FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. Vida Nova


Fic: Os Novos Marotos 2 Sobrevivendo a Faculdade


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A:: Aqui estou eu com o último cap da segunda temporada, espero que gostem muito dele! A música inserida é Stickwitu das The Pussycat Dolls! No final do cap eu vou dar mais uma palavrinha com vocês ok?


Nova Vida


Cold subia as escadarias de sua nova mansão, mal podia acreditar que logo estaria morando ali e constituindo uma família. Se lhe falassem isso há alguns anos atrás ele certamente diria que a pessoa estava louca e a mandaria para uma longa estadia no St.Mungus.
Parou frente a duas portas brancas com maçanetas douradas, riu de lado e abriu.

- COLD BREAD MALFOY SAIA JÁ DAQUI!!!!

O berro de Maya, e as coisas arremessadas por Lana, Melanie e Sophie, fizeram com que o loiro fosse correndo para fora do quarto, e fechasse a porta em menos de 3 segundos. Ele havia quase sido assassinado por uma caixinha de jóias e vários outros objetos.

- Nunca ouviu falar que não se deve ver o vestido da noiva que da azar? – resmungou Hermione fazendo cara feia para o filho.
- Eu nem sabia que ela estava experimentando o vestido! – O loiro girara os olhos e levantava-se.
- James está lhe esperando lá em baixo... – Hermione riu de lado e adentrou o quarto fechando e trancando a porta em seguida.

Cold apenas respirara derrotado e retornou ao caminhou de origem, James estava sentado na sala frente à lareira prateada, em um dos sofás negros com almofadas brancas.

- Amado Veado! – Cold sorria abertamente e dava um abraço caloroso no moreno.
- Zebra dos Infernos! – James ria.
- O que raio é isso na sua cabeça? Já começou a nascer chifres antes mesmo de casar? – O loiro apontava para o enorme curativo na testa de James.
- Melanie arremessou um Abajur na minha cabeça quando entrei em seu quarto... Como eu podia imaginar que ela estava experimentando o vestido? – Resmungara o moreno acariciando a testa machucada.
- Acredite ou não, mas eu quase fui assassinado por uma caixinha de jóias! – Cold girara os olhos.
- Bem, vim aqui para nós irmos junto ao nosso primeiro e grande dia, como INOMINÁVEIS! – James fazia uma pose cômica.
- Agora nós podemos lutar contra as forças do mal e salvar o mundo! – Cold fazia uma pose heróica.
- Bem, se contar que já salvamos o mundo duas vezes... Ahh mas que se dane! Nós somos inomináveis!
- Oié, oiá! Oié, oiá! Inomináveis! – Cold começava a dançar a conga em sua sala junto de James.

Ambos estavam lá dançando e rindo, Draco apenas aparecera no alto da escada, olhou aquela cena e sorriu com o canto dos lábios, aqueles dois não mudariam tão cedo.

Miguel já estava em seu escritório, procurando pistas de bruxos fugitivos e bruxos que estavam utilizando artes das trevas escondido do Ministério. Tal trabalho até seria tedioso para alguém enérgico como Cold e James, mas a verdade é que o maroto adorava aquilo, era como um jogo de quebra cabeça, que você só para quando juntar todas as peças, quando termina, compra outro jogo e faz tudo denovo.

- Sr. Zabine... – Uma voz feminina e rouca o chamara.

Miguel ergueu os olhos ao ver sua secretária, Sra.Bardo a sua frente, uma senhora de meia idade, simpática e sorridente, sempre de bem com a vida.

- Sim?
- Sua esposa acabou de mandar uma coruja... – Ela estendia a carta.
- Eu sempre falo para Sophie usar o telefone que já foi adotado pelo Ministério, mas ela não escuta... – Miguel rira de lado pegando a carta. – Os rapazes já chegaram?
- O Sr.Malfoy e o Sr.Potter já estão subindo para a sala do Sr.Ministro, ele mandou o chamar também...
- Sim, claro, estarei subindo imediatamente!
- Com sua licença Sr.Zabine... – A Sra.Bardo apenas riu e saiu da sala calmamente.

Miguel abriu a carta mandada pela esposa, esta estava escrita em letra fina e delineada.

“Te espero para o jantar? Se sim, me diga o que fazer! Sabe que dei folga aos elfos e eu sou um desastre na cozinha!
Te amo
Beijos
Sophie”


Miguel riu ao ler aquilo, realmente a cozinha não era um dos dotes de sua ruiva, apanhou um pergaminho e começou a escrever.

“Te pego no hospital as 7:00, jantaremos em algum restaurante!
Te amo mais
Beijos
Miguel”



Retirou sua coruja cinza de olhos negros de dentro da gaiola colocando o pergaminho em sua pata, e a colocou para voar pela janela, murmurando um Sophie Zabine em seu ouvido. Riu e apanhou o casaco sobre a cadeira, o vestiu e apanhou a varinha sobre a mesa, colocando-a em seu bolso dentro do casaco, saiu pela porta e caminhou decidido até o elevador.

