FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. Uma noite divertida, novas ami


Fic: Poker Face - porque o passado sempre volta para ficar PAUSA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry se recuperou rapidamente e veio me abraçar. Percebi que ele colocara aquele perfume delicioso dele. Eu ainda não fazia idéia do nome, mas iria perguntar. Como sempre, minha curiosidade falava mais alto.


Entramos no carro, coloquei meu celular no porta lata, liguei o carro, o som e fomos. Ficamos cantando as músicas do meu cd; em algumas a gente se empolgava demais e cantava de qualquer jeito, atropelando a letra e desafinando, mas a gente sempre ria. Não demoramos a chegar no shopping, por sorte; mas a fila para entrar no estacionamento estava grande. Luna me ligou, e como eu não podia falar enquanto dirigia, Harry pegou meu celular, atendeu e segurou o aparelho perto do meu ouvido, e abaixou um pouco a música; olhei para ele e sorri, em agradecimento.



  • Mi, onde você  esta? - perguntou Luna aparentemente brava pelo meu atraso.

  • Estou aqui do lado de fora do shopping Luninha. A fila do estacionamento esta enorme! E você?

  • Já estamos todos aqui, esperando você madame! - disse Luna rindo, enquanto Draco e Pat gritavam para que eu chegasse logo e me chamavam de lerda, como sempre.

  • Luna, acalme as crianças fazendo o favor! - disse rindo, enquanto acelerava um pouco o carro.

  • Certo; ele esta com você?

  • Sim. Segurando o celular pra mim. - disse rindo de novo.

  • Quem é afinal?

  • Luna, se acalme! Você vai descobrir em alguns minutos! Céus, como você esta curiosa! Pior que eu.

  • Claro, você fica fazendo suspense!

  • Sua curiosidade será recompensada em breve minha amiga.

  • Ótimo! Te vejo daqui a pouco.

  • Até!


Luna desligou, e Harry colocou meu celular de volta ao seu lugarzinho. Rimos.



  • Eles não sabem de mim?

  • Eu disse que traria um amigo essa noite, mas não disse que era você.

  • Será que Luna ainda se lembra de mim?

  • Claro que lembra Harry! Ou você esqueceu que foi almoçar com ela e com o pessoal quando chegou em Orlando?

  • Tenho fotos para comprovar isso Mionezinha! - disse enquanto encostava a ponta de seu dedo na ponta do meu nariz.

  • Então.

  • E os outros, será que vão gostar de mim? - disse ele fazendo uma cara muito engraçada de medo e insegurança.

  • Harry, pare de dar crise agora! Todos vão te aceitar, não se preocupe!

  • Quais os nomes novamente?

  • Patrick, Draco e Gina. E Luna, claro.

  • Certo.

  • Harry, eles não vão te crucificar nem nada. Agora pare de ser medroso.

  • Sim senhora! - disse batendo contingência, por brincadeira.


Dei um tapa em seu braço, de leve, e estacionei o carro. Desliguei o som, tiramos os cintos, estiquei meu braço para o banco de trás para pegar minha bolsa e saímos do carro. Acionei o alarme e Harry rapidamente ficou do meu lado, colocando um braço envolta do meu ombro, me fazendo ficar mais próxima dele. Saímos do estacionamento, e andamos um pouco, até chegar no Outback. Como eu e meus amigos sempre íamos lá, as meninas que ficavam recepcionando na porta já sabiam em que mesa nós gostávamos de ficar; então sempre que uma pessoa do grupo chegava, elas nos mandavam direto para a nossa mesa. Claro que, como minha melhor amiga era gerente, eu era bem conhecida e sempre tinha algumas regalias, como drinks extras, desconto, mesa exclusiva, entre outras coisas que eu ganhava.


Cumprimentei Rafaela, apresentei Harry, e frisei que ele seria visto comigo de agora em diante. Ela nos desejou boa noite e eu segui para a mesa. Com o caminho apertado, Harry ficou atrás de mim e eu coloquei minha mão para trás, a qual ele rapidamente segurou.


No começo, a nossa mesa era quadrada, com sofás, mas como era chato conversar olhando todos, nós pedimos uma mesa redonda; quando minha melhor amiga Lidi se tornou gerente, e nós marcamos de ir todo sábado, religiosamente, ela avisou que a mesa seis era nossa, exclusivamente. Éramos melhores amigas há dez anos.


