FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. A Idéia


Fic: Volta para o Passado


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Na manhã seguinte elas não comentaram nada sobre a idéia, mas já tinham decidido o lugar da festa, na casa de Lílian, elas tinham escrito para a mãe de Lílian e estavam esperando a resposta. Os garotos é que não gostaram nada de terem sido excluídos, deste plano, mas eles não podiam contar nada sobre o plano deles então não podiam pedir para elas contarem, não seria justo.
Duas semanas depois no café, que para variar estava delicioso, a resposta da coruja de Lílian chegou, ela olhou para Jane que estava ao seu lado, e sussurrou para ela ir chamar as garotas para fora do salão principal, Anne e Narcisa logo se juntaram a elas, Lílian abriu a carta:
Querida Lily,
-Lily?- perguntou Anne.
- É como meu pai e minha mãe me chamam.
- Que amor!
Querida Lily,
Será adorável, você fazer está festa aqui, estou com saudades, aqui está tudo bem, estou esperam uma resposta do dia da festa para não marcar nada e fazer com que sua irmã sai de casa, pois se não tudo pode dar errado. Não se preocupe e me mande uma coruja o mais sedo possível.
Beijos,
Mãe.
- Isso é muito bom.
- O que que é muito bom?- perguntou Pedro
- Nada que diga respeito a vocês.
- Então tá né, faze o quê?
Depois de lerem acerta e se livrarem dos meninos, elas foram para a sala comunal da Grinfinória, já que era domingo e elas não tinham aula iam aproveitar para responder a carta da mãe de Lílian e completar a lista de convidados. Chegando ao quadro da Mulher Gorda:
- Lagartixa Broxa.
- Sinto muito a senha mudou hoje pela manhã.
- Como? Não nos avisaram!
- Mudou.
- Vamos atrás de algum monitor.
Elas não andaram muito, pois logo viram um monitor.
- Mas ele é da Lufa-Lufa.
- E daí? Ele é um gatinho.- disse Anne
- Hei! Você sabe qual a senha da Grinfinória?
- Eu? Não sugiro que perguntem a professora McGonagall.
- Boa idéia, obrigado.
- De nada.
Elas saíram atrás da professora no caminho Anne falava:
- Ele é muito bonitinho não acham?
- Qual é mesmo o nome dele?
- Amos Diggory, ele está no quito ano. Ele é mesmo bonitinho não acha Lílian?
- Para feio não serve.- disse Lílian
- Que que adianta perguntar para Lílian? Ela gosta mesmo é do Tiago.- falou Jane.
- Sério?- perguntou Narcisa.
- É mais ou menos.
- É um mais ou menos... pois eles já até se ....- Jane foi interrompida pro um gritinho de Lílian.
- Não!!!!
- Ah fala o que foi que vocês já fizeram? Ficaram?- Perguntou Narcisa.
- Não, claro que nós não ficamos.- disse Lílian ficando escarlate.
- Eles quase ficaram, foi só um celinho.
- Isso não importa mais, pois ele me procurou esses dias para dizer que não queria que aquilo acontecesse, ele me pediu desculpas de novo, pois no dia ele saiu correndo me pedindo desculpas, ele não está afim de mim.
- Ele fez isso?- perguntou Anne
- Fez.
- Acha outro.- disse Anne
- O quê? Achar outro, como assim?
- Pega outro pra fazer ciúmes no Tiago, meninos não suportam ter adversários neste tipo de coisa.
- Eu não sei se vai dar certo.- falou Lílian com algumas duvidas de que aquele plano iria funcionar, mas o que ela tinha a perder? Ela iria saber se ele gosta dela ou não.
- Eu acho uma ótima idéia.- disse Narcisa.
- Olha é a professora McGonagall.- disse Jane
- Professora! - chamou Anne
- Sim?
- Qual a nova senha da Grinfinória? - perguntou Lílian
- Fautleroy.
- Obrigado Professora.- ao dizer isso as quatro seguiram em direção a sala da Grinfinória.
Ao chegar ao quadro da Mulher Gorda elas acharam os quatro rapazes tentando entrar sem a senha, pelo visto ela não eram as únicas a não saberem a senha.
