FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Evans X Lily


Fic: Dupla personalidade


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

[N/A: ou meus amores!!!! estava morrendo de saudade de colocar uma coisa nova para vocês!!! Espero que gostem..... É um projeto antigo, mas que só agora deu certo de vir para cá... Muitos beijos!!! Ah, ela tá completa porque é Short.... nem rolava fazer em várias partes.... Divirtan-se....

COMENTEM!!!!!!!!!!!!!!]


Era tarde da noite, e Lílian estava sentada no salão comunal [N/A: para os leitores novos e para os acostumados, só para lembrar... Salão Comunal = “SP” e Salão Principal = “SP”, por preguiça mesmo!!] da Grifinória, estava numa poltrona muito confortável, lia um livro de poções. Ouviu uma movimentação estranha no buraco do retrato

“Potter, com certeza” foi o pensamento que passou em sua mente, involuntariamente, ela passou a mão pelo cabelo e alinhou as vestes, ficou olhando, só olhando para o livro em suas mãos.

-Boa noite, Lily... – o maroto chegou com seu melhor sorriso, sempre passando as mãos pelos cabelos.
-Evans, e a noite estava boa, Potter – não se deu o trabalho de erguer os olhos para ele.
-Sua simpatia sempre me impressiona, sabia?
-Engraçado, a sua falta de caráter também...
-Credo, Evans, eu venho na melhor das intenções, e você me trata assim??? – ele olha para ela com cara de abandono.
-Potter, pode tirar esse olhar, pq você sabe muito bem que comigo ele não funciona... – ela fechara o livro, conhecia bem essa história, sabia que ele não a deixaria em paz tão cedo.
-Que bom que resolveu me dar um pouco de atenção...
-Não resolvi, mas você não me deixa em paz... O que me adianta deixar o livro aberto...
-Ah, Ruivinha linda, seria tão mais fácil se você me deixasse provar que te amo mesmo...
-Nem começa, Potter, você sabe que eu não caio... – olha para ele com cara de desprezo.
Tiago vai indo e se senta perto da lareira, meio cabisbaixo.
-Eu não caio nessa também!!! – ela fala de longe enquanto abre o livro novamente.

Ele não responde nada, ficam ali por algum tempo “ele está realmente estranho, mas só deve estar querendo que eu me aproxime... e eu não vou...”, mas mesmo assim, Lílian fica olhando para ele sentado no tapete “Tão lindo...” “mas não é para você!!! Você merece mais do que o Potter!!!” Lílian olha para os lados, reconhecera aquela voz, mas a arrogância nela estava além de si...

-Ela!!! – fala quase inaudível, quase...
-Ela quem, Lily? Está falando sozinha???
-Ham? Que é Potter, eu nem falei nada...
-Falou sim, disse “Ela” e está com uma feição assustada, branca como cera – ele se levantou e foi para perto da ruiva novamente.
-Eu não disse nada, você está delirando, Potter... – e ela novamente arruma o cabelo e alinha as vestes.
-Você sabe que faz parte dos meus delírios, não sabe, Ruivinha??? – Ele sorriu novamente, e ela fez careta,
-Sei... E fico muito bem sem eles...
Ele se aproximou, e a abraçou.
-Mais um movimento e você vai se arrepender...
-E o que você vai fazer??? – ele arqueou uma sobrancelha e a beijou ardentemente. Quando eles se separaram ela sorriu quase tão marota quanto ele.
-Isso...

E numa fração de segundos ele estava caído no chão devido a uma joelhada certeira da ruiva, ela ficou olhando ele se contorcer de dor, tinha um olhar diferente do normal, ela estava com um olhar perverso, muito diferente do doce olhar que Lily tinha normalmente. Em alguns instantes, ela balança a cabeça, como se saísse de um transe, olha o maroto no chão e se abaixa.

