FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Amigos


Fic: Um conto de amor HG Aviso


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

        As coisas que Gina havia dito no dia do chá fizeram com que Harry ficasse com um grande desgosto pelos fatos que o cercavam. Nada mais chamava sua atenção. A apatia de Harry começou a preocupar Rony, o garoto procurou a ajuda de Hermione, pois sabia que a menina podia se tornar muito insistente quando uma coisa incomodava sua curiosidade, era bem provável que a menina conseguisse fazer Harry falar sobre suas preocupações. Rony e Hermione combinaram de abordar Harry de uma forma discreta, se fossem com muita sede ao pote o garoto se fecharia em seu mundo e seria mais difícil arrancar alguma informação. Com a desculpa de que precisava coletar mais alguns livros para se entreter, Hermione propôs ir pra a biblioteca. Enquanto Hermione escolhia alguns livros, Rony começou assuntos banais com o propósito de manter Harry mais a vontade.
- E como está a sua futura esposa? – Rony que carregava uma pilha de livros perguntou.
- Bem. – Harry estranhou a pergunta, já que nunca havia visto Rony ter nenhuma preocupação no estado que Cho se encontrava.
- Sua mãe me disse que estava descontente, pois ocorrerá uma demora na chegada da aliança, mencionou um possível atraso. – Rony prosseguiu sem o menor jeito com esse tipo de conversa.
- É me parece que a aliança sumiu, os criados estão revirando a casa de meus avós atrás do objeto, minha mãe está para ter um ataque de nervos. – Rony pode flagrar um sorriso em Harry.
- Pois eu vejo essa história como um sinal, se eu fosse seus pais cancelaria tudo antes que mais infortúnios surjam. – Hermione falou ignorando o olhar de alerta que Rony lhe lançou – Harry para mim já é demais, Rony não sabe iniciar uma abordagem e eu não estou disposta a esperar que ele comece, nesses últimos dias você tem agido de forma estranha e eu e o Rony exigimos que nos conte o que se passa com você.
- Nada. – foi o que Harry conseguiu responder após a atitude de Hermione.
- Nada? Com quem acha que está falando? Com dois estranhos que não o conhece perfeitamente bem para saber que nada não é uma resposta verdadeira. – Hermione falou.
- Harry francamente somos seus melhores amigos, se algo o perturba, nada melhor do que contar para alguém em que possa confiar. – Rony falou e recebeu a aprovação de Hermione.
        Harry pensou um pouco sobre sua situação e vencido resolveu contar aos seus amigos seu segredo.
- Estou com problemas sentimentais e está difícil lidar com isso, se é que me entendem.
- Sei do que está falando. – Hermione falou lançando um olhar de esguelha para Rony, porém o menino estava muito atento a Harry para notar – Mas diga, é alguma coisa relacionada a Cho? Por que para mim ela parece bem apaixonada por você, embora eu ache que ela é um pouco exagerada em suas demonstrações.
- Sim e não, sim porque querendo ou não ela ainda é minha futura noiva e não porque não é com ela que estou tendo esses problemas.
- Se o problema não é ela, quer dizer que está gostando de outra pessoa, certo? – Rony perguntou e Harry consentiu – Então é simples, é só você cancelar todo o acordo que seus pais estabeleceram com os Chang e você estará livre para essa outra pessoa.
- Não é tão simples assim, é bem mais complicado do que pode imaginar.
- A questão é outra, não se ofenda Harry, mas você já se confundiu outras vezes, o que faz dessa garota ser tão diferente? Digo isso, pois quero que veja se tudo o que sente vale mesmo a pena. – a amiga o aconselhou.
- Eu não sei se consigo explicar, mas eu sei que dessa vez é diferente, a primeira vez que a vi as coisas foram ficando mais claras pra mim, eu sinto como se antes uma escuridão bloqueasse minha mente e depois que a conheci descobri um novo mundo, e eu estou tão grato por essa nova visão. – Harry se deixou sonhar por uns minutos.
- Então é verídico? Harry Potter finalmente encontrou o amor? – Hermione falou contente – Mas se o que sente é tão lindo assim, o que pode ser tão cruel para não permitir que esse sentimento se aflore?
- Tudo isso ocorre porque meu coração escolheu a pessoa errada para se apaixonar.
- Por Deus Harry, conte logo quem é essa menina. – Rony falou.