Johnny estacionara seu carro frente ao Ministério, sabia que seu avô iria tentar convence-lo a juntar-se a Miguel, Cold e James, mas não faria isso. Prometera a Lana que tentaria levar uma vida pacata e acabara por montar uma fábrica de equipamentos para Quadribol, e mal começara o negócio e já estava ganhando sua própria fortuna, espalhando lojas e mais lojas pelo mundo bruxo. Desceu de seu Meriva Azul Marinho e adentrou o prédio do Ministério, adentrou o elevador.

Quando Miguel entrou no elevador logo deu de cara com Johnny, sorriu abertamente.

- John!
- Miguelito!
- Também foi chamado pelo Ministro?
- É, meu avô me chamou, vai tentar me convencer a entrar no negócio...
- Mas parece que você já tem um negócio e este parece andar extremamente bem! – Miguel sorria mostrando quase todos seus dentes.
- Nem me fale! – Johnny ria feliz da vida. – Quando terei sobrinhos?
- Quando eu tiver os meus! – Miguel dera tapas amigáveis no ombro do amigo.

Pararam na cobertura do prédio do Ministério, caminharam por um corredor e ficaram frente a uma imensa porta marrom escura com maçanetas prateadas, estas giraram sozinhas e abriram.

- Podem entrar! – A voz de Arthur Weasley fora escutada.

Miguel e Johnny trocaram olhares e adentraram a maravilhosa sala do Ministro. Cold e James estavam conversando animadamente no sofá laranja enquanto Arthur tomava um belo gole de café.

- Miguel! Johnny! Senti falta de vocês! – Arthur os saldava.
- MIGUELITO E PULGUENTO! MEUS AMADOS! – Cold abria os braços e fazia uma cara cômica.
- Dispenso o “Pulguento” – Johnny girava os olhos.
- E eu o “Miguelito”!
- Eles andam tão insensíveis! – James fazia bico.
- Concordo plenamente,..
- Muito bem rapazes, sentem-se, sentem-se! – Arthur oferecia lugares a eles e logo sentava-se também. – Pelo visto hoje dois novos inomináveis começam suas carreiras! – Arthur olhara para Cold e James que alargavam os sorrisos. – Johnny você...
- Eu não quero Vovô... Não quero ser grosso nem nada, mas eu já tive esse sonho, mas hoje sou casado e zelo pela minha esposa...
- Peraí seu Pulguento de uma figa! ‘Cê ‘tá dizendo que eu e o Ponticas não zelamos por nossas futuras esposas? – Cold encarava Johnny com o cenho franzido.
- Não é isso Cold! – Johnny suspirara cansado. – Você e James jamais se acostumariam com uma vida pacata, não está no sangue de vocês! E eu não conseguiria trabalhar na área de “quebra cabeça” como o Miguel, eu acho que a minha melhor opção está sendo essa, montando negócios! A fábrica de Quadribol já está sendo um sucesso!
- Eu entendo o que o Pulguento quis dizer... – James olhava o primo de lado. – Mas saiba Pulguento que sempre que quiser uma aventura é só nos procurar!
- E quando quiser algo pacato, conte comigo! – Miguel ria de lado.
- Bem, parece que vocês já estão bem resolvidos...
- Sempre fui resolvido, obrigado! – Cold colocava os braços atrás da cabeça. – Mas e aí Arthur, tem alguma missão para mim e o Ponticas?
- Procure com seu mais novo chefe... – Arthur ria apontando a varinha para a porta, esta logo se abrira revelando Percy Weasley.
- Ah não! O Chatolino Weasley! – Cold girava os olhos e James gargalhara alto.
- A partir de agora é Sr.Wesley! – Percy girara os olhos. – Espero não ter problemas com você Malfoy!
- Não se preocupe Percizito! – Cold mostrava a língua.
- É Sr.Weasley, e como eu ia dizendo, espero não ter problemas com vocês principalmente quando se tratar de quebrar regras...
- Não fazemos isso há dois dias Pier! – James piscava maroto, fazendo Arthur e Miguel trocarem olhares risonhos.
- É Sr.Weasley! Sobre as missões de vocês, ambos trabalharam em duplas, dizem que vocês são melhores quando estão juntos!
- Nisso você acertou Pipi! Eu e o Ponticas somos inseparáveis!
- EU JÁ DISSE QUE É SR.WEALSEY! NADA DE PERCIZITO, PIER OU PIPI!
- Ok Picy! – James e Cold falaram em coro arrancando gargalhadas de Arthur, Johnny e Miguel, fazendo Percy soltar fogo pelo nariz.


