FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Na mansão Potter: enfim férias


Fic: Te amo Potter... do jeitinho que você é.... NOVO CAPITULO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- Não acredito que eu aceitei vir passar as férias com aquele… desgraçado… – dizia Lilian, com cara fechada.
- É… e me arrastou com você… pelo menos é melhor que ficar trancada em casa as férias todas! – reclamava Eliza, na mesma atitude.
- Meninas… por favor…
Anna já não sabia o que fazer. Na viagem desde Hogwarts até à plataforma 9 ¾ e daí até entrarem no transporte que os pais de Thiago tinham providenciado pra elas, indo até suas casas pra irem buscar suas coisas, as duas não cansaram de resmungar e amaldiçoar o dia em que Lilian tinha brigado com Thiago pela última vez (sim, a última vez… porque, a partir desse dia não mais tinham trocado palavra, e Lilian convencera-se que ele gostava de outra…) e tinha aceitado passar todas as férias de Verão com os Marotos na mansão Potter.
- Eu não…
- Lilian! Por favor! Você ta impossível! E você também, Eliza! – disse Anna, interrompendo Lilian e nem deixando Eliza falar – Será que vocês vão passar o Verão inteiro nisso? Parecem dois dragões da Noruega! Até se vê o fuminho saindo das narinas!... Se eu soubesse, tinha vindo passar as férias */b*sozinha*b* com o Reminho e com os garotos.
Lilian e Eliza olharam pra Anna.
- Puxa Anna… eu nem… – ia Eliza começar a falar tristemente, quando foi interrompida por Anna novamente:
- Olha… me desculpa ta? É que eu… tou cheia de saudades do Remo e… tar ouvindo vocês duas reclamando todo o tempo… ainda me deixa mais nervosa…
- Ô Aninha… relaxa! Eles não disseram que ele ia ter depois co a gente? – perguntou Lilian, abraçando a amiga, que tinha o rosto escondido entre as mãos.
- Disseram… mas você viu como ele partiu, quando foi ver a mãe… tava tão pálido… até me pareceu que tava mais agressivo, sei lá… já nem sei…
- Mas você ta nervosa porquê, menina? – perguntou Eliza, se sentando do outro lado de Anna.
- Será que ele vai vir mesmo? E se ele vier, será que vamos continuar juntos?
- Ah, deixa de ser boba! Ele te ama!
- Lilian, eu… eu nem sei mais…

*/i**FLASHBACK*
A Sala Comum tava vazia. Só Remo e Anna se encontravam lá, estando ele sentado num sofá, lendo um livro e ela com a cabeça no colo dele.
- Lobinho…
- Hum?
- Eu queria te dizer uma coisa…
- Eu também.
- Então fala primeiro.
- Não, fala você linda…
- Não, fala você…
- Então… sabe o que é que é… eu não vou poder ir logo com vocês nas férias…
Anna levantou a cabeça do colo dele e se sentou.
- Ah, porque não?
- Porque… minha mãe ta doente e… eu vou visitar ela…
Anna se colocou de joelhos em cima do sofá.
- Então eu vou com você…
- Não! – respondeu Remo prontamente, deixando cair o livro, ao que Anna levantou a sobrancelha.
- Porque não?
- Porque eu não quero…
- Ah é, seu Remo John Lupin? Ta com vergonha de mim, é?
- Anna, não é nada disso… é que…
- Ah, já sei… não quer que sua família conheça */b*sua namorada*b* loira burra…
- Anna, você ta doida? Primeiro, você não é burra, é a garota mais inteligente que conheço. Segundo, eles iam te adorar…
- Então me deixe ir com você…
- Já te disse que não, droga! Pára de ser chata! – disse Remo se levantando e ficando de frente pra lareira, com um brilho amarelo no olhar.
- Então boa noite. A gente se fala depois… – disse Anna, se levantando e se dirigindo pro dormitório feminino, sem se despedir. Ouvindo um barulho, se voltou pra trás e viu que Remo tinha socado a parede, deixando um enorme buraco nela. Se voltou pra frente e subiu as escadas.
*FIM DO FLASHBACK**i*

