FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

4. A Aposta


Fic: In Transition - Part Bônus, Explicações e Outras Viadagens


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-- CAPÍTULO IV --


A Aposta






Elas estavam jantando no refeitório. Guga comia sozinha em um canto. Na verdade, remexia a comida sem prestar muita atenção no que estava fazendo. Gina a observava furtivamente. Desde o amistoso a capitã não dirigira palavra alguma a nenhuma Harpia e isso estava aumentando a tensão no ambiente.

Alex, Addison, Amelie, Kate e Hellen não faziam nada. Suas cabeças sempre levemente baixas, não encaravam uma as outras. Até as briguinhas e comentários intempestivos do “trio letra A” não estavam no mesmo tom zombeteiro de sempre. Guga sabia como magoar alguém, Gina percebeu.

A capitã voltou de suas divagações e se deu conta de que não adiantava brincar de arquiteta com a comida. Levantou-se e levou consigo a bandeja que despejou na lixeira. Todas as jogadoras acompanharam a mulher com o olhar ao sair do cômodo.


- Eu vou falar com ela.

- Gina, - Hellen suspirou sorrindo fracamente. – não vai funcionar.

- Quando Guga está chateada fica dias sem falar. – Amelie informou.

- Eu vou tentar... O que tenho a perder afinal? Ela nem ao menos gosta de mim...

- Não diga besteira... Guga gosta de você. – Alex interviu. – Só vai te xingar um pouco, mas não é como se fosse te azarar.

- Bem, que seja. Ao menos ela vai demonstrar sentimentos. – Dizendo isso a ruiva saiu tentando imaginar onde a capitã estaria.



***


- Guga...? – Entrou. – Gu-

- Weasley!

- Desculpa-

- Vire-se!

- Ok, ok. Desculpa.


A capitã havia acabado de tomar banho e estava enrolada em uma toalha branca que deixou cair quando se assustou com a presença de Gina. Corando furiosamente, a ruiva sentiu vontade de sair correndo dali, mas pensou em seguida que isso ia parecer mais idiota do que foi ao entrar no quarto da capitã. É claro que não pode deixar de notar o quanto Guga era linda. Os anos de quadribol lhe deram músculos bem definidos e uma barriga perfeita. Sem dizer os seios e...


- Já estou vestida.

- Guga, me perdoa... Eu não quis te abordar dessa maneira...

- O que você quer?

- Eu... – “o que eu queria?”

- Weasley...?

- Eu só... eu vi que você mal comeu... e... queria saber se você está bem... e... se precisa conversar...

- Estava me espionando?

- Não!

- Não tenho fome e acho que tudo o que queria dizer já foi dito.

- Eu sei, mas – “que idéia idiota foi essa de vir aqui?” – talvez você precise de companhia... eu...

- Gina... – respirou fundo – você tem 18 anos, o que poderia me dizer?

- Ok... – respondeu ofendida. – já vi que sempre serei a menina de 18 anos que não sabe nada da vida! Fica ai remoendo seus sentimentos ruins. – Gina se precipitou para saída.

- O que você está sugerindo?

- Eu vim aqui porque queria ajudar... queria te ver melhor. Mas você é-

- O que eu sou, hein?

- Você é uma arrogante!

- E você é uma criança que mal saiu das asas da mãe e se acha adulta o suficiente pra entender o que eu possa estar sentindo! Você não entende, ok?

- Eu entendo...

— Não! Vocês, você e as meninas, vocês não entendem o quão sério isso é! O que vocês acham? Nós acabamos de perder pra um time de base, Gina. De base! E ao invés de nos focarmos, vocês aprontam? – Guga derramou duas lágrimas desesperadas e se virou de costas - Se um time de base pode detonar a gente, imagina o que os times do Mundial não vão fazer? Vocês... vocês não entendem.


— Eu entendo bem mais do que você imagina, Guga. - respondeu a outra suavemente pousando sua mão no ombro da capitã.

- Eu falhei...

- A culpa nunca foi sua...

- Foi...

- Olha, nós saímos por vontade própria. Foi um erro... E estamos arrependidas. Mas, por favor, não se isola desse jeito. Nós precisamos de você... O Harpias precisa de você... Eu preciso... – Gina baixou a cabeça e Guga a encarou.

- Você é petulante, menina... – disse baixinho.

- Eu só não quero te ver triste por um erro que não foi seu. Isso não vai voltar a acontecer... fizemos essa promessa. Mas... tenta relaxar um pouco.

- Não se pode relaxar em quadribol.

- Você está errada. Quadribol, antes de ser uma profissão, é um jogo, uma diversão. Se você não se diverte então não vale a pena.

- Quadribol é a minha vida!

- E é a minha também! Mas não significa que não devemos nos divertir. E nem deixar que nossos amigos fiquem magoados. Se você quer saber, Addison e Amelie nem estão brigando!

- O quê?!

- É isso mesmo. Elas estão mal. Todas estamos. E estamos porque você está. Aceite nossas desculpas. Só isso. Depois pode voltar a não gostar de mim e a me chamar de Weasley. – Guga sorriu.

