FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. O acordo


Fic: Um conto de amor HG Aviso


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

        O baile dos Weasley causou imenso alvoroço dentre as pessoas do reino, todos queriam um convite e faziam de tudo para consegui-los, mesmo que para isso se submetessem a situações constrangedoras e estranhas como foi o caso do pobre Neville Longbotton que adentrou a assustadora Casa dos Gritos, a pedido de Jorge e Fred. A cidade inteira desejava esses preciosos convites, exceto a família Potter, o baile não os atraia nem um pouco a atenção.
- Dizem que os músicos estão vindo da Espanha, a própria rainha deu essa idéia...
- Pedro não quero ser grosseira, mas esse assunto já está me dando dores de cabeça. – Lílian falou enquanto estavam a mesa.
- Sinto muito Lílian, é que todos só falam nisso. – Pedro insistia.
- Eu sei disso e por esse motivo acho que essa história está se tornando irritante. – Lílian falou sem olhar para Pedro.
- Você está certa Lílian eu exagerei, poderíamos falar de outros assuntos, como por exemplo, o noivado do nosso querido Harry. – Pedro olhou para Harry, que estava entretido com seu pedaço de carne.
- É Harry, conte-nos como estão as coisas com a filha dos Chang, já pediu a mão da garota? – Remo Lupin, um dos melhores amigos de James questionou.
- Eu já mandei trazer o anel de noivado dos meus pais, chegará daqui a uma semana. – James relatou.
- Não sei Pontas, mas acho que meu afilhado não está muito contente com essa união, escuta Harry sempre o achei muito parecido com seu pai e seus olhos são todos da nossa linda e querida Lílian aqui. – Sirius recebeu um grande sorriso de Lílian – Acontece que não vi o brilho no rosto que presenciei quando seu pai me contou que havia pedido Lílian em casamento, achei que veria esse mesmo brilho em você.
- Isso porque meus dias como Don Juan estão contados. – Harry se lamentou.
- O físico é dos pais, mas isso você herdou de seu padrinho. – Lupin falou fazendo todos rirem.
- Concordo plenamente nesse ponto com você Aluado, um brinde aos eternos amantes. – Sirius ergueu a taça.
- Não seja uma má influência Sirius, quando Harry conhecer melhor a Cho verá que está fazendo um bom casamento. – Lílian o reprimiu sem deixar de rir.
- Que o destino do Harry está traçado nós sabemos, mas e o jovem Rony? Por acaso você não tem alguma donzela em mente? – Pedro perguntou.
- Não, deixo a corda somente para o Harry, acredito que tenho muito que aproveitar, como diz o Sirius, “Viva a liberdade”. – Rony ergueu sua taça e brindou com Sirius.
- Isso por pouco tempo, não pense que não temos planos para você. – Lílian sorriu.
- Eu estava reparando como a filha dos Granger cresceu, uma garota bonita e inteligente, pessoas assim são difíceis de encontrar, e além do mais é muito amiga de vocês. – Lupin falou.
- Não irei cortejar Hermione, eu a conheço a muito tempo para fazer isso, seria estranho. – Rony se inquietou com a idéia.
- Eu não diria isso se fosse você querido, certas relações começam com uma boa amizade. – Lílian falou para o garoto.
        A idéia passou pela cabeça de Rony por alguns segundos, só que não permaneceu por muito tempo, não podia negar que Hermione havia se tornado uma bela mulher, porém eram amigos desde os onze anos, e além do mais viviam em guerra, não se entendiam e de todas as palavras que trocavam eram simplesmente para discutir.



        Tanto a sua família quanto Harry não viam motivos suficientes para desejar ir a festa, pouco importava para ele que todos comentassem sobre o baile. Um comerciante se atreveu a provocá-lo dizendo que a única família que com toda a certeza não seria convidada seriam os Potter, mesmo com a provocação Harry pouco se importou, se achasse que valeria a pena participar do baile, ele daria seu jeito de ir, uma falta de convite nunca o impediu de se divertir.
        Em uma tarde estava treinando arco e flecha, quando Cho se aproximou de Harry, mais uma vez estava linda, os seus traços orientais davam uma beleza exótica para a garota.
- Vejo que além de espadas é muito bom com o arco. – a garota sorriu.
- Não quero me gabar, mas tenho muitos talentos. – Harry largou o arco para conversar melhor com a garota – Não sabia que seus pais permitem que venha me visitar como se já tivéssemos compromisso marcado.
- Não seja bobo Harry, meus pais estão conversando com os seus e achei uma boa oportunidade para te ver, é muito difícil te encontrar por essa casa enorme.
- Oi Cho. – Rony quis mostrar que estava presente.
- Ah olá senhor Weasley, é muito agradável vê-lo. – Rony sentiu uma leve ironia.
- Digo o mesmo senhorita Chang. – o garoto era conhecido por sua grosseria.
- Então, o que pretende fazer amanhã? – Cho se voltou novamente para Harry ignorando Rony.
- Bom, depende do que você vai querer fazer amanhã, afinal creio que isso seja um convite. – Harry sorriu maliciosamente ao se aproximar de Cho.
- Se não sabe, amanhã é o dia do “Florescer do Botão”, o baile que os Weasley estão fazendo, achei que poderíamos ir juntos.
- Claro que iremos, o convite chegou um pouco atrasado, mas veio hoje, o Harry foi até convidado a dançar com a minha irmã. – Rony arrancou risadas de Harry.
- Não me recordo de o ter convidado. – Cho olhou furiosa para Rony – E além do mais, eu sei que se o Harry quiser pode dar seu jeito para entrar, não terá o atrevimento de me deixar ir sozinha, aquelas pessoas são maçantes demais para se aturar sem uma boa companhia.
- Não sei Cho, sinto, mas esse baile não me parece valer a pena. – Harry tocou o cabelo de Cho.
- Sei, como poderia esquecer que tudo tem seu preço. – ela tocou levemente a boca de Harry – Eu imagino qual seja o seu.
- Olhando por esse ângulo acredito que vá ser bem divertida.
- Certo, mas de nada vale se não tiver um pequeno jogo. – Harry a olhou sem entender – Terá que dançar com a Ginevra, assim ganha um beijo, seu amigo aqui até que teve uma boa idéia.
        Cho se retirou ao ouvir seus pais lhe chamarem. Harry passou a se interessar mais pela garota nesse momento, não era exatamente como ele imaginava. A família Chang era conhecida por ser muito tradicional e conservadora, ver a filha deles agir de forma tão ousada o agradou muito.
- Essa menina é muito estranha. – Rony pegou o arco e algumas flechas.
- Imaginação sua, na verdade estou começando a gostar da idéia de me casar com ela, larga o arco que a gente tem que encontrar com a Mione.



