FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

18. Uniões


Fic: Os Novos Marotos 2 Sobrevivendo a Faculdade


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A:: Olá pessoas! To atualizando rápido mesmo né não? XD ehehehe... Bem a música inserida na fic é a Someday We’ll Know do Nwe Radical
Curtam o cap!
Beijos!


Uniões


- VOCÊ O QUÊ?????????
- Pedi o Cold em casamento... – Maya se escondia atrás de Melanie enquanto Lana berrava feito louca.
- Sai da frente Melanie eu vou internar essa ruiva louca no St.Mungus!

A porta do apartamento da Oriental se abrira e outra ruiva entrara seguida por várias sacolas flutuantes logo atrás, ergueu a sobrancelha ao ver Lana tentando matar Maya e Melanie no meio tentando apartar a briga.

- Ok, desde quando vocês brigam? – Sophie perguntara sarcástica.
- Lana depois você mata a Maya, temos coisas mais importantes para resolver! – Melanie falara autoritária fazendo com que a oriental e a ruiva se separassem na mesma hora.
- O que houve aqui? – Sophie perguntara olhando Mel.
- Maya pediu meu irmão em casamento...

Sophie esbugalhou os olhos assustada, sentou-se ao lado de Melanie e ficou estática olhando fixamente para Maya.

- Fala alguma coisa Sophie! – Maya falava roucamente.
- Eu não sei o que falar Maya, isso é tão... Repentino...
- Pois eu sei o que falar! – Lana levantava-se bruscamente. – Ele acabou de perder a noiva Maya!
- Já faz três meses! – Maya revirava os olhos.
- Você acha que é fácil esquecer um amor? Cold estava mais do que apaixonado pela Amy, dificilmente ele vai a esquecer em alguns meros meses! Você aproveitou que ele estava vuneravel e o ATACOU!
- Hey! Eu não me aproveitei dele! – Maya levantara-se ficando na altura de Lana.
- Apenas não pensou nos sentimentos dele... – Melanie falara baixinho atraindo a atenção da ruiva.
- O que eu tenho feito nesses três meses é só pensar nos sentimentos do seu irmão Melanie!
- Não... – Sophie manifestava-se – Pensou apenas no seu... Maya desde que Amy faleceu você percebeu que seria uma ótima forma de se reaprocimar do Cold!
- Eu não acredito que estou escutando isso das minhas três melhores amigas!
- Maya... – Melanie se levantava.
- Não! Pra mim já chega! Eu vou indo nessa!

A ruiva saíra como um tufão do apartamento, Lana e Melanie sentaram-se cansadas, sabiam que Maya ainda amava Cold e queria seu bem, mas ela havia o pedido em casamento em um momento inoportuno, um momento de luto.

James adentrara o apartamento de Cold sorridente, o loiro tomava uma garrafa de cerveja amanteigada no sofá enquanto assistia algum filme trouxa na tv, James sentou-se ao lado do amigo e desligou a televisão recebendo um belo tapa na cabeça dado por Cold.

- Você desligou justamente a hora que iam revelar o assassino seu retardado!
- Foi mal Listras! – James rira de lado.
- Foi péssimo Pontas! – Cold revirava os olhos.
- É que eu quero dividir uma noticia com você... – James tomava a garrafa da mão de Cold e limpava o bico dela em sua camisa.
- E qual seria?
- Pedi sua irmã em casamento! – James mostrava seu sorriso eu-tenho-32-dentes.
- Sério? – Cold rira irônico. – Também tenho uma revelação!
- Fale amado Listras! – James levava a garrafa a boca bebendo um gole.
- Sua irmã me pediu em casamento!

James cuspira toda cerveja no rosto de Cold e começou uma série de tosses, Cold revirara os olhos e enxugara o rosto na camisa velha.

