco se aproximaram tocaram na chave de portal, e logo estavam no lugar.


Assim foram chegando as duplas, e depois por fim Montevilla e sua equipe.


Os dois não conversaram, ficaram esperando todos chegarem, não soltaram nenhuma palavra nenhuma ofensa...


Quando todos já estavam ali, Montevilla, pediu silencio e começou a falar:


-Senhores competidores, é com muita honra que hoje eu saúdo todos vocês, e como sabem hoje é o dia em que faremos os sorteios da prova de amanhã...Como bem sabem, a nossa competição é feita de inúmeras categorias...e os Senhores serão testados das mais diversas formas...Como todos os anos as provas serão realizadas em duas semanas, ou seja , sem contar os dias de festa , serão um total de 14 provas...


Portanto haverá dias em que teremos mais de uma prova...e por isso será necessário esforço e preparo físico e mental da parte de cada um de vocês...


As regras para cada prova, serão entregues a vocês, depois do sorteio , juntamente com o cronograma de amanhã.


Não tive a oportunidade de apresentar a vocês algumas das pessoas  que terão papel muito importante nessa competição...


Aqui ao meu lado direito está Joan Sorvivor, Fiscal, que vai ser o responsável, pela fiscalização de todas as provas, juntamente com os seus dois assistentes..._ele era um homem, baixo , corpulento, e usava um casaco tomate, totalmente fora de moda...dava a impressão de ter mais de quarenta anos... seus cabelos negros começavam a branquear, possuía um bigode massudo e que tampava sua boca..._Ao meu lado esquerdo está Meggy Flynsburg, será responsável, pela correção e verificação da validade dos resultados das provas, juntamente com a sua equipe_ essa era uma mulher também aparentemente de mais de 40 anos, e possuía um cabelo pela altura dos ombros, castanho escuro, os olhos expressivos verdes, era uma mulher risonha, e até parecia infantil por possuir bochechas rosadas, não era magra nem gorda, ficava no meio termo, usada uma saia longa, e uma blusa de mangas largas, se fosse vista no mundo trouxa, com certeza seria uma Hippie_ Bom ainda teremos várias pessoas que irão supervisionar o andamento da competição... pessoas que cuidarão da segurança e bem estar de todos os participantes...


Não sei se falei tudo o que queria, mas vejo nas suas carinhas adolescentes que estão cansados de escutar, portanto qualquer dúvida que tiverem poderão se dirigir a nossa recepcionista do hotel Srt. Meredith, que foi treinada especialmente para ajudá-los sobre qualquer informação que precisarem...


Bom, acho que é só isso...agora sintam-se a vontade e dêem uma conferida nesse primeiro local de provas... o Estádio  Druida Cliodna...


Todos bateram palmas...Enquanto  se dispersavam, ao longo do campo...Porém antes Rita Skeeter, quis que posassem para uma foto, todos os competidores...


-Vamos meninos e meninas, vamos bater uma foto, bem bonita, para a coluna da titia Rita...Você garoto de olho azul, fica na frente...isso...


Hermione quase fez uma careta na foto, mas antes que pensasse seu assistente já havia batido o retrato.


*                                 *                                 *                                 *                                 *


O sorteio das provas seria em seguida, todos estavam ansiosos, para saber o que enfrentariam. Os alunos davam voltas pelo campo, tentando se familiarizar com o espaço, apesar de ser muito pouco ainda.


-Bem, senhores competidores se aproximem_ dizia a voz animada de Montevilla, que fazia sinal para que todos se aproximassem em volta de uma mesa que havia ali, que na qual estavam atrás dela, Montevilla, Meredith, com uma cara de cansada, a “Hippie”, o cara do casaco fora de moda, e todos aqueles assistentes com cara de estagiários.


-Agora vamos sortear a prova de amanhã!!!_ em cima da mesa, havia um aquário de vidro, com um líquido estremamente azul, submerso nesse líquido estavam diversas bolinhas brancas.


Montevilla, fez um gesto rápido com a varinha e uma das bolas submergiu, e Montevilla retirou da água...


-Veremos agora o qual será a tarefa dos senhores...


Um dos fiscais abriu a bola branca, e retirou um pedaço pergaminho de dentro dela, e leu o que dizia ali.


-A prova sorteada é.... CORRIDA DE VASSOURAS...


O murmúrio começou entre os competidores, que comentavam sobre a prova sorteada...


-Silêncio!!!_ pediu a atenção Montevilla_ a prova será realizada, nesse Estádio, será amanhã logo cedo, pois a tarde haverá mais um sorteio de provas...e quem sabe dependendo da prova serão duas a serem sorteadas para serem realizadas no mesmo dia...Quando forem chamados espero que todos estejam perto da chave de portal, pois serão acompanhados  Senhorita Flynsburg e o Senhor Sorvivor, para o próximo local onde serão realizada as provas...


-Corrida de Vassouras?


-Ótima prova...com certeza ficaremos entre os três primeiros...!!!_disse Draco animado


Hermione não falava nada.


-Podemos relaxar por enquanto, vamos nos preocupar com outras provas, por que essa já está no papo!!!_Draco se espreguiçava, e sorria satisfatoriamente...


Hermione ainda calada.


-Perdemos a Granger...Granger...cadê você....garota você está me escutando...?


Hermione em profundo silêncio...


-Sua neurótica!!! Você está ouvindo o que eu estou falando?


Draco esperou mais alguns segundos mais ela estava de braços cruzados, olhando fixamente para o nada, com uma expressa vazia, que ele mesmo chegou por um instante a ficar preocupado.


-Temos um problema Malfoy...


-A finalmente saiu alguma palavra dessa boca, pensei que estivesse petrificada Granger..quem pensa que é pra me deixar falando sozinho?


-Eu não sei voar_ disse com toda a convicção do mundo...


-Pensei que fosse algo sério e.....O QUE VOCÊ DISSE????????????


-É Malfoy... exatamente o que ouviu... eu não sei voar...


-Você só pode estar brincando!!!!Como não sabe?


-Não sei voar Malfoy...não sei...detesto altura...não tenho a menos habilidade...não vai dar...você vai ter que correr sozinho...


-NÃO DÁ GRANGER..._Draco com os gritos, já começava a chamar a atenção de algumas pessoas, resolveu baixar o tom de voz...apesar de ser difícil depois de uma notícia daquela_ somos uma equipe...uma equipe...e essa corrida é para duplas entendeu? DUPLAS!!!!


-E o que o senhor pretende fazer? Eu já disse que não sei voar...e não há como competir assim...é melhor a gente esquecer isso Malfoy...


-Você ta doida? Eu não vou esquecer nada...não vou desistir disso Granger...não é você que vai fazer com que eu tire isso da cabeça...


-E o que você pretende fazer hein?


-Treinar você...


-Pirou??????


-Não eu estou falando sério...agora espere aqui...eu já volto...


-Não...você não...ei aonde você vai?_disse ela gritando para ela já caminhava rapidamente para longe dela...


Draco nem respondeu...apenas se afastou dela, e a garota cruzou mais uma vez os braços indignada.


“O que esse demente pensa que vai fazer? Eu definitivamente não vou treinar com ele, só pode estar brincando quando cogita uma possibilidade dessas... Não há como eu aprender a voar, para uma competição dessas em um dia...é magicamente impossível...”


Draco demorou a voltar, a garota ficou ali mais algum tempo, esperando, até que o loiro apareceu, um tanto mais calmo, porém mais preocupado que antes...


-Granger..._disse Draco vindo ao seu encontro.


-O que foi Malfoy..._disse cansada de esperar.


-Tenho uma boa e uma má notícia pra te dar...


-Pode falar , estou toda a ouvidos....


-Bom , consegui um lugar pra gente treinar...vassouras...e tudo mais.


-...Com o Montevilla imagino...


-Na mosca!!!_ disse ele sorrindo para ela, maliciosamente.


-MAS ISSO É TRAPAÇA..._gritou de imediato...


-SHIIIIIII....que tal a senhorita falar mais baixo...se tem algum protesto também não precisa gritar ele pra todo mundo ouvir...


- Malfoy , eu não vou trapacear...é injusto, é baixaria...você sabe que eu ...


-Escuta Granger, não querendo acusar você  mas, já tive provas suficientes essa semana pra ter certeza de que você é chegada em um barraco..._constatando o fato.


Hermione ficou rubra, ele tinha razão...


-Uma coisa não tem nada a ver com a outra...a gente vai fazer algo muito errado e muito injusto...eu não estou de acordo..._disse virando de costas e saindo, em direção a Bryan.


-Teimosa....a rainha da teimosia_ urrou Draco batendo o pé no chão e socando o ar _o pior de tudo é que ela tem que fazer a cena...é só questão de tempo pra ela voltar atrás, e vir correndo pedir pra treiná-la...Mas enquanto isso...acho que vou tomar um suco de abóbora..._relaxou, e foi até o lugar onde serviam lanches.


 


-Quem eu vejo aqui...hehehe _disse Bryan, olhando tranqüilamente para Hermione


-Olá Bryan!!!Como vai?


-Eu estou bem Hermione...um pouco desapontado mas bem...


