FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Bem Vinda Sarah


Fic: E como seria se....


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Respostas:

Olá garotas, aqui é seu amado, perfeito, maravilhoso, irresistível e inteligente Sirius Black.

Claaarroo, ele realmente é tudo isso, ignorando os delírios do Almofadinhas, eu senhor Tiago Perfeito Potter e o babão do Almofadinhas e meu caro Lupin.


Merlin, me salve! Bom como os leitores e leitoras devem ter percebido, a autora incubiu, nós os marotos de respondermos seus comentários.

Aliás por que vocês dois estão aqui também? EU, sou o gostoso do grupo! *sorriso galanteador*


Soonhaa Almofadinhas! Sou eu que as garotas amam! *sorriso maroto*


Vixe! Isso vai demorar! Bom vou responder os comentários...

Fê Black Potter: Bom, ai está o segundo capítulo da fic, espero que esteja sendo como vc imaginou...
É claro que ela deve achar que eu mereço aparecer mais, mas não se preocupe, não vou abandonar minhas fãs.
Coitadas das garotas! Aturar você não é pra qualquer um não... Bom, mas é claro que eu vou estar na fic em toda minha masjestade, e aposto como a Fê me adorou

Ginny W. Potter: Viu como elas me preferem? Duas Potters pra uma Black! HAHA... Grande coisa... isso porque você é acorrentavel caro Pontas... As mulheres sabem que Sirius Black é bom demais para se prender! E voltando para a resposta do comentário, ai está Ginny.


rosana franco: Huumm Quer dizer que você não gosta muito de H/G.. Algum interesse escondido Srta. Franco?! Ahááá O Harry mal apareceu e já ta arrasando corações!  MEU MERLIN! Pobre coitadas das leitoras! Me pergunto por quê da autora permitir isso! E pobre coitado de mim que sou o único a realmente responder aqui né? Acho a autora deveria chamar a Lily aqui.. (Sirius e Tiago) NÃÃÃÃÃO!!!! Hummm sei de uma senhora Potter que ficaria muiito intrigada por essa reação Tiago... Sabe como é Remo acho que seria muito cansativo para Lily ter que vir aqui coitada... É e o pobre Pontas poderia ficar surdo, nós também por sinal... É, talvez seja verdade... Mas voltando ao comentário, espero que apesar de você não gostar de H/G você esteja gostando da fic Rosana. E continue lendo, não sobreviveriamos se você nos abadonasse. Isso mesmo somos carentes


N/A: Hehe espero que tenham gostado das respostas, achei que se fosse surpresa seria mais legal, por favor comentem, pois os Marotos não me deixaram em paz se não puderem responder... Eles se divertiram muito descobrindo o computador... Contribuam para felicidade das crianças, ai vai o Capítulo



.~*~*~*~*~*~* .


2 - Bem Vinda, Sarah.


Na manhã seguinte Lílian desceu arrependida e foi desculpar com Tiago. O moreno foi extremamente frio com ela, ambos ficaram o dia sem se falar quando a noite caiu Tiago novamente montou o sofá cama sem que Lílian o mandasse para fora do quarto, a ruiva no entanto tentava persuadi-lo a voltar.


Outra manhã feio e Lílian novamente tentou falar com o marido, desta vez um pouco enfraquecido pela saudades e também ciente que Lílian não era muito previsível ele a perdoou. Eles passearam pela vila de mãos dadas eles ficaram na praça, Tiago brincava com o filho enquanto Lílian o observava. 


Eles pediram a um senhorzinho que passava que os fotografasse. Eles logo voltaram para casa. Lá Tiago correu para o porão para revelar as fotos. Lílian ficou com o filho na sala. Uma nevasca começava a cair, a ruiva passou pelos quartos fechando todas as janelas e quando voltou a sala deu de cara com outro moreno dos olhos azuis. Depois de um enorme pulo e berro maior ela se acalmou. Tiago já subia as escadas correndo. 


-Almofadinhas! – disse ele abraçando o amigo.


-Como vai Pontas? – perguntou o outro sorrindo. – o meu afilhado? 


O menino já se agitava nos braços da mãe. Lílian o passou para o colo de Sirius. Tiago se sentou perguntando sobre a missão do amigo enquanto Lílian subiu com o propósito suspeito de arrumar algumas coisas no quarto. Quando voltou Lílian vinha junto com uma moça com curvas bem definidas, cabelos que começava a cachear nas pontas, negros e sedosos, sua estatura era mediana, seu rosto era claro com as bochechas rosadas olhos acinzentados.