- Ai! – As duas ouviram do lado de fora.

- Alorromora! – a capitã apontou a varinha pra porta de seu quarto a escancarando. As outras jogadoras da equipe caíram em uma espécie de monte. Todas assustadas e meio risonhas.



- Hm – Addison tomou a frente ainda meio envergonhada – Nós queríamos nos desculpar.

- Guga – começou Kate – Você tem que parar de se culpar.

- É – disse Alex – Todas nós tivemos nossa grande parcela de culpa, não é um erro de Capitã.

- Tudo bem, meninas. - disse Guga com um sorriso agradável – Sem exageros, ok? Em todos os sentidos.

- Mas é verdade, Guga. Nós somos uma equipe, não somos? - falou Addison – Deveríamos fazer e decidir tudo juntas e caso algo dê errado... todas juntas... nós podemos lidar com isso. Meninas, eu tenho que confessar: Amo vocês.

- Owwwn! - murmurou Hellen

- Abraço coletivo!! - exclamou Amelie e todas as garotas agarraram Guga.

-Obrigada, garotas! - agradeceu Guga

- Meninas, eu não sei o que eu faria sem vocês! - disse Amelie

-Tá bom, Lamartine. Chega de melosidade, ok? - reclamou Addison

- Mas, mas... foi você que —

- Eu o quê? Vai me culpar por seus problemas psicológicos agora, vai?



***


O Natal estava próximo e as jogadoras foram liberadas para passar com suas famílias. Iriam dia 24 pela manhã e retornariam no dia 25 ao anoitecer. Como de costume, na noite do dia 25, as meninas comemorariam o natal entre si, e, não fugindo a regra, o amigo-secreto era a brincadeira que divertiria a equipe do Harpias.

Alex segurava um saquinho dourado que emanava uma luz bruxuleante. Dele espirais de fumaça branca envolviam os nomes das 7 garotas que participariam da brincadeira.


- Ok. – Alex começou. – Cada uma pega um pergaminho. Lembrem-se que eles estão azarados.

- Azarados? – Gina perguntou assustada.

- É. – Addison respondeu pegando o seu. – Sabe... pra manter o segredo. – Dizendo isso sorriu ao ler quem havia tirado do saco.



***


- Nós estamos indo. - anunciou Kate – Ninguém mais interessado?

- E ter que ver Lamartine trocando de roupa? - perguntou Addison sem levantar os olhos da revista – Obrigada, estou dispensando.

- Ah vamos logo! - Amelie puxou-a pelo braço.

Kate, Amelie e Hellen logo estavam no centro comercial de Londres. Embora as lojas frequentadas pelas três fossem frequentadas também pela Classe AA, estava mais do que apinhado de gente fazendo suas compras de Natal.

- O que você acha, Kate? - perguntou Amelie com três modelos diferentes de conjunto sutien x calcinha.

- Depende pra quem você vai mostrar! - Kate piscou.

- Hm – começou Amelie tentando não dar bandeira. - Digamos que eu quero mostrar pra um homem sedento por sexo selvagem.

- Acho que esse de algodão com lacinhos e essa estampa de batons não tem muito a ver x.x'

- Hm, você tem razão. Que tal esse? - Amelie sorriu ao mostrar um conjunto cuja calcinha era fio-dental e na frente lia-se, logo após um símbolo de STOP: “Desculpe pelo transtorno. Entrada pelos fundos.”

- Ahm....

- Meu Merlim, Mel! - interveio Hellen – Que mal gosto! Já ouviu falar em sensualidade sem vulgaridade?

- Nossa! Não precisa esculachar! u.u'

- O que acha desse preto? - Hellen tirou um quarto conjunto da arara – Clássico, elegante, fino, provocante, seguro e sexy, não acha?

- O que você acha, Kate?

- Perfeito! - exclamou ela

- Então é esse mesmo que eu vou levar.

- O que você tem aí? - perguntou Kate vendo que Hellen analisava algumas camisolas.

- É para Guga. - respondeu ela – Ela não é minha amiga secreta, mas merece um presente especial.

-Ooooh, como vocês duas são fofas! - brincou Kate.

- Azul ou branco?

- Não acha essa camisola simples demais?

- Branco vai realçar o tom de pele dela – falou mais para si mesma do que para as outras - Guga é uma mulher simples. Feminina, mas simples. Beleza natural, eu diria. - Hellen sorriu – Ela é incrível.

- Você a ama. *.*

- Sim. Quero dizer...

- Amelie? - uma voz masculina interrompeu a frase de Hellen. - Amelie Lamartine! - exclamou ele com um belo sorriso quando Amelie virou-se. - Que ótimo te ver!

- Paul!! - eles se abraçaram. Kate cutucou Hellen. - O que você está fazendo em uma loja de artigos femininos? Comprando algo pra namorada?

- Não, eu estou solteiríssimo, é claro. À disposição, se me permite. - ele piscou, brincalhão. Kate pigarreou.