- Obrigado Listras, sempre quis tomar banho de baba com cerveja!
- Foi mal cara! – James parava de engasgar. – Como assim a Maya te pediu em casamento?
- Bem, ela chegou e falou “Cold quer casar comigo?”...
- E você?
- Não respondi, fiquei em choque! Aí ela saiu do carro e disse para que eu respondesse depois... – Cold pegava sua garrafa das mãos de James.
- E... E o que você vai dizer?
- Você acha mesmo que eu estou pronto para me relacionar com alguém Pontas? – Cold respirara fundo. – Eu gosto da Maya, gosto mesmo! Ela me apoiou muito e tudo mais, mas eu preciso de um tempo! Agora que eu comecei a me acostumar com a morte da Amy e tudo mais...
- Vai dizer não?
- Vou dizer que preciso de um tempo para mim, e se ela quiser me esperar eu ficarei grato!
- Te esperar? Como assim cara?
- Estou pensando em viajar, sei lá... Katty me mandou uma coruja hoje cedo, falando que ela vai fazer uma série de shows apartir do mês que vem por toda América Latina, ela sabe como eu estou depois da perda da Amy e acho que uma mudança de ares vai ser bom para mim...
- E quanto tempo você vai ficar nessa viagem?
- Um ano, até o ano que vem para o trabalho...
- Entendo... – James afundara no sofá pensativo.
- Que cara é essa? – Cold o olhara com o canto dos olhos.
- Não é nada, apenas estou pensando...
- Você é quem sabe...
- Você pensa em ir quando para essa viagem?
- Depois do casamento do Miguel...

Cold levantara-se e caminhara até a cozinha parecendo em seguida com duas garrafas de cerveja amanteigada, jogando uma para James que riu de lado, abriram e sorriram.

- Vamos brindar a você e a Melanie! – Cold sorria mostrando todos seus dentes brancos.
- A mim e a Mel! – James retribuíra o sorriso.
- Se a fizer sofrer eu te mato e faço parecer que foi suicídio! – Cold mostrava a língua.
- Assim você me magoa Listras! – James rira divertido.

Duas semanas se passaram, e lá estavam todos se arrumando, um casamento estava para começar. Miguel estava frente a um enorme espelho vestido com um lindo smoking negro, com uma gravata negra e uma flor branca no bolso. Seu sorriso se alargava de segundo em segundo.

- MEU AMADO MIGUELITO! – Cold abrira a porta sorridente ao lado de James e Johnny.

Ambos trajavam vestes belas, Cold vestia um smoking negro com uma camisa negra por dentro e uma gravata azul marinho, James com um smoking negro e uma gravata vermelha e Johhny com um Smoking azul marinho e uma gravata negra.

- Parece que ele já está emocionado porque vai se casar em 1 hora! – James dava leves tapas no ombro de Miguel.
- Quem diria não é mesmo? Miguelito casando com minha irmã! – Johnny rira de lado. – Cuide bem dela sua Galinha Maldita!
- Hey! Deixem comigo, eu vou ficar ao lado da minha cenourinha para sempre!
- Hey esse quarto seu é bem legal... – James sentava-se em um sofá amarelo.
- Esse vai ser o quarto de hóspedes não é Miguel? – Cold caminhava até a janela.
- Sim, Sophie e eu estamos pensando em coloca-lo para ser quarto de nosso primeiro filho... – Miguel sorria abobado.
- Mas eu pensei que vocês haviam dito que só iam querer filhos daqui a dois anos! – Johnny deitava na cama de casal.
- É, mas isso não quer dizer que não tenhamos vários planos! – Miguel concertava a gravata e caminhava até Cold. – Eu só tenho que agradecer a você e sua família Cold, se não fosse vocês eu não estaria aqui hoje...
- Não me venha com drama Miguelito! Você sabe como eu ando emotivo! – Cold limpava lágrimas invisíveis.
- É, o clube dos quatro pegadores está diminuindo! – James ria e se aproximava de Cold e Miguel.
- Nem me fale! Ano que vem eu me caso com a Lana! – Johnny se aproximava dos três risonhos.
- E eu com a Mel!
- E eu comigo mesmo! – Cold mostrava a língua.
- Você não vai mesmo ficar para a festa Cold? – Miguel perguntara virando-se para o loiro.
- Não, minhas malas já estão no carro, assim que acabar a cerimônia eu vou para o aeroporto e vôo até a Espanha para me encontrar com a Katty...
- Já falou com a Maya? – James perguntara de lado.
- Vou falar após a cerimônia como ambos combinamos, só espero que ela não me bata... – Cold rira levemente.
- Bem é melhor descermos, sempre é a noiva que se atrasa e não o contrário! – Johnny olhava para os amigos.