-Potter? Você ta bem? Desculpa, não sei o que me deu, mas você me tira do sério!!!! Se não fosse tão abusado!!!! Mas acho que agora você vai aprender a não me beijar mais... E quem sabe ficar numa distância segura de mais de 10 metros...
-O beijo foi o melhor da minha vida!!! – ele disse sorrindo.
“Como ele consegue sorrir mesmo estando com dor???” E bufou mais uma vez, levantou-se e se sentou no sofá. Alguns instantes depois, Tiago estava sentado ao seu lado.
-Você sabe que eu não consigo ficar longe de você, mas podia ter pegado um pouco mais leve! Eu estou mais acostumado com os tapas, isso é golpe muito baixo...
-Mas se os tapas não funcionam mais, tenho que evoluir para algo que dê resultados... – ela olhou intrigada para ele – e deu???
-Por enquanto... Tenho que me recuperar disso... – Ela revirou os olhos e se levantou – aonde você vai?
-Para o dormitório, está tarde para ouvir tanta sandice!!!
-Não vai... Você fez isso comigo, agora vai ter que me fazer companhia até eu me recuperar...
-Uma pena, Potter, eu não estou arrependida nem um pouco... – “mas bem que ficar perto dele vai ser uma boa” “o que???????? O que foi que eu ouvi????” – Nada! – ela disse olhando para um ponto perdido do “SC”.
-Nada o que? – ele olhou para ela com cara de dúvida novamente.
-Eu não disse nada... Quer parar de me deixar confusa... - ela sentou-se novamente colocou as mãos na cabeça, tinha uma feição um pouco abatida.
-Você ta mesmo bem?? – ele estava realmente preocupado.
-Claro que estou... – ela disse brava mais uma vez.
-Hei... Prende o trasgo, eu fiquei realmente preocupado... Você está estranha... Tem falado umas coisas estranhas.... E está com cara de abatida... Deveria estudar um pouco menos.
-Desculpa, Potter... Eu não sei o que me deu... Mas eu disse, você me tira do sério...
-Eu sei que não sou um príncipe, mas eu só gosto de estar perto de você...
-E toda vez que diz isso me beija... Isso irrita, sabia???
-Ok, ok... Mas o que eu posso fazer? Você também me tira do sério!!! Eu não me controlo....
-Então pode tratar de se controlar, ou então nunca poderemos ter uma conversa civilizada!
-Estamos tendo agora...
-Porque você não está tentando me beijar....
-E se eu não tentar nunca mais?? – Ela olhou surpresa para ele, ele estava sério.
-Eu duvido! Mas o que eu teria que fazer para ter essa paz?
-Me dar um beijo – ela revirou os olhos.
-Eu sabia que tinha alguma coisa... Estava fácil demais... – ela se levantou e estava indo para o dormitório.
-Eu juro solenemente que nunca mais te peço um beijo se você me der um beijo aqui e agora.

Ela parou, sabia que Tiago Potter era capaz de muita coisa, mas quando um maroto dizia “Juro solenemente” era pra valer, sabia bem, pois seu melhor amigo chamava-se Sirius Black.

-Você jurou solenemente... Tem noção disso??
-Claro que sim, nunca disse isso tão seriamente. Se você me der um beijo agora, nunca mais vou te pedir outro... Nem roubar, nada... É para sempre...
Ela parou, não sabia o que pensar... “Beijar Tiago Potter!!!!” “Me livrar do Potter!!!” Os pensamentos se conflitavam, mas de qualquer maneira lhe parecia bom.
-Eu aceito, mas você jurou... Se quebrar vai se ver comigo!!! – ela estralou os dedos ameaçadoramente.
-Sim – ele abriu um enorme sorriso, “ela está aceitando!!!” – não quebraria um juramento maroto, nunca...

Ela respirou fundo e voltou para perto de uma fogueira agora quase sem fogo, o que fazia com q o “SC” tivesse um clima a mais, ela parou em frente a ele, nenhum dos dois piscava, ele se aproximou mais dela, sem piscar, sem falar nada, se aproximou mais e mais, até que os corpos estivessem muito próximos, ela sentiu os lábios dele tocarem os seus ao mesmo tempo em que sentia seu coração acelerar, ele passou os braços a puxando para um abraço e ela abriu levemente os lábios. Esse foi o sinal que ele esperou por anos, apertou-a contra si e beijou-a da forma mais doce que conseguia. Ela por sua vez o acompanhava no ritmo do beijo, passou também a mão pela nuca dele, afundou seus dedos nos cabelos negros do maroto. Beijaram-se intensamente por um longo tempo...

“Chega, isso está indo longe de mais” E ela se separou e o empurrou para longe.

-Cumpri minha parte do trato, Potter – ela mais uma vez era dura com ele, não parecia, nem de longe, a mesma pessoa que havia correspondido ao beijo dele.
-Não gostou do beijo? – ele tinha um brilho nos olhos que ela nunca havia visto
-Claro que não – a forma rude era evidente, mas os olhos verdes diziam outra coisa – E eu vou dormir... Lembre-se Potter, você jurou solenemente!!!! Não se aproxime de mim.

