FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. COMPRAS!


Fic: Se eu fosse você... - A fic.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Primeiro de tudo FELIZ NATAL, próspero ano NOVO e tudo de bom
na sua vidinha mágica.
Bejus galera, comentem e deem esse presente de NATAL para a
autora POR FAVOR. *-*
BEJUS.






Três garotas corriam como loucas pelas ruas de Hgsmead. Visitaram várias lojas, experimentaram vários sapatos e provaram diversas fantasias, mas nenhuma peça parecia ser boa o bastante para elas.


 


Duas garotas iam à frente, enquanto uma ruiva suava a pacas e que mal conseguia acompanhar as outras.


 


James estava ficando louco. Como é que Lily não tinha paciência com ele, se aquele negócio todo de “Entrar na loja- Sair da loja- Sem nada”, fosse bem mais irritante...


 


Mas isso não era nada comparado à experiência de provar o vestido.


 


_Esse não vai entrar...


 


Ele estava meio inseguro, o vestido parecia ser dois números menores do que o que vestia o corpo de Lily.


 


_Claro que entra sua bobinha!-E a vendedora o fez provar o vestido.


 


Resultado: Tiveram que reparar o vestido. Não cabia mesmo.


 


Mas o pior não era isso não. Era quando estavam provando alguma coisa e recebiam assovios de aprovação dada por alguns alunos que estavam na loja ou que passavam pela vitrine.


 


Na última hora, quando James colocara uma fantasia de coelhinho da playboy, recebeu vários aplausos e alguns comentários malicioso.


 


_Oh, vem coelhinho vem... Vem cuidar do meu jardim, vem!-Um garoto loiro, grifinória, dos olhos cinza, exclamou.


 


É claro que James perdeu a paciência...


 


_O que é que você está olhando? Se eu vou cuidar do seu jardim? É claro que sim, e vou cuidar agora!


 


Enquanto dizia isso, o maroto saíra da loja se dirigira até o menino e lhe meteu um chute no meio das pernas e aproveitando que estava com um tamanco maravilha, o tirou do pé e começou a dar várias tamancadas na cabeça do menino.


 


_Ai, para sua louca!-O garoto grita tentando se livrar da ruiva.


 


_Agora você pede para parar não é, seu tarado? Isso, dá o fora se não quiser ser castrado!


 


O garoto decidiu que era melhor fugir do que enfrentar aquela ruiva louca.


 


Quando James virou-se para frente, deu de cara com Emme e Sophie fazendo caretas.


 


_James...?


 


E desataram a rir. Depois de se recompor, Sophie não deixa escapar a oportunidade.


 


_Pensa bem Jay, isso significa que você está linda, amiga! E o garoto até que não era de se jogar fora, viu?-Emme ouvia e simplesmente ria.


 


_Hahaha! Sabe, deve ser por isso que você se dá tão bem com o Sirius... Sosô!-James devolve na mesma moeda.


 


E, enquanto se dirigiam a mais uma loja, dão de cara com Alice.


 


_Meninas! Como vão? Faz tempo que não nos vemos! E você, Lily, tá uma gata viu, ganhou alguns quilinhos?


 


_Calma aí, Alice! Desse jeito nem tem como responder!-James diz, dando uma risada. –Estamos ótimas e você?


 


Emme percebeu que havia uma certa ironia nas palavras de James.


 


_Estou ótima! Não sabem da novidade... Frank me pediu em casamento... Disse que como estamos nos formando esse ano, não devemos esperar a guerra acabar... Senão...


 


Um calafrio percorreu a espinha da James. A Guerra. Voldemort. Como queria proteger Lily de tudo aquilo. De repente, se imaginou no lugar de Frank, mas sua noiva não era Alice, era Lily. E, deslumbrado, percebeu que seria maravilhoso se casar com sua ruivinha.


 


_Que notícia ótima, amiga! Meus parabéns!


 


_Oh, obrigada! E vocês estão tentando escolher as fantasias? Acertei?


 


_Sim, mas está difícil! Eu tenho que estar linda para o Remus! E não achei nada que prestasse!-Emme diz, dando um suspiro.


 


_Oh, sim! E você vai se produzir toda para o Sirius, não é Sophie?


 


A garota simplesmente resmunga, mas abre um sorrisão.


 


_E a nossa ruivinha, é claro, para o...


 


_James!


 


_Diggo... Como?-A garota pergunta boquiaberta. –Você finalmente aceitou que o ama? Eu ouvi bem, Liz?


 


James dá uma bela gargalhada.


 


Quem dera!


 


_Não, só vou mostrar o quanto eu sou linda e boa demais para o bico dele! Há!


 


Sophie e Emme olham boquiabertas para James. Imaginaram que ele diria que sim, que sempre o amou, que ele beijava muito bem; ou no mínimo um “Quem sabe?”, mas não aquilo! Foi muito nobre da parte dele. Pelo menos, nobre demais para um maroto! Uau!


 


_Ai, você não muda amiga! Bom, se querem um conselho vão na WitchGirls, é a melhor loja de fantasias que eu conheço. E Lily, perceba logo que você e o James foram feitos um para o outro. Tchauzinho, amo vocês!


 


Depois de se despedirem da amiga, as três vão em direção a loja e depois de provarem cinco vestidos, seis pares de sapatos, de comprarem algumas bijuterias, depois de James jogar um vaso na cabeça do vendedor por este ter dito que ela era uma “gracinha”; de levar uma bronca de Emme, elas acham a roupa perfeita.


 


_James... O seu está divino... Gostaria de que voltassem ao normal, para ver como a Lily ficará linda!-Sophie diz, comovida.


