FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Reforços


Fic: A Aposta de Lily Evans


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 


Parte 1 - Amy / Sirius





Amy


Amy franziu o cenho, olhando a feição abobada de James, e se perguntando o que, por Merlin, estava acontecendo. Mordeu o lábio inferior, semicerrando os olhos, vendo então, do outro lado da sala o rapaz que havia dito que a estava despindo na aula de História da magia rir até se acabar. Ela deu um sorriso maroto, qual era o nome do safadinho mesmo? Forçou seu cerébro, havia ouvido algumas vezes desde então era... Era... Sirius! Isso! Sirius Black! Mas a ruiva não havia dito que os dois eram amigos? Então por que ele estava rindo daquela maneira?


- É melhor investigar. - Disse ela para si mesmo, quase como se fosse a verão feminina de Sherlock Holmes, e já que ele era potencialmente afim dela, não tinha por que não perguntar não era? E só havia uma maneira de se comunicar de forma segura nas aulas de poções.


A.L: “Oi, Sirius (:”


Amy escreveu no pergaminho, com uma letra caprichada, não fazia ideia de como abordar Sirius a respeito do assunto que lhe interessava, mas não podia simplesmente chegar perguntando para ele não era? Mesmo que papo furado a irritasse tinha que ser educada, ela pensou com um sorriso nos lábios, afinal não era todo dia em que se ganhava um !





Sirius


 


Sirius nem conseguia se segurar na cadeira direito, de tanto que estava rindo de Lilian, se ela continuasse naquele ritmo das tentativas, não venceria aquela aposta jamais! Mas era melhor assim mesmo, tinha que se lembrar de apostar outras coisas com ela, ela era tão inocente que nem parecia verdade! Só se concentrou quando Marlene – uma garota que se sentava a sua frente na classe e o qual já havia ficado algumas vezes, passou-lhe um pedaço de pergaminho. Ergueu a sobrancelha para ela, fazendo-a corar, mas quando abriu o pergaminho quase caiu da cadeira, não era de Marlene! Era de...


- Amélia! - O nome escapou de sua boca antes que pudesse se conter, com um sorriso convencido, será então que nem precisaria de Lily? Será que ela já havia percebido logo que iria perder e falado com Amy? Revirou os olhos, a ruiva era uma péssima adversária.





A.L: “Oi, Sirius (:”


 


Então era aquilo, pensou ele, ele sentia muito por todos os mortais, mas era definitivo, Amélia era dele. Que todos morressem de inveja!





S.B:Oi, Amy, tudo bom?”


Ele não gostava de papo furado, mas não fazia realmente ideia de como chegar no assunto principal com ela, eles saírem é claro, por algum motivo, com Amélia as coisas ficavam confusas, talvez por que ela fosse a garota mais bonita com quem ele já tinha conversado em toda a sua vida! Mas afinal de contas tinha que ser educado, pensou, não era todo dia que se ganhava uma !





Amy


Amélia franziu o cenho ao abrir o pergaminho de resposta e ver as palavras que ele havia escrito, em certo ponto até havia ficado decepcionada, era aquele então o famoso Black? Com um “Oi, Amy, tudo bom?”, esperava no mínimo um bom motivo para fazer uma cena, bater em sua cara e chamá-lo de pervertido – via Lily fazendo aquilo com James e sempre teve vontade de fazer igual! Bom, com ela não era daquele jeito, teria que ser direta, menos papo, mais investigação.


A.L: “Sim, sim, ótima. O que eu quero saber é se você tem alguma coisa a ver com as atitutes estanhas de Lilian, quer dizer, você viu como ela do nada começou a agir com o James, e depois como você agiu, o que eu quero dizer... Você jogou algum tipo de feitiço na minha amiga, ou está vendendo drogas pra ela?!”


 





Sirius


Aquela devia ser a aula de poções mais engraçada de sua vida, e ele não sabia como a professora ainda não o havia colocado para fora da classe, pois riu tanto quanto por Lilian quando leu o questionamento de Amy. Ela só podia estar de brincadeira afinal! Sirius tentou respirar fundo, para se concentrar em escrever


S.B: “Eu não acredito, eu só posso ter lido errado, você não me perguntou realmente isso! Você está me perguntando, se euzinho estou vendo drogas para a super certinha monitora chefe?! Resposta:





1° Eu sou mais inteligente que isso





2° A Lilian não tem coragem o suficiente.





3° EU NÃO PRECISO ENFEITIÇAR AS PESSOAS PRA ELAS FAZEREM O QUE EU QUERO





A única droga que vicia aqui sou eu, amor.”





Amy


 


Amélia abriu e fechou a boca várias vezes, sem nem saber o que responder, certo, a pergunta dela havia sido parcialmente idiota, mas tinha que averiguar todas as possibilidades não é? Não tinha como Lilian estar sã de si se estava agindo daquela maneira em relação a Jay, e Imperius era uma grande ameaça aos bruxos em tempos como aqueles! Sem contar que Sirius era um Black afinal! Uma notável família de sem-vergonhas metidos a besta, parecia uma explicação plausível, inicialmente. Respirou fundo, molhando a pena no tintureiro, era hora de colocar Sirius Black no lugar dele.





A.L: HÁ! Faça-me o favor Sirius Black, seu grande convencido.