E ela foi para o dormitório com seus pensamentos a mil parecia que duas pessoas estavam em sua mente discutindo se o beijo havia sido bom ou ruim... “Ele é um imbecil!!!!” “É um imbecil, mas eu quero estar com ele... E o beijo foi maravilhoso!!” “Não foi não!!!! Está louca????” E assim passaram horas até que a ruiva adormeceu... No salão comunal, porém, todos os pensamentos do maroto convertiam-se em só uma coisa “Como aquela ruivinha beija bem, Ela é maravilhosa”. Ele ficou lá também por muito tempo até que resolveu ir para o dormitório.

****X****

No dia seguinte estava Tiago entrando no ”SP” com um sorriso que não lhe cabia no rosto devido a noite passada, indo tomar o seu café, olha para a mesa da Grifinória e vê Lílian comendo, aumentando mais ainda o sorriso quando se aproxima fala em alto e bom tom:

-BOM DIA MINHA RUIVINHA!
-Ao ouvir o grito, Lílian se engasga com a torrada e começa a tossir - não – tossindo – enche – tosse - Potter!! – tossindo toma um pouco de suco e volta ao normal - achei q você havia feito um juramento ontem...

Tiago olha pra ela se engasgando, tenta não rir enquanto se senta ao seu lado na mesa.
-E eu estou descumprindo o juramento? – olha sorrindo, enquanto puxa o prato de bolinhos - Que eu saiba todos os alunos da nossa casa se sentam aqui para tomar café - abre um sorriso maroto.

Meio sem resposta, Lílian continua comendo olhando para frente, mas sendo traída pelos olhos q insistem em ficar nos cantos olhando para ele, toda vez q percebe disfarça e come um pedaço de torta – mas você tem q justamente sentar perto de mim?

"Ela não fica linda quando não tem resposta?", Tiago pensa com um sorriso meio bobo, mas logo volta ao normal quando escuta o que ela diz, dando de ombros - Foi obra do acaso, não sabia que minha presença te incomodava tanto Lilyzinha - se fazendo, leva o bolinho a boca e começa a comer.

-Evans, Potter, por favor! Evans! - olha para os curiosos q se divertiam com a história, lança um olhar mortal e eles disfarçam e se levantam saindo - pronto, tem lugar ali - aponta com a cabeça "por favor, não vai!!!!"

Ele olha para as pessoas que saem, fuzilando eles com os olhos por isso, eles imediatamente sentam, olha pra você, torcendo a boca - É realmente uma pena não? - engole metade do bolinho e puxa um copo de suco de abóbora - Eu acho que você vai ter que me agüentar pelo menos por 20 minutos!

A ruiva sorri, mas logo fica séria novamente e faz uma careta - Fazer o que? O “SP” é público... Não posso te impedir de ficar aqui... – ela olha para ele - mas eu posso me retirar – e dá a impressão de q vai se levantar.

O Maroto fica olhando pra ela enquanto terminava de comer o bolinho, no fundo não levando muita fé de que ela sairia, ergue a sobrancelha - Então tá... Se você insiste tanto eu me retiro, me retiro! – ele só queria saber qual seria a reação dela, levanta-se erguendo as mãos a frente do corpo, engole o final do bolinho. Ela olha para ele meio em pânico.

-Ótimo, assim posso tomar meu café em paz! - fica olhando para ele esperando a reação. O queixo dele cai um pouco, nem se ligando da sua primeira expressão, cruza os braços, não querendo realmente sair dali, mas não podendo voltar agora.
-Certo... Te vejo na aula de poções então.. Lílian.. - morde o lábio e se vira, saindo dali, mas antes de sair vira o rosto e lança um olhar charmoso pra ela, mandando um beijo, só então sai. Ela, ao ver o beijo, bufa de raiva.
-Me deixa em paz, Ti... – corrige - Potter! - volta a olhar para a comida e quando vele sai abre um sorriso de lado "Evans, você deixou ele ir???" "Claro!!! O q você acha q eu faria, Lily? Correria atrás dele?" "Ele ia ficar e você mandou ele embora!!!" Involuntariamente olha para a direção dele, já perto da porta, sem pensar muito levanta e vai andando rápido até passar por ele, continua andando e nem olha para o lado.

“Você saiu seu idiota!!" "Ela me enxotou e eu tenho que cumprir a promessa, o que eu poderia fazer?" "Maldito juramento, maldito juramento", bufando, com as mãos nos bolsos das vestes, olhando pra baixo, vê uma rajada de cabelos ruivos passar ao lado, reconheceria-os em qualquer lugar do mundo vira e vê a ruiva, abre, então, um sorriso enorme, sente uma ponta de esperança, mas não consegue não atormentá-la.

