FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

16. A Batalha Mais Sangrenta


Fic: Os Novos Marotos 2 Sobrevivendo a Faculdade


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



A Batalha Mais Sangrenta

Os cinco jovens estavam lá, sentados em torno daquela fogueira improvisada, em uma noite gélida onde o vento uivava, a neve parecia ter dado um tempo e resolvido parar de cair. James estava enrolado em um cobertor dormindo calmamente, Johnny recostado em uma árvore fazia o mesmo, assim como Miguel.
Cold havia ficado de vigia, eles estavam apenas há 2km da caverna de Medon, o loiro olhava fixamente para fogueira quando sentiu alguém o abraçar por trás o cobrindo com um cobertor que cheirava a rosas.

- Você deveria estar dormindo... – Ele falara com um pequeno sorriso.
- Sem sono! – A loira riu e sentou-se no colo do noivo.
- Amy, sobre amanhã...
- O que tem amanhã?
- Amanhã nós vamos entrar na caverna e sinceramente eu não queria que você entrasse... – Ele falara voltando a encarar o fogo.
- Cold, nós já conversamos sobre isso!
- Eu não estou com um bom pressentimento...
- Não vai acontecer nada! Vamos entrar lá, acabar com aquele filho da mãe, voltar, nos casar e pronto!
- Amy, em guerras há mortes! – Cold tremera a seu comentário. – Desde a primeira vez que eu e os outros nos enfiamos em uma batalha nós percebemos isso!
- Eu sei que há mortes Cold e...
- Sempre devemos estar preparados para tudo em uma guerra! E quando eu e os caras fomos atrás de Voldemort junto de nossos pais, fizemos um juramento que mesmo que um de nós morresse, iríamos continuar atrás de Voldemort e faríamos honra a morte de um de nossos companheiros...
- Cold...
- Acho que você ainda não entendeu Amy, eu jamais iria me perdoar se você morresse nessa guerra!
- Assim como eu jamais me perdoaria se você morresse! – Ela o abraçara mais forte. – Mas a verdade Cold é que eu estou disposta a morrer por meus ideais, eu sabia de tudo isso que você me falou quando eu estava preste a escolher a minha futura profissão! Se eu temesse a morte eu não teria escolhido a profissão de Inominável!

Ele ficara em silêncio e ela também, era estranho ambos ficarem calados já que sempre falavam quando estavam juntos, ela descansou a cabeça no peito dele e se aconchegou, não tardou a cair no sono.
Os raios de Sol tocaram levemente a pele alva da garota e ela abriu os olhos, Cold estava de olhos fechados, recostado em uma pedra com ela nos braços, James ainda dormia e Miguel parecia preparar o “café da manhã”. Johnny, no entanto se espreguiçava longamente.

- Bom dia! – Miguel a saudava.
- Bom dia! – Ela ria divertida saindo com cuidado dos braços de Cold.
- Essa semana não tem sido fácil não é? – Miguel comentava jogando para ela um saquinho com sapos de chocolate.
- Quando viemos atrás de Medon pensei que apenas durariam dois dias, já estamos tentando alcançar a caverna dele há uma semana!
- Se ao menos ele parasse de mandar Inferis para nos encher! – Johnny girava os olhos.
- Mas hoje estamos próximos demais para ele mandar Inferis... – Falara James de olhos fechados com um sorriso irônico nos lábios.
- Agente por acaso tem um plano? – Amy perguntara comendo.
- Acho que o plano agora é deixar o Listras descansar... – James abria os olhos e levantava-se. – Nessa uma semana ele duelou com mais força do que de costume e ainda por cima ficou de vigia quase todas as noite...
- O Madonna parece cansado... – Amy comentara tristemente.
- E até agora o Ministério não mandou mais aurores...- Johnny sentava-se ao lado da loira.
- Muito menos inomináveis! – Miguel fazia o mesmo.
- Talvez tenha acontecido mais ataques e sei lá...- James girava os olhos.

A atenção de todos então se voltou a Cold que acordara e espreguiçara fazendo barulho, bocejou e foi até Amy a beijando e roubando seu sapo de chocolate.

- E aí meu povo amado? Preparados para acabar com aquele filhote de Snape?
- Eu não consigo entender como você já consegue fazer piadas de manhã cedo! – Miguel ria.
- Digamos que sou um humorista! – Cold fazia reverência.
- Você não quer descansar Listras? – James perguntava fitando o amigo.
- Descansarei quando acabar com aquele Chupa Cabra!
- Então é melhor levantarmos acampamento! – Amy ria divertida.