Os quatro trocaram olhares confidentes, um olhar que dizia tudo e nada ao mesmo tempo.

- Ok, vamos sair logo daqui antes que começamos uma série patética de emoções e choradeiras! – Cold cercava Miguel com um braço e o arrancava do quarto.

James e Johnny riram e logo seguiram os dois.

A Mansão Zabine estava toda decorada de Branco e Amarelo, estava fantasticamente linda! No grande salão da mansão via-se um lindo balcão branco com rosas amarelas e atrás dele o Juiz de casamento. Várias cadeiras ocupadas e vários convidados sentados.

- Ainda bem que não estão atrasados! – Hermione falava quando eles terminaram de descer as escadas.

Ela possuía os cabelos presos em um coque e vestia um vestido azul piscina muito chique.

- Sra.Malfoy... – Miguel sorriu abertamente.
- Sim?
- Poderia me acompanhar até o juiz, como sabe eu posso ter voltado a falar com meus pais, mas ninguém foi mais minha mãe nesses anos todos do que a senhora.

Os olhos de Hermione encheram-se de lágrimas, abraçou Miguel carinhosamente.

- Hey! Vou ficar com ciúmes! – Cold fazia beiço.
- Você sabe que eu também te amo meu querido! – Ela beijara a bochecha de Cold.
- Primeiro vai entrar os padrinhos não é Sra. Malfoy? – Johnny perguntara sorridente.
- Sim! E vocês devem ir logo! Vão, vão, vão!

Cold, James e Johnny riram divertidos, logo foram para o outro lado do salão, Johnny avistara as garotas e logo se colocara ao lado de Lana.

A oriental trajava um lindo vestido chinês com um decote na perna da cor vermelha com lindos desenhos de dragão dourados, seus cabelos estavam presos em um meio rabo de cavalo, e seus olhos possuíam uma sombra branca, os lábios num tom vermelho sangue lhe deram um ar de mais velha.

James oferecera o braço para Melanie sorridente, ela estava linda como sempre, com um escultural vestido rosa bebê com um laço atrás, um pequeno decote nos seios, os cabelos estavam em um coque com alguns cachos caindo sobre os ombros, os lábios na cor rosa claro da mesma cor da sombra.

Cold estava um pouco sem jeito, afinal iria fazer par com Maya, e só de pensar nisso lhe dava arrepios, não queria magoar aquela ruiva jamais em sua vida! Respirou fundo e lhe ofereceu o braço que foi aceito. Maya estava em um vestido verde, os lábios em um tom avermelhado e os cabelos ruivos presos em um rabo de cavalo, a sombra da cor verde clara davam contraste com seus olhos castanhos esverdeados.

Os seis caminharam pelo longo tapete dourado colocado entre os dois lados de cadeiras, indo em direção ao belo balcão, ao chegarem lá as garotas foram para o lado direito do balcão e os rapazes para o lado esquerdo.

Uma música era tocada pela orquestra, mas era tão suave que quase não conseguia-se ouvir, todos levantaram-se quando Miguel adentrou o salão ao lado de Hermione, ela o levara até o altar e logo sentara-se ao lado de Draco na primeira fileira.

Quando a marcha nupcial começara a tocar, nenhum dos marotos ali a escutara, escutavam uma música completamente diferente.

A imagem de Sophie aparecera num estalo junto a Rony. A ruiva estava tão magnífica no vestido branco, os lábios num tom rosado lindo e os olhos com lágrimas de emoção. Rony estava estático.


90 miles outside chicago
90 milhas fora de Chicago,
Can't stop driving, I don't know why
Não consigo parar de dirigir, não sei porquê.
So many questions, I need an answer
Tantas questões, eu preciso de uma resposta,
Two years later you're still on my mind
Dois anos mais tarde e você ainda está no meu pensamento.



O sorriso de Miguel se alargou ao vê-la tão bela, o vestido longo com uma imensa calda e o véu perfeito, a linda tiara de diamantes brilhando em sua cabeça como se ela fosse um tipo de princesa, em sua mão ela segurava firmemente o buquê de lírios brancos, todos pareciam enfeitiçados com a beleza da ruiva.