Não é o que suas notas em História da Magia dizem





A Lilian tem coragem para fazer qualquer coisa que quiser, por isso é uma Grifana!





3° REALMENTE, VOCÊ É A ÚNICA DROGA AQUI!





4° “euzinho”? O que é “S.B”? Substantivo Bissexual?





Olhou sua resposta satisfeita.





Sirius


 


O queixo de Sirius caiu, nunca havia conversado com uma garota tão má em toda a sua vida! Como ela tinha coragem de jogar suas notas em sua cara? Ele não tinha culpa se a aula de História dava sono! Sorriu para as palavras ásperas dela, estava sinceramente apaixonado. Viu que o olhar dela procurava a reação dele, e ergueu os braços, como forma de rendição, para ver o sorriso divertido surgir nos lábios dela. Ela havia vencido hoje, mas ainda sairia com ele, nem que fosse a última coisa que fizesse!


 





 





 





Parte 2 - Lilian Evans


 


Lilian estava com o rosto escondido em seu travesseiro, tendo seu grito abafado por ele, estava totalmente revoltada, revoltada consigo mesma, por ter aceito aquela aposta idiota, e mais revoltada ainda por ter plena consciência de que não conseguiria cumpri-la! Não conseguia nem dividir o mesmo espaço que James Potter, quanto mais beijá-lo! O que havia de errado com ela então? Por que toda as garotas conseguiam ficar incrivelmente apaixonadas por ele, e ela não conseguia chegar perto dele nem para cumprir uma maldita aposta? Por que o Potter não facilitava para ela?


Lily bateu no travesseiro, como uma criança mimada que não havia conseguido algo que queria muito de natal, havia feito afinal o papel mais ridículo do mundo, havia simplesmente se levantado e saído no meio de uma aula!


O pior de tudo era como iria contar para Amy que a havia apostado com o idiota do Black? Se bem conhecia Amy, jamais conseguiria convencê-la a sair com alguém, bom, pelo menos tinha aquele trunfo, mesmo que perdesse Amy jamais sairia com Sirius.


Mas depois bufou com aquele pensamento, do jeito que Sirius era, era bem capaz dele persegui-la até o fim da vida, e depois que ela morresse, a prenderia na Terra até o dia em que ele conseguisse o que queria.


- EU ODEIO ESSE GAROTO! - Gritou, jogando o travesseiro contra seu abajur, quebrando-o. Aquilo era tão injusto! - Merlin, um ajuda, um sinal, é só isso que eu quero!


- Lily Evans? - Ela ouviu alguém lhe chamar, meio hesitante, era isso então? Merlin a havia ouvido, havia enviado um sinal? Lily se virou, implorando para que fosse verdade, mas seu sorriso logo morreu, ao ver que era só Jessica McNair, seguida por Karen McNair, elas eram populares, primas, e outra coisa a mais com p. Ela estava prestes a se esconder quando finalmente entendeu... Era aquilo! Sim! Era aquela a ajuda que Merlin a havia enviado!


Quem melhor para lhe ensinar a conquistar James, ou qualquer outro cara do que elas?!


- Você está legal? - Karen emendou, no geral elas tinham o costume de falar como se fossem apenas uma pessoa, enquanto pegava o abajur, colocando-o sobre o criado mudo, e entregando o travesseiro a ruiva.


- Não, não estou. - Ela deu um suspiro, admitindo, rezando para que elas pudessem lhe ajudar.


- Tem alguma coisa que nós possamos fazer por você? - Perguntou Jess, se sentando em sua cama. Ela olhou bem pra ela.


- Na verdade... Sim. - Pensou bem, como iria dizer isso para elas sem ofendê-las? E será que valia mesmo a pena embarcar naquela? Não haveria mais volta depois que o fizesse!


“Lily Evans com medo!” Se lembrou de Sirius rindo dela, e seu sangue ferveu em suas veias, sim, valia a pena, olhou bem pra elas.


- O que, Lily, pode dizer!


- Eu fiz uma aposta com o idiota do Black e não sei como ganhar! - Disparou ela.


- Aposta com Sirius Black? - Jesse riu,


- Você só pode ter ficado maluca, ninguém ganha uma aposta com o Sirius!


- Por que não?! - Elas não estavam ajudando.


- Por que não! Sirius sempre vence, se tiver uma garota no meio ninguém pode te ajudar!


- Não! Vocês podem sim! Eu só tenho que fazer James ficar comigo!


- Mas o James te ama! - Karen disse, e eu revirei os olhos, por que todo mundo sempre dizia aquilo? Se ele me amasse eu não estaria tendo problemas agora, não é?


- Não mais, aparentemente. - Disse, não queria que um relatório sobre os sentimentos de James, queria apenas uma solução para aquela aposta idiota!


- Ok, se acalme, ok?


- Nós vamos te ajudar?


-Vão mesmo? - Ela se derreteu, finalmente vendo uma luz no fim do túnel. Mas então temeu. - Mas... Como?


- Pode deixar Lily. - Jesse riu.


- Seus reforços chegaram. - Disse Karen, encarando a prima de um jeito que fez Lily se encolher, talvez fossem agora que os problemas começassem de verdade.


Mas o que importava era que Sirius Black ia ver.




Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.