FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

15. Derrubando Barreiras


Fic: NC-18 - O obscuro segredo de Harry Potter


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Pessoal, particularmente amei escrever este capítulo... já foi betado pela minha querida amiga Telmie.
Tem NC - de leve mais tem... portanto os que não gostam, por favor pular as partes em itálico e na cor azul.
Beijos Fer


x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/


Hermione olhava o quarto, sem fala, e olhou para Harry que estava um pouco mais relaxado que ela.


 


---- Escuta Hermione.. eu não vou impor minha presença a você de forma nenhuma.... posso muito bem dormir na sala comunal e você ficar com o quarto só pra você... aliás acho que é exatamente isso que eu vou fazer, a gente pode combinar um horário para que eu use o banheiro, ou posso usar o banheiro dos monitores e..


 


---- Você acha que ele fez de propósito??? Disse ela cortando o discurso dele.


 


---- O que??? Disse Harry.


 


---- Dumbledore.. acho que ele fez de propósito, porque duvido muito que ele esteja senil...


 


---- Não sei Mione.. mas como te disse ....


 


Ela levantou a mão e disse:


 


---- Quer a cama perto da janela por causa de Edwiges? Eu fico com aquela ali no canto... disse ela sem prestar atenção na sugestão dele.


 


Ele sorriu.. ela não rejeitara a idéia de ficarem no mesmo quarto. O coração dele se encheu de esperança.


 


---- Ok. Eu  fico então com a cama perto da janela disse ele sorrindo.


x/x/x/x/x//x/x/x/x/x/x


 


Desceram para o almoço e receberam, cada turma um horário e informações do local onde ocorreriam os treinamentos.


 


Hermione subiu para o quarto e foi para o banheiro se trocar, colocou um macacão justo de ginástica e uma camiseta por cima. Harry colocou um abrigo antigo da academia de aurores e uma camiseta preta.


 


Foram encaminhados para uma clareira na Floresta Proibida, onde treinariam técnicas de defesa contra feitiços e bloqueios a maldições imperdoáveis. Era um treinamento avançado, conduzido por Harry, Draco e Rony. Harry um pouco mais experiente dominou o treinamento todo, mostrando novos feitiços aprendidos, tanto para ferir quando para se defender.


 


Eles treinaram concentração e feitiços exaustivamente, depois ainda Rony cuidava do condicionamento físico deles e os fez dar duas voltas no campo de quadribol correndo. Por fim estavam todos ofegantes e loucos por um banho quente.


 


Eles se dirigiram juntos à sala comunal da Torre Norte. Os casais subiram e combinaram de se encontrar em uma hora para poderem jantar. Jantariam todos juntos na cozinha do castelo. Não podiam chamar a atenção para a presença deles.


 


 


O jantar foi divertido, os gêmeos dominaram a conversa e durante o jantar distribuíram alguns artefatos desenvolvidos por Fred em suas andanças. Todos receberam o mesmo tipo de comunicador que era um relógio, fino, que grudava na pele, com o nome dos amigos e a situação em que se encontravam.. um artefato parecido com o relógio que eles tinham na Toca, muito mais aprimorado, era como um relógio digital que mostrava o rosto da pessoa e o que ela estava fazendo no momento.. claro com o toque de humor de Fred, haviam situações como  “ no banheiro” e “ transando” .  Todos eles riram da demonstração feita por Fred.


 


Exaustos foram todos para seus dormitórios. Hermione e Harry subiram para o deles sob os olhares dos amigos.


 


x/x/x/x/x/x/x//x/x/x/x//x/x/x/x/x//x/x/x//x


 


No quarto eles se olharam e ela disse:


 


---- Quer usar o banheiro primeiro?? Eu ainda tenho que arrumar umas coisas aqui. Disse ela desconfortável.


 


--- Não.. vou instalar direito a penseira e colocar ela em outro lugar... colocar algumas memórias presas aqui... e revisar mais algumas.. depois se quiser usá-la, é muito útil.


 


Ela esboçou um sorriso e disse:


 


--- Tudo bem, outro dia, agora eu preciso mesmo é de um bom banho.