- Ah Anna… isso foi uma briguinha à toa… se bem que você foi um pouquinho chata sim… – disse Eliza. Conseguindo arrancar risos das amigas e rindo ela também.
- Senhoritas, acabámos de chegar.
A voz do motorista soava. E o transporte freava. Ainda rindo, desceram e um ar de espanto invadiu suas caras.
- Cruz credo… isso não é uma casa… isso é…
- Hogwarts multiplicado por mil…
- Ah, garotas, não exagerem… é grande e bonita sim, mas… – disse Lilian, mas não acabando a frase, pois, na verdade, o espanto tomava conta de si.
A mansão Potter tinha um aspecto acolhedor, tipo vivenda americana, do tempo colonial. Era de cor amarelo-suave, e possuía uma escadaria que levava a um enorme alpendre, onde se encontrava uma rede pendurada num canto e no outro duas cadeiras e uma mesinha. Na frente da casa se encontrava um grande jardim, por onde seguia uma estrada que acabava no portão.
Na porta se encontrava um casal, obviamente seriam os pais de Thiago.
- Bom dia, meninas. Sejam bem-vindas. Meu nome é Daniel. Sou o pai do Thiago. – disse, sorrindo, um homem alto, moreno, de cabelos pretos arrepiados, e olhos esverdeados por detrás de umas lentes.
- Entrem, entrem… fiquem à vontade… eu sou Lilibeth, a mãe… claro! – disse a mulher, rindo. Era de estatura média, de cabelos avermelhados e olhos verdes. Quando sorria, seus olhos brilhavam.
As meninas foram entrando. Por dentro, a casa era duplamente mais bonita do que por fora. A sala era enorme, com uns sofás confortáveis perto de uma lareira e vários candeeiros de pé colocados estrategicamente. A um canto se encontrava um piano de cauda com milhares de fotos de um menino moreno, de cabelos espetados, que fazia caretas e sorria, nunca ficando quieto.
- Peço desculpa não poder fazer companhia pra vocês, meninas – disse Daniel, bagunçando os cabelos, ao que Lilian pensou “Ah… puxou ao pai…” – mas tenho trabalho pra fazer. A Lily foi chamar os garotos. Fiquem à vontade. A partir de hoje, essa vai ser suas casas!
As garotas sorriram. Quando ele saiu, elas não aguentaram e foram bisbilhotar as fotografias.
- Ah… que gracinha!
- Puxa…
- Veja essa, Liz! O Thiago e o Sirius ainda pequenos!
- Eu lembro deles assim…
- E olha ali os Marotos juntos!
Anna e Eliza se encantavam com as fotos. Mas Lilian estava fascinada com um quadro pendurado na parede. Contrariamente a quadros de bruxos, esse parecia estático. “Devem ter feito em algum sítio trouxa…”, pensava ela. Nele se encontrava um casal com um bebe ao colo. Deviam ser os pais de Thiago, pensou, mas… eles eram tão parecidos com…
- Oi Anna! Oi Liz! Oi… */i*Evans*i*…