Enquanto isto Sophie estava no telhado do Hospital segurando fortemente sua aliança nos dedos quando sentiu a mão de alguém em seus ombros.

- Como está se sentindo ruiva? – Lana perguntava séria.
- Sinto falta deles... – Sophie ria de lado.
- Todos nós sentimos... – Mel a olhava carinhosamente.
- Estou com um mal pressentimento... – Maya falara sombriamente olhando o infinito.
- Maya, essas suas intuições nunca falharam você deveria ser adivinha! – Sophie a olhava com um sorriso triste.
- Eu preferia não ter intuição nenhuma Sophie... A verdade é que, algo de ruim está para acontecer e eu temo por Cold...

O vento soprara mais forte fazendo com que as quatro garotas se arrepiassem e se entreolhassem de maneira séria e assustada.

- Já tá chegando? – James perguntava a Cold.
- Não... – Cold girava os olhos.
- Já tá chegando? – Amy perguntava a Cold.
- Não... – O loiro respondia monótamente arrancando risos de Miguel e Johnny.
- Já tá chegando? – James tornava a perguntar.
- NÃO! – O loiro gritara.

Eles caminhavam em uma floresta coberta por neve, e já fazia mais de uma hora que Amy e James começaram a perguntar ao loiro se já estava chegando, isso certamente não era muito agradável de se escutar de cinco em cinco segundos.

- Já tá chegando? – Amy perguntara segurando uma gargalhada.
- QUER PARAR DE PERGUNTAR SE JÁ ESTÁ CHEGANDO!!!
- Assim você nos magoa Coldezito! – James fazia bico.
- Magoa profundamente! – Amy acompanhava o loiro.
- Vocês dois são insuportáveis sabiam? – O loiro abraçava os dois pelos ombros.
- E aí Amy? Como se sente tendo que dividir seu futuro marido com o Pontas? – Johnny perguntara divertido fazendo James e Cold fazerem uma careta extremamente engraçada.
- Bem, digamos que relacionamento a três não é tão estressante! – Amy ria divertida.

Ambos continuavam o caminho fazendo piadas e rindo, fazia tempo que não falavam assim, fazia mais ou menos duas semanas que não conversavam assim, quando Miguel que estava na frente parar bruscamente de andar, virando-se de forma teatral para os amigos com o cenho franzido.

- Chegamos... – Ele anunciara com a voz rouca.

Os quatro correram até o rapaz e ficaram a avistar a caverna, esta estava cercada por bruxos das trevas, e sua entrada parecia ser sinistra, ambos trocaram olhares quando viram um bruxo correr até os outros e falar algo, e de repente todos correrem na direção oposta dos marotos.

- Será que... – Amy arriscava.
- O Ministério deve ter mandado alguns Aurores, e eles devem ter desesperado! – Miguel falava sabiamente.
- Mas mandar TODOS os bruxos que protegem a caverna? Isso é loucura! – Johnny olhava incrédulo.
- Talvez Medon ache que não somos uma ameaça tão grande assim... – Cold comentava fitando a caverna.
- Então vamos provar o contrário! – James ria de lado.

Gina estava ao lado da cama de Harry quando este abrira os olhos lentamente, ela dera um grito de felicidade e o abraçara, Harry reclamou de dor e riu da cara da esposa enquanto ela lhe enchia de beijos e abraços.

- Gina acalme-se!
- Você ficou semanas desacordado! – Ela falara tristemente. – Graças a Merlim acordou!

Ele sentara-se com dificuldade na cama e abraçara a esposa carinhosamente.

- Onde estão os rapazes? – Perguntou receoso.
- Foram atrás de Medon...
- Temos que ir atrás deles...
- Harry você acabou de acordar e...
- Há mais bruxos das trevas lá do que você possa imaginar Gina!

O moreno levantava-se da cama, quando a porta de seu quarto se abrira, Draco entrara apoiado em muletas ao lado de Hermione, e logo atrás Rony e Luna, ambos sérios.