 


Ela ultrapassou a cortina e seu coração batia acelerado... ela ia dividir um quarto com Harry.. como seria tê-lo ali, perto, ao alcance de suas mãos dormindo???


 


Será que ele dormiria de cueca??? Como naquele primeiro dia na Mansão Black?  O sangue dela ferveu.


 


Ela praguejou baixinho, procurando um pijama para vestir, ela fez um aceno com a varinha e as roupas dela voaram para o armário do lado, dobradas e separadas e o pijama foi para cima de sua cama confortável.


 


Ela pegou seus pertences e foi ao banheiro. Harry não se virou, estava concentrado, com sua varinha, extraindo pensamentos e colocando-os na penseira.


 


Ela relaxou no banho quente.... ela pensava nos poucos banhos que compartilhara com ele e suspirou. Foram poucos, mas intensos.


 


Ela resolveu deixar ali, um sabonete e um shampoo para ele. Sabia que ele não deveria ter trazido nada parecido.


 


Ela se trocou no banheiro, pois por nada deste mundo trocaria de roupa perto da cama dela.. aquela cortina era tão fina, que dava pra ver até a alma da pessoa do outro lado.


 


Ela saiu enxugando os cabelos e o encontrou revirando a mala e xingando baixinho... ela riu e disse:


 


---- Você nunca foi bom neste feitiço.. disse ela pegando a varinha dela e fazendo o mesmo feitiço que fizera antes do banho... as roupas de Harry voaram da mala e foram direito para o armário. Na cama um pijama de seda azul marinho e  uma cueca boxer preta. Ela viu de relance que havia uma camiseta lilás no meio das roupas , ela imaginou que poderia ser uma camiseta dela que sumira misteriosamente por ocasião da partida dele.


 


Ele viu o olhar dela para o armário e disse:


 


---- Obrigado Hermione.. sou um fracasso neste feitiço... e fechou rapidamente as portas do armário.


 


----Deixei sabonete, shampoo e condicionador no banheiro pra você.


 


Ele sorriu e disse:


 


--- Obrigado.. eu não trouxe nada disso..


 


Ela sorriu e disse:


 


--- É , eu imaginei...


 


Ele saiu com o pijama na mão e foi ao banheiro.


 


O perfume dela estava em todos os lugares.. ele gostaria de estar ali com ela, tocando-a, beijando sua pele molhada, fazendo amor com ela. Ele não iria agüentar esta proximidade.. ele sentia falta de sexo... ele sentia falta dela.. ele não queria se fartar em uma noite com uma estranha.. ele queria se fartar com ela...


 


Achou melhor tomar um banho frio para esfriar os pensamentos e os hormônios que já tomavam conta de seu corpo sem pedir permissão.


 


Ele demorou um pouco e quando saiu Hermione estava já na cama, com o abajur aceso, lendo um livro. Ele podia ver pela cortina.


 


Ele foi até a cortina fina que os separava e disse:


 


---- Boa Noite Mione... e o perfume dele chegou até ela , fazendo-a estremecer.


 


---- Boa Noite Harry. Disse ela se virando para ele tentando disfarçar a voz trêmula.


 


x/x/x/x/x/x/x/xx/


 


Nenhum dos dois conseguia dormir, não somente pela proximidade imposta por aquela parede quase inexistente entre eles, mas os barulhos que vinham através da parede, eram perturbadores. Draco e Gina eram um casal bem animado no quesito amor.. eles estavam praticamente narrando o sexo que estavam fazendo. O mesmo servia para Rony e Luna... as paredes eram finas de mais e escutar a cama rangendo e gemidos estava se tornando insuportável para os dois ali, no meio, acordados....


 


Hermione estava incomodada, se virava de um lado para o outro, colocava o travesseiro nos ouvidos, e nada...


 


Ela se sentou na cama e disse:


 


---- Não sei você... mas eu não vou ficar aqui escutando esta narração explícita do que eles estão fazendo no quarto....


 


Harry se levantou junto com ela e disse:


 


---- Nem eu..


 


Eles saíram do quarto e ainda dava pra ouvir os gemidos dos casais, parecia que o som havia sido abafado, mas ainda dava pra perceber que os casais continuavam animados..