- Qual a nova senha?- perguntou Sirius.
- Fauntleroy. - Narcisa falou para a Mulher Gorda que se virou e os sete Narcisa tinha dito que ia ao banheiro e entraram. Sirius, Remo e Pedro foram se sentar ao lado da lareira, Tiago ficou para perguntar:
- Onde vocês estavam?
- Procurando alguém para nos dizer a nova senha.- Tiago foi se afastando até onde estavam sentados os garotos.
- Lily, por que você não faz ciúmes no Tiago com o Sirius. - sugeriu Anne.
- Fico maluca?- perguntou Lílian indignada.
- Sabe que até é uma boa idéia. - concordou Jane.
- Vocês acham?
- Claro! Mas deixa claro pro Sirius o que você quer fazer.
- Não, isso eu sei. Cadê a Cisa?
- Ela foi no banheiro.
- Ah... se acha que ela se importaria?
- Não! Vai lá fala com ele, explica tudo.
- Tá.
Lílian foi até onde estavam, Tiago meio que se ajeitando na cadeira, achando que o papo ia ser com ele.
- Sirius posso falar com você?
- Claro.- ele se levantou e a acompanhou até um canto, porém visível para ambos os grupos sentados, os dos garotos que estavam do lado da lareira e o das garotas que estavam perto da janela.
- O que foi?- ele perguntou curioso.
- Hã... eu acho que Tiago já falou para vocês o que aconteceu naquela noite, em que vocês perde...
- Quando ele te beijou?
- É, há alguns dias ele veio e me disse que estava muito arrependido e me pediu desculpas mais uma vez, ele disse que não queria ter feito aquilo, então para ver se aquilo era verdade elas me sugeriram fazer um ciúme nele, e...
- Acho que tô entendendo, você quer fazer ciúme nele comigo, é isso?
- É, eu sei que você deve gostar de outra pessoa, mas se ele se mostrar indiferente por muito tempo eu acabo com tudo isso, topa?
- Eu vou fazer isso para o Tiago aprender a ter mais coragem, para ele se dar conta de que casa ele é. E porque você é...
- Eu sou o quê?
- Muito bo... legal.
- Obrigado!- Lílian entendeu.
- Já que é para fazer o trabalho direito, vamos começar agora. Eles estão olhando. Você que sugeriu, não vai me dar um tapa tá?
- Muito engraçado! Vai eu vou levar a sério isso.
Sirius pegou Lílian e deu um beijo nela. Ela já havia beijado Tiago uma vez, só que aquilo não poderia ser comparado ao que estava acontecendo agora, Sirius estava dando um beijo de verdade nela.
- Eu não acredito.- falou Tiago indignado.- quem ele pensa que é?
- Tiago, você mesmo nos falou que disse depois para ela que não queria ter beijado ela.
- Tá, mas isso não pode tá acontecendo!
- Como não? Eles tem o direito de fazer o que quiserem, tanto Lílian quanto Sirius.
- Só um pouquinho, Sirius não gostava da Narcisa?
- Gostava?- perguntou Pedro.
- Eu não sei mais nada. E ela? Devia saber que eu gostava dela, afinal eu beijei ela.
Momentos antes de Tiago fazer aquele ceninha, Narcisa entrou e viu os dois se beijando.
- O que a Lílian tá fazendo?
- Beijando Sirius.
- Isso eu percebi, mas porquê?
- Fazer ciúmes no Tiago.
- Ah...
**
- Sirius...
- Eu não sei o que fazer, se eu saiu correndo como o Tiago ou se...
- Ou se?
- É melhor não.
- Vê se eu acertei, pois acho que me sinto da mesma maneira.- desta vez foi ela que deu um beijo nele. Depois:
- Como você acertou?
- Intuição.
- Intuição? Então vamos ver o que você acha que vai acontecer hoje na janta?
- Se tudo correr como eu quero, Tiago não vai falar comigo, não vai me dirigir à palavra, nem a você.
- Peraê, eu e ele temos muito que conversar.
- Tá, então eu não sei eu pessoalmente concordo com a professora McGonagall, a adivinhação é um dos ramos mais imprecisos da magia.
- Isso é verdade.