-Desapontado?Posso saber porque?_disse parecendo interessada...  “deve ser por culpa da Oxi de novo”


-Me dá vergonha falar mas....Sabe o sorteio das provas...hoje para mim foi um desastre...A nossa primeira prova é corrida de vassouras né?


-Sim..._concordou ela.


”Pelo jeito que ele está falando ele não deve saber voar como eu...aí eu vou poder me livrar dessa terrível missão de treinar com o Malfoy...Se eu pagar um mico pelo menos não vou pagar sozinha!!! ”


-Bom...é que eu e minha companheira de equipe, treinamos apenas 11 meses para essa corrida, pois não tínhamos certeza se ia ter esse ano...agora estamos ferrados...tivemos apenas 2 horas de treino por dia...mas acho que não vai ser  o suficiente....só a elite corre aqui..._disse desanimado...


”To no cú do tigre!!!!!!!!!Agora sim...game over, acabou...amanhã to voltando pra casa...Ah esqueci que não posso voltar...Tenho que ficar aqui e divertir todo o povo com o meu fiasco em cima de uma vassoura....vai ser algo espetacular...acho que eu mesmo vou mandar uma coruja pra Skeeter avisando sobre o que vai acontecer amanhã...vai render a ela o maior furo de reportagem da história...


Cá entre nós...Merlim não gosta mesmo de mim...Claro que não gosta...quando penso que as coisas podem melhorar um pouco...ele vem com todo o seu bom humor pregar peças em mim...somente em mim! Mas vamos lá....vamos agüentar a triste sina de ser o boba da corte de Merlim......A equipe de Bryan desanimada porque só treinou 11 meses...blábláblá.... Malfoy voa bem...isso eu sei...mas a competição é preciso que duas pessoas voem...e eu não vou conseguir fazer essa proeza...E assim acaba de “voar” a chance de um emprego no ministério da magia...Merda grande e fedorenta...”


-Hermione....acorda...


-Hum??? Me desculpe, estava só meditando um pouco..hehehe....


-Dormiu bem essa noite?_perguntou...


-Dormi sim e você? ”Porque eu digo tantas mentiras? ”


-Também..._finalizou a conversa delicadamente.


-Dia lindo não?_sorriu ele espreguiçando-se agradavelmente.


-Maravilhoso...uma manhã extremamente agradável...Nem quente , nem fria...Nem vento demais nem vento de menos...ótima para dar um passeio...


“Ótima se eu não estivesse aqui, quase morrendo de tensão....Claro que eu sei que seria simples de resolver isso....eu iria até o Malfoy me humilharia...diria a ele VOCÊ TINHA RAZÃO MALFOY...PRECISAMOS FAZER ISSO!!!,  e acima de tudo iria contra os meus princípios ...aceitaria trapacear com ele...Tentaria treinar...e quem sabe aprenderia sobre voar em vassouras...Claro...assim teria pelo menos uma chance...(apesar de ser tão mínima) de ficar em alguma colocação melhor do que a última....Seria tão simples...se eu fosse uma garota daquelas que dá o braço a torcer...”


-Se sobrar tempo Hermione...a Senhorita , com todo respeito gostaria de passear comigo a tarde?_disse expressivamente , olhando para ela, não tinha malícia em seu olhar...pelo jeito queria alguém apenas para conversar...e Hermione estava no mesmo barco dele...precisando muito de conselhos, desabafar...relaxar com um agradável passeio...E ela apenas teria de aceitar e teria uma tarde feliz....


Mas  o que ela não contava era que sua boca à traísse...como fez...


-Eu iria adorar passear com você Bryan, mas essa tarde será impossível, eu e meu companheiro de equipe estamos bem atarefados...Nosso diretor vai nos mandar nossos deveres de casa, via correio-coruja...temos que deixar tudo pronto até amanhã...._disse a garota como se as palavras não fossem filtradas pelo seu cérebro....brotavam do nada!!!


-Que pena...._Bryan terminou desanimado com a negativa.


-Não Bryan_ Hermione tocou no braço dele_ não fique assim...terão inúmeras oportunidades....quem sabe no final de semana a gente não sai!!!


“Viu o que você fez sua burra!!!O menino já ta na Merda, e você insiste em piorar as coisas...Ela apenas queria uma companhia para sair, e você estragou o dia dele...”


O garoto sorriu docemente, assim pareceu sumir o desânimo do rosto...


-Por mim está bem Hermione!


-Não vai ficar ofendido?_perguntou Hermione com uma certa duvida, ao moreno.


-Não , não Hermione ta tudo bem!!! Claro...eu entendo perfeitamente!


Hermione sorriu para ele, enquanto trocavam um olhar fixo.


-Preciso ir agora..._disse Hermione sorrindo, delicadamente...e virando de costas para ele, caminhando rapidamente em direção de Draco, que não estava olhando para ela.


CONSCIÊNCIA 1:“Todo mundo estraga seu dia Hermione...Porque você não pode estragar o dia de alguém...?”


CONSCIENCIA 2 “Acho que conviver com Malfoy, faz brotar em mim todos os tipos de pensamentos perversos , estou sendo egoísta...”


CONSCIENCIA 1: “Bem...na verdade não...você está sendo apenas racional, está pensando no seu próprio bem...está pensando no seu futuro...está pensando no seu emprego,como qualquer competidor que está aqui...Não há nada de errado nisso...há?”


CONSCIENCIA 2: “Não há!!Mas eu não sei porque eu não topei passear com ele, minha boca estava pronta para dizer que sim, e algo dentro de mim, fez com que eu dissesse não, como se eu tivesse algo de muito agradável para fazer...algo que seria verdadeiramente melhor que passear com ele...”


CONSCIENCIA 1: “Essa questão é fácil de resolver...você simplesmente sente uma vontade louca de passar alguns minutos ao lado daquela ‘perfeição’...claro você é apenas uma vítima dos mil encantos do rapaz..não tem porque se culpar e ...”


CONSCIENCIA 2: “Quer parar com isso? Você sabe bem o quanto eu o detesto, e não suporto a presença dele...ou será que eu preciso repetir?!”


CONSCIENCIA 1:”Só porque você não consegue admitir , que ELE foi o responsável, pelo beijo mais maravilhoso da sua vida?”


CONSCIENCIA 2: “Já cansei de repetir que aquilo não foi um beijo...a Gina disse a mesma coisa, agora você? Porque todos acham eu gostei daquele maldito beijo...ninguém sabe como foi!!!!EU NÂO GOSTEI, e PONTO FINAL!!!!!!!”


CONSCIENCIA 1: “Sei...continue tentando se enganar...”


CONSCIENCIA 2: “Cale a boca de uma vez...”


CONSCIENCIA 1: “Pode continuar me rejeitando...eu não vou mudar minha opinião em relação os seus sentimentos sobre o Malfoy...”


Hermione caminhou por todo o espaço enquanto sentia-se atormentada pela sua consciência, ou melhor, consciências....(e muito teimosas por sinal).


Chegou até ele, e tocou no seu braço...


-Malfoy..._disse seriamente


-O que foi Granger? _disse ele calmamente, sabendo perfeitamente do que se tratava, mas paciente esperando escutar da boca dela o que ele tinha previsto...


-É.... bem é que....._falou nervosamente.


-Vamos Granger desembucha..._disse ele terminando de tomar o suco de abóbora...mexendo o canudo dentro do suco, e sugando as últimas gotas...


-Resolvi aceitar a sua proposta...._deixou apenas as palavras passarem pelo meio dos dentes...quase inauditamente


-O que? Não to escutando direito..._ queria que ela falasse em bom som...para satisfazer o ego...e humilhá-la um pouquinho mais.


-Olha Draco, você me entendeu... eu quero treinar...e de preferência se pudermos começar o mais rápido possível!!!_disse relutante.


-Nossa! Você muda tão rápido de opinião...Mas e os seus princípios? Me parecem mais princípios feitos de areia..._riu gostosamente dela_ devia ser mais firme nas suas concepções...


-Vai demorar muito pra parar de tripudiar? Eu sei que mudei de idéia rapidamente..mas foi por uma justa causa...Mas não que eu faça isso sempre...tenho a opinião bem feita ta bom, e mesmo assim não continuo achando certo o que vamos fazer?


-Bom...se você diz..._falou ele ignorando o que ela tinha dito...


Ficaram em silêncio.


-Você não vai dizer nada?


-Você quer que eu diga o que?


-Estou esperando você dizer que hora vamos treinar...e...


-Você está com pressa mesmo hein? O que te fez mudar de idéia?


-Bom...isso não importa...o que importa agora é que eu realmente não sei voar...Você vai me ensinar  ou não?_ disse irritada, colocando a mão na cintura...


-Tudo bem Granger_ disse ele pegando no braço da garota e puxando-a um pouco para trás, para conversar, deixando-a um pouco desconfortável_ é o seguinte, você sabe que não podemos deixar pistas, rastros, desconfianças....ninguém pode saber que iremos treinar...Isso seria a desclassificação...Deixa eu te explicar a situação...ás 3 horas voltaremos para o hotel, é quando termina o reconhecimento dos locais de prova...como você sabe são três os lugares...pela manhã ficaremos aqui... almoçaremos no segundo lugar, ás 2 horas, vamos para o terceiro lugar, e finalmente voltaremos para  o alojamento...