Maya voltara a colocar sua roupa normal, sim aquele vestido de noiva havia ficado magnífico nela, há pouco tempo às garotas haviam saído da mais nova Mansão Malfoy e ela ficara sozinha, a vista dali era perfeita.
Ela dali a duas semanas se casaria com Cold, as coisas talvez mudassem um pouco ou não mudassem em nada, desde que Cold chegara de viagem que ele tratava Maya com mais carinho, a tratava como uma mulher amada e ela se sentia bem com isso.
Nem se dera conta do tempo e quando viu já estava anoitecendo. Sentiu alguém a enlaçar pela cintura, riu ao sentir aquele perfume.

- O que faz aqui sozinha... – Cold sussurrava em seu ouvido.
- Te esperando... – Ela virara para ele o beijando nos lábios. – Queria ter perguntar algo que eu não perguntei...

Ele apoiara-se na parede ao lado da janela e a encarara sério.

- Estou escutando...
- Porque você se decidiu casar comigo de uma hora para outra?
- Não foi de uma hora para outra, foi de um ano para o outro! – Cold rira de lado.
- Cold... – Ela o censurara.
- Ok! É o seguinte, Ponticas e eu viajamos, e ele e eu conversamos muito, principalmente sobre Amy... Depois que Amy se foi... – Os olhos do loiro encheram-se de lágrimas nessa hora. – Eu fiquei confuso e você foi uma das únicas que ficou a meu lado e continuou a me amar, durante todo esse tempo, você me amou... – Ele respirara fundo. – Acho que aprendi a te amar do meu modo, e acho que não te esqueci desde a época de Hogwarts, mas esse sentimento ficou guardado em uma parte do meu coração, quando a Amy surgiu, nossa! – Cold rira e suspirara. – Ela era que nem eu, pensávamos igual e ela me ajudou a amadurecer em vários aspectos, eu e você naquela época jamais daríamos certos juntos...
- Está dizendo que talvez Amy tenha aparecido para preparar você para mim?
- Estou dizendo que Amy surgiu para me ensinar a amar pra valer... – Cold olhara Maya nos olhos.

Os olhos castanhos esverdeados da ruiva encheram-se de lágrimas e ela o beijara com todo carinho e intensidade, Cold a apertara contra seu corpo com medo de perde-la. O beijo feroz fez com que a ruiva separa-se e o olhasse nos olhos.

- Estou pronta...

Os olhos de Cold deram um brilho que tinha misto de amor e desejo, ele voltou a beija-la e caminhara com ela até a cama, onde a deitou e se amaram pela primeira vez.

James chegara em casa, fechara a porta logo atrás de si, Melanie estava adormecida no sofá bege com um livro sobre a barriga, riu e beijou-lhe a testa, ela abriu os olhos lentamente, aqueles lindos orbes azuis.

- Como foi o primeiro dia? – A loira perguntou sentando-se e o beijando.
- Ótimo! Pipi vai ser nosso chefe!
- Quem?
- Percy! – James gargalhava.
- Por Merlim! A vida desse homem vai virar um inferno! – Ela rira debochada.
- O que a senhorita quer dizer com isso? – James começava uma série de cócegas na loira que ria e se contorcia.
- Para James! AhahAHAha Para!

Ele parara e ficara sobre ela a encarando nos olhos, ela arfava mostrando sua exaustão.

- Adoro quando você sorri...
- E eu adoro você... – Ela o beijara carinhosamente.
- Nesse final de semana finalmente vamos nos casar...
- E meu pai vai enfartar! – Melanie ria.
- Ele pode até estar inconformado de perder a menininha dele para um Potter, mas ele não se opõe, o que ajuda bastante! – James sorria maroto.
- Quem disse que eu sou uma menininha?
- Você sempre vai ser minha menininha, aquela que eu vi pela primeira vez no alto de uma escada com seu 1 ano de idade, acariciando o pêlo do velho e falecido bichento!
- Bobo! – Ela rira.

Duas semanas se passara rapidamente e o dia do casamento chegara em peso, James e Cold haviam retirado a cerca que dividia a área das duas mansões, transformando o terreno em um, as mesas de mármore branco, cobertas por uma linda toalha branca e dourada com arranjos de flores amarelas deram um ar chique ao local.
Ambas casas estavam esplêndidas e bem decoradas, Cold e James trajavam smokings brancos. Ambos estavam risonhos, um tanto nervosos mas risonhos.

- Está na hora filho! – Gina murmurara no ouvido de James.

A ruiva trajava um belo vestido vermelho, os cabelos presos em um coque delineado. Hermione logo colocou-se ao lado de Cold que sorriu maroto, os cabelos dela estavam soltos num ondulado perfeito, o vestido laranja claro e as sombras da mesma cor. Ambas mulheres lindas.


