FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

17. Recuperação


Fic: NC-18 - O obscuro segredo de Harry Potter


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

As próximas horas foram difíceis para todos, inclusive para Hermione... ela tinha que ficar sentada ali, sem se mexer, tocando Harry, a água da banheira se revolvia constantemente para que os medicamentos e feitiços continuassem a agir nos cortes mais graves dele.


Os cortes mais graves estavam esboçando uma reação de cura mas continuavam abertos e expostos... Hermione pediu para que Luna e Gina se desinfetassem e trabalhassem com as ataduras que Madame Pomfrey havia trazido. Neville voltou com o pó precioso mas Hermione viu que era pouco demais para uma cura rápida e sem maiores traumas... ela teria que colocar aquele pouco para poder pelo menos evitar infecções... teria que ser hábil e cuidadosa.


As duas horas que se seguiram foram tensas para todos, estavam todos suados, cansados física e mentalmente. Hermione pediu para que eles descansassem e voltassem dentro de 2 horas. Harry alternava períodos de consciência e períodos em que estava desacordado. A morfina continuava agindo em seu organismo e Hermione achava isso bom pois havia momentos em que ela tinha que se levantar e renovar o soro ou o feitiço colocado na água. Ela olhava para o colar dado por Dumbledore a ela.. que servia não apenas como um comunicador entre eles como também para algo essencial...algo que somente ela , Dumbledore e Snape sabiam a finalidade... pela primeira vez ela o usara.. e ficou extremamente agradecida por tê-lo colocado novamente no pescoço na noite anterior e verificado se o que havia dentro era suficiente.


Quando o pessoal voltou, ela pediu para Draco e Rony chamarem Snape e Dumbedore, era hora de retirar Harry da banheira.


Eles chegaram e ficaram aliviados de ver o progresso dos ferimentos de Harry, mas sabiam que viria por aí dias dolorosos para ele. Depositaram-no na cama. Corajosamente ele suportou a dor, pois Hermione teve que soltá-lo enquanto ele era transportado. Os ferimentos voltaram novamente a sangrar.. ele já estava deitado na cama imensa de casal, com lençóis brancos que agora lentamente se tingiam de sangue. Hermione foi rápida e junto com Snape eles cuidaram dos ferimentos com as ataduras mágicas que estancavam o sangue.


Hermione preparava o pó habilmente e disse a Harry:


----. Eu mesma administraria o pó em você.... mas a dor vai ser dez vezes pior do que a que você sentiu naquela enfermaria do St. Mungus... mas vou manter minhas mãos em você pois sei que mesmo assim a dor não vai ser nada agradável. Professor Snape vai distribuir o pó com cuidado e seus ferimentos vão se fechar um pouco, mas não o suficiente... Neville está trabalhando para trazer mais pó... você me entende??? Ela dizia para um Harry que alternava consciência e desmaios ocasionais. Ele assentiu fracamente.


Hermione disse que não seria uma cena nada agradável de ver, perguntou se alguém gostaria de se retirar, mas todos ficaram... não iriam e não poderiam deixar Harry ali, sem pelo menos mandar boas vibrações.


O processo começou. Snape era cuidadoso, o pó foi colocado primeiramente em seu ferimento do ombro. Hermione mantinha ambas mãos nele... mesmo assim ele se agitou e gritou feito um animal ferido quando o pó foi depositado no ferimento...


-----Shhh meu querido.... calma... vai passar .. isso aperte minha mão... isso respire fundo... sei que é dolorido.... mas precisamos evitar qualquer tipo de infecção.


Agora Harry estava desperto. Hermione fez sinal para Neville abrir novamente o soro dele no máximo. Ele suava profusamente.


---- Potter.. não podemos demorar... agora vou começar o processo mais difícil, este corte da sua coxa até o abdome... disse Snape penalizado com a dor que iria infringir ao seu pseudo-ex-inimigo de tantos anos.  ----Sei que podes desmaiar... se isso ocorrer.. arrume algum motivo e forças que sei que você tem para voltar..... não fique desacordado muito tempo.