- Potter! – Draco o chamara.
- Você também sentiu Malfoy? – Harry se virara para ele.
- Quase impossível não sentir! – Draco falara se aproximando. – Bom saber que já acordou...
- Devemos ir atrás dos garotos o mais rápido possível! – Hermione falara séria.
- Do que vocês estão falando? – Gina perguntara com as sobrancelhas erguidas.
- Eu já pedi a meu pai que mandasse toda a armada do Ministério até o local onde Cold nos informou... – Rony falava olhando fixo para Harry.
- O que raios está havendo? – Gina se exaltava.
- Gina, pare de pensar por um segundo e apenas sinta... – Harry falara olhando nos olhos da esposa.

Gina respirou fundo e fechou os olhos, o sentimento de algo obscuro e negro invadiu seu coração, abriu os olhos arfando, logo quatro garotas adentraram o quarto de Harry.

- Pai! – Maya abraçava carinhosamente o pai.
- Estamos indo até a localização de seu irmão Maya... – Harry falava já completamente vestido.
- Iremos com vocês! – Melanie anunciava.
- Nem pensar! – Draco a olhava severo.
- Meu irmão e meu namorado estão lá! – Mel olhava desafiadora para Draco.
- Vamos todos! Quanto mais ajuda melhor! – Luna falara tentando apartar a briga que certamente viria.

Todos se entreolharam e respiraram fundo, algo não estava muito bem.

Eles estavam frente a caverna, Cold segurara firme a mão de Amy, James, Miguel e Johnny respiraram fundo, deram passos decididos para dentro dali, acenderam suas varinhas e adentraram, viram vários corpos mortos no caminho, corpos de aurores, inomináveis e grandes nomes do mundo mágico, dentre eles o do jogador de quadribol Vítor Krum.

- Esse cara tem um péssimo gosto para decoração! – Cold falava tentando não olhar para os corpos a seu redor.
- Sinceramente acho que tem razão jovem Malfoy! – Uma voz invadira todo o local e luzes se acenderam.

Os cinco ergueram ás varinhas quando virão Medon junto de mais quatro pessoas, as quatro encapuzadas.

- Creio que um duelo justo seria cinco contra cinco não acham? – Medon parecia se divertir a cada palavra. – Então irei apresentar a vocês meus quatro aliados!

Ele aproximou do mais alto de todos a seu lado, coberto por uma capa roxa e um capuz roxo, arrancou-lhe o capuz revelando o rosto de um dos maiores comensais da morte Rodolfus Lestrange.

- Mas esse cara já morreu! – Johnny berrara.
- Inferi... – Miguel murmurara com a voz fraca.
- Muito inteligente Sr.Zabine! Muito Esperto! Mas vamos ser cordiais sim! Este é Rodolfu Lestrange, um grande bruxo quando vivo... – Medon rira.

Caminhou então até o mais baixo dali, este usava uma capa vermelha com o capuz da mesma cor e ao arrancar-lhe o capuz revelara a bela mulher Bellatriz Lestrange, por mais que ela estivesse ali como Zumbi sua beleza continuava a mesma.

- Com vocês a beleza de Bellatriz Lestrange, dizem que ela foi a melhor comensal e melhor serva do antigo Lorde das Trevas! Realmente uma pena o que aconteceu com ela... – Medon sacudia a cabeça.

Foi então ao próximo bruxo encapuzado, este possuía uma capa e capuz marrom escuro, e ao retirar o capuz revelara a imagem de Sirius Black, James tremera por completo ao ver aquela face, ele só havia visto através de uma foto que seu pai lhe mostrara.

- Realmente conseguir o cadáver deste foi difícil! – Medon parecia orgulhoso. – Com vocês Sirius Black! Ótimo duelista e sobreviveu a Azkaban continuando consciente!

Ele então caminhara ao último este estava todo de preto, olhou maliciosamente para Amy e sorriu de lado, Amy agarrara a mão de Cold como se já soubesse o que estaria por vir.

- Com vocês Trevor La Blank! – Ele arrancara o capuz revelando o rosto do irmão da garota.

O olhar de ódio que nascera nos olhos de Cold fora inigualável, Medon parecia o provocar a cada segundo, Amy limpara rapidamente uma lágrima teimosa.

- Ele não é seu irmão Amy, ele é apenas parecido com ele... – Cold murmurara.
- Eu sei... – Amy engolira seco.
- Muito bem, chega de palhaçada! – Cold erguera sua varinha para Medon. – Você é todo meu!