- Ah – disse Amelie vermelha – Essas são as minhas amigas do Harpias. Hellen e Kate.

- Prazer. - disse Hellen finamente.

- Prazer. - foi a vez de Kate dizer cheia de sorrisinhos – Além de gostoso, é cheiroso. - murmurou ela para a amiga.

-Contenha-se, Kate!


- É aniversário da Carol, minha irmã, você conhece. Vim comprar um presente de última hora. Uau! - continuou o homem ainda brincando, mas agora uma ponta de malícia encheu sua voz.- O que é isso? Mensagem subliminar?

- Ahm? - ela não entendeu de primeira, mas depois percebeu o sorriso maroto nos lábios do rapaz e percebeu o que ainda segurava. - Oh...

- Vinte e quatro horas aberta? Entrada pelos fundos?

-Hm, er... não! Não! É que... hum... sabe?

Ele riu do embaraço dela.

- Ok, Mel. Foi realmente ótimo te ver novamente. - ele beijou-a – Prazer em conhecê-las, garotas.

- Tchauzinho! Merda! - ela jogou as calcinhas de volta às prateleiras

- Meu-Mágico-Merlim! Quem era aquele? - exclamou Kate.

- Yeah, Mel. Ele é realmente bonito. - confirmou Hellen.

- E de onde você conhece aquela delícia? - perguntou Kate.

- Ex.

- Ex? Ex? Ex o quê? - Kate arregalou os olhos. - Você quer dizer ex-namorado?

-Uhum.

- E eu posso saber quem ele assassinou lenta e cruelmente pra você ter a coragem de dispensá-lo?

-Ahm... Eu conheci essa... essa garota e... hm, ela tomou meus pensamentos. - confessou Amelie

-Pensei que você nunca tivesse beijado uma garota. - foi Hellen quem lembrou.

- Nós não ficamos.


- Espere aí! - indignou-se Kate enquanto as garotas se dirigiam ao caixa - Você trocou um moreno daquele por causa dela e nem mesmo ficou com a garota? Você usa drogas?

-Ah... - defendeu-se Amelie – Eu estava numa fase gay. Estou, na verdade. Quando minha fase hétero voltar, ligo pra ele.

- Não existe fase gay ou hétero, Mel. - lembrou-lhe Hellen.

- É claro que existe! Experiência própria. Tem vezes que eu quero ser abraçada, tem vezes que eu quero abraçar.

- Isso não é inteiramente válido. - argumentou a loira – Guga sempre foi quem me abraçou.

- Ah, larguem de frescura. - interrompeu Kate passando o cartão de crédito para a moça do caixa. - Com quem a Mel dorme é problema dela, desde que ela apresente o gostoso pra as amigas.

- Você não acha que pra uma noiva, você está muito interessada nele, não? - reclamou Amelie

- Não é todo dia que se acha um moreno de olhos verdes alto e cheiroso, não é mesmo? Agora me fala, como é a pegada?

- É, ele tem! Uma loucura quando ele morava aqui, você precisava ver!

- Vocês são ninfomaníacas psicóticas - Hellen revirou os olhos – Vocês querem parar de falar como açougueiros e pedreiros? Até porque temos que passar na livraria, eu vou comprar a autobiografia da Joan Jett. Acho que ela vai gostar.

- Viu?! - exclamou Amelie - Joan Jett já teve sua fase hétero, tá?!?! Sabia, sabia, sabia? Ein, ein, ein? xD




***


Gina havia passado um Natal divertido nA Toca. Seus irmãos estavam lá. Fleur, Hermione, Harry e Teddy também marcaram presença. Como sempre, muita comida e Celestina regaram os festejos. Gina ouviu diversos elogios sobre sua atuação em seu primeiro jogo. Harry particularmente a exaltou bastante. Sua cunhada, Fleur, havia comentado que há muito estudara com Amelie Lamartine em Beuxbattons e a ruiva anotou isso mentalmente para conversar com a companheira de time.

Às 7 da noite, Gina aparatou no saguão do flat do Harpias e esbarrou com Kate no elevador. Ela acabara de se despedir do noivo que acenava de longe.


- Que tal seu Natal?

- Ah, muito divertido. – Gina respondeu. – E o seu?

- Também. As meninas já chegaram, as vi subindo. Temos algum tempo para nos arrumar.

- Ah, sim. Onde vamos comemorar?

- Na sala de jogos. – Kate disse esfregando as mãos. – Espero que tenham ligado a lareira.



***


Alex, Addison e Guga já estavam na sala de jogos bebendo seus drinks. A sala fora sutilmente decorada com pinheiros com as folhas prateadas. O teto nevava, mas a neve era magicamente quente ao invés de fria. Em uma mesa havia baldes com gelo e bebida. Em outra, diversos pratos natalinos. Ao fundo, uma pilha com 7 presentes sem identificação.

As três estavam de pé jogando sinuca e já começavam a ficar alegrinhas por conta da bebida. Guga estava concentrada em uma tacada quando levantou ou olhos para a porta de entrada.