 


Eles desceram as escadas e Harry sugeriu:


 


---- Quer fazer uma boquinha na cozinha? Enquanto isso, quem sabe os ânimos se esfriam.


 


---- Vamos sim...


 


Eles seguiram conversando sobre os tempos de Hogwarts, ora apontando uma estátua, ora um corredor, ou sala de aula. Chegaram na cozinha e foram recebidos com deferência pelos elfos domésticos.Dobby em especial.


 


Eles foram servidos imediatamente, com bolos, pudins, bolinhos salgados, refrigerantes, sucos, e os olhos curiosos dos elfos vigiavam cada movimento deles.


 


Hermione mordia um bolinho de arroz recheado com queijo derretido e disse:


 


---- Daria tudo por uma taça de vinho.... disse ela comendo com gosto o bolinho.


 


Harry também pegou um e disse:


 


---- Eu também.... daria tudo por um vinho.


 


Uma garrafa se materializou diante deles e duas taças... ele olhou para Hermione e disse:


 


---- Serviço de primeira...


 


Ela riu e pegou outro bolinho. Eles ficaram ali, tomando vinho e comendo. A garrafa não esvaziava. Harry se despediu de todos e Hermione falou com dois elfos elogiando a comida. Harry pegou a garrafa de vinho e as taças e disse:


 


---- Vamos ver se o pessoal se acalmou...


 


 Hermione estava leve e disse:


 


---- Tomara.. senão, não vou dormir naquele quarto hoje...


 


x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x/x


 


Chegaram no salão comunal e estava tudo em silêncio.. Harry acendeu a lareira e encheu a taça de vinho e apontou a poltrona pra ela e disse:


 


--- Vamos conversar um pouco.. estou sem um pingo de sono.


 


---Eu também.... disse ela pegando a taça...


 


Eles falaram sobre o treinamento, e as técnicas novas aprendidas por Harry. Evitaram falar sobre si mesmos, especialmente sobre Paul. Quando já estavam se preparando para subir eles ouviram novamente um dos casais, Harry poderia jurar que era Draco e Gina começando mais uma maratona nada silenciosa.


 


Ele riu e disse:


 


---- Parece que eles acharam excitante transar nos dormitórios de Hogwarts. Está a fim de ouvir um filme erótico ou vamos ficar mais um pouco por aqui.


 


Ela estendeu a taça e disse:


 


----Vamos ficar.... você podia pegar aquele livro de feitiços que você encontrou na Albânia...a gente podia analisar alguma coisa juntos.. assim passamos o tempo.


 


Ele correu lá pra cima e pegou um livro que ele havia achado em um suposto esconderijo de Voldemort, havia feitiços horrorosos descritos ali. 


 


---- Realmente impossível ficar no quarto.... até as paredes parecem estar balançando.


 


Hermione revirou os olhos e se enrolou no sofá, Harry sentou ao lado dela , conjurou uma manta e cobriu os dois.


Ele sentia o perfume dos cabelos dela, e o calor que emanava do corpo dela. Ele mantinha o livro pesado em seu colo e ela se curvava para analisar as figuras desenhadas à mão, de como proceder com os feitiços e figuras de pessoas já com a maldição no corpo. Eram coisas horrorosas.


 


---- Isso me dá arrepios... jamais pensei que o ser humano fosse tão cruel.... ela disse apontando para a figura de uma pessoa sendo torturada por um monte de insetos que cobriam seu corpo.


 


---- Acontece Mione que ele não tem um pingo de humanidade... acho que é por isso que não conseguimos matá-lo. Disse ele amargo.


 


---- Onde e como conseguiu o livro??? Disse ela se virando para ele e se encostando um pouco nele.


 


---- Lembra quando ele estava na Albânia??? Então, fui para lá, e consegui rastrear ele pelas desgraças acontecidas inexplicavelmente em um vilarejo pequeno, escondido em um vale. Um dia quando estava quase desistindo, fui até um lago e de lá vi uma gruta, havia um senhor que estava voltando para casa com uns peixes em uma cesta e eu perguntei a ele sobre aquela gruta e aquele lago... ele me disse que corria a lenda de que havia uma criatura que saia a noite e se alimentava de sangue... e que ela havia sido avistada há pouco tempo... então fui até lá... era bom demais para ser verdade.