I don't wanna go another day
Eu não quero partir de novo
So i'm telling you exactly what is on my mind
Por isso estou lhe dizendo exatamente o que está na minha mente
Seems like everybody is breaking up
Parece que todos estão terminando
Throwing their love away
Jogando fora o amor
But i know i got a good thing right here
Mas eu sei que tenho algo de bom aqui
That's why i say
E é por isso que eu digo


Cold respirara fundo, Sophie adentrara o jardim ao lado de Miguel, todos do mundo mágico pareciam estar ali, a ruiva estava com um lindo vestido lilás e os cabelos soltos, Miguel a seu lado trajava um smoking negro com gravata azul clara. Ambos eram seguidos por Johnny e Lana, Johhny usava um terno azul marinho e uma gravata vermelha, Lana estava com um vestido chinês rosa claro e os cabelos presos em um coque.

Muitas fotos eram tiradas e quando os dois casais chegaram ao altar, James e Cold respiraram e inspiraram, olharam para suas mães e estas sorriam abobadamente.

- Vamos está na hora! – Hermione falara risonha.

Caminharam pelo lindo tapete vermelho, viam várias pessoas de Hogwarts, vários familiares, Cold vira sua avó Narcisa chorando de emoção. Riu de lado ao ver James sorrindo para ele.

Nobody gonna love me better
Ninguém vai me amar melhor
I must stickwitu forever
Eu devo ficar com você, para sempre
Nobody gonna take me higher
Ninguém vai me levar mais alto
I must stickwitu
Eu devo ficar com você
You know how to appreciate me
Você sabe me admirar
I must stickwitu my baby
Eu devo ficar com você, meu amor
Nobody ever made me feel this way
Ninguém nunca me fez sentir desse jeito
I must stick with you
Eu devo ficar com você


Pararam frente ao Juiz de Paz, Hermione beijara a testa de Cold e sorriu para o loiro.

- Cuide bem da garota, e seja muito feliz! – Ela murmurou virando as costas e indo sentar-se ao lado de Narcisa.

Gina sorriu para James e bagunçou seus cabelos o beijando no rosto, murmurou um “Se cuida garoto” e sentou-se junto a Hermione.

Foi quando todos se viraram, a imagem de Melanie de braços dados com Draco e Maya com Harry fora algo sem palavras.

I don't wanna go another day
Eu não quero partir de novo
So i'm telling you exactly what is on my mind
Por isso estou lhe dizendo exatamente o que está na minha mente
See the way we ride In our privated lives
Vê o jeito que nós levamos as nossas vidas particulares
Ain't nobody getting in between
Ninguém vai se meter
I want you to know that you're the only one for me
Eu quero que você saiba que você é o único para mim
When i say
Quando eu digo


Harry trajava um belíssimo terno negro e uma gravata da mesma cor o que realçava seus cabelos negros e olhos verdes cobertos pelo óculos, Maya a seu lado estava com um lindo vestido branco com rosa bebê rodado de alças, os cabelos ruivos presos em um rabo de cavalo com a franja de lado caindo lindamente sobre os olhos castanhos esverdeados, e uma linda tiara de diamantes na cabeça prendendo o véu. Ela sorria e apertava firmemente o buquê de rosas cor de rosa na mão.

Draco estava com seu terno negro com uma blusa negra de gola alta por dentro sem gravata, como dizem as mulheres: “Incrivelmente SEXY”, ele possuía um olhar decidido, mas triste, iria perder sua menininha, a seu lado, os cabelos estavam presos em um coque com alguns fios loiros ondulados caindo sobre os ombros, o vestido tomara que caia completamente branco a fazia maravilhosa, os olhos mais azuis do que nunca com a sombra branca com brilho e os lábios rosados, o véu caia linda mente sobre as costas e ia até o chão.

Cold e James abriram a boca categoricamente, elas estavam perfeitas e a medida de que se aproximavam eles não podiam acreditar que aquelas duas perfeições queriam se casar com eles.

Nobody gonna love me better
Ninguém vai me amar melhor
I must stickwitu forever
Eu devo ficar com você, para sempre
Nobody gonna take me higher
Ninguém vai me levar mais alto
I must stickwitu
Eu devo ficar com você
You know how to appreciate me
Você sabe me admirar
I must stickwitu my baby
Eu devo ficar com você, meu amor
Nobody ever made me feel this way
Ninguém nunca me fez sentir desse jeito
I must stick with you
Eu devo ficar com você


Melanie e Maya sorriam lindamente quando chegaram frente a seus noivos, Harry olhou o filho com carinho e voltou a olhar Cold.

- Cuide bem de minha filha! – Harry falara risonho.
- Pode deixar senhor! – Cold estendia o braço a Maya que beijara o rosto do pai e tomara os braços de Cold.

Draco tinha um olhar assassino para James que até temeria se não conhecesse o loiro.

- Se magoar minha filha saiba que estará morto Potter! – Draco resmungara.

Melanie riu e abraçou o pai o beijando no rosto.

- Vai ficar tudo bem papai...

James riu e confirmou com a cabeça estendeu o braço a Melanie e a puxou para si.

Draco e Harry sentaram-se ao lado das esposas, Draco carrancudo e Harry sorridente.

