FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Um domingo maravilhoso – Prime


Fic: Poker Face - porque o passado sempre volta para ficar PAUSA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry estava me olhando profundamente. Não reconheci o lugar, mas eu sentia que já tinha estado naquele local antes. Tudo girava rapidamente, até eu perceber que Harry estava me girando no ar; e eu apenas ria, com as mãos apoiadas em seus ombros. Quando ele me colocou no chão, eu olhei para ele, com cara de criança risonha, do jeito que eu fazia quando ele me deixava feliz. Harry sussurou algo, mas eu não consegui ouvir o que era; tentei perguntar, minha voz falhou. Então ele simplesmente chegou mais perto e me beijou. Imediatamente meus braços entrelaçaram o pescoço de Harry, enquanto ele explorava minhas costas com suas mãos... Até que comecei a me sentir caindo dentro de um buraco...


Acordei no chão. Olhei em volta, e percebi que havia sonhado com Harry. De novo! Tentei levantar, mas eu estava enrolada no lençol. Apoiei os braços na cama e de um jeito bem torto, consegui levantar e tirar o lençol de mim. Sentei na cama e me pus a pensar no sonho. Céus, parecia tão real o beijo! Decidi levantar e começar minhas atividades matinais.


Depois que terminei, olhei no relógio; 9:45hs. Rapidamente me troquei, colocando um biquíni simples branco com listras azuis por baixo da minha blusa de alcinhas e mini saia jeans; pus um chinelo Havaianas, já que estava bem quente. Peguei uma toalha de banho e uma canga e guardei na minha bolsa de praia, junto com um protetor solar, que eu lembrei de pegar no banheiro.


Peguei meus óculos de sol e meu celular em cima da mesa, liguei, desci as escadas quase que correndo, liguei para Ginny e Pat, para confirmar se eles iriam ao churrasco, liguei para Luna enquanto procurava minhas chaves do carro, e ela me confirmou que estaria na casa de Harry por volta das 13hs. Draco disse a mesma coisa, e riu de mim, por estar atrasada e resmungando por não achar as chaves do carro. Quando as achei, estavam no sofá. Vi minha secretária piscando, e quando cheguei mais perto, vi que tinham 10 mensagens. Resolvi escutar logo.


A primeira era de minha mãe, avisando que estaria me visitando em duas semanas; a segunda era de minha avó, querendo saber de mim e dizendo que tinha me enviado uma caixa pelos correios; a terceira era de Victor, pedindo desculpas e querendo me ver amanhã; a quarta era de Lena, querendo ir almoçar; as quinta, sexta, sétima e oitava mensagens eram de Victor, me pedindo para confirmar alguma coisa para amanhã; as duas últimas eram de serviços de telefone e cartão de crédito. Como se eu precisasse de mais cartões!


Mais tarde eu falava com Lena e Victor.


Olhei no relógio, 10:05hs. Fechei a casa, fui para o carro e saí em disparada.


Cheguei na frente da casa de Harry e buzinei. Ele apareceu na janela e abriu o portão para mim. Guardei meu carro, peguei minha bolsa e fui encontrá-lo, que estava me esperando de braços abertos, de novo.


 



  • Bom dia!

  • Bom dia Harry!

  • Tudo bem Mione?

  • Sim. Desculpe o atraso.

  • Imagina. Levantei faz pouco tempo também. - ele foi me arrastando para dentro, com o braço nas minhas costas e me segurando pela cintura, bem perto dele; resolvi olhar para ele com mais atenção e vi seu cabelo bagunçado, sua bermuda preta com uma faixa lateral verde e uma camiseta regata branca. Um charme!

  • E você, como esta? - disse colocando minha mão em sua cintura também, enquanto tirava meus óculos e guardava na bolsa; passamos pelo sofá e eu larguei minha bolsa lá.

  • Melhor agora; bom, o que você quer para o café da manhã?

  • Me surpreenda! - disse rindo, após pensar uns instantes, ignorando a resposta que ele me deu.

  • Certo; como já comemos waffles ontem, hoje tem bagel.

  • Bagel?? - disse olhando para ele.

  • Sim. Gosta?

  • Amo! Mas nunca consegui uma receita que ficasse com um gosto americano.

  • Bom, quem sabe eu tenha a sua receita. - disse todo convencido.

  • Harry Potter, depois de provar seus waffles, macarrão com queijo e sorvete com cookie, eu não me surpreenderia se os bagels forem os que eu adoro.

