FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. Confrontos pessoais


Fic: Um conto de amor HG Aviso


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

        Havia uma árdua batalha na cabeça de Gina a cada vez que olhava em direção a Harry, seria mesmo possível tudo o que Hermione lhe contou sobre o acordo entre ele e a noiva, e se fosse verdade, valeria a pena correr o risco de dar a chance ao sentimento que insistia em lhe prender ao jovem. Surpreendeu-se com a sua covardia, jamais agira de tal maneira, sempre foi decidida e forte, mas aqueles olhos verdes lhe transportavam para um universo além do que estava acostumada, sentia medo, alegria, obsessão, paixão, amor... Nada fazia sentido. Por mais que negasse, sabia também que em relação a suposta aposta estabelecida entre Harry e Cho surgiu um novo sentimento, uma raiva por ter sido usada para que ele pudesse beijar outra pessoa, mesmo que fosse escolhida para dançar sem recompensa alguma, ela não se importaria tanto quanto o que sentia naquele momento.


        De longe ela o observava discretamente, sem deixar que seu noivo Dino notasse para que direção seus pensamentos seguiam, e quando por falta de atenção ele lhe surpreendia, ela dizia que estava olhando para seu irmão Rony. Era fato que sentia culpa por enganar seu futuro marido, mas que explicação daria? E se revelasse seu segredo teria que se justificar com sua família por ter se apaixonado por um membro de uma família que detestavam. Não, era melhor manter seu amor em segredo, pelo bem de todos e até mesmo de Harry.


        Dino a conduziu até o guarda que estava anotando os nomes dos participantes do torneio, para desespero de Gina, Harry e a noiva seguiam a mesma direção.


- Bom dia senhor Thomas, senhorita Weasley. – Cho desejou, ainda prosseguia com seu teatro de menina bondosa.


- Como vão senhor Potter e senhorita Chang? – Dino perguntou.


        Harry e Gina se mantinham à parte dos comprimentos apenas acenavam as cabeças cordialmente.


- Está radiante hoje senhorita Weasley, não que não esteja sempre, a senhorita é belíssima. – Cho falou.


- Agradeço o elogio, a senhorita também está encantadora, como sempre. – Gina respondeu, mas por dentro tinha pensamentos bem diferentes em relação a moça.


- Creio que o senhor Thomas participará de alguma competição. – Cho falou.


- Precisamente, acho que devo mostrar algumas de minhas habilidades. – Dino sorriu sem notar o clima que se estabelecia entre Harry e Gina.


- E quais seriam as modalidades? – Cho perguntou.


- Escolhi apenas três: arco e flecha, espada e combate de lança.


- Formidável, o meu noivo também participará das três, embora deva avisá-lo que é muito bom no que faz. – Cho passou as mãos nos cabelos de Harry para confrontar Gina – Eu escolhi um bom esposo: forte, corajoso, bonito e talentoso.


       O sangue de Gina ferveu ao comentário, não era tola para não notar que Cho a provocava.


- Então lhe dou os parabéns pela escolha. – não podendo se conter Gina optou por jogar o jogo de Cho – Mas também me sinto na obrigação de alertar o senhor Potter quanto ao talento de meu futuro marido.


       Harry não entendeu as razões de Gina para tal ação, e o mesmo sentimento que invadiu Gina o atormentou.


- Então somos duas pessoas de sorte. – Cho falou surpresa por ver que Gina não se deixou provocar – Sabe senhorita Weasley, isso me deu uma esplêndida idéia, a senhorita gosta de apostas? – Cho sorriu maldosa.


       Dessa vez foi Harry que sentiu seu sangue ferver, como Cho se atreveu a tanto, ela sabia que esse assunto era complicado para Gina.


- Estou começando a gostar, a senhorita está querendo propor alguma? – Harry daria tudo para saber o que Gina pretendia com suas atitudes.


- Que bom que a senhorita aprova. – Cho falou – Proponho o seguinte: como Dino só irá se inscrever em três categorias, Harry e ele terão que disputar uma melhor de três, o perdedor terá que fazer, junto de sua noiva, um belo presente que o vencedor dará para sua amada, e não se esqueçam que terá que ser fabricado pelas próprias mãos. – Cho acrescentou a última regra fazendo mais uma carícia na cabeça de Harry.


- Isso é ridículo. – Harry explodiu desviando das mãos de Cho – Eu não vou participar dessa aposta idiota.