Porém depois das 3 horas , todos ficarão ocupados com as suas próprias coisas...seria  o nosso tempo livre...


-Então depois das 3 horas poderemos treinar....treinar até a noite suponho...


-Você não me deixou acabar de falar...


-Tudo bem...prossiga...._disse impaciente.


-Esse tempo livre só vai até o horário do jantar, que se dará as 8 horas...portanto, teremos apenas 5 horas para ficarmos fora entende? Porque se não tivermos na hora do jantar, vão sentir a minha falta..e perceberão algo de estranho!!!


-Pretensioso você hein? O que te faz pensar que alguém vai sentir a sua falta?


-Bom, é lógico que todas as garotas vão dar falta do garoto mais sexy de todo o hotel...não vivem sem a minha presença...


-Há Há Há... Você tem um senso de humor..._riu-se ela..._ mas e como chegaremos no lugar do treino?


-O senhor Montevilla, vai mandar um Elfo doméstico para nos acompanhar até o local...ele me deu as chaves do lugar, pelo que me consta é um campo de quadribol abandonado...


-E as vassouras?_disse ela respirando fundo.


-Estão lá...fazia parte do pacote..._riu ele, ajeitando a jaqueta.


Hermione meio tensa...sabia da responsabilidade, e sabia que era difícil confiar no Malfoy...como conseguiria aprender algo com ele?Não estava particularmente acreditando que aquilo fosse funcionar...mas ela tinha escolha? Não....Então era aceitar e torcer para que nada de tão grave acontecesse...


-Vejo uma certa inquietação da sua parte... está nervosa?


-Como você estaria se tivesse que aprender a voar, tendo medo de altura?


-Você com medo Granger? Isso é inédito..._agora ele rira mesmo... e ela se perguntava o porque de estar sendo tão sincera....


-Todos temos fraquezas...e eu tenho certeza que você estaria se mijando, se tivesse que voar de hipogrifo...


Era fácil de calar o Malfoy as vezes, uma palavra que ele detestava era HIPOGRIFO... devido as más experiências tidas com o animal...E Hermione não acreditou ao olhar os olhos dele paralisados, não nos dela... mas em qualquer coisa... e a garota tinha certeza que nesse momento ele se lembrara daquela aula  de Trato de Criaturas Mágicas, a mais engraçada de sua vida...Quando Draco quase virara o jantar de Bicuço...


E realmente ele mudou inesperadamente de assunto...fazendo Hermione gargalhar por dentro... ela achou melhor não debochar de algo tão terrível....(cara!!! Ela não teve coragem de humilhá-lo nessa hora... até os inimigos tem limites... e aquilo iria ferir demais o ego de Draco... ela decidiu que BICUÇO era algo que ele queria esquecer... ou então, como um argumento desse não se desperdiça... devia ser guardado muito bem para ser mencionado no momento certo...hehehe)


-O que achou daqui? Tecnicamente....esse campo o que achou dele...


-Vou ser sincera com você... ainda não sei o que vamos enfrentar... se familiarizar com os lugares de prova, é muito pouco...o que eu queria conhecer previamente, eram as provas...


-Bom isso a gente pode dar um jeito..._riu mais uma vez Draco... ele estava engraçadinho demais...


-Não Malfoy.... você não vai pedir para o Montevilla.... de jeito nenhum...._disse nervosamente...


-Relaxa Granger...você é muito medrosa... Montevilla não sabe as provas...esqueceu que serão sorteadas??? Porém a gente pode dar uma olhadinha no histórico das provas... todos os anos existem provas repetidas...na maioria das vezes... as provas clássicas sempre estão presentes... Essa noite a gente dá um pulinho na Biblioteca e dá uma verificada em alguns documentos... Você só pensa em coisas ilícitas???_fazendo uma cara como se fosse a mais santa das criaturas...


-Olha quem falando...se eu não te conhecesse Malfoy... você é um trapaceiro e dos piores...


-Mas além de trapaceiro, eu sou muito convincente...porque consigo fazer com que PESSOAS....trapaceiem junto COMIGO....


-Já estou começando a desistir da idéia de treinar...


-É claro que você não vai desistir Granger...Você quer demais esse prêmio...e não há nada que eu fale que vai te fazer mudar de idéia... Como não há nada que você diga ou faça que vai me fazer desistir de ser o vencedor dessa competição..._concluiu decididamente


-Você tem razão...as basbaquices que você diz não devem ser levadas em consideração...Aliás...mudando de assunto... eu não sabia que tínhamos uma biblioteca...


-Bom Granger se fosse uma boa observadora, iria notar que ao lado da recepção tem uma porta com um letreiro dizendo BIBLIOTECA...


-Isso é maravilhoso!!!_disse sorrindo...aquele sorriso tão feliz incomodou profundamente Draco...


-Bom mas que horas são agora?_Draco  rapidamente de assunto


-Faltam 5 minutos para as 11...


-Bom daqui a pouco vamos conhecer o próximo lugar..._disse Draco lembrando Hermione.


-Você tem idéia de para onde vamos?_ perguntou interessada...


-Granger...deixa eu te fazer uma breve perguntinha.... você por um acaso chegou a ler, o programa de três dias?


-Claro que li.... “Eu li? Será que eu li mesmo?Nossa...eu esqueci de ler...até essa ameba leu...eu esqueci...onde eu ando com a cabeça...Pergunto eu a Merlim...onde o senhor escondeu meu cérebro...O senhor anda receptando minha memória?Me privando de ter acesso a ela?Isso é contra a lei!!!Eu quero os meus direitos!”


-Você disse para mim que estava atrás da porta pregado...no mínimo eu te conhecendo deduzo que tenha lido, interpretado e traduzido para umas 5 línguas...


-Eu li...mas não lembro os nomes...tive um lapso de memória e ...


-Eu não acredito Granger...estou pasmo...preciso tomar um como d´agua antes que eu desmaie...


-Pirou Malfoy?_disse colocando as mãos na cintura enquanto ele fazia  a cena...


-Você não leu...o programa...a CDF mais CDF do mundo, não leu o programa....eu preciso de ar....


 -Olha...não te devo satisfações OK? Ou por acaso você é meu tutor agora? Já tenho 17 anos, e sei exatamente o que fazer, e o que não fazer...


-Granger...que agressiva...não perguntei nada...só constatei que você esqueceu de ler..porque anda com a cabeça não sei aonde...e isso me preocupa muito....


-Te preocupa?


-É Granger como vamos ganhar essa droga... você aluada desse jeito?Só vou te avisar que é melhor você voltar para Terra, antes que qualquer um desses imbecis pegue a taça da vitória, primeiro que nós...e o que é principal consiga essa droga de emprego no ministério da magia...


-Malfoy...que preocupação toda é essa...que eu bem me lembro você chegou aqui amaldiçoando Dumbledore, e principalmente a mim, por estar participando disso...agora você todo angustiado, como se tivesse apostado sua vida nisso!!!


O garoto ficou com as bochechas vermelhas, e quentes... Passou alguns segundos mudo, mas logo formulou uma resposta... e que apesar de parecer, irrelevante...para a castanha foi como uma adaga atravessando seu peito...


-As coisas mudam Granger, apesar de a sua incrível teimosia lhe dizer que as coisas “são assim e ponto final”, mesmo que a sua cabeça dura, insista  que tudo tem que ser do jeito que sempre foi...Desculpe decepcioná-la AS COISAS MUDAM...mesmo que você não aceite...


-Isso me deixa um tanto conformada, quem sabe um dia você consiga mudar, se transformar em um ser humano de verdade... Com sentimentos talvez...


MALFOY: “Droga... o que eu estou falando? Porque eu disse isso... não tem nada a ver... não era para eu ter dito isso... porque eu estou dizendo que as coisas mudam... eu nunca vou mudar, eu sou um Malfoy... nasci predestinado... nunca vou ser como Potter, como qualquer um daqueles idiotas da grifinória, metidos a “salvadores da Pátria”, não...eu não gosto da Granger...eu não mudei meus sentimentos por ela, continuamos sendo inimigos e.....Bosta!!!!!!Porque eu tenho que ficar pensando nela? EU NÃO MUDEI... E NÃO VOU MUDAR!”


-Eu disse que as coisas mudam... Não as pessoas!!!


-Então, infelizmente você vai ser esse monstro a vida toda!!!


Apesar de por fora Hermione, estar fingindo segurança, por dentro estava acabada...Aquelas palavras foram extremamente incomodas, e pareciam que se encaixavam perfeitamente na sua vida... Ela estava mudando seus sentimentos por Draco, e sabia disso... Em resumo...a discussão acabou ali...Draco já perdia a paciência, na mesma proporção que a garota...


-Olha...chega ta...não quero me irritar mais do que já estou....Vamos dar uma volta por aqui, até nos chamarem para irmos ao próximo lugar...enquanto isso...


Hermione deu os ombros mas acompanhou Draco, por todos os lados....foram para o segundo local de provas o Ginásio Oenghus, e nesse ela se trombou muitas vezes com Núbia o que fez seu almoço ficar entalado...Depois desse , foram até o terceiro local de provas, o Clube Heinrich Cornelius Agrippa...por fim às 3 horas estavam no alojamento...