Eliza olhou para amiga furiosa e para os presentes da lá. Sirius também olhou a nova visitante com certo desagrado. Tiago olhava para esposa com orgulho. Eliza se sentou muito contragosto e conversou com Lílian e Tiago fingindo não notar a existência de Sirius, que fez exatamente o mesmo que a morena.


Ao fim da noite eles do casal e se quer se encararam. Lílian e Tiago observaram os amigos irem embora, e finalmente foram limpar a cozinha, pois haviam insistido que os amigos ficassem para o jantar, gerando louça extra para lavarem. Depois de arrumarem tudo eles subiram e ficaram lá deitados, conversando.


-Ta na hora dele ir... – falou Lílian serenamente.


-Mas ainda é cedo! Quem vai cuidar dele? – perguntava Tiago, com uma expressão de criança sem colo.


-As professoras!


-E quem disse que são confiáveis? – perguntou ele, ainda fazendo birra. 


-Tiago!


-Lílian...


-Chega de brincadeiras! O Harry tem que ir para escolinha! Não podemos cuidar dele e ficar pedindo par Liza ou para os Dixons!


-Ta bem – falou ele vencido. – então Setembro do ano que vem ele vai.


-Não! A gente o põe em janeiro, mesmo que sejam meio de ano, é só uma creche!


-Mas Lily...


-Sem 'mas' Tiago!


A rotina dos dias não se alterou muito, eles iam trabalhar e deixavam Harry ou com os Dixons, ou com Liza ou com Bathilda, uma senhora de idade que adorava o garoto. Janeiro longo veio e Harry foi para a pequena creche local, Tiago é claro era contra, mas teve que ceder diante dos argumentos de Lílian e também logo reconheceu que o garoto gostava da escola e que lá não lhe faziam mal.


Janeiro passou rapidamente, Tiago se acostumou com a idéia de Harry estar na escola. Lílian parecia mais tranqüila, e Tiago embora ainda saísse em missões pela Ordem e pelo Ministério, não passava mais tanto tempo fora de casa. Eles passavam os finais de semana juntos aproveitando a vida como se Voldemort não existisse.


Em abril Lílian começou a ficar com o humor um pouco variável vivia conversando com Liza, mas se negava a dizer o assunto para Tiago. O moreno estava ficando cada dia mais nervoso. Normalmente falava com Sirius, que insistia em falar que a culpa era de Eliza. Certa noite voltando do Ministério Tiago e Sirius, pararam em um pequeno para tomar uma cerveja.


-Ai Almofadinhas ela ta me deixando doido! – disse Tiago bagunçando os cabelos.


Sirius revirou os olhos, impaciente com a ação do amigo e tomou o último gole da sua bebida.


-Pontas, o que você acha que ela tem? – Falou Sirius.


-Não tenho idéia! Ela nunca agiu assim! – disse o outro pagando a conta. Sirius imitou a ação do amigo e o seguiu pra rua.


-Nunca? Nenhuma única vez? – perguntou Sirius sério.


-Nenhu... – começou triste, mas logo abriu um enorme sorriso. – SIMM!!


-MERLIN! – berrou Sirius assustado com o amigo. – que houve?


-Ela já agiu assim... lá lari lari larere – respondeu Tiago começando a saltitar pela rua.


-Isso já entendi – respondeu o outro emburrado. – mas porque do escândalo, veado?


-SIRIUS BLACK! Pela... – começo ele pensando. – já esqueci que vez, sou um C-E-R-V-O!


-Que seja veado! Por que toda essa felicidade? – falou Sirius imaginando a resposta.


-Ela ta grávida! Eu vou ter outro filho!! – disse ele feliz.


-Poxa! Vocês não saem da cama hein? – comentou o outro.


Tiago voltou saltitante e correndo para casa, no caminho comprou flores para Lily e assim que a viu a abraçou forte, porém cuidadosamente. Lílian se assustou um pouco, também o abraçou feliz e recebeu as flores, sorridente. Depois de por as flores no vaso Lílian voltou para a sala, onde Tiago dançava com Harry no colo, o bebê tinha cara de choro para mãe. Lily tirou o filhou dos braços do maroto.


-Ok! Não que não goste de te ver feliz, mas porque de tudo isso? – Perguntou Lílian preocupada.