  • Espero que sim. - disse ele adorável, como sempre.


 


Fomos até a cozinha, para a bancada; tinha vários potinhos em cima, assim como uma cestinha, uma tábua de frios, pratos, guardanapos, facas e... Cadê os copos?


 



  • Harry, cadê os copos?

  • Calma minha pequena apressadinha. Hoje não vamos tomar chá gelado.

  • O que vamos beber então? - fiz a minha cara de pidona, que sempre funcionava com Draco e Pat.

  • Sente-se e eu preparo.

  • Certo. - disse me acomodando, e descobrindo que minha cara de pidona podia falhar, às vezes.


 


Harry estava do outro lado do balcão, pegando um liquidificador, um pote que eu reconheci sendo o de sorvete de chocolate, leite, nescau e açúcar.


 



  • Como você  gosta do seu milk shake Mione?

  • Acho que vou deixar você fazer o milk shake sem a minha influência Harry. - dei risadinhas, pensando no quanto ele podia ser atencioso... Eu achava que homens como Harry não existissem mais, mas ele existia, e estava na minha frente.

  • Ok, então, você gosta de pouco açúcar ou muito?

  • Médio.

  • Tudo bem então.


 


Harry começou a preparar nossos milk shake's, mas eu não prestei atenção na receita; estava olhando a cestinha com os bagels, e eram do jeito que eu me lembrava; redondinhos e com um furo no meio... Douradinhos... Tinha uns com queijo em cima, outros com orégano, alguns com um pedaço do que parecia ser azeitona e uns sem nada.


Quando percebi, tinha um braço na minha frente, então olhei para Harry.


 



  • Sim?

  • Prove um pouco Mione.

  • Ok.


 


Olhei para baixo, peguei o copo, e bebi um gole do milk shake;


 



  • Está delicioso Harry!

  • Ótimo. - disse enquanto tirava o copo da base do liquidificador e colocava na bancada. - Quer seu copo com calda de chocolate ou caramelo?

  • Hummm... Caramelo.

  • Ok.


 


Harry preparou meu copo, que eu vi que era daqueles que a gente acha em lanchonete, bem grandões e altos, com um monte de caramelo por dentro do copo; despejou o milk shake, colocou um canudo e me entregou; esperei ele se servir e sentar ao meu lado, para começar a comer.


 



  • Já comeu bagel recheado?

  • Não.

  • Do que você quer? Tem de catupiry, azeitona e queijo com presunto.

  • Assim você me complica Harry. Mas acho que vou experimentar o de azeitona primeiro.

  • Aqui esta.

  • Obrigada.


 


Comi um de cada, e estavam deliciosos! Harry era um ótimo cozinheiro. Descobri que nos potinhos tinha margarina, requeijão, cream cheese, manteiga, patê de atum, patê de presunto e algumas geléias. Até que ele me pediu para fazer a prova final. O bagel puro.


 



  • Vamos Mione, você  só comeu os bagels recheados. Como vou saber se essa receita é a que você queria se você não provar o bagel sem recheio?

  • Harry, eu já comi uns três bagels! Não sei se aguento...

  • Hermione, por favor.

  • Certo Harry! Me passe o pate de atum, o queijo e o bagel.


 


Harry me passou tudo o que pedi, então eu montei o bagel do jeito que eu costumava comer no intercâmbio. Olhei para ele e perguntei.


 



  • Posso usar o seu microondas?

  • Deixa que eu levo. Quanto tempo?

  • Dez segundos.


 


Assim que meu bagel ficou pronto, ele colocou o prato na minha frente; o queijo não estava muito derretido, só começou a derreter; o pate de atum estava saindo do bagel, e eu senti aquele cheirinho maravilhoso. Peguei meu pãozinho e provei.


 



  • Harry, está  perfeito! É essa a receita!

  • Nem pense que vou te passar a receita mocinha! - disse ele rindo da minha cara de felicidade que estava se tornando uma cara de choro.

  • Maldade a sua Potter!

  • Como eu te disse, preciso de desculpas para de trazer aqui. - disse ele rindo, e com uma cara de inocente ao mesmo tempo.


 


Terminamos nosso café  da manhã, e eu ajudei Harry a limpar e guardar tudo. Depois que terminamos, fui com Harry até seu quarto.