Whatever happened to Amelia Earhart
O que foi que aconteceu a Amelia Earhart?
Who holds the stars up in the sky?
Quem sustenta as estrelas no céu?
Is true love just once in a lifetime?
Amor verdadeiro é uma única vez na vida?
Did the captain of the Titanic cry?
O capitão do Titanic gritou?


Ela caminhara lindamente até ele ao lado de Rony, ao chegar a seu lado Miguel apertou a mão de Rony e percebeu que seu sogro tremia, riu de lado mostrando que cuidaria bem de sua filha.
- Oi... – Sophie falara risonha.
- Você está perfeita! – Miguel sussurrara no ouvido dela a beijando no rosto.

Ambos dirigiram-se para o Juiz, este era um senhor com aparência bondosa que sorria amavelmente para o casal.

- Dizem que para o amor não existe barreiras, estes dois jovens estão aqui hoje para mostrar isto! Ambos enfrentarão muitas questões em suas vidas, mas se o amor destes for verdadeiro, irão superar todas as barreiras...

Ele apontara sua varinha para Miguel e o maroto sorriu carinhosamente.

- Não existe algo que eu queira mais a me casar com você, você é minha força, meu ser, meu amor, eu não consigo imaginar um futuro sem ser a seu lado, eu Miguel Logan Zabine, recebo esta aliança como prova de todo meu eterno amor por você Sophie Katie Weasley.

Um jato dourado saíra da varinha do Juiz enquanto Sophie colocava delicadamente a aliança no dedo de Miguel.

Someday we'll know
Algum dia saberemos
If love can move a mountain,
Se o amor pode mover uma montanha,
Someday we'll know why the sky is blue
Algum dia saberemos porque o céu é azul.
Someday we'll know
Algum dia nós saberemos
Why I wasn't meant for you
Porque eu não fui destinado para você.


O juiz apontou a varinha para Sophie, ela sorria amavelmente e começara a falar:

- Já faz tanto tempo que estamos juntos, tantas coisas, que acho que me acostumei com você e com nosso amor, quero que dure por toda eternidade porque o que eu sinto por você não pode ser medido por palavras, eu Sophie Katie Weasley, recebo essa aliança como prova de todo o meu amor por você Miguel Logan Zabine.

Lana, Melanie e Maya limparam lágrimas teimosas que caiam ao ver aqueles dois se casando, quando finalmente um jato de fumaça vermelha saíra da varinha do juiz e cercara a mão de ambos fazendo uma aliança em força de coração, e ambos se beijaram, vários aplausos foram escutados.

- A senhorita agora é a mais nova Sra. Zabine... – O juiz falara risonho e estendera um certificado de casamento do ministério da magia.

Miguel abrira mais o sorriso abraçara Sophie e a girara alto.

Does anybody know the way to Atlantis?
Alguém sabe o caminho para Atlântida?
Or what the wind says when she cries?
Ou o que o vento diz quando grita?
I'm speeding by the place that I met you,
Estou dirigindo rápido perto lugar onde te encontrei,
For the 97th time tonight...
Pela 97a. vez esta noite...


Todos estavam nos jardins quando Sophie jogara o buquê e Lana o pegara sorridente. Maya estava tão entretida em uma conversa com os noivos que nem percebeu que Cold caminhara até a mesa onde estava sua bolsa e colocara debaixo da mesma uma carta.

O loiro caminhou para fora da mansão, James logo o avistou saindo, sorriu de lado e balançou a cabeça, correu até Melanie e a beijou intensamente nos lábios.

- Você já vai? – A loira perguntara.
- Sim...
- Se não me escrever uma vez por semana...
- Eu já sei meu anjo, eu já sei! – James rira a beijando ferozmente e logo saindo correndo atrás de Cold.


Someday we'll know
Algum dia saberemos
If love can move a mountain,
Se o amor pode mover uma montanha,
Someday we'll know why the sky is blue
Algum dia saberemos porque o céu é azul.
Someday we'll know
Algum dia nós saberemos
Why I wasn't meant for you
Porque eu não fui destinado para você.