Quando estava perto da mesa, vi que Luna estava de costas, e havia duas cadeiras vagas em seu lado esquerdo, seguido de Draco, Ginny e Pat, que estava ao lado direito de Luna; como estavam papeando, nem prestaram atenção em mim. Parei do lado da mesa, todos me cumprimentando ao mesmo tempo.



  • Gente, quero que vocês conheçam uma pessoa. Você já conhece ele Luna. - disse olhando para minha amiga e puxando Harry para mais perto, quase grudando ele às minhas costas. - pessoal, esse é o Harry.


Luna ficou estática, assim como eu tinha ficado. Lógico que ela teria várias perguntas, mas depois eu iria explicar; ou Harry diria na mesa.



  • Olá a todos.

  • Harry, esse é Patrick Lemos, aquela é Gina Weasley e aquele é Draco Malfoy. E esta é Luna, que você já conhece. - disse apontando, com minha mão livre, cada um enquanto falava. Vi Draco olhar de relance para minha mão e a de Harry juntas. Olhei firme para ele, que sossegou naquele instante.

  • Boa noite. - disseram os quatro juntos.


Harry largou minha mão e foi cumprimentar cada um pessoalmente, com apertos de mãos nos meninos, um beijo no rosto de Ginny e um abraço em Luna. Enquanto isso me sentei ao lado de Draco e Harry se sentaria entre mim e Luna.



  • Harry Potter, quem diria! Quem é vivo sempre aparece! - disse Luna, surpresa.

  • Pois é, Mione me disse a mesma coisa. - disse ele direcionando seu olhar para mim enquanto dizia meu nome, e depois se voltou para Luna. - Agora estamos trabalhando juntos.

  • Vocês se conhecem de onde? - Ginny perguntou curiosa.

  • Do ICP. Eu fui com elas.

  • Então temos cinco ex trabalhadores do rato e um que nunca conseguiu ser. - disse Draco, sendo dramático; e completando – virei um excluído.


Todos rimos. Um dos garçons veio até nossa mesa. Todos já estavam bebendo, exceto eu e Harry.



  • Boa noite senhorita Hermione.

  • Olá Gustavo. - disse simpática. - este é Harry, um amigo meu.

  • Boa noite senhor Harry.

  • Boa noite.

  • O que desejam beber?

  • Gold Coast Rita para mim Gustavo.

  • E o senhor? - disse se voltando para Harry.

  • O mesmo que Hermione.

  • Com licença, já volto com suas bebidas.

  • Obrigada.


Em seguida Lidi veio nos cumprimentar, como sempre. Apresentei Harry, e depois ela foi cumprimentar mais algumas pessoas. Havia um cardápio para cada um de nós, mas geralmente concordávamos na mesma entrada: as aussie cheese fres, ou, batatas fritas com queijo derretido, bacon picado e com molho ranch (que era bem forte!). Pedimos duas, e depois iriamos pensar nos pratos principais.


Minha bebida e a de Harry chegaram logo; era um copo enorme, e eu sabia que não poderia beber muito, senão ficaria bêbada e era perigoso dirigir bêbada; Luna e Draco estiveram comigo uma vez que eu dirigi bêbada; fiz vários zigue zagues nas avenidas, e por sorte, nenhum guarda parou a gente. Rimos muito, claro, e quase bati em um carro. Nunca mais dirigi naquele estado.


Enquanto esperávamos nossas batatas fritas, os quatro praticamente bombardearam Harry de perguntas. Claro que eu teria que vigiá-los, senão o pobre Harry iria se sentir interrogado.



  • Então, de onde você é Harry? - perguntou Ginny.

  • Sou daqui, mas fiquei alguns anos nos Estados Unidos, trabalhando na organização em que a Mione trabalha; fui transferido para ajudar na equipe. Foi uma surpresa encontrar a Mi de novo.

  • Concordo! Eu fiquei estática na sala. - concordei rindo.

  • É, você nem sabia se me cumprimentava ou não. - disse Harry rindo.

  • Mas você me abraçou.

  • É. Abracei.

  • E quando você chegou Harry? - perguntou Luna.

  • Uns dois dias atrás.

  • E já me tirou da cama cedo, em pleno sábado! - disse, fingindo indignação.

