FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. A discussão


Fic: A megera indomável - RxH Cap. 7 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Quando Gina saiu da Igreja, Harry estava parado perto das escadas a esperando.



- Gina...



A menina sentiu um arrepio percorrer a espinha, e seu coração deu salto.



- Oi.
 


- Posso acompanhá-la até em casa?



- Claro. - Disse com a voz trêmula.
 


Andaram lado a lado, conversando amenidades durante o caminho, e quando estavam perto da casa do banqueiro, Harry parou de andar, segurando a mão da menina, que tremeu involuntariamente devido ao susto.
 


- Gina, eu... er...



Harry desistiu de falar e colou seus lábios nos de Gina, de forma impetuosa e desajeitada. A garota prendeu a respiração, fechou os olhos e retribuiu timidamente o beijo. Seu primeiro beijo, e não poderia ter sido mais perfeito.

 


....................................................




Gina chegou em casa eufórica, esbarrando em Arleta, governanta da casa.


Ela precisava convencer Hermione de casar-se de qualquer jeito. Seu coração batia descompassado só de pensar em poder beijar e abraçar Harry todos os dias.
 


- Calma menina, vai acabar se machucando.



- Desculpa Arleta. - Disse Gina ofegante. – Minha irmã está em casa?



- Está sim querida, deve estar no quarto.
 


Gina deu um beijo estalado em Alerta e subindo as escadas correndo.
 


Arleta balançou a cabeça e sorriu. Ela adorava aquela menina. Gostava muito de Hermione também. Trabalhava naquela casa desde que Hermione tinha três meses. Acabou sendo responsável pela criação das meninas e desenvolveu um carinho maternal por elas.
 


- Hermione. - Gritou Gina entrando no quarto da irmã sem nem mesmo bater na porta.
 


- O que aconteceu Gina? - Hermione, que estava lendo sentada em uma confortável poltrona, sobressaltou-se com os gritos da irmã.
 


- Hermione, minha irmã querida do coração, por favor, você precisa casar com aquele rapaz.
 


- Você está definitivamente maluca, menina.



- Hermione, você não entende... não posso mais ficar longe de Harry, eu... eu o amo. - Disse Gina sorrindo sonhadora.
 


- Eu realmente não entendo Gina, não posso acreditar que você queira ser escrava de um homem.
 


- Tenho certeza de que Harry corresponde meus sentimentos, jamais me faria de escrava Hermione - argumentou Gina impaciente, parando imediatamente de sorrir.
 


- Ahh minha irmã não se iluda, os homens são todos iguais, lhe prometem o paraíso e depois que conseguem o que querem, a transformam em uma serva.
 


- E o que você entende de homens Hermione? Pelo amor de Deus!



- Então você acha que conhece mais da vida do eu? - Perguntou Hermione petulante.
 


- Olha Hermione, não pode querer que todas as pessoas sejam e pensem como você, também não pode julgar algo que nem mesmo conhecesse. Ou por acaso acha que papai teria feito nossa mãe de escrava?



- Provavelmente ele deve sim tê-la subjugado, e provavelmente jamais se importou com a opinião dela. E certamente não permitiu que ela estudasse ou participasse dos negócios. - Disse Hermione já aos berros.
 


- E quem disse que todas as mulheres desejam isso? Quem garante a você que as mulheres querem participar dos negócios ou estudar ou mesmo serem independentes?
 


Hermione não podia acreditar no que sua irmã estava dizendo.
 


- As que não querem são tolas, ignorantes e morreram sem serem respeitadas.
 


- Olha aqui Hermione, eu vou me casar, nem que para isso precise engravidar de Harry.
 


Gina não deu tempo para que Hermione dissesse nada e saiu batendo a porta. Mas Hermione correu até o corredor e gritou furiosa para a irmã:



- Faça isso então, Gina, desgrace sua vida e depois não lamente sua sorte.
 


Arleta que ouvira os gritos das meninas subiu as escadas apressada.



- Meu Deus, Hermione, o que está acontecendo?
 


- Você ouviu o que essa desmiolada disse Arleta? - Esbravejou Hermione.
 


- Óh Hermione querida, sua irmã está verdadeiramente apaixonada. O que quer que ela tenha falado, falou da boca para fora.



- Bobagem! Essa história de paixão é uma grande bobagem, essa menina é desprovida de cérebro isso sim. - Exasperou-se Hermione.



- Pode ser para você, mas não é para ela, minha querida, tem que respeitar isso. Sua irmã tem sonhos diferentes dos seus.
 


- Então Arleta, meu pai vai ter que casar Gina e desistir definitivamente de mim, porque eu nunca vou me tornar propriedade de um homem.
 


Os olhos de Hermione brilharam perigosamente. E Arleta soube que não adiantaria insistir nesse assunto agora, era melhor esperar que ela esfriasse a cabeça.



.............................................



- Boa noite Sr. Batista.



- Boa noite Arleta. Onde estão minhas filhas?



- Ah Sr. Batista, elas estão trancadas cada uma em seu quarto. Tiveram uma discussão acalorada mais cedo.
 


O homem olhou preocupado para a governanta.



- Mas o que aconteceu afinal?



- Discutiram pelo motivo de sempre, a menina Gina não vê a hora de casar-se com o menino Harry e Hermione insiste que não irá se casar.



- Ai Arleta, essas meninas ainda vão me matar de desgosto. - Disse o homem enquanto se sentava desolado no sofá.



Durante o jantar, Gina insistiu mais uma vez que era um absurdo ter que esperar Hermione casar, sendo que a irmã não tinha intento algum em deixar de ser solteira. O Sr. Batista desconsiderou essa possibilidade energicamente, fazendo Gina subir para o quarto aos prantos.
 


Hermione manteve-se calada. Ela amava a irmã, não queria vê-la sofrer daquele modo, mas não podia colocar sua própria vida em jogo por conta dos caprichos de Gina.




................................

N. da A.: Tonks e Lua obrigada pelo incentivo, e podem continuar comentando viu...
Obrigada a todos que estão lendo também.
Bjsss....

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.