-Olha Granger...você fica aqui...que eu vou dar uma olhada se já podemos ir...nada de sair pelos corredores...há e troque o uniforme da equipe quanto melhor parecermos discretos melhor...


-Tá, ta já entendi..._ disse ela enquanto ele quase saia...


-Ei....Malfoy....


-O que foi?_disse ele impacientemente voltando para ver o que ela queria...


-Vê se não demora...!!!


-Eu já poderia estar lá em baixo essas horas!!!!!


Hermione fechou a porta...e foi...


A garota entrou no closet e vestiu um capri jeans, e uma blusinha rosa...discreta...o que era discreto para Draco Malfoy? Não iria dar atenção a ele...não iria mesmo...Colocou o tênis, e sentou na cama...


“Não acredito que vou fazer isso....é eu não acredito que...bom...que vou treinar com ele...Porque eu aceitei...e porque meu estomago não para de dar voltas...isso só acontece quando fico anciosa...E EU NÃO ESTOU ANCIOSA....MERDA....Mas ele está demorando muito....onde ele foi...a gente vai se atrasar....e se eu me atrasar quase não vou ter tempo para treinar....Porque ele não chega...”Começou a caminhar no quarto de um lado para o outro.... 


-Vai furar o chão se não parar de caminhar assim..._disse ele chegando atrás dela e quase a matando de susto...


-Que mania ridícula você tem de me assustar...!!!!!!


-Vamos Granger...não temos tempo a perder....


Hermione quase saiu pela porta, quando ele a barrou...


-Espere...é o seguinte....a gente desce pela escada...vai até a cozinha, pega um suco...e vai até a sala...ficamos ali uns 5 minutos...a gente toma o suco finge uma conversa “amigável” e depois fingimos que estamos levando os copos na cozinha...e damos no pé...


-Porque temos que fazer toda essa cena..?


-Quer que nos descubram... Tem gente muito inteligente aqui, só esperando algum burro, dar um passo em falso, para ser desclassificado e assim uma equipe a menos... e eu não vou ser um desses idiotas, que vai dar pé para ser pego...


-Da pra gente ir agora?...


Ele fez sinal para ela passar na frente...fingindo um cavalheirismo, depois trancou a porta do quarto...


Os dois caminharam com tranqüilidade, alguns garotas que estavam ali olharam para Draco, e soltaram risinhos tímidos, Hermione evitou olhar tal cena, era demais ficar o tempo todo tendo náuseas , chegaram na cozinha, onde o Elfo designado por Montevilla, já os esperava, com os sucos na mão...


-Olá_ disse Hermione com um sorriso


O Elfo fez uma demorada reverencia, e se apresentou.


-Senhorita, a senhorita não poderia falar assim com Ming, Ming obedecer a tudo o que a senhorita disser.


-Não precisa fazer isso_ falou a castanha com um olhar piedoso...na verdade fazia isso sempre que via um Elfo doméstico...


-Ei Granger, vamos... Não podemos demorar...


-Prazer em conhecê-lo Ming...


-Vamos..._dizia Draco puxando a garota pelo braço...


Os dois saíram da cozinha e se dirigiram, a sala... a poltrona estava ocupada por uma garota coreana que lia uma revista, e parecia não ver os dois ali. No outro sofá, haviam alguns garotos jogando xadrez bruxo... resultado, todos os lugares ocupados a não ser em um sofá, do qual cabiam exatamente duas pessoas... Draco sentou, Hermione disfarçou e ficou em pé.


-Não vai sentar?_ disse ele tomando o suco.


-Não estou cansada...


-Senta logo Granger, não vou te morder....a menos que você não me morda..._riu ele tomando mais uma vez do suco.


Resmungou mais sentou...


-Granger, você tem um cérebro de minhoca, porque você acha que vai salvar todos os Elfos domésticos do planeta?


-Não tenho pretensão de salva-los...eu só quero libertá-los... Como sabe disso?


-Como eu não iria ter conhecimento, daquele seu movimento ridículo, da qual você nomeou F.A.L.E.!!!_disse calmamente... Bebendo um gole de suco...


-Você anda bem informado Malfoy...


-Não sei se você já chegou a ouvir aquela célebre frase... “mantenha os amigos perto... e os inimigos mais perto ainda...”_disse em tom ameaçador.


-E como você não tem amigos... Então toda sua atenção está voltada a mim? Por favor... Direcione isso para outra pessoa... Hehehe...


-Muito engraçada Granger...até poderia ficar aqui ouvindo seu monte de idiotices, mas temos que ir!!!


-A que pena..._Sorriu ela...


Os dois caminharam até a cozinha, muitos Elfos trabalhavam ali, mas pareciam não ver Draco e Hermione passarem, seguindo Ming...Chegaram até a porta dos fundos, e saíram...os fundos do Hotel, era algo totalmente diferente da frente... Dava em uma floresta, escura, e fechada...mas que na verdade não parecia assustadora, apenas uma mata fechada, da qual tinha um caminho aberto no meio dela...


-É por ali que vamos passar?


-Sim, sim, é por ali sim, senhores, se seguirem Ming, não serão vistos...não se preocupem, Ming vai ser o guia dos senhores, e nada, nada vai acontecer aos protegidos do amo, não senhor!!!!_disse Ming, maneando a cabeça...


Os dois seguiram Ming, por um caminho, Draco e Hermione não trocaram palavras no caminho, quanto menos atrito entre os dois, mais seriam as chances de ganharem a competição... apenas as vezes (na verdade quase sempre ) que conversavam, ocorria um ataque mútuo, feroz, e agressivo.


O lugar não era tão longe assim...ficava mais ou menos como uma clareira no meio da selva... muitas árvores contornavam o velho campo de quadribol...


-Chegamos senhores...agora Ming precisa voltar...se não alguém pode desconfiar, e pressionar Ming a contar!!!Não é bom... não senhor....


-A que horas você vem nos buscar?


-Antes do jantar senhores...Ming vem... se Ming não vier...os senhores podem voltar sozinhos...Ming vai estar na cozinha esperando os senhores...


-Não podemos, voltar sozinhos...não sabemos o caminho_ terminou Hermione, temerosa.


-Sabemos sim...é só seguir a trilha não é?


-Sim, senhor, senhor...


-Nós vamos...só quero que fique nos esperando...


-Mas..._retrucou Hermione...


-Nada de mas Granger....


-Senhor, o Senhor, deve saber a senha para entrar, os senhores devem bater na porta e falar a senha, para Ming ter certeza de que são os senhores...


-E qual é a senha?_pediu Draco impaciente.


-A senha é “Tuatha De Danaan” ...


Mal terminou a frase, Hermione não teve tempo de dar um passo, o Elfo já estava longe...


-Viu o que você fez?A gente não sabe voltar...


-“A gente”, Granger, não me inclua nessa sua listinha de gente incompetente...acha que eu não vou lembrar de um simples caminho desses? É só seguir a trilha, entendeu?E a gente está lá...Além do mais, se aquele Elfo burro sair novamente, é bem capaz de alguém começar “ligar nomes à pessoas”, e nos desmascarar...


-Me sinto tão suja por estar fazendo isso...não é do meu feitio participar de planos ilícitos...ao contrário de certas pessoas que...


-Suja, você já é...por causa do...._Draco não terminou a frase...lembrava muito bem do que havia ocorrido, da última vez que pronunciara “sangue-sujo”...mas mesmo sem pronunciar, Hermione havia entendido perfeitamente, a finalidade das palavras...


Precisa dizer o que aconteceu? Hermione, sacou a varinha, e colocou no pescoço dele...


-O bom é que eu vou te matar...e ninguém vai escutar os gritos!!!...


-Você não, vai querer fazer isso vai?


-Querer? É A COISA QUE EU MAIS QUERO É FAZER VOCÊ ENGOLIR CADA PALAVRA DESSA QUE VOCÊ PENSOU...MAS FOI UM COVARDE PARA DIZER....


O semblante de Draco era o mesmo, de quando era um terceranista... no dia em que Bicuço foi executado (na verdade não foi), e ela colocou a varinha no pescoço dele antes de socá-lo... Aquela cena era familiar...o mesmo covarde, o mesmo medroso, daquele dia...impressionante, como ele não havia mudado...só que dessa vez com uma pequena diferença, ele era uma escultura, um rapaz maravilhoso, que tinha o poder de hipnotizá-la...E foi o que aconteceu...ela ficou olhando para ele...e se distraiu, até que Draco colocou a varinha no seu pescoço...


-Você não acha que estamos perdendo muito tempo com essa idiotice?_falou ele...


-Se você acha bestão... Abaixa essa varinha, que está apontando para o meu pescoço...


-Nossa, que coincidência... Você também tem uma varinha apontada para o meu pescoço... que tal você abaixar primeiro...


-Que tal os dois juntos..._disse seriamente, mas parecia não estar brava...


Os dois abaixaram, lentamente as varinhas...e pareciam mais calmos...era incrível, como passavam da paz para a guerra em segundos...