- Uau. – ouviu Alex dizer.


Pela porta entrava Gina, Amelie, Kate e Hellen. Todas lindas. Vestido, alguns mais curtos, outros mais justos, penteados, maquiagem...


- Pelo visto somos os boys da festa. – Addison comentou.


E de fato, comparado as quatro que acabaram de entrar, Guga, Addison e Alex eram mesmo. A artilheira, inclusive, usava uma regata branca com suspensório - O que deixa qualquer garota gay enlouquecida, pra falar a verdade.


- Feliz Natal. – Hellen cumprimentou a todas. – Guga.


Guga sorriu de volta. A beijou no rosto e recebeu um “beijo na trave”. É claro que imaginou que fora apenas um esbarrão.


- Er... você... ta linda. – Addison beijou o rosto de Amelie.

- Eu sei. – Amelie piscou. – Você também... ah... ta bonitinha.


- Quando você vai parar de me surpreender? – Alex olhava Gina nos olhos.

- Obrigada. – Gina puxou a gravata vinho de Alex de uma maneira sexy.

- Vocês podem parar com esse lesbianismo? Vou acabar contaminada. – Kate chamou atenção para si.

- Eu adoraria te contaminar, Kate. – Alex piscou.



***


- Sim, estudei com a Fleur.

- Aquela do Torneio Tribruxo? – Addison questionou.

- Sim. Aquela que ficou em último lugar no Torneio Tribruxo.

- Ela é linda! – Addison afirmou.

- ...e casada com meu irmão.

- Mesmo? Sempre achei que Fleur fosse do “time”, sabe como é.

- Sério? – Gina perguntou.

- Sério. Bem, há boatos. – Amelie tomou um gole de sua bebida.




***


- Como foi seu Natal?

- Nada mal.

- Passou com seu irmão?

- Sim... Me hospedei em Hogsmeade...

- Achei que ficaria em Hogwarts...

- Sim, o Slugue me ofereceu um quarto lá... mas decidi apenas almoçar com o Jessie.

- Como ele está? – Hellen perguntou.

- Está bem.

- Tenho certeza que ele vai superar...

- Vai, vai sim. – Guga bebeu um gole de seu copo.

- Hey, você está fazendo o que pode, ok? Não se culpe.

- Não estou me culpando. Mas cuidar de um garoto de 13 anos não estava em meus planos.

- Você precisa ser forte... e sabe que sempre pode contar comigo.

- Sei que sim, Hellen. – Guga sorriu pegando no queixo da mulher. – Desculpa por ter sido...-

- HEY! PRESENTES! – Alex interrompeu.




***


- Quem começa? – Addison perguntou.

- Eu. – Amelie disse.

- Não esquece... Defina a pessoa em uma palavra. – Hellen informou.

- Ok, ok... Minha amiga secreta é... Hétero.

- Impossível! Não há héteros entre nós! – Alex questionou na hora.

- E eu sou o quê?! – Kate exclamou indignada. Todas rindo absurdamente.

- Você é uma questão de tempo! – Addison sentenciou.

- Uma ova! – Kate deu a língua e foi abraçar Amelie.


Ao abrir o presente vislumbrou uma lingerie super sexy preta.


- Pra você usar com seu noivo, sabe?

- Obrigada, Mel. Bem... minha amiga secreta é... ruiva.

- Duh! – Addison deixou escapar.

- Ruiva? Sinto muito, mas não tem nenhuma ruiva aqui!


Gina sorriu e pegou o presente de Kate depois de abraçá-la.


- Minha amiga é... Intempestiva?

- Se você ta falando da Clint... Inconveniente cabe melhor no contexto. – Amelie comentou.

- Lamartine, eu não vou responder porque hoje é Natal. Obrigada, Gi. O que é? – a morena balançou a caixa tentando ouvir. - Uau, um isqueiro! É aquele com chamas coloridas? Adorei!


Addison pegou seu presente e olhou as amigas.


- Minha amiga é... Encalhada!

- Não sou encalhada, meu bem!

- Não é você, Lamartine! Mas já que a carapuça serviu... eu posso te desencalhar, o que acha?

- Vai se-

- Eiii, é a Guga! – Alex interrompeu o que seria uma looonga discussão.

- Eu não estou encalhada, Clint! – Guga levantou e abraçou a companheira de time. – Mas obrigada-


Guga parou no meio da frase quando se deu conta do que era o presente de Addison. Olhou para as outras antes de guardá-lo.

- O que é? – Amelie perguntou.

- Nada. É só uma coisa pra Guga ficar mais relaxada. – Addison mudou o rumo. – Vai, Guga, quem é sua amiga?

- O que é? – Alex sussurrou para Addison.

- Um vibrador. – Addison respondeu baixinho.

- ... Bem... Minha amiga é linda.

- Uh... não é você de novo, Lamartine! – Addison disse.

- Clint... pra sua informa-

- Acho que é a Hellen. – Kate olhava de Hellen para Guga.