And now
E agora,
Ain't nothing else i can need
Não há nada mais que eu possa precisar
And now
E agora,
I'm singing 'cause you're so, so into me
Eu estou cantando por que você está tão, tão dentro de mim
I got you
Eu tenho você
We'll be making love endlessly
Nós vamos fazer amor infinitamente
I'm with you
Eu estou com você
Baby, you're with me
Amor, você está comigo

- Estamos aqui hoje para unir estes dois casais, dois casais que mostraram que o amor precisa de tempo e calma, que o amor vence barreiras, distâncias e tristezas, espero que o amor de vocês continue assim por toda eternidade, firme, doce e intenso! – O Juiz falara calmamente olhando para os noivos. – Sr.Potter...

James sorriu e virou-se para Melanie que já colocava a aliança dourada em seu dedo.

- Desde que te vi pela primeira vez me encantei, sua beleza fora do comum e seu jeito de ser me cativou por todos os dias até hoje, sempre te quis como mulher, amiga e amante e hoje tenho essa oportunidade. Eu te amo Melanie e vou te amar por toda minha vida. Eu James Harry Potter Júnior aceito essa aliança como juramento de meu eterno amor por você Melanie Suzan Malfoy.

Melanie rira de lado, e James apanhara a aliança e colocara no dedo da mão esquerda da loira.

- Eu no começo me assustei com seu jeito de ser, era algo que me assustava e me prendia, era algo que eu desejava, você conquistou meu afeto e meu amor durante os dias e anos e hoje a coisa que mais quero é estar sempre a seu lado, porque eu te amo mais do que tudo em minha vida. Eu Melanie Suzan Malfoy, aceito essa aliança como prova de meu amor eterno por você James Harry Potter Júnior.

Duas fumaças vermelhas saíram da varinha do Juiz de Paz e cercaram a mão de Melanie e James as unindo finalmente.

- Parabéns senhor e senhora Potter! Agora, Sr.Malfoy...

So don't you worry about
Por isso não se preocupe
People hanging around
Com as pessoas à volta
They ain't bringing us down
Eles não vão nos derrubar
I know you and you know me
Eu te conheço e você me conhece
And that's all that counts
E isso é o que conta
So don't you worry about
Por isso não se preocupe
People hanging around
Com as pessoas à volta
They ain't bringing us down
Eles não vão nos derrubar
I know you and you know me
Eu te conheço e você me conhece
And that's, that's why i say...
E é por isso, por isso que eu digo...


Cold sorrira marotamente para Maya enquanto ela colocava a aliança prateada em seu dedo, James sorria abertamente para o amigo.

- Quando te conheci não te reparei muito, era apenas a irmã casula do meu melhor amigo, foi quando você foi crescendo e começamos a brigar um pouco, comecei a te ver como mulher e não como aquela pirralha chata... – Ele sorrira maroto. – Você ficava a cada dia mais linda, e nos separamos, seguimos nossas vidas e amamos outras pessoas, até que você me pediu em casamento e eu fiquei com medo, medo porque havia sofrido uma perda irreparável, mas você sempre esteve ali para mim, ao meu lado, me protegendo e falando que tudo ia dar certo, e eu percebi mais uma vez que eu te amava e você era a mulher certa para mim, e quero que você seja a mulher certa por toda minha vida e morte. Eu Cold Bread Malfoy recebo essa aliança como prova de meu amor e admiração por você Maya Molly Potter.

Maya limpara uma lágrima teimosa ao vê-lo pegar a aliança e colocar em seu dedo delicadamente, o olhou com carinho e começou:

- Você sempre foi bonito e sempre teve o tal charme dos Malfoy’s, me conquistou e me ensinou que amar não é apenas cuidar, é esperar e ter paciência, você amadureceu tanto nesses anos todos e com isso meu amor apenas aumentou, por mais que nos separamos eu sempre te amei e vou sempre te amar enquanto eu viver! Você me traz felicidade e eu quero ser feliz sempre a seu lado porque eu te amo demais! Eu Maya Molly Potter recebo esta aliança como prova de meu amor infinito por você Cold Bread Malfoy.

Nobody gonna love me better
Ninguém vai me amar melhor
I must stickwitu forever
Eu devo ficar com você, para sempre
Nobody gonna take me higher
Ninguém vai me levar mais alto
I must stickwitu
Eu devo ficar com você
You know how to appreciate me
Você sabe me admirar
I must stickwitu my baby
Eu devo ficar com você, meu amor
Nobody ever made me feel this way
Ninguém nunca me fez sentir desse jeito
I must stick with you
Eu devo ficar com você


O jato de fumaça vermelha cercara a mão de ambos mostrando que eles estavam casados, Cold beijara Maya ao mesmo tempo que James beijara Melanie, uma salva de palmas fora escutada. Draco continuava ali carrancudo e sentado.

- Draco! Seus filhos estão casando! – Hermione ria.
- É, mas com os Potter’s! – Draco girara os olhos.
- Rabugento! – Ela o beijara carinhosamente.