- Eu tenho que primeiro te agradecer por fazer esse favor por mim.
- Tudo bem, eu nunca vou esquecer de você.
- Por quê?
- Foi o meu primeiro beijo.- falou ele timidamente.
- Bom se aquele beijo que Tiago me deu pode ser considerado... Mas foi meu primeiro beijo de verdade...
- Olha a hora é melhor irmos jantar.
- É mesmo.
Eles foram indo, Lílian se dirigiu para onde as garotas estavam, e Sirius foi para onde os guris estavam.
- Lily ele realmente entrou nessa!- exclamou Jane.
- Foi! Vocês notaram na reação do Tiago?
- Nem me lembrei!
- Ele pareceu indignado.- falou Narcisa.
- Sério?
- É...
- Vamos jantar? Estou morta de fome.
**
- Vamos jantar?- falou Tiago quando Sirius chegou onde eles estavam.
- Vamos, estou morto de fome.- disse Sirius.
- E você vai comer o que?- num tom de ironia.(nota da autora: eu ia usar outra palavra mais acho que não era pra idade:PP)
- Tiago, você mesmo falou que não queria ter feito aquilo nela.
- Mas você sabe que eu gosto dela!
- Tiago...
- Eu não quero ouvir mais nada!- virou de costa e foi para fora da sala comunal. Sirius ficou parado olhando, até Remo comentar:
- Porque você tá fazendo isso?
- Por ele!
- Por ele?
- É a idéia da Lílian é ver se ele gosta dela, afinal ele não faz nada e quando faz, vai dizer que se arrepende e que não queria ter feito aquilo.
- Você quer dizer que você é peça para fazer ciúmes nele?
- Exatamente. E eu topei para ver se o Tiago se tocava do que tinha que fazer.
- Tô entendendo.
- Vocês não vão falar para ele, ouviu Pedro?
- Sim.
**
No jantar aconteceu mais ou menos o que Lílian previa, Tiago evitava falar alguma coisa, Lílian percebeu e ficou feliz. De volta a sala comunal, Tiago se sentou num canto junto com Remo e Pedro, Sirius foi falar com Lílian.
- Lílian eu acho que funcionou. Esperar mais um ou dois dias até ele vir falar contigo.
- Obrigado Sirius.
- De nada, pelos meus amigos.
Ele foi até onde os guris estavam sentados.
- Eu vou dormir.- disse Tiago se levantando.
- Você não pode fugir de mim Tiago.- Tiago nem se virou para responder.- Não vão tão cedo para o quarto eu preciso falar com ele.- disse Sirius saindo.
**
- Vocês virão? Ele tá louco de ciúmes, pelo menos parece.
- É.
- O que você acha que ele vai fazer?
- Não sei.
- Sabe o que me ocorreu?- perguntou Lílian num tom preocupado.
- O quê?
- E se ele também fazer o que eu tô fazendo?
- Você diz beijando o Sirius?
- Ha ha.- riu Lílian num tom bem irônico.
- Tá mas eu acho que não.
**
- Tiago nós precisamos conversar.
- O quê?
- Você sabe muito bem.
- Eu não tenho nada haver com a sua vida!
- Tiago porque se não vai lá e fala para ela.
- Claro fazer papel de idiota!
- Não, ela gosta de você!
- Como se sabe?
- Ela ficou carente, digamos assim, quando você deu aquele fora nela.
- Fora?
- Ahã, você disse que não...
- Eu sei o que eu disse, ela não tava mais falando comigo, eu não ia agüentar, preferia falar com ela como amigo, do que perder ela.
- Vai lá e diz isso a ela.
Tiago não respondeu, o que Sirius pensou que fosse um sim, mas só amanhã. Eles se deitaram, todos dormiam agora.
Na manhã de seguinte Lílian acordou com se sentindo extremamente cansada, quando Jane olhou para seu rosto de Lílian e deu um gritinho:
- Lily olha o seu rosto!- disse Jane entregando um espelhinho para Lílian, Lílian também deu um gritinho ao ver seu rosto.
- Desce, que eu vou até a ala hospitalar e acho que fico por lá, no almoço me encontra lá tá?
- Tá.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.