-Terminou o café tão cedo, Evans? - se segura para não correr atrás dela. Com a provocação, Lílian olha para trás e fala séria para ele.
-Lembrei q eu tenho q falar com o Slug antes da aula, eu fiquei de... –ela faz uma pausa, precisava de uma boa desculpa - entregar alguns deveres extras, pq? - diz séria, mas sorrindo por dentro - algum problema?

O maroto inclina a cabeça quando a escuta, sem desculpa para azucrinar agora, desvia o olhar. - Não nenhum.. – ele vira-se para ela rapidamente - Só que eu acabei de lembrar que tenho que falar com ele também, sobre... Sobre... Sobre... - "pensa numa boa desculpa, Pontas!" - Sobre uma detenção que ele ta querendo me aplicar! - "tá.. Desista!, essa não vai colar nunca com a Evans"

Ela vira-se para ele e não engole a desculpa, evidentemente, mas não ia perder a chance de ficar junto dele, revira os olhos e bufa:

-Tá bom, mas se me encher vai levar outro chute daqueles.... – ela continua andando sem olhar para o lado e sem esperar que ele se aproximasse – por que está de detenção?

Ele abre a boca, não acreditando realmente que ela acreditara naquilo, então se apressa pra andar ao seu lado.

-Pode deixar Ruiv.. Er.. Lílian - olha para ela já ao seu lado - Ah porque eu.. Porque ah por quê?- rindo, totalmente nervoso - Porque oras.. Por que eu levaria uma detenção? - Ela olha para ele e dá um sorriso maldoso.
-Você quer q eu liste motivos pelos quais você levaria detenção??? - coloca um dedo na testa pensando - por azarar os alunos sem motivo, por atormentar os menores, por colocar os ingredientes trocados nas poções dos outros... - conta nos dedos. Enquanto isso ele fica olhando para ela, meio aliviado por não ter que dar mais desculpas e correr o risco de serem esfarrapadas como a última, então afirma com a cabeça, abrindo um sorriso maroto com a sua enumeração:
-É viu só, então por que você pergunta? - rindo, morde a língua e leva uma mão aos óculos, tirando do rosto, leva a outra mão pra blusa e começa a limpá-los. Ela, por sua vez revira os olhos e olha para o maroto sem óculos, não conseguindo desviar os olhos dos dele "são realmente lindos" . Continua andando e sem olhar para frente tropeça deixando que tudo caísse no chão.
-Droga! - bufa e se abaixa para recolher. Ele ia olhar para ela quando ouve o som do tropeço e repõe os óculos, se abaixando automaticamente para ajudar.
-Deixa que eu pego, pode deixar – e começa a recolher os livros. Lílian está olhando para baixo, visivelmente com muita vergonha.

"Por Merlin que ele não tenha visto que eu tropecei porque estava olhando para ele!!" Quando vê que ele se abaixou, se apressa em dizer:

-Não precisa, eu to bem, foi só um tropeço, nada de mais! - recolhe os pergaminhos e se levanta ainda não olhando para ele, “ai que vergonha!!!”

Ele, por sua vez. Continuava olhando para os livros, pegando rapidamente os que conseguia, querendo se mostrar prestativo, se levanta olhando para ela, segurando o que havia pegado nos braços.

-Ah acontece.. - sorri um pouco, olha pros livros e pra ela novamente - Pode deixar que eu levo.. Sabe como é.. Carregar peso faz bem a nós garotos - ri sem graça. Ela ia agradecer, vira-se para ele e chega a abrir a boca, mas ouve a última frase, automaticamente puxa os livros de volta.
-Não preciso da sua demonstração de força, eu posso me virar sozinha. - Tiago revira os olhos quando escuta, deixando que ela pegasse os livros.
-Não posso nem ser mais gentil com você não é Evans? - volta a por as mãos nos bolsos e a andar ao seu lado, "Por que você não me deixa te ajudar..?"

Segurando os livros com força, Lílian anda pensativa "você foi amável como um dragão agora Evans!” "Obrigada, Lily”, fica séria olhando para o chão.

-Não preciso de ajuda com meus livros... - faz careta e olha para o outro lado - obrigada - fala bem baixo. Tiago olhava para o lado quando a escuta falar, mas assim que escuta, nem que quase sem som, o seu agradecimento vira para ela, quase deixando os óculos caírem do rosto pela velocidade em que vira o queixo, leva uma mão segurando eles perto da orelha quando olha a ruiva.
-Você.. Você me.. Agradeceu?!! - Ela continua a andar como se não desse importância para aquilo
-Claro, ainda sou educada, você me ajudou, eu agradeci!