        O trio Hermione, Harry e Rony se conheciam a um tempo e sempre estiveram juntos, mesmo passando por cima dos maldosos comentários sobre meninas evitarem tanta aproximação com meninos. Hermione não tinha muitas amigas, era possível dizer que quase nenhuma, porém nunca se importou, Harry e Rony eram seus grandes amigos e a menina julgava não precisar das fúteis amizades que tinham no reino.
- Harry sinto dizer, mas essa Chang é muito esquisita. – Hermione dizia enquanto limpava alguns livros da estante.
- Foi o que eu disse a ele, e olha que eu e a Mione não concordamos em muita coisa. – Rony não conseguiu deixar Hermione com raiva, a garota apenas sorriu com o comentário.
- Vocês estão julgando demais a Cho. – Harry defendeu.
- Precisamos mesmo limpar esses livros todos, por que não pede para outra pessoa, seus pais não pagam criada a toa sabe? – Rony reclamou.
- Rony não esfregue meus livros com tanta agressividade, acontece que não confio meus livros a qualquer pessoa por isso que eu mesma cuido deles.
- Não comecem a discutir agora, agente ainda tem que pensar em como entrar no baile sem os convites.
        Hermione começou a torcer exageradamente o pano que utilizava para retirar a poeira de seus livros.
- Que houve com você? Está inquieta demais. – Rony reconheceu como uma mania de quem esconde algo.
- Eu não contei a vocês, mas eu recebi um convite.
- Os Weasley te enviaram um convite? – Harry falou incrédulo.
- Na verdade a própria Gina me deu. – Hermione falou relutante.
- A Gina? Minha irmã Gina te deu um convite? E como foi isso? – Rony se aproximou de Hermione e lhe pediu mais detalhes.
        Hermione contou como conheceu Gina, Harry não deu muita atenção ao contrário de Rony, ele só tinha notícias da família através de comentários nas ruas, saber por Hermione o fez sentir uma felicidade imensa.
- E por que não contou antes? Você sabe muito bem com me sinto sobre esse assunto.
- Desculpa Rony, eu achei que não iriam gostar, a sua irmã foi muito gentil comigo e não seria delicado da minha parte recusar.
- Eu não a vejo faz uns três anos, ele deve ter crescido bastante, talvez se a ver nem a reconheça.
- Se pensa assim, imagine eu que não a vejo faz bem mais tempo.
- Ela é linda Rony, está explicado porque chama tanta atenção dos rapazes. – Hermione se esforçou para consolar o amigo.
        Rony tentou disfarçar a tristeza, apesar de ter se afastado de sua família sentia muito a falta deles, até mesmo de seu pai, que por mais que tenha cometido um ato tão repugnante, continuava sendo seu pai.
- Eu tive uma idéia par me desculpar por não ter revelado nada sobre o convite. Meus pais não poderão ir, já me entregaram até uma carta com pedidos de desculpas e agradecendo ao convite que entregarei pessoalmente para a Gina...
- Direto ao assunto se não for pedir demais Mione. – Rony sorriu para a garota, gesto que a fez ruborizar.
- O que quero dizer é que tenho dois convites sobrando e como o baile é de máscaras poderão passar despercebidos pelos Weasley.
- Mione eu já disse alguma vez que agradeço aos céus por você ter entrado em minha vida. – Rony se precipitou e abraçou Hermione a soltando logo em seguida por se dar conta de seu ato.
- Não precisam agradecer, só tomem cuidado para não serem reconhecidos. – Mione que corava ainda mais os aconselhou.
- Bom eu vou ter que dançar com a Ginevra, mesmo que não diga a ela quem sou, meu prêmio me aguarda após isso.
        Despistar seus pais não foi tão complicado quanto pareceu, só precisou dizer que Rony queria dar uma espécie de adeus à liberdade antes de Harry se entregar aos laços do matrimônio.
        Tudo foi cuidadosamente planejado, as máscaras ficaram na responsabilidade de Hermione. A roupa de Harry estava muito bem colocada, trajou uma calça marrom e uma blusa branca, embora simples, mas os poucos detalhes lhe davam um toque charmoso e sensual, inclusive brincou dizendo que tudo era para agradar seu par de dança.
        Os três pararam em frente à entrada da enorme casa dos Weasley, sorriram de um para o outro e colocaram suas máscaras, prontos para uma brincadeira, ao qual Harry nem imaginava que mudaria totalmente sua vida.


* Fernanda e Bianca obrigada por comentarem e como pediram mais um capítulo....
* Érica legal q gostou da fic, foi bem justo mesmo a Gina defender a Hermione...
* Aguardem o próximo que está perto do Harry conhecer a Gina...
* Bjusss
* Bye

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.