- Sua irmã Gina. – Harry esperou até o momento oportuno em que seus amigos aparentassem estar preparados para prosseguir com a história – Jogo interessante do destino não acham? Fazer com que Gina e eu nos encontrássemos e disso surgisse um amor.
- Harry, meu querido amigo, pela primeira vez não poderei lhe aconselhar de forma coerente, é claro que fico contente em vê-lo apaixonado e por uma pessoa de tanto valor quanto a Gina, mas meu coração se corrói ao pensar em quanta dificuldade terá que passar por essa peça do destino. – Hermione apoiou a mão no ombro de Harry em sinal de consolo.
- E você Rony, estimo muito saber de sua opinião, afinal de contas estamos falando de sua irmã. – Harry e Hermione esperaram uma resposta de Rony.
- Bom você me pegou de surpresa com essa revelação, assim como Hermione, estou ciente das conseqüências de tal fato, mas sou de total concordância, se ainda tivesse algum laço com a minha família, com toda certeza abençoaria a união de vocês. – Rony sorriu para o amigo – Mas estamos sendo precipitados, o que Gina pensa dessa história? Você já se declarou? Aviso logo que não te apoiarei caso queira cortejá-la sem antes dar um fim em sua história com a Cho.
- Não duvide que esse é o meu maior desejo, mas creio que não será possível, não por agora.
        Harry relatou tudo aos amigos, desde o baile até os acontecimentos atuais, era engraçado ver as expressões de Rony e Hermione, a menina suspirava a cada detalhe, já o amigo não se encantou tão facilmente e até reprimiu Harry por ser tão atrevido, dizendo que Gina é uma garota de família e precisava ser respeitada.
- Muito suspeito isso da Gina ficar sabendo da aposta. – Rony falou ao final do conto – Não duvido que tenha sido a Cho que contou a Gina sobre isso.
- Acredito que não, ela não seria capaz de tal ato, e depois ela não sabe de nada sobre meus sentimentos. – Harry a defendeu.
- Não duvide das coisas que uma garota é capaz de fazer quando se sente trocada Harry, você mesmo disse que conversou com ela sobre romper, acho bem possível que ela tenha planejado contar.
- Eu também pensei nisso, e conversei com a Cho sobre esse vazamento de informação, mas ela confirmou que não havia contado à Gina, acredito que tenha sido a amiga dela, aquela Marieta, a menina me parece uma língua solta.
- Harry use a cabeça, reconheço que a amiga dela é uma fofoqueira, mas a Cho não perderia a oportunidade de “sem nenhuma intenção” deixar que a história chegue aos ouvidos da Gina, não acredito que seja tão ingênuo a ponto de acreditar em tal mentira, até mesmo Rony não se deixou convencer por ela. – Rony lhe lançou um olhar feio.
- Eu só quero dar um crédito a Cho, todo mundo é inocente até que se prove o contrário.
- Mas agora o que importa não é quem contou ou quem deixou de contar e sim que acabaram contando e a Gina deve estar furiosa. – Rony opinou e seus amigos concordaram.
- Só que eu ainda vou provar para ela que meus sentimentos são sinceros. – Harry falou decidido.
- Está mesmo disposto a enfrentar todos os desafios que te aguardam? – Hermione o questionou seriamente.
- Eu sou capaz de fazer qualquer coisa só para ter a oportunidade de falar com ela novamente. – seus amigos sorriram e em seguida saíram da biblioteca.
        Um grande peso foi retirado das costas de Harry após ter contado aos seus amigos o ocorrido, um alivio já era suficiente para deixar seu coração mais leve. Mesmo que ainda estivesse ciente de que seria difícil convencer Gina de que a interpretação dos fatos feita pela menina estava por demais alterada, ele não desistiria de lutar por ela, nem seus pais, Cho ou o resto do mundo apagariam a chama que prevalecia em seu peito.
        Como de costume Rony, Hermione e Harry decidiram ir para uma “fonte dos desejos” que ficava no centro da cidade, não era verdade que a fonte realizava seus desejos ou mesmo era conhecida pela população como tal, Hermione, que era uma garota muito inteligente, tinha plena certeza disso, mas era um hábito dos amigos sempre que se deparavam com momentos difíceis de se resolver, pedir cada um à fonte as suas devidas aspirações. A situação pedia mais uma visita à fonte, contudo uma aglomeração de pessoas chamou a atenção dos garotos, a multidão estava em volta do cartaz de anúncios da cidade, curiosos para saber do que se tratava os jovens driblaram o amontoado de pessoas com a finalidade de ver melhor o que causava o tumulto.