  • Como você conseguiu esse milagre em um dia? - disseram Patrick e Draco ao mesmo tempo, olhando para Harry. - a gente demorou alguns meses pra tirar essa dorminhoca da cama antes das dez horas de sábado!

  • Posso contar? - perguntou Harry me olhando travesso.

  • Claro. Fique a vontade.

  • Ela ficou com pena de mim, e depois eu retribui com waffles.

  • Hermione Granger, sua traidora! - disseram os meninos me encarando com olhos acusadores.

  • Ué, eu só ajudei Harry na mudança. É crime? - disse e mostrei a lingua para eles.

  • Em que estado você morou? - Ginny era a única que fazia perguntas sensatas? - pensei comigo mesma.

  • Na Califórnia.

  • Mas não tem incêndio, furacão e um monte de coisas por lá? - ela insistiu. Luna estava interessada, apesar de que ela tentava me chamar a atenção.

  • Tem, mas por sorte morei em uma área bem tranquila; mas sempre ouvia sobre famílias com problemas desse tipo.

  • Com licensa. - disse Gustavo, voltando com nossas batatas fritas. - mais alguma bebida?


Olhei para todos e foi unânime.



  • Por enquanto não, obrigada. - respondi.

  • Se precisarem, é so me chamar.

  • Obrigada.


Comemos em silêncio por um tempo, para alívio de Harry. Pelo menos pensei nisso, já que ele relaxou a postura. Cada um de meus amigos se apresentou, e em pouco tempo, estávamos rindo como se Harry já fosse parte do grupo há anos. Depois pedimos nossos pratos principais. Eu sempre estava na dúvida de pedir uma carne ou massa, mas por fim, pedi o chicken fingers jumbo, que eram frangos empanados com molho de mostarda e mel (honey mustard), com mais batatas fritas e a homemade golden potatoes, que eram batatas fritas maiores e mais crocantes por fora; Harry pediu Alice Springs Chicken, que era peito de frango grelhado coberto com bacon, champignons (Harry pediu sem, igual a mim) e queijo gratinados, temperado com molho Honey Mustard, servido com fritas e acompanhamento de Homemade Golden Potatoes também;


Ginny pediu um Queensland Chicken & Shrimp, que era tiras de peito de frango e camarões temperados e grelhados finamente misturados com uma porção de fettuccine alfredo. Luna pediu o South American Salmon, que era salmão finamente temperado, grelhado, servido com molho Remoulade e legumes frescos cozidos no vapor; Draco e Patrick pediram a mesma coisa; Aussie Grilled Picanha, que era picanha maturada, macia, preparada na grelha e temperada com sal grosso. Draco pediu Arroz Tasmânia e Pat pediu cebola grelhada, como acompanhamento. Pat adorava cebola! Eca!


O jantar foi ótimo. Harry comentou das fotos que tinha do nosso tempo de ICP, Draco reclamou de novo por nunca ter trabalhado na Disney, eu, Luna e Ginny ficamos provocando os meninos, que nos fizeram cócegas e bebemos mais uns drinks e refrigerantes. Como de costume entre nós cinco, agora seis, pedimos três Chocolate Thunder From Down Under, que era um delicioso brownie com sorvete de creme, coberto com calda de chocolate, chantilly e raspas de chocolate. Praticamente um pecado! Agora eu teria que dividir o meu, mas sabia insitintivamente que Harry compraria um só para ele se eu pedisse. Pelo pouco que eu sabia, Harry faria tudo o que eu quisesse, se eu pedisse, somente para me mimar. O que era bom, já que eu não podia dividir a sobremesa com os meninos, já que sempre virava guerra para ver quem pegaria mais raspas ou mais sorvete com calda; como Luna gostava muito do brownie e pouco do sorvete de creme, e Pat o inverso, eles sempre dividiam. Com Ginny e Draco era diferente. Eles ficavam tímidos para dividirem, e demoravam mais que o resto para comer, o que sempre gerava gozação da nossa parte. E quanto a mim, comia um sozinha, apesar de Draco sempre roubar um pouco da minha sobremesa enquanto sua parceira estava comendo.