- Bem... é. – Guga estava constrangida. Gina se sentiu levemente enciumada com o ‘linda’.

- Obrigada, Guga. – Hellen recebeu o presente. – Minha amiga é... Hum... gostosa.

- Definitivamente não é você, Mel! – Addison explodiu em risada recebendo um gesto ofensivo da companheira.


Alex foi até Hellen e pegou seu presente. Sussurrou em seu ouvido: “minha cama ou na sua?”


- Todos já sabem que tirei você, Mel. Então...

- Ah! Diga a palavra! – Kate pediu.

- É, Alex, diga “passiva”. – Addison não conseguia se conter.



***


- Por que você é tão idiota?

- Por que você é?

- Quer saber, Clint! Chega! Eu cansei de você.

- Sério? Eu não!

- Você é desprezível!

- Vai com calma ai! – Amelie estava virando uma garrafa de vodka pura.

- Me solta!

- Esse bebida não é pra crianças.

- O que? Ta se fazendo de preocupada? Vai catar gnomo!

- Hey!


Amelie se soltou do aperto de Addison e foi se sentar perto de Guga que conversava com Kate e Gina.


- Então... você e a Alex não...? – Kate perguntou.

- Só ficamos.

- Hum... E você gosta de mulheres agora?

- Bem... agora existem mais possibilidades...

- Isso, Gi... – Amelie se entrosou. – Só não se apaixone por alguém como a Addison ou a Alex. Elas vão partir o seu coração antes que você diga “sim”.

- Você não acha que bebeu demais, Mel? – Guga tomou a garrafa de sua mão.

- Ai, Guga... você e a Clint! To bem, ok?



***


- Mulheres! – Addison chegou perto de Alex e Hellen.

- O que foi, Addie?

- Nada! Nada!

- Nada significa Lamartine. – Alex informou.

- É, sempre! Aquela garota me dá nos nervos!

- Você já pensou por um momento em parar de implicar com ela?

- Não dá, Hellen... é mais forte que eu!

- Sabe o que eu acho?

- O que, Alex?

- Você fala tanto da Guga... mas ta precisando dar umazinha. – Hellen riu.

- É. Comprovadamente: falta de sexo nos deixa malucos!

- Isso é fato. – Alex concordou.

- E você e a Gina não...?

- Ah, não...

- Hum... quer saber... vou dormir. – Feliz Natal pra vocês.


Addison deixou as duas e se dirigiu ao elevador. Ao descer no andar do quarto viu Amelie sentada no corredor. Semi adormecida.


- Mel?

- Addie?

- O que-

- Esqueci a senha da fechadura.

- Hum. Ok. Vem cá.


Addison apoiou Amelie em seus ombros, digitou a senha e entraram no quarto. A morena levou a companheira até a cama e a deitou. Tirou-lhe as roupas e o sapato e procurou algo no armário para vesti-la.


- Addie...

- Oi...?

- Eu to bêbada...

- To vendo, Mel.

- Fica aqui comigo...

- Ficar com você?

- É. Me abraça.

- Hum...


Addison deitou na cama de Amelie e a abraçou por trás. Estavam de “conchinha” e a loira estava encolhida.

- Você ta se sentindo bem?

- Sim, já vai passar...

- Ok.

- Não me solta.

- Não vou te soltar.



***


“Adeeeus ano velhooo, feliiiz anooo noovo... que tudo se iiilumine”, era o pequeno e batido refrão cantado por uma Addison em cima do sofá, com uma garrafa de champanhe nas mãos que era levada aos lábios de vez em quando.

- Senta em cima de uma vela, Clint, que você vai ver tudo se iluminar. - ela sentou-se delicadamente no sofá ao lado de Hellen – Como cantora, você é uma excelente jogadora de Quadribol – e olha que isso é um milagre.

- Deixa de ser insuportável, Amelie! É o fim de ano, as luzezinhas piscantes e a purpurina das hennas mágicas do Natal ainda estão aí e

- Tá Addison, é o suficiente. - interveio Hellen.

- Já pensaram em suas metas para o próximo ano? - perguntou Gina.

- A Amelie sim. Fez até promessa pra Santo Antônio pra conseguir pegar mulher!

- Eu disse que era o bastante, Addie. - ralhou Hellen

- Quem diz a verdade não merece castigo!

- Bom, meus planos pro ano que vem é me esforçar ao máximo pro Harpias ser campeão. - murmurou Gina

- Tô com você, Gina! - Guga sorriu discretamente e levantou a taça em um brinde à distância.

- Eu acho que ano que vem eu quero me dedicar à minha afetividade. Esse ano foi o ano de balanço, trabalho... agora eu vou atrás do amor. Quero um romance! - anunciou Hellen.

- Sempre à disposição, princesa! o/ - ofereceu-se Alex

- Somos duas! O/ - fez Addison

- Eu disse que eu quero um novo romance, não sexo selvagem! u.u'

- Ahm... - fez Gina, confusa.