Cold abrira a porta de seu carro e entrara, levou um susto ao ver a porta do passageiro abrir e James entrar em um pulo, ergueu ambas sobrancelhas fitando o moreno.

- Vai cara! Acelera ou vamos chegar atrasados no aeroporto!
- Como assim vamos?
- Não achou que eu permitiria que você viajasse sozinho achou? – James ria de lado.
- Pontas você ficou louco? E a Mel?
- Bem, sua irmã mandou lembranças e mandou eu impedir que você faça besteira, sabe como é que é né?

Cold alargou seu sorriso, não queria mesmo viajar sozinho, além do mais seria bom ter um amigo do seu lado lhe ajudando a superar todo o ocorrido.

- Aperte o cinto Ponticas! – Cold apanhara os óculos escuros e acelerara.

Someday we'll know why Samson loved Delilah
Algum dia saberemos porque Sansão amou Dalila,
One day I'll go dancing on the moon,
Um dia eu irei dançar na lua,
Someday you'll know That I was the one for you
Algum dia você saberá que eu era o cara para você...


Sophie e Miguel dançavam uma linda valsa no jardim, todos riam e bebiam, todos se divertiam, aquele lindo casal pareciam ter nascido um para o outro.

- Sophie...
- Oi?
- Você será capaz de me amar por todo o sempre como disse?
- Eu serei capaz de te amar todos os dias de minha vida e de depois de minha morte Miguel... – Ela sorrira docemente.

Ele a beijou, só Deus sabia o quanto amava aquela garota, só Deus sabia o quanto a desejava bem, o quanto a queria bem.

- Nós dois juntos para sempre! – Ele gritou a rodando alto.

I bought a ticket to the end of the rainbow
Eu comprei uma passagem para o fim do arco-íris,
I watched the stars crash in the sea
Eu observei as estrelas colidirem de encontro ao mar.
If I could ask God just one question:
Se eu pudesse perguntar a Deus apenas uma questão:
"Why aren't you here with me tonight?"
"Por quê você não está aqui comigo essa noite?"


Maya caminhara até sua mesa, havia caçado Cold com os olhos, mas não o encontrado por nada. Sentou-se derrotada e apanhou a bolsa prateada, foi quando viu uma carta, esta era negra e possuía o selo dos Malfoy’s, sentiu todos os pêlos de seu corpo se arrepiarem, abriu delicadamente a carta, tremendo a cada segundo.

“Maya,
Talvez eu não tenha sido homem o suficiente para te falar o que eu sinto no momento, por isso resolvi escrever.
Como você sabe eu perdi Amy a três meses, e eu ainda não superei isso, ainda a amo é verdade... Amy foi como o Sol para mim, eu necessitava vê-la e senti-la todos os dias, e agora que ela se foi eu não posso ter isto. Você, minha família e os rapazes têm sido grandes amigos e me ajudado a enfrentar esse momento ruim...
Quando você me pediu em casamento eu me assustei, não nego! Para mim foi um choque escutar que você ainda me amava, já que estávamos um bom tempo afastado.
Eu gosto de você Maya, gosto de verdade, mas eu preciso de um tempo! Preciso mudar de ares por um tempo, preciso de um lugar para pensar, para relaxar e tentar ser feliz.
Estou indo para a América Latina junto de Katty, e voltarei daqui a um ano para começar o trabalho no Ministério...
Se me amar até lá eu peço que me espere para que possamos conversar melhor sobre esse lance de casamento.
Com carinho
Cold Maloy.”


Someday we'll know
Algum dia saberemos
If love can move a mountain,
Se o amor pode mover uma montanha,
Someday we'll know why the sky is blue
Algum dia saberemos porque o céu é azul.
Someday we'll know
Algum dia nós saberemos
Why I wasn't meant for you
Porque eu não fui destinado para você.


Ela leu e releu a carta, limpou uma lágrima teimosa e sentiu o toque de uma mão fina em seus ombros, ergueu os olhos vendo a imagem de Melanie, ela sorria bondosamente para Maya, e a abraçou carinhosamente.

