FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Castelo ruído


Fic: A MISSÃO --Quando ódio pode virar amor -


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


A guerra tinha acabado, mas os problemas não. Era quase ingenuidade acreditar que com o final da guerra as coisas voltariam a ser como eram antes pois, quando muita coisa é feita ou dita, as marcas formadas são profundas demais para serem esquecidas tão facilmente. As perdas ocorreram dos dois lados, mas tentar continuar a vida era necessário e foi o que Hermione fez.


O desejo de justiça mudou a profissão que ela pretendia seguir. Decidiu então ser uma auror e combater o restante da corja de Comensais que ainda estavam à solta.


 


               


***********************


 


Alguns anos se passaram e hoje Hermione era uma auror de sucesso, respeitada no seu trabalho, mas infeliz em casa. Tudo que ela havia sonhado durante anos tinha se realizado: casada com o homem que amava, uma carreira de sucesso e como cunhado seu melhor amigo, porém nem tudo é tão perfeito quanto aparentemente é. Ao invés do paraíso prometido, seu casamento tinha se tornado quase um fardo, cada novo dia uma nova briga ocasionada por inúmeros motivos, mas em especial por dois recorrentes; Rony queixava-se do excesso de trabalho e Hermione dizia que já havia passado a época deles terem um filho.


A verdade era que, com o passar do tempo, Rony incomodou-se com o sucesso da mulher no trabalho, e ainda que ele não quisesse admitir, com o quanto ela era melhor do que ele e não com o aparente excesso de trabalho. A verdade é que Hermione sempre foi mais inteligente que ele, Mesmo sabendo da existência de aurores mulheres, ele achava que ela não daria conta do trabalho,  pois isso era trabalho para bruxos e não bruxas. Ele, porém, não poderia estar mais enganado. Hermione provou ser um trabalho para mulher quando  saiu-se melhor que quase todos os homens da classe.A única pessoa que havia se saído melhor que, ela era Harry. E mais uma vez Rony havia ficado atrás de Hermione e Harry.


A competição entre os dois era inevitável, mas para tentar manter o amor e o casamento, Rony tentava ignorar ao máximo essa competição, porém por mais que tentasse esquecer, a frustração não deixava.  Essa frustração já estava enraizada, à medida que nunca conseguia ser o primeiro em nada, não era o filho mais inteligente, nem o mais aplicado, era simplesmente Rony, até mesmo em Hogwarts onde não passava do “amigo do Harry Potter”. Como auror esperava se tornar alguém respeitado e conhecido, só que com o sucesso da esposa ele havia se tornado “o marido de Hermione”.


Com o tempo essa competição velada foi pesando demais no relacionamento dos dois, as palavras de carinho foram dando lugar às cobranças e os afagos a brigas. Como conseqüência, Hermione foi ficando mais tempo no trabalho para adiar as brigas, mas trabalhando as brigas pioravam , porque afinal esse era o real motivo, mesmo sem Hermione saber.


Uma coisa quase imperceptível foi acontecendo, no lugar da garota doce e determinada que existia no colégio, o casamento foi tornado Hermione amarga.


O sol ainda nem tinha aparecido completamente, o céu ainda possuía um brilho azulado que só acontece quando a noite vai dando lugar a luz do dia. Ao entrar na cozinha depois de voltar de uma missão, Hermione encontrou Rony parado ao lado da pia esperando com uma expressão fria no rosto.


- Você sabe que horas são?-Pergunta Rony com uma expressão que havia se tornado ainda mais fria, não era uma expressão de preocupação.  


- Sei, mas avisei que chegaria mais tarde hoje Rony. – disse Hermione não conseguindo conter a expressão de surpresa, não esperava encontrar Rony tão cedo em pé e muito menos a sua espera na cozinha.


- Trabalho, trabalho e mais trabalho! Você só pensa nisso agora.- A expressão fria não saia do rosto de Rony.


- Não é verdade Rony, eu penso em você sempre, é para o nosso futuro também que eu trabalho.


- Mentira! Você é uma grande mentirosa! Não é por nós coisa nenhuma, você faz isso por você, pra ficar ainda mais conhecida, mais adorada, mas não precisa, você já é perfeita no que faz Hermione Granger, você não percebe?!- Rony começou a falar tudo que tinha guardado dentro de si por tanto tempo.


- Não entendo porque está falando assim comigo Rony, o que eu fiz pra você? – Hermione falava isso com os olhos marejados, realmente ela não tinha idéia do que estava acontecendo.


- Não entende é? Tá se fazendo de burra, é Hermione? Mas isso é uma coisa que você não é! Egoísta, metida, sabe-tudo, isso sim você é, agora burra você nunca foi, é esse seu problema, droga! Você não dá espaço para ninguém, não tem como ser alguém bom com você ao lado. Eu odeio você por isso! Não consigo ser nada além do “marido da Hermione”, que droga! Por Merlin quando vou conseguir ser alguém, e isso é tudo sua culpa, toda sua. Não sei como eu consegui viver com você todos esses anos, eu te o-d-e-i-o!


- Eu que te odeio Ronald Weasley, te odeio e principalmente me odeio por ainda gostar de você e por nunca ter percebido o idiota que você é! – Antes mesmo de acabar de dizer isso, Hermione foi correndo pro seu quarto chorar.


Depois de perceber que o casamento que tinha apostado e a vida que levava era, na verdade, um fracasso, chorar era a única coisa que lhe restava. Como não tinha percebido essa inveja, esse ciúme que o Rony sentia por ela?


Tentando encontrar a resposta para uma pergunta que ela nem sabia qual era, começou remexer em suas coisas antigas. Quem sabe olhando o passado entenderia o fracasso do seu presente. Quando estava olhando “Hogwarts: uma história” caiu das páginas do livro um bilhete. –Não acredito que esse bilhete ainda existe!- Foi o pensamento que ocorreu a Hermione quando olhou para o bilhete caído no chão.


Ao abrir o bilhete encontrou escrito:


 


Minha querida.


Trocar bilhetes com você tem sido a melhor coisa que me aconteceu nos últimos tempos.


Muito obrigada por existir.Suas palavras são a melhor parte do meu dia.


Te adoro minha querida...


Beijos...


 


PS: No mesmo lugar amanhã.


 


Ao terminar de ler um esboço de sorriso surgiu no rosto de Hermione, fazia muito tempo que não lia palavras doces direcionadas a ela.




**********************************************************************


Nota da autora:


 


* Esse primeiro capítulo foi escrito com intuito de contextualizar as pessoas para como está a vida de Hermione.


* Machista o Rony não? Como assim só homens podem ser aurores?


* Com o decorrer dos capítulos vou explicando o que aconteceu com o resto dos personagens.


*Quem será essa pessoa misteriosa que Hermione está trocando bilhetes? Será o Rony? Será outra pessoa?


*Para a continuação da história é necessário que as pessoas comentem, sem comentários, não vou continuar, porque vou entender que vocês não gostaram...


 


*E principalmente obrigada por ler minha fic. É a primeira vez que escrevo uma fic longa, espero que gostem...


 


Beijos


Bru Black ( Bru Santeiro)


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.