-Pra quando é? – perguntou ele com os olhos brilhando.


-O que?


-O bebê!


-Ah! Tiago...


-Outro filho! Que perfeito... Uma menininha!! Linda como você!


-Tia..Tiago...


-Sim?


-Eu não sei se estou realmente grávida...


-Mas...


-Ainda não fui ao médico.


-Iremos! Iremos ao melhor médico de Londres! – disse ele sorrindo.


Tiago caminhou até Lílian e segurou suas mãos enquanto levantava seu rosto. Lílian encarou o sorriso radiante confiante de Tiago.


-Vai dar tudo certo ruivinha... – assegurou ele. 


Tiago marcou logo um médico para Lílian e na semana seguinte eles estavam indo para Londres. Logo estavam em um consultório limpo e bem cuidado o médico usou aparelhos que Tiago não soube identificar. Depois de um tempo esperando lá fora o médico chamou Lílian para o consultório. Tiago começou a anda de um lado para o outro esperando os resultados. Os vinte minutos que Lílian passou no consultório pareceram horas para Tiago.


Quando estavam saindo do consultório Lílian contava para Tiago o que o Médico disse; que eles teriam outro filho. Ele parecia uma criança que recebera que o Natal chegara mais cedo, saltitava e cantarolava pela rua. Os dois se sentaram em uma sorveteria e aproveitaram o dia para namorarem. Tiago freqüentemente provocava Lílian lha dando indiretas que deixavam a esposa corada. Eles riam das caretas que Tiago fazia quando foram interrompidos por uma voz enjoada as costa de Lílian.


-É isso que a sua gentinha faz? – falou uma mulher com cabelos negros rosto comprido, pescoço duas vezes maior que o normal, magra demais, expressão enjoada e vestido florido. – Ficam andando em sorveterias, ao invés de trabalhar? É isso Lily?


-Oi para você também Petúnia! Sim estou bem e você? Ah o Harry vai bem obrigada, e o seu filho o Dudley, não é? – virou-se irônica Lílian.


-Vocês se conhecem? – perguntou Tiago muito confuso.


-Sim, infelizmente! – responderam as duas ao mesmíssimo tempo.


-Vê se desinfeta aberração! – xingou Petúnia levantando seu enorme e fino nariz.


-Aberração? Não sou eu que tenho cara de cavalo!


-Eu não faço os outros explodirem com a mente!


-Mulher de um elefante!


-Cabeço de fósforo!


-Girafa!


Tiago acompanhava a discussão seguindo com os olhos quem falava, tinha uma expressão entediada e surpresa ao mesmo. Ele ria a cada bom insulto dado, é claro que Lílian levava uma nítida vantagem. Tiago estava entretido na briga quando alguém lhe tocou o ombro. Era Remo. Ele ia começar a falar algo quando notou a discussão, aparentemente ele ficou tão surpreso com os adjetivos que Lílian usava que ficou sem palavras.


Depois de um bom tempo de discussão, Petúnia abandonou a sorveteria derrotada e irritada. Lílian acompanhou a mulher com o olhar e depois se largou na cadeira em frente a Tiago. Remo já havia contornado a divisória da sorveteria e sentado na mesa com os amigos. Depois de murmurar alguns xingamentos não entendíveis Lily se acamou e sorriu para os dois como se nada tivesse acontecido.


-Meu Merlin! – disse Tiago, se levantando e indo em direção a mulher. – o que você acha que ta fazendo?


-Co..Como assim Tiago? – perguntou ela preocupada.


-Se estressando desde jeito! Poderia ter perdido a Sarah!


-Como? – perguntaram Remo e Lílian ao mesmo tempo.


-O bebê! – disse ele desesperado. – não ta sentido nada?


-Nada... – respondeu ela o acalmando.


-Ótimo! – respondeu ele sorridente.


-Vocês vão ter outro bebê? – perguntou Remo contente.


-Siiim!! – respondeu Tiago, mostrando todos os dentes enquanto Lily dava um sorriso discreto.


-Que maravilhoso! Parabéns! – disse Remo feliz. – Quem sabe o Teddy tem uma pretendente, então!- acrescentou sorrindo, no que Tiago fechou a cara – bom eu tenho que voltar as pesquisas...


 -Seii... O Sr. Está fugindo da minha ira Sr. Lupin - brincou Tiago. - Não sabia que você e a Tonks tinham tido um filho.

