FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

2. A Poção.


Fic: Se eu fosse você... - A fic.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Mais um capítulo fresquinho para vocês.
Boa leitura. COMENTEM
BEJUS



O dia amanheceu calmo, pacífico e com um céu muito azul. Os marotos haviam acabado de acordar, pelo menos, quase todos...
 
James dormia tranquilamente, sonhando com uma linda ruiva, não fazendo a menor idéia de que hoje seria um dia esquisito e cheio de problemas.
 
Lily estava acabando de se arrumar, queria descer rápido para o café, assim evitaria o Potter, já que não podia mais ficar um minuto perto dele, pois suas mãos já começavam a suar, seu coração acelerava e ficava com falta de ar. Claro que aquilo tudo tinha uma explicação plausível! Era óbvio que ele deixava-a nervosa, mas devia ser ao fato dela odiá-lo e quando o visse tinha vontade de matá-lo, mas devia se controlar. E também evitaria problemas... Mal sabia que hoje seria o dia dos problemas...
 
Sem os amigos saberem, Remus, Sirius, Emme e Sophie estavam neste exato momento conversando sobre o plano.
 
_Okay, vamos fazer com que a Lily e o James percam todas as aulas e fiquem sozinhos!-Diante dos olhares incrédulos dos amigos, Sophie continua. –Trancando-os, meu povo! Depois fica mais difícil, para a poção dar certo eles têm que começar a falar juntos... Fazemos a Lily e o James beber a poção e depois...
 
_Fazemos um feitiço para eles falarem juntos! Deve ter algum, não é Moony?-Sirius pergunta esperançoso.
 
_Sinto muito, Padfoot, mas acho que não tem não!-Remus responde.
 
Emme, que até então estava distraída, olha fixamente para frente e responde:
 
_Tem sim! Eu conheço, peguem a capa do James que eu vou fazer o feitiço e depois sairei.
 
Depois de tudo resolvido, cada um volta para seu dormitório.
 
Quando chegam no quarto, encontram James dormindo de barriga para baixo, com a bunda levantada para cima, e baba escorrendo para todo lado.
 
_Meu Merlin! É impressão minha ou vamos morrer alagados?-Sirius pergunta dando uma sonora gargalhada.
 
Remus se dirige para o banheiro fazendo um sinal de que Sirius devia acordar o amigo.
 
_Tudo eu! Tudo eu!
 
Bem preparado, o maroto pega um travesseiro e começa a bater na cabeça, na bunda e nas costas de James.
 
_Prongs, vamos morrer! Vamos fugir, Hogwarts está sendo invadida!-Com uma risadinha vinda do banheiro e sem nenhum movimento da parte de James, Sirius termina. –Lily está morrendo!
 
As palavras surtiram efeito imediato. Dentro do banheiro, Remus gargalhava. Ao ouvir o nome da amada e a palavra morrendo, James salta de um pulo da cama e começa a andar desesperado de um lado para o outro.
 
_Temos que fazer alguma coisa! Lily, não morra meu amor! Já estou indo salvá-la!
 
Dito isso, ele sai correndo em direção as escadas. O que veio a seguir, na opinião de Sirius, foi cômico. Como foi correr muito rápido e como estava desesperado para “salvar” a Lily, James acabou tropeçando na escada e acabou rolando escada abaixo. Nesse meio tempo, Remus saíra do banheiro e, juntamente, com Sirius estavam gargalhando diante daquela cena.
 
De quatro, só que se apoiando com o queixo, James se senta de bunda, meio trôpego e bobo por causa do sono e do susto, quando olha para cima...
 
_Está tudo bem, Potter?-Lily pergunta, ao ver o maroto boquiaberto.
 
_Vo... Você não morreu! Ufa!-Ele diz, fazendo com que os outros dois marotos, rissem ainda mais.
 
_Claro que ela não morreu! De onde tirou essa idéia, James?-Emme pergunta divertida.
 