Snape sentia uma incrível necessidade de minimizar a dor dele.. mas não havia como.. ele tinha que agir logo , antes que o tecido necrosasse. Havia ainda um pedaço de osso exposto.. ali a dor seria pior. Ele começaria por ali... provavelmente Harry desmaiaria de dor... se Hermione não estivesse ali provavelmente ele poderia ter um ataque de hiper ventilação e o deixar inconsciente tamanha a dor.... era perigoso... era perigoso ele entrar em um estado de dormência e não retornar mais.... Harry corria risco de morte.


Snape foi rápido e não deixou Harry nem pensar muito no que acontecia.. o primeiro punhado do pó dourado foi colocado no ferimento e Harry não teve forças nem pra gritar.. deu um grunhido e desmaiou. 


Hermione chorava de vê-lo ali assim. Sabendo que parte daquilo, grande parte daquilo que acontecia tinha sido sua culpa. Ele se distraíra porque ouvira da boca de Rony a respeito de seu casamento. Na noite anterior ela não tivera vontade de falar pra ele nada a respeito do casamento com Paul .


Ela fora egoísta e covarde e agora pagava o preço.. um preço alto demais... ela amava Harry e não importava o passado.. aliás ela nem queria saber do passado... ela ia tirar essa lembrança para sempre de sua mente.... mas agora ela tinha que se concentrar nele. Ela colocou a mão no coração dele.. que agora batia fraco.. ela ficou nervosa.... Snape continuava a percorrer o ferimento dele com  o pó.. com habilidade. Algumas partes fecharam e outras continuaram um pouco abertas.


Uma varinha foi posicionada no local em cima da caixa torácica de Harry – perto do coração, onde podiam escutar as batidas do coração dele.


Ela sussurrou no ouvido dele:


---- Hey.. fique aqui comigo.. vamos Harry... sei que você é forte.... preciso de você.. preciso de você demais.... volte .... ela dizia enquanto auscultava o coração dele.. que continuava no mesma batida fraca. Ela estava apavorada, tinha um medo imenso de perdê-lo.


Ela continuava seu diálogo com ele como se não houvesse ninguém na sala com ela.. somente os dois.


---- Harry--- meu amor.... venha pra mim... sua Mione... estou esperando...  quero meu anel de noivado... não faça isso comigo.... por favor.... eu amo você.... lembra que temos que ter um bando de filhos... lembra de Kay??? Você não pode deixá-la na mão... ela quer ser nossa dama de honra...  Hermione dizia em meio a lágrimas ... a tensão na sala era imensa..


Todos os que estavam ali sabiam do risco que ele corria... os ferimentos eram graves e a situação dele não era nada boa... ele estava em boas mãos mas somente o tempo poderia dar a certeza de que ele ficaria bom... por enquanto , ninguém respirava aliviado.


Todos estavam suspensos, concentrados na batida do coração de Harry. As batidas foram aumentando em um passo vagaroso, mas o coração batia mais forte. Hermione estava deitada no peito dele, do outro lado do ferimento... ela rezava... ela sentia a pele suada dele contra o rosto... e não sabia se ele estava molhado de suor ou se eram suas lágrimas.... lágrimas .. era isso....


----- Professor... chame Fawkes por favor – disse ela desesperada...


---- Ela já está vindo minha querida, eu estava esperando todo este processo terminar, com a extensão dos ferimentos dele seria impossível ela dar conta de ajudá-lo.


A Fênix entrou pela janela que havia sido aberta por Luna e pouco em cima da cama... ela virou a cabeça e as lágrimas do pássaro começaram a cair copiosamente sobre a ferida maior de Harry e a ferida começou a se fechar lentamente. Hermione ficou encantada e o professor disse:


---- Há um limite para que estes pássaros possam verter lágrimas.. mas já pedi a um amigo meu que curiosamente também tem uma... até amanhã a teremos aqui... Hermione não percebeu mas Harry havia aberto os olhos e mesmo com a mão presa ao soro, conseguiu acariciar os cabelos dela. Ela se virou e sorriu:


---- Você voltou... ela disse se erguendo para beijar os lábios secos dele.