- Que foi, Gina? - perguntou Amelie

- Hum, deixa pra lá.

- Que imagem você tem de nós, Hellen! - Addison passou o braço pelos ombros de Alex e fez biquinho – Há duas garotas românticas e sensíveis por trás dessa aparência um pouco...

- Suja? Pervertida? Devassa? Imortal?

-Não se mete, Lamartine.

Gina levantou-se e caminhou até a mesa de quitutes. Serviu-se de mais um pouco de espumante e pegou algumas frutas como petisco. Ouvia a conversa e os risos atrás de si, mas estava um pouco confusa. Guga e Hellen não eram um casal? Como assim Hellen estivera fechada para balanço? Como assim ela falava que queria um novo amor na frente de sua namorada?

- Isolando-se, pequena Weasley? - perguntou Alex servindo-se de queijo.

- Apenas aproveitando antes que Addie e Mel derrubem a mesa. - Gina sorriu. - Hm, posso perguntar uma coisa?

-Não sendo o meu segredo para conquistar as mulheres...

- Boba – Gina sorriu – O que Hellen quis dizer com 'encontrar um novo romance'?

- Bom... - começou Alex meio perdida – Ela quis dizer que quer se apaixonar, encontrar a alma gêmea, a metade da laranja, essas coisas...

- Mas... Como assim? Ela e a Guga não estão juntas?

- Nããão! Ela e a Guga já estiveram juntas. Mas faz bastante tempo que elas estão naquela fase 'Melhores Amigas'. Hellen é a única com quem a Guga realmente se abre, elas são melhores amigas agora, mas o namoro acabou há mais de um ano.

- Hm, sei. - sibilou a ruiva - Tem certeza? É que às vezes parece que...

-Parece, não? Bem vinda ao mundo gay!

Gina encarou o grupo de jogadoras conversando animadamente. E percebeu Hellen e Guga, sentadas lado a lado, é verdade, mas sem nenhuma intimidade do tipo abraçadas, mãos dadas, etc... Na verdade, Gina nunca ouvira isso claramente de nenhuma delas. Então... as duas realmente não estavam mais juntas. Hellen parecia algum tipo de diva pop dos anos 80 /mariahcareymodeoff/ e Guga parecia a pessoa mais simples que Gina já conhecera, simples e linda. A morena sempre sorria discretamente, conversava em um tom de voz calmo, apenas audível e confiável. Seus olhos eram intensos e enérgicos, apaixonados pelo que fazia e seu tipo de liderança era diferente do da maioria extrovertida e egocêntrica.

- Sabe qual devia ser o plano da Kate pro ano que vem? - começou Alex – Mudar de time.

Gina teve sua atenção desviada pela colega que agora falava alta e claramente para todas, observando Kate despedir-se de seu noivo.

- Quando vocês vão entender que ela é hétero? - argumentou Amelie

- Não sei, não. - entregou Hellen – Acho que talvez uma mulher de atitude pudesse virar a cabeça dela.

- Então por que você não investe? - sugeriu Amelie – Você não quer mesmo um novo amor?

- Não, eca! Ela é minha amiga. Quero dizer, você ficaria com sua irmã?

- Eu sou filha única, bjsmeliga. - disse Amelie

- Mas eu acho que Alex conseguiria.

- E eu conseguiria mesmo – disse ela – Eu sei o que elas querem.

- Ai coitada! - brincou Gina – Até eu consigo pegar as mulheres que você pega, Alex!

- A Gina tá se revelando ein! - exclamou Addison

- Você acha mesmo, ruiva? - Alex falou sedutoramente virando-se para Gina e fazendo-a dar um passo para trás e se auto-prensar na mesa, o que arrancou um sorriso de ambas.

Guga que, como todas as outras, observava curiosa, virou o rosto constrangida.


- Ei, é isso! - Addison ficou de pé de repente – Vamos apostar... quem consegue fazer a Kate experimentar a fruta primeiro!

- Que idéia mais absurda. - Guga falou calmamente.

- Não, eu gostei! - disse Amelie – Até que em fim ela dá uma idéia que preste.

- Ótimo! Todas topam?

-Eu...

- Vamos logo, ela está entrando!

- Totalmente dentro! O/

- Alex é minha ídola! - Addison piscou – Lamartine, eu, Alex...?

- Eu topo! Que foi? - acrescentou Gina ao olhar de Alex.

- Boa sorte a todas, mas estou completamente fora! - anunciou Hellen.

Todos os olhares se dirigiram a Guga, que continuou com sua bebida tranquilamente.

-Ahm? - disse ela percebendo todos os olhares sobre si – Não, eu... - ela riu – Vocês não acham que eu vou participar disso, acham?

- Qual é, Guga! - resmungou Addison.

- Guga tem baixa auto-estima, acha que não consegue, a coitadinha. - provocou Hellen.

- Não, é claro que eu consigo! Eu só não... quero.

- Guga, todas nós sabemos que você não pega nem resfriado por isso não quer participar! XD – ajudou Addison.