Tiago abre um sorriso todo contente, se sentindo muito bem com aquilo mesmo sem saber exatamente o porquê, deixando isso nítido na expressão do rosto, começa a subir as escadas, com o peito estufado. Lílian olha para a expressão dele e não entende o que está acontecendo, nota então ele subindo.

-Potter? Aonde você vai? Temos que descer para as masmorras!! - olha para você - Poções???

Ele pára no meio da escada, com o braço e uma perna pra frente, então escuta o comentário e se achando extremamente idiota.

-Ah.. A é claro! Claro! Foi só um pequeno erro de cálculo! - olha pra ela, rindo, sem graça e volta pra baixo. Ela revira os olhos e sorri esperando que ele voltasse, quando chega perto, sorri e continua a andar.
-Sempre tão desligado! Não sei como consegue ir bem nas matérias!!!

Olhando para ela ainda, sorrindo sem jeito, bagunça o cabelo com a mão na nuca.

-Sinceramente? Nem eu! - rindo, começa a descer as escadas - Mas eu acho que é tanto mistério quanto o Almofadinhas!
-O Sirius realmente me surpreende... – diz sorrindo - não sei como ele consegue aprontar tanto com os marotos e ainda ter tempo para ser meu amigo... – sorri mais descendo as escadas. Tiago a acompanhava, sente uma pontada de ciúmes ao ouvi-la falando daquela maneira sobre o Almofadinhas
-É.. Eu percebi que vocês andam bastante juntos ultimamente não.. Que.. Legal.. - força um sorriso, cerrando os dentes. Ela, por sua vez, percebe a ponta ciúmes e sorri marota.
-É sim... Nos damos muito bem, fazemos muita coisa juntos... Somos ótimos amigos... - sorri olhando para frente "por que ele está reagindo assim?"

O maroto assume um fogo nos olhos sem perceber, querendo matar o Sirius mesmo sem saber exatamente o porquê.

-Ah.. Sim claro.. Muitas coisas juntos.. - bufa, emburrado e olha pra frente, olha em seguida para o chão, estala os dedos das mãos. Ela sorri sem muito saber o motivo, sem saber porque estava gostando de ver aquela expressão no rosto do Potter.
-Potter, tá tudo bem?

Ele ouve a pergunta e responde, falando muito baixo:

-Claro que está tudo bem... Por Merlin, por que não estaria tudo bem? - aperta os olhos, "calma Tiago, calma!", suspira e olha para ela novamente, abrindo um meio sorriso.
-Que bom.... - não diz mais nada, pára apenas olhando para fora por uma janela - está um lindo dia - a ruiva acha que está apenas pensando, não percebe que disse alto. Tiago que continuava andando ao seu lado, desvia o olhar pra janela quando ouve, "Mais lindo ainda porque você está ao meu lado", e acaba pensando isso alto também.
-Mais lindo ainda porque você está ao meu lado.. - arregala os olhos com o que disse e vira o rosto pra parede, não sabendo se queria que ela ouvisse ou não. A ruiva fica paralisada, sem saber se por ele ter ouvido o ele que dissera, ou pelo que ele dissera. Não olha para ele, fixa os olhos na paisagem não tem o que dizer, mas não controla o sorriso. Tiago percebe pelo silêncio que ela havia escutado, então engole em seco, se perguntando porquê estou tão desconcertado??? Graças a Merlin,a sala de poções!!!!!! Lílian olha para ele lado e o ouve comentar rapidamente.
-Então, até a saída Lílian.. - se apressa pra sair dali, mesmo querendo ficar mas sem saber o que dizer se ficasse
-Até a saída – ela tenta não sorrir, “Que isso??? Você deu trela para ele???????"

Tiago vai até a mesa dos marotos e se senta de um lado de Almofadinhas, dando graças por eles não terem visto a cara com que ele chegou, não notou, porém, que a Ruiva ia logo em seguida e se senta do outro lado de Sirius, sorrindo para o amigo, pergunta para Remus se a aula começou fazia tempo, Sirius, por sua vez responde primeiro:

-Ah não muito – disse o maroto dando um beijo na bochecha da amiga.
-E a que devemos o prazer da sua presença na aula?? – brinca a ruiva com o péssimo hábito que o maroto tinha de não aparecer nas aulas.
-Sabe como é como eu estava por perto resolvi aparecer na aula... Ainda mais porque sabia da sua vinda, não é Lily? - abre um sorriso maroto e abraça a ruiva pela cintura, segurando o riso.