Gina e Harry riam divertidos da cena, Miguel puxara Sophie na mesma hora que Johnny puxara Lana, correram até os noivos e os oito tiraram uma foto uma linda foto.

A festa estava perfeita, os noivos dançavam lindamente na pista de dança, quando Sophie puxara Miguel para um canto onde o som não interferisse.

- Vamos Sophie fala! – Miguel ria divertido.
- Ok, promete não enfartar? – Ela perguntara divertida.
- Prometo! – Ele rira.
- Estou grávida!

Miguel abrira a boca e a abraçara fortemente, ele nunca havia sentido aquela felicidade antes, jamais havia sentido algo tão bom e confortável.

- Quantos meses? – Ele perguntara risonho.
- Três! – Ela rira divertida. – E adivinha...
- Não me diga que são gêmeos! – Miguel engolira seco.
- Não seu bobo! Lana está grávida de dois meses, Melanie de um e Maya acaba de descobrir que está grávida de duas semanas!
- Quanto que você aposta que o Cold enfarta primeiro? – Miguel ria de lado.
- Não fale nada! As garotas querem falar primeiro!
- Deixa comigo... – Miguel a beijara na testa. – Você não sabe o quanto estou feliz...
- Espero que seja o mesmo tanto que eu!

Ele a beijara com mais paixão do que nunca, voltara até a pista de dança quando a música parara e Johnny subira na mesa gritando que seria pai, fazendo Lana esconder o rosto com a mão. Cold e James gargalhavam como nunca até que Maya e Melanie se entreolharam e sussurraram algo no ouvido de ambos, Cold e James se encararam giraram os olhos e PAFT!

Um barulho de taboa caindo no chão fez com que a atenção retornasse aos noivos que estavam desmaiados, as duas noivas gargalhavam, jamais esperariam uma reação daquelas.

6 meses depois – Hospital St.Mungus


Em um imenso corredor se via uma oriental grávida, uma loira de olhos azuis grávida e uma ruiva de olhos castanhos esverdeados grávida. Em pé estavam três mulheres, uma ruiva, uma castanha e uma loira, as três de braços cruzados batendo o pé freneticamente.
Do outro lado do corredor um homem loiro e um moreno de óculos estavam escorados na parede de braços cruzados olhando para o chão.
Enquanto isso Miguel, Rony, Johnny, Cold e James andavam de um lado para o outro se trombando ás vezes.

A porta branca abrira-se e uma enfermeira saíra de dentro dele retirando a máscara e logo seguida por um médico, Miguel e Rony correram até o médico que apenas sorriu e abriu passagem.

Todos pararam de fazer o que faziam e correram para dentro do quarto onde Sophie estava deitada com um pequeno bebê enrolado em uma manta verde escuro.

- Sophie... – Miguel aproximara-se da mulher sentando-se ao lado dela na cama.

O lindo bebê de olhos castanhos e cabelos da mesma cor do pai.

- Ele é cabeludo como o pai... – A ruiva falara risonha.
- E os olhos meio esverdeados... – Ele sorrira.

Luna chorara nos ombros de Rony emocionada, o ruivo até soluçava. Todos riram da cena, era algo lindo de se ver.

- Hey Penas, qual vai ser o nome dele? – Cold perguntava.

O bebê possuía uma cara de bravo e ao mesmo tempo passava tranqüilidade, certamente era um Zabine nato!

- Blake... – Miguel murmurara. – Blake Steve Zabine...

Sophie olhou com orgulho para o filho e com um eterno carinho para Miguel.

- Blake... – Ela rira de lado mostrando toda sua emoção.

1 mês depois Mansão Weasley


- Blake é tão quietinho que nem sei o que dizer... – Sophie falava enquanto tomava uma xícara de chá oferecida por um Elfo doméstico.
- Espero que meu filho não chore! – Cold falava acariciando a barriga de Maya.
- Espero que o meu não seja como o Cold! – James rira divertido.
- Rá, rá, rá! Muito engraçado Veado! – Cold girava os olhos risonho.
- Só sei que meu filho é bonitão como o pai! – Miguel falava carregando Blake que dormia profundamente.
- E o meu vai ser esperto como eu! – Johnny falava orgulhoso ao ver Lana se aproximando.

Foi quando Lana sorriu e parou bruscamente falando um “AI”, todos viraram-se para ela na mesma hora ao ver um líquido escorrer por suas pernas.

- A BOLSA ESTOUROU!!! – Johnny berrara desmaiando em seguida.
- Socorram o John! – Lana falara calmamente. – Sophie me ajuda a pegar a mala lá em cima com magia?
- Claro! – A ruiva levantara-se – Cuide do meu pequeno! – Ela beijara a testa de Miguel.
- Vou pegar o carro pra colocar o Pulguento, parece que ele também vai precisar de um médico! – James rira.
- E eu vou tentar acorda-lo! – Cold girara os olhos.