 


Hermione estava grudada na narrativa de Harry.


 


----Quando cheguei perto, o homem me disse que era impossível atravessar a entrada da gruta... algo estranho acontecia a quem tentava entrar... o pé ficava grudado no chão e a pessoa tinha que largar os sapatos ali... vi pelo menos 3 pares de sapatos grudados no chão... o senhor que estava comigo não quis se aproximar e me chamou de maluco quando eu tentei entrar...


 


---- Meu Deus Harry.... disse ela colocando as mãos na boca e pensando no que poderia ter acontecido com ele.


 


---- Pois é... imaginei, nas minhas andanças com Dumbledore, aprendi que as vezes era preciso pagar um preço para se entrar em algum lugar enfeitiçado, então peguei um espinho enorme de uma planta ao lado e rasguei parte do meu braço e deixei o sangue pingar na pedra da entrada da gruta... automaticamente o meus pés foram liberados e consegui entrar...


 


Ela pegou o braço perto dela e olhou, havia uma cicatriz grande na parte inferior do braço. Ela manteve a mão ali, acariciando inconsciente a cicatriz.


 


----Quando entrei, vi várias coisas espalhadas, inclusive acredito que ele deve ter algum outro animal de estimação, pois vi pelo menos duas peles de cobras num canto. Vi uma pedra que se destacava e avancei para removê-la... não consegui... havia outro preço a ser pago... ainda bem que estava com o espinho ainda na mão e rasguei ainda mais o braço e deixei o sangue fluir... o local me deixava fraco... a pedra deslizou e eu peguei o livro.


 


---- Por isso a cicatriz tão grande....  ela disse acariciando a cicatriz dele.


 


---- Pois é, tenho uma coleção delas... o espinho que peguei era venenoso, nem pensei nisso na época. Fiquei com medo de ficar ali e ser perseguido. Aparatei em Londres e fui direto para uma pensão... fiquei delirando por vários dias.. até que a dona da pensão, começou a tratar de mim... agora sei que ela era ninguém menos que Dumbledore.


 


---- Porque não procurou a gente?? Ela disse magoada.


 


---- Não estava preparado... estavam todos muito magoados comigo e minha jornada tinha apenas começado. Ele disse acariciando a mão dela.


 


---- Tem muita coisa que não sabemos ainda não é? Disse ela se virando para encará-lo.


 


---- Tem... tem coisas que nem valem à pena comentar....disse ele amargurado, e acariciando o rosto dela.


 


----Vai um dia contar pra gente???


 


---- Vou um dia contar a você... acho que seria a única que poderia me entender...


 


---- Mais cicatrizes??? Ela disse penalizada.


 


---- Muitas.... mas cada uma com uma história. O Draco tinha razão de me chamar de cicatriz...


 


---- E essa aqui??? Ela disse passando a mão na testa dele.


 


----Fria como gelo... não entendo Mione...não era pra estar assim.


 


--- Talvez ele tenha achado uma maneira de bloquear este sinal contigo e acionado algo que faz você ter as visões...


 


--- Não sei.. já pensei em tudo.. não consigo achar uma explicação plausível.. ele passava as mãos nos cabelos em um gesto desesperado e ela se aproximou, pegou as mãos dele e disse:


 


---- A gente vai achar... eu te prometo...


 


Ele a olhou e disse:


 


---- Sinto falta disto.... da nossa cumplicidade .. de nossas certezas... de estarmos assim, juntos, enrolados debaixo do cobertor... disse ele pegando o rosto dela entre as mãos..


 


Ela não se moveu, ele avançou mais e disse:


 


---- Sinto falta do seu cheiro... do seu toque... do seu gosto .. os lábios dele estavam quase roçando os dela.. o hálito dela misturado ao vinho... ela estava zonza e sabia que não era o efeito do vinho...era Harry... Harry embriagava seu ser, a confundia, a deixava sem ação...