Ele sorriu fracamente e disse:


---- Você me pediu....


Todos na sala respiraram aliviados, Fawkes deu um vôo sobre o corpo de Harry que agora estava somente dolorido e ele agradeceu a todos por estarem ali.  Especialmente a Snape que fora hábil e conversara com ele durante sua inconsciência..


Dumbledore com um aceno de varinha trocou a roupa de cama de Harry sem movê-lo e disse:


----Agora.. todos.. inclusive a senhorita, vão tomar um banho e comer algo enquanto eu falo a sós com Harry.


Hermione foi protestar e Dumbledore disse:


---- Pode deixar que cuidarei bem dele.. Snape preciso de você também para esta conversa...


Todos saíram do quarto, inclusive Hermione. O quarto dos dois era agora do outro lado do salão oval. As meninas a levaram para o banheiro dos monitores e foram tomar um banho demorado. Hermione estava precisando relaxar e conversar.


A piscina foi cheia com sais de banho coloridos e perfumados a água morna foi um descanso para ela.... ela se banhou longamente e Gina emprestou a ela um macacão preto, fresco e delicado. Ela prendeu os cabelos e por insistência de todos ela foi comer. Não queria ir para o salão de almoço deles, então foi para a cozinha.. logo depois apareceram Fred, Jorge, Moody que havia saído da escola por um dia e também Gui e Carlinhos.. foi impossível mantê-los sem notícias de Harry.  Visitas estavam proibidas. Ela comeu algo e Rony e Draco explicaram o que havia acontecido. Estavam todos chocados mas felizes com a recuperação de Harry.


Dobby estava especialmente preocupado e chamou Hermione em um canto da cozinha e disse:


----- Srta.. como está meu amo Potter.. O Senhor Potter é muito importante para Dobby.. é sim... senhor... Dobby não vive sem seu amo... ele diz que não é meu amo... mas é sim....


--- Calma ... ele está bem.... vai ficar tudo bem...


---- Dobby vai fazer a sopa especial dele... aquela que Dobby fez pra senhorita quando ele foi embora.... vai sim... assim ele fica bom logo... vou levar comida e bastante suco de abóbora....


---- Eu adoraria  ... disse ela sorrindo. Sua sopa é muito boa... por favor leve também o pudim de chocolate preferido dele.... você sabe onde estamos não é?


---- Sei sim Srta.... Prof. Dumbledore já me informou e me disse para manter o quarto de vocês abastecido pois provavelmente ficarão lá algum tempo... olhe tome este abafador de chá... se precisar de algo de Dobby é só virar ele do avesso que ele vem me chamar....


Hermione sorriu. Provavelmente alguma invenção exclusiva de Fred e Jorge.


x/x/x/x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x/x/x/x/


Ela subiu e Harry dormia. Ela tinha uma terrina de sopa fumegante na mão. Dumbledore e Snape estavam saindo quando ele disse:


---- Acho melhor acordá-lo e dar essa sopa maravilhosa do Sr. Dobby a ele... ele vai precisar de toda força...


Hermione assentiu e agradeceu novamente. Ela entrou no quarto, totalmente branco,  a não ser pelos inúmeros frascos coloridos de remédio. Harry dormia coberto com um lençol fino. Ela olhou o rosto perfeito dele. O cabelo todo suado, grudado na pele, a cicatriz em formato de raio aparente, ela se sentou ao lado dele e disse:


---- Harry... querido.. acorde... por favor... disse ela passando a mão no rosto dele. Parecia que ele havia envelhecido alguns anos nesta última tarde. Já era tarde da noite... ele não havia comido nada.. o soro continuava a pingar.. agora somente o soro para hidratá-lo.