 


_Eu quero que destroquemos logo, porque estou doido para agarrá-la de uma vez!-Jael diz, arrancando risadas das meninas.


 


Depois, vão direto para Hogwarts!


 


 


 


                                                                                            


 


 


 


Nos Jardins da escola...


 


_Quem diria! Eu nunca pensei que você fosse capaz, Lily, nossa monitora certinha preferida!-Sirius diz.


 


_Então pode ir me dando os dez galeões!-Lily diz, ainda segurando o sonserino de pernas para o ar.


 


Tudo começou quando Sirius disse que Lily era muito careta e covarde, que mesmo no corpo de James ela nunca azararia um sonserino; e que o amigo veadinho devia é desistir dela! Como se a última frase fosse um incentivo, Lily, morrendo de raiva, fez uma proposta: O próximo sonserino que passasse seria azarado por ela. Sirius apostou dez galeões e... Perdeu!


 


_Ainda não consigo acreditar!-Remus diz em tom de repreensão, apesar de estar se divertindo muito. –É isso aí, Liz!


 


_Você é uma verdadeira marota, Evans! Hey, e se a coroássemos como marota honorária?-Pedro diz, tendo pela segunda vez na vida, uma idéia genial.


 


_Boa, Pedrinho! Você está começando a me surpreender!


 


Então, numa voz solene, Sirius diz, enquanto derruba Lily para esta ficar de joelhos.


 


_Eu, Sirius Gostosão Black, declaro com muito orgulho que você, Lily Esquentadinha do Prongs Evans...


 


_Eita nomezinho, hem!-Remus diz gargalhando.


 


_... Uma marota honorária! Lembre-se das regras: Não há regras! E com muito orgulho, digo que o James te amará ainda mais e...


 


Não pode terminar, pois Lily jogara uma bola de neve que fora parar bem em sua boca.


 


_Hahaha! Isso aí, nova marota!


 


E começou-se uma guerra de bolas de neve entre os quatro.


 


Durante o dia, Lily percebeu os quão legais os marotos podiam ser, como era engraçados e uma vez ou outra já estavam falando de James.


 


_Não culpe o Sirius, Lily! Ele ama demais o James para não falar dele! E ele morre de ciúmes de você!-Remus disse quando Lily tocou no assunto.


 


_Com certeza! Você roubou o meu veadinho, sua ruiva oxigenada!


 


Lily só pode rir.


 


_Falando sério, o James é como um irmão para mim! Fez tantas coisas para me livrar de algumas encrencas! Ficou sabendo que agora eu moro na casa dele?-Sirius pergunta dando risada. –Família muito louca aquela! Pai e mãe que eu nunca tive e um irmão tão pentelho como eu! Mas o que estou falando...? Logo, logo é você quem vai saber de tudo isso!


 


Deixando passar esse comentário, Lily começou a ouvir as histórias de quando eles eram mais novos. E riu muito, muito mesmo! E, de repente, pensou no que James estaria fazendo àquela hora. Com seu corpo. Por isso, é que estava preocupada! Ou não.


 


Voltando a se concentrar na guerra, foi acertada juntamente com os outros três. Quando olharam viram Emme, Sophie e um James acabado e sem nem conseguir rebolar direito, dando risadas.


 


_Espero que quando tudo isso acabar, você não comece a rebolar mesmo!-Sirius diz, gargalhando.


 


_Também te amo, Sirius! Vem cá, meu amor!-E, enquanto os outros riam, os estudantes veriam uma Lily Evans correndo com os braços abertos atrás de um Sirius Black que fugia desesperadamente.


 


_Sai pra lá! Sai, sai! Mesmo no corpo da Lily, você ainda é macho! E eu amo a Sophie!-Dizendo isso, o maroto abraça a garota, que tenta inutilmente se livrar deste. –E você James, não vai atrás de sua ruivinha?


 


Sabia que o amigo faria aquilo, sabia!


 


Seu cachorro desgraçado!


 


Quem o dera viesse!


 


_Eu? Atrás do James? Ah, eu já tenho que agüentar esse energúmeno todo dia, e ainda correr atrás dele? Sabe o que eu digo para você, Sirius?-James diz, tentando imitar a ruivinha, que neste momento está corada, enquanto os outros dão boas gargalhadas.


 


_O quê? Que eu nunca estive tão certo em toda a minha vida?-Ele diz, arrancando mais risadas.


 


_Eu digo que a Sophie terá que trabalhar muito, já que com o seu cérebro do tamanho de uma ervilha, você sozinho não vai longe! Imagina, eu com o estúpido e arrogante do Potter? Nunca.


 


Lily percebeu que enquanto dizia essas palavras, o maroto botava para fora algum tipo de ressentimento e, subitamente, se sentiu mal por sempre ter falado aquelas coisas para ele. Mas o pior foi que ele não parou por ali.


 


_Eu, com um garoto prepotente, mimado, egoísta, egocêntrico? Não me faça chorar! Odeio aquele idiota que adora se exibir com um pomo de ouro ridículo! Eu odeio aquelas brincadeirinhas “bobas”, como vocês chamam!-Nesse momento, nenhum dos presentes estava rindo, eles perceberão a angústia na voz do maroto. E as pessoas que passavam viam mais um fora espetacular da Evans.


 _Então, é lógico que eu nunca sairei com o Potter! Prefiro mil vezes a Lula Gigante a ele! Com licença!


 
Dizendo isso, uma ruiva sai do jardim em direção ao castelo, com Sirius e Remus correndo atrás dela; enquanto um James Potter olha para o lago, com lágrimas nos olhos!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.