A noite estava sendo maravilhosa, no meu ponto de vista. Claro que estávamos todos mais alegrinhos do que quando começamos o jantar, mas comemos muito, então estavamos todos na zona entre alegre e bêbada. Infelizmente Pat e Ginny foram mais cedo, já que iam assistir a uma peça de teatro. Como eu e Draco não eramos muito fãs e Luna, apesar de gostar – e ter atuado alguns anos em várias peças – não iria, já que nem ao menos era uma de suas favoritas; e o fato de que seu ex namorado estaria lá, ajudou muito na decisão de não ir nem arrastada e muito menos com convites para o camarote. Ela dera as entradas para Ginny e Pat, que ficaram felizes.


Ficamos os quatro conversando mais um pouco; lógico que depois que nossos amigos saíram, Luna me arrastou para o banheiro, fato que os garotos nem estranharam já que mulher ir junta no banheiro era uma coisa bem comum, e me fez contar direitinho o que aconteceu no dia anterior. Contei que fiquei surpresa pela volta de Harry, contei das compras, do jantar, e da minha ajudinha na mudança. Por fim, ela ficou feliz de me ver mais alegre e disse que todos sentiram que eu estava diferente, devido à companhia de Harry. Não ouvi nada contra a nova adição ao grupo. Voltamos para a mesa e os meninos estavam bem entrosados. Fiquei bem contente com isso! Pagamos a conta, me despedi de Lidi e fomos até nossos carros.


No estacionamento, Harry perguntou se alguém já tinha compromisso para o dia seguinte, e com a negativa, convidou todos para um churrasco em sua casa, como festa de inauguração; e avisou que se alguem quisesse levar roupa de banho, não haveria problema algum. Luna e Draco aceitaram a idéia, e Draco avisaria Pat; eu avisaria Ginny. Todos concordaram em cada um levar um engradado de cerveja. Mais tarde eu mandaria um email para os quatro com o mapa até a casa de Harry; senti que tudo estava entrando em seu lugar, o que me fez sentir aquela sensação de finalmente.


Fui abraçar Luna, que me apertou forte e me virei para abraçar Draco, que sussurrou uma frase curiosa no meu ouvido.



  • Pare de se magoar, você merece mais minha querida.


Olhei para ele sem entender direito, mas ele simplesmente beijou minha testa e entrou no carro de Luna, já que o seu estava emprestado com Pat.


Entrei no meu carro, junto com Harry.



  • E então? - disse enquanto colocava o cinto.

  • Então o que minha pequena curiosa? - disse ele sorrindo.

  • Tenho que te levar pro hospital ou pro psicólogo alegando que você está com trauma? - disse rindo muito, enquanto ligava o carro e o som.

  • Só me leve para casa Granger. - disse ele travesso.


Olhei para ele e cutuquei sua cintura; descobri que ele tinha cócegas, o que me seria útil se ele tentasse me fazer cócegas. Fui saindo do estacionamento, enquanto eu e Harry parecíamos crianças com aquela conversa.



  • Mione, pare de testar sua sorte.

  • Estou fazendo isso? - disse com sarcásmo.

  • Sim! E sabe muito bem disso mocinha!

  • Se você diz Potter. Se você diz.

  • Você vai amanhã cedo comigo no açougue, né?

  • Vou?

  • Vai!

  • E eu deveria ir por qual motivo?

  • Pelo motivo de que eu te faço um café da manhã bem caprichado se você for uma boa garota?

  • Eu sempre sou uma boa garota, Harry Potter! - disse dando um tapa bem leve em seu ombro.

  • Então você vai ao açougue comigo, ótimo!

  • Eu já disse que sim? - disse fingindo espanto.

  • Oh, me desculpe Granger, esqueci de te avisar; não aceito não como resposta, muito menos talvez. - disse ele fazendo uma cara de horror por ter esquecido de mencionar isso.

  • Potter, agora é você quem está testando a sua sorte. - disse risonha. Como paramos em um sinal fechado, eu aproveitei e belisquei sua cintura.

  • Granger, você realmente esta brincando com fogo! - disse ele perigosamente.

  • E eu deveria ficar com medo de você?

  • Óbvio! Você não sabe como eu posso ser malvado. - disse ele começando a me fazer cócegas na cintura. - mas como você esta dirigindo, eu deixo a minha vingança para mais tarde.

  • Nem vou durmir a noite, morrendo de medo! - disse sendo sarcástica novamente.

  • Se prepare Hermionezinha.

  • Bobo. 