Ela passou a mão pelos lábios dele e disse:


---Vamos querido... sei que está com sono... mas precisa comer um pouco....


Ele abriu preguiçosamente os olhos... ele estava exausto... mas a voz de Hermione perto era irresistível.. ele sentia o perfume dela.


---- Hey.... disse ele pegando a ponta dos dedos dela e beijando.


---- Hey.... hora de comer... disse ela destampando a terrina de sopa.


---- Nem pensar... não estou com fome... disse ele fazendo uma careta...


---- Não perguntei se estava com  fome.. estou dizendo que tem que comer.. olha Dobby fez a sopa para você.. e agora eu estou aqui como curandeira e sou bastante exigente com meus pacientes, especialmente os que não cumprem ordens médicas... então vou levantar a cabeceira vagarosamente de sua cama e o senhor vai comer sim.... ou vai ficar preso nesta cama por causa de fraqueza????


---- Se ficar preso na cama com você.... não vou achar ruim não... eu ganho um beijo por cada colherada que eu comer ele ??  Disse tentando brincar com ela.


Ela riu e percebeu o jogo dele e disse:


---- Ganha.. depois que comer....  disse ela ajeitando os travesseiros dele.


----E me deve um banho..... ele disse feliz em estar sozinho com ela ali.


Ela riu de novo e disse:


---- Você já tomou banho...  disse ela se referindo ao banho da banheira.


---- Aquilo não vale.... lembra que iríamos tomar banho hoje de manhã e acordamos tarde? Disse ele com a voz fraca, gemendo um pouco enquanto ela levantava a cabeceira da cama com um toque de varinha.


Ele riu e se ajeitou na cama para comer... a noite seria longa, dolorosa e extremamente agradável do ponto de vista dele.


x/x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/


 


O pessoal estava reunido no salão comunal deles, ninguém sabia do “namoro” de Harry e Hermione a não ser os cinco amigos, Rony, Luna, Draco, Gina e Neville é claro.


Fred veio com seu prato e se sentou ao lado de Draco e disse:


---- Porque ele não está na enfermaria??? Por que Hermione,  por que somente ela pode ficar com ele e a gente não pode vê-lo?.


---- Risco de contaminação... ele ainda está com os ferimentos abertos e ela é curandeira cara... Draco não queria revelar nada que não fosse permitido.


---- Ele tá muito ruim??? Me disseram que os cortes foram muito profundos e que o tratamento dele foi uma coisa de maluco...


---- Foi mesmo... ele ainda está muito machucado e foi bem tenso lá dentro hoje. Ainda bem que o Snape estava lá com o Dumbledore, sem mencionar a Hermione que é fantástica.. uma perícia incrível.. ela até colocou um remédio trouxa na jogada.


----Wow.... fico com pena do Harry.. o que levou a acontecer isso??? Perguntou Jorge entrando na conversa.


Gina chegou para salvar Draco e disse:


-----Ele se distraiu com uma bobagem... e nada de mais.. nada que seja da conta de vocês.... esqueceram que o que se faz no treinamento fica somente entre as pessoas que estão treinando...ordens do Snape.. não quer ninguém tagarelando sobre os incidentes que acontecem...


----Calma irmãzinha... não somos qualquer um, a gente aqui é tudo irmão, e por falar em irmão e irmã..Roniquinho.... gritou Jorge....


Rony que estava comendo uma bomba de chocolate se virou e disse:


----Fala....


----Vem aqui irmãozinho.. você e sua linda namoradinha.. o Fred e eu precisamos falar com vocês...


Rony revirou os olhos e pegou na mão de Luna.


Draco ia se levantando para sair quando Jorge pegou no ombro dele e disse, o papo também tem a ver com vocês dois... disse ele apontando o dedo para Draco e Gina.


---- Seguinte... disse Fred se levantando e sendo bem teatral:


----Quando o relógio foi dado a vocês... era para usarmos em casos de emergência.. como a de hoje...fomos avisados do acidente de Harry pelo relógio e foi assim que nosso querido professor Dumbledore conseguiu chegar tão depressa ao local... muito bom todos estarem usando...