- Ora senhor Potter, as apostas idiotas acabam se tornando as mais divertidas. – Gina lançou um olhar significante para Harry.


- Eu concordo com Gina, e além do mais não vai doer nada, é só uma aposta senhor Potter. – Dino disse sem enxergar a verdadeira intenção por trás daquilo tudo.


- É senhor Potter não há nada demais, é só uma pequena aposta que não vai ofender ninguém. – Gina não conseguia conter o seu aborrecimento pelo que Harry e Cho tramaram contra ela.


       Sem dar nenhuma resposta a Gina, Harry seguiu em direção ao guarda. Havia se chateado com a reação de Gina em cair na provocação de Cho, e também se zangou com a noiva, não entendeu nem o porquê de estar prosseguindo com a aposta tola, talvez por ter se aborrecido tanto com Gina que resolveu não permitir de forma alguma que Dino vencesse a competição.


 


 


 


 


       Uma das primeiras modalidades do torneio foi a competição de lança, e a luta entre Harry e Dino chegou mais cedo do que esperavam. Harry tinha plena consciência de que não era bom nesse tipo de batalha, mas não deixaria que Dino o derrotasse. Assim que seu nome foi anunciado ele entrou na arena, conseguiu enxergar seus familiares e amigos torcendo pela sua vitória, seus olhos procuraram por Gina que se mantinha quieta, não demonstrava favoritismo por nenhum dos participantes. Ele voltou sua atenção para o oponente e preparou-se para enfrentá-lo, ao ouvir a permissão para atacar ele deu impulso em seu cavalo, com a rapidez que corria mal pode entender o ocorrido antes de cair no chão por causa do golpe deferido por Dino. Ele se levantou e procurou ver onde estava Dino, o rapaz dava vivas pela sua vitória, porém não era esse o fim, para o término da luta ele e Dino teriam que lutar mais duas vezes nessa competição. Com a ajuda de Rony, Harry subiu em seu cavalo e ajeitou sua lança, mas uma vez ele correu em direção ao adversário, mas antes que pudesse atingi-lo, ele sentiu a lança golpeá-lo novamente, apertou a região machucada, por mais protegido que estivesse não pode deixar de sentir a dor.


- Vejo que o venci facilmente, não precisamos de mais uma rodada para decidir o campeão, não acha? – Dino se aproximou sorridente – É melhor tomar cuidado, pois creio que você e sua noiva terão que fabricar uma bela pulseira para minha Gina.


        Por mais que notasse o tom de brincadeira, Harry não conseguiu levar para esse lado, estava com raiva da possibilidade de ter que contribuir para o cortejo de Dino, ele não era bom com lança, mas o oponente teria que se preocupar mais com as próximas modalidades.


        Harry aguardou ansiosamente seu próximo combate, ele estava atento às outras lutas, onde seu amigo Rony também havia se inscrito, o amigo era muito bom, apesar de sua baixa auto-estima ele conseguiu vencer as lutas que escolheu com facilidade, desde que sua habilidade não fosse contestada pelo público, isso o deixava muito nervoso e até atrapalhava no seu desempenho.


        A próxima competição seria de arco e flecha, o objetivo era acertar determinados alvos, cada localidade do alvo valia diferente pontuação, e é claro a maior seria aquela de menor probabilidade de acerto. Cada participante teria quatro chances, teriam que acertar seus alvos e acumulariam pontos de acordo com o lugar que a flecha atingisse, ao final quem obtivesse maior pontuação venceria o jogo. Dino foi primeiro que Harry, seu alvo era um boneco de madeira, Harry não podia negar que ele tinha destreza.


- Muito bem senhor Thomas. – anunciou um dos responsáveis pelo torneio – Dino Thomas fez a seguinte pontuação: cabeça: 100, os dois braços cada um valendo 50 e o tronco que vale 20, totalizando assim, 220 pontos. É o melhor até agora. – o homem disse seguido das palmas da platéia.


        A vez de Harry veio logo em seguida, teria que fazer bem melhor se não quisesse dar a aposta como vencida a Dino, mirou a cabeça de seu boneco, sua pretensão era atingi-la duas vezes, era arriscado, mas quem disse que ele não gostava de riscos.


- Acho que temos um vencedor, a pontuação do senhor Potter é a seguinte: acertou o tronco duas vezes e o mesmo total na cabeça conseguindo um total de 240. Parabéns senhor Potter.


