FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. Reencontros


Fic: Sempre haverá um amanhã


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Gente, por favor, continuem lendo e comentando na minha fic, ok?! Adoro tds vcs que dão a sua opinião sobre ela 

________________________________________________________________
Capítulo 4-


Reencontros





Luna se virou assustada para trás, e viu que Harry Potter, um rapaz alto, magro, cabelos escuros e olhos assustadoramente verdes vinha correndo em sua direção:

-Luna, tudo bem? Eu li sobre o que aconteceu com o seu pai no profeta diário, eu, realmente sinto muito-ofegou ele dando um abraço cheio de saudade e amor em Luna que á essa altura não sabia nem o que dizer para Harry. Ela não tinha como descrever o que sentia por ele naquela hora, estava muito feliz por ele ter voltado á escola uma semana antes do previsto só para consola - lá, mas também tinha uma pontinha de raiva por ele não ter estado presente quando ela recebeu a carta.

-Harry eu... -começou Luna que já estava começando a soluçar de novo, mas foi interrompida por Gina que aparecera agora do lado direito de Harry:

- Luna, também sinto muito pelo ataque que o seu pai sofreu, mas eu tenho certeza que ele vai se recuperar-Gina agora colocara a mão no ombro de Luna, num gesto de consolação.

- Como vocês chegaram aqui e cadê o Rony e a Mione? – perguntou Luna se dando conta que o rapaz ruivo,alto e a garota de cabelos castanhos e muito cheios não estavam presentes.

-Quando lemos no profeta diário que o seu pai fora atacado nós achamos que você precisava de um ombro amigo - disse Gina muito calma.

Luna pensou em Cedrico e como ele fora legal, estendendo o seu ombro amigo para ela poder desabafar e, assim se sentir muito melhor em relação ao que estava acontecendo.

- Viajamos por pó de Flú, eu e a Gina, porque o Rony e a Mione queriam ficar ainda uma tempo n’A Toca – neste momento Harry lançou um olhar significativo para Gina e esta, o retribuiu com um sorriso.

- Achamos que agora os dois vão se acertar de vez!- comentou Gina muito feliz.

-Que bom, eu não iria mais agüentar nenhuma briga de nenhum dos dois- disse Luna já um pouco mais feliz.

-Vamos para o salão principal Luna? Estamos mortos de fome!- convidou Harry e, como Luna já se sentia melhor, ela acompanhou os dois e se sentou à mesa da Grifinória, porque Harry insistiu, dizendo que havia muitos poucos grifinórios que ainda estavam tomando o seu almoço.
Sentada ali, entra a sua melhor amiga e seu namorado, Luna se sentiu muito feliz, era muito bom poder contar com amigos de verdade, e Cedrico Diggory não demoraria a fazer também fazer parte deste círculo.



Cedrico ficara andando um bom tempo nos corredores da escola não sabia muito bem o que iria fazer agora, se declarar a Luna era descartável, não agora que ele conseguira ter um pouco de sua confiança.
Não queria ir ao salão principal e se deparar com Harry e Luna sentados á mesa da Grifinória juntos, rindo e se divertindo por sinal, muito felizes. Ele vira Harry descer as escadas com Gina e logo depois se juntar a Luna que estava a caminho da sala comunal da Corvinal.
Era muito duro gostar de uma pessoa que gosta de você como amigo, mas talvez, se ele se declarasse como será que ela iria reagir? Será que ela iria largar Harry e ficar apenas com ele, Cedrico? Não, ela provavelmente iria pensar que ele só se aproximara como amigo nela por este motivo, mas não era verdade? Será que ele iria conseguir suportar Luna namorar com Harry estando ele, tão próximo dela?
Essas perguntas foram varridas da sua cabeça assim que ele viu Cho, sua namorada, uma garota alta magra, cabelo liso até a cintura e oriental, se aproximar dele com uma expressão de desagrado no rosto:

- Cedrico Diggory, como você se atreve a me deixar esperando no lago negro parecendo uma completa idiota?!- disparou Cho, agora sua face revelava apenas raiva.

-Cho? Eu me desculpe eu... Esqueci – esta era a melhor resposta, pensou Cedrico porque se ele dissesse que estava ensinando Luna a voar, Cho iria acabar com ela.

-Esqueceu, foi? É muito bom saber o quanto que eu sou importante na sua vida!- Cho olhou para ele, e uma lágrima desceu seu rosto.

Cedrico não gostava de fazer uma pessoa sofrer muito menos Cho, porque, mesmo sem amar ela, Cedrico a achava legal... Só um pouco possessiva talvez. Então ele se aproximou dela e a puxou para um abraço, mas ela se desviou e o encarou:

-Você deveria ter dito a verdade, Ced o que você estava fazendo com a Di-Lua Lovegood no campo de quadribol?

- Eu... Hum... Estava ensinando ela a voar... - respondeu Cedrico, baixinho, porque ela não tinha falado que sabia onde ele estava?

- Sei, ensinando a voar, acho que isso deve ter sido muito interessante a ponto de você se “ esquecer” do nosso encontro. - ela sublinhou muito forte a palavra “esquecer”, deu as costas para ele e começou a andar de volta ao salão principal.

-Ela estava muito mal! O pai dela foi atacado se você ainda não sabe!- gritou Cedrico pelo corredor, mas Cho já havia virado a esquina.

Mas que ótimo pensou Cedrico com raiva, agora a Cho estava com bastante raiva dele. Mas até que isso não é tão ruim assim, agora ele pelo menos poderia acabar com ela sem ter que dar maiores explicações, ou não? Se a Cho espalhasse pelo colégio todo que o vira ensinando Luna a voar, sozinhos, no campo isso poderia até dar problemas para a Luna, afinal ela namora o Potter e ele com certeza não iria gostar de ouvir isso da namorada.
Quando Cedrico chegou ao salão comunal da Lufa-Lufa ele se lembrou que ainda precisava terminar um trabalho muito complicado para a prof. Vector.
Com este pensamento, ele foi para o dormitório pegar todo o material que precisava, e se deparou com uma enorme coruja preta que o esperava com uma carta no bico.
Meio curioso e ao mesmo tempo com um pouco de receio ele se aproximou da ave e pegou a carta que ela trazia...

Continua...

OBS: eu gostei desse capítulo, mas ele ta bem pequeno... Quem vcs acham que enviou a carta e d que ela se trata?
Esperem o próximo capítulo para descobrir  E comentem, por favor, 
Tchau e b-jus

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.