---- Portanto... precisamos ter certeza de que eles realmente funcionam...pois são realmente muito úteis... disse Jorge sério.


----Exato... podemos ser avisados de quaisquer infortúnios a qualquer momento... então precisamos fazer uma checagem....


Jorge sendo mais teatral ainda ---- Ontem nossos relógios enlouqueceram.. não é Fred??


----Exato..Jorge...  depois das 10 horas da noite.. fomos checar se estava tudo bem na sala comunal de vocês e nosso relógio acusava atividades nada amistosas ocorrendo com nosso Roniquinho e sua namorada e  nossa querida e santa irmã e seu noivinho....


---- A pergunta que não quer calar é a seguinte: - Precisamos revisar o mecanismo de nossos relógios, ou os quatro pombinhos aqui estavam realmente em uma atividade intensa em seus respectivos quartos... quase derrubando as paredes pelo que ficamos sabendo... é muito sério... precisamos saber.... é uma questão de controle de qualidade de nossos produtos...


Rony ficou vermelho e Draco parecia que ia desmaiar.. os gêmeos sabiam que estava todos juntos mas não em quartos de casal... ele era noivo de Gina e não sabia como todos os irmãos iriam reagir.


---Err... na verdade... a gente... começou a falar Rony sem graça.


---- No meu caso e no de Rony, não há necessidade de checar o relógio, eu até acho engraçado o módulo “transando”, tem dois bonequinhos fofos nele... disse Luna sincera. E a gente realmente estava fazendo amor... e o Rony é meio barulhento...disse Luna super sincera e na maior calma do mundo.


Gui, Fleur e Carlinhos começaram a rir.. até Dumbledore que havia chegado e pego o final da conversa.


----Agora Draco.. meu irmão.... disse Jorge com a mão no ombro dele... Podemos dizer que o relógio estava estragado ou vocês dois realmente estavam se pegando lá em cima....


---- A gente vai se casar.. e... começou a dizer Gina, morta de vergonha pois todos os irmãos olhavam pra ela.


--- Um momento.. disse Fred... estamos aqui todos reunidos para perguntar a Draco a verdade: --- Estavas realmente com minha irmã, em termos nada decorosos nos quartos acima??? Melhor ainda : Quando será o casamento??? Ou Pior ainda : A mamãe sabe que você já deixou de pegar na mão de Gina para pegar em outras coisas???


Draco estava verde... e respondeu firme:


---- Estamos com o casamento praticamente marcado.. e estávamos morando já na Mansão Black há algum tempo então é natural que estejamos juntos sim... portanto não precisa mais checar o seu relógio.... A minha futura sogra sabe sobre nós dois sim....e... não tenho que responder nada mais.... disse Draco nervoso.


---Ahhhhh tem sim.. a última pergunta:  - Quando teremos um sobrinho????


Todos na sala riram... aquilo serviu para descontrair a todos.


x//x/x/x/x/x//x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x/x/x//x


Hermione banhou Harry na cama mesmo... ela não podia levantá-lo.. o próximo banho de banheira estava programado somente para o outro dia. Ela cuidou dele enquanto ele estava dormindo. Era um sono profundo e tranqüilo.. mas ele estava com febre.. isso a preocupou um pouco... alguns ferimentos começaram a infeccionar... ela chamou Neville com urgência e pediu que ele preparasse uma pasta de uma infinidade de plantas que ela estava pesquisando junto com ele há algum tempo.


Snape também foi chamado para preparar uma poção para febre.


Harry alternou durante dias estados febris e estados conscientes... Hermione foi incansável na sua vigília.


Enquanto ele estava acordado.. conseguiam conversar.. e namorar um pouco... mas ele sempre dormia com o  efeito das poções e dos chás preparados.