Tiago, não estava gostando nada, nada da conversa animada que fluía com os dois, “Por que ele pode chamá-la de Lily????” E olha de lado para os dois, fuzilando com o olhar o amigo, enquanto Remus ria da cena e balançando a cabeça e voltava a ler o livro, mostrando pra ele, em seguida, a página que era pra abrir.

-Ah... Valeu Aluado, isso sim É QUE É AMIGO - fala mais alto, enquanto pega o livro, todo irritado e coloca em cima da mesa. Sirius abafava o riso do que Pontas fala.
-Não se empolga Si... – ri e revira os olhos nem percebendo q diz o apelido - cheguei muito atrasada? – Tiago estava abismado com o que via e ouvia “SI???? Como assim ela o chama de SI???”, quase rasgando a página do livro quando vira, olha pra cena e arregala os olhos, segurando firme a página que tinha marcado, puxando pra trás.
-Chegou bem na hora, como sempre pontual! – responde rindo o maroto e soltando a cintura dela, olha para o Pontas, com um largo sorriso, este que só agora percebe ter rasgado um pedaço da folha que segurava e tenta disfarçar, fechando o livro, olha pro Sirius e força um sorriso totalmente matador
-Só não deu tempo de conversarmos com o Slug... Vai ter q ficar depois da aula... – Lílian fala pra o Potter, desviando de um Sirius que fazia caretas para ela rir, não agüentando, ela acaba por rir. Black ria com a amiga, erguendo a sobrancelha com o que ela dizia.
-Você vai conversar com aquele doido Ruivinha? O que ele quer com você? – Mas antes que ela respondesse, Tiago se apressa em emendar:
-Vamos! - querendo deixar claro pro Sirius que ia com a Lily - Eu e ela vamos conversar com o Slug depois da aula! - falando por entre os dentes cerrados, tentando fazer com que o amigo entendesse o recado. Lílian ouve o q o Potter diz e se assusta com a maneira com que ele fala:
-É sim, Si, tenho q resolver algumas coisas com ele dos meus deveres extras.

Almofadinhas olha para Pontas quando ele fala e volta a olhar pra Lily, ignorando totalmente o comentário dele só pra deixar ele mais furioso ainda.

-Deveres extras? - revira os olhos - Quer que eu te ajude a se livrar disso? Pode ser mais tarde, no “SC”, eu, você, deveres... Ou sem os deveres - pisca para ela, que ria, e depois olha pro Pontas, comentando - E você vai lá para quê, Pontas?

Tiago quase não estava na sala, sua mente estava longe querendo matar o amigo, absurdado de como a conversa entre os dois podia fluir tão naturalmente!!! Estava com os cotovelos apoiados no livro fechado, fala com um certo tom de desprezo que o amigo notou, mas não deu importância, pois sabia o tanto que aquilo o irritaria.

-Para cumprir a detenção – Tiago arregala os olhos se lembrando que o Sirius sabia que ele não tinha detenção nenhuma. Para sorte dele, Lílian não estava prestando atenção na conversa, pois começava a copiar a matéria despreocupada, sorrindo e respondendo as perguntas do professor. Mas para o terror de Pontas, seu amigo era uma praga quando queria:
-Que detenção Pontas, ficou doido? Andou cheirando pó de flú ou coisa parecida?

Pontas arregala mais ainda os olhos, quase saltando pra fora dos óculos com o que o Sirius fala, então faz sinal pra ele se calar, enquanto olha de canto pra Lily. Ele não percebeu, mas a ruiva parara de prestar atenção na aula, e ainda de cabeça baixa presta atenção na conversa. Sirius, se cala, olha do maroto para a ruiva e então para o maroto novamente, faz barulho com a garganta, tentando segurar a risada mas não consegue e cai na gargalhada. Tiago, inconformado, bate na testa quando ele começa a rir e afunda a cabeça no livro, querendo entrar lá dentro por ter um amigo tão boca aberta como aquele.

-Sirius... Ele vai tirar pontos da Grifinória!! Vocês não prestarem atenção tudo bem, mas não acabem com a aula!!! - olha para o Sirius sem entender o que estava acontecendo, aponta o professor com a cabeça, depois olha para o Tiago e não entende porquê da expressão dele - Potter? Você está se sentindo bem?
-Sim estou me sentindo muito bem! - tira a cara do livro, com o óculos e o cabelo desalinhados olha pra ela, olha em seguida pro Sirius, "mas alguém logo, logo não vai estar".

Sirius já quase vermelho de tanto rir, leva a mão à boca tentando parar de rir quando escuta a Lily, respirando rápido afirma com a cabeça e respira bem fundo, soltando ar.