Mais uma vez estavam todos ali no corredor do St.Mungus, um mais impaciente que o outro, foi quando Sophie saíra de dentro do quarto, ela havia feito o parto de Lana, todos levantaram-se e ela fez sinal para que entrassem.

Adentraram o quarto Johnny parecia ser o mais desesperado, correu até Lana colocando-se ao lado dela, um lindo bebezinho dormia no colo da oriental, logo com o barulho despertara abrindo os olhos negros.

- Ela é chinesinha como a mãe! – Johnny falara orgulhoso.
- Ela parece um menino... – James comentara recebendo um cutucão dado por Melanie.
- Ai Mel! – Ele murmurara.
- Ela é perfeita! – Lana ria. – Obrigada Sophie!
- Imagina! – Sophie pegava Blake no colo de Miguel. – Qual vai ser o nome da pequena?
- Cassy Belle Weasley! – Lana respondera na mesma hora. – Vai ser tratada como uma princesinha!
- Minha princesa! – Johnny rira pegando a menininha com cuidado no colo.

2 meses depois Hospital St.Mungus


- COLD O QUE RAIOS VOCÊ FAZ AQUI? – James berrava.
- MAYA ESTÁ NO CARRO E VOCÊ?
- MELANIE ESTÁ NO MEU CARRO!
- ISSO AQUI É UM HOSPITAL VOCÊS PODEM PARAR DE BERRAR? – Sophie gritara para os dois homens ali.
- Desculpe Cenourinha! – Responderam em uníssono.
- Ok, pelo que vocês estão berrando parece que Melanie e Maya entraram em trabalho de parto certo? – Ambos consentiram com a cabeça. – Cheltan, mande uma coruja para estes nomes sim... – Sophie apontara a varinha para a mão surgindo uma lista de nomes. – Informe que as senhoras Potter e Malfoy entraram em trabalho de parto.
- Sim Sr.Zabine!
- E mande os enfermeiros as levarem para as salas de parto, chamarei Gina Potter para que faça um dos partos, e vocês dois! – Ela apontara para James e Cold. – Subam para o quinto andar, fiquem sentadinhos na cadeira do corredor e nenhum pio! Não quero encrencas no hospital!

Cold e James suspiraram derrotados e subiram para o andar, logo novamente todos estavam lá, Weasley’s, Potter’s, Malfoy’s, Zabine. Quando escutaram dois choros de bebês, Cold e James trocaram olhares, e duas portas foram abertas na mesma hora, Gina olhara risonha para Sophie e ambas possuíam um bebe em cada braço.

Cold correra até Sophie e olhara para o lindo bebê loirinho de olhos azuis em seu colo.

- Como a Maya está?
- Dormindo! Um lindo menino Cold!
- Este é o Draco Thomas Malfoy! – Cold pegava com cuidado o bebê no colo e olhara para Draco que sorrira vitorioso.

James pegara o filho no colo da mãe, ela sorria carinhosa, o menino careca de olhos verdes azulados.

- E ele vai chamar Harry James Potter! – James olhara para o pai, Harry riu e abraçou o filho e o neto.


Um Ano Depois.


- Corre filhote! – James falava enquanto dava a mão para uma criança de um ano de idade de cabelos bagunçados negros e olhos verdes azulados. – Mel, vamos logo!
- James se eu correr mais com a Ashlee no meu colo vai cair eu e sua filha! – Melanie falara severa fazendo James girar os olhos.

A loira corria com um pequeno bebezinho enrolado em uma manta rosa claro nos braços no corredor de um hospital. Pararam subitamente de correr ao verem seus amigos.

Johnny segurava no colo uma garotinha de cabelos lisos negros e olhos meio puxados da mesma cor, enquanto Lana segurava uma menininha de cabelos ruivos e olhos castanhos.

- Pulguento! – James ria saudando o amigo.
- Por Merlim a cada dia que passa Harry cresce mais! – Johnny comentava bagunçando os cabelos do pequeno.
- Cassy está linda! – Mel comentava olhando a cópia de Lana, sentando-se ao lado da Oriental. – E Megan então nem se fala! Está tão fofinha!
- Ashlee parece tranqüila hoje... – Lana ria de lado.
- Está dormindo, quer o quê também! – A loira gargalhava.

Quando Sophie aproximou-se com Miguel, e este seguido por Blake, segurando uma linda menininha de uns 2 meses no colo, ao lado de Sophie que segurava uma bolsa imensa e acomodou-se ao lado de Mel, olharam e riram.

- Essas duas crianças me matam! – Sophie rira.
- Mas Blake parece ser tão quietinho... – Lana comentava olhando o menininho que estava sentado ao chão ao lado de Cassy e Harry.
- É porque você não viu quando ele e Draco se juntam! – Miguel sentavam-se com a ruivinha ao lado de Lana.
- Olha só a pequena Suzan a cara da mãe! – Lana falava olhando para Sophie.
- Estamos querendo encomendar outro ano que vem! – Sophie ria orgulhosa.
- Você virou uma fábrica de gerar crianças amada irmã! – Johnny ria pegando Cassy no colo.