Hermione quase não comia. Gina e Luna levavam comida pra ela, e ficavam com Harry para que ela se banhasse.. era tudo sempre muito rápido. Ela não conseguia ficar longe dele por muito tempo... e se ele sentisse dor???


Ela dormia do lado dele na cama, ele sempre procurava a mão dela quando estava lúcido, na madrugada do terceiro dia ele acordou e ela dormia. Ele acariciou a face dela e viu que havia olheiras fundas sobre os olhos cansados dela... ela repousava gentilmente a cabeça no ombro direito dele, onde não havia ferimento.


Ela acordou com o toque suave dele:


----Que foi??? Está com dor??? Disse ela assustada..


---- Shhh.. não... relaxa.. só acordei e fiquei aqui te olhando querida... disse ele a acalmando.


---- Que susto .. eu pensei que você estava com dor , ou ansioso por amanhã... o pó ficou pronto e vamos fazer o curativo pela manhã.... acho que vai doer menos.. e eu vou estar aqui.. e..


---- Mione.. shhhh.... olha aqui... eu sei de tudo isso.. agora vamos conversar... desde o dia que me feri.. não vi você fazer nada por você....não come direito, não toma um banho relaxante.. não dorme direito... sei que você é uma curandeira de primeira, mas se ficar doente.... por minha causa.. eu não vou me perdoar... disse ele contornando os lábios dela com o dedo da mão que ainda tinha o soro preso.


---- Eu sei.. mas não estou com fome.. nem cansada.. e...


---- Olha só.. sei direitinho quando está tentando me enganar.. e não precisa te conhecer muito bem pra ver ..


---- Não venha desviar o assunto.. você está doente aqui e você precisa de tratamento... e de comer direito... então.. não me venha com gracinhas Potter.


--- Hermione é sério... vamos fazer o seguinte... eu como se você comer.... e durmo se você dormir.. simples assim...


----Você está D-O-E-N-T-E, ferido....e...


---- Me dá o abafador de chá de Dobby.. vou pedir algo para ele preparar pra gente comer..


---- Mas são três da manhã.... ela disse olhando um relógio antigo na parede.


----Eu sei... agora vá tomar um banho quente... de banheira... relaxar... pena que não posso ir contigo e depois venha pra cama .... quero você inteira meu amor... por favor.. eu estou pedindo...


----Vou tomar um banho rápido e... disse ela se levantando.


---- Nada de banho rápido... banho r-e-l-a-x-a-n-t-e.. coloque uma roupa fresca e venha se deitar... vou ficar de olho... se aparecer aqui em menos de 15 minutos eu faço greve de fome.


Ela o olhou com aquele olhar de quem tem vontade bater em um menino teimoso e ele replicou:


----E eu não tenho medo desse seu olhar.. Vamos... andando Srta. Curandeira desobediente.


Ela ia saindo e entregou o abafador de chá para ele. Ela estava feliz.. ele estava de volta.. implicante mas de volta...


Ele puxou a mão dela e disse:


----Sem um beijo???


Ela sorriu e deu um selinho e ele puxou-a para si e a beijou, como não a beijava em dias. Hermione ficou até meio perdida quando ele disse:


---- Melhor que qualquer remédio que tomei até agora...


Ela riu e disse:


---- Você é o paciente mais terrível que eu já tive.. e o mais gostoso ( ela acrescentou mentalmente) ...


---- Mas você me ama...


Ela jogou um beijo e saiu para o banheiro.


x/x/x/x/x/x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x/x/


O banho realmente foi relaxante... ela deixou a água da ducha cair nos ombros cansados. Só percebera seu cansaço quando entrara no chuveiro... ela olhou no espelho.. suas olheiras estavam enormes.. ela lavou bem os cabelos... colocou um sabonete perfumado na espoja e esfregou vigorosamente o corpo... e começou a imaginar que poderia ser Harry a fazer aquele serviço... ela estremeceu.. se fosse enveredar os pensamentos por aí... não ia dar certo...