        Harry sorriu com a vitória, ele pode notar o desapontamento de Dino e no mesmo instante procurou por Gina, ela não demonstrava reação alguma, como se pouco importasse a vitória de Harry ou do noivo.


        O desempate ficaria por conta da luta de espadas, por mais que Harry fosse espetacular com espadas, ainda ficou apreensivo, pois sabia que seu oponente também tinha habilidade nesse combate. As espadas que lhe foram entregues não eram de verdade, para manter a segurança dos participantes do torneio foi preciso a utilização de armas de madeira. Harry riu quando recebeu sua espada, tinha um formato tosco, mas era resistente. Ao início do combate, Harry entrou com passos calmos, notou que seu adversário estava nervoso, Dino olhava firmemente para ele, pareciam dois reais combatentes prontos para a batalha de suas vidas. Harry gostava de esperar o primeiro passo de seu adversário, Dino avançou sedento, um grande erro, pois Harry se desviou facilmente e ainda deferiu-lhe um golpe, o rapaz se recuperou a tempo de não cair no chão. Mais uma vez Dino avançou em Harry e tomou cuidado para não sofrer o mesmo golpe, porém seu oponente defendia seus ataques de forma fenomenal, era como se Harry o que ele planejava, continuaram em atacar e defender até o ponto de acharem conveniente manter uma certa distância para recuperar o fôlego. Continuaram se fitando até o ponto de Harry decidir avançar, Dino se esquivou do ataque e deu um golpe certeiro nas costas de seu oponente, fazendo com que o tal caísse no chão, a fúria fez com que Harry se virasse rapidamente e com o seu pé acertou as pernas de Dino, conseguindo assim fazer o menino tombar.


- Vai precisar de mais do que isso para me vencer. – Harry falou ao se levantar.


        Harry apontou sua espada para Dino, que com um pequeno impulso se levantou e avançou mais uma vez em Harry, porém seu oponente foi mais ágil e conseguiu acertar um golpe com o cabo de sua arma no abdômen de seu adversário. Dino caiu de joelhos, e como o rapaz pareceu não ter condições de prosseguir com a batalha, a vitória foi dada a Harry.


        A conquista foi recebida com prazer, por mais que pensasse que poderia ter machucado o oponente, não conseguiu de sentir aquele doce aroma da vitória. Sua felicidade não durou por muito tempo, Gina veio correndo ao encontro de Dino, ela estava acompanhada por Cho e Hermione.


- Nós vencemos meu grande herói. – Cho falou dando pulos.


        Mas não foi a comemoração de Cho que prendia sua atenção, ele observou com olhos tristes Gina se abaixar e ajudar o noivo a se recuperar.


- Você está bem? – ela perguntou.


- Ora é claro que ele está bem senhorita Weasley, afinal Harry não o acertou tão forte assim. A propósito, não vamos nos esquecer do trato, quero um belo colar com uma jóia rara. – Cho provocou.


- Não precisam cumprir a aposta. – Harry falou.


- É claro que iremos cumprir com a nossa palavra, é só uma aposta mesmo. – Gina finalizou ajudando Dino a se levantar e em seguida se retiraram.


        Foi a pior vitória que Harry já havia conquistado em toda sua vida, por mais que tivesse ganho o torneio, sentiu-se como se perdesse o melhor prêmio.


- Vamos logo nos sentar Harry. – Hermione falou e pelo seu tom de voz ela parecia ter notado a infelicidade do amigo.


- Certo, mas por que o Rony não veio me receber também? – Harry notou a ausência de seu amigo.


- Nem adianta perguntar, ele nem assistiu sua luta direito, desapareceu sem dizer aonde ia. – ela falou procurando por Rony.


- Esquece isso, ele deve ter achado algo melhor para se entreter. – Harry riu, deixando Hermione curiosa.


 


 


 


 


        A rainha Minerva levantou-se de seu assento, mais uma vez ela pediu a atenção dos convidados.


- Meus queridos amigos, quero agradecer a presença de todos, espero que tenham se divertido nesse dia tão especial, mas infelizmente terei que encerrar o festival, porém para um ultimo agrado chamarei para a arena mais uma vez o nosso convidado de honra, por favor senhor Krum apresente-se novamente. – mais uma vez uma chuva de palmas eclodiu no lugar, o rapaz carrancudo desceu até a arena e aguardou – Como eu havia dito no começo do dia, aquele que se sentir inclinado a participar de uma batalha contra Vitor Krum, estará autorizado para tal, pelo que constatei somente uma pessoa teve coragem suficiente para isso. – murmúrios ansiosos fizeram com que a rainha aguardasse mais um pouco antes de dizer o nome do participante – Por favor senhor Weasley, entre na arena.