Caminharam pelo campo...analisando, mas Hermione seguia de qualquer modo Draco...E esta se dirigia para um galpão que ficava em baixo das arquibancadas...como se fosse uma espécie de vestiário ou depósito...


 -Bom Granger, é esse o lugar...como pode ver


-Mas esse campo está caindo aos pedaços...


-Foi o que deu pra arranjar, os lugares estão todos sendo monitorados, pelos fotógrafos da Skeeter...esse campo aqui pelo que ele me disse, é o único que foi esquecido, justamente por estar bem antigo...aliás pelo que me disse faz muito tempo mesmo que ninguém vem aqui...


-Porque diz isso?


-Bom a última partida de quadribol que foi jogada aqui, já fazem uns 200 anos...


-Além de abandonado, é muito distante...quase invisível, em meio a tantas árvores...


-Isso quer dizer que para nós é um lugar ótimo para treinar...


-Não isso quer dizer que é sombrio, e se aparecer qualquer coisa de anormal, ninguém vai poder nos ajudar, nem ouvir socorro, e muito menos nos salvar...


-Nossa Granger, que pessimismo... Eu, um experiente bruxo...praticamente formado...que sabe muitos feitiços, e não teme nada...e...


-Mas é disso mesmo que eu tenho medo... Se fosse Harry eu estaria totalmente tranquila...e...


-Nossa você não consegue mesmo esquecer o Santo Potter, 4 olhos, amor da sua vida né?...é com ele que você trai o cabeça de fósforo?...ou seria com jogadorzinho brutamontes sem cérebro?_ riu irônico.


-EU NÃO TENHO NADA COM O HARRY, NADA COM O RONY, e MUITO MENOS COM O VITOR...!!!E MESMO QUE TIVESSE QUAL SERIA O PROBLEMA...SE A PANSY PARKINSON, PRATICAMENTE LATE, E VOCÊ SAI COM ELA....


-Nisso tenho que concordar com você....ela não é uma sabe-tudo metida... é meio burrinha...mas tem outros tipos de atributos que...._ Draco fazia uma cara de tarado nessa hora, para irritar Hermione...


-AAA chega....não quero saber o que ela faz com você...isso me dá nojo..._a garota fez uma cara de repugnância para ela... que retribuiu, mas sem levá-la a sério...


-Nojo você vai sentir a hora que eu abrir isso aqui..._Draco mostrou as chaves para ela..._vamos abrir isso aqui....


-Suponho que é aí que estejam as vassouras...


-Nãooooo... não acredito Granger...você deduziu isso sozinha?Não mente pra mim...alguém deve ter soprado pra você!!!!_Draco conseguia ser realmente irritante quando queria_ claro que estão ali...


Draco destrancou, a porta, o cheiro de poeira, era por demais desagradável, Hermione se recusou a entrar...


-Eu não vou entrar aí...


-A você vai...porque é a maneira, mas rápida e fácil de espantar os ratos _disse ele segurando o braço dela, que havia acabado de cruzar_ Lumus!!!


-Ei Malfoy..._protestou ela mas entrou no lugar...


A varinha que tinha em punho acendeu, Hermione fez o mesmo....agora com a claridade Draco podia notar claramente a cara de brava que ela mostrava...


A garota apontou a varinha para as paredes a fim de achar onde estavam as vassouras, para poder sair logo dali.


Não foi difícil de encontrar, como Hermione previra, estavam ali encostadas em uma parede.


-Estão aqui...mas...credo...elas estão praticamente podres...me explica como a gente vai voar nelas...?


-Granger, elas não estão podres, estão apenas cheias de poeira, e teias de aranha...


-Sei..._disse a garota descrente...


-Desde quando você é tão nojenta? Você é amiga do Potter e do Weasley...não pode ser tão nojenta assim...


-A sua sorte é que eu não consigo enxergar bem a sua cara de babaca...porque eu estou com uma tremenda vontade de repetir aquele soco do terceiro ano... não sei se você lembra dele...


Draco não disse nada, pegou as vassouras, e fez sinal para ela ir na frente...Saíram do lugar tenebroso, escuro, e que tinha um terrível, e insuportável cheiro de mofo.


“Pelo menos o cheiro do mofo, é mais agradável do que o cheiro do perfume desse idiota”


*                            *                             *                               *                                 *


Os dois já estavam no meio do campo, e era hora de começar a treinar.


-Bom Granger, presta bem atenção...agora eu sou seu professor...e aposto que você nunca teve um professor tão lindo como eu...deve ser um momento único na sua vidinha medíocre...


-A Malfoy, por Merlim nem a tua mãe te acha bonito...e....


-Como seu professor eu não dei licença para você falar...


-E será que você consegue falar se eu arrancar a sua língua?


Hermione começava a bufar de raiva...Mas Malfoy não quis abusar mais...,


-Bem...voar é simples, o segredo é ter “equilíbrio”_ nessa hora Draco riu dissimuladamente, mas Hermione sabia que ele rira dela, por causa dos constantes ataques de histerismos que ela dava._e principalmente concentração.


-Vamos agora para a parte complicada...o que eu tenho que fazer?_disse ela impaciente.


-Pegue..._ disse ele ao jogar a vassoura para ela


-Posso montar? Isso eu aprendi...


-Então monte...


-Assim?


-É...tá mais ou menos...


-Bom e agora...??????


-Dê um impulso com os pés..._disse Draco demonstrando na própria vassoura...


-Assim?_ quase não pode terminar a palavra, e já estava no ar, voando a uma velocidade enorme, mas sem direção alguma...


-MAAALLLLFOYYYYY!!!!! SOCORRRROOOOOOOOO


Draco pegou rapidamente a própria vassoura, e voou atrás de Hermione que estava prestes a cair...E caiu, mas Draco já estava embaixo da sua vassoura, e a pegou, antes que caísse, á vários metros do chão...


-AHHHHH!!!_ Ela não quis olhar, achou que era seu fim....mas não estava tão enganada assim...quando percebeu estava no colo de Draco, voando de vassoura com ele , abraçada no seu pescoço...isso o deixou extremamente desconcertado,com ela e consigo mesmo, por se encontrar em uma situação como aquela...


Quando Draco alcançou o chão, Hermione apenas gritava, desceu do colo dele e se ajoelhou no chão...


-NÂO, eu nunca mais vou subir em uma vassoura na minha vida!!!!_choramingava.


-Para com isso Granger, não seja medrosa, eu peguei você não peguei? Então, vamos novamente, achei que ia ser mais difícil, fazer uma baleia voar...mas até que você superou as expectativas_ Draco secou algumas gotas de suor da testa e remangou, as mangas da camiseta, preta que vestia, deixando os músculos a mostra.


-Você está maluco? Eu nunca mais vou subir em uma vassoura, na minha vida entendeu?, da altura que eu caí, eu podia...eu podia, ter morrido!!!!!!


-Menos drama Granger, vou refrescar a sua memória, eu não sou o Potter, e não dou atenção para as suas ceninhas de frescura, portanto pare de fazer corpo mole, e continua treinando, porque estamos perdendo tempo!!!_falou sem alterar o tom de voz...


Hermione engoliu o choro....”pense no prêmio...pense no prêmio”, enquanto pegava novamente a vassoura.


Draco, se segurava, a vontade de “mandar a Granger a Merda”, era tão forte dentro dele, quase incontrolável, que se tornava cada vez mais difícil de agüentar a pressão!!!Mas sabia que não podia...era a única chance que tinha, e dependia do empenho de uma monstrinha de cabelos volumosos. Buscou paciência, no mais íntimo do seu ser...e continuou a tarefa árdua que tinha a fazer...


-Vamos lá Granger, monte da vassoura...


A castanha, envolta em um medo constante, e fazendo de tudo para que isso não transparecesse, montou desajeitada na vassoura...


-Assim está bom?_segurava o cabo da vassoura tremendo...


Draco foi até ela, e pegou na vassoura, montou atrás dela, e segurou nas mãos frias, e nervosas.


-Você segura assim...incline um pouco o corpo, para dar a direção do vôo. Tenha os pés firmes no chão, são eles que te impulsionarão e te farão voar.


Era Draco quem sentia uma certa insegurança, seu corpo tão perto do dela, e suas mãos delicadamente pousadas sobre as dela, aquilo era um pouco constrangedor. Aquele perfume que emanava dos cabelos volumosos e soltos que balançavam ao vento, podiam ter tirado a concentração dele...e até um certo momento tiraram, mas Draco lutava para que isso não acontecesse, e controlou seus olhos que insistiam em fitar a nuca da deusa à sua frente, que de quando em quando ficava nua...( é a nuca tá!!!)


Com um impulso rápido dos pés, Draco junto de Hermione voou...


A garota não disse nada, seu corpo tremia, e por vezes olhava para trás, mas ali estava o rosto de Draco...o lindo e perfeito rosto de Draco...


-Percebeu Granger...não é necessário entrar em pânico, depois que descermos você vai fazer isso sozinha...


-Voando com você, até parece ser uma coisa fácil...


Draco engoliu a seco.


-E é...você que é muito apavorada...vamos, segure a vassoura...


-Você não acha que está cedo pra fazer isso? Acabamos de levantar vôo!!!