Ela fechou o chuveiro e observou o corpo magro no espelho.. ela realmente tinha perdido peso, ela fez um feitiço e secou os cabelos e os amarrou em um penteado moderno e prático.


Saiu do banheiro enrolada na toalha e Harry arregalou os olhos.... estava sonhando com aquela cena há anos... Hermione viu o olhar de cobiça dele e atravessou o quarto, que ainda estava dividido por uma cortina e todas as suas coisas estavam ali.... menos sua cama... ela estranhou mas não comentou nada... ela sentia os olhos de Harry através da cortina.


---- Pediu algo pra gente comer??? Disse ela procurando algo pra vestir ainda enrolada na toalha.


---- Pedi... pedi.... disse ele com os olhos grudados na cortina...


Ela pegou a calcinha e sutiã e uma camisola justinha de malha rosa, que ela adorava vestir...  ela podia sentir o olhar de Harry queimando ela... um olhar que ela jamais veria em homem algum na sua vida... ela pegou um vidro de óleo aromático.. um óleo que ela usava há anos.. que era o preferido dele e resolveu brincar com a imaginação do moreno.


Deixou a toalha cair... Harry se revirou, gemendo baixinho para melhorar o ângulo de visão, ela riu. Colocou a perna em uma poltrona e começou a passar o óleo pelo corpo todo. Ele gemeu baixinho.


A silhueta dela era perfeita, os seios empinados, a barriga achatada, as pernas bem torneadas e um bumbum de fazer inveja a muita gente... ela calmamente passou o óleo no corpo, depois enxugou o excesso com a toalha, Harry gemeu de novo... ela então  vestiu a calcinha e o sutiã e foi andando vagarosamente até o outro lado e segurou a ponta da cortina e disse:


---- Está tudo bem??? Disse ela aparecendo totalmente para ele.


Ele engoliu seco e disse:


---- Está tudo ótimo.... e.. isso faz parte do tratamento??? Disse ele apontando para ela..


---- O que??? Disse ela inocente.


----Tortura.... eu não posso sair daqui até amanhã... senão me levantava agora e não deixaria você vestir mais nada... disse ele cheio de desejo.


Ela riu e foi até a ponta da cama para beijá-lo e Harry disse:


---- Não dá pra livrar minha mão do soro??? Eu estou todo atado.. não consigo me mexer e nem te tocar.


---- Acho que posso sim... ela foi até o lado da cama e pegou um algodão e começou a trabalhar para tirar o soro dele. Ele fez uma careta quando a agulha saiu de sua mão. Ela beijou a mão dele, subiu na cama para beijá-lo e neste instante Dobby entrou.


Ele ficou sem graça, tapou os olhos com as orelhas grandes e disse ao animado casal animado que estava na cama:


----Srta Hermione... Dobby trouxe comida.. Dobby vai deixar aqui... eu não quero atrapalhar a Srta... er...no tratamento do Sr. Potter, é Dobby não quer... Dobby está saindo...  disse ele saindo de ré do quarto.


Hermione riu sentando-se e colocou um travesseiro na sua frente e disse:


---- Me desculpe Dobby.... estava checando meu paciente.. disse ela com vontade de rir...


--- Tudo bem .. Dobby vai embora... e por favor avisar Dobby para trazer mais se precisar.. e avisar se estiver checando o paciente.... agora Dobby vai.. vai sim... disse ele desaparecendo.


Hermione riu e foi até o degrau e pegou a bandeja cheia de guloseimas.. ela estava repentinamente faminta.


Os dois comeram juntos e namoraram um pouco. Harry não a deixou vestir a camisola... disse que estava nu sob as cobertas e ela pelo menos poderia estar como ele.


Ela riu e a conversa ficou mais séria:


---- E Paul??? E esta história de casamento antecipado Mione? Disse ele com uma pontada de ciúme na voz.


---- Minha última estupidez... quando você chegou eu fiquei perdida... ainda estou.. disse ela brincando com um garfo em uma torta de frango...