Ele passou de leve os lábios sobre os dela, ela entrelaçou automaticamente as mãos no pescoço dele e foi o sinal que ele precisava. Ele encostou os lábios nos dela e foi como se uma corrente elétrica passasse pelo corpo dos dois. Um gemido mútuo foi compartilhado por eles.. um gemido de aprovação, o beijo era ávido e cheio de desejo.. um beijo cheio de significados.


 


Hermione se deixou levar... não havia raiva, nem más lembranças... nem o que perdoar.. de repente, ela estava ali novamente, na sala da mansão Black, tentando seduzir Harry ... era como se o tempo não tivesse passado.


 


O beijo dele foi ficando mais invasivo e mais tentador, ela acompanhava o ritmo sem perder nenhum movimento dele. Ele a colocou no colo dele, no gesto característico dele de quando eles namoravam... ela ficou de frente pra ele, em seu colo com as pernas, uma de cada lado... essa posição a fazia sentir toda excitação de Harry, ele a pressionou em seu colo e ela gemeu de prazer.. ela esta ali toda entregue.


 


Harry passou a mão pela blusa de pijama dela, ansiava por tocar sua pele, ele tocou a pele das costas dela.. acariciando em movimentos lentos a espinha dela.. ela arqueava o corpo de desejo e se entregava mais ainda às sensações. De repente ela sentiu que também queria tocá-lo e começou a abrir a blusa do pijama dele. Ele agora estava ocupado em beijar o pescoço dela, e fez um movimento para ela terminar de tirar a camisa dele.


 


Ela se afastou e olhava o peitoral perfeito dele, seu abdome deveria estar listado entre as maravilhas do mundo. Ela passava a mão pelo corpo perfeito dele, lasciva e insinuante. Ele jogou a cabeça pra trás e gemeu...  ele não se atreveu a falar nada, com medo de que ela recuasse. Mas não havia sinais de recuo em Hermione, apenas de aceitação... ela abriu o primeiro botão de seu próprio pijama, em um convite explícito para ele terminar a tarefa... ele não perdeu tempo... abriu os botões, um a um.. alternando beijos e olhares ardentes para ela.. como se dissesse em cada uma das vezes o quanto a desejava.. Hermione mantinha fixo o olhar nele. Isso o deixava extremamente excitado. Ela ajudou-o a se livrar da blusa do pijama e ela se arrependeu de não ter colocado um sutiã mais sexy.


 


Harry a tratava como se fosse feita de vidro, tamanha a delicadeza que ele passeava as mãos pelo corpo seminu de Hermione.  Ela arrepiou quando ele começou a descer os beijos pelo vale dos seios dela, trabalhando no fecho do sutiã, que ele habilmente abriu com uma só das mãos.... ela suspirou... ele ainda a acariciava sem tocar os seios.. ele tocou-os por cima do tecido e ela gemeu alto. Ele a posicionou no colo dele, era impossível deixar de sentir a ereção de Harry pressionada contra seu sexo... ela ainda estava com a calça de pijama..


 


Ele tirou lentamente o tecido que cobria os seios dela e atirou para longe o sutiã. Ele se abaixou para prová-los.. o prazer de Hermione era quase dolorido... ela jogou a cabeça pra trás e comprimiu mais o corpo dela contra o dele... ele gemeu e disse:


 


---- Você é linda... senti tanto sua falta... hummm disse ele enquanto ela rebolava em cima dele vagarosamente, fazendo-o ficar mais excitado ainda.


 


Ele se concentrou no outro mamilo, chupava e brincava com a língua enquanto a outra mão acariciava lentamente o seio.


 


---- Eu também senti sua falta... disse ela puxando levemente o cabelo dele e direcionando sua boca para a sua, num beijo puramente erótico.


 


Harry contornou com os dedos as costelas dela e o umbigo, fazendo-a gemer contra sua boca... ele chegou na borda da calça dela e ela ofegou e disse:


 


---- Hoje não... não aqui....disse ela ofegante.


 


---- Preciso te tocar... não agüento mais.... sonho com você todos os dias... ahhh... disse ele quando ela pressionou de forma insinuante sobre ele.


 


---- Vamos devagar, sim... e aqui não... por favor Harry... você entende??? Disse ela beijando o pescoço dele..