Aquela voz. Lilian se virou. Era ele. Não tinha passado muito tempo desde que se tinham visto, mas parecia a primeira vez em muito tempo. Ele estava na frente dela, com as mãos nos bolsos, descontraído.
- Oi Potter… – respondeu Lilian, pondo as mãos nos bolsos também, mas não dando conta.
Lilian ficou olhando pra Thiago, que devolvia o olhar desafiador. “Nossa… como ele ta bonito sem o uniforme… ele já era bonito…”, pensava ela. “Nossa… como os olhos dela brilham… ela é linda, mesmo…”, pensava ele. “PÁRA DE PENSAR! ESQUECE!”, pensavam os dois ao mesmo tempo, rompendo o contacto visual quando ouviram um barulho.
No fundo da escada, encontrava-se Sirius, com a cabeça no fundo da escada e com as pernas em degraus mais acima.
- Oi… – disse ele, se abrindo num enorme sorriso, ao que todos começaram a rir.
- Ah, Sirius – disse Lilibeth, rindo – deixa de bobeira. Se comporte!
- Ah, mamãe Potter – respondeu Sirius, se levantando e dando palmadas nas costas de Thiago, que não parava de rir – Eu bem que tento… mas o que fazer? Ser mal-comportado faz parte do meu charme… – e, ao dizer isso, todos riram novamente.
- Ta ta… eu vou no jardim cuidar das flores. Thiaguito, vê se mostra pras meninas quais os seus quartos, viu?
- Mãe… – disse Thiago em tom impaciente.
- O que é?
- Thiaguito não… – disse ele, vermelho.
Lilibeth riu e passou a mão no cabelo do filho, o beijando na testa. E, rindo, saiu.
- Thiaguito… uuuuuuuuuuuuuu – zoava Sirius.
- Cala a boca, Sisi…
Ao ouvir isso, Sirius parou e ficou com cara fechada, o que fez todos rir.
- Venham… vamos ver seus quartos…
Subiram as escadas e chegaram em um corredor com várias portas. Thiago começou explicando:
- Do vosso lado direito, vêem três portas. – falava como um comentador de Quadribol – Porta número um, Eliza White!
A porta se abriu e mostrou um quarto decorado em tons de azul.
- Porta número dois, Anna Buthenford!
A porta se abriu e mostrou um quarto em tons de rosa.
- E, para finalizar, porta número três, Lilian Evans!
E lá estava um quarto em tons de verde.
- Nossa Thiago – disse Eliza, trocista – já pensou se dedicar a relatos de Quadribol? Pode ser que tenha futuro nisso, quem sabe?
Thiago sorriu.
. Pra quê ser um simples relatador se posso ser o melhor, mais lindo, gostoso e perfeito apanhador de sempre? – respondeu ele, agarrando Eliza pela cintura, ao que ela riu.
BOOOUUUMMM
A porta do quarto de Lilian se tinha fechado ferozmente, deixando todos, menos Thiago, espantados.
- É Pontas – disse Sirius, depois das garotas terem entrado em seus quartos – parece que seu plano ta funcionando…
- Ora, Almofadinha… não se esqueça que ta falando com Thiago Potter… comigo tudo funciona! – disse ele, entrando em seu quarto, que, curiosamente, era em frente do de Lilian…