- Ora, sua...! Tá, eu vou participar. Vamos ver quem não pega nem resfriado! ¬¬'


- Isso aí! Aí vem ela...

- Boa noite, meninas!

- Boa noite, Kate. Deixa eu te ajudar. - Addison se aproximou e tirou o casaco da outra roçando a ponta dos dedos delicadamente por seus ombros nus. - Nossa! Você fez algo no seu cabelo?

- Fiz, sim, você notou? - seus olhos brilharam.

Addison foi pendurar o casaco dela no cabideiro e sussurrou no ouvido de Alex “Ela realmente fez algo no cabelo?” “Você não presta mesmo, Clint” “xD”.

- Notei, é claro. Ficou ótimo!

- Obrigada!

- Espumante? - ofereceu Addison.

- Eu sei que gosta mais de licor. - Alex sentou-se do outro lado da mulher com uma pequena tacinha.

- Obrigada. - aceitou a bebida de Alex.

- E então, Kate? - interrompeu Amelie - Você foi ver o endocrino? O que ele disse?

Ela suspirou pesadamente.

- Que eu não preciso e nem posso emagrecer. Estou no meu peso ideal.

- Mas isso é meio óbvio, não? - disse a loira – Você tem as formas perfeitas.

- Obri —

- Vocês só repararam isso agora? - falou Addison – Eu sempre disse que a Kate é a mais gata do time!

- Isso não é verdade. Você sempre disse que a Hellen era uma diva. - retrucou Amelie

- Sim, mas divas são divas. Gostosas são gostosas e...

- Pelo amor de Deus – nem Merlim mais tá resolvendo o caso! - resmungou Alex voltando para perto de Gina.

- Desistiu? - perguntou Gina com um sorriso debochado.

- Mel e Addie são impossíveis, broxam qualquer um!

- O que há de errado com vocês? Estão estranhas! Nem é meia noite ainda e vocês já passaram do ponto? Continuem assim e terão barriguinha de chopp antes dos trinta – principalmente você, Addie!

- Ah, peraí, assim não dá! >.<

- É pro seu bem.

- Quer saber? Por que você não vai —

- Alô? Bebê? *.* Chegou bem, amor?

- Stc stc! - fez Guga quando Kate se retirou da sala – Pelo visto, eu e Gina sabemos melhor como conquistar uma garota do que vocês três juntas. Literalmente.

- A noite é só uma criança, querida!

- Uhum. - fora a primeira vez que Gina vira Guga ser sarcástica

- Observem e aprendam! - sentenciou Gina pousando sua taça sobre a mesa e seguindo Kate para a piscina.

- Tudo bem com ele?

- Sim, ele foi pra casa da mãe.

- Ihh, sogra! Já vi tudo!

- É fogo mesmo! Parece que é esporte implicar com a gente.

- É... - começou Gina – Principalmente se tratando da nora que toda mãe pediu a Merlim.

- Me desculpe?

- Eu trouxe seu licor. - ela entregou a bebida a outra e aproveitou para se aproximar mais – Aposto que ele tem um gosto afrodisíaco durante um beijo, não acha?

- Sim, meu noivo sempre diz que —

- Stc stc – fez Gina sedutoramente – Esqueça ele por um momento. - pousou seu dedo indicador delicadamente nos lábios da companheira.

- Ei! - Hellen chamou atenção das garotas para o lado de fora – Gina está mais perto do que qualquer uma de vocês!

- Mas que vadia sortuda! - exclamou Addison

- É a hora das garotas se divertirem! - complementou Gina aproximando-se da boca da outra. Seu coração acelerou, essa seria a segunda garota que ia beijar na vida e

- O que você está fazendo? - interrompeu Kate – Desculpe, Gina... eu sou hétero. E noiva. Então... hm, Alex está lá dentro. Com licença.

- Quer dançar? - convidou Amelie assim que a colega entrou no aposento.

- Não. - ela simplesmente respondeu e sentou-se do lado de Hellen.

Addison caiu na gargalhada com a cara amassada de Amelie com o balde d'água de Kate.

- O que está acontecendo? - perguntou a Hellen, esta apenas sorriu. - Addison diz que eu - deveria ser a sexy symbol no lugar da Alex, Amelie me chama pra dançar, Gina tenta me beijar e Alex está me enchendo de agrados. Alguma poção do amor foi espalhada aqui?

- Stc, stc. - fez Hellen – Vocês todas são um desastre.

- É culpa da Clint que fica se intrometendo! - esbravejou Amelie

- Quem vê pensa!!!
- Vocês vão me contar o que está acontecendo ou vou ter que batizar todo o álcool com Veritasserum?

- Isso seria interessante. Já imaginaram? Todas nós conversando sob efeito de veritasserum! - falou Guga.

- Acho que não seria nada de muito diferente. Nós já somos cara-de-pau mesmo! - disse Addison.

- Não acho. As pessoas nunca falam cem por cento do que pensam umas das outras. - continuou Guga.

- Não? - interrompeu Gina – Essa é sua chance. Por que você não nos diz então o que realmente pensa e sente?