---- Porque está perdida?? Ele disse pegando a mão dela e beijando.


---- Não sei o que está acontecendo aqui... nem sei se quero saber... não sei se tem significado, data de validade.. ou se você vai sair e desaparecer por mais dois anos... não sei nada de sua vida enquanto esteve fora.. se por acaso se apaixonou por alguém, e... 


Os olhos dela estavam prestes a explodir em um choro silencioso...


Ele se lembrava de Dumbledore dizer a ele para dar certezas a ela e ele disse:


---- O que está acontecendo é que eu te amo.... o que significa pra mim tudo isso?? É ter minha vida de volta... sem você eu sou simplesmente vazio.... data de validade, que tal a eternidade?? Se eu viver mil anos, a amarei como se fosse nosso primeiro dia... e não vou sumir.. a não ser que me peça... ou melhor nem que me peça.... e meu coração nunca pertenceu a mais ninguém.... se quer saber além da verdade... nem meu corpo....


Ela chorava e acariciava o rosto dele e disse:


---- Nem eu consegui pertencer a mais ninguém.... nunca ninguém me tocou assim... nem no corpo nem na minha alma... mas como posso saber que você não vai embora de novo???


--- Não costumo cometer o mesmo erro duas vezes... e vai ter que confiar em mim.... eu a amo... mais que tudo nessa vida.... e ficar longe de você foi a pior dor que senti na minha vida.. era uma dor constante e latente.... fala pra mim que não vai se casar com ele... fala pra mim que vai se casar comigo... que é meu anel que vai para esta mãozinha linda aqui... e que vamos fazer isso o mais rápido possível. Disse ele ansioso.


---- Claro que vou me casar com você... é tudo o que mais quero....


Ele sorriu e a puxou para um beijo. A mão de Harry percorria parte do corpo dela. Ele praguejou baixinho quando não conseguiu abrir o fecho do sutiã dela com uma mão desta vez...


Ela sorriu se sentou na cama e disse:


---- Não senhor... nada de emoções fortes.... nem pensar.... amanhã... quando estiver melhor... com os ferimentos fechados....


---- Mione você está me torturando..... aquela cena ali da cortina foi maldade... disse ele puxando de leve a alça do sutiã dela e descendo o rosto sem barbear por ele... ela gemeu..


---- Não foi.... ou melhor foi  uma amostra... de que não vou facilitar sua vida aqui Sr. Potter.


Ele riu e disse:


---- Não facilita mesmo....  mas você sabe que quando eu estiver bom.. a Srta.  vai pagar por cada maldade destas não sabe??


Ela gemeu... não sabia como, mas ele havia baixado a alça totalmente do sutiã dela e lambia vagarosamente o mamilo dela...


---- Hummm sei.... ai Harry.... você não pode ficar excitado.. e...


---- Tarde demais... ele disse olhando sugestivamente para o volume do lençol...


Ela sorriu e disse:


----E agora??? Ela disse beijando ele e se sentando para tirar o sutiã... e se debruçando com cuidado sobre ele.


----E agora a gente acha uma maneira... pode deixar comigo..


Ela riu e tirou as cobertas de cima dele.


Depois de saciados, com muito cuidado, Hermione trocou os lençóis, e se deitou no peito dele quando ele disse:


---- Já está amanhecendo.... queria poder ver o nascer do sol com você...


---- Mais uma coisa para nossa lista “O que fazer depois do acidente” disse ela brincando.


----Sabe qual o meu primeiro item???


---- Nem imagino.. disse ela marota..


----Fazer amor seguida, e exaustivamente com você...


Ela sorriu e disse:


---- Preciso urgente da Edwiges.... preciso avisar Paul. Não posso adiar mais!!!! Ela saiu da cama em busca da coruja e de uma pena e um pedaço de pergaminho.


 


x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x

N/A - Autora e Beta super boazinhas.. posts quase todos os dias... mandem seus comentários por favor.... uma autora se alimenta disso sabiam???? hahaha

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.