-Não tem segredo nenhum Granger..._disse tirando as mãos da vassoura, deixando Hermione louca.


-O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO?


-Deixando você “pilotar”_ riu.


Hermione desesperada segurou a vassoura, que naquele momento descia em queda livre...


-Você é maluco Malfoy... Completamente doente o que se passa dentro dessa cabeça oca, você é suicida? Ou homicida? Aliás, é os dois porque quer morrer e me levar junto,mas eu não vou permitir que você faça isso, seu louco! Fique sabendo que você é um péssimo instrutor e...


-Granger para de reclamar, faz uns 5 minutos que a gente ta voando e você ta pilotando mesmo, e bem...


-Eu... Eu... Consegui... Estou voando_ disse extasiada com a conquista.


-Bom...agora tente descer.


Hermione, um tanto insegura, encheu-se de coragem, e inclinou o corpo por um instante desceu...Nenhum dos dois pode acreditar, não seria tão difícil de fazê-la voar...porém faltava praticar...


Hermione desceu radiante...


-Eu ainda não acredito que consegui_ ela ria e pulava eufórica...


-Não vencemos a batalha ainda, precisa muito mais que isso...


-Nossa como você me deixa animada!!!_disse totalmente frustrada, se apoiando na vassoura...


-Você precisa voar sozinha agora...


-Não sei se consigo_ refletiu, olhando para a vassoura...


-É claro que consegue, você acabou de voar, claro que com uma certa dificuldade, mas voou, e vai voar sozinha agora...


“Eu não tenho medo de altura...eu não tenho medo de altura... eu adoro lugares altos....Mas que merda...essa técnica de mentalização comigo não funciona!!!”


-Para de me pressionar, a hora que eu estiver pronta eu vou...


“Que perfume é esse na minha roupa...há eu quase esqueci, a quase 5 minutos atrás um estava agarrada no pescoço do sonserino metido...Se eu soubesse voar não teria passado por isso... ‘AINDA BEM QUE EU NÃO SEI VOAR’...quem disse isso, tem vozes estranhas na minha cabeça, passando influências negativas para o meu cérebro... estou ouvindo vozes...isso quer dizer que eu estou ficando esquizofrênica....e isso quer dizer que é TUDO CULPA DO MALFOYYYYYYYY!!!!!!!!”


-Vê se não demora muito, porque enquanto fica pensando na morte do centauro, o tempo vai passando...e que fique bem claro que eu não estou te pressionando!


Hermione virou o rosto para ele.


-Se isso não é pressionar alguém, eu sinceramente não sei o que é!!!!!!!!!!!!!!!


Draco deu os ombros para ela, e Hermione tentou voltar à concentração...


“Respirar fundo, segurar firme, segurança nos pés, impulsioná-los...e ....voar”


A garota já estava no ar...Conseguiu se equilibrar perfeitamente e agora até sentia-se um tanto segura.


“Bem, estamos indo bem até agora...vou tentar um pouco mais alto”


E foi, começou aos poucos ganhar as alturas, e quando se deu por conta estava a vários pés do chão, o medo foi desaparecendo os poucos, e percebeu nisso como podia sentir-se livre no céu, a sensação de liberdade que há muito tempo não desfrutava.


-GRANGERRRRRRRR!!!!!_gritou ele impaciente.


Um grito daqueles a fez, despertar da alegria em que se encontrava. Desceu para ver o que o idiota queria dessa vez...


-O que foi agora?_disse ela a uma certa altura do chão sem descer da vassoura.


-Não querendo desmanchar esse seu momento de diversão, mas quantas horas você pretendia ficar lá em cima hein?


-Olha, eu estava me acostumando à vassoura, ao vento, a ficar lá em cima...e...


-E...... com isso você esquece que precisamos treinar...é necessário muito mais do que saber dar uma voltinhas lá em cima para vencer essa competição...agora _disse ele montando na própria vassoura com uma extrema facilidade e rapidez_ vamos voar de verdade!!!


Sorriu para si mesmo, e lançou o cabelo para o lado...


“Lá vamos nós novamente...”_bufou ela.


-Preste bem atenção, vou correr de vassoura, você apenas observe, vou dar a volta naquela árvore.


“Olha só o Malfoy se achando o gostosão, corredor profissional, gostosão até que ele é, falta ver se é corredor profissional”


Draco impulsionou os pés com força, e voou rapidamente, deixando o vento para trás, usando toda sua admirável habilidade acima do chão, voava ao mesmo tempo que dava giros, desviando até de uma borboleta que se atrevia a estar na frente dele. Draco deu a volta na árvore e voltou na mesma velocidade surpreendente que atingia...


Parando em frente da garota (que por sinal nem respirava...)


-Bom, temos algumas horas para você aprender a fazer isso...


-Você deve estar brincando né? Aliás como sempre...


-Nunca falei tão sério_ desceu da vassoura, ajeitou a roupa, que estava um tanto desgovernada.


-Não querendo desanimar, mas não existe a mínima possibilidade de aprender a fazer o que você fez em alguns dias, quem dirá horas?!!!?


-GAROTA!!!!VOCÊ É PESSIMISTA DEMAIS, MEDROSA DEMAIS, CHATA DEMAIS, INSEGURA DEMAIS E TEM SORTE DEMAIS...PORQUE PODE TER CERTEZA QUE SE EU NÃO TIVESSE SUFICIENTEMENTE EMPENHADO, EM GANHAR ESSA DROGA DE EMPREGO NO MINISTÉRIO DA MAGIA, EU NÃO ESTARIA TENDO TODA ESSA PACIÊNCIA PARA FAZER ENTRAR ALGUM TIPO DE ENSINAMENTO ÚTIL NESSA SUA CABEÇA DE VENTO...EU ESTOU TENTANDO CONTROLAR ESSA VONTADE IMENSA DE TE AZARAR...OU DE FUGIR DAQUI....ESTÁ SENDO UMA TAREFA ÁRDUA...ACREDITE...E EM VEZ DE VOCÊ PELO MENOS COLABORAR, PARA O BEM COMUM, VOCÊ SÓ PIORA AS COISAS TOMANDO ATITUDES DIGNAS DE UMA CRIANÇA MIMADA...NÃO SEI SE VOCÊ JÁ PERCEBEU MAS TEM 17 ANOS...É PRATICAMENTE UMA PESSOA ADULTA...NÃO FALE MAIS COISAS PATÉTICAS E SEM SENTIDO COMO FICA DIZENDO...SE VOCÊ TIVESSE ALGUMA CONSIDERAÇÃO POR SI MESMA, PEGARIA ESSA VASSOURA E TENTARIA PELO MENOS VOAR, AO INVÉS DE FICAR REPETINDO FRASES DE GENTE COVARDE COMO ESSAS QUE VOCÊ NÃO CANSA DE FALAR “EU NÃO CONSIGO”.... OU  “VOCÊ É LOUCO MALFOY”, SE NÃO QUER FAZER POR MIM, FAÇA POR SI MESMO...PORQUE A CADA DIA PERCEBO MAIS QUE VOCÊ É INDIGNA DE SER MINHA INIMIGA...PORQUE EU NÃO CONSTUMO TER ATRITO COM GENTE QUE NEM AO MENOS CONSEGUE VENCER OS PRÓPRIOS MEDOS...


Foi um banho de água fria, foi essa a sensação que Hermione teve, ninguém nunca falara assim com ela... uma terrível experiência...Draco não parecia estar brincando, falou com um ar paternal repreendedor, que a fez emudecer, e em um respeito interior, não soltar nenhum palavrão...


Fez uma breve auto-análise e percebeu o quão infantil estava sendo, porque até ele era capaz de vê-la assim...


Estava se mostrando cada vez mais fraca... e na realidade não era...


Até o Malfoy conseguia demonstrar uma atitude mais madura que ela...


Antes que ele proferisse mais alguma palavra como as outras, que tinham sido arremessadas como adagas no peito de Hermione, ela segurou a vassoura na mão, montou seguramente, e voou com garra.


A velocidade atingida, foi satisfatoriamente grande, e que foi capaz de deixar Draco, um tanto surpreso...quando Hermione virou a volta na árvore, retornou até o lugar de partida, onde estava Draco...parou e desceu da vassoura, não tão habilmente como ele, mas de certa forma melhor do que o esperado...


Não existiam palavras para definir a surpresa de Draco...ele não esperava isso dela...Agora ele sentia o ânimo voltar, porque tinham uma chance de ganhar...


-Eu tenho cara de palhaço Granger?_ falou esbravejando_ você quis me fazer de idiota?_agora ele abrira um pequeno sorriso de vencedor, e colocou a mão no ombro dela_ porque disse que não sabia voar?


-Conhece aquela historinha da “Sorte de Principiante”?Como eu me saí?


-Bom_ ele fechou a cara_ temos uma grande chance, se você fizer isso que acabou de fazer...


-Ótimo_ interrompeu ela_ vamos treinar!


Os dois sorriram e se olharam, agora parecia que havia um início de uma parceria. Se daria certo e quanto tempo duraria, era difícil de prever, se tratando de pessoas tão antagônicas, era tudo um enigma.