- Vocês estavam certas, ele não estava pronto... – Maya chorava.
- Mas talvez daqui a um ano ele esteja... – Melanie a beijara na testa. – Vai dar tudo certo Maya!
- É garota! Erga essa cabeça! – Lana aparecia abraçada a Johnny.
- Aposto que quando ele voltar ele vai querer se casar com você! – Johnny piscara maroto.
- Ai todo mundo casa e seremos um bando de casais felizes! – Miguel aparecia ao lado de Sophie ambos rindo.
- Teremos filhos e os veremos crescer! E FIM! – Finalizava a ruiva.

Maya levantou-se e abraçou a todos, queria realmente ter Cold a seu lado, mesmo que tivesse que espera-lo o resto de sua vida.

Um Ano Depois Aeroporto de Londres


Uma mulher de lindos cabelos loiros e olhos azul piscina esperava ansiosamente que um portão de desembarque se abrisse, contorcia nas mãos uma revista qualquer, a seu lado um casal, um Oriental e um rapaz belo vestido com uma camisa e uma calça jeans.
O portão abrira-se e a visão de um moreno e um loiro fizera com que a loira corresse até ambos. O moreno largou as duas malas no chão e a abraçou beijando nos seus lábios, Cold em seguida abraçara a loira e beijara-lhe a testa.

- Olha só para esses dois! – Johnny se aproximara risonho.
- Estão cada dia, mais bonitos! – Lana ria divertida.
- Nós somos lindos minha cara Srta.Lee! – Cold beijava as costas da mão de Lana.
- E modestos! – Completava Johnny que revirava os olhos.
- Assim nos magoa John! – James mostrava a língua abraçando Melanie pela cintura.
- Cadê o resto dos desocupados? – Cold procurava os outros com os olhos.
- Sophie está de plantão no St.Mungus, Maya está presa em uma matéria jornalística que ela tem que entregar amanhã, Miguel está organizando seu mais novo escritório, e deixe-me ver... Bem acho que só! – Lana finalizava risonha.
- Nem nossos pais vieram nos receber? – James fazia bico.
- Ah sim! Os pais de vocês estão em Hogwarts ajudando a McGonagall a arrumar a Ala Proibida da Biblioteca! – Johnny ria maroto.
- Somos maiores abandonados Ponticas... – Cold fazia bico.
- Vamos voltar para as Latinas, elas nos amavam! – James limpava lágrimas invisíveis.
- Como assim Latinas? – Melanie o beliscava.
- É brincadeira meu anjo! – James ria acariciando o local beliscado.
- É bom que seja mesmo! – Ela cruzava os braços.
- Ela não fica linda com ciúmes? – James perguntava a Cold que girava os olhos.

Caminharam até o estacionamento do aeroporto, conversando sobre toda viagem, sobre como Katty estava esplendida e de como ela estava fazendo sucesso, conversavam sobre os países visitados, sobre as culturas. Johnny pode perceber o quanto Cold parecia melhor desde a última vez que o vira, riu de lado feliz com aquilo.

- HEY! – Cold gritara.
- O que foi Cold? – James o olhara assustado.
- Onde está MEU FILHO?
- O Sr. Butocas está bem nos cuidados de Dobby não se preocupe! – Lana gargalhava.
- Ufa... Senti saudades dele... – O loiro fazia bico. – Quero vê-lo!
- Ele está em sua casa Cold, não se preocupe! – Johnny ria de lado.

O carro estacionara frente ao prédio de Cold, todos desceram e subiram as escadas, Cold parou frente a porta e a destrancou, assim que a abriu, alargou o sorriso.

- SURPRESA!!!!

A imagem de todos os Weasley’s, de Maya, Sophie, Miguel, Potter’s e Malfoy’s fizera com que James e Cold entrassem pulando no apartamento do loiro, recebendo abraços e beijos de todos.

- Trouxeram presentes? – Sophie perguntava risonha.
- Como você é interesseira Cenourinha! – James fazia bico.
- Nós trouxemos presentes! – Cold sorria maroto com Sr.Butocas em seus braços.
- Sério? Para quem? – Melanie perguntava sorridente.
- Para meu filho hora mais! – Cold franzia o cenho e retirava um pacote de dentro da mala e entregava o amasso que mostrava as unhas e o rasgara todo.