_O Sirius...
 
Lily o cala imediatamente com um olhar.
 
_Sirius! Como diz que eu poderia estar morrendo, sendo que sabe que estou perfeitamente bem?-A ruiva pergunta meio brava.
 
_Bom, o nosso querido Prongs aqui, não conseguia acordar, então tive que dar um jeito, não é?-O maroto pergunta, olhando para a escada, quando Sophie vem descendo devagar e graciosamente com uma saia não muito decente.
 
_Bom dia, crianças! Gostaram da nova saia da mamãe?-Ao dizer isso, ela dá um rodada fazendo com que a saia suba mais um pouco.
 
Sirius, ainda babando, diz maliciosamente:
 
_Eu daria tudo para essa saia subir mais um pouco, amor!
 
_Pois perdeu seu tempo, ela não vai subir!-Sophie responde dando uma piscadela em sua direção.
 
_Antes que o Sirius fale alguma besteira, vamos tomar café, Pedro está esperando por nós, sabiam?-Remus pergunta, tentando por o plano logo em ação.
 
_É claro, Rê!-Emme diz, pegando na mão do namorado.
 
O pessoal vai até a mesa e se senta. Lá, Sophie começa a conversar animadamente com Lily, impedindo-a de ver o seu leite, que naquele exato momento, estava recebendo cinco gotas de uma poção misteriosa, pela mão de Sirius. Quando terminou, com um sorriso triunfante, o próprio maroto entregou a xícara à ruiva. Enquanto isso, James ainda não se recuperara do choque de ver e ouvir Lily preocupada com ele. Fora uma emoção e tanto. Estando ele, nesse transe, não viu Sirius despejar algumas gotas, mal contadas, em seu café.
 
Com um sinal de mãos, Sophie percebeu que Sirius completara a fase 1! Agora era a parte mais difícil... Teriam que trancar Lily e James na Sala Precisa.
 
Imediatamente, uma garotinha do primeiro ano vem correndo em direção aos monitores.
 
_Por favor...
 
James rapidamente se levanta e num gesto admirado por Lily, passa o braço pelos ombros da menininha e pergunta carinhosamente:
 
_O que aconteceu? Pode me contar... Eu guardo segredo...
 
A garotinha respirou e respirou, e finalmente desembuchou tudo:
 
_Não era para machucar ninguém... Meu irmão nunca faria uma coisa dessas... Só que outro dia ele viu vocês fazendo e foi para o sétimo andar e lá ele tentou deixar um sonserino de pernas para o ar... Só que o menino era forte e mais velho e usou um feitiço... E meu maninho está todo roxo com furúnculos na cara... Eu não sei o que fazer!-Dito isso, a menina começou a chorar compulsivamente. Enquanto James dá um abraço de urso nela, Lily levanta-se e vai em direção ao sétimo andar.
 
James rapidamente, solta a menina, diz que vai ficar tudo bem e corre ao encalço da ruiva.
 
A garotinha, chamada Annie, se vira para Sirius e diz marotamente:
 
_Fiz tudo direitinho? Cadê meus doces? Você me prometeu sete!
 
_Com certeza, Annie! Você foi ótima! Que doces? Eu não prometi nada!-O maroto diz, fingindo inocência.
 
A garotinha cruzou os braços num gesto que lembrava Lily e diz numa voz autoritária:
 
_Se você não me der agora, eu vou lá e conto tudinho para os monitores a mentira que você mandou eu contar!
 
_Ta aqui ó! Agora vai embora!-O moreno diz, enquanto entrega os doces. Quando a garota se vai, ele diz para os amigos:
 
_O que está acontecendo com a inocência dessas crianças?
 
_Você as está conronpendo, Padfoot!-Remus diz, rindo da cena.
 
 
 
 
 
Enquanto isso...
 
Quando chegaram ao sétimo andar, Lily e James viram uma porta que juravam de pé juntos, não estar ali antes. Entraram rapidamente e a porta se fechou.
 