-Não Tivemos, ela ainda está esperando... - respondeu ele. - E vocês serão os padrinhos, agora tenho que ir mesmo...


Remo passou a mão pela cabeça parecendo cansado. Tiago e Lílian se entreolharam, sabiam que Remo quando começava a pesquisar algo se esquecia um pouco que era humano e que precisava comer e dormir. Porém como a barba do amigo estava feita e suas olheiras não estavam maiores que o normal eles acharam que não estava ocorrendo tal fato.


-Remo, ta se cuidando? – perguntou Lily. 


-Claro, não se preocupe, to comendo, dormindo, fazendo tudo direito. – respondeu ele tranqüilo.


-Então continua se cuidando Aluado. – falou Tiago num raro tom sério.


-Pode deixar! Pontas, vocês também tomem cuidado e cuidem das crianças, ouvi falar que Greyback esta rondando as proximidades de Godric’s Hollow... – informou Remo.


-Obrigado, vamos tomar cuidado... – disse Tiago.


Remo apertou a mão de Tiago, deu um beijo na face de Lily, pegou o sobretudo e foi embora. O casal observou o amigo por alguns segundos depois foi pagar a conta e voltou para casa, no caminho pegaram Harry na escola. Tiago fez questão de carregar o filho.


Eles logo entraram no sobrado numero 17 da rua Wintervil. Harry que agora já falava e andava trazia brinquedos para os pais e inventava brincadeiras. Tiago e Lílian se encantavam com as brincadeiras do filho. Os três estavam sentados no chão fazendo desenhos de cera, Harry tentava hora desenhar na parede, hora engolir o giz.


Depois de muitas perseguições e pinturas Harry logo adormeceu nos braços da mãe. Tiago pegou o menino do colo de Lílian enquanto ela levantava. Os dois subiram as escadas lentamente e depositar o menino no berço, que agora começava ficar pequeno.


Lílian e Tiago se trocaram colocando seus pijamas e se deitaram. Os dois dormiram abraçados. A vida dos Potters parecia perfeita.


Mais dois meses se passaram e Lílian agora começava a ficar com a barriga maior. Eliza e Sirius haviam voltado com a amizade, a segunda parecia ter a cintura levemente menos definida do que antes, porém como ninguém além de Lily havia percebido não chamou atenção para o fato. Remo estava viajando atrás de suas pesquisas. Logo, Lílian veio, a saber, que Luize Dixon também esperava um bebê, logo estavam fazendo planos para que os filhos fossem amigos. 


Os meses passavam com uma aceleração inconstante, as vezes penavam a passar, por outras mais pareciam semanas. A barriga de Lílian crescia rapidamente, assim como suas alterações repentinas de humor, nada que Tiago não tivesse enfrentado antes. 


Logo, depois de muita insistência de Tiago, ele e Lílian foram a mesmo médico em Londres para poderem saber o sexo da criança. Tiago novamente ficou para fora da sala. Andando de um lado para o outro da recepção ele olhava freqüentemente para a porta... Nada, mas já fazia um bom tempo que ela havia entrado! O que eles estavam fazendo? Essa medicina trouxa não é confiável. Lílian logo saiu sorridente da sala com sua barriga arredonda.


O marido correu a ela, lhe deu um beijo na testa e começou o questionário preocupadíssimo com a mulher. Depois de responder o que pode entender do interrogatório de Tiago, Lílian começou o suspense sobre o bebê, o homem choramingava, reclamava, ameaçava, fingia, mas não conseguiu fazer Lílian lhe dizer nada, depois de um tempo que havia desistido e estava com uma cara super triste, Lílian se comoveu e lhe disse que teriam uma filha dali dois meses.


Tiago ficou tão feliz que fez questão de dar uma festa. Lílian era completamente contra a idéia, pois estaria cansada demais para uma festa. Tiago insistia que o momento não poderia passar em branco.


 Depois de várias e longas discussões eles decidiram chamar alguns amigos para uma reunião. Assim eles começaram a ver quem não estava em missão ou morto. No final a lista não continha muitos nomes, os Changs viriam, assim como os Dixons, e Sirius era obvio que viria, pois ele praticamente morava na casa, Moody também viria e Dumbledore fora convidado, Eliza disse que, infelizmente, não poderia ir a festa, mas não quis explicar o porque.


Depois de muito discutirem eles decidiram fazer a festa dali três semanas. E assim foi feito. Três semanas depois a casa estava cheia e animada, Harry aprontava e chamava atenção de todos, uma hora passeava com o chapéu de Dumbledore pela cozinha. Depois tentava brincar de bolinha com o olho de Moody.