Os sorrisos trocados eram cessados logo, os olhares duravam alguns segundos, mas quando percebiam esse ripo de “contato perigoso”, logo quebravam a corrente...Porque sabiam que dentro de cada um brotava um sentimento de culpa, e arrependimento terrível, entretanto ao mesmo tempo o desejo incontrolável de mais uma vez fixar os olhos no do outro.


Algo estava acontecendo entre os dois, mas nada faria com que Draco aceitasse que estava com o coração entregue, e muito menos existiria alguma coisa que fizesse Hermione admitir que era impossível lutar...convencê-los de que se sentiam atraídos, era um coisa que só poderia ser feita por eles mesmos.


Treinaram, e as ofensas não passavam de meras provocações que não eram levadas em conta (pelo menos não tão seriamente!).


Hermione havia aprendido num instante e Draco realmente ficara surpreso, sabia que ela voava bem e que agora tinham chance real de ganhar.


Ao final de treino Hermione suava, e o garoto apenas tinha as têmporas úmidas.


-Precisamos voltar...já está tarde...


-Mas já?Agora que eu estava gostando de voar...é apaixonante, se eu soubesse que era algo tão bom, teria começado a praticar antes...


-Me admira, alguém que goste tanto de aprender, ter uma LIMITAÇÃO tão grande, numa coisa tão fácil...


-Todos temos limitações Malfoy...mesmo que hajam pessoas que achem que podem tudo..._ disse ela entregando a vassoura a ele, enquanto ele abria a porta do vestiário...


Draco entrou sozinho e encostou as vassouras na parede...enquanto Hermione esperava do lado de fora...


-Vou fingir_ disse ele tirando o pó da roupa_ que esse indireta não foi pra mim...


Hermione prendeu a respiração, enquanto os dois caminhavam para fora do campo...Como ele sabia? Bem, era de imaginar mesmo que a carapuça lhe serviria perfeitamente...Ou era ela que começara a ser previsível demais?


-O gato comeu sua língua Granger...que eu saiba aquele seu animal fedorento e peludo não está por aqui...como é o nome mesmo? Bichera...não Bexiga? Não, como é mesmo?


-Eu...eu, não estava me referindo a você..._disse ela sem escutar as provocações de Draco...


-É claro que estava Granger, você me qualifica como alguém que tem certeza que é infalível...acha que eu penso que sei tudo...Sinto lhe informar mas está errada...conhece pouco seus inimigos...e isso é um ponto a menos  pra você....Por mais que eu seja do meu jeito “eu”, me conheço muito bem, a ponto de saber que sou mortal...


Hermione mais uma vez muda...


-Porque está surpresa, não pensou que eu fosse o SUPERMAN ? É assim que vocês do mundo trouxa falam né? Espero não ter decepcionado você_ disse rindo calmamente, virando o riso para um riso sarcástico de repente_ eu sou bonito como ele, mas não tão poderoso...pelo menos por enquanto não...


-Não pensei que você fosse levar para o lado pessoal...._ “é lógico que eu pensei”_é que às vezes você se acha tão dono de si, se acha o bom...que passa a impressão de que pensa ser um semi-deus, e que nunca erra... Bem duvido muito que seja apenas impressão minha, pois eu nunca vi você admitir um erro...


-Isso te incomoda?_rebateu ele.


-De maneira nenhuma, porque eu ligaria para o que você “pensa ser”, se eu sei o que você é de verdade...


-Então o que eu sou de verdade?


Hermione muda de novo...


-Porque a indireta que você deu... Deixou a impressão de que você quer me corrigir, ou melhor corrigir o meu jeito de ser....É que deve ser a força do hábito...você adora fazer isso não é Granger?


-Corrigir?


-Na mosca...


-Claro que não, eu apenas auxilio as pessoas, para que não errem da próxima vez que forem fazer algo e...


-E isso não é corrigir Granger?Sejamos honestos você sempre faz isso....pensa que é a dona da verdade...você também se acha infalível...


-Como sabe que eu costumo corrigir as pessoas? Você anda me observando?


Foi a vez de Draco emudecer.


-Não seja patética, você detesta erros, é a senhorita politicamente correta de Hogwarts, e grande e número 1 das CDFs, se você esqueceu, participei de centenas de aulas com a Grifinória, e qualquer um pode observar como você implica com os seus amiguinhos cabeçudos.


-EU SÓ NÃO QUERO QUE ELES TIREM 0 NAS PROVAS, gosto de ajudá-los...e tem algo de errado nisso? Querer o bem dos outros?


-Nada de mais, só não pense que eu sou como eles... Você não vai conseguir me dobrar tão facilmente...


-E quem disse que eu tenho a intenção de te “dobrar”, para mim, você pode ser o que quiser, eu não ligo a mínima, não vai mudar nada, mesmo que eu consiga converter as suas idéias nas minhas, a essência continuará sendo a mesma... a de um Malfoy...


-Ainda bem que você tem plena consciência de que não vou acatar os seus conselhos...


-Porém...se nenhuma dessas baboseiras que você pensa, forem prejudiciais a equipe...


-O que você quer dizer com isso?


-Que dizer que para mim pouco importa as suas convicções pessoais, desde que nenhuma delas atrapalhe a busca pelo objetivo principal...


O lugar começava a ficar escuro, era uma mata um tanto fechada, e Hermione não estava ao lado de alguém confiável... Temia que algo acontecesse, então começou a acelerar o passo...


-Eu não vou permitir que a sua ideologia, acabe com a minha grande chance... Não mesmo.


-Porque você considera os meus pensamentos errados “senhorita dona da verdade”?


-Se eu não batesse de frente com seus pensamentos, você acha que seríamos inimigos?


-Nisso tenho que concordar... Infelizmente... Detesto seu jeito garota, simplesmente te detesto...


-Malfoy..._sorriu Hermione de uma forma totalmente debochada_ acredite... Isso é recíproco!


Os dois falavam do ódio que sentiam um pelo outro, como se falassem sobre o que iam comer no jantar.


-Não pense que uma trégua como essa, vai mudar o que eu penso sobre você


-O mesmo digo eu...


Cada sistema nervoso fervia, pulsava, pulava por dentro, mas qual dos dois colocaria a raiva para fora primeiro?Quem se deixaria levar pelos impulsos, e daria motivos para o outro falar mais e ter razão? Nenhum dos dois pretendia ceder ou dar a certeza para o outro de que estava certo.


“Hermione fique calma...conte até 10...10 é pouco...até 20...30...100...200...quem foi o burro que disse que contar acalma, nesse momento, atirar o Malfoy de um precipício seria algo mais tranqüilizante...”


O vento que não havia ali, começou a surgir aos poucos, como uma leve brisa...o caminho cada vez mais escuro, fazia com que os sons da mata parecessem cada vez mais altos, e assustadores.


-Lumus_ falou Hermione erguendo a varinha...


-Não vai me dizer que está com medo?


-Oras...porque eu teria medo...estando com você, em uma floresta fechada, com uma trilha que só passei uma vez, arvores altas e velhas me rodeando, todas as espécies de animais escondidos prontos para um ataque surpresa, e ainda mais no escuro...isso lá é motivo pra ter medo?


-Já estamos chegando..._disse seguro.


E de fato estavam...as floresta começava a ser menos densa, e já podiam ver as luzes do hotel. A trilha terminou e finalmente chegaram, a porta dos fundos estava ali bem na frente deles.


Hermione bateu na porta prontamente.


-Vamos ver se esse Elfo burro vem nos atender...


Uma janelinha pequena se abriu e apenas dois olhos apareceram ali...


-A senha por favor...


-Senha???_Draco esbravejou_ que droga de senha?


-Ei sua anta não lembra da senha que Ming falou...a gente só ia poder entrar com a senha, esqueceu cabeção?_disse Hermione dando um tapa nos cabelos louros dele...


-Eu não vi direito o que ele falou...era...eu ..eu não lembro...ABRA ESSA DROGA DE PORTA AGORA...


-Não vai adiantar você ficar gritando...precisa lembrar da senha..._disse sorrindo..._Será que mesmo o Elfo é que é burro????_agora ela rira com vontade


-Fique quieta Granger, em vez de encher o saco...bem que você poderia ajudar a lembrar a senha...você também estava lá...também ouviu...


-É, mas não fui eu quem tive a infeliz idéia de voltarmos pra casa sozinhos...


-Então você quer dormir aqui no relento?Porque se a gente não lembrar da senha é isso que vai acontecer...e o pior...o tempo está passando e a gente precisa estar naquele jantar...!!!!


Hermione começou a pensar...o que era a senha mesmo?


-Eu lembro que começava com T, e tinha três palavras...mas o que eram?_disse Draco sentando na pequena escada que havia ali...


“Pense Hermione, pense...o que era...Você tem uma memória ótima...é só lembrar...”


-Acho que era Tuat.... Tuatha.... É ISSO!!! Tuatha... De Danaan..._disse eufórica _lembrei..._A SENHA É TUATHA DE DANAAN!!!


A porta se abriu, rapidamente...


-Como conseguiu lembrar?


-Bom...eu lembrei na verdade do significado da palavra... Tuatha De Danaan, são deuses que vivem no mundo subterrâneo e lá são invisíveis. Mitologia Celta.