-Pronto... Parei... Parei de rir - põe a mão no ombro do Pontas - Pobre Pontas... - cai na risada de novo quando se escutam "shhhh" dos alunos em volta, então leva a mão ao rosto e seca uma lágrima de riso, ficando calado novamente. Tiago ouvindo ele rir, ficando mais desesperado a cada risada dele, quase arranca a mão dele fora quando ele põe ela no ombro dele, mas se segura.
-Pára - diz baixo para o amigo, olha para o Potter, sorri e volta a prestar atenção na aula que naquela manhã parecia estar demorando mais do q o normal, diz baixo – anda, Slug, libera a turma!!! – e como se ele tivesse ouvido, avisa q a aula havia terminado.

Sirius e Tiago olham para o Slug quando ele fala, então um deles ergue a sobrancelha e olhando pro livro, sem anotação nenhuma, olham juntos para Aluado com um sorriso extremamente simpático, este revira os olhos rindo e afirma com a cabeça.

-Claro que eu empresto, já estou acostumado! - rindo um pouco fecha o livro e guarda na mochila – Até mais tarde Lily!
-Até mais Remus, amanhã temos reunião com os monitores – o outro monitor sorri para ela e enquanto acaba de arrumar suas coisas, Sirius ia andando na frente, mas volta para falar com Lílian.
-Nos vemos mais tarde, Ruivinha?
-Claro! – responde sorrindo – te encontro no “SC” depois... Tenho umas coisas para te contar... – sorri marota.
-Imagino que tenha! – ele sorri da mesma forma, e olha de lado para Tiago, voltando a olhar para ela, pisca, sai da sala.

Tiago observava a cena, olha de um para o outro, quando eles falam do encontro mais tarde e das coisas pra contar, seu estômago revira, definitivamente, não estava gostando nadinha daquilo, enquanto Remus só ria enquanto guardava as coisas e Peter não entendia nada como sempre por estar quase dormindo em cima do livro. Tiago fecha a mochila e se levanta, pondo no ombro, só então se liga que teria que falar com o Slug agora, pois ele estava na mesa chamando pela aluna favorita dele.
-Evans, venha, precisamos resolver rapidamente, o Billy Tompson está na minha sala, conhece ele, não? Apanhador do Tornados... – Ele falava com a voz fofa dele.

Lílian revira os olhos com as brincadeiras de Sirius e vê Slug a chamando e o Potter, sem outra opção, indo na direção da mesa dele, se apressa para chegar também “Vou ver que história é essa de não ter detenção!", Tiago, por sua vez pensava bem diferente disso “O que você vai dizer ao gorducho, Pontas? Pensa depressa!!!”. O professor se senta, organizando seus papeis, Lílian senta-se em sua frente colocando alguns papeis sobre a mesa.

-Olá, professor, eu trouxe os deveres extras.
-Muito bem, Lílian, muito bem! 20 pontos para a Grifinória. – É neste momento, é que ele percebe que Potter também estava sentado ali, olha para o maroto com cara de "e você?", Lílian nota o olhar do professor e olha para ele também.
-Eu vim falar sobre a detenção da aula passada... Senhor... – Tiago olha para o Slug, sem saber muito ao certo o que fazer, então torcendo pra ele achar que tem algum tipo de problema de memória. Fecha um pouco um olho e abre um lado do sorriso, que transparecia nervoso.

Lílian olhava a cena curiosa, olhou de um para o outro, Potter com cara de desespero e Slug com cara de perdido, porém o professor não daria o braço a torcer e deixar que os alunos pensassem que ele havia esquecido.

-Ah, claro, eu me lembro... O sr vai arrumar algumas prateleiras da biblioteca amanhã a tarde, já que não tem aulas - ele olha para ela - e a Srta Evans vai monitorar.
-O QUE???? - ela deixa escapar e é repreendida por um olhar do professor, mas volta a si - desculpa professor... Claro, vou monitorar a detenção do Potter. – Ela olhou para o lado e pode ver o grande sorriso nos lábios do maroto, esse por sua vez, fecha instantaneamente, para não ser taxado de louco por ter gostado de ter uma detenção, bufa.
-Ela vai me monitorar? - pergunta para ele, sem acreditar ainda.
-Infelizmente Potter! - revira os olhos, dá bom dia para o professor e sai andando pelo corredor. “Infelizmente?!!! Infelizmente?!!", ele pensava com um sorriso enorme estampado na cara, nota então que ela já havia até saído, o professor rindo se despede dele, vendo a cara de bobo apaixonado que ele tinha assumido
-Até mais professor - ajeita a mochila nas costas e corre para alcançar a ruiva que já estava longe com o passo rápido.