Sua cama estava desarrumada, como eu imaginava; me sentei na beirada, apoiando os pés na madeira embaixo do colchão, meus cotovelos nas minhas pernas e meu queixo em minhas mãos. Harry foi para o closet para se trocar. Uns cinco minutos depois, ele apareceu com uma bermuda de banho e uma camiseta larga; seu cabelo ainda estava desarrumado.


Quando ele estava indo para o banheiro, ele resolveu voltar e ficar na minha frente.


 



  • O que foi? - disse olhando para cima.

  • Venha, quero te dar uma coisa.

  • Ta bom.


 


Levantei e segui ele para o banheiro; era enorme! Paramos na frente da pia e eu vi; havia uma escova elétrica com um refil de cor verde e duas outras escovinhas que encaixavam na base; uma azul e outra lilás. Eu entendi direito?


 



  • Pode escolher entre a azul e a lilás Mi.

  • Harry...

  • Quero que você tenha uma escova de dentes, caso você durma aqui um dia. Só isso Mione.


 


Eu ri. Harry sempre me surpreendia.


 



  • Obrigada Harry! E eu fico com a lilás.

  • Perfeito. Assim que eu acabar de escovar os dentes, te passo a base.

  • Eu espero.


 


Me encostei do lado da pia, com os braços cruzados no peito. Eu tinha a minha própria escova de dentes na casa do Harry; e eu estava convivendo de novo com ele faziam o que, três dias? Para Victor me comprar uma escova, levou algum tempo. Um longo tempo na verdade; algo em torno de seis meses de namoro; e eu dormia na casa dele desde o terceiro mês. E a gente se conhecia há uns seis anos.


 


Quando Harry terminou, ele me entregou a base e guardou sua escovinha em um porta escova verde; olhei na mão dele, tinha um lilás junto. Ele era organizado e higiênico; mais uma coisa para a lista de qualidades que eu estava, inconscientemente, fazendo na minha cabeça.


Escovei meus dentes e guardei o refil; Harry me mostrou onde estava guardada a base, se eu precisasse. Aos poucos ele me dava um lugar em sua vida e em sua casa, uma espécie de convite e liberdade.


Voltamos para o quarto e Harry foi até sua mesa de cabeceira pegar sua carteira e seus óculos escuros, e eu estava perto da cama, quando tive a infelicidade de fazer um comentário bem básico.


 



  • Harry, vamos logo, senão todo mundo chega e não tem comida pronta! - disse rindo.

  • Você quer ir logo? - ele disse largando a carteira e os óculos na mesa e se virando para me olhar.

  • Sim.

  • Hummmm. - Harry saiu de onde estava e começou a vir na minha direção, em passos largos, com um olhar... Ameaçador?

  • Harry... - fui andando para trás.


 


Foi quando ele rapidamente parou na minha frente, me pegou pela cintura e me jogou na cama, com ele em cima de mim.


 



  • Ainda com pressa Hermione? - disse no meu ouvido, me deixando arrepiada.


 


Fechei os olhos, sentindo aquele arrepio passar por todo o meu corpo. O que ele perguntou mesmo? Como eu me chamava? Onde estava?


 



  • Ahnnn... É... É... Sim? - fiquei sem saber o que falar. Não estava preparada para ter Harry em cima de mim num domingo de manhã!

  • Fiquei com vontade de me atrasar um pouco agora. - disse presunçoso.

  • Harry, vamos logo vai! - nem queria pensar na besteira que eu estava quase fazendo; tá, não seria besteira, mas... Melhor não arriscar.

  • Por que a pressa Mione? - disse ele deitando do meu lado, com uma perna prendendo as minhas, uma mão apoiada na cabeça e outra fazendo circulos na minha barriga, por baixo da blusa; aii meu controle, que estava bem baixo, escapando..

  • Ahnn... Por que... Por que... - é, eu tinha virado uma boba que ficava gaguejando!

  • Vamos Mionezinha! Te pego quando você estiver acordada e tiver alguma desculpa esfarrapada realmente boa. - disse ele levantando e rindo.


 


Pra variar, ele me surpreendeu; me puxou pelas pernas, até a minha cintura estar na beirada da cama. Então me ofereceu as mãos, para me levantar. Ele me olhava de um jeito que me fazia tremer. Levantei daquela cama com cheiro de Harry, e fomos para o açougue.