A hora do jantar chegou. A turminha desceu e se sentou na mesa: os pais de Thiago nas pontas, Sirius frente a Eliza, Thiago ao lado de Sirius e frente a Lilian e Anna ao lado desta e frente a uma cadeira (ainda) vazia.
- E aí, pessoal… já combinaram alguma coisa pr’amanhã?
- Não, pai… ainda não…
- Porque vocês não passam o dia na piscina?
- Boa ideia, sra.Potter!
- Ah, Liz… me chame de Lilibeth ou até mesmo de Lily…
- Ah, só se for de Lilibeth, porque Lily é essa ruiva aí…
Todos riram.
- Então e hoje? Tem alguma coisa programada?
- Hum…não…
Enquanto todos conversavam, Thiago notou que Anna brincava com a comida.
- Anna… você ta bem?
- Hã?...
- Você ta bem?
- Tou…
Mas, de repente…
- Ahm… Thiago… posso te perguntar uma coisa?
- Fala…
- Você sabe se o Remo demora muito nessa visita?
Thiago sorriu.
- Ah… então é isso… não te preocupa não. Ele vem amanhã.
Anna sorriu também.
- Obrigada…
- Não tem que agradecer… somos amigos, oras!

Nessa noite, os pais de Thiago foram dormir cedo, deixando a turma sozinha.
- Que tal jogarmos a um joguinho trouxa? – perguntou Eliza, comendo a última colher de gelado.
- É isso aí… vamos convidar aqueles nossos vizinhos, Thiaguito? – perguntou Sirius, quase se babando só de ver Eliza lamber a colher.
- Nem que ta mal pensado, Sisi */i*querido*i*… vou mandar uma coruja, */i*amorzinho*i*! – respondeu Thiago, falando enfeminadamente, fazendo todos rir muito.
Esperaram um pouco e, passados uns minutos, a coruja voltou com um bilhete, que Thiago leu em voz alta:

*/i*”Potter,
a gente aceita. Mas temos que levar nossa prima, Josephine. Tamos aí em cinco minutos. Joel.”*i*

- Ah! Eles tão vindo! Que vamos jogar?
- Esperamos que eles cheguem e logo veremos.
Passado um tempinho, bateram na porta.
- Eu abro! – se levantou Sirius, tentando sair dali, pois a imagem de Eliza o estava afectando… e muito!!!
- Boa noite, Sirius.
- Noite, Joel. E aí, Bruno? Você deve ser a Josephine. Como vai?
- Bem! Me trate por Jo, ta? – disse a garota simpaticamente.
Eles entraram pra sala. Joel era um garoto alto, de cabelos pretos, olhos verdes profundos e um sorriso brilhante. Bruno, seu irmão, era da mesma altura, loiro, olhos violeta, também penetrantes e o sorriso ainda mais brilhante. A sua prima era uma garota baixinha, cabelos castanhos cacheados e de olhos da mesma cor, mas com um corpo meio que “desenvolvido”…
Lilian e Eliza ficaram olhando pros garotos e começaram cochichando.
- Nossa… que dupla, hem?
- Nem me fala…
Jo se chegou perto de Thiago e juntou as mãos na frente do corpo.
- Oi! Você deve ser o Thiago. Eu tava */i*louca*i* pra te conhecer…
Lilian e Eliza trocaram olhares.
- Er… sim, sou eu… prazer te conhecer…
Ela se abaixou e deu um beijo no cantinho da boca dele, o deixando meio sem graça.
- E aí – falou Bruno – o que vamos jogar?
- Hum… que tal… verdade ou desafio? – perguntou Eliza, colocando o queixo em cima da mão e o olhando maliciosamente, ao que Sirius levantou a sobrancelha.
- E como se joga?
- Ah, é simples.
Eliza e Lilian explicaram e começaram todos a jogar, menos Anna, que tinha ido dormir.

*/b*1ª volta: Eliza x Bruno*b*
- Verdade – disse ele sorrindo.
- Hum… se você gostasse de uma garota, o que faria para a conquistar?
- Depende da garota.
- Uma garota assim… assim como eu, por exemplo…
Sirius cruzou os braços e bufou baixinho.
- Não é fácil… mas tentava fazer você ver que, comigo, nunca iria sofrer… – respondeu ele, beijando a mão dela, ao que ela sorriu e Sirius levantou a sobrancelha e bufou ainda mais.

*/b*2ª volta: Jo x Thiago*b*
- Verdade…
- Então… você ta a fim de alguém?
- Não… acho que não… – respondeu Thiago, olhando desafiadoramente para Lilian, que cruzou os braços e rolou os olhos.
- Hum… bom saber… – disse Jo, sorrindo maliciosamente.

*/b*3ª volta: Joel x Lilian*b*
- Desafio… – respondeu ela, fazendo com que todos os que a conheciam se espantarem.
- Então o seu desafio vai ser ter que sair comigo. Mas só nós dois!
Lilian reparou na cara fechada de Thiago e sorriu.
- Claro! Desafio é desafio!

*/b*4ª volta: Thiago x Eliza*b*
- Verdade, */i*Thiaguito*i*…
- Então responde… o que é que você sente realmente pelo meu camarada Almofadinha?...
Eliza corou.
- Er… eu… não sinto nada…
- Nada?
- Ah, sinto amizade, ora… só amizade…
- Ta… sei… vou fingir que acredito… – respondeu Thiago, de sobrancelha levantada, mas muito divertido.

*/b*5ª volta: Lilian x Sirius*b*
- Verdade…
- Então… conta */b*realmente*b* o que se passou entre você a tal de… Sarah… – e, ao dizer o nome da garota, Lilian fez uma careta que todos riram.
- Ah… é assim… eu confesso que agarrei ela – Eliza cruzou os braços e sorriu triunfalmente, como se dizendo “eu tinha razão” – mas foi no 3º ano. Eu */b*juro*b* que ela tava a fim do Pedro. Palavra de Maroto! – disse ele, colocando a mão no peito.