Ficamos rindo e cantando. Harry me olhava às vezes, mas eu não olhava de volta. Seus olhos conseguiam prender meu olhar, então era melhor olhar para a rua.


Estacionei na frente da casa de Harry, desliguei o carro, tirei o cinto e me virei para ele, com minha mão esquerda apoiada no volante.



  • Quer entrar Mione? - disse ele me olhando de um jeito que me fez tremer.

  • Está tarde Harry. - disse hesitante, após morder meu lábio inferior de leve.

  • Tudo bem. - disse sorrindo, como se quisesse me tranquilizar. - em algumas horas eu te vejo novamente.

  • Que horas eu devo vir?

  • Bom, tem algum açougue aqui perto?

  • Sim, tem um ótimo. Sempre compro carne lá.

  • Temos que comprar alguma coisa no mercado?

  • Não; geralmente nossos churrascos são com queijo coalho, carne, frango, bebidas e sobremesa. - respondi simplesmente.

  • Adoro queijo coalho. - comentou ele, perdido.

  • Então amanha nós vamos no mercado e no açougue.

  • Combinado!

  • Que horas eu venho então? - tentei de novo.

  • Umas nove, dez horas. Ou é muito cedo?

  • Não, é um bom horário. - sorri.

  • Então, acho que isso é um tchau.


Tive que rir.



  • É, acho que sim.


Esperei ele tirar o cinto. Assim que o fez, abriu os braços o quanto pode, devido ao pequeno espaço, me convidando silenciosamente para ser abraçada. Encostei minha cabeça em seu ombro, e pus minhas mãos em suas costas. Abraçar de lado e dentro do carro era desconfortável. Harry pôs um braço em volta dos meus ombros e o outro na minha cintura; o que estava nos meus ombros, rapidamente subiu para meus cabelos, me fazendo carinhos leves.



  • Boa noite Hermione. - disse sussurrando.

  • Boa noite Harry.

  • Durma bem minha querida.

  • Você também.


Ele afrouxou o abraço em meus ombros, e delicadamente colocou sua mão no meu queixo, me fazendo olhar para ele.



  • Obrigado pela ótima noite que tive. Fazia tempos que não me divertia. - terminou me dando um beijo na testa e outro na ponta do nariz.

  • De nada. Todos gostaram de você. - disse corando.

  • Gostei deles também. E não sei se já te disse, mas estou muito feliz de ter você na minha vida novamente.

  • Eu também estou muito feliz com isso Harry. - sorri.

  • Bom, então vamos dormir, cada um em sua cama.

  • Sim; vamos.  


Ele me beijou na bochecha, mas chegou perto da minha boca; eu retribui e nos soltamos finalmente. Pena, por que estava sendo agradável ficar encostada nele. Céus, eu podia dormir sentindo o perfume de Harry e sua mão em meus cabelos. Acho que bebi demais.


Voltei para meu lugar, coloquei o cinto no instante que Harry fechava a porta. Ele entrou em sua casa e eu fui para a minha. Meu final de semana estava sendo muito recompensador, considerando a semana que eu tive. Cheguei em casa, fechei tudo, subi, me troquei, mandei email para Ginny e Pat sobre o churrasco e caí na cama, dormindo rapidamente.


Continua...


 
 


N/A: quase um mês depois.. cap postado!! e ngm comenta não? magoei! rs
bom, várias coisas acontecendo.. Mione deve ou não agarrar o Harry?? prox cap tem churrasco.. hummmmm  quase tudo pode acontecer! hahahahah quem ficou com a curiosidade lá em cima, comenta ai que o cap pode vir rapidinho.... lalala
e respondendo à minha beta (e a quem ficou querendo saber) existe Outback sim! não em todas as cidades, mas procura no google e veja se na sua cidade tem. eu fiquei com fome depois de escrever esse cap, cheio de coisinhas gostosas.. preciso ir la urgente!!
e a minha beta adora ver pessoas se agarrando.. impressionante! =P 
ah sim, D/G em breve, para os amantes de Draco e Ginny...


N/B: Cara que fome me deu esse cap. Esse lugar existe mesmo Bru? Porque se a resposta for sim eu quero o endereço agoora! Não sei porque a Hermi não agarrou o Harry. Se eu estivesse no lugar dela... Pegava! Rsssssss. Team Potter!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.