“Ele não podia ter feito isso!!! Onde já se viu? eu monitorando o Potter????" "Uma chance de ficar sozinha com ele" ela sorri "O que você está falando? Ele vai me atormentar!!!" "Não vai, ele jurou!!" Estava tão distraída que nem vê que ele se aproximara. Tiago ia rapidamente pára alcançá-la, diminui o passo quando chegou ao lado dela, e o fato de ela não tê-lo percebido não passou despercebido pelo maroto, ele não fez nada, queria ver o qual seria a reação dela, ficou observando-a andar sem falar nada apenas mudando de expressão de sorriso para cara séria e novamente para sorriso, ao passar numa janela, porém, ela percebe a sombra e olha assustada para ele.

-POTTER?!?!?! QUER ME MATAR DO CORAÇÃO???? – Tiago estava olhando para o sorriso dela, vendo como ele ficava lindo a cada vez que aparecia no seu rosto, com a cabeça quase próxima à dela, respirando perto do seu rosto já, quando a escuta gritar arregala os olhos e dá um salto para trás, derrubando tudo que carregava.
-AHHHHHH! - com a mão no peito, de olhos bem abertos, rapidamente se abaixa e recolhe tudo - Eu ou você?!! – ela olhava para ele bufando e instintivamente abaixa para ajudar.
-Você quem começou, fica andando sem fazer barulho!!! - pega alguns pergaminhos e tenta não olhar para ele. Tiago pegou os pergaminhos os da mão dela também, não querendo que ela tivesse trabalho pra levar as coisas dele.
-Eu só estava andando! Andar é crime agora?! Ok, da próxima vez eu amarro latas nos meus pés, ou arrasto correntes! - rindo, pára de rir e abre um sorriso maroto - Mas você estava bem distraída também não?
-Eu só estava pensando... Não tenho esse direito? Ou você agora, alem de me vigiar, vai querer vigiar meus pensamentos?

“Quem dera se eu pudesse ler seus pensamentos..", foi a primeira coisa que lhe veio a mente, balança a cabeça.

-Eu? Eu não! Por que eu iria querer saber no que você estava pensando? Eu só digo pra você não ficar andando distraída por ai!
-Vai dizer que eu posso cair, trombar nas armaduras, ser azarada, atacada... - revira os olhos - Potter eu sei me cuidar! – ele faz o mesmo que ela.
-Desculpe por querer o seu bem, Lily! - vai andando ao lado dela, ajeita puxando uma alça da mochila - E a nossa detenção? Marcada?
-Você tinha q me lembrar disso?? Eu já havia esquecido! – “Lily, já te disse q mentir é feio!!" continua andando - amanhã a tarde, as 2 horas e não se atrase, Potter. – ele abre um sorriso enorme, pois aquilo tinha soado como um encontro.
-Não vou me atrasar Ruivinha, pode ter certeza que não vou me atrasar pro nosso encon.. - se corrige - pra nossa detenção! É, pra nossa detenção!!
-E me chame de Evans!!!! – ela revira os olhos - você não vai ficar me chamando de Ruivinha!!!
-Mas... - "calma Tiago, vocês vão se ver amanhã a tarde toda, já é um avanço! Um tremendo avanço!" - Certo... Evans... - morde o lábio depois que fala, continua a andar junto com ela, e puxa papo rapidamente para que ela não percebesse a felicidade - E aonde nos vemos amanhã?

Ela respira fundo "não posso perder a chance de ficar mais tempo com ele”

-No “SC”. Podemos ir para a biblioteca - exita um pouco – juntos. – Ele afirma com a cabeça o que ela dizia então deixa o queixo cair um pouco com a última palavra.
-Juntos?! Você quer dizer juntos? Você e eu? Juntos? - apontando pra si mesmo e pra ela várias vezes.
-Não é nesse sentido - "É SIM!!!!!!", os pensamentos na cabeça dela eram conflituosos - já que vamos sair do mesmo salão, podemos ir juntos.... – Tiago ainda tinha a boca aberta, transforma aquilo num sorriso inevitável, com os olhos bem abertos e alegria nítida no rosto, pigarreia pra não demonstrar tanta empolgação.
-Sim, sim vamos juntos! E você tem razão, é conveniente - não consegue não rir um pouco pela alegria. E ela revira os olhos, balançando a cabeça
-Agora eu tenho que ir estudar - "por que você está dando satisfações para ele?” - Até mais, Potter - vai andando para a biblioteca, ele ainda fica parado por algum tempo antes de pegar o rumo dos jardins, o dia estava mais lindo do que nunca...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.