*/b*6ª volta: Jo x Eliza*b*
- Verdade…
- Sei lá o que eu vou perguntar… qual o seu animal preferido?
- Er… cachorro… – e, ao responder isso, Sirius e Thiago gargalharam, deixando Eliza sem jeito, Lilian abafando o riso e os três visitantes sem perceber.

*/b*7ª volta: Bruno x Thiago*b*
- Verdade…
- Qual o seu maior sonho?
- Isso vai soar um pouco brega, mais… é casar e ter um filho igualzinho a mim…
- Igual a você? – perguntou Sirius – O que é que isso tem de bom?
- Ah, Almofadinha… tudo!... Ele ia ser lindo, gostoso, perfeito, inteligente, o melhor apanhador, a seguir a mim, obviamente (risos de todos e um “modeeeessstoooo” de Eliza) e, claro… ia ser um Maroto!
- Ah bom! Se é assim… – respondeu Sirius, levantando as mãos num gesto de “me rendo”, arrancando gargalhadas.

*/b*8ª volta: Sirius x Eliza*b*
- Verdade…
- Ah, não pode… você já disse duas vezes verdade… vai ter que ser desafio…´
- Ah não!... Vindo de você, eu até tenho medo…
- Hum… deixa eu pensar…
- Fala logo! Anda!
Mas Sirius continuava pensando.
- Posso dizer depois? É que agora… nem sei o que */i*mandar*i* fazer… bem, saber sei, mas… – disse ele maliciosamente.
- É o que dá ter uma inteligência e imaginação */i*tão*i* férteis… – reclamou Eliza, fazendo com que todos abafaram o riso.
- Acho que pode, Sirius… não vejo mal nenhum nisso… – respondeu Lilian maliciosamente, ao que Eliza olhou pra ela ameaçadoramente, mas viu Lilian cruzando os braços, como que dizendo “não é só você que sabe encrencar os outros, meu bem…”.

*/b*9ª volta: Thiago x Lilian*b*
- Verdade…
- Ah, quer dizer… com ele é desafio e comigo é só verdade, */i*Evans*i*?...
- Ah Potter, ta… desafio…
Thiago sorriu marotamente.
- Mas nem se ponha com ideias…
- Não, não… descanse… você vai ter que ser */i*minha*i* por um dia…
Todos olhavam pra Lilian, que estava vermelhíssima.
- O QUÊ?? TARADO!
- Eita, mente devassa… não é isso… mas se você quiser… – ao ver Lilian com uma cara de quem ia explodir naquele momento, ele se apressou a falar – Quando disse “minha por um dia”, falei do tipo… irmos passear, ver as flores, fazer um piquenique… só nós dois…
- Só nós dois?
- Sim, só nós dois… mas descanse, eu não vou te agarrar não… nesse momento, minha mente não pára nesses */i*assuntos*i*… – falou Thiago, olhando pra Jo e piscando o olho, ao que ela sorriu satisfeita, e ao que Lilian rolou os olhos.
- Sabem, pessoal… acho que já ta ficando um bocadinho tarde… – falou Eliza se levantando, vendo que ia sair briga dali – Er… que tal a gente se ver amanhã? Sei lá, pra nos conhecermos melhor…
- Que fazem amanhã à tarde? – perguntou Bruno, não tirando os olhos de Eliza pra nada. Sirius torcia o nariz.
- Vamos ficar por aqui mesmo. Vai ser o “pool day”! – disse Eliza rindo.
- Ah, então será que podemos vir? Eu sou */i*louca*i* por piscina… – disse Jo, agarrando Thiago, ao que Lilian sussurrou no ouvido de Eliza qualquer coisa como “Ela é louca por tudo ou é só minha impressão?... precisa de terapia, não?”, fazendo com que a amiga prendesse o riso.
- Claro que podem! Não vejo mal nenhum nisso!
- Então será que posso trazer uma amiga, Maribel?
- Claro! Quantos mais melhor! Na casa Potter tem sempre lugar pra mais um!
Lilian ouvia aquelas palavras. “Ele desistiu mesmo… se antes minhas dúvidas me davam esperança, agora ela se foi… Ah, pára de ser uma cabeça de abóbora, Lilian! Isso era o que você queria, */i*não era*i*?”, pensava Lilian, já deitada na sua cama.
- Lily, posso entrar?
- Claro, Liz…
Eliza vinha de robe, já preparada para dormir.
- O que foi?
- Hum…será que posso te dar uma palavrinha sobre um assunto… */i*especial*i*?
- Claro…
Conforme Eliza falava, os olhos de Lilian se arregalavam cada vez mais.
- Como você soube isso?
- Olha, sei que vai parecer um pouco estranho, mas eu escutei atrás da porta do quarto do Sirius…