Os quatro Inferis livraram-se das capas e mostraram suas varinhas, Medon fizera o mesmo mas com delicadeza e graça, os rapazes e Amy fizeram pose de duelo, estavam prontos para acabar com aquilo tudo.

- Não fraqueje Amy... – Cold a olhara de lado.
- Eu te amo... – Ela falara séria.

Os Malfoy’s, Potter’s e Weasley’s haviam acabado de chegar no limite da floresta, um campo de força parecia ter se formado de uma forma que ninguém ali conseguisse penetrar, a maior armada do Ministério parecia preocupada ao ver todos os bruxos das trevas que estavam mortos, formando um poderoso campo de energia sinistra.

- Meu Deus... – Sophie exclamara ao ver aquilo.
- Meu menino! – Luna afundava o rosto nos ombros de Rony.
- A batalha entre Medon e os rapazes começou... – Draco falara com sua voz arrastada.
- Agora está explicado como Medon consegue controlar seus bruxos... – Hermione olhava severa. – Eles estão todos mortos! Fáceis de controlar!
- Apenas espero que os garotos saiam com vida, porque agora não tem como nós os ajuda-los... – Harry comentara tristemente.

A batalha dentro da caverna parecia intensa, Amy X Trevor, James X Sirius, Miguel X Rodolfus, Johnny X Bellatriz e por último Cold X Medon, eram feitiços voando em todas as direções.

- CRUCCIOS!!! - A voz da ex-comensal fora escutada, Bellatriz começara a torturar Johnny que se contorcia no chão.

- PULGUENTO REAGA! - Cold berrara para o amigo. - ESTUPEFAÇA! - Ele lançara em Bellatriz que voara longe e logo se esquivando de um Avada Kedrava lançado por Medon.

- VALEU LISTRAS! - Johnny acenava para o loiro. - Agora é minha vez sua Múmia! EXPELLIARMUS!!!

James corria com Sirus logo atrás de si, a sua frente só havia a enorme parede de pedra da caverna, correu e com um impulso subiu com os pés por ela dando um mortal para trás encurralando Sirius apontando sua varinha para o pescoço do homem, Sirius possuía um olhar malígno e azarar James antes deste prununciar qualquer feitiço, o jogando longe quebrando um braço do maroto.

Miguel berrava todos os feitiços que conhecia, Rodolfus Lestrange no entanto era mais experiente e nenhum feitiço que o rapaz gritava parecia surtir efeito, Lestrange havia o desarmado, Miguel estava sem a varinha e sentia a mão de Rodolfus em seu pescoço, mil coisas passava pela cabeça dele e uma delas era Sophie. Ele não podia morrer não ali, não naquele momento! Desejou com toda sua força sua varinha em suas mãos, quando abriu os olhos vira a mesma voando em sua direção, a pegou com força e disse em pensamento um tipo de feitiço, fazendo o corpo Inferi de Lestrange voar e bater na parede da caverna.

Amy mais fugia do que duelava com Trevor, por mais que ela soubesse que aquele não era seu irmão era complicado demais duelar com alguém que possui a semelhança de quem você amou e conheceu desde que nasceu, alguém que você confiava plenamente. Engoliu seco e virou-se para Trevor.

- Sinto muito... - Murmurou.

Com toda a sua força berrou um feitiço, mas este não surtiu efeito, Amy estava desarmada. Ela vira de longe Miguel escorregar por uma parede, parecia exausto, e Lestrange indo em sua direção. Do outro lado Johnny parecia cuspir muito sangue enquanto Bellatriz apontava sua varinha para ele dizendo algum feitiço. James e Sirius tinham um duelo incrível, com direito a socos e a azarações.

Procurou Cold com os olhos, ele estava lá, parecia tão concentrado na batalha, ela não poderia pedir ajuda a ele se não ele morreria, mas ela tinha vontade de viver, tinha desejo por viver ao lado de Cold. Sentiu algo queimar dentro de si e olhou para Trevor, assim que o Inferi tocou-lhe a garganta suas mãos começaram a virar pó. Sentiu um aperto em seu coração, então com suas mãos ela tocou a face de Trevor, e cada pedaço dele parecia queimar a seu toque, até que o corpo dele estava completamente destruído e sua alma libertada.

- Obrigado... – A Alma do rapaz aparecera e murmurara para Amy desaparecendo em seguida.