 


---- Entendo... mas posso fazer pelo menos isso... disse ele insinuando a mão dele, por cima do pijama, em direção ao sexo dela, com a explícita razão de tocá-la sobre o tecido.


 


Ela ficou esperando o movimento dele e disse fracamente:


 


---- Pode.. ahhhh .. pode .. disse ela fraca pois ele a havia tocado e todas as suas terminações nervosas pareciam ter sido acionadas.


 


Harry a acariciava lentamente, mas sabia exatamente onde a tocar, apesar da barreira do tecido, que era fino.. ele sabia como fazê-la sentir prazer... ele estava prolongando o máximo o prazer dela, e adiava o seu orgasmo quando percebia que ela estava perto do clímax.  Ele continuava dando uma atenção especial aos seios maravilhosos de Hermione, ele jamais se cansaria deles, os provava como se fossem  cerejas mergulhadas em marshmallow... ela pressionou o corpo contra ele, impaciente para senti-lo mas fortemente, ele movimentou mais rápido sua mão e toque se tornou mais erótico e invasivo e Hermione sentiu uma pontada de prazer subindo por todo seu corpo e se concentrando no ponto onde Harry a tocava... foi inevitável gritar ou unhar as costas dele no processo... ela teve um orgasmo avassalador que sacudia o corpo todo dela enquanto ela se agarrava a ele e dizia palavras desconexas...


 


Ela relaxou no colo dele e percebeu que ele ainda estava excitado, é claro... ele se concentrara nela... ela o beijou suavemente e disse:


 


---- Senti sua falta.... senti falta de estar com você assim...


 


Ele sorriu e a beijou de volta e disse:


 


---- Eu também....


 


Ela ainda estava sentada no colo dele e começou a fazer movimentos intencionais de vai e vem, em cima do membro rígido de Harry.. ele ofegou... ela olhava nos olhos dele e começou a intensificar os movimentos..  sempre olhando-o sem desviar o olhar... ele fechou os olhos um segundo para sentir direito o que estava acontecendo... ela o estava masturbando de uma maneira incrível.... sem usar as mãos.... ele não agüentaria muito tempo..ela beijou o pescoço dele, e dera uma mordida de leve.. só para despertá-lo.. e voltou a encará-lo... intensificando novamente os movimentos, ele a acompanhava agora... e gemia, junto com ela.


 


Pra ela era muito prazeroso, depois do orgasmos ela estava sensível e estes movimentos a excitaram novamente... eles ofegavam juntos... Harry agarrou o quadril dela, guiando ela nos movimentos e chegaram juntos ao orgasmo se abraçando.


 


Trocaram um último beijo naquela posição.. e palavras não eram necessárias.. ele a puxou contra si, o sofá era bastante largo para acomodar os dois, ele arrumou as almofadas e ficaram virados uma para o outro se olhando.


 


Ela passou a mão no rosto dele, e desceu pelo peito dele, e pelas costelas, em uma cicatriz que ela não conhecia... e disse:


 


---- E essa aqui???


 


---- Essa foi um dia que fui pego na  Colômbia, por um Comensal, ele não usou magia, simplesmente passou um estilete em mim... mas foi superficial porque me virei rapidamente... e ele sumiu sem deixar rastros.


 


---- Doeu??? Sangrou muito??


 


---- Um pouco... não tinha aquele bendito pó que você usou em mim da última vez, fiz uma atadura com a minha camisa, para estancar a hemorragia...


 


Ela beijou a cicatriz e disse:


 


---- Não queria estar longe de você tanto tempo...


 


---- Nem eu queria que você estivesse longe... ele disse para uma Hermione sonolenta, o vinho e a sessão de amassos tinha sido esgotante para ela.


 


---- Não saia mais de perto de mim.... quando você sai de perto de mim, você se machuca.


 


---- Nunca mais... não gosto de me machucar princesa.


 


Ela sorriu e encostou a cabeça no peito dele.. com a sensação que estava em casa.


 


Ele beijou o topo da cabeça dela e disse:


 


---- Eu amo você...


 


----Eu também amo você.. disse ela baixinho e caindo no sono profundo.


 


x/x/x/x/x/x/x/x/x//x//x/x/x/x/x/x/x/x/x


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.