*/i**FLASHBACK*
Eliza queria ir no quarto de Sirius pra saber qual seria o seu “desafio”, mas também pra provocá-lo mais um pouco. Mas…
- Você tem a certeza, Pontas?
- Tenho, Almofadinha. Você acha que eu ia brincar com um negócio tão sério como esse?
- Mas então… pobre Remo!...
- É, eu sei… a poção ta acabando… e cada vez que ele toma, vai ficando mais doente ainda…
- Nossa Senhora… o que vamos fazer, Pontas?
- Eu não sei… mas ele ta vindo amanhã… e pra ficar…
- Então ele…
- Sim… vai estar cá na próxima Lua Cheia…
- Danou-se!
Eliza se afastou da porta. Poção?... doente?... Lua Cheia?... Não foi preciso muito pra ela descobrir que dois mais dois são quatro… Um olhar assustado se formou nela e ela correu pro quarto de Lilian.
*FIM DO FLASHBACK**i*

- Temos que avisar a Anna!
- Mas… não deveremos deixar o Remo tratar disso?
- É Liz… você tem razão… mas, como amigas dos dois, temos que dar um jeito nisso…
- Sim… falou certo, Lily!
Eliza se levantou e ia pra porta quando…
- Hey Liz…
- Hum?
- O que é que você tava indo fazer no quarto do Sirius a essa hora da noite?
Eliza sorriu marotamente. (N/A: me desculpem… não pude evitar… ;) )
- Nada da sua conta, */i*ruivinha*i*…
E fechou a porta, rindo. Lilian riu também. “Ela ta louca por ele…”, pensou ela antes de adormecer, sonhando com um prado coberto de lírios e um certo moreno de olhos castanho esverdeados…







axo k desta vez me superei.... foi um cap ENOOOORMMEEEEEE!!!! he he
se bem que eu axe k ta uma bosta.... *olhar triste*
tive um blokeio mental, paragem cerebral... sei la.... tava axndo k nd saia certo... ou et do jeito que eu queria....
mas passando as respostas dos comentarios:
*/b*Dani Evans Potter*b* - obrigada.... juro k e minha primeira fic.... tou dando meu melhor pra agradar voces.... essa fantasia eu usei uma vez... mas claro, sem as partes "embruxadas".... he he...e n tem k agradecer, sua fic ta linda!!!!
*/b*Mah Lupin*b* - obrigada, mas espero k desta vex funcione.... mas jah t adicionei!!!! he he...
*/b*Nanda Evans Potter*b* - de nada! knd puder leia! e m diga o k axa!
*/b*Pérola Black*b* - ah, mas OBRIGADA MESMO!!!! vc axa mesmo eles um casalxinho fofuh? ai, eu tambem.... eles se merecem.... o thiago e um maroto mas ta apaixonado e garotos apaixonados ficam poeticos... senao mesmo boboes.... *piscadela* ah, o sirius e a eliza sao uns cabeças duras... dai se ferrarem tanto! hehe... desculpa eu n comentar tanto na sua fic, mas eu sou muito despistada! mas prometo k comento logo, loguinho!!!! he he
desculpem ser tao grande... e me perdoem o cap ter tanta "desgraça" he he
mas eu n resisti....
ate a proxima
muitos beijuxxxxx

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.