Ela sentia exaustão, estava cansada não sabia como havia feito aquilo, mas havia descoberto um modo de acabar com os Inferis, tentara gritar James ou Cold para anunciar, mas sua voz não saía, apanhou a varinha no chão e apontou para as costas de Bellatriz que torturava Johnny.

- Incêndio...

O corpo da ex-comensal começara a pegar fogo, Johnny sentia que quase todos os ossos de seu corpo estavam quebrados, olhou de lado para Amy, ela cambaleou até ele e o apoiou nos próprios ombros. James vira o corpo de Bellatriz se esvair assim como Miguel, Amy arremessara a própria varinha para James, já que a sua estava longe de seu alcance, o maroto berrara o feitiço e o corpo de Sirius pegara fogo, assim como o de Rodolfus.

Logo as almas atormentadas daqueles Inferis haviam desaparecido. James arrastava sua perna esquerda e cambaleava assim como Miguel, estavam realmente feridos, não haviam vencido dos Inferis por força ou sabedoria, mas sim por sorte!

Escutarão uma explosão, o corpo de Cold fora arremessado para longe, Amy gritou aterrorizada, enquanto eles batalhavam com Inferis não tão poderosos, Cold estava lutando contra Medon, ambos pareciam sair bem machucados desta batalha, já que Medon parecia realmente furioso!

Medon olhou com ódio para os quatro ali, e logo vira que seus Inferis já haviam sido aniquilados, apontou a varinha para James e Johnny, o corpo dos dois voara graciosamente até a parede da caverna, ficando ambos presos de pernas e braços abertos. Cold parecia quase inconsciente, mas mesmo assim tentava se erguer. Medon apontou a varinha para Miguel e plantas saíram do chão prendendo o corpo dele ao chão, Miguel tentara alcançar sua varinha em vão. Amy corria em direção a Cold, mas Medon a acertara pelas costas e ela caíra inconsciente.

- AMY!!! – Cold berrara.
- Oh! Preocupado com a namoradinha jovem Malfoy?
- Vai pro inferno! – Cold se erguia cambaleante.

Ambos se encararam e jogaram feitiços que os empurravam para trás, o show de luzes por causa do choque de ambos feitiços era magnífico e fazia a caverna inteira tremer, mas ao ver o corpo de Amy desacordado no chão Cold desconcentrara-se da luta e fora acertado, seu corpo chocou-se com a parede gelada, já estava totalmente sem camisa, já que esta estava toda rasgada e coberta de sangue, ele não conseguia mover nenhum músculo se quer, sua visão embaçou e ele sentiu que iria morrer. A visão não muito nítida de Medon apoiando-se em uma pedra do outro lado, fez ele perceber que o bruxo das trevas não estava mais tão poderoso, se ao menos pudesse se mover...

Medon voltou a apontar a varinha para ele, Cold deu um pequeno sorriso irônico.

- Eu vou morrer... – murmurou.

Começou a escutar uma melodia em sua cabeça, aquela melodia que ele cantara para Amy no natal, aquela doce melodia que dizia tanto.

Some day, when I'm awfully low
Algum dia, quando eu estiver terrivelmente chateado
When the world is cold
Quando o mundo estiver frio
I will feel a glow just thinking of you
Eu me sentirei bem só de pensar em você
And the way look tonight
E como você está essa noite

Medon começara a falar um feitiço, o loiro fechou os olhos lembrando-se de cada segundo de sua vida, desde quando era pequeno até o momento em que estava hoje. As confusões dele e James, o namoro com Maya, quando conhecera Miguel, as Lilux Girls, quando tirava sarro com Johnny, Sophie e Miguel juntos, Lana batendo em Johnny. Seus pais, Draco mandando ele parar de ser folgado, Hermione o ensinando a ler, o nascimento de Melanie...
Tantas lembranças que não pôde impedir uma lágrima de escorrer de seus olhos.

You're lovely, with your smile so warm
Você é adorável, com seu sorriso tão aconchegante
And your cheeks so soft
E suas bochechas tão macias
There is nothing for me but to love you
Não existe nada para mim além de amar você
And the way you look tonight
E como você está essa noite

- AVADA KEDRAVA!!! – Medon gritara.