-CDF..._murmurou Draco, um tanto mal humorado..._a hora que eu pegar aquele Elfo burro eu vou dar uma surra inesquecível!!!


-Primeiro vai ter que bater em mim..._disse Hermione...


Os dois caminhavam por entre a cozinha, e aconteceu como na hora em que saíram, nenhum Elfo moveu a cabeça para olhá-los... Passaram despercebidos...chegaram na porta que dava para a sala... Draco espiou para ver se havia alguém ali que poderia vê-los...Mas a sala estava vazia...todos pareciam estar em seus quartos, se aprontando para o jantar...de fato estavam...por sorte.


-A barra está limpa...podemos subir...


Hermione não respondeu, caminhou atrás de Draco, e depois de alguns instantes já estavam no apartamento 12.


Logo depois que entraram alguém bateu na porta.


-Quem pode ser..._disse ela vagamente...


-Se...senhorita, Ming veio pedir que a senhorita castigue Ming pelo que fez, Ming é mau, é um ser mau_o Elfo segurava da mão um bastão_ se quiser a senhorita pode fazer o que quiser com Ming, Ming tinha uma missão, e não cumpriu, Ming deixou os protegidos do amo esperando..._o Elfo entregou o bastão para Hermione e fazia sinal para que ela lhe acertasse a cabeça...Nessa hora Hermione quase chorou...


-Não Ming!!!!! Na farei nada com você..._ela o transformou em uma almofada_ a gente está aqui, conseguimos, você não falhou!!!!_sorriu ela depois.


-A senhorita é muito boa para Ming, mas Ming precisa ser castigado...E  o Elfo saiu pelos corredores dando murros na sua própria cabeça...


Hermione fechou a porta, emocionada...não teve tempo de dizer adeus para o Elfo, ficara tão comovida com ele. Draco a essas alturas já havia tirado a camiseta que vestia, e assim se espreguiçava...


-O que você vê nesses vermes inferiores que fedem a lixo?_disse secamente.


-Há pessoas que fedem mais a lixo, que essas pobres criaturinhas desprotegidas, que só sabem servir e serem humilhados.O que eu vejo neles? Eu vejo sofrimento...Mas claro que com a sua sensibilidade que se equipara a um grão de ervilha, isso seria impossível de ser detectado...


-Nossa, você toma as dores deles como se fosse a suas...quer ser a Granger “A grande protetora do elfos domésticos”, me poupe..._debochou.


-Defendo, e defenderia mais se pudesse, de pessoas como você, tiranos sem coração, sem escrúpulos, exploradores, e pode ter certeza que o que eu puder fazer para torná-los livres eu farei, mesmo que isso te incomode eu...


Hermione que estava de costas para ele se virou e vislumbrou a escultura... O que era aquilo?????Será que era feito de cera????...Não...era humano, não...definitivamente não podia ser humano...era perfeito demais...Musculoso, suado, e totalmente a mostra, o que poderia ser mais tentador? Hermione só conseguiu engolir a seco e fingir que ele não estava ali...Mas como fazer isso???? Era muito complicado olhar para aquele deus grego, e segurar a incrível vontade de agarrá-lo...


-Continue Granger...


-E....eu ...já...já...disse o que queria dizer_ os olhos dela paralisados sobre ele...a garota saiu rapidamente dali, tropeçando nos pés e quase caindo...


-Cuidado..._Draco sorriu, sabia que ele tinha visto o seu belo corpo, e era por isso que agira daquela forma, e portanto havia ganhado a discussão, porque ele parara de falar...


“Golpe baixo, foi golpe baixo...ele tira a camiseta e acha que eu não vou olhar? Mas é claro que esses olhos estúpidos, precisam colar no belo tórax, nos braço cobertos por músculos, e no abdomem incrivelmente definido...Ele sabia que eu ia fazer isso...e eu não fui forte o suficiente para me controlar, e não olhar para “aquilo tudo”, e continuar com o diálogo...eu precisava fugir????? E ainda por cima tropeçar????AAA é claro eu sempre esqueço que eu sou a palhaça do destino, e quanto mais micos eu pagar mais eu vou divertir o SENHOR MERLIN!!!!!!!!”


Tirou a roupa dentro do closet, e jogou no chão...escutou o barulho do chuveiro, e claro Draco novamente ia tomar banho primeiro, porém se ela tivesse que tomar banho da água fria novamente, ela deceparia a cabeça dele...


Olhou para as roupas apertadas no closet, e suspirou, viu a mala da Gina!!!A MALA DA GINA....


-Gina!!!!!! Não acredito!!! Não escrevi para ela, estou morta....com certeza ela vai me matar...Abriu a porta do closet rapidamente, saiu dali semi nua...., olhou para o chão ...e ali estavam várias cartas....


Fechou os olhos e os contraiu, como os olhos de alguém que leva bronca, e fez uma cara de desânimo...tinha plena consciência que Gina estaria nervosa com ela...não tinha coragem de pegar os papéis do chão.


As cartas estavam ali...as suas e as do Malfoy...e essa parecia ser a parte interessante...saber, quem afinal tinha escrito pra ele...


“Deixe-me ver...carta da Gina...(como se eu não soubesse), carta...olha até os garotos me escreveram...meu profeta diário....o profeta diário dele...carta da Pansy Parkinson.....CARTA DA PANSY PARKINSON?...Não acredito aquela filhote de Gorila sabe escrever!!! Que mais...uma carta...sem remetente...hummm, curioso...mas não é pra mim...o nosso dever de casa...Droga...não é que Dumbledore mandou mesmo...?


Aquela carta sem remetente chamou a atenção dela...mas não tinha como saber de quem era...então tentou deixar pra lá...e não pensar mais naquilo “deve ser mais alguma das milhões de fãs desse sapo nojento”


Hermione deixou as cartas do Malfoy sobre a cama dele e foi ler as suas primeiro...pegou a dos garotos primeiro...


 


                                   Mione querida


 


            Queremos saber como você está aí, o que anda fazendo...e porque até agora não nos escreveu...!!!


            Estamos com muita saudade e torcendo por você o temp todo, essa competição está dando o que falar...Bom eu e o Rony estamos muito curiosos para saber porque você estava de braço dado com aquela bicha, no jantar de confraternização...O Rony quase teve um ataque cardíaco quando viu aquilo, e já jurou ele de morte...espero que esteja tudo bem , e espero que ele não tenha colocado nenhum feitiço “Inpérius” em você, porque nesse caso, sou eu quem faria picadinho dele!!!!Vamos ficando por aqui , eu e o Rony temos aula agora com o “Gorduroso”...Nos escreva...


            Beijos dos amigos Harry e Rony.


 


“Calma, para tudo  o que está acontecendo aqui? È o que eu estou pensando? Se for....bom...aí não sei o que pode acontecer com Rita Skeeter, só tenho certeza de que vão demorar para encontrar o corpo dele...a isso vão!!!!!!!!!


Hermione agora um tanto tensa abriu a carta de Gina...


 


                        Querida amiga...


 


Olá...antes de pedir como você está, acho melhor eu pedir que fique calma...sei que você leu a carta dos meninos primeiro, e deixou a minha pra depois...bom, acho melhor eu começar por partes...não sei se você viu a matéria no profeta diário, se viu deve estar falando uma série de palavras feias, e bufando de raiva....se você não viu, é melhor que fique calma antes de tudo para não fazer nenhuma besteira...(recomendo que sente antes de ler).


Mione, não exijo respostas do que aconteceu, mas adoraria se me contasse o que houve...e desmentindo se algo daquilo for mentira...


Como está tudo aí? Como está se virando com tudo? Aqui estamos todos bem, tirando o Rony que quase teve um desmaio ontem, depois que leu aquilo...Enfurecido deu um murro na parede e quebrou o dedo mindinho...nada de tão grave...


Está tendo muitas discussões com o Malfoy?Acho que não precisa nem responder né?


Você já se deu ao trabalho de abrir a maleta que eu mandei? Se eu bem conheço ainda não...Bom...acho melhor você abrir, depois eu te explico em outra carta...


Como está sendo passar o tempo com o gato loiro? Ta bom, ta bom....não se enfureça foi só uma brincadeirinha...


Bom não tenho muitas novidades...acho que está tudo normal, do mesmo jeito que estava quando você saiu...


Estamos com muitas saudades...responda logo hein...se não vou ficar muito brava com você!!!


Beijos da sua amiga Gina.


  Não é preciso descrever como Hermione ficou com uma notícia daquelas, a raiva tomou conta de seu corpo, e não sabia onde descarregá-la...Furiosa, muito furiosa...Ao mesmo tempo tinha medo, medo de ler a matéria que ela havia escrito...Largou as cartas sobre a cama, e pegou o profeta diário...Não tinha coragem para abri-lo...mas mesmo assim fechou os olhos e contraiu-os, com grande pavor...Desenrolou o jornal, e abriu os olhos com cuidado...era a matéria de capa... se não estivesse sentada na cama, com certeza levaria um tombo...A sua foto e a de Malfoy naquele momento fatídico, do qual queria esquecer...estava por ironia do destino estampado na capa do jornal mais lido pelo mundo bruxo!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.