 


Para a minha surpresa, não demoramos nas compras; Harry sabia o que queria, e pegou as melhores peças de carne. Claro que compramos vários pacotes de queijo coalho, já que era vício comum, e muitas bebidas. Ele me contou, enquanto esperavamos as carnes, que ele tinha alguns coolers em casa, em forma de latinha de cerveja; na minha opinião, a coisa mais útil que inventaram até hoje! Compramos gelo e fomos guardar tudo no carro.


Mesmo com a pequena brincadeira de Harry, tivemos tempo de sobra para preparar os espetinhos de carne e frango, colocar o carvão na churrasqueira, preparar os coolers com gelo e bebidas (distribuimos bem as bebidas) e armar seis espreguiçadeiras e os guarda sóis perto da piscina.


 


Com tudo pronto, era hora de passar protetor solar. Me sentei na ponta da espreguiçadeira, e assim que eu tirei minha blusa, Harry pegou o frasco de protetor da minha mão.


 



  • Ei!- me virei de lado, para olhar ele melhor.

  • Só vou passar nas suas costas! Ou você consegue fazer essa façanha? - disse ele com aquele sorrisinho bem humorado nos lábios.

  • E eu disse que queria que você passasse? - disse presunçosa; tive que revidar!

  • Tem mais alguém aqui para fazer esse favor para você?

  • Não, ainda.

  • Então. E você vai adorar a minha massagem nas suas costas. Você parece meio tensa Mione.

  • Ok ok, você venceu! Mas só por causa da massagem. - fiz biquinho.

  • Mimadinha! Agora seja uma boa menina e se vire.

  • Chato!


 


Me virei, prendi meus cabelos em um coque, e esperei.


Assim que senti as mãos de Harry espalhando o protetor e massageando minhas costas, fiquei levemente tensa, e percebi duas coisas: que ele sabia como passar um creme, e que ele fazia massagem muito bem!


Relaxei com o contato, apesar da tensão inicial, aproveitei o momento. Fechei os olhos, e a primeira imagem que veio em minha mente foi a de Harry explorando meu corpo com as mãos. Abri os olhos e balancei a cabeça. Precisava me controlar, e urgente!


 


Harry me devolveu o protetor, e eu passei no resto do meu corpo; óbvio que eu não deixaria ele passar mas minhas pernas, apesar da insinuação não verbal que ele fez.


 


Levantei da cadeira, e fiquei atrás dele. Esperei ele tirar a blusa, vendo seus músculos bem delineados dos braços e costas. A pele dele era linda, parecia macia, e de certa forma, estava me hipnotizando; e eu nem tinha visto o peitoral!


Harry me entregou o frasco dele de protetor, espalhei uma boa quantia na minha mão, coloquei na cadeira, e comecei a espalhar em suas costas; e descobri, maravilhada, que a pele dele era firme e macia, como eu pensei antes.


Terminei, fechei o frasco, andei até ficar na frente dele e devolvi o protetor; não aguentei e espiei pela primeira vez naquele dia, o peitoral bem trabalhado. Simplesmente lindo!


Harry pegou em minhas mãos e me puxou para perto. Fiquei entre suas pernas, e apoiei as mãos em seus ombros fortes. Nos olhamos nos olhos por alguns instantes, aqueles olhos verdes brilhando de ansiedade e desejo querendo descobrir meus segredos, até que inconscientemente, minha cabeça começou a ir em direção a dele, e nossas bocas, se atraindo como dois imãs.


Estava quase beijando Harry, ainda presa em seus olhos, sem conseguir fechar os meus, quando ouvimos a campainha tocar.


 


Continua...


 
 
 


N/A: quem, alem da minha beta, esta com fome?? hahahaha aii esse cafe da manhã!! eu amo bagels.. morrendo de vontade de comer uns agora... e milk shake tb! comofas?


e quem foi que ousou acabar com o beijo dos dois??  nossa, eu se fosse o Harry, matava essa pessoa..  x)


D/G em breve, juro!! e vai ser bem no estilo de provocações e gritos.. comentem que o cap vem logo logo... =) bjos




N/B: Arrepiou essa agora. E fiquei com fome de novo. Sério, você descreve comida de um jeito tão bom... Agora Mac and Cheese eu já não gosto muito. Ain o Harry (Team Potter) é muito atencioso e nada pretencioso. Amo ele!! Quero ver como termina esse churrasco. E não esquece de mim: D/G please! Beijoos


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.