        Muitos rostos chocados pararam perante a entrada de Rony, diversas pessoas levantaram e se debruçaram para ver melhor o jovem de cabelos ruivos que estava trajado com armadura e em suas mãos segurava um escudo em uma e uma espada na outra, só que dessa vez era uma espada verdadeira.


        Rony lutou para controlar seu nervosismo, uma gota de suor percorreu seu rosto, era insanidade o que estava fazendo, não conseguia entender bem o porquê, mas queria mostrar a Krum que ele devia ter respeito pelas moças de Hogwarts, principalmente Hermione, que para ele era uma menina ingênua e cheia de sonhos com um cavaleiro, só que na verdade ela estava se iludindo, pois Krum não era de se contentar com um só tipo de abraço, ele provavelmente procuraria outra mulher para se divertir.


        O jovem segurou firmemente sua espada e quando lhe foi autorizado o início da luta ele avançou para seu oponente. “Uma tremenda estupidez”, essa frase não saía de sua cabeça, só que se não fosse por isso jamais mostraria sua revolta pelas atitudes de Krum, mas por todos os céus onde estava com a cabeça quando achou que poderia ganhar de “Vitor Krum, o guerreiro”? Mesmo que mostrasse que tinha muita habilidade no manuseio da espada, o guerreiro parecia estar a dois passos à frente dele. Ele tentou todos os tipos de ataque que conhecia, mas nada abatia o seu oponente, até que por uma distração de Krum, Rony conseguiu golpeá-lo, o adversário cambaleou e sacudiu a cabeça a fim de afastar toda a confusão que o golpe lhe havia proporcionado. Rony se surpreendeu com o ataque certeiro e até olhou para Hermione, coisa que o deixou mais eufórico, pois a menina sorria e festejava a conquista, só que Krum aproveitou-se da situação e o atacou, com o susto o máximo que Rony pode fazer foi se proteger com o escudo, mas a força de Vitor fez com que o escudo de madeira rachasse ao meio, o bracelete da armadura de Rony conteve a espada, mas também foi partido fazendo com que um corte surgisse no braço do rapaz.


- Achei que teria aprendido com o meu erro em me distrair durante a batalha. – Vitor falou para Rony – Mas devo dizer que é persistente senhor Weasley, só que por hoje já chega, não quero ter que machucá-lo ainda mais.


        Rony sentiu-se o pior dos derrotados, por mais que estivesse ciente de que seria difícil vencer alguém que tinha mais experiência em batalha do que ele que só tinha lutado com seus amigos, não pode conter o desapontamento. Por outro lado o verdadeiro motivo pelo qual ele tentou o desafiou se preocupava muito com seu estado  e nenhuma razão lhe vinha em mente para explicar a atitude de Rony.


- Mas que insanidade, será que não entrou na cabeça dele que podia se machucar? – Hermione perguntou a Harry – Isso tudo para que propósito?


- Sabe Mione, você sabe explicações para muitas coisas, e algumas coisas que somente uma quantidade mínima de pessoas eu creio, que devam entender, mas de uma coisa tenho absoluta certeza: você não é uma sabe-tudo. – Harry falou e a amiga lhe fitou com expressão de dúvida – Alguns homens apenas desejam defender a honra de alguém.


        Sem a menor paciência de esperar uma justificativa concreta para o que Harry disse, já que ela sentia necessidade em ver como Rony estava a menina simplesmente deixou o comentário de lado. Pela primeira vez, Harry enxergava uma coisa melhor que a amiga, e isso era os sentimentos de Rony para com ela.


 


 


 


* Eita capítulo que demorou a sair... Mas antes tarde do que nunca.... Tá bom, confesso q não achei as lutas tão boas, mas é a primeira q faço e vou me esforça melhor nas próximas... Bjuss a todos e continuem comentando...


*Falcon bem-vindo e valeu pelos parabéns...


* Flavinha, é eu sei q desapareci, mas sabe como é final de ano... Quanto as lutas espero q tenha gostado, e poxa um combate entre Cho contra Gina ia ser complicado, mas como vc viu teve sim um combate mais íntimo e as armas foram o Harry e a Gina...


* Gui, valeu pelos parabéns e q bom q vc gostou das outras tb...


* Bjusss


* Bye

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.