- É – concordou Alex – Nós costumamos ser sinceras umas com as outras, pelo que eu sei. Somos um time, nenhuma julga a outra.

- Sim. - concordou Gina - Então do que você tem medo, Guga?

As duas se encararam enquanto as outras as observavam curiosas em silêncio. Os olhares se encontraram e Guga abriu a boca para falar, mas fechou-a novamente e suspirou. Depois de alguns segundos de silêncio, ignorou o extravio de assunto e dirigiu-se a Kate:

- Nós fizemos uma aposta. Nós queríamos que você experimentasse e... bom, apostamos quem te conquistava primeiro. Exceto Hellen.

- Puta merda, Guga! Estragou a brincadeira, ah não! - Addison resmungou feito uma criança.

- Vocês fizeram O QUÊ? - Kate levantou-se.

- Tivemos o apoio da Hellen! - acusou Amelie.

- Obrigada Guga — Vocês são i-n-a-c-r-e-d-i-t-á-v-e-i-s! - saiu bufando para a piscina novamente.

- Eu sabia que ela ia dar píti.

- Kate é uma fresca. E uma enrustida.

- Na verdade – começou Guga – Ela é um ser humano. Pra onde foi aquele papo que somos todos iguais e sentimos igual? Isso foi errado e preconceituoso. Kate não merecia isso de nós, ela não é inferior por ser diferente de nós. Que absurdo! Vou falar com ela.

- Meu Merlim – disse Addison assim que Guga estava fora do lugar. - Às vezes a Guga é TÃO entediante!


***

- Hm, você está bem? - perguntou ela sentando-se ao lado da companheira em uma das geladas cadeiras lá de fora.

- O que há com elas? - perguntou Kate – Só porque elas são, todo mundo tem que ser?

Guga deu um sorriso agradável.

- Não é como se eu tivesse uma doença que elas precisassem curar.

- Bem vinda ao nosso mundo!

- Vocês não têm o direito de querer mudar a minha sexualidade.

- Eu sei. Me desculpe. Em meu nome e das meninas.

- Hm, obrigada por me avisar.

- Sem problemas.

- Guga? Você estava participando da aposta?

- Bem, sim... eu...

- Mas mesmo assim você desistiu por me respeitar.

- Hm...

- Quer saber? Elas querem, não querem? Vão ter!


***

- Ah, mas a gente nem tinha definido prêmio mesmo. - consolou Gina.

- Claro que tínhamos! Quem ganhasse teria direito a um strip-tease de uma de nós.

- Nós não tínhamos definido isso não! - disse Hellen.

- Ah, não? Oops, esqueci de avisar!

- Te amo, Addie. - murmurou Alex se jogando no sofá com a cabeça no colo de Hellen.

- A Guga realmente é uma estraga —

- Ei, olhem!!! - exclamou Amelie apontando para o lado de fora do salão, na piscina.

- Mas que vadia esperta e trapaceira! - Addison pulou em pé na hora.


Gina também as viu e um gosto amargo veio à sua boca imediatamente. Guga e Kate estavam em um beijo cinematográfico e isso incomodou a ruiva inconvenientemente.

As garotas interromperam tudo imediatamente saindo para a piscina.

- Bonito, ein, dona Jones!

- Ah, vocês estão aí. - falou Kate ironicamente e Gina apertou seu copo com uma violência um tantinho exagerada ao ver como as bocas das duas estavam ressecadas, vermelhas e sem batom. - Ah, acho que a Guga ganhou a aposta.

- Não vale! Ela trapaceou!

- Trapaceei? Ou vocês estão com inveja porque ela me quis, sabendo que poderia ficar com qualquer uma de vocês?

- FILHA DUMA ACROMÂNTULA! =O - Addison ficou em choque.

- Não importa – interveio Kate – Ela ganhou, ela merece o prêmio. E vai dividir comigo, é claro. :D

- Ela vai dividir com todas nós, queridinha. - resmungou Addison – Bom, escolhe. Qual de nós você quer que faça o strip-tease?

- O O QUÊ?

Addison sorriu maliciosamente.

- Você não estava se gabando tanto de ter ganho? Vamos, aceite o prêmio!

- Eu...

- Vamos lá. Escolha. Quem você quer ver pelada?

-Ahn... Hellen.

- Meu sonho de consumo! - comemorou Alex.

- Não! Não tem graça. Guga já deve ter visto Hellen nua milhares de vezes.

- Eu detesto concordar com a Lamartine, mas dessa vez ela tem razão. Além do mais, Hellen nem participou do jogo. Escolha outra.

- Mas, mas...

- Ei meninas! - interrompeu Alex – 23:59!

- Ok, vamos deixar isso pra depois! - concordou Addison

- Pegue as taças!

- Você abre a champanhe, por favor, Alex?

- Você já ouviu falar de magia, trasga?

- Taças à postos! Vamos Alex! Todas juntas!


 








10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, FELIZ ANO NOVO HARPIAS!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.