A festa acabou tarde, mas deixo todos muito felizes. Tiago e Lílian, com um rápido aceno arrumaram a casa, Harry dormira abraçado ao seu pomo de pelúcia. Depois disso os três Potters foram dormir.


Tiago agora estava sobrecarregado de tarefas, aparentemente Voldemort tinha sido localizado na Ásia, mas não sabiam exatamente onde ele estava, a um mês do bebê nascer Tiago teve que viajar.


Apesar de todos os apelos do maroto, não houve escolha ele foi para a Ásia, Tiago implorou a Lílian que se mantivesse calma, que ele voltaria antes de Sarah nascer.


Tiago ficou fora duas semanas, logo voltou e foi até sua casa. Lílian ainda não havia chegado. Ele esperou umas duas horas com Harry que ela voltasse. Nada.


Tiago estava tão preocupado que pegou o filho e foi com ele até o hospital bruxo.Ele andou um tempo pelos corredores do St. Mungus a procura da sua adorada ruivinha. Porém às dez da noite de Halloween o hospital vazio não abrigava nenhuma cabeleira avermelhada. Depois de percorre todos os andares, duas vezes, derrotado Tiago recorreu a recepcionista.


-Por favor, eu estou procurando Lílian Potter, a curandeira... – falou ele educadamente.


-Se você não dissesse que ela era curandeira ficaria tão mais difícil... – ironizou a recepcionista, irritando o moreno. – está no primeiro andar, quarto 578.


-Obrigado – disse ele, antes de disparar em direção ao tal quarto.


Lílian estava deitada na maca com uma expressão cansada, mas que logo se desfez ao ver moreno. Tiago, ainda com o filho no colo caminhou até ela.


-Oi... – disse ele fracamente.


-Oi, me desculpe... – começou Lily.


-Não se desculpe, como avisaria?


-Eu não sei, talvez um patrono...


-Esqueça isso. O que houve ?? – perguntou ele, agora com um tom mais sério e preocupado.


-A bolsa estourou... Agora vão adiantar o nascimento, eu já estou indo para a sala de magia operatória.


Tiago lhe deu um beijo na testa antes que ela fosse levada por uma curandeira assistente. Enquanto ela estava na sala Tiago chamou grande parte da Ordem ou tentou chamar, pois no final quem a acabou aparecendo foram Sirius, Remo e Eliza, que agora tinha uma barriga perceptível. Os três tentavam acalmar Tiago que caminhava de um lado pro outro e interrogava cada curandeiro que passava.


Depois de um longo tempo a curandeira que havia levado Lílian veio chamar Tiago, o moreno com as pernas bambas a segui até o quarto. Lá a ruiva segurava um pequeno embrulho cor-de-rosa em seus braços.


Tiago sentia que suas pernas eram feitas de borracha quando caminhou até Lílian, a ruiva riu e falou para o bebê quando Tiago chegou a cama.


-Olhe Sarah, esse bobo é seu pai! – disse Lily risonha a menina.


-Sarah? Bem vinda Sarah! – disse ele meio rouco.


Depois de um tempo que o casal teve, Tiago foi chamar os amigos que ficaram encantados com a menina. Harry sentado na cama ao lado da mãe tentava entender o que era tão especial naquele embrulho.


Lily olhou significativamente para Tiago, que entendendo, arrastou Remo e Sirius para fora do quarto alegando precisar de companhia para a cafeteria. Eliza olhou os três marotos saírem do quarto e a amiga, que a encarava. Eliza pegou Harry no colo e suspirou a enfrentar sua sentença.


-Então... Vai me explicar senhora Lewis?? – falou Lily.


-Que? Quer mesmo que eu te explique como os bebês são feitos? – brincou Eliza – eu sei o que você vai perguntar, e não importa quem é o pai, importa que ela é minha filha e que eu sou a mãe... Por favor, Lily...


A ruiva a estudou calmamente e  por fim perguntou.


-Você está feliz com isso?


-Por mais estranho que pareça estou sim. – respondeu, sorrindo, a morena.


Assim que Tiago achou que Lilian e Eliza tiveram tempo para se entenderem, eles voltaram e passaram um tempo no quarto de Lily, até que fossem expulsos pela curandeira chefe, Tiago ficou mais tempo com Lílian ele estava eufórico.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.