Todos gargalharam ao ver uma enorme cama confortável para amassos, Sr.Butocas lambera o rosto de Cold em agradecimento e tratou de deitar em sua nova cama.

- Nossa, apenas o Sr. Butocas ganha presentes! – Miguel fazia bico.
- Ok miguelito vocês também ganham!

Cold e James sorriram e apontaram para as malas, vários presentes saíram de dentro de ambas, ambos apareciam pequenos e aumentavam de tamanho quando alcançavam seus donos, antes de uma caixinha chegar até Maya, Cold a pegara no ar. A ruiva ergueu uma sobrancelha sem entender.

- Prefiro dar pessoalmente... – Ele rira de lado a estendendo a mão. – Me acompanha?

A ruiva consentiu com a cabeça, James deu um beijo estalado na bochecha de Melanie, e virou-se para Johnny.

- Quando é seu casamento Pulguento?
- Mês que vem! – Johnny sorria vitorioso. – E o de vocês?
- Cold e eu estamos pensando em marcar em outubro... – James comentara risonho.

Draco e Harry que bebiam Whisky de fogo ali perto cuspiram as bebidas na mesma hora.

- CLARO que EU casando com a MEL e ele com a MAYA, só que queremos marcar no mesmo dia! – James girara os olhos ao ver a cara perplexa de todos em cima de si.

Maya caminhara com Cold até a varanda do apartamento, lá eles tinham uma linda vista da Lua e das estrelas, a bela paisagem da cidade dava um ar romântico inexplicável.

- Está namorando alguém? – Cold perguntara olhando a paisagem.
- Não... – Ela respondeu fazendo o mesmo.
- Então acho que não tem problema...

Cold riu de lado e virou Maya frente a ele, estendeu a caixinha, a ruiva a abriu delicadamente, vendo uma aliança dourada com um lindo rubi. Os olhos dela lacrimejaram.

- Casa comigo Maya? – Ele perguntara risonho.

A garota saltara em seu pescoço o beijando furiosamente, Cold a apertava contra seu corpo e ria, esperava que ela gritasse sim, mas não que saltasse em seu pescoço quase o derrubando.

O dia do casamento de Lana e Johnny já havia chegado, ele havia comprado uma mansão para morar com sua Deusa Nipônica, assim como James havia feito e Cold também.
O engraçado é que eles resolveram comprar as mansões uma ao lado da outra fazendo com que todos se encontrassem praticamente quase todos os dias.

A mansão Weasley estava coberta por flores de cerejeira, uma linda visão com o jardim japonês montado por Lana.
A cerimônia começara lindamente, os padrinhos ao lado do altar, Lana adentrou o jardim com seu pai, ele fez uma reverencia oriental para Johnny que foi retribuída. Ambos viraram-se para o Juiz.

- Quando dois jovens desejam se casar mostrando que a chama do amor ainda arde infinitamente, prova que vale a pena vivermos em tempos de paz...

O juiz apontara a varinha para Johnny e este sorrira virando-se para Lana enquanto ela colocava a aliança em seus dedos.

- Dizem que tudo que é mais difícil de se conquistar é mais difícil de se perder, espero que jamais perca esse amor que eu sinto por você Lana, e que você jamais perca esse seu lindo brilho no olhar, eu Johnny Pietro Weasley aceito essa aliança com prova de meu infinito amor por você Lana Wong Lee...

O juiz voltara a varinha para Lana, os olhinhos puxados dela tinha um misto de felicidade e emoção inexplicável, seu vestido oriental branco com lilás e ás flores de cerejeira em seu buquê e em seu cabelo, faziam que ela se tornasse angelical.

- O primeiro amor é inesquecível, você foi meu primeiro e único amor e eu rezo para ser assim por toda minha existência, eu quero estar a seu lado para tudo e para toda eternidade, eu te amo Johnny. Eu Lana Wong Lee aceito esta aliança como prova de meu amor e lealdade por você Johnny Pietro Weasley.

Luna abraçava Rony e chorava em seus ombros, murmurando que seus filhotes haviam crescido. Os marotos riram abertamente, quando Johnny e Lana se beijaram. Aquilo era prova que novos tempos estavam por vir.


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.