Algo de errado havia com aquele feitiço, o jato de luz verde ia de maneira lenta até Cold, os olhos de Miguel fecharam-se bruscamente, não poderia ver a morte de Cold, não agüentaria. Lágrimas escorreram com intensidade dos olhos de Johnny. James estava com os olhos embaçados, mas apenas de sentir que seu melhor amigo iria morrer, sentiu como se lhe dessem uma facada no peito.

- COOOOLLLLLLLLLDDDDDD!!!!! – Urrou em desespero.

With each word your tenderness grows
A cada palavra, a sua ternura cresce
Tearing my fears apart
Levando meus medos embora
And that laugh that wrinkles your nose
E aquela risada que enruga seu nariz
Touches my foolish heart
Toca meu coração bobo

Aquele grito de desespero fez com que Cold abrisse os olhos, James ainda gritava seu nome como para que Cold conseguisse se mover, mas ele não conseguia, Medon havia feito um feitiço de corpo preso brilhante! Mas não fora apenas Cold que abrira os olhos com aquele berro de desespero, Amy abriu os olhos rapidamente, ergue-se com dificuldade e viu um jato de luz verde ir em direção a Cold. Correu até a frente do loiro apanhou a varinha do mesmo que estava no chão.

- AVADA KEDRAVA!!! – Amy berrara.

Yes you're lovely, never ever change
Sim, você é adorável, nunca, jamais, mude
Keep that breathless charm
Mantenha esse charme que me tira o fôlego
Won't you please arrange it?
Você não irá, por favor, arranjar isso?
'Cause I love you
Pois eu te amo
Just the way you look tonight
Exatamente como você está essa noite

Ao invés de sair um jato verde da varinha da garota, saíra um jato Branco! Um lindo e brilhante jato branco! Cold abrira os olhos e viu o choque dos dois feitiços, Amy estava lá erguida a sua frente empunhando sua varinha.

- Cold... – Ela olhou levemente para trás com lágrimas escorrendo de seus olhos. – Cuide bem do Sr.Butocas...
- A-amy... – Ele fazia o máximo de esforço para falar.
- Aconteça o que acontecer sempre seja feliz, obrigada por ter feito parte da minha vida...

With each word your tenderness grows
A cada palavra, a sua ternura cresce
Tearing my fears apart
Levando meus medos embora
And that laugh that wrinkles your nose
E aquela risada que enruga seu nariz
Touches my foolish heart
Toca meu coração bobo

- Adeus Madonna... – Ela murmurara.
- AMYYYYYYYYYYYYYYY!!!! – O berro de Cold fez com que ele sentisse dor em todos seus órgãos em todo seu corpo.

Fora tudo muito rápido, a briga dos dois jatos e de repente uma explosão! O corpo de Medon chocara-se com a parede e este caíra morto, ao mesmo tempo em que o corpo de James e Johnny fora solto, e o de Miguel. Cold sentira seu corpo retornar ao normal.

O corpo de Amy fizera um lindo arco no ar, Cold correra e abraçara o corpo da garota e caíra de joelhos com ele sobre si. Fechou os olhos e enterrou a face nos cabelos da mesma.

Yes you're lovely, never ever change
Sim, você é adorável, nunca, jamais, mude
Keep that breathless charm
Mantenha esse charme que me tira o fôlego
Won't you please arrange it?
Você não irá, por favor, arranjar isso?
'Cause I love you
Pois eu te amo

- Fala comigo... – Ele suplicara. – Por favor Amy...

Ás lágrimas de Cold saltavam de seus olhos com intensidade, aquela música ainda era escutada em sua cabeça, e ele sentia dor, a tremenda dor da perda... Miguel erguera-se com dificuldade para ajudar Johnny a se erguer, ambos choravam. James cambaleou até Cold e o tocara nos ombros.

- Cold...
- Ela... Ela não morreu não é Pontas? – Cold olhava para James como uma criança desamparada.

James abaixou a cabeça tristemente.

Just the way you look tonight
Exatamente como você está essa noite
Just the way you look tonight
Exatamente como você está essa noite
Darling
Querida
Just the way you look tonight
Exatamente como você está essa noite


- Just The Way You Look Tonight... – Cold murmurara a última pare da canção.

Aqueles olhos tão azuis e cheios de vida estavam fechados, aquele lindo sorriso que ela possuía estava desfeito, os lábios antes rosados agora possuíam um tom esbranquiçado.

Amy La Blanck estava morta.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.