Logo já estavam todos os Malfoy’s, Potter’s, Weasley’s e Zabines ali, quando Cold surgira carregando um menininho de olhos azulados e cabelos loiros platinados, Draco abrira o maior sorriso que tinha ao ver seu mais novo “clone”.

O pequeno Draco correra até Blake e ambos logo começaram uma correria, Cold rira de lado e derrubara-se no assento colocando os pés no colo de Gina e a cabeça no colo de Hermione.

- Cold! – Hermione falava severa e James ria da situação.
- Estou aqui desde 11:00 da noite de ontem mãe! São exatamente 10:00 da manhã, nesse tempo eu corri corri para ver minha esposa que ainda está em trabalho de parto, brinquei de cavalinho, fiz o hospital virar um parque de diversões para Draco, o carreguei enquanto ele dormia, o levei para comer, brinquei de esconde esconde e mais uma série de coisas, estou morto!

Todos riam do relato do loiro que estava desabado no colo de Hermione.

- Sr.Malfoy, sua esposa...

Mal a enfermeira terminara de falar e Cold voara para dentro do quarto, todos riram fazendo a enfermeira girar os olhos e abrir passagem, as crianças foram carregadas pelos avós e entraram também.
A imagem de Cold segurando no colo uma pequena garotinha de olhos azuis e cabelos loiros fez com que muitos se emocionassem.

- Ela é tão pequena, tenho medo de quebrar... – Ele comentava a pegando sem jeito.

Os olhinhos azuis da menininha o olhavam com curiosidade, Maya ria de lado emocionada com aquilo tudo.

- Eu sou seu pai, e aquele... – Ele mostrava a menininha. – É seu irmão, e essa mulher linda aqui é sua mãe, ela é chata ás vezes, mas é bonita!
- Como ela vai se chamar? – Melanie perguntava risonha.
- Amy Rose Malfoy... – Maya respondera atraindo a atenção de todos para si.
- Tem certeza? – Cold perguntara olhando emocionado a mulher.
- Não consigo imaginar outro nome...


2 anos depois


- DRACO PARE DE CORRER PELA CASA! AMY PARE DE JOGAR O SR.BUTOCAS PARA CIMA – O grito de Maya era escutado por toda Mansão Malfoy.
- BLAKE PARE DE IMPLICAR COM SUZAN! – Sophie berrava para o filho.
- HARRY DESÇA JÁ DE CIMA DA MESA! ASHLEE PARA DE IMPLICAR COM SUA PRIMA! – Melanie falara autoritária.
- CASSY PARA DE BRIGAR COM A ASHLEE, E POR MERLIM MEGAN PARE DE COLOCAR TUDO O QUE ACHA NO CHÃO NA BOCA! – Lana berrava pro último.

Ambas respiraram cansadas e se olharam, logo James adentrara a mansão com uma garotinha de dois anos no colo, esta tinha os cabelos negros e olhos bastante azuis chamativos, Miguel carregava um garotinho de olhos castanhos e cabelos da mesma cor que os seus, seguidos por Johnny e Cold que riam de algo.

- Ok que caos é esse? – Cold perguntava.
- Mamãe deu doces para eles... – Maya repondera cansada.
- Ok amor da minha vida, deixe com o papai aqui! – Cold andava até as crianças risonho. – OK PIRRALHADA, QUEM QUER APRENDER A JOGAR QUADRIBOL COM O TIO COLD? SIGAM-ME!!!

O loiro saia de dentro da mansão seguido pelas crianças que riam divertidas atrás dele, fazendo com que todos girassem os olhos.

- Irei dar uma força... – Johnny ria correndo atrás de Cold.
- Mel, fica com a Lily, ela ainda é pequena para aprender quadribol! – James dava a menininha para Mel que ria de lado.
- Cuide do Dean! – Miguel piscava para Sophie.

As garotas logo levantaram-se e foram até o jardim onde os marotos brincavam e corriam com seus filhos, aquela sim seria uma nova era na vida deles.


N/A:: Primeiramente eu quero agradecer a todos que comentam e deixam um carinho para mim na fic, quero agradecer por lerem e por serem tão fiéis e amigos! Poisé, mais uma temporada de Os Novos Marotos terminada!!! Vamos agora FINALMENTE para Os Novos Marotos 3 – Vida de casado não é fácil!
Endereço - http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=16127
Espero por vocês lá ok?
E outra coisinha que eu quero dizer, no segundo cap da 3ª temporada os marotos vão voltar a responder é isso aí! Vocês falam e eles respondem! Mais uma vez obrigada por tudo! Adoro todos vocês!
Milhões de beijos!
Espero vocês lá!
FUI!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.