 


 









 


A rainha Minerva Mcgonagall convida toda a população de Hogwarts para um dia de jogos. O festival incluirá lutas esportivas, onde a população poderá participar e mostrar o quão valoroso é na luta que escolher.


O dia será dedicado a Sir. Vitor Krum, que nos dará a honra de sua agradável visita.


Estejam todos amanhã no estádio recém construído.


A rainha de Hogwarts


 


 



 


 


 


- Vitor Krum, o guerreiro? – Hermione perguntou incrédula.
- Realmente Dumbledore fazia falta aqui, desde que ele chegou minha vida se baseou em encontros com a realeza. – Harry falou.
- Rony que expressão é essa? – Hermione perguntou ao ver a face do amigo com um sorrido bobo e surpreso.
- Ele tem um certo apresso pelo Sir. Vitor Krum. – Harry respondeu.
- Faça-me o favor Ronald, tantas coisas para se apegar e tem que ser justo a ele. – Hermione disse rindo.
- Não ouse falar dele como se fosse um simples cavaleiro andante, Vitor Krum é o mais valente e esperto guerreiro de todos os reinos, derrotou tiranos e venceu monstros com uma única espada em toda sua vida. – Rony falava como um adorador perante seu líder.
- Exageros que as pessoas espalham, não que eu duvide de seus feitos, mas muita coisa não passa de fábula. – Hermione falou.
- Hermione você pode até ser presa e condenada se te ouvirem falando desse jeito, não são fábulas é a mais pura verdade, devemos muito a ele. – mais uma vez Rony defendeu seu ídolo.
- Ora Rony não extrapole, não vão me condenar por contradizer certas coisas, temos muita sorte de ter uma rainha como a nossa, justa e honesta, um pouco rigorosa, mas nada que não seja cabível a seus julgamentos, a ela sim devemos respeito e adoração. – Hermione defendeu a rainha da mesma forma que Rony.
- Sabe você é bem parecida com ela, às vezes acho que até tenham algum parentesco. – Rony deixou escapar.
- O que quer dizer com isso? – Hermione olhou desconfiada para Rony.
- Que você é severa demais. – vendo que já tinha começado decidiu não inverter a situação.
- Ora seu abusado, como ousa dizer tamanha calúnia, nunca fui severa com você, muito pelo contrário, até acho que sou muito flexível com suas ações.
- Não estou mentindo Hermione, não venha se defender dizendo que nunca fez o que eu digo que fez, lembra o quanto foi cruel em me trair relatando aquela história da corda do garoto para o James?
- Você tomou um objeto de uma criança de dez anos Ronald. – Hermione falou exasperada.
- Ele estava me incomodando, a todo o momento aquela peste acertava a corda em mim e isso você não viu, é claro. – Rony não se deixou abaixar a cabeça.
- Pois então procurasse resolver de outro modo e não fazer a pobre criança chorar desesperadamente, não sabe resolver um assunto de sua vida de forma mais madura não?
- Não seja injusta, o Harry viu o que aconteceu, pergunte a ele quem está certo.
        Os dois olharam para Harry que não conseguiu dizer uma única palavra sequer, já que os amigos o interrompiam cada vez que tentava amenizar a situação para ambos os lados. Normalmente ele se retiraria e deixaria os amigos discutindo, coisa que magoava tanto um quanto o outro, porém dessa vez e somente essa, ele resolveu ficar e esperar até que os ânimos se acalmassem, devia isso a eles por estar sempre do seu lado. Foi difícil escutar suas reclamações, mas Harry procurou suportar e até achou graça da briga dos amigos. Depois de uma eternidade eles se entenderam.
        Mais uma vez Harry encontrou um momento de poder ver Gina, a família dela não faria uma desfeita tão grande com a rainha, e como eram de grande amizade tanto com a rainha quanto com Dumbledore estariam em um lugar junto da realeza, assim como a família Potter. Não importava quantas vezes Gina pediria para ele se afastar, ele nunca a deixaria, por mais que aquela moça ruiva negasse qualquer faísca de interesse por ele, Harry podia ver naqueles olhos de amêndoas a cada vez que se aproximava dela que conquistou um lugar de destaque em seu coração, e essa posição ele não abandonaria nunca.


 


 


* Gente foi mal pela demora, mas às vezes são muitas idéias e você não sabe organizá-las, enfim... O importante é que deu para postar... Viram só quem vai aparecer na fic??


* Gina pois é, e do jeito que ela é cabeça dura, fica mais complicado ainda de convencer, mas a questão é torcer para o Harry encontrar uma forma, tenho umas idéias e espero que agrade...


* Flavinha mulher vc não deixa q o autor demore mesmo, mas concordo com vc apesar de eu demorar muito a postar, é chato ficar curioso... Ah sei q sua prova já passou e não sei se ainda tem o resultado, mas de qualquer forma boa sorte...


* Bjusss


* Bye

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.