Quando olharam ao redor, perceberam que não havia ninguém na sala.
 
_Acho que entramos no lugar errado!-Lily diz nervosa de estar sozinha com o maroto.
 
_Neste caso, vamos sair daqui!-O maroto diz antes que Lily achasse que era ele quem estava tramando aquilo.
 
Quando foi tentar abrir a porta... A maçaneta não girou. James tentou, tentou e tentou novamente, mas nada da maçaneta girar...
 
Olhou para a ruiva desesperado e esta percebeu ou achou que percebeu o que estava acontecendo.
 
_Parabéns, Potter!
 
_Como é que é? Você por acaso, está achando que eu nos tranquei aqui? Sem varinhas, nem nada?-O moreno pergunta meio estressado.
 
A ruiva, que até então estava andando de um lado para o outro, diz:
 
_Isso me soa bem típico de você! Querer me agarrar aqui, num lugar sem ninguém! Você é ridículo!
 
_Por que eu iria querer agarrar você! Uma garota que só me despreza, que qualquer coisinha que acontece, já vem me acusando!
 
_Ora, Potter! Você quase sempre é culpado! Se eu fosse você, deixaria de ser tão... Você!-A ruiva diz, borbulhando de raiva.
 
_Se eu fosse você, eu não mudaria nada, pois você é perfeita! Mas isso já está me estressando... Então acho que eu mudaria muita coisa em você!
 
_Odeio você!-Os dois dizem juntos.
 
_Pare com isso!-De novo, juntos.
 
_Eu não estou fazendo nada!
 
E sempre falando juntos, eles continuam...
 
_Você me enoja!
 
_Francamente, nós estamos sempre brigando...
 
Andando de um lado para o outro, eles ainda dizem:
 
_Parecemos cão e gato!... Quero ir embora...
 
E de repente, a porta se abre magicamente. Bufando de raiva, os dois saem daquela sala idiota.
 
_Você sempre se acha o tal! Estou cansado de você!-Ainda dizendo juntos, eles entram no salão comunal, praticamente vazio e vão em direção aos seus dormitórios...
 
_Nem dá vontade de assistir as aulas! Eu vou é dormir! E pare de dizer as mesmas coisas que eu!-Sem surtir efeito nenhum. –Arre! Se eu fosse você...
 
Mal eles sabiam que haviam acabado de selar o feitiço.
 
A noite chega tranquilamente, e quando os marotos chegam ao quarto encontram James dormindo... Igual a Lily, em seu dormitório.
 
_Será que o feitiço deu certo?-Sirius pergunta receoso.
 
Neste exato momento, Lily no dormitório feminino e James no masculino acordam e se levantam para irem ao banheiro.
 
James diz, numa voz meio afeminada aos companheiros:
 
_Bom dia!
 
E Lily, no outro dormitório diz numa voz mais grossa às amigas:
 
_Seus idiotas, por que não me acordaram?
 
Quando os dois chegam a seus respectivos banheiros, pegam a pasta dental e passam na escova, quando se olham no espelho...
 
_O QUÊ? AHHHHHHHHHHHHH!
 
_CADÊ MINHAS MECHAS RUIVAS? CADÊ MEUS SEIOS? CADÊ...
 
E desmaia. James tem uma reação quase igual.
 
_CADÊ MEU LINDO CABELO? CADÊ MEU PORTE FISÍCO? PORRA, POR QUE EU TENHO SEIOS? ESPERA AÍ, POR QUE EU TENHO...
 
E também desmaia!
 
Percebe-se que o dia seguinte seria longo...






Opa, descupa. É que deu erro!
Mas espero que tenhão gostado do capítulo dois de " Se eu fosse você ", não percão opróximo que com toda a certeza estara mais divertido do que nunca.
Um milhão